Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A farsa da falsa Democracia

fonte da força

Excesso de Poder

O segundo turno das eleições no Brasil não apresentou nenhuma surpresa, de um lado o representante  da classe operária, supostamente identificado com os pobres, de outro, um candidato com passado socialista, mas com dificuldade em conquistar as camadas mais pobres da população.

As mídias de massa, mais do que nunca, tentam manter as aparências de neutralidade, mas a internet, através dos blogueiros, responsáveis por cerca de cinquenta por cento dos leitores do país, denuncia o que acontece por trás das cortinas das eleições 2.010. O que acontece, o que não acontece, o que acontece mas que a mídia faz parecer que não aconteceu.

Não espere temas polêmicos como aborto, movimento sem terra, pena de morte, comunismo, socialismo, democracia, direitos humanos, idh,  etc. Ambos os candidatos sabem que não precisam chegar a esses temas, desenvolveram uma técnica de fugir do assunto que – Se fosse crime fugir do assunto, seriam presos em flagrante,  durante o debate.

No primeiro turno já havia uma guerra não declarada, entre os formadores de opinião dos dois candidatos, mas foi no segundo turno que essa briga se acirrou.

No segundo turno, ficou difícil poder se manifestar sem mostrar o seu lado. Se de um lado, os eleitores de um determinado partido estão mais moderados, para não se identificar, do outro, seus eleitores iniciaram uma grande campanha, seguindo a estratégia de seu candidato.

Um detalhe interessante nessas eleições, é o papel dos candidatos, líderes que expressam através de suas ações, suas estratégias de campanha, levando com eles uma legião de eleitores a se manifestarem de acordo com o discurso estipulado.

As pessoas que realmente queriam mudanças, a essas alturas, já não estão na disputa, então o panorama fica muito mais claro.

Eleitores atacam seu adversário, apesar de não apresentarem claramente suas propostas. Os eleitores não sabem exatamente o que querem, mas sabem muito bem o que não querem.

Dilma e Serra são dois lados de uma mesma moeda,  de um mesmo sistema, o sistema bipartidário – O que ganharemos com isso? –  nada – também é verdade que temos pouco a perder.

Para satisfazer a elite, onde o topo da sociedade é a própria classe política, o IDH é constantemente comprometido, assim, o sistema tributário cobra uma alta taxa de impostos, oferece formas para que os grandes empresários utilizem o sistema à sua maneira, custeados por leis favoráveis a eles, onde até o Banco Central tem sua participação.

Enquanto as empresas estruturam mecanismos e fortalecem um sistema adequado aos seus propósitos, os políticos corruptos são convidados a participar desse processo. Político corrupto é mais “útil” ao sistema, fora que dentro da prisão – Bem diferente de um traficante, vocês não acham?

Quando os democratas dizem que o poder emana do povo, eles podem ser tão cínicos quanto os comunistas que eles tanto temem. Os comunistas, aqueles que supostamente deixariam o pais nas mãos do povo, usam as forças armadas para manter a “ordem”.

No Brasil, as forças armadas supostamente temem o comunismo, mas são as forças armadas que sustentam o comunismo na China. O comunismo da China só é usado para manter o poder, porque o sistema é capitalista – Entendeu? – eu também não.

As mudanças no pais não são feitas por pessoas honestas, são feitas pelos próprios membros insatisfeitos desse sistema decadente.

Durante a nossa história política, são raros os casos de líderes políticos que se destacam, ao invés disso, nomes de famosos ligados ao crime organizado, vão escrevendo nossa história, inspirados pelo mestre da sujeira e do nojo, Marquês de Sade.

A eleição obrigatória nos obriga a sair de casa, muitas vezes sob chuva, para votar em candidatos que sequer acompanhamos, pelo menos no primeiro turno.

No segundo turno, em meio a fezes e outros dejetos trazidos pela internet, vamos enfim, como o Marquês de Sade, visualisando o melhor que podemos encontrar no sistema bipartidário – a sujeira – é através dela que escreveremos a história de nosso pais.

Você pode votar em branco se quiser, mas não seja tão pretensioso, se você pensa que pode escapar desse circo, andar fora da lama e se esquivar desse lixo, está muito enganado. Votando em branco não estará fora desse circo, ninguém pode fugir desse espetáculo.

Dizem que a Democracia é o poder que emana do povo, isso é uma grande mentira –   “A Democracia é o poder que emana das minorias organizadas e legitimamente constituídas”. Não pode haver Democracia enquanto as mídias de massa controlarem o poder, também não pode haver Democracia com instituições de grande porte, com muitas pessoas, controlando o poder, isso geraria manipulação.

Regiões onde as associações de moradores e instituições de pequeno porte atuam, tendem a se desenvolverem mais aceleradamente que outras localidades.

Cuba é formado por uma organização política, liderada por Fidel Castro, mas não é legitimamente constituída; Getúlio Vargas criou uma organização, um sistema a sua maneira, mas seu sistema nunca foi legitimado pelo povo.

Os grandes controladores de nosso sistema não tem interesse na proliferação de pequenas instituições sociais organizadas, isso porque todas as grandes instituições de nosso país são movidas a interesses, interesses da elite.

Não temos nenhum interesse em ensinar a pescar, nosso interesse é monopolizar a tecnologia, o conhecimento, a informação. Preferimos dar o peixe, mantendo o nosso “gado” no curral.

“Welcome to Brazil”.

By Jânio

outubro 16, 2010 - Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , , ,

23 Comentários »

  1. Meu caro amigo Jânio, boa noite!!!
    Que maravilha de texto meu amigo, adorei!!!
    Do jeito que a coisa caminha esse “Wel” vai mesmo acabar comendo o Brasil… rsrsrsrs…
    São duas coisas em decadência, ou melhor, uma em decadência e outra falida… nossa política esta falida, foi comida pelos maus políticos e pela corrupção… nossa democracia, se é que podemos chamar isso de democracia, é muito deficitária… não vejo lugar para o povo… enquanto esses dois ditos ou conceitos perdurarem não teremos uma democracia sadia, o primeiro é herança dos coronéis “manda quem paga” e o segundo foi criado pelos políticos corruptos “ganha que gasta mais”, cadê a democracia? Democracia do dinheiro?
    Parabéns pela excelente matéria, adorei meu amigo!!!
    Grande abraço e muita paz!!!

    Curtir

    Comentário por Pirollo | outubro 16, 2010 | Responder

  2. kkkkkkkkkk

    Olá Luis:

    Você sabe que eu ainda não tinha notado esse perigo rs

    Um comentário bastante esclarecedor, amigo Luis, essa é uma ótima visão de como o capitalismo percorre os corredores do poder distribuindo dinheiro para quem participa do jogo político.

    ABS

    Curtir

    Comentário por icommercepage | outubro 16, 2010 | Responder

  3. Que Post Fantástico!
    Amigo Jânio:
    Mais uma extraordinária análise que você fez sobre quase todo o sistema político e está de preferir dar o peixe mantendo o gado no curral, eu até copiei.
    Parabéns por mais um magnífico artigo!
    Abraços,
    LISON.

    Curtir

    Comentário por LISON COSTA | outubro 16, 2010 | Responder

    • Olá Lison:

      Mesmo uma pessoa pragmática como eu possui lampejos de otimismo, por isso eu devo dizer que o Brasil está melhorando, mas ajudaria muito se as pessoas vissem o Brasil de uma forma mais inteligente que um sistema bipartidário.

      ABS

      Curtir

      Comentário por Jânio | outubro 16, 2010 | Responder

  4. Considerei esse texto,caro Jânio, um pefeirto Raio X da falasa democracia – como você diz – em que vivemos. Realmente, tudo não passa de um jogo político cujos apostadores só se diferenciam nas cores parftidárias, que usam como ferramenta de acesso ao poder e qie, na hora de assumir o cargo, deixam-nas fora do processo, trocando-as por um amálgama partidário chamado base aliada, que outra coisa não é senão uma “associação para o crime”. O crime de roubar do povo e rechear as suas contas e a de seus protegidos nos paraísos fiscais. Se assim não fosse, Lula, Dilma, Collor e Maluf – apenas para citar o quarteto mais famoso do Brasil, nesse aspecto, não estariam hoje de mãos dadas em prol de um memso objetivo: a conquista do poder pelo poder… ou seja PODER meter a mão no dinheiro do povo, no nosso dinheiro, arrecadado com a mais brutal e desumana carga tributária – sem retorno – do Planeta dos Homens, ou do crápulas dirigentes, como queiram.
    jorn. Lino Tavares

    Curtir

    Comentário por jornalista Lino Tavares | outubro 16, 2010 | Responder

    • Olá Lino:

      Gostei muito do seu comentário.

      Qualquer Governo que não se disponha a diminuir a carga tributária, não está disposto a mudar nada no país.

      No caso do quarteto: Eu diria que a diferença do PT para o PSDB é que o PT deixou a PF trabalhar mais. Na época em que o PSDB estava no Governo, quem fazia a polícia era o PT, grampeando telefones, seguindo e rastreando.

      Quando o PT entrou no Governo, era inexperiente nas falcatruas, por isso deixou a PF trabalhar, chegou a construir penitenciárias, mas parou, quando descobriu que a realidade era outra.

      ABS

      Curtir

      Comentário por Jânio | outubro 16, 2010 | Responder

  5. Mas isso é natural: se o povo, o maior interessado na democracia dela não faz uso, os oportunistas aproveitam. É exatamente por isso que o país atravessa a pior fase política de sua história.

    O político de hoje fala em “democracia” em “povo” apenas pra chegar ao poder. Feito isso, ele começa a construir seu projeto de poder, a montar a engrenagem necessária à solução de seus próprios problemas, com prioridade para os financeiros, é claro!

    E nós? E o povo? E a sociedade?

    Bobagem! Eles não estão nem aí pra isso!

    Parabéns pela postagem!

    Um abração…

    Curtir

    Comentário por Carlos Roberto de Oliveira | outubro 16, 2010 | Responder

  6. Olá Carlos:

    A única solução a longo prazo, seria a educação. No caso da solução a curto prazo, seria o povo se organizar, criar associações e cobrar o tempo todo, não deixar esses desgraçados dormirem.

    Há um processo natural contra o sistema, onde pessoas contratam milícias – até os índios já tem – compram e vendem sem nota fiscal e até ameaçam usar moedas alternativas, como foi o caso do dólar na década de oitenta, no alge da infração.

    Não podemos melhorar a sociedade sem educação e organização. Associações de moradores, comunidades, classes, todos tem a sua obrigação. No caso da OAB, prefiro nem falar nada…

    ABS

    Curtir

    Comentário por Jânio | outubro 16, 2010 | Responder

  7. […] View original post here: A farsa da falsa Democracia « Made in Blog […]

    Curtir

    Pingback por A farsa da falsa Democracia « Made in Blog | Veja, Brasil | outubro 17, 2010 | Responder

  8. […] * Publicado no MadeInBlog […]

    Curtir

    Pingback por Ver! | Blog | A farsa da falsa Democracia | outubro 17, 2010 | Responder

  9. […] Read more: A farsa da falsa Democracia « Made in Blog […]

    Curtir

    Pingback por A farsa da falsa Democracia « Made in Blog | Veja, Brasil | outubro 18, 2010 | Responder

  10. Não existe no mundo sistema algum que sirva de base, regra ou senso de comparação para avaliação de valor universal de plena e verdadeira democracia.
    Os processos de democracia são diversificados, refletindo a vida política, social e cultural de cada nação. As democracias baseiam-se em princípios fundamentais e não em práticas uniformes, pois, não existe modelo autêntico, forma perfeita, plena ou exemplar de Democracia no mundo; e nem existe modelo único que sirva para todas as regiões e todos os países.
    A doutrina ou regime politico fundamentado nos princípios da soberania popular e na distribuição equilibrada do poder, não pode apenas servir como embuste, justificando pleitos desleais que asseverem a dominação política de interesse das instituições que defendem a estrutura econômica que privilegia a parte menos numerosa da sociedade, a qual, usa do poder econômico para efetivar ou autopromover seus venais mandatários representantes profissionais matreiros, apaniguados e populistas.
    E, não obstante, os meliantes e desleais mandatários representantes profissionais matreiros, que procedem politicamente estimulando as paixões populares em busca de vantagens políticas pessoais; ou que apegam-se às tradições e rejeitam todo tipo de inovações politicas e sociais; e, que passam sempre a fingirem enganando a absoluta maioria com falsas devoções e conchavos fraudulentos, conluios e negociatas; ou atitudes politicas que consistem em fazer promessas de realizações maravilhosas, criando uma situação de expectativa e esperança para iludirem a maioria absoluta do povo.
    A absoluta maioria, constituída por pessoas de condições modestas com parcos recursos e que vivem somente do estipêndio de seu trabalho; assim, da mesma forma como todos os demais subjugados, explorados, oprimidos, indigentes, destituídos e excluídos que – para fortalecerem o processo de democracia para a maioria absoluta do povo, ou conquistarem o poder politico conjuntamente com seus reais e verdadeiros representantes altruístas afeiçoados a renovações politicas, morais ou sociais; devem renhir constantemente contra os que pugnam pela conservação do estado atual politico e social.
    E, para conquistarem os benefícios imprescindíveis de que precisam, o poder popular da absoluta maioria tem que evitar que o regime da exploração e do poder econômico; o qual serve aos interesses da minoria privilegiada; deixe de induzir as massas populares ao erro, quando os poderosos enganam para dominar e oprimir os menos favorecidos.
    E, mais adiante, a absoluta maioria tem que ser organizada, esclarecida e bem informada, para fortalecer o processo de democracia; e ter a faculdade, ou o direito de deliberar e agir para a conquista do poder político.
    E, do mesmo modo, jamais permanecerem acreditando ou deixando tudo em mãos de madraços mandatários representantes profissionais corruptos, demagogos, aproveitadores e vigaristas, hostis a inovações políticas e sociais; os quais usam de sorrelfa ou qualquer outro expediente apenas para alcançarem promoções e vantagens pessoais, enganando ou iludindo e controlando a vida da absoluta maioria; sem sequer prestarem serviços destinados a proporcionar melhorias de condições sociais para mudar realmente a vida dos menos favorecidos.
    A absoluta maioria não pode ficar aceitando a tudo que a máquina destinada em manter o domínio da minoria burguesa fique determinando no tempo ou no momento em que os poderosos que detém privilégios, ao sentirem-se ameaçados; venham a servirem-se todas as vezes do exercito, da “justiça”, das prisões e dos órgãos punitivos; para assim, permanecerem no poder a qualquer custo, afastando e subjugando a maioria; ou deixando-a submissa, alheia e afastada da direção e gestão dos assuntos públicos e sociais.

    Curtir

    Comentário por .. | dezembro 9, 2010 | Responder

    • Olá:

      Se houvesse um ranking dos melhores comentários, esse já entraria para os melhores.

      Lendo esse comentário, muitos textos lidos na internet, ou nos comentários, vieram-me a mente.

      Se os políticos tivessem a decência de perguntar a seus eleitores se há algo errado, eles ouviriam um sonoro sim, além de uma lista de sinais da anarquia em que vivemos.

      Além do eterno bipartidarismo, convivemos com uma máfia tão forte que é capaz de conspirar contra um determinado sistema, mesmo estando ao lado dele.

      A guerra agora é entre o socialismo e a própria burguesia, sustentada pelo poder sobre as mídias, onde o grande obstáculo para a burguesia consiste no fato do povo estar votando com a barriga. Pior do que essa guerra de interesses, só se a guerrinha acabar, aí, realmente estaremos num mato sem cachorro.

      Como o povo poderia visualisar alternativas, se nem a internet, com toda a sua democratica participação. conseguiu apresentar ao povo, algo além dos interesses bipartidários.

      Muito bom seu comentário.

      ABS

      Curtir

      Comentário por icommercepage | dezembro 11, 2010 | Responder

  11. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Sistemas corrompem « Made in Blog | janeiro 5, 2013 | Responder

  12. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Renan Calheiros – A desgraça brasileira « Made in Blog | fevereiro 5, 2013 | Responder

  13. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Maluf é condenado a devolver dinheiro « Made in Blog | abril 12, 2013 | Responder

  14. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por A corrupção tem problemas no coração « Made in Blog | novembro 23, 2013 | Responder

  15. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Quem descobriu o Brasil « Made in Blog | julho 26, 2015 | Responder

  16. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Será que os humanos foram realmente à Lua « Made in Blog | outubro 10, 2015 | Responder

  17. […] farsa criada pela falsa democracia nomeia autoridades que sem o apoio do sistema já estabelecido não conseguiria executar as […]

    Curtir

    Pingback por Tax haven – O inferno da economia americana « Made in Blog | novembro 6, 2015 | Responder

  18. […] Farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Política do vale do rio doce « Made in Blog | novembro 24, 2015 | Responder

  19. […] A farsa da falsa democracia […]

    Curtir

    Pingback por Protestos contra Dilma Rousseff reúne milhares de pessoas « Made in Blog | março 14, 2016 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: