Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Crises institucionais

Para quem achava  que a política estava muito monótona, os últimos vazamentos privilegiados provocaram um apocalipse político no país. Não é pouca coisa não, de um lado o nome mais importante do PMDB no momento, Michel Temer, e do outro, o nome mais importante do PSDB, Aécio Neves. Um é presidente do Brasil, o outro é presidente do maior partido da atualidade, PSDB, pelo menos segundo a última eleição.

Acontece que as últimas eleições para prefeitos e vereadores deixaram claro a decadência do partido do PT e aliados. Só que não, já que o PT nunca foi muito forte nessa esfera política: municipal. Os antigos aliados do PT abandonaram a esquerda, alguns mudaram de nome e outros pretendem mudar, na esperança de não perderem os políticos que ainda estão juntos.

Como eu disse no outro blog,  Temer não se expôs tanto, sabe que quando abre a boca só sai besteira. Já no caso do Aécio, nunca se ouviu tanta m**** na história desse país.

Para evitarmos os palavrões, poderíamos falar na língua dos “milhões”: a irmã pediu um milhão para comprar um apartamento para a irmã, o irmão pediu dois milhões para custos judiciais, etc.

Mas não foi só isso, não é mesmo? A linguagem  usada e a maneira de fazer política, assustou, e isso causou revolta em todo mundo,  nem a Globo conseguiu se conter, afinal, havia um script, e a ordem reversa do golpe seria muito importante.

É importante destacar que os irmãos Batista sabem muito bem como funciona a máfia midiática no país, mas é preciso destacar também o interesse da mídia estrangeira no país mais importante para o fim da fome no mundo. Os irmãos Batista aproveitaram isso para mostrar ao mundo o que está acontecendo aqui, protegendo provas no exterior, inclusive com dupla cidadania, bem ao estilo global de fazer negócios. Lembramos que o escândalo envolvendo a máfia da Globo e a FIFA, CBF, COI. desapareceu, depois de ser encaminhado para os EUA, já que a Globo é uma ferramenta política dos USA e UK.

Eu fico me perguntando o que poderia ter dado errado nessa estratégia golpista:

A – Acordo da PGR, Janot, com os irmãos Batista, JBS,

Não faltaram críticas a este acordo obscuro que protegia os irmãos Batista em troca de uma delação premiada cujo objetivo  sempre foi político, até o impeachment da Dilma fora com objetivos políticos, onde o vice foi protegido para fazer toda a sujeira, assim como  no impeachment de Collor.

A última delação dos irmãos Batista demonstrou claramente o que todo mundo já sabia: Ainda há muito material  guardado para ser vazado como prova de crimes de autoridades que ainda estão intocáveis. Isso explica porque Marcelo Odebrecht está preso e agora os irmãos Batista também.

Trata-se de controlar os possíveis delatores, fazendo com que as delações premiadas voltem a ser seletivas, ou seja, atingindo alvos específicos. Talvez os irmãos Batista já soubessem de seu futuro e decidiram aproveitar os últimos dias de Janot para explodir a última bomba política a que eles teriam direito.

Apesar da Globo ter sido pega de surpresa, a informação foi direto para a internet, antes de chegar a TV, o que provocou um alvoroço da mídia em torno do oglobo ponto com, a Globo continuou com o privilégio do furo, apesar de mais nada ter sido acrescentado.

Janot fez questão de deixar a bomba para o final, o que fez com que o Governo fizesse uma caça implacável por flagrantes de Janot, e acabou conseguindo uma foto comprometedora.  Outro que vem sofrendo nas mãos do jornalismo investigativo é Gilmar Mendes, supostamente o homem mais forte do judiciário, já que participa de todos os Supremos que se conhece, desde STF até TSE. Fotos de Gilmar em casamento, apadrinhamentos e amizade com Aécio.  Marco Aurélio  continua lavando as mãos e deixando claro que crise política deve ser resolvida por políticos, ele foi responsável por devolver o mandato de Aécio e continua votando contra a cassação de mandato do presidente do PSDB.

A situação de Aécio e  Temer tem muito em comum, quanto mais eles insistem em se manter no poder, maior é o desgaste de seus respectivos partidos. Caso eles não renunciem imediatamente, o escândalo tende a se espalhar para outros políticos que já foram citados outras vezes, como é o caso de Jucá.

A suspensão do mandato de Aécio pelo Supremo, causou surpresa, mas desta vez vei com uma agravante, recolhimento noturno, ou seja, Aécio já não está sendo tratado apenas como um réu político, mas como um criminoso, tanto que o Senado reagiu imediatamente, dizendo que o STF não  teria autoridade para prender Aécio.

O STF não só encontrou uma cláusula indicando  a legalidade do recolhimento noturno através do judiciário, como insistiu na ideia de que o recolhimento não é uma prisão, além de ser provisório, tendo a mesma função da suspensão de mandato, não consiste numa decisão final de processo. O Senado continua insistindo que não está havendo isonomia de poderes.

B – Isonomia dos poderes

A insistência ridícula na isonomia dos poderes chega a ser fundamentalista, muitos senadores sequer sabia que havia a cláusula do recolhimento noturno, medida que é cautelar e provisória, enquanto durar a suspensão do mandato.

A hipocrisia dos Senadores, principalmente  de quem já foi citado na lava a jato, foi irônica. Ao mesmo tempo que eles insistem que Aécio é criminoso, dizem que o STF não poderia suspender um senador, apenas o Senado poderia. Seus eleitores devem estar orgulhosos de suas teses que ignoram  que a lei existe.

A isonomia dos poderes para o senado significa que: só o Senado pode cassar e prender um senador; só o  STF pode cassar e prender um juiz da Suprema Corte e, pasmem, só o Presidente do Brasil poderia cassar e prender a si mesmo.

Eles se esquecem que o processo do STF ainda tem de voltar para o senado e que nada é definitivo, apenas cautelar, relativo ao próprio processo contra o senador. Alguém precisa avisar a máfia que eles estão perdidos.

C – Crise no judiciário

Por que Marco Aurélio tem tanto medo de uma medida que certamente será breve, durando apenas enquanto o processo tramita no Supremo Tribunal Federal?

Os Senadores mais moderados já deixaram claro sua intensão de aguardar até que o processo chegue ao Senado, para que assumam o seu papel, mas os senadores hipócritas passaram a atacar o STF. O que poderia parecer defesa do estado de direito, acaba sendo visto como medo de ser submetido ao mesmo tratamento no futuro, por parte da Suprema corte.

Cristóvão Buarque, o mais novo filósofo do senado, demonstrou toda sua habilidade de pensador político, dizendo que o STF está errado, mas que isso poderia ser evitado se o Senado tivesse feito a sua parte e cassado o Senador Aécio Neves, só se esqueceu de dizer que não leu o parágrafo no qual o STF se baseia. Resumindo: os líderes de partido já consideram Aécio cassado, quando na verdade o processo nem voltou para o senado para ser votado.

Chegaram a pedir votação de requerimento ao STF em caráter de urgência, deixando claro que as próximas decisões do STF deverão ser encaminhadas ao congresso acompanhadas de cópias das respectivas leis.

D – Crises institucionais

A operação lava a jato deixa bem claro que a República de Curitiba foi longe demais com suas decisões judiciais seletivas. É como se todo o país estivesse ligado apenas a uma operação judicial, ditadura jurídica. Isso é muito curioso porque Curitiba sempre foi a capital da lavagem de dinheiro e aqueles que julgam hoje, são os mesmos que eram corrompidos no passado, ocultando processos contra a Globo e outros magnatas e políticos corruptos. Os irmãos Batista  demonstraram que a prisão de Marcelo Odebrecht era um caso isolado de prisão de corrupto e delator.

Podemos ver a operação lava a jato como um desmanche do sistema político econômico do país na intensão de uma nova remodelação dos poderes, poderosos, mercado de capitais, políticos e repatriação de dinheiro dos paraísos fiscais, constituindo uma lavagem de dinheiro perfeita, totalmente legalizada. Isso sem falar nas privatizações e negociatas. A situação só não está pior porque os EUA não tem tanto dinheiro quanto a China, nem tanto interesse em investimentos no país também, aliás, os EUS nunca tiveram interesse em investimentos corporativos no país, apenas investimentos em conspiração política e monopólio midiático.

E – Fora de Brasília

No Paraná, o processo contra Beto Richa se arrasta, deixando o PSDB cada vez mais decadente, já que Richa teve o maior percentual de votos para governador na última eleição.

A situação política no Paraná  é um bom exemplo de que  o mando político no país só ficará claro nas próximas eleições para presidente, governadores, deputados e senadores, quando finalmente saberemos qual a percepção política dos eleitores brasileiros e qual é o nível de manipulação midiática ao qual eles estão submetidos, além de sua própria inteligência, naturalmente.

By Jânio

Interesse da Globo no Governo do Brasil

 

Anúncios

setembro 30, 2017 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Inmigración: El poder de la máfia

Transmitido ao vivo há 3 horas

Este viernes en ‘El Zoom’ debatimos sobre si las políticas de la UE sobre la crisis migratoria son correctas o si existe un plan tras ellas. ¿Están las mafias tras la llegada masiva de personas a países como Italia o Grecia? ¿Europa tiene realmente un plan o se limita a adaptarse a la situación? ¿Quién está detrás de algunas ONG denunciadas por las autoridades por su forma de actuar? Javier Rodríguez Carrasco intenta desvelar el papel que juegan las mafias en este tsunami de trata de personas.

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

julho 21, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , | Deixe um comentário

PEC 241 é anti-democrática

outubro 22, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

PEC 241 pode destruir economia do país

outubro 22, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Quais as causas da crise política no Brasil

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, enfrenta um processo  que pode levar o país a uma crise política de magnitude insólita. Será que o país chegou a um ponto sem retorno? Será que vamos ver a presidente abandonar o cargo antes do tempo? Que efeito terá esse julgamento político? RT e Telesur analisam esta crise política.

Na terceira parte de “En la Mira”  – o programa em que a RT e a Telesur destinam-se a esclarecer os aspectos  que normalmente ficam ocultos na cobertura mediática – a correspondente e apresentador da  RT, Aliana Nieves e o apresentador da Telesur, Rey Gomez, analisam a crise política e o futuro da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que está passando por um processo  conhecido como ‘impeachment’.

Rousseff é acusada de ter violado a Lei de Responsabilidade Fiscal, em seu país, ao usar parte dos orçamentos dos bancos públicos para cobrir os programas do governo. No entanto, a razão pela qual a presidente é julgada parece estar sendo tratada em segundo plano.

A falsa bandeira da corrupção é usada para derrubar governos que antagonizam com interesses imperialistas.

Dilma  se declarou inocente do crime de responsabilidade fiscal e, após a apresentação das contas em 2014, o Tribunal de Contas brasileiro rejeitou. Esse foi o último ano de seu primeiro mandato, ano em que ela se reelegeu depois de uma eleição presidencial em que venceu por três milhões de votos.

O comportamento de alguns parlamentares na noite  da votação do ‘impeachment’, confiantes de que iriam conseguir a destituição de Rousseff, combinava com os titulares de vários meios de comunicação que já certificavam a derrota da presidente do Brasil. Entre estes incluíam vários jornais americanos como The Wall Street Journal, que afirmou que “a presidente Dilma Rousseff estava preparada para a queda”, ou o  ‘The Washington Post’, que afirmou que “a batalha contra o impeachment no Brasil ainda não acabou, mas parece sombrio para a presidente Rousseff “.

Além disso, os apresentadores da Telesur  e RT analisam o possível envolvimento dos Estados Unidos. Para fazer isso, Aliana Nieves faz um paralelo entre a atual crise política no Brasil e o caso do presidente do Paraguai, Fernando Lugo , a quem seu parlamento destituiu em 2012 por “responsabilidade política”. Naquela época, a atual embaixadora dos EUA no Brasil, Liliana Ayalde, ocupava o mesmo cargo no país vizinho.

Ao mesmo tempo, dos 367 deputados que votaram a favor da “impeachment” contra Rousseff, 303 enfrentam processos por corrupção.

Ao mesmo tempo, dos 367 deputados que votaram a favor do “impeachment” contra Rousseff, 303 enfrentam processos por corrupção, incluindo o vice-presidente Michel Temer. Neste contexto, o analista político Beto Almeida acredita que “este processo oculta a verdadeira intenção de desestabilizar a presidente Dilma Rousseff” e “envolve uma série de iniciativas disfarçados por uma acusação sem base real para forçar um processo de ” impeachment ” de natureza geopolítica, o  que poderia afetar seriamente a unidade da América Latina e o  anti-imperialismo “.

“Primeiro, houve uma acusação para condenar a Dilma Rousseff, mas depois buscou-se  um crime que não havia, alegando crime de atividade contábil que se arrastou nos governos anteriores,: usando recursos de bancos públicos para pagar por programas sociais”, explica o analista.

Tendo em conta  que tanto o vice-presidente Michel Temer, quanto o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, são acusados de corrupção, Beto Almeida acredita que “seria um verdadeiro teatro do absurdo” se assumissem a presidência temporária durante o afastamento de Rousseff. “Utilizam a falsa bandeira da corrupção para derrubar governos que antagonizam com os interesses imperialistas, como agora no Brasil, um país de grande  riqueza energética e  estratégica”, diz Almeida.

RT-TV

 

maio 4, 2016 Posted by | Política | , , , , | 1 Comentário

Máfia do PMDB sai do Governo

Donos do Brasil

Imagem BBC

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil

O ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República, Jaques Wagner, disse hoje (29) que pelo Palácio do Planalto recebeu com naturalidade a notícia do rompimento do PMDB com o governo. Para o ministro, o anúncio chega em “boa hora” e abre a oportunidade de “repactuar” o governo com outras forças políticas. Segundo ele, ao mesmo tempo em que perde um “parceiro importante”, a presidenta Dilma Rousseff já promove conversas no sentido de abrir espaço para novos aliados.

Jaques Wagner informou que a presidenta terá uma reunião nesta noite com o núcleo duro do seu governo, da qual poderá participar o ex-presidente da República e indicado para chefiar a Casa Civil, Luiz Inácio Lula da Silva, e que até sexta-feira (1º) deve haver novidades sobre o que chamou de repactuação.

Segundo Wagner, a agenda do governo nesta nova fase será conquistar votos para conseguir barrar o processo de impeachment que tramita no Congresso Nacional contra Dilma, classificado por ele de golpe. “Impeachment sem causa é golpe”, disse. Sobre quais ministros da legenda devem permanecer no governo, Jaques Wagner disse que não sabe ainda, e que a presidenta não conversou com ele após a decisão do PMDB.

“Depende dos ministros e depende da presidenta. Ela está analisando a decisão. O que para nós interessa é que se abriu espaço para uma repactuação do governo. Alguns já falam até internamente em uma nova fase do governo, em que sai um aliado de longa data, [e] mantêm-se outros aliados. Acho que foi bom que [o PMDB] tomasse [a decisão] antes da votação [do processo de impeachment] porque dá oportunidade para a presidenta Dilma repactuar o governo, não apenas para a votação que aproxima, mas repactuar seus dois anos e nove meses que lhe restam”, afirmou.

Leia mais no site da Agência Brasil

02 – Moro pede desculpas ao STF

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O juiz federal Sérgio Moro admitiu hoje (29) ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki que lamenta e pede “escusas” por ter autorizado a divulgação de escutas telefônicas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff. Ao ministro, Moro também disse que não teve intenção de provocar polêmicas, conflitos ou constrangimentos.

“Diante da controvérsia decorrente do levantamento do sigilo e da decisão de vossa excelência, compreendo que o entendimento então adotado possa ser considerado incorreto, ou mesmo sendo correto, possa ter trazido polêmicas e constrangimentos desnecessários. Jamais foi a intenção deste julgador, ao proferir a aludida decisão de 16 de março, provocar tais efeitos e, por eles, solicito desde logo respeitosas
escusas a este Egrégio Supremo Tribunal Federal”, disse Moro.

Leia texto completo no site da Agência Brasil

03 – Governo registra segundo maior déficit mensal da história

Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil

A queda na arrecadação decorrente do agravamento da crise econômica levou o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) a registrar o segundo maior déficit primário mensal da história. Em fevereiro, o Governo Central registrou resultado negativo de R$ 25,07 bilhões.

O déficit primário é o resultado das contas públicas antes do pagamento dos juros da dívida pública. O resultado de fevereiro só não é pior que o de dezembro do ano passado, quando o déficit alcançou R$ 60,727 bilhões. Naquela ocasião, no entanto, o resultado negativo havia sido inflado pelo pagamento de passivos da União com bancos públicos e fundos oficiais por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Leia texto completo na Agência Brasil

04 – Polícia prende acusados do escândalo da merenda

Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil
A Polícia Civil cumpriu, na manhã de hoje (29), sete mandados de prisão e 11 de busca e apreensão, na segunda fase da Operação Alba Branca, em São Paulo. Os alvos das ações são suspeitos de participar de um esquema de fraudes nos contratos para fornecimento de merenda para escolas da rede pública de ensino. Entre os presos, está o ex-deputado estadual Leonel Júlio, que chegou a ser presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo na década de 1970.

O filho de Leonel, Marcel Ferreira Júlio, é considerado foragido. Além de três prisões na capital paulista, foram cumpridos mandatos em Bebedouro e Campinas, no interior do estado.

Segundo as investigações, o esquema, que envolvia o pagamento de propina a agentes públicos, era liderado pela Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), que mantinha contratos para fornecimento de alimentos com diversas prefeituras. A empresa é acusada de fraudar a modalidade de compra “chamada pública”, que pressupõe a aquisição de produtos de pequenos produtores agrícolas. A empresa cadastrou cerca de mil pequenos produtores, mas comprava de apenas 30 ou 40 deles, e adquiria também de grandes produtores e na central de abastecimento do estado, informou o MP.

Leia o texto completo no site da Agência Brasil

março 30, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Crise econômica chega a Dubai

carros abandonados

Carros de Luxo

Mais de 4.300 veículos foram abandonados nas ruas e estacionamentos da capital dos Emirados Árabes Unidos (EAU), Abu Dhabi, no ano passado e ninguém vem buscá-los, relata o jornal local ‘ The National ‘.   Este fenómeno deu origem a numerosas queixas de moradores na região onde os carros estão. 

Outra das cidades mais importantes nos Emirados Árabes Unidos, Dubai, por sua vez, tem cerca de 2.000 a 3.000 carros abandonados. Assim, a Ferrari Enzo (na primeira foto abaixo) é apenas uma das jóias  cujos proprietários decidiram abandonar por razões diferentes.Alguns fugiram do país devido a problemas com a lei, outros porque foram afetados pela crise económica e não poderiam continuar  pagando os  impostos.

ruas de Dubai

Veículos de Luxo

Nos Emirados Árabes Unidos não existe lei da falência,  além disso,  o não pagamento das dívidas é considerado um crime. Como resultado, os donos abandonam seus carros de luxo, às vezes com as chaves, para evitar um processo judicial. Assim, de acordo com a polícia de Dubai, o modelo Enzo, que foram produzido poucos exemplares, foi encontrado abandonado em 2012. Desde então, tem atraído interesse significativo. Em geral, a polícia muitas vezes só pode levar os carros apreendidos a leilão após um período de tempo, por preços às vezes ridículas para o Ocidente, a partir de $ 2.700 dólares cada veículo. Embora, infelizmente, para os colecionadores,  uma Ferrari não possa ser vendida, porque está sujeito a uma questão legal complicada, informa o jornal local ‘7 days ‘.

Enquanto isso, as autoridades da capital já estão  tomando medidas para remover os carros abandonados. Os proprietários serão multados e terão seus veículos confiscados, caso  ignorem os avisos da polícia. Além disso, apesar da lendária Ferrari nas ruas de Emirados Árabes Unidos, um dos países mais ricos do mundo, é possível também encontrar outras marcas valiosas de automóveis, tais como Aston Martin, BMW, Porsche, Lamborghini, Mercedes Benz e outros carros exóticos, coberto de poeira e de escritos feitos pelos transeuntes.

Ruas de Dubai

Crise de Dubai

RT-TV

Chipre – Do paraíso ao inferno

Países mais endividados do mundo

 

fevereiro 7, 2016 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

A bomba brasileira

bomba econômica

Causa da Corrupção

Muita gente acha que a China está “tombando”, mas tombar é diferente de balançar, o que me preocupa é que o balanço de uma economia desse tamanho pode criar uma maré econômica capaz de afetar muitos países próximos a ela. O Brasil é o maior exportador de matérias primas do mundo e, portanto deveria ser o mais afetado, entretanto, apesar de a China ter vivido uma ditadura política durante muito tempo, quando o assunto é economia, a ditadura brasileira é insuperável, o Brasil consegue inverter toda a lógica de liberdade econômica através da taxa SELIC (FHC conseguiu o recorde), impostos altos, fraudes bancárias, monopólio, acordões políticos, injustiça, falta de infra-estrutura e baixo IDH, só para citar alguns exemplos.

Quando o Governo fala em aumentar os impostos, isso significa que o roubo tende a aumentar, lembrando que o roubo a nível municipal e estadual é sempre maior que o federal, mas se a justiça não funciona no topo, STF, não funcionará aqui em baixo, já que toda a máfia é controlada lá de cima.

O Governo foi obrigado a cortar verbas do orçamento e sobrou até para a Polícia Federal. Isso quer dizer que o PT vai ficar parecido com o PSDB, ou seja, não haverá mais escândalos, sem verbas para a Polícia Federal trabalhar.

Voltando ao caso da crise chinesa, que pode ser crise só aqui, já que vivemos constantemente em crises, tudo faz parte do plano de desaceleração econômica que o Governo chinês iniciou há alguns anos atrás, quando a China crescia em uma proporção muito maior que qualquer outro país, chegando próximo aos vinte por cento do PIB ao ano.

Como os EUA decidiram investir mais na economia mexicana – o mercado chinês foi uma utopia – a China teve de mudar também a sua estratégica. O Governo chinês diminuiu o investimento em estatais, já que as exportações para os EUA tende a diminuir, e passa a investir mais no consumo interno que representa pouco mais de trinta por cento, no Brasil o consumo interno ultrapassa os 65%. Então, essa é a causa da fragilidade da economia chinesa, falta de exportação (dependência dela) e investimento, lembrando que a falta de investimento implica em estratégia, política econômica. O consumo deve receber o investimento do Governo e compensar a falta de exportação. O Governo chinês investiu muito em seus parceiros e isso deverá ser revisto agora.

O Brasil continuará sendo uma eterna crise e lembra muito a guerra contra o Estado Islâmico que, depois de vários bombardeiros, a coalisão internacional conseguiu recuperar cerca de treze por cento de seu território, a diferença é que não conseguimos atacar a corrupção, ou seja, aumentam os impostos, aumenta a corrupção, isso é óbvio.

Se o Brasil perde a mamata de exportar matérias primas para a China, sem valor agregado, sem industrializar, perdeu também a mamata de desviar dinheiro através de investimentos feitos pela Petrobrás fora do país, aliás, o preço do petróleo despencou graças as guerras no Oriente Médio. Irã x Arábia Saudita e explosão de bomba de hidrogênio na Coréia do Norte.

No caso da guerra contra o Estado Islâmico, que deveria afetar a Turquia, acabou envolvendo Também a Rússia que teve um avião derrubado durante os ataques turcos. O Estado Islâmico se revelou uma máquina de fazer dinheiro, já que roubava o petróleo para vender para empresas capitalistas, isso sem falar nos saques às obras de arte.

A Arábia Saudita executou um clérigo por espionagem, mas seus aliados se voltaram contra o Irã, e eu fiquei sem entender nada. Foi como se uma guerra bipartidária tivesse se iniciado: de um lado os países árabes e aliados e de outro os fundamentalistas do Irã e Iraque.

Para animar a festa, a Coréia do Norte explodiu uma bomba de hidrogênio. A Coréia do Sul exibiu as imagens que os especialistas disseram ser de um teste nuclear antigo feito pela Rússia, nem os Estados Unidos acreditaram na suposta explosão, mas foi suficiente para isolar ainda mais o país da Coréia do Norte. Pensando bem, quem ficou mais isolado foi o Irã, já que os países vizinhos fecharam suas embaixadas por um crime que o Irã não cometeu, no caso da Coréia do Norte, já estava isolada há muito tempo e não tinha nada a perder.

A Coreia do Norte passa a ser o país mais isolado do mundo, nem a China que sempre apoiou sua soberania contra ataques externos, está disposta a se manter ao seu lado. A resposta da Coreia foi irônica: “A bomba faz parte de uma estratégica político-militar, só será usada em caso de ameaça a soberania do país”. Traduzindo, trocaram o apoio da China pela suposta bomba, já que a bomba não possui nenhum interesse, pior, nem sabem se ela existe.

Eu continuo fingindo acreditar que a Coreia fabricou uma bomba, se bem que poderia ter comprado uma pronta. As mídias de massa admitiram a possibilidade de a Coreia ter fabricado uma bomba de hidrogênio portátil, o que permitiria que tal bomba fosse lançada com um míssil.

Assim eu para de fingir…

By Jânio

Rússia condena teste nuclear na Coreia do Norte

A execução do clérigo Nimr Al-Nimr

Guerra da Rússia contra o Estado Islâmico

janeiro 7, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Tax haven – O inferno da economia americana

O fim do capitalismo

Inferno Fiscal

Eu acredito que tanto o capitalismo quanto o socialismo, ou qualquer outro sistema de governo, sempre precisará de suporte para o poder, sempre foi assim e sempre será. Entretanto, durante séculos, o problema sempre foi controlar as massas, o controle fica ainda menor quando falta o dinheiro.

Por mais ditador que seja um governo, atualmente há uma distribuição muito maior de poder, dinheiro e responsabilidades. Um governo pode encontrar sustentação numa religião fundamentalista, apoio popular, corporativismo e, em alguns casos, na cultura, tradição e bons costumes. Todos esses elementos podem entrar em conflito e provocar o rompimento de algumas regiões em alguns casos.

O fato é que um governo depende de uma classe mais elitizada, aristocracia, que controla uma classe de pessoas ricas e privilegiadas, burguesia, que passa as regras básicas para a classe média baixa, regras que se espalham entre as pessoas mais pobres. Para evitar o não cumprimento dessas regras, muitas artifícios são utilizados, tais como a própria religião, educação, pudor, censura, política e, mais recentemente, a economia e finanças.

Antigamente, o ouro, jóias e pedras preciosas eram utilizados para adquirir apoio e prestígio, assim como as terras. Durante a Idade Média e moderna, influenciados pelos burgueses, o casamento entre membros de famílias reais passou a ser muito comum.

A farsa criada pela falsa democracia nomeia autoridades que sem o apoio do sistema já estabelecido não conseguiria executar as atividades a eles atribuídas. Um político com mandato de quatro anos não teria formas de adquirir poderes suficientes para monopolizar o poder, por isso a burguesia se organizou e passou a controlar o poder através da economia e finanças, com as quais consegue monopolizar as comunicações, passando a ditar o que é certo ou errado, o que é verdade ou mentira. Tudo estava indo muito bem até surgir a internet, para combater a internet, até as TVs pagas se tornaram popular, mas não está sendo suficiente.

Apesar da elitização dos grandes portais da internet, a velocidade com que surgem nova ferramentas e aplicativos fez com que a popularidade dos grandes portais passasse a ser controlado pela vontade dos internautas. Nenhum sistema está livre dessa vontade, nem mesmo os sistemas comprados pela Google. Cada vez que um sistema descumpre essa regra, torna-se menos popular e vê outros sistemas tomarem sua frente.

Através da internet recebemos informações tão rapidamente que não dá tempo de manipulá-las, os fatos e acontecimentos chegam de forma real, inclusive as conspirações e notícias falsas que são registradas em cachê. É assim que descobrimos que os corruptos fazem lavagem de dinheiro, enviando dinheiro sujo para paraísos fiscais.

Para evitar surpresas inesperadas, políticos influentes são indicados para os cargos mais altos, isso evita que sejam alvos de processos e, mesmo quando há processos, eles não tem dificuldade em escapar ilesos.

Estatísticas que mostram dez por cento da população com noventa por cento das riquezas, enquanto que noventa por cento da população possuem apenas dez por cento dessas mesmas riquezas, isso visto de uma maneira otimista, mostrariam apenas as atividades legais desses ricos. Só eles sabem o que pode acontecer com o sistema econômico globalizado, já que só eles sabem onde estão suas riquezas ilegais, caixa dois. Eu diria que nós sabemos também, mas não temos como medir isso, quanto mais controlar.

Os EUA são o país mais endividado do mundo, 14 trilhões de dólares, muito mais que os meros 650 bilhões de dólares de dólares que devem as empresas brasileiras. Como o Governo brasileiro possui cerca de 350 bilhões de dólares em reserva e a iniciativa privada do Brasil está entre os maiores credores dos EUA, cerca de 170 bilhões de dólares, a nossa situação é bem mais confortável que a deles.

Mas, como eu disse, a única certeza que temos é a de que o Governo dos EUA está nas mãos dos bilionários americanos, já que os maiores credores do Governo americano são os próprios bilionários americanos.

Quais as alternativas do Governo?

Durante as últimas décadas, o governo sempre se sustentou com base nas indústrias bélicas, mas quem ganhava dinheiro com isso eram as empresas fornecedoras do governo. O povo americano não tem disposição para guerras e mesmo recrutando uma legião de estrangeiros, as forças armadas tem dificuldade para conseguir recrutar soldados suficientes. Além disso, a população é contra novas guerras. já que as últimas, que nunca terminaram, tem sido um desastre.

Sem as guerras, a saída então seria cortar gastos sociais (saúde, previdência, transporte, educação e outros setores de infra-estrutura) e aumentar os impostos dos mais ricos, diferentemente do Brasil, onde aumentam os impostos dos mais pobres. Acontece que o congresso americano não gostou da ideia, o que deixaria o país à beira de um calote. Um calote dos donos do dólar é tudo o que a China precisa para incluir o Yuan entre as moedas internacionais de comércio global. Se bem que não sabemos até que ponto a China também seria afetada pela crise.

O que sabemos é que não adianta bombardear os países donos do petróleo, já que o maior de todos os problemas estão nos paraísos fiscais, onde se encontram a maioria das contas de corruptos do mundo inteiro, a maioria dos paraísos fiscais controlada pelos americanos e ingleses. Os próprios EUA, entre outros, são considerados Tax Haven, pela facilidade com que os corruptos tem de entrar com dinheiro sujo no país, a maioria dos corruptos brasileiros tem mansões nos Estados Unidos e dinheiro em paraísos fiscais controlados por eles.

Vale lembrar que a Rússia agregou uma região da Ucrânia e foi uma atitude estratégica, já que antes do fato a Rússia avisou os bilionários russos que haviam investido nos EUA, certamente que em outros paraísos fiscais também foram afetados pela crise econômica, como o Chipre. Logo após a crise que não foi econômica, mas política, os EUA passaram a retaliação contra empresas russas. Foi ou não foi estratégica nacionalista?

Uma notícia que me animou foi a de que os EUA pretendiam criar uma lei para taxar fortunas que se encontram fora do país e que pertencem a cidadãos americanos. Eu ainda não verifiquei as consequências em direitos internacionais, mas tenho certeza que os EUA estão entrando novamente num terreno perigoso.

Resumindo: Tudo depende dos interesses dos bilionários, se for do interesse deles que o sistema financeiro mundial quebre, o capitalismo chegaria ao fim, entretanto, como os Rothchilds tem interesse em investir na China, então, eu diria que o apocalipse só está começando e só nos resta rezar muito.

By Jânio

novembro 6, 2015 Posted by | Internacional | , , , | 1 Comentário

Países para onde os americanos fogem

países para americanos

Emigração Americana

Nos últimos anos, mais pessoas migraram dos EUA para a Austrália, Brasil e Alemanha, de acordo com a UniGroup Relocation, uma empresa de mudança.

Esses três países receberam mais pessoas dos EUA nos últimos 2 ou 3 anos, segundo a UniGroup, que não revela detalhes sobre os números exatos sobre as nacionalidades dos imigrantes, por isso não se pode saber com exatidão se as pessoas que se deslocam para esses países tem raízes lá e querem voltar para a terra de seus antepassados, ou se são americanos que emigram.

Alemanha e Austrália tiveram “superávit” de norte-americanos em 2013 e 2012, e no Brasil, o “superávit” ocorreu em 2012 e 2011. Os lugares que experimentaram um fluxo de americanos pelo menos uma vez nos últimos três anos são a China, Suíça, Chile, Emirados Árabes Unidos, Hong Kong, Itália e Japão.

No ano passado, os EUA experimentaram um grande aumento no fluxo de cidadãos e residentes para outros países. Um total de 2.999 pessoas rejeitaram sua residência ou cidadania americana em 2013, três vezes mais do que no ano anterior, quando 932 pessoas fizeram o mesmo.

Fonte: RT-TV

Comentário: Esse número ainda não é tão alarmante como seria, caso as pessoas conhecessem a realidade econômica dos EUA, Inglaterra e outros países ricos, que é gravíssima.

Os americanos mais ricos, orientados por seus assessores, consultores e empresários, já enviaram suas fortunas para o exterior há muito tempo. Recentemente, alguns famosos conhecidos abandonaram o país, entre eles, Terry gillan, Tina Turner e Eduardo Saverin. Eduardo é o brasileiro co-fundador da Facebook, aquele que ganhou uma fortuna não revelada contra Mark Zuckerberg, e enviou todo o dinheiro para Cingapura. Gillan é o famoso ator, diretor e roteirista do famoso grupo inglês Monty Python do cinema.

Naturalmente, a CIA já está investigando a migração de fortunas para fora do país, inclusive, pensando em taxar fortunas de americanos que mantém seu dinheiro nos paraísos fiscais.

Para fugir dos impostos altos, as maiores empresas americanas tem migrado sua produção para o exterior, como a montagem de eletro-eletrônicos na China, cinema no México e Canadá. As maiores séries de TV das últimas décadas, Smallville e X-files, foram feitas no Canadá. Atualmente, os filmes americanos são feitos mais no Canadá que nos EUA, até o Brasil tem participado de pós-produção.

Não, os EUA não vão acabar por causa da crise econômica, erros estratégicos e globalização. Os EUA ainda tem chance de se livrar de toda essa sujeira na qual estão envolvidos, mas será difícil. Acontece que o novo império surgiu da indústria armamentista e, vendo por esse lado, a Rússia e Hitler foram os maiores parceiros no desenvolvimento da América, sem se esquecer de Osama Bin Laden, naturalmente.

Assim como na Alemanha nazista, os EUA ainda tem o maior exército e o mais PIB. O problema é que os gastos em guerra são a causa da sua ruína. O IDH americano parece bom, mas a metade são pessoas marginalizadas e sem nenhuma assistência estatal, lembrando o Império Romano.

Os EUA deixarão o topo dos ricos, em seu lugar ficará a China, tendo a Rússia a seu lado, naturalmente. Uma parceria que lembra a Inglaterra e EUA, nos últimos 100 anos.

A Inglaterra está falida e seus economistas cometendo suicídio, mas o Império Britânico possui países riquíssimos, como a própria Austrália, para onde os americanos estão emigrando, e o Canadá, país que está pagando verdadeiras fortunas pela nova tendência capitalista, as Star-ups.

O capitalismo não pode falir simplesmente porque a China, maior beneficiária do momento, está com mais de 1,5 trilhão de dólares em reservas e, para se livrar dessa bomba, caso o capitalismo quebrasse, passou a financiar seus parceiros econômicos estratégicos, como os latino-americanos de esquerda, fornecedores de matérias-primas e os africanos que, além de serem fornecedores de matérias-primas, também estão entrando no mapa econômico mundial ao lado da China, inclusive aprendendo a falar mandarim.

Por outro lado, os EUA tem as reservas de ouro do mundo inteiro, responsáveis por avaliar as moedas de cada país, tudo guardado em depósitos do Banco Central Mundial. A Alemanha já requisitou a sua reserva, mas os EUA se negaram a entregar.

Alguns países em conflitos com os EUA, vítimas de boicote, já começam a usar petróleo como moeda. O petróleo não é a única moeda possível, sob o ponto de vista macro-econômico.

A última tendência adotada pela UE, pretende introduzir as drogas e a prostituição como parte oficial do PIB. O mundo deverá mudar mais rapidamente, com a ajuda da TI, e não haverá guerra e nem censura suficiente para pará-la. Cada pessoa será cada vez mais responsável pelo seu destino, sua vida e dinheiro.

Comentário: By Jânio

Economia européia vai incluir prostituição e drogas ao PIB

O erro americano

O fim do império americano

fevereiro 17, 2014 Posted by | Internacional, Migração | , , , , | 2 Comentários

Cinco dias para uma catástrofe econômica

colapso econômco

Crise Americana

O mundo poderia acabar em um desastre econômico dentro de alguns dias, se os políticos americanos não chegarem a um acordo o mais rápido possível, alertou o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim.

Dentro de cinco dias, 17 de outubro, os EUA poderiam chegar ao limite de sua dívida federal de 16,7 bilhões de dólares, alertou Jim Yong Kim, o presidente do Banco Mundial. Estamos em “um momento perigoso”, se os políticos americanos não chegarem a um acordo sobre a ampliação do teto dívida para evitar o calote americano, lembrou.

“Aconselho os políticos americanos a encontrar uma solução antes que a dívida atinja o teto. A falta de ação poderia levar ao crescimento dos interesses, especulação, queda de confiança e estagnação do desenvolvimento”, disse Jim Yong Kim, que dirige o Banco Mundial desde 2.012.

“Poderia ser um desastre para o mundo em desenvolvimento, que por sua vez atingiria também os países desenvolvidos”, disse ele.

Fonte: RT-TV

Qual é o preço de uma guerra mundial

Depois do holocausto veio o apocalipse

Revolucionários da terceira guerra mundial

Psicopata norueguês e o ódio de direita

O clube de Bilderberg

Os maiores protestos da história

O lado obscuro da Wikileaks

O erro americano

Aparências reais

Os 25 pontos chaves do nazismo

 

outubro 13, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , | Deixe um comentário

Chipre – Do paraíso fiscal ao inferno

Crise no Paraíso

Inferno Fiscal

O parlamento do Chipre vota não, com zero votos a favor, 39 contra e 19 que não votaram, ao imposto dos depósitos proposto pela União Européia, para liberar 10 bilhões de euros solicitados pela ilha do mediterrâneo.

O imposto extraordinário sobre os depósitos bancários no Chipre teria o objetivo de arrecadar 5,8 bilhões de euros exigidos pela UE para socorrer o país. A UE exigiu o valor mas não especificou quem deveria ser taxado, pequenos ou grandes depósitos.

O parlamento já havia negado a primeira versão do imposto, proposto pela UE. Desta vez a proposta seria 9,9% sobre os depósitos de mais de 100.000 euros e 6,75% para depósitos de valores entre 20.000 e 100.000 euros.

O parlamento queria proteger os depósitos da classe média, até 100.000 euros. A crise do Chipre causou pânico e filas para saques que ficaram restrito a um valor máximo de 260 euros diários, lembrando o sequestro dos depósitos e poupança que ocorreu no Brasil quando Collor governava.

No Brasil o motivo era a inflação exagerada, provocada pelo mercado aquecido. No Chipre o que ocorreu foi o contrário.

Considerado um inferno fiscal, o Chipre aceitava dinheiro de origem duvidosa e sem impostos. Com a crise européia os rendimentos caíram, o país parou de crescer e os investidores decidiram resgatar seus investimentos, provocando o caos.

Texto completo: RT-TV

___________________________________

Senado americano aprovou na madrugada de sábado o primeiro projeto de lei em quatro anos, depois de passar a noite votando muitas emendas.

A medida inclui aumentos de impostos, cortes de orçamento e investimentos de 100 bilhões em obras públicas, visando a criação de empregos.

___________________________________

Rússia planeja construir um oleoduto até o Oceano Índico, através do Paquistão e Afeganistão.

O Oleoduto foi proposto pela Nova Delli e beneficiará também a índia, segundo o presidente da ONGC da Índia, responsável pelo projeto.

Enquanto isso, a maior empresa de gás natural da Índia, GAIL, propôs expandir o gasoduto até a Índia, através da China. Em primeira análise, o território chinês é montanhoso, o que impossibilitaria o projeto, enquanto pelo Afeganistão e Paquistão se tornaria mais viável.

Como a Índia tem conflitos políticos com o Paquistão, isso representa um risco, mas os especialistas garantem que as vantagens econômicas são maiores que os riscos.

Texto completo: RT-TV

__________________________________

Especialistas em finanças afirmam que a crise no Chipre é como um castelo de Cartas. Segundo eles, a Alemanha estaria obcecada por manter o Euro e seria capaz de qualquer coisa para isso, incluindo o sequestro de depósitos.

Os investidores temem que o sequestro de depósitos que ocorre no Chipre, possa também vir a ocorrer na Itália, Espanha, Portugal ou em outros lugares, segundo um eurodeputado. A mensagem que eu enviaria para os investidores é que retirem todo o dinheiro que tenham nos bancos desses países enquanto podem.

“Digam isso às centenas de milhares de britânicos que vivem no sul da Espanha, que pelo amor de Deus retirem o dinheiro desse país”. Em sua opinião o Governo do Reino Unido tinha obrigação de dizer aos seus súditos o que estava acontecendo no Chipre.

“Tudo o que resta fazer agora, é ajudar os britânicos residentes lá, completou”. “Está faltando respeito aos princípios básicos da civilização ocidental, por isso, não devem investir na zona do euro”.

“Seria melhor que se declarasse insolvência aos bônus internacionais, assim o Chipre poderia pelo menos conservar seu setor bancário e uma parte da confiança no país”.

Texto completo: RT-TV

____________________________________

A instabilidade financeira do Chipre pode fazer com que a Rússia volte ao tema da criação de zonas de livre comércio em seu território, segundo o primeiro ministro Dmitri Medvédev em uma reunião com outros membros do governo.

A preocupação russa é com os investimentos de magnatas em infernos fiscais como as Ilhas Virgens Britânicas, Bahamas e outros.

A própria federação russa poderá criar zonas especiais de vários tipos como: industriais, inovações técnicas, turísticas e portuárias.

Dos 90 bilhões de euros depositados no Chipre, 18 bilhões são de pessoas ou empresas russas.

Texto completo: RT-TV

março 28, 2013 Posted by | Resumos Semanais. | , , , , , | 2 Comentários

Novo caos econômico

Fim do Dinheiro

Crise Mundial

Outra onda de colapso econômico está prestes a chegar. Isso é o que prevê o blogueiro Michael Snyder, que fundamentou sua opinião em doze fatores, coincidências, cada um dos quais seria capaz de, por si só, derrubar o mercado de ações em suas áreas específicas.

01) Acima de tudo, o analista destacou a recente revelação de que as compras de ações pelas corporações, que contam com informações privilegiadas, caíram para seu nível histórico mais baixo. Segundo calculou o diretor executivo da “Trim Tab Investiment”, Charles Biderman, este tipo de especulador chega a oferecer, agora, suas ações na proporção assombrosa de 50 por 1 ou de acordo com a demanda.

02) O montante dos investimentos pessoais nos EUA, sofreu, em janeiro, a queda mensal mais drástica dos últimos 20 anos. Segundo informam as estatísticas oficiais, publicadas sexta-feira, caíram cerca de 3,6% (ou 505.500 milhões).

04) O blogueiro inclui entre os três fatores mais relevantes, o anúncio sobre o próximo compromisso de um futuro gerente financeiro, gerir a dívida de Detroit, Michigan. Na sua opinião, estes planos significam que a cidade com certeza vai declarar insolvência, prevendo a maior falência municipal da história dos EUA.

05) O desemprego na Itália subiu para 11,7% e agora está no nível mais alto dos últimos 21 anos. Fora isso, o desemprego juvenil atingiu a marca histórica de 38,7%. Na zona do euro a desemprego chega a 11,9%, marca preocupante que também entra para a história.

06) O analista adianta que o desemprego deve atingir o índice de 30% na Grécia, até o final do ano, já está em 27%. Michael Snyder ainda destaca o percentual incrível de jovens desempregados na Grécia, 59,4%.

07) Os protestos contra as medidas de austeridade em Lisboa e outras cidades de Portugal, também tiveram impacto em sua análise. Foram as concentrações mais massivas da história portuguesa, diz o autor da lista.

08) Goldman Sachs relata ter registrado, em janeiro, que os depósitos bancários caíram em toda a Europa.

09) O Banco central da China se mostrou plenamente preparado para uma guerra de divisas, adianta o blogueiro.

10) O “caso perdido” da Itália fecha a lista de Snyder, que apoia a possibilidade de que o partido do comediante Beppe Grillo, terceiro mais votado nas recentes eleições parlamentares, ajude a desestabilizar o delicado equilíbrio bipartidário, de uma forma ou de outra. É muito provável que haja uma proposta de referendo sobre a permanência ou não na zona do euro, sugere o analista.

Michael Snyder estudou na Escola de Comércio da Universidade de Virgínia e, em seguida, formou-se em Direito na Universidade da Flórida. Trabalhou durante décadas como advogado, em Washington.

Blogueiro destacado, pesquisador, escritor e ativista, cujos projetos mais visitados na internet são os blogs “The Important News” e “The Economic Collapse”.

Fonte: RT-TV

Comentários: Enquanto o mercado acionário e os sistemas monetários amargam a crise, os Bilderbergers e os Rothschilds aguardam o momento de dominar o mundo. Os Rothschilds tem o capital todo investido em vinhos, obras de artes e outras aplicações, menos dinheiro.

Os Bilderbergers são mais sofisticados que os Rothschilds, são banqueiros como os Rockefellers e magnatas que estão nas listas dos homens mais ricos do mundo. Além deles, há muitos homens que negociam mais o poder político que o dinheiro.

Assim como o Império Romano, o Império Americano criou uma sociedade perfeita, sustentada por suas colônias espalhadas pelo mundo, valia tudo. Com a ajuda de mercenários como Osama Bin Laden, a CIA eliminou secretamente ou nem tão secretamente, líderes e ex-aliados pelos mundos.

O Wikileaks tornou-se uma ferramenta importante para a CIA detonar um mercado que já não expandia e que já havia virado uma bolha especulativa, o mercado americano. Detonar o mercado americano foi fundamental para forjar potências e novos emergentes, criando novos mercados.

Tudo parecia ir bem teoricamente, o problema é que a reputação do império é baseado na força do dinheiro, além disso, mercados como o Brasileiro fecharam as portas para a especulação, investimento a curto prazo.

Há muitos países magoados com os americanos e com o resto do G-7, entretanto, o dinheiro continua nas mãos de seus próprios banqueiros e magnatas, que não sabem o que fazer com ele.

Os EUA são um caso a parte, já que são o maior inferno fiscal do mundo. E a globalização não ajuda muito, já que o capital começa a sair e a pobreza a entrar.

Até os mexicanos já pensam em abandonar o país, os brasileiros já estão saindo há muito tempo.

Um fator que pesou muito na queda do império americano, e ainda continua pesando, é a internet. A internet possibilitou acesso as informações verdadeiras, possibilitando a inclusão e democratização de tais informações, nem a Wikileaks foi suficiente para parar isso.

Foi por isso que o socialismo ganhou tanta força, e também porque o mercado de mão-de-obra escrava foi bem aceita pelos magnatas, contrariando as normas dos governos do G-7.

Eu só estou estranhando a demora para o fim do império. Detroit, por exemplo, já vem agonizando há tanto tempo, que já daria para ter se recuperado.

A Rússia que já previa tudo isso, tratou de reforçar a defesa dos países estratégicos para a china, isso porque a Rússia possui uma tecnologia muito mais avançada e disponível para o país que deverá formar a nova ordem no planeta.

Países como a China e Brasil, além de serem bem inferiores a Rússia, tradicionalmente falando, tem impérios fechados onde as crises não afetam o topo da pirâmide. Talvez a uma parte da aristocracia reclame, mas quem deverá chorar mesmo, em caso de caos econômico, deverão ser os mais pobres.

Com cerca de 38% de jovens desempregados, fico surpreso que a Itália já não tenha formado um novo exército fascista. Com cerca de 59% de desempregados jovens, a Grécia poderia dar uma explicação bem mais preocupante, incluindo domesticação, drogas e desmotivação.

A aliança entre a Inglaterra e os EUA poderia ser comparado a aliança da Rússia com a China, naturalmente, hoje em dia as transformações são muito mais rápidas.

Entretanto, a Inglaterra e os EUA tinham uma tradição em comum, o que não acontece entre a China e a Rússia, onde só há interesses. Foi por causa dessa tradição que a Inglaterra ficou entre a cruz do dólar e a espada do euro.

A rainha da Inglaterra sempre deixou claro que era contra o euro, mas deveria ter lutado contra essa globalização há mais tempo. Ela defendia o imperialismo, mas era contra as altas taxas de juros do Brasil, isso é incoerente.

A Alemanha teme que a Inglaterra deixe o bloco europeu, parece que estão prevendo que outros países sairão em seguida.

Enquanto isso, a China prepara-se para se tornar sustentável, com seus gigantesco mercado, mas para isso precisará de matéria-prima latino americana.

Haja matéria-prima.

By Jânio

Fim do Império Americano

Erro americano

março 10, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , , , | Deixe um comentário

Sistemas corrompem

Poder e Dinheiro

Poder e Dinheiro

A globalização foi uma forma disfarçada de liberdade econômica que nunca houve. Foi inevitável para a Europa, lembrando o beco sem saída em que a Inglaterra empurrou a Alemanha, durante a primeira e segunda guerra mundial.

No Brasil, a globalização serviu para mostrar a hipocrisia dos socialistas: o PSDB defendeu abertamente a liberdade de mercado, a privatização, etc. O PT manteve seu discurso nacionalista, mas não pensou duas vezes para privatizar os aeroportos, pensando em construir novos aeroportos em cidades de médio porte.

Só há um sistema temido pela burguesia brasileira, o comunismo.

Nem mesmo o nazismo assustou tanto os ricos brasileiros, como aconteceu com o comunismo, o comunismo não deu certo e a maioria de seus militantes migraram para o socialismo.

Os banqueiros e super-bilionários gostaram do sistema bipartidário, afinal, sua experiência com a unanimidade política, no regime militar, não os agradou.

O curioso é que eles tinham muito medo da tal reforma agrária – e nós podemos imaginar porque – por isso criaram a teoria da conspiração comunista, entregando o governo para os militares.

Naturalmente, os militares acabaram se arrependendo de terem assumido tal tarefa, afinal, o presidente era militar, mas o restante da administração pública era civil. Nota-se claramente a tentativa de manipulação das forças armadas, por parte da burguesia.

Como um país auto-sustentável que se preze, o Brasil deve evitar ao máximo a importação e exportação, isso torna o país muito mais independente. Eu imagino que a Argentina deva ter planejado sua independência muito bem, essa estratégia é rara no mundo inteiro, principalmente para países que dependem muito do comércio internacional.

Se a crise mundial não tivesse afetado a China, que continua impressionando o mundo, esse país teria criado o maior império da história, e em tempo recorde.

Quem decidiu frear o crescimento da China, foram as agências classificadoras de risco, que não gostaram da falta de estrutura e protecionismo dos BRICS, criando um novo grupo, o MIST.

Os EUA pareciam o paraíso dos sonhos de muita gente, mas caíram, mesmo com o monopólio da comunicação. O fato de seus maiores credores serem os próprios banqueiros americanos, não melhora a sua situação.

Se ao invés de bombas, os EUA tivessem jogado livros com informações para os povos desinformados; se ao invés de boicote econômico, tivessem oferecido educação; se tivessem exigido distribuição de renda, em países como o Brasil, ao invés de promover a corrupção, hoje, estaríamos em um mundo muito melhor.

Nenhum sistema político-econômico é igual: o comunismo chinês não é igual ao russo, o socialismo brasileiro não é igual ao alemão, assim como o partido dos trabalhadores também não é. Eu vejo essa mania de adotar sistemas alheios, como uma forma de servidão.

Nem mesmo a tão falada globalização é isenta de problemas, na realidade, esse é o sistema mais problemático que existe, e que varia muito de um país para o outro.

O primeiro mercado comum do mundo, pelo menos que eu conheço, foi a BENELUX, formado pela Bélgica, Holanda e Luxemburgo, os chamados países baixos. Esses são considerados, ao lado dos escandinavos, os países mais desenvolvidos do mundo.

Os países da BENELUX tem boa distribuição de renda e um IDH que o Brasil sequer sonha. Mesmo no auge da crise, eles continuam na lista dos melhores países do mundo para viver.

Canadá e Austrália também são dois bons exemplos de países que estão acima da crise. O sucesso desses países depende de como o gigantesco império chinês se comportará depois da crise.

Eu, pessoalmente, acredito que o poder americano poderia passar a ser chinês, mas isso dependeria de como a China lidaria com suas relações internacionais. Não faria sentido que populações estrangeiras vivessem melhor que a potência do momento.

Assim, os americanos poderiam recuperar o poder na metade rica do planeta, enquanto a China ficaria com a parte pobre.

… mas isso dependerá da decisão dos credores americanos, que também são americanos.

A globalização espalhou o poder dos Bilderbergers pelo mundo, resta saber qual será a sua nova ordem, pior ou melhor que a chinesa.

A china, por sua vez, tem se saído muito melhor que a Rússia comunista do século XX, chegando a oferecer crédito em sua moeda e acordos bilaterais aos seus parceiros. A crise dificilmente derrubará a China, resta saber até onde descerá.

Lembrando que toda crise é benéfica para quem está com mais problemas, já que a crise é um preço que se paga pelo ajuste do que estava errado.

By Jânio

Lista de presidentes e mortos

A farsa da falsa democracia

Filosofia anti-democrática

Maldita burocracia

Veneno Bipartidário

Corporativismo midiático

Políticos que apoiaram o golpe de 64

Cidades com mais homicídios no planeta

PT acerta o próprio pé

O jogo do poder

Uma vergonha para os corruptos brasileiros

Arquivo vivo pode ser preso

Policial federal é assassinado

Marcos Valério é preso novamente

Daniel Dantas – A história da corrupção

Trinta anos de corrupção

Lula para governador

Carlinhos Cachoeira – culpado útil

Demóstenes torres é flagrado pela polícia federal

Privataria tucana

janeiro 5, 2013 Posted by | Política | , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians goleia Flamengo em ritmo de treino

goleada corintiana

Vitória Corintiana

Depois da conquista do título inédito da Libertadores, parece que o Corinthians decidiu começar a treinar para o mundial de clubes. Pelo menos foi isso que pareceu, na 10ª rodada do campeonato Brasileiro, onde o Corinthians venceu o Flamengo por 3 a 0.

Pior para o Flamengo e para o pobre treinador Joel Santana, afinal, três a zero em um clássico tão importante, como é o Flamengo e Corinthians, não acontece todo dia.

O Flamengo que já enfrenta uma crise no campeonato mais disputado do mundo, o brasileirão, teve de ouvir sua torcida inconformada.

Situação bem diferente do Corinthians, que conseguiu fazer dois gols no primeiro tempo, com a participação do eficiente Douglas, o mesmo que deu o passe para o terceiro gol do Timão, concluído por Danilo.

O Corinthians só não foi perfeito porque Emerson perdeu um pênalti no final do jogo, pênalti sofrido por Danilo.

O técnico Tite pôde contar com a participação de Romarinho, mas deve manter os pés no chão sem fazer muitas extravagâncias no esquema tático do time.

Assim, o campeonato poderá ser uma boa forma de preparar o time para o mundial interclubes, torneio em que o Santos participou, mas que, apesar de ter uma equipe ofensiva, não conseguiu segurar os craques europeus do torneio.

A equipe do Corinthians deverá ser um pouco mais conservadora e menos ofensiva que a equipe do Santos, optando pela qualidade nas finalizações.

Sem dúvida, será uma nova chance para o Brasil, melhor, sem repetir o mesmo esquema tático.

By Jânio

julho 20, 2012 Posted by | esportes | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Encontro de americanos e brasileiros

diferenças na miséria

Os Estados Unidos não são tão diferentes do Brasil afinal de contas, não que isso seja bom, nessas alturas do campeonato.

Durante dezenas de anos, a economia americana exibiu um vigor incrível, uma situação invejável até mesmo para os americanos.

… E pensar que tudo começou com a Segunda Guerra Mundial, quando os americanos descobriram finalmente o segredo do sucesso dos ingleses, pior, descobriram que poderiam que fazer melhor… e nunca mais pararam…

Guerras do Vietnã, Coréia, Irã x Iraque, Israel x Palestina, Índia x Paquistão, Afeganistão, etc., não havia mais uma região onde não houvesse interesses. As Ilhas Malvinas por muito pouco não deixa o Brasil numa situação embaraçosa, já que estamos sempre em cima do muro – não que não houvessem brasileiros embarcando para lutar ao lado de los hermanos, a covardia fica por conta dos “Ps”.

Se é verdade que “quem planta chuva colhe tempestade”, quem faz a guerra, espera o quê? – Foi isso o que aconteceu.

A cada dia que passava, os americanos pareciam cada vez mais com os brasileiros – e olha que somos nós que copiamos eles.

Bolha na bolsa, especulação, contabilidade fraudulenta – a diferença para o Brasil é que os mafiosos de lá foram presos.

Enquanto o Brasil ameaçava globalizar a corrupção, com a ajuda de Ricardo Teixeira, Globo e o ex-sogro João Havelange, até o próprio presidente do FMI era acusado de estuprar uma mulher – não havia a menor dúvida, a direita estava muito diferente.

… ou esqueceram de avisar os mafiosos que a tecnologia inviabilizaria a corrupção, ou foram os corruptos que não conseguiram evitar o vício de praticar o crime, o certo é que a direita está mostrando um lado que ninguém conhecia e nem eles gostariam de mostrar.

A verdade imposta pela tecnologia virou o mundo dos poderosos pelo avesso, nada que eles fazem tem lógica. Fazer a guerra para trazer a paz, apoiar ditaduras e exterminar ex-aliados, assassinos de aluguel; globalizar a economia, facilitando o fluxo de capital especulativo, etc.

Os suicídios cada vez mais frequentes de soldados americanos em guerras que nunca acabam, mostram não só que esses soldados tem acesso às informações que os deixam frustrados, sem objetivos, mostram também como perderam o sentido da própria vida, perderam o sonho americano.

O suicídio do ex-corretor da Wall Street mostra um sinal dos novos tempos, ainda com uma diferença para o Brasil, o suicida acreditava na justiça americana – os ricos americanos ainda não se acostumaram com a miséria.

Há muita fofoca sobre ex-celebridades que estariam morando embaixo das pontes, algumas, naturalmente, são verdades – Nisso nós somos parecidos com os americanos, apesar de que, lá, eles são mais autônomos e independentes.

No Egito, parece que o velho mundo ainda tenta respirar, bem nos velhos moldes da democracia forjada onde um presidente é eleito para governar em cima de um sistema militar.

Aqui no Paraguai, os países rejeitam o golpe que não atende nenhum interesse imperialista. Há um discurso claro, condenando o golpe e o novo governante paraguaio.

Só se esquecem de fazer o mesmo discurso para a China.

Isso lembra a extrema direita de Adolf Hitler, onde havia um discurso dentro da Alemanha e outro discurso fora, para os aliados. Na realidade havia um discurso para cada nível hierárquico do poder.

Os caças que quebraram os vidros do prédio do STF não deixaram nenhum recado, mas bem que poderia ter sido, não é mesmo?

Quanto mais a direita brasileira insiste em investigar a esquerda, mais descobre que a esquerda está muito forte e que poderá descobrir ainda mais podre da direita. Isso não deixa a burguesia nem um pouco satisfeita.

… mas até algum brasileiro cometer suicídio, vai demorar um pouco ainda.

By Jânio

julho 3, 2012 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , | 2 Comentários

Blindagem da economia brasileira

Natureza de Brasileiro

Guerra Cambial:

Comentário: Esse é um processo econômico inverso ao protecionismo e funcionou muito bem durante muito tempo, até a crise da globalização. Como um país auto-sustentável, o Brasil sempre teve o privilégio de manter a economia fechada, explorando o próprio povo.

Os emergentes se beneficiaram da crise da globalização e assumiram posições estratégicas, inclusive tirando vantagens da própria globalização, mas sem expor suas economias. Os países emergentes tem a desigualdade social e o descaso com seus cidadãos(baixo IDH) em comum.

Com esse novo cenário econômico mundial, o Brasil resolveu reclamar da guerra cambial, mas sem falar de sua alta taxa de juros, que sempre foi criticada pelos países ricos. Curiosamente, os mais prejudicados com a alta taxa de juros nunca reclamaram.

A alta taxa de juros sempre escondeu a cadeia corrupta que se esconde por trás da política econômica brasileira. Enquanto os países ricos exploravam o mundo inteiro com a economia aberta, o Brasil explorava o próprio povo, que sendo sustentável, resistiu.

A crise dos países ricos e do dólar, trouxe um novo questionamento aos emergentes que não querem ter suas economias afetadas pelo fim do imperialismo proporcionado pelo dólar. Como o valor do dólar esta atrelado ao depósito de ouro desses países, seria preciso criar uma nova moeda, bancada pela economia mais forte e é aqui que começa o problema.

Em minha modesta opinião, as economias emergentes tem uma forte influência da economia brasileira e a economia brasileira, como nós sabemos, é planejada para encobrir a corrupção.

A China tem feito o possível para desacelerar sua economia, pois sabe que essa bolha não vai durar muito tempo. O Brasil, por sua vez, já taxou a entrada de investimentos estrangeiros na bolsa e, como se isso não bastasse, taxou em 6% os financiamentos empresariais no estrangeiro, com menos de três anos, para evitar a especulação.

O que isso significa? A Cada medida, como essas, adotada pelo governo brasileiro, mais fechada, blindada, torna-se a nossa economia e mais forte os políticos que trabalham para os banqueiros também.

Os países ricos que tentam se segurar em qualquer ajuda econômica que possam conseguir, agora tem a segunda maior economia do mundo controlando os vilões fictícios e a sexta maior economia muito próxima de se tornar a quinta, sem falar dos outros emergentes, Rússia, Índia e South Africa.

A ganância dos banqueiros levou-os a decretar o fim do império do dólar, como seu dinheiro está em dólar, correm o risco de perder tudo. A saída para eles agora, seria investir em riquezas que não sejam intangíveis, como o ouro, mas melhor mesmo seria criar uma nova moeda com a ajuda dos emergentes.

Os altos executivos brasileiros vivem de corrupção, por isso tem muita experiência em economia internacional, infernos fiscais, etc., e serão eles os encarregados de criar essa nova moeda para os bilderbergers, talvez uma moeda baseada em outros bens de valores inigualáveis, como foi o ouro, e isso o Brasil também tem.

A Rússia é encrenqueira e anti-capitalista demais, a China é estatal. Como a África do Sul e a Índia tem muitos problemas, ainda mais que o Brasil, o Brasil apresentará o seu admirável mundo novo ao Club de Bilderberg, inclusive com o seu próprio Club incubado.

Comentário: Na medida em que a crise foi se agravando, pudemos notar que o texto acima foi se concretizando. Quando maior a crise, mais visível se tornou a corrupção e os problemas de países ricos, até então eles só viviam da exploração externa.

Problemas tão comuns da corrupção brasileira, puderam ser notados nas economias ricas, nem a poderosa Inglaterra conseguiu disfarçar seus problemas. A máscara caiu.

Comentário: Em nenhum momento os textos acima falam da economia brasileira como um todo, e de sua rede de problemas em série, por isso apresentamos um aspecto mais genérico, relacionado a tal guerra cambial.

O problema começa nos impostos altos, impossibilitando a concorrência.

Altos impostos são a maior fonte de corrupção, instabilidade e, consequentemente, lucro fácil para os bancos.

Falta de concorrência, traz a inflação.

Para controlar a inflação, ao invés de diminuir os impostos, o governo utiliza a taxa de juros.

Esse controle econômica custa caro para os cofres públicos, já que o governo emite títulos de uma dívida com juros muito altos.

Com a taxa de juros altas, aumentam os grandes investidores em dívida pública e encarece o crédito bancário.

A falta de dinheiro nos bancos, leva o governo a injetar mais dinheiro na economia, sem resolver problema algum, a não ser aumentar a dependência do governo ao capital privado e proteger a corrupção.

… e não é só isso, os juros altos atraiu mais dólares, comprometendo a política cambial do governo, já que o dólar caiu. A queda do dólar proporcionou um aumento de exportação e diminuição de exportação.

A blindagem econômica, cada vez mais forte, poderá levar as empresas estrangeiras a se aliarem aos corruptos daqui, para criar meios de participar desse mercado emergente. Alguns anos atrás, a receita descobriu um esquema de mercadorias que entravam ilegalmente no país, ganhando selo da Zona Franca, o mesmo esquema Brasil-Paraguai.

Conclusão: Fica claro que o governo não conseguirá manter essa blindagem, haverá uma reação dos países ricos que não aceitarão competir com nosso sistema escravista.

O próprio governo já começa a baixar as tão criticadas taxas de juros, que já foram muito mais altas, além disse, após o simulado ataque de 11 de setembro, a pressão aos corruptos aumentou em infernos fiscais.

Recentemente, pudemos testemunhar o confisco de dinheiro de ditadores, líbio e egípcio.

Será que o Brasil se tornará o novo oásis para investidores?

Se continuar o protecionismo, não. Apenas a elite brasileira terá direito aos lucros desse novo milagre econômico, mesmo assistindo ao campo de concentração nas filas de hospitais públicos, e massacres em favelas.

Como disseram os leitores e passaremos a repetir, precisamos de educação e informação, principalmente de informação. Para isso, precisamos proteger a internet.

Fonte de informações: Wikipedia

Comentários: By Jânio

março 5, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

União Européia manda recado para o Brasil

hora da verdade

Aviso Europeu

A crise da União européia poderá bater de frente com as medidas protecionistas do governo brasileiro, é claro que evitar o capital especulativo é uma medida compreensível, mas os europeus não irão aceitar protecionismo contra suas exportações. O governo da Dinamarca, atual presidente da UE, já mandou um recado para o Brasil.

Recentemente, a China afirmou que não poderia salvar a Europa, mesmo assim já vem comprando empresas dos ex-países ricos.

Os BRICS estão diretamente relacionados às medidas que a UE pretende adotar para evitar que sua economia quebre, se é que isso seja possível, isso porque dois dos três maiores mercados consumidores do mundo, China e Rússia, fazem parte dos BRICS. A Índia e o Brasil também estão entre os dez maiores consumidores e ainda podem crescer muito.

A União Européia não poderá evitar que o Brasil se proteja do capital especulativo, mas não aceitará barreiras contra suas exportações. Essa será uma discussão da qual o Brasil não poderá fugir, e que poderá afetar o país.

Não dá para dizer que a sexta maior potência econômica do mundo seja inútil, mas estamos nos tornando grande exportadores de matérias primas. O Brasil sempre teve problemas nos investimentos em tecnologia e, por isso, perdeu a capacidade de agregar valores às suas exportações.

Também não é um problema exclusivo do setor público, a iniciativa privada não tem ajudado em nada. Os escândalos com grandes empresas mostram que a última coisa que eles estão pensando é investimento em tecnologia.

O acordo que o Brasil fez com a China, foi um desastre e quase quebrou todas as empresas exportadoras brasileiras, felizmente, foi possível reajustar. No caso da UE, será preciso bom senso de ambas as partes e, repetindo o que disse a China, o Brasil não pode salvar a Europa.

Só serve de consolo o fato de nossos problemas serem menores, claro que estou falando dos ricos, os pobres europeus não iriam querer provar de nossa pobreza.

No ano de 2.012, a Europa entrará na filosofia do Tiririca: “Pior que tá não pode ficar”, e os pobres do Brasil serão solidários.

By Jânio

janeiro 3, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , | 8 Comentários

EUA é rebaixado na classificação de risco

Crise de Rico

Queda Americana

Um novo termo está fase de criação na economia mundial,”USA Risk”.

A primeira agência a admitir o que todos nós sabemos há anos, que os Estados Unidos estão quebrados, é a Standard & Poor´s. Além dessa agência de classificação de risco, a Fitch Ratings ainda não divulgou nota à imprensa.

A Moody’s já sinalizou que não pretende rebaixar a nota de risco americana, fazendo jus ao seu nome.

Eu diria que os EUA estão, nesse momento, exatamente como o Brasil esteve nos últimos quinhentos anos, com uma sutil diferença, enquanto o Brasil ensaia uma Ascenção, os Estados Unidos estão em queda.

Este poderia ser um momento terrível para a economia mundial, mas talvez não. Na realidade, nós sabemos muito pouco sobre o que de fato acontece, além do que a mídia prepara para nós.

Durante mais de quinhentos anos, a burguesia brasileira sempre teve suas regalias, junto à aristocracia, enquanto os pobres agonizavam nas filas.

Hoje, os pobres votam com a barriga e os ricos amargam a chegada da nova Idade Média.

Foram séculos em que poderiamos ter criado a sociedade perfeita, voltada para o povo, com uma boa educação e infra-estrutura decente, mas a ganância falou mais alto e o mundo está para voltar a era das sombras, dessa vez ao vivo, num reality show que nunca poderia ser imaginado nem pelas mentes mais doentias.

Todo santo dia eu vejo uma notícia dos EUA e lembro do Brasil das últimas décadas.

Os americanos dizem haver um erro nessa avaliação da Standard & Poor´s, cerca de 2 trilhões. Isso lembra do Panamericano, quando os 2,5 bilhões ultrapassaram os quatro bilhões.

Durante muito tempo, o Brasil lutou contra as agências de classificação de risco, e o Brasil estava certo. Enquanto as agências americanas derrubavam o Brasil, os alemães contrariavam essas estimativas e mostravam que eram muito mais confiáveis.

A bolha provocada pela especulação estourou, mas os mais espertos já estavam com o dinheiro muito bem investido, afinal, foram eles quem prepararam tudo.

A Standard & Poor´s rebaixou os EUA de AAA para AA+, e ainda deixaram bem claro que o país poderá ser rebaixado novamente, nos próximos meses, caso não resolvam seu problema de déficit orçamentário e diminuam a sua dívida.

Obama bem que tentou, mas os republicanos venceram os democratas no congresso, impedindo a redução da dívida. Obama, em contra-partida, aumentou os impostos e ainda ameaça acabar com as isenções de grandes empresas, bem ao estilo populista.

Isso não teria acontecido, se fosse aqui no Brasil. Aqui no Brasil, uma propina seria suficiente para evitar essa catástrofe mundial.

Agora, a China já é a segunda maior economia do mundo, luta para ter sua própria moeda no comércio internacional, ao lado do Brasil, mas, para os EUA, é difícil admitir que o socialismo deu certo.

A queda dos EUA é apenas o começo, se o resto do G 7 cair, aí, teremos um grande problema, para eles, naturalmente.

By Jânio

agosto 7, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , , | 2 Comentários

Epilepsia – Quando a mente tem um ataque

Limite da Mente

Famosos Epilépticos

Wikipedia – “Epilepsia é uma alteração na atividade elétrica do cérebro, temporária e reversível, que produz manifestações motoras, sensitivas, sensoriais, psíquicas ou neurovegetativas (disritmia cerebral paroxística). Para ser considerada epilepsia, deve ser excluída a convulsão causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos, já que são classificadas diferentemente. A palavra epilepsia vem do grego epilepsia – doença que provoca repentina convulsão ou perda de consciência.”

Vamos começar esse estudo – baseado na prática e não na teoria, apesar das especulações serem baseadas nas teorias – da melhor maneira, ou seja, com uma pergunta: Se a epilepsia não é uma doença, porque deve ser tratada?

Aqui, iniciamos as nossas especulações.

Considerando-se a epilepsia como um estado psicológico alterado, notamos que as pessoas com um “ataque epiléptico”, passam por certos conflitos, antes desses ataques.

Talvez as pessoas com eplepsia sejam algumas das que mais sofrem preconceitos da sociedade, pior, por vergonha, a própria pessoa passa a negar essa condição.

Vamos começar com os cuidados que devem ser tomados com pessoas epilépticas, lembrando que não estamos mais na Idade Média, longe disso, na era digital Torna-se imperdoável a falta de informação.

Segundo os especialistas, entre os primeiros 2 a 3 minutos, a pessoa que tem um ataque epléptico está em fase aguda, portanto, não deve ser removida.

As próprias pessoas com epilepsia garantem que, durante um ataque epléptico, não necessitam de cuidados especiais. Essas pessoas deitam de lado, para não se afogarem na saliva, já que seus reflexos motores encontram-se debilitados.

Uma pessoa próxima, ou não, poderia ajudar, retirando um possível excesso de saliva de sua boa, com um lenço, evitando que a pessoa se afogue, além de facilitar sua respiração.

O preconceito da sociedade e a vergonha da própria pessoa com ataque, tendem a piorar a situação, visto que a eplepsia está claramente ligada a um possível conflito psicológico.

Segundo os especialistas, diabetes, drogas e alcoolismo podem agravar a eplepsia – Nesse caso é uma questão de lógica, não é mesmo?

Os médicos também apontam como prováveis causas da epilepsia, traumas e/ou problemas no parto, infecção, tumor, derrames, parasita, meningite etc.

Há probalidade de se abortar um ataque epiléptico antes de seu início, isso será abordado em outro artigo sobre o tema.

A epilepsia não é contagiosa, essa é a notícia boa, a notícia má é que a epilepsia é sintomática, ou seja, é uma consequência de outra doença, como a meningite, nesse caso pode ser transmitida, inclusive de pais para filhos, não a eplepsia, mas a meningite. Lembrando que a meningite tem cura, portanto, não há problema de contaminação.

Pessoas epilépticas, com dificuldade de aceitação, ou caso a função social exija, podem fazer tratamento, mas, nesse caso, poderão ter de tomar remédios a vida toda. A aceitação da eplepsia, como um estado psicológico alterado, e a simples adaptação a essa situação, tendem a ser o melhor caminho.

O fato da epilepsia não ter cura, mas simplesmente desaparecer em algumas pessoas, reforça a minha teoria de uma condição psicológica.

Mulheres grávidas devem seguir orientação médica, como qualquer outra pessoa faria, com uma probalidade de o bebê nascer saudável em mais de 90%.

O fato de os especialistas afirmarem ser a epilepsia um excesso de atividade do cérebro, deixa-me intrigado e disposto a relacionar a epilepsia ao transe.

A epilepsia pode ser parcial, em apenas uma parte do cérebro, ou total. Isso descarta a inconsciência, já que fica comprovada que pode haver vários níveis de ataques, com inconsciência ou não.

A doutora que formulou “O despertar da superconsciência“, chegou a esse nível depois de passar por um estágio de estudo em crises de eplepsia. O que eleva a eplepsia a um estágio de estudo avançado, inclusive relacionado as teorias de expansão natural da mente.

O percentual de pessoas eplépticas varia de região para região: Nos países desenvolvidos, entre 40 e 50 pessoas em cada grupo de 100.000 habitantes; países em desenvolvimento, 120 a 190 pessoas por 100.000 habitantes; cerca de 50 milhões de pessoas já tiveram pelo menos uma crise epiléptica; países em desenvolvimento concentram cerca de 85% dos casos; eplepsia é mais comum até os 25 anos e depois dos 65, apesar de ocorrer em qualquer idade; há mais homens que mulheres com epilepsia.

Vamos analisar esses números: Países desenvolvidos tem melhor qualidade de vida; países em desenvolvimento tem acesso a produtos de má qualidade; países pobres são menos expostos a alimentos industrializados, justamente por não ter possibilidade de industrializar ou importar tais produtos; entre os 25 e 65 anos, as pessoas tem menos problemas, portanto, menos conflitos emocionais; você tem alguma dúvida de que o homem tem mais conflitos psicológicos que a mulher?

Estudo realizado no Brasil, mostrou que há uma variação muito grande de ocorrências da epilepsia, de 1/1000 a 18,6/1000 – Sabem aquele velho problema de desigualdade social…?

Fatores que poderiam desencadear crises epilépticas: Mudanças na intensidade luminosa, luzes a piscar; computador, televisão, discotecas; falta de sono; àlcool; febre; ansiedade; cansaço; drogas e medicamentos; verminoses; nervosismo.

Pessoas famosas que tiveram epilepsia:

01 – Alexandre o Grande, Imperador da Macedonia.

02 – Alfred Nobel, criador do prêmio Nobel.

03 – Caio Júlio César, estadista romano.

04 – Arquiduque Carlos da Áustria (1771 – 1847)

05 – Fiódor Dostoievski, escritor russo.

06 – Gustave Flaubert, escritor francês, autor de Madame Bovary. Um caso avançado de eplepsia que apresentava sintomas como terror, pânico, alucinações, pensamentos forçados e fuga de idéias.

07 – Hermann von Helmholtz, físico alemão (1821 – 1894)

08 – Ian Curtis, roqueiro inglês. O vocalista da banda Joy Division (criada em 1977, época seguinte ao estouro do movimento punk) teve a primeira crise convulsiva logo após a estreia em Londres. O show foi decepcionante e a crise o abalou. Devido ao trauma, tinha crises constantes nos shows.

09 – Moreira César, coronel das forças Armadas brasileiras teve um ataque durante a expedição do exército a Canudos.

10 – Machado de Assis, escritor brasileiro.

11 – Margaux Hemingway, atriz americana (1955 – 1996), cometeu suicídio ainda jovem, assim como seu avô, o famoso escritor Ernest Hemingway.

12 – Napoleão Bonaparte, imperador francês.

13 – D. Pedro I, imperador do Brasil.

14 – Maria Isabel de Alcântara Brasileira, segunda condessa do Iguaçu, foi a terceira filha do imperador D. Pedro I.

15 – Richard Burton, ator inglês.

16 – Saul, rei bíblico.

17 – Sócrates.

18 – Van Gogh, pintor holandês.

19 – Lenin, revolucionário russo (1870-1924).

20 – Eric Clapton, guitarrista.

Fonte: epilepsia+wikipedia

Texto: By Jânio

Textos relacionados:

O que uma pessoa com epilepsia sente

julho 19, 2011 Posted by | Ciências | , , , , , , , , , | 87 Comentários

Estados Unidos aterrorizam os terroristas

alerta máximo

Terrorismo Americano

“Os Estados Unidos entram em alerta máximo contra os terroristas.”

Essa é a manchete que tem sido divulgada pela imprensa, mundo afora. Eu me atrevo a dizer que os EUA estão querendo aterrorizar os terroristas.

Foi assim que começaram todas as guerras que a humanidade tem notícia, felizmente o mundo mudou, menos os EUA.

Os EUA morrem de medo do revanchismo muçulmano, porque não dizer do resto do mundo também, a diferença é que o resto do mundo usa outras armas menos primitivas.

Armas de destruição só são usadas por pessoas sem nenhuma noção de realidade, pessoas que vivem em um tempo pré-histórico, mas aqui também há uma diferença, na pré-história havia sensatez.

Quando os EUA invadiram o Iraque, desafiaram a maior autoridade internacional vigente, a ONU, para evitar reação internacional, chamaram vários países para participar da “paz” iraquiana.

Contrariando o que seria de se esperar, tomaram o poder, derrubaram o ditador, mas o famoso líder/terrorista escapou de ser preso, tornando-se muito mais perigoso.

O Governo egípcio reclamou de não ser avisado sobre as manifestações populares no país, os americanos reconheceram que foram pegos de surpresa. O Governo Egípcio desligou a internet, deixando os manifestantes sem comunicação, mas já era tarde demais.

Os EUA tem aliados estratégicos no Oriente Médio e na comunidade muçulmana. A Turquia e a Arábia Saudita sempre foram aliados dos americanos, com interesses econômicos é claro.

Israel sempre foi uma Bomba relógio, na Faixa de Gaza, agora o Iraque é um novo Vietnã. A Coréia do Norte tem o pavio curto e a China pode ser pior, pode provar que a ditadura pode dar certo.

Em plena crise, os EUA já não tem dinheiro, nem força, para ditar as regras, pior, não há outro país no mundo com coragem e disposição para guerra.

O único país que poderia dar algum apoio aos EUA, a Inglaterra, encontra-se na pior fase econômica de sua história. A Europa só não explodiu até agora, porque tem uma infra-estrutura muito forte, as pessoas sabem que se não seguirem as regras , pode ficar pior.

Os EUA estão entrincheirados em sua própria casa, e ainda avisam: Uma das suspeitas, segundo a “inteligência”, é que um dos ataques poderia partir de dentro do próprio país.

Basicamente, a ideia dos americanos é aplicar a teoria do pessimismo, ou seja, evitar ser pego de surpresa, não pelos próprios terroristas, mas pela economia. A ideia de que eles sabem de um suposto planejamento de ataque terrorista, é estratégico.

Isso não só mostra o medo de revanche por parte dos americanos, como prepara um discurso satisfatório, caso aconteça algum imprevisto, isso evitaria pânico nas bolsas e no resto do país.

Assim como os terroristas, os EUA precisam aprender que as guerras mudaram, as conspirações mudaram. Nos dias de hoje, as armas servem muito pouco, principalmente em países onde ninguém tem nada a perder.

Antes de fazer minutos de silêncio, os EUA precisam fazer um exame de consciência, analisar a sua sociedade e investigar organizações que agem nas sombras, dentro do país.

O governo americano precisa se conscientizar que o maior perigo são eles próprios.

By jânio

fevereiro 11, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , , , | 1 Comentário

As marcas mais valiosas do mundo

campanhas duvidosas

Não Alimente os Ursos

Hoje, vamos relacionar a lista das empresas mais valorizadas do mundo, como é de costume, vamos fazer algumas observações.

Antes de começar a lista, vale observar que há uma diferença considerável entre o ponto de vista do Brasil e o ponto de vista do mundo, quando se trata de lista de empresas mais valiosas.

Entre as três primeiras do ranking, não há mudanças, suas posições continuam as mesmas, apesar dos respectivos crescimentos de 2%, 7% e 7%.
01 – Coca-Cola – US$70,5 Bilhões – Considerada quase uma lenda, onde se fala até em fórmula secreta, a Coca-Cola continua imbatível, apesar de um suco natural ainda ser mais saudável.

02 – IBM –  US$64,7 Bilhões – A IBM é a primeira empresa de tecnologia a aparecer na lista, em segundo lugar. A IBM é um exemplo de empresa, planejamento, pesquisa e estratégia, responsável pelo início da fortuna de Bill Gates.

03 – Microsoft – US$60,9 Bilhões – Depois de um negócio estratégico com a IBM, Bill Gates criou uma empresa famosa, entre outras coisas, por tentar cartelizar o mundo inteiro. Graças a isso, chegou ao inabalável terceiro lugar.

04 – Google – US$43,5 Bilhões – A Google mostra a força do setor de tecnologia, mostrando que o mundo deverá evoluir cada vez mais rápido. Difícil é saber se isso é bom ou ruim.

Apesar da crise e da distância que está da Microsoft, a Google provou que é possível oferecer tecnologia de graça para as pessoas, e ainda ganhar dinheiro com isso. com um crescimento de 36%, foi a segunda empresa que mais cresceu no mundo, perdendo apenas para a Apple, que mostra que ainda é referência em visão de mercado.

No caso da Google, assim como na IBM, o que prevalece é a empresa bem planejada. A Google está muito próxima de ultrapassar a Microsoft, pulou de sétima para quarta em apenas um ano, apesar da crise, que por sinal não abalou os emergentes, onde a Google é a melhor.

05 – General Eletric – US$42,8 Bilhões – A GE é, ao lado da IBM, representante da velha guarda, resiste ao tempo e faz parte da própria história do império americano. Nunca conheceu o fracasso, nem tempo ruim, foi por isso que teve uma queda considerável de 10%, em época de crise, uma crise longa poderia comprometer seu futuro.

A poderosa GE é a primeira das cinco a cair uma posição no ranking, mas a julgar as últimas fraudes contábeis, em grandes empresas americanas, não dá para arriscar um palpite.

06 – McDonalds – US$33,6 Bilhões – Eis aqui uma empresa que dificilmente vai quebrar. Pioneira no sistema de franquias, um processo que não admite perdas: Se a empresa perde, o franqueado fica com o prejuízo.

Com um nome de personagens em quadrinhos, o sistema de fast-food é ideal para quem quer acabar com a saúde, apesar de que seria possível inverter esse processo, com uma boa alimentação natural.

Quem entra em uma lanchonete especializada em fast-food, não está interessada em saúde; seria como uma pessoa em regime para emagrecer, entrar em uma padaria.

07 – Intel – US$32,0 Bilhões – A intel fez seu nome no mercado de processadores para pc, com a velha mania americana de exclusividade, não se fala tanto, mas continua em sétimo lugar.

08 – Nokia – US$29,5 Bilhões – A Nokia é a única empresa não americana, ela é da Finlândia,  entre as dez mais valiosas do mundo. Foi também a que mais sofreu com a crise, no setor de eletrônicos.

Enquanto a intel subiu duas posições, a Nokia caiu três.

09 – Disney – US$28.7 Bilhões – Disney é quase uma versão infantil do sonho americano, está há muito tempo no mercado de histórias infantis, e subiu uma posição, apesar de ter se mantido estável na valorização.

10 – HP – US$26,9 Bilhões – A HP fecha a lista das dez empresas mais valorizadas do mercado mundial, com supremacia absoluta dos americanos, que se aproveitaram da lei da patente para estabelecer o seu domínio pelo mundo. Quando o fenômeno china apareceu, a crise…

Depois da supremacia das americanas no top dez, aparecem a Toyota do Japão e a Mercedes da Alemanha. Verificamos aqui uma queda de 16% na valorização da Toyota, que estava em oitavo lugar na última lista, a Mercedes se mantém na mesma posição.

 No décimo terceiro e décimo quarto lugar, os Estados Unidos voltam a marcar presença com mais duas empresas em relativo crescimento, Gillete e Cisco.

A empresa de Steve Jobs aparece em décimo sétimo lugar, com o maior crescimento do ano, subindo mais três posições.

Logo depois da Apple, verificamos uma empresa de tabaco. É meus amigos, os americanos realmente não são perfeitos. Avaliada em mais de 19 bilhões, a empresa de tabaco Marlboro ainda está com um crescimento de cinco por cento.

A partir daqui apresentamos os destaques:

A Suécia aparece em vigésimo primeiro com uma grande empresa, H&M.

Sap e Nescafé – Alemanha e Suíça, aparecem respectivamente em vigésimo sexto e vigésimo sétimo lugares. A Suécia apresenta mais uma empresa em vigésimo oitavo.

Em dois lados da moeda, literamente falando, aparecem a Samsug da Coréia do Sul, décimo nono, contrastando com o banco HSBC da Inglaterra, um dos países mais afetados pela crise atualmente, mesmo assim o banco inglês apresenta uma boa valorização de 10% (????).

Philips, Holanda, está em quadragésimo segundo; Gucci, Itália, quadragésimo quarto; L’oreal, França, quadragésimo quinto.

Zara, Espanha, quadragésimo oitavo; BlackBerry, Canadá, está entre as cinquenta e quatro empresas mais valiosas.

Alguma empresas como Santander e Shell, também estão entre as cem mais valiosas empresas do mundo, eu só não sabia que a Shell era da Holanda.

 A maior surpresa, com certeza, foi a presença do México, no setor de álcool.

Veja a lista completa:

http://www.interbrand.com/en/best-global-brands/best-global-brands-2008/best-global-brands-2010.aspx

Empresas Valiosas

By Jânio

setembro 29, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

Quem estará presente no Club Bilderberg 2.010

Bilderberg 2.010

Club Bilderberg

O Club Bilderberg volta a ser o foco das notícias ligadas a economia e política, dentro do panorama internacional.

A rede multinacional de televisão, a RT TV, destaca a forma como é visto o grupo que controla, dita as regras do capitalismo mundial. O grupo é citado como “Os Donos do Mundo”, ou “Os Patrões do Mundo”.

Como sabemos, a Europa é a região mais afetada pelo processo da globalização, acredita-se que o Club Bildergerg tenha sido o grande idealizador e o grande responsável pela situação da economia atual, pior, que eles tenham como único interesse obter lucros com essas operações.

O grupo sempre gera polêmica por onde passa, apesar de suas reuniões serem apenas uma vez ao ano, isso não diminui o impacto de sua presença. Várias questões são levantadas em relação ao Club Bilderg: O capitalismo em si, o fato de serem um grupo secreto e principalmente o estado atual da economia.

O ano de 2.010 será marcado, além do atual estágio da crise, como o ano em que a Conferência Bilderberg chega a Espanha.

Ativistas anti-globalização, que já foram contra esse processo desde o seu início, deverão estar presente ao encontro convidando ativistas do mundo inteiro, isso gera uma certa apreensão, já que algumas comunidades espanholas tem fama de serem radicais, talvez o mais radical entre as principais potências econômicas do mundo.

O site destaca ainda o fato da família real espanhola ser a anfitriã do encontro deste ano, e o fato dos políticos dos EUA serem proibidos de participar do encontro secreto, apesar de o secretário do Tesouro Nacional Americano já ter chegado à Espanha.

Estão com presenças confirmadas ao encontro secreto de Bilderberg:

A Rainha Beatriz da Holanda.

O Príncipe Felipe da Bélgica.

O Presidente do Banco Europeu.

O Presidente do Banco Mundial.

Os membros da Comissão Européia.

O ex-secretário geral da OTAN.

A Rede de televisão, presente em Nova York, Los Angeles e vários outros países do mundo, além de ser traduzido em várias línguas, destaca a ironia de no ano passado o Club Bilderberg ter se reunido na Grécia, país que enfrenta a pior crise de sua história nesse ano.

Apesar da reunião ser totalmente secreta, o especialista no assunto e autor do mais famoso livro sobre o tema “A Verdadedira História do Club Bilderberg”, Daniel Estulin, especula-se que o destino do Euro, dos paises em crise, a crise da Coréia e Irã, tudo será tratado e decidido nessa reunião.

…e nós continuamos aqui, sem saber de absolutamente nada …

Fontes:

http://actualidad.rt.com/economia/global/issue_9504.html

Leia mais:

https://icommercepage.wordpress.com/2010/01/17/o-clube-de-bilderberg/

By Jânio

junho 6, 2010 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

O que acontecerá após a crise européia

Um homem influente

A origem da crise

Aqui no Brasil, não se fala muito em crise, porque sempre vivemos em crise. Hoje, mesmo sendo um país emergente, temos um IDH baixo e um dos piores sistemas de apoio aos novos pequenos investimentos do mundo.

A Europa vive um dos piores momentos de sua história, para quem conhece um pouco de história, sabe que toda a economia européia está interligada, se há instabilidade numa região, todos os países são afetados. A ajuda das instituições internacionais sempre chega tarde demais.

A França, pelas últimas notícias, sofreu a maior queda do PIB desde a segunda guerra mundial e sem o protecionismo, em era de globalização, a Europa não tem mais onde se segurar: Portugal, Espanha e Grécia, todos estão na rota do furacão econômico, mas como se chegou a isso.

Vivemos em época onde o Marketing é fundamental para toda a economia. Depois das guerras imperialistas e do período de guerras frias, agora entramos numa época em que é proibido brigar, é tudo estratégia, exceto os Estados Unidos, eles passam por cima de tudo, são capazes de morrer em guerra alheia, só para defender a estabilidade, interesse e poder econômico dos EUA.

Depois do fim da U.R.S.S, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, e o fim da utopia comunista, um perigo muito maior atacou o sistema capitalista ocidental, um furacão chamado China.

A china é um país preto no branco, literalmente, onde o capitalismo convive com o comunismo, a tradição com a tecnologia, a riqueza com a miséria e a justiça rígida com a marginalidade gerada pela falta de estrutura.

Um dos primeiros países europeus a sentir o poderio econômico da China, foi a Alemanha. A outrora nação rainha das empresas impecáveis por excelência, não suportou a concorrência da indústria asiática, e não era só a China. A China era só um país do futuro, com um ambiente propício para uma ditadura econômica, com mão-de-obra escrava e uma ajudinha da globalização.

Nessa guerra moderna, a miséria e os sistemas escravista de países emergentes, podem matar mais do que mil guerras, e o processo está só no início. A liberdade de mercado que culminou com a globalização, sofre seu maior impacto.

Até o ataque de 11 de setembro levantou suspeitas: Se Osama Bin Laden é, realmente, um mercenário, deve trabalhar para os mais ricos – Quem são os mais ricos? – Será que ele não fazia parte de uma conspiração, para frear a globalização, quando planejou um ataque em massa nos Estados Unidos?

Muita gente diz que a Guerra do Iraque e do Afeganistão foi apenas para encobrir os rombos que vinham sendo criados nas contas das instituições americanas.

Como a Guerra escreve errado pelas linhas certas, a pressão desencadeada pelo ataque de 11 de setembro, no mundo inteiro, sobrou até para Paulo Maluf, que agora vai ter que esperar a coisa esfriar para mexer nos milhões e milhões que ele certamente enviou para o exterior.

A pressão criada pelo ataque do dia onze de setembro, fez com que os países agissem depressa, sob pena de ficarem na mira dos americanos, mais temidos que os próprios terroristas, pelo menos pelos corruptos; eu, particularmente, acho que o Brasil tem muito mais corruptos, pegar o maluf foi discriminação.

Agora, eu tenho duas notícias para os europeus:

A notícia boa, é que, certamente, eles sairão das crise, o mercado tenderá a se adaptar a essa nova situação, voltanto a uma rota de crescimento do PIB.

A má notícia, é que haverá muita miséria, queda do IDH, um retrocesso no tempo da idade média e dos grandes senhores ricos, contrastando com uma imensa população de pessoas pobres, sem esperança de futuro, sem meios para se defender, sem nada, como no Brasil.

Obs: A teoria de conspiração não reflete necessariamente a opinião do autor, é apenas um exercício de reflexão, para que não se engula, ou digira, como diz nosso “querido” senador Fernando Collor, o que é divulgado pela mídia.

By Jânio

abril 30, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , | 7 Comentários

   

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Marca Livro

A arte de criar histórias em prosa ou verso

bastet - protetora dos gatos

todos os animais merecem o céu e os gatos principalmente

Blog CIN 5018

Informatização de Unidades de Informação

The Promise Carrier

Ebrael's official website in English.

detudosobretudoblog

Este site vai aborda todos os temas voltado para as mulheres

Letícia Giacometti Ribeiro

O diário de uma estudante de Jornalismo

Caminho Alternativo

Geopolítica, atualidades e opinião

Escrita em Foto

Colunas, textos, fotografias; a vida de alguém que busca mais do que apenas viver.

%d blogueiros gostam disto: