Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

“La situación está lista y cuando EE.UU. lo desee va a comenzar la guerra en Venezuela”

Publicado em 22 de mai de 2017

Entrevista con Thierry Meyssan, fundador de la Red Voltaire

Dividir el mundo en dos zonas: una estable para sus aliados y otra inmersa en el caos de una guerra sin fin. Parece algo absurdo, pero esa es la estrategia de EE.UU. para dominar el mundo, según opina Thierry Meyssan, periodista y activista político francés. Y ahora le toca el turno a Venezuela: “La situación ya está lista, cuando EE.UU. lo desee va a comenzar la guerra”, advierte el analista. ¿Pero se puede resistir en esta situación? La respuesta es sí. Lo cuenta en Entrevista, de RT.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 22, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Trump promete “trabajar sobre el problema de Venezuela” junto con otros países

Publicado em 18 de mai de 2017

“La estabilidad y la paz de Venezuela son de interés para todo el hemisferio”, ha asegurado este jueves el presidente de Estados Unidos, Donald Trump, en su rueda de prensa conjunta con su homólogo colombiano, Juan Manuel Santos.

SEPA MÁS: https://es.rt.com/549s

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 19, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Embaixador brasileiro vai reassumir posto na Venezuela

sofrimento latino

Luta latino-americana

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

O embaixador do Brasil na Venezuela, Ruy Pereira, vai reassumir o posto na embaixada brasileira em Caracas, na próxima segunda-feira (22), segundo o ministro da Defesa Raul Jungmann. A informação foi confirmada hoje (16) pelo Itamaraty.

“O Brasil tomou a decisão de mandar de volta [o embaixador], em um gesto de boa vontade, porque não pode perder nenhuma possibilidade de ajudar na mediação”, disse o ministro, sobre a crise política na Venezuela. Ele não soube confirmar, entretanto, se o embaixador venezuelano voltará ao Brasil.

Segundo Jungmann, apesar das críticas às decisões políticas do governo venezuelano, o Brasil está empenhado em favorecer a interlocução e mediação para resolver os conflitos no país. A Venezuela vive uma violenta crise política, descontrole da inflação, desemprego e escassez de alimentos e remédios. O conflito se agravou neste ano com enfrentamentos entre manifestantes pró e contra o governo e forças policiais, que já deixaram mortos e feridos.

Neste mês, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou a “classe operária” a convocar uma Assembleia Nacional Constituinte e aprovou um novo decreto de “estado de exceção e emergência econômica” que restringe as garantias constitucionais em todo o território nacional como uma medida para “preservar a ordem interna”.

“Em que pesem as críticas que o Brasil tem que fazer, por dever de suas convicções e críticas que faz aos direitos humanos e liberdades, temos em mente a necessidade e disposição de mediar o conflito que hoje está instalado na Venezuela e que preocupa a todos”, disse.

O ministro da Defesa disse que o governo brasileiro se preocupa com as medidas de exceção que estão sendo tomadas, com as prisões por ideologia, com a questão humanitária e com as mediações que não avançam. “País nenhum deixa de se preocupar quando o vizinho vive em conflito. A grande preocupação é o que podemos fazer para ajudar”, ressaltou.

Jungmann recebeu a Agência Brasil e correspondentes da imprensa estrangeira hoje, em Brasília, para falar sobre o controle e a segurança nas fronteiras. Na próxima sexta-feira (19), Jungmann viaja a Tabatinga (AM) para um encontro com o ministro da Defesa do Peru, Jorge Montesinos, para tratar sobre esses temas.

A crise na Venezuela também deve ser assunto entre os ministros. Segundo Jungmann, em viagens que tem feito ao exterior, há preocupação dos países com a situação venezuelana. “Isso vai além do plano regional”, disse.

A estimativa é que cerca de 50 mil venezuelanos estão cruzando a fronteira com a Colômbia, diariamente. No Brasil, entre 6 mil a 8 mil venezuelanos transitam entre os dois países todos os dias, principalmente por Roraima. O ministro disse que uma tese acadêmica levanta a hipótese de que, se houve uma situação de conflito aberto na Venezuela, isso poderia gerar entre 2 milhões e 2,5 milhões de refugiados.

“Estamos torcendo pelo melhor, mas se isso não acontecer, temos planos de contingência para as questões humanitárias para acolher venezuelanos”, disse. “Nossa preocupação é humanitária”, afirmou, explicando que as relações militares com o país vizinho são “fluidas”.

Nos próximos dias, o ministro deve visitar Pacaraima e Boa Vista, em Roraima, para verificar a situação, assim como equipes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). Segundo ele, por enquanto não há a necessidade de construção de centros de refugiados.

Previdência militar

Durante a coletiva, Jungmann informou que amanhã (17) vai se reunir com os comandantes para debater a proposta de previdência militar. Segundo ele, o prazo para entregar a proposta à Presidência é até o final de maio.

O ministério está debruçado sobre questões como a idade mínima, tempo de contribuição e pensões, segundo Jungmann. “Deve-se fixar uma idade mínima, pois do militar é exigida plena capacidade”.

Edição: Maria Claudia
 
 

maio 17, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Los militares rechazamos los golpes de Estado

Publicado em 15 de mai de 2017

Entrevista con Vladimir Padrino López, ministro del Poder Popular para la Defensa de Venezuela

“Los venezolanos tenemos identidad nacional, no tenemos que pedir permiso a ningún imperio para hacer algo en nuestro país”, afirma Vladimir Padrino López, ministro del Poder Popular para la Defensa de Venezuela, en Entrevista, de RT. El general nos ofrece el punto de vista de los militares sobre lo que vive hoy en día el país, la violencia callejera y quién y por qué usa armas. También cuenta quiénes son los beneficiarios de la crisis en Venezuela y cuál es el papel que desempeña EE. UU.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 15, 2017 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

Las protestas de la oposición se hacen más violentas y causan nuevas víctimas en Venezuela

Publicado em 14 de mai de 2017

Las protestas en Venezuela se vuelven cada vez más violentas. Este sábado al menos 10 personas resultaron heridas durante una manifestación motorizada organizada por todo el país para recordar a las víctimas del último mes y medio. Esta semana un centro educativo fue atacado por un grupo de encapuchados

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 14, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , | Deixe um comentário

La cara de Venezuela que la derecha española no quiere que veamos

maio 7, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Venezuela, una semana después de la convocatoria a la Asamblea Nacional Constituyente

Publicado em 7 de mai de 2017

Esta semana la convocatoria a elecciones por parte del Gobierno bolivariano para una Asamblea Nacional Constituyente generó en Venezuela reacciones a favor y en contra. Mientras el Consejo Nacional Electoral se prepara para escoger a los 500 constituyentes, los voceros de la oposición siguen reunidos en Washington para exigir más presión contra Nicolás Maduro.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 7, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Gobierno venezolano denuncia que oposición opta por “lucha armada”

maio 5, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Maduro convoca Assembleia Nacional Constituinte na Venezuela

Das Agências EFE e Reuters
Nicolás Maduro
Nicolás MaduroEPA/Miguel Gutierrez/Agência Lusa

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez nesta segunda-feira (1º) um chamado ao “poder constituinte originário” para que “a classe operária” convoque uma Assembleia Nacional Constituinte. Segundo ele, não há outra alternativa e que desta forma se atingirá a paz e será vencido “o golpe de Estado”. As informações são da agência EFE.

“Anuncio que, no uso de minhas atribuições presidenciais como chefe de Estado constitucional, de acordo com o Artigo 347, convoco o poder constituinte originário para que a classe operária e o povo, em um processo nacional constituinte, convoque uma Assembleia Nacional Constituinte”, disse Maduro em um grande ato com operários em Caracas por ocasião das celebrações do 1º de Maio.

De acordo com a agência Reuters, a Assembleia Constituinte tem o objetivo de recriar o Estado, criar um novo ordenamento jurídico e redigir uma nova Constituição que levaria a eleições gerais.

Opositores, conforme a agência, dizem que o movimento é outra tentativa de marginalizar a atual Assembleia Nacional liderada pela oposição e manter o impopular Maduro no poder em meio uma recessão e manifestações que resultaram na morte de 29 pessoas no mês passado.

Agência Brasil
 

maio 2, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

“Lo que hemos visto dentro de Venezuela es una oposición violenta, terrorista e hipócrita”

maio 1, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Decisión ‘histórica’ en Venezuela: su salida de la OEA

Publicado em 30 de abr de 2017

El Gobierno de Venezuela ha formalizado esta semana su retiro de la Organización de Estados Americanos (OEA) por considerar que su permanencia en el bloque atentaba contra su soberanía. Las últimas jornadas han estado marcadas en el país por acciones violentas, que han dejado alrededor de 30 fallecidos

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 1, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Se atiza la tensión política en Venezuela con movilizaciones del chavismo y la oposición

abril 5, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Alocución del Presidente de TSJ venezolano ante últimos acontecimientos del país

abril 2, 2017 Posted by | Espanhol | , | Deixe um comentário

Mercosur se reunirá de urgencia por la crisis en Venezuela

abril 2, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Sigue en Caracas la marcha de Expo Venezuela Potencia 2017

março 26, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Venezuela suspende la transmisión de CNN en Español en todo el país

Este miércoles, la Comisión Nacional de Telecomunicaciones de Venezuela (CONATEL) informó que ha iniciado un procedimiento administrativo sancionador en contra de la cadena de noticias CNN en español, a la que acusa de transmitir información “inexacta” y “distorsionar la verdad” y ha decidido, como medida preventiva, suspender su trasmisión en el territorio nacional.

Según el comunicado público de CONATEL, la cadena viola la Ley de Responsabilidad Social en Radio, Televisión y Medios Electrónicos por difundir de forma sistemática contenidos que constituyen una “agresión directa contra la paz y la estabilidad democrática venezolana” y al mismo tiempo generan “un clima de intolerancia”.

El entonces candidato presidencial Donald Trump durante su campaña en Sanford (Florida).
 

De acuerdo con el documento, dichas acciones contradicen lo estipulado en el artículo 58 de la Constitución, que señala que toda persona tiene derecho a la información oportuna, veraz sin censura, y así mismo, a la “réplica y rectificación cuando se vea afectada directamente por informaciones inexactas o agraviantes”.

De igual manera la medida invita a los demás medios de comunicación del país apegarse a las leyes venezolanas y ofrecer información “veraz y oportuna” para evitar cualquier tipo de sanción.

“Campaña mediática imperial”

En una rueda de prensa este miércoles, la canciller venezolana Delcy Rodríguez aseguró que la CNN participa en un “campaña mediática imperial”, a través de la propagación de “falsos positivos” con el objetivo de desacreditar al país. Agregó además que las autoridades actuarán frente al “daño” que ha causado la cadena.

Al respecto, la CNN defendió su trabajo periodístico incluyendo las fuentes que utilizan y la labor de los periodistas que participan en todas sus investigaciones.

Captura de pantalla de la CNN.
 

“CNN, no meta sus narices”

El pasado 13 de febrero, el presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, criticó duramente a la cadena por “manipular” el testimonio de una joven que denunció problemas estructurales en su centro de estudios. “Ese es un asunto de nosotros, los venezolanos. CNN que no meta sus narices en Venezuela”, aseveró en ese entonces el mandatario.

#CNNmiente

En agosto del 2015, la etiqueta #CNNmiente llegó a lo más alto en Twitter luego de que la cadena estadounidense reconociera haber divulgado información falsa sobre saqueos en Venezuela, que en realidad nunca tuvieron lugar. Tareck El Aissami, quien en ese entonces se desempeñaba como gobernador del estado de Aragua, tachó los reportes de campaña “terrorista y criminal”.

RT-TV

fevereiro 16, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Maduro aumenta salário mínimo em 50% na Venezuela

Presidente da Venezuela

Nicolas Maduro

Da Agência France Press

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou ness domingo (8) um aumento de 50% no salário mínimo, que sobe para 40.638 bolívares (US$ 60, na taxa oficial mais alta, e US$ 12, na cotação do mercado negro). A informação é da Agência France Press (AFP).

“Para começar o ano, decidi pelo aumento. Seria, se levarmos em conta o aumento que dei em janeiro de 2016, o quinto em um ano”, disse Maduro, na primeira transmissão de 2017 de seu programa semanal no canal estatal VTV.

O salário é complementado com um bônus de alimentação de 63.720 bolívares (US$ 93, na taxa oficial). O aumento inclui os aposentados, acrescentou Maduro.

Os aumentos sucessivos decretados pelo governo foram devorados pela inflação, estimada em 475% em 2016 , e pela perda de valor do bolívar frente ao dólar.

Além do alto custo de vida, os venezuelanos sofrem com a escassez de alimentos e remédios.

Para combater o desabastecimento, Maduro anunciou um plano destinado a criar “um sistema de lojas” que venderão produtos básicos a preços subsidiados, controlado pelos comitês locais de Abastecimento e Produção (Clap), organizações municipais que distribuem comida em áreas populares.

Segundo o presidente, as lojas estarão localizadas nas 45 cidades mais povoadas do país.

Agência Brasil

 

janeiro 9, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Cuatro alimentos que volvieron a la mesa de los venezolanos

boicote elitista

Guerra Econômica

En tiempos de guerra económica varias son las costumbres que los venezolanos han debido modificar y buena parte de ellas están relacionadas con la alimentación.

La escasez, el acaparamiento o el aumento artificial de precios lleva a los consumidores a buscar “otros productos como sustitutivos”, dice un reporte de la BBC. Se trata de alimentos “más baratos y algunos, más saludables”.

En particular son cuatro los alimentos que han ayudado, a muchos, a capotear la crisis: yuca, auyama (calabaza), sardina y mortadela.

Los venezolanos ahora optan por comprar “vegetales olvidados y alimentos que eran vistos como comida de pobre” y que hoy regresan a las mesas “no solo por su precio, sino por su sabor (…) Hasta McDonald’s sustituyó las papas fritas por la yuca en sus menús en Venezuela”, detalla el reporte.

No puede faltar en la mesas de los venezolanos la arepa (el alimento más popular de la nación): originalmente elaborada a base de harina de maíz, ahora también pueden encontrarse de yuca, papa, batata o plátano.

Las sardinas, consideradas una “fuente de proteína barata y saludable”, se erige en otro alimento que vuelve a los platos diarios del país.

El texto también identifica a la mortadela como otra de las fuentes de proteínas más cercana a los bolsillos de los compradores. Se usa frecuentemente como relleno de la arepa o el pan.

La nota de la BBC cita un comprador de este pequeño pescado que confesó que hasta hace poco no se habría imaginado en adquirirlo: “¿Comer sardina nosotros? ¡Era comida de pobre! Pero es barata y es un gran alimento”.

Para Marcel Márquez, un DJ venezolano conocido como ‘AfroRaizz Hi-fi'”, referirse a las sardinas como comida para pobres “es bien balurdo” (Un venezolanismo que traduce ridículo, falto de gusto o fuera de onda). Receurda que la sardina es un alimento bastante “cotizado en Europa, por ejemplo”. “Cuando la gente pide ‘fish and chips’ en Londres, ese ‘fish’ a veces es sardina”.

Sobre su experiencia particular con este alimento en tiempos de guerra económica el DJ aseguró a RT que la sardina ha sido vital: “Yo estoy mejor alimentado ahora con el calcio de la sardina y la fibra de la yuca que con el trigo del pan”.

Además, señala que desde que el gobierno de Hugo Chávez prohibió la pesca de arrastre, ahora las sardinas que se consiguen en los mercados son más grandes.

El también conocido como ‘padre de la semilla’, el venezolano Walterio Lanz explicó a RT que en Venezuela desde la llegada de las empresas petroleras estadounidenses, la auyama ha sido víctima de una especie de campaña de satanización.

“A pesar de su alto valor nutricional, por muchos años la auyama fue calificada como ‘alimento para cerdos’; no en vano, los agricultores estadounidenses que cultivan alimentos transgénicos la llaman despectivamente ‘pig weed’ (maleza de cerdo)”.

Con todo, en medio de la guerra económica, Lanz estima que la auyama “le ha salvado la vida a muchas familias pobres“. En zonas urbanas y rurales la auyama ha retomado espacios para la producción, “porque es muy fácil producirla. Uno lanza unas semillas a la tierra y prácticamente crecen solas o con muy poca intervención”.

Quizá lo más importante ocurrido en esta etapa del país, estima Walterio Lanz, “es que los venezolanos volvimos a sembrar y a poner atención sobre lo que estamos comiendo”.

Ernesto J. Navarro

RT-TV

dezembro 18, 2016 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Excluyen Venezuela del Mercosur

dezembro 3, 2016 Posted by | Espanhol | , | Deixe um comentário

A face da beleza da Miss Venezuela

Gabriela Isler

Miss Universo 2.013

Gabriela Isler ganha o sétimo Miss Universo para a Venezuela.

Eu já falei sobre isso no Miss Universo Brasil, quando a angolana ganhou o título. Naquele dia eu lembrei dos interesses econômicos do Brasil naquele país, inclusive podendo comprometer o futuro da nação angolana.

Eu também lembrei que o corporativismo parece não ter ideologia nenhuma, já que parece estar abandonando os outrora capitalistas ricos.

Se no Miss Universo Brasil era só uma suspeita, no Miss Universo da Rússia isso ficou óbvio. Pessoalmente eu considerava a Venezuela o aliado mais forte da Rússia, pelo menos enquanto Hugo Chávez estava vivo.

Se Hugo Chávez escolheu Maduro ainda em vida, inclusive com o apoio de seu irmão e braço direito, então, não há dúvida que a Venezuela ainda é a velha Venezuela de Chávez.

Também não vou dizer que a Gabriela Isler não tenha merecido, já que a Venezuela consolidou seu lugar entre os países com mulheres mais lindas do mundo. Pelo menos desta vez, todo mundo ficou satisfeito.

A festa:

A cerimônia de eleição e coroação ocorreu no Crocus City Hall. Entre as cinco finalista estavam: Brasil, Espanha, Filipinas, Equador e a própria Venezuela.

No final do evento, a americana Olívia Culpo, Miss Universo de 2.012, coroou o segundo e terceiro lugar, Espanha e Equador, respectivamente.

As candidatas desfilaram com trajes de gala, banho e também com o traje típico de seu país.

Steve Tyler, vocalista do Aerosmith, considerado um dos homens mais feios do mundo – Desculpa aí Steve – além de ser um dos melhores cantores da história do rock, perguntou qual era o medo da vencedora. Foi quando Gabriela respondeu: “…quando assumimos nossos medos, somos mais fortes” – essa vai para você Chávez rsrsrsrs.

Além dos 250.000 dólares de prêmio, sem precisar ficar pelada – desculpa aí, Gabriela – Gabriela também terá o direito da coroa de mulher mais bela do mundo por um ano.

A coroa de ouro e com 1.371 gemas é uma joia raríssima. Também ganhará viagens durante o ano para participar de eventos beneficente.

É a primeira vez que a Rússia recebe o evento. Gabriela venceu outras 85 candidatas dos cinco continentes, tudo isso com apenas 25 anos.

Fonte: RT-TV

O início das aparências

O fim das aparências

A morte da princesa

Famílias reais

novembro 11, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , , | 3 Comentários

EUA alertam países que apoiam Irã

império contra-ataca

Volta de Chavez

Quando eu disse que a reputação de Hugo Chavez duraria enquanto durasse o mandato de Lula, eu estava errado, as declarações do porta-voz dos EUA pegaram muito mal no mundo inteiro, principalmente entre os latinos.

Segundo suas declarações, os EUA advertem que os países que receberam o governante do Irã, poderão sofrer sanções, mas que isso dependeria do que foi tratado entre esses países e o Irã.

Hugo Chaves que não precisa de porta-voz – eu ainda não descobri se é ele que não gosta, ou se é o porta-voz que não se entende com ele – disse que essa é a coisa mais absurda que já foi dita “o mais absurdo dos absurdos”.

“A mesma absurda e histórica pretensão de vermos os EUA decidir e continuar decidindo os destinos da Venezuela, Equador, Cuba ou América Latina”. Hugo Chaves ainda citou Mao Tse-Tung, ao chamar os EUA de império de papel.

Enquanto isso, a agência internacional de notícias, AFP, é acusada de manipular o discurso de boas vindas ao presidente do Irã, feito por Hugo Chaves, levando a crer que esse queria atacar os EUA. A suspeita virou um escândalo midiático na França.

Ironicamente, as palavras foram divulgadas fora de contexto, deixando de fora justamente a parte em que se falava dos meios de comunicação imperialista.

Devido a tensão entre os dos países, EUA e Irã, a manipulação do vídeo poderia aumentar ainda mais o conflito.

Na realidade, Hugo Chavez estava apenas sendo irônico:

“Dicen los voceros del imperialismo, dicen los medios de comunicación del imperialismo y lo repiten como loro en las calles de estos países que Irán está en Venezuela, que Ahmadjnejad está en Caracas porque en este mismo instante vamos, Ahmadjnejad y yo, casi que desde los sótanos de (la casa presidencial de) Miraflores a afinar la puntería rumbo a Washington y que van a salir los cañones muy grandes y unos misiles porque vamos a atacar Washington. Casi es lo que están diciendo”.

Dizem os jornais e meios de comunicação imperialistas e repetem em suas casas que o Irã está na Venezuela, que Ahmadjnejad está em Caracas e que nesse exato momento vamos, Ahmadjnejad e eu, no palácio de Miraflores, estamos acertando a pontaria rumo a Washington e que dos telhados do palácio do governo da Venezuela vão sair canhões muito grandes e alguns mísseis porque vamos atacar Washington, é quase isso o que estão dizendo”.
Qualquer semelhança com a guerra dos mundos, por Orson Wells, não é mera coincidência. Orson Wells narrava na novela que os EUA estavam sendo atacados.

O ex-presidente Lula sabe muito bem das artes que Hugo Chaves pode aprontar e, apesar de encrenqueiro, demonstra coragem, inclusive assumindo o posto de Fidel Castro, como o maior militante de esquerda do mundo. Do outro lado, a AFP lembra muito das conspirações teorizadas por Daniel Estulin, inclusive sobre o monopólio de notícias.

No caso do Wikipedia, eu ainda suspeito de especulação inversa, ou seja, pode ser importante para quem tem um bom capital nos infernos fiscais, que a economia americana quebre, assim, esses mega investidores poderiam comprar quase todo o país, incluindo as empresas dos concorrentes.

By Jânio

Fonte: RT-TV

janeiro 17, 2012 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , | 1 Comentário

Morre Franklin Brito, venezuelano que fazia greve de fome

Limite do Homem

Greve de Fome

A morte de Franklin Brito, agricultor que teve suas terras expropriadas pelo Governo de Hugo Chavez, reacende uma discussão: “Até que ponto um homem deve lutar pelos seus direitos, pela democracia de seu país?

O agricultor fez oito greves de fome em seis anos, fato que o levou a morte, num processo irreversível de seu estado de saúde. Em 2.009, a justiça revogou a decisão de expropriação de suas terras, mas ele reiniciou novamente.

Sua vida foi o preço pago por 290 hectares de terra. seus problemas começaram em 2.003.

Em 2.005 o fazendeiro chegou a costurar a boca, chegando até a cortar um dedo em  frente as câmeras de televisão.

A família recuperou as terras em 2.009, mas o fazendeiro recomeçou seus protestos por achar que a indenização não pagava suas perdas, além disso ele afirmava não ter recebido nenhum papel legalizando sua posse.

Hugo Chavez promove uma política a qual o Brasil sempre temeu, antes do golpe de 64. Naquela época, haviam idéias de reforma agrária e outras idéias mais populistas que assombravam a elite brasileira, já que o governo não tinha dinheiro para bancar essa política.

Mais tarde, os mesmos políticos, a mesma sociedade que apoiou a derrubada do poder, passou  a opor-se ao regime ao qual tinham apoiado.

A pergunta que eu faço é: Será que o homem deve usar seu próprio corpo para protestar, em defesa de bens materiais?

Há um ditado popular que diz: “Não devemos ser avarentos, pois dessa vida nada se leva.”

Sabemos que devemos lutar pelo nossos direitos, mas tudo tem um limite. Muitas vezes, é preciso pensar no que é mais importante para nossa família, nossa riqueza ou a vida de um pai de família.

Hugo Chavez é esperto e sabe como jogar com a política, já arrumou uma tremenda encrenca para o governo brasileiro e não pensa duas vezes em mudar sua postura, quando a situação fica-lhe desfavorável. Sua vítima preferida era a Colômbia, mas não era nada pessoal não, acontece que a presença dos americanos sempre o incomodava.

O fato de as terras terem sido devolvidas ao agricultor, deveram-se exclusivamente ao fato da possibilidade desse agricultor vir a morrer, o que era bem possível, visto seus atos frente a tv. 

Em Direito há um princípio que, para o bem ou para  o mal, é constantemente confundido e abre inúmeros precedentes, a supremacia do direito público sobre o direito privado.   O que possibilita à um governo a desapropriação de terras em nome de projetos que beneficiem a um número bem maior de pessoas; é claro que, nesse caso, somente o proprietário da terra irá protestar.

Outro detalhe curioso nessa situação, é que as pessoas que condenam o ato, só temem por elas mesmas, para que não venham a sentir na própria pele.

Durante muitos anos, a elite dominou o país mais rico da América do Sul, apoiada pelos Estados unidos. Nessa época, a Venezuela era o símbolo do sonho americano, um sonho que virou pesadelo quando com a chegada de Hugo Chavez ao poder.

Hoje, a bandeira que divulga o modo americano de ser é o Chile, por isso é o país sul-americano mais rico.

O agricultor estava em um hospital militar, contra sua vontade, quando morreu, no dia 30 de agosto de 2.010.

Uma coisa que os brasileiros aprenderam há muito tempo, nunca lutar contra o poder, pelo menos não de frente, sozinho. Aqui, todos nós sabemos quem são os coronéis da política que trabalham para os grandes capitalistas, isso quando os grandes capitalistas não são os próprios políticos.

Mensagem de Franklin Brito

By Jânio

setembro 6, 2010 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | 20 Comentários

   

%d blogueiros gostam disto: