Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

The most popular Netflix original shows ranked


Business Insider

abril 18, 2017 Posted by | televisão | , , , | Deixe um comentário

Sinal analógico de TV em São Paulo será desligado quarta-feira

monopólio da informação

Mídias de Massa

Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil

O sinal de TV analógico será desligado em São Paulo e em 38 municípios da região metropolitana na próxima quarta-feira (29). Balanço parcial da Seja Digital, entidade responsável pela condução do processo de digitalização do sinal de TV, mostra que cerca de 1 milhão de kits com conversor e antena, dos 1,8 milhão disponíveis, foram entregues a pessoas inscritas nos programas sociais do governo federal. A entidade espera que o nível de digitalização chegue a pelo menos 93% para que o sinal seja de fato desligado. Uma pesquisa, feita dois dias antes do prazo, indicará o percentual.

Teresinha Borba, 70 anos, não vai precisar de fazer a mudança, pois há dois anos ela ganhou da filha uma TV digital. “O sinal é ótimo. Não tem problema nenhum”, relatou a aposentada que mora na Vila das Mercês, na zona sul da cidade. Ao visitar a exposição Vila Digital, no prédio dos Correios, Teresinha sorriu ao lembrar que é mais velha do que a própria televisão. “No meu tempo só tinha radinho. E demorou um bocado para a gente ter uma TV. Ela era pequenininha, mas os vizinhos todos iam assistir lá em casa”, contou.

Cecília Zanotti, gerente regional da Seja Digital, destacou que a digitalização de São Paulo é alta, com 86% dos domicílios adaptados ao novo sinal. Apesar do percentual, um grande volume de pessoas ainda tem TV de tubo. É o caso de Eldenias Xavier, 68 anos, que foi buscar, na última quarta-feira (22), o kit nos Correios. “Recebi a carta, liguei no número que mandaram e vim aqui buscar”. Ela disse ainda que, se tivesse que comprar, o custo seria alto para a família. “Perto de casa, eu vi de R$ 200. Vi gente reclamando que não vai receber. Acho que, se mudaram, deviam dar para todo mundo”, sugeriu.

Cronograma

A primeira cidade que teve o sinal analógico desligado foi Rio Verde, em Goiás, como um piloto da operação. Em seguida, vieram Brasília e cidades do entorno. “Em Rio Verde, 30 dias depois do desligamento, uma pesquisa mostrou que 98% dos domicílios estavam digitalizados. Com o aprendizado, fizemos uma capital, foram 4 milhões de pessoas afetadas. Sessenta dias depois, chegamos a 98,4% dos domicílios digitalizados. Foi acumulada muita experiência”, afirmou Cecília. Os kits para os beneficiários dos programas sociais continuam a ser distribuídos até 45 dias depois de desligado o sinal.

As próximas cidades a terem o sinal desligado ficam no entorno de Goiânia. A previsão é o dia 31 de maio. Em julho, será a vez da região metropolitana de quatro capitais: Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte e Recife. Também para a data de 26 de julho estão previstas as cidades cearenses de Sobral e Juazeiro do Norte. Em setembro, o sinal deve ser desligado em cidades do interior paulista: Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e municípios da região do Vale do Paraíba. Em outubro, serão o Rio de Janeiro e Vitória.

Distribuição

Para saber se tem direito ao kit gratuito, o beneficiário de programas sociais do governo federal deve acessar o site da Seja Digital e informar o Número de Identificação Social (NIS) ou CPF para fazer uma busca no sistema. A informação também pode ser obtida pelo telefone 147. A distribuição do kit na região metropolitana de São Paulo continuará mesmo depois do sinal desligado por pelo menos 45 dias.

Edição: Graça Adjuto

março 27, 2017 Posted by | televisão | , , , | Deixe um comentário

Globo paga para invadir privacidade das pessoas

novembro 29, 2016 Posted by | televisão | , , | Deixe um comentário

Monopólio audiovisual da Globo

novembro 29, 2016 Posted by | televisão | , | Deixe um comentário

Manipulação da Globo

novembro 29, 2016 Posted by | televisão | , | Deixe um comentário

Ranking de TVs em outubro

monopólio da informação

Mídias de Massa

1º – Globo – 15,71 pontos
2º – Record – 6,76
3º – SBT – 6,64
4º – Band – 1,73
5º – Discovery Kids – 0,78
6º – Cartoon – 0,61
7º – RedeTV! – 0,51
8º – SporTV – 0,44
9º – Viva – 0,38
10º – Cultura – 0,38
11º – Fox – 0,37 –
12º – Megapix – 0,34
13º – TNT – 0,33
14º – Globonews – 0,32
15º – Nickelodeon – 0,30
16º – Gloob – 0,29
17º – Disney Channel – 0,28
18º – AXN – 0,27
19º – TV Aparecida – 0,26
20º – Space – 0,25

Fonte: Bol

novembro 8, 2016 Posted by | televisão | , | Deixe um comentário

Top cinquenta maiores audiências da TV

Moisésoises

1º Totalmente Demais / Haja Coração 31,88
2º SPTV 2a Edição 30,37
3º Êta Mundo Bom 28,03
4º Velho Chico 27,65
5º Jornal Nacional 27,40
6º Futebol QUA/DOM 23,96
7º Globo Repórter 22,80
8º Mister Brau 20,28
9º Chapa Quente 20,08
10º Tela Quente 19,54
11º Fantástico 18,68
12º Malhação 18,68
13º Plantão Globo – VES 18,20
14º Futebol – Amistoso 18,20
15º Zorra 17,93
16º Liberdade, Liberdade 17,57
17º Domingão do Faustão 16,56
18º UFC Combate 16,10
19º Profissão: Repórter 15,10
20º Os Dez Mandamentos 15,02
21º Liga dos Campeões 14,87
22º Vale a Pena Ver De Novo 14,38
23º Escrava Mãe 13,90 (apenas um capítulo)
24º Caldeirão do Huck 13,45
25º Domingo Espetacular 13,32 ( Caso Ana Hickmann)
26º Temperatura Máxima 13,22
27º SPTV 1a Edição 12,73
28º Jornal Hoje 12,15
29º Altas Horas 11,83
30º Globo Esporte 11,53
31º Sessão da Tarde 11,03
32º Sessão Comédia 11,00
33º Programa Silvio Santos 10,78 (recorde anual)
34º Carrossel 10,75
35º Cúmplices de Um Resgate 10,55
36º Gugu 10,45
37º Domingo Maior 10,38
38º Bom Dia Brasil 10,36
39º Hora do Faro 10,30
40º Estrelas 10,23
41º SuperStar 10,16
42º Jornal da Record 10,05
43º Vídeo Show 9,98
44º Jornal da Globo 9,67
45º Power Couple 9,62 (recorde mensal)
46º Roda a Roda Jequiti 9,60
47º A Praça é Nossa 9,45
48º Fórmula 1 9,27
49º Bom Dia São Paulo 9,21
50º Troféu Imprensa 9,20

Fonte: http://otvfoco.com.br/globo-perde-forca-e-tem-apenas-37-atracoes-entre-as-50-mais-vistas-da-tv/#ixzz4AZVHZ4Bx

junho 4, 2016 Posted by | televisão | , , | Deixe um comentário

Comissão de impeachment – Defesa

maio 3, 2016 Posted by | Política, televisão, Videos | , , , , | Deixe um comentário

Comissão de impeachment ao vivo

maio 2, 2016 Posted by | Política, televisão | , , | Deixe um comentário

Telesur – Live stream TV

A Televisión del Sur(TeleSur) é uma rede detelevisão multi-estatal (ou seja, de vários governos) para América com sede naVenezuela. Iniciou suas transmissões em 24 de Julho de 2005, aniversário de nascimento de Simón Bolívar. O canal, cujo lema é “Nuestro Norte es el Sur” (Nosso Norte é o Sul), foi criado numa parceria que é financiada pelos governos da Venezuela, Cuba,Argentina e Uruguai.

A Telesul ou teleSUR, em castelhano, é um canal televisivo que “nasce de uma evidente necessidade latino-ameircana: contar com um canal que permita a todos os habitantes desta vasta região difundir seus próprios valores, divulgar sua própria imagem, debater suas próprias ideias e transmitir seus próprios conteúdos, livre e equitativamente”.

A Telesul é uma iniciativa do Presidente Hugo Chávez, da Venezuela, junto aos governos de Cuba, Argentina e Bolívia, que visa dar uma alternativa comunicacional para toda a América Latina e Caribe, em resposta à hegemonia das grandes corporações estadunidenses, como a CNN e outras emissoras que transmitem em espanhol, desdeMiami e Atlanta.

 

Logomarca da TeleSUR sem o slogam.

O novo canal possui correspondentes em Buenos Aires, La Paz, Havana, Brasília,Cidade do México, Montevidéu,Bogotá, Caracas, Porto Príncipee Washington. O Brasil dará apoio logístico à nova TV e prevê-se troca de matérias entre a TeleSUR e o futuro canal internacional brasileiro.[1] Em maio de 2009, por conta de uma reforma administrativa do governo venezuelano, a Telesur fechou as sucursais de Brasília, Cidade do México e Estados Unidos.[2]

A cobertura do canal atinge toda a América, Europa Ocidental e norte da África, através do satélite NSS (New Skies Satellite) 806. Para receber o sinal da TeleSUR em forma gratuita é necessária uma antena parabólica de 2,4m de diâmetro e um IRD (receptor-decodificador) compatível com DVB. O sinal é transmitido 24 horas por dia.

A Telesul ainda está em processo de amadurecimento, mas já sofre represálias por parte do congresso norte-americano, através do congressista republicano da Flórida Connie Mack. Mack, três dias antes da inauguração da Telesul, elaborou um projeto de lei que já foi aprovado pela Câmara dos Representantes e aguarda aprovação do senado estadunidense, visando obrigar o governo de seu país a gerar interferências no sinal de transmissão por satélite da Telesul.[3] O objetivo seria evitar uma suposta propagação do antiamericanismo, que viria a ser promovido pelo canal. Chávez declarou que se essa lei estadunidense for aprovada, tomará medidas técnicas para neutralizar seus efeitos, o que poderia iniciar uma “guerrilha eletrônica”. Os opositores de Chávez acusam a Telesul de ser uma Al Jazira latino-americana.[4]

Desvinculação da Argentina

No dia 27 de março de 2016, o ministro das comunicações da Argentina, Hernán Lombardi, anunciou que o país não mais integrará a sociedade proprietária da Telesur. Desta forma, o canal não será mais transmitido na televisão aberta e deixará de ser de inclusão obrigatória nas grades de transmissão das televisões pagas por não ser mais um canal estatal. Caso a desvinculação se concretize a Argentina será o primeiro país fundador a sair da Telesur. [5]

Características

O canal não tem fins comerciais ou de lucro, uma mostra disso é a quase total ausência de publicidade, além do fato do canal poder ser acessado gratuitamente através de sua página web e também em canais locais de alguns países de língua espanhola. Algumas operadoras de TV a cabo ou TV satelital também disponibilizam seu sinal.

Os narradores de notícias da teleSUR se caracterizam por sua diversidade: todos falam espanhol no sotaque de seu país de origem, num claro contraste com outras cadeias de notícias continentais como a CNN em Espanhol.

A programacão da teleSUR se diferencia de outros canais de notícias como Euronews, CNN ou BBC World em que, além dos conteúdos informativos, teleSUR oferece programas educativos, de debate, de entretenimento e filmes.

Algumas das emissões da teleSUR são:

  • Noticias desde el Sur: noticias desde Venezuela com dez correspondentes e 35 colaboradores nos países da região.
  • Mesa Redonda Internacional: desde Cuba, debate sobre política internacional e latino-americana.
  • Visión 7 Internacional: desde Argentina, programa semanal doCanal 7 Argentina sobre política internacional.
  • Noticias do Brasil: em colaboracão com a TV Brasil, programa diário com as notícias deste país.
  • Resumen Aló Presidente: oferece uma síntese do programa semanal do presidente venezuelano Hugo Chávez.
  • Agenda del Sur: revista televisiva onde se tratam temas de cultura e política latino-americana.
  • Memorias del Fuego: espaço documental sobre a história recente latino-americana.
  • Videoteca Contracorrente: documentos da atualidade, perfis de personagens com uma visão crítica e progressista.
  • Maestra Vida: biografias de personalidades latino-americanas.
  • América Tierra Nuestra: espaço documental sobre as culturas e povos latino-americanos.
  • De este Lado: desde México, espaço de opinão e debate, moderado pela periodista Blanche Petrich.
  • Mediotanque: programa documental sobre a cultura e vida doUruguay.
  • CineSur: cinema latino-americano.

O conselho consultor da teleSUR é integrado por intelectuais americanos e outros de prestígio, como o Prêmio Nobel Adolfo Pérez Esquivel, o poeta nicaragüense Ernesto Cardenal, os escritoresEduardo Galeano e Tariq Ali, o historiador Ignacio Ramonet, o atorDanny Glover e o programador Richard Stallman.

TeleSUR
La Nueva Televisora del Sur

Logo da teleSUR

País  Venezuela
Fundação 24 de julho de 2005(10 anos)
por  Argentina
 Cuba
Uruguai
 Venezuela
Proprietário  Argentina (fundador)
 Bolívia (desde 2006)
 Cuba (fundador)
Equador (desde 2007)
Nicarágua (desde 2007)
Uruguai (fundador)
 Venezuela (fundador)
Presidente Patricia Villegas
Slogan Nuestro norte es el sur“Nosso Norte é o Sul”
Cobertura Continente Americano, Caribe e Europa
Página oficial TeleSurTV.net
Disponibilidade por satélite
Vivo TV Canal 448

Canal live stream da Telesur

Outros canais live Stream

RT-TV – Espanhol

Channels TV live stream – Inglês

Al Jazeera live stream – Inglês

abril 28, 2016 Posted by | Espanhol, televisão | , , , , | Deixe um comentário

Channels TV streaming – English

Channels Television is an independent and multiple award winning 24-hour news and mediatelevision channel based in Lagos, Nigeria. The parent company Channels incorporated was founded in 1992, a year before the Nigerian government deregulated the broadcast media and began broadcasting in 1995. Its primary focus is producing news and current affairs programs on Nigerian domestic issues. The Channel’s mission is to act as awatchdog on governmental policies and activities. Operating in Nigeria’s popular broadcast media market, Channels Television is the first and only thriving national TV brand, dedicated solely to the dissemination of news. It is the first Nigerian broadcaster to stream its television programming live for 24 hours.

History

Channels Television was founded in 1995 as a private television station[2] with only 15 employees by Nigerian veteran broadcaster and entrepreneur John Momoh and Sola Momoh, also a broadcaster.[3]The company commenced operations in Lagos, south western Nigeria and has since grown to include three other stations in Abuja, Edo andKano states. It also has bureaus in almost every state in Nigeria, including stringers and affiliates in other parts in Africa, as well as strong relationships with international media organizations which allows access to information around the world.

The channel was licensed in June 1993 and allocated a frequency on UHF (Channel 39). It began transmission two years later under the name, “Channels Television”, and the first terrestrial broadcast was on the 1st of July 1995, with John Momoh reading the first news bulletin. Channels TV currently broadcasts to an audience of over 20 million people.

Channels Television
Channels TV.jpg

Channels Television logo
Launched 1995
Owned by John Momoh (Executive Chairman)[1]
Olusola Momoh (Executive Vice-Chairman)
Slogan Your Home for the News
Country Nigeria
Language English
Broadcast area Worldwide
Headquarters Lagos, Lagos State, Nigeria
Website channelstv.com
Availability
Terrestrial
UHF Channel 26 (Benin)
UHF Channel 31 (Abuja)
UHF Channel 39 (Lagos)
UHF Channel 45 (Kano)
Satellite
DSTV Channel 254
GOTV Channel 95
MyTV Channel 7
Startimes Channel 111
Sky Channel 575
IPTV
United Kingdom Thema TV
United States Africa TV
East Africa Lanciea Broadcasting
TalkTalk Plus TV Channel 556
Streaming media
channelstv.com/live Watch live
(Available worldwide)

Canal streaming Channels – Inglês – Youtube

Canal de Streaming da Channels – Página Oficial  -inglês

Mais TVs grátis:

Al-Jazeera – Inglês

RT-TV – Espanhol

 

abril 11, 2016 Posted by | Inglês, Internacional, televisão | , , , , | 2 Comentários

Al Jazeera estreia canal streaming no Youtube

canal streaming youtube

TV Gratuita

Al Jazira (também conhecida pelatransliteração inglesa Al Jazeera; em árabe: الجزيرة, transl. Al-Djazīra; em português, literalmente, “A Península”,[1] por referência à Península Arábica) é a maioremissora de televisãojornalística do Catar e a mais importante rede de televisão do mundo árabe.[2] Sediada em Doha, transmite em língua árabee inglês.

Criada em 1996 porHamad bin Khalifa Al Thani, emir do Catar, no intuito de transformar seu pequeno país em centro cultural da região, Al Jazira iniciou suas transmissões em 1º de novembrodaquele ano e logo se destacou por alcançar um nível de liberdade de expressão e de oposiçãoraramente visto no mundo árabe, acostumado a umamídia controlada e dócil, mera porta-voz de comunicados oficiais.

História

 

Complexo da Al Jazira em Doha, noCatar.

Al Jazira já tinha uma atuação internacional, com sucursais ecorrespondentesespalhados pelo mundo, mas somente começou a chamar a atenção do Ocidente ao mostrar manifestações popularesantiamericanas em seguida aos atentados de 11 de setembro. Sua cobertura das guerras do Afeganistão (2002) e doIraque (2003) fugiu ao padrão ufanista geralmente adotado pelas grandes redes de TV norte-americanas.

Ao ter suas transmissões em Wall Street suspensas durante a Guerra do Iraque, sob a alegação de que as credenciais para jornalistas fornecidas pelaBolsa de Valores de Nova York se destinavam apenas a redes que oferecessem cobertura “responsável”, o canal

árabe se viu na inusitada posição de defender, em manifesto, a liberdade de imprensa nos Estados Unidos.

Na mesma ocasião, Al Jazira recebeu um prêmio por sua resistência à censura. A homenagem do grupo britânico Index on Censorship(Índice de Censura) foi concedida em razão da independência da Al Jazira e sua reputação de divulgar notícias confiáveis. O Index é um grupo de personalidades importantes da mídia, escritores e pessoas dedicadas a defender a liberdade de expressão.

A Al Jazira tornou-se o canal preferido dos militantes muçulmanospara divulgar suas ações, sendo mostrados inclusive estrangeiros seqüestrados no Iraque, no cativeiro ou sendo executados, neste último caso não sendo levadas ao ar as cenas mais fortes. Várias mensagens de Osama Bin Laden foram divulgadas em primeira mão pelo canal. Segundo pesquisa feita entre sua audiência, 96,2% apoiam o genocídio dos alauitas[3] e 81% apoiam o EIIL[4]

Por outro lado, as autoridades de Israel têm ocupado espaço na emissora para divulgar seus pontos de vista e assim amenizar sua imagem negativa no mundo árabe.

A Al Jazira não atrai o ódio só do Ocidente. O regime islâmico radical da Arábia Saudita só a tolera porque sabe que tomar medidas mais drásticas contra ela só fará aumentar a impopularidade da monarquia.

A audiência da emissora está em constante crescimento e é formada principalmente por telespectadores residentes em países do mundo árabe e imigrantes na Europa, principalmente na França, onde vivem 4,5 milhões de árabes ou descendentes, e na Alemanha.

País Catar Catar
Fundação 1 de novembro de1996
por Hamad bin Khalifa Al Thani
Pertence a Al Jazeera
Proprietário Hamad bin Thamer Al Thani
Presidente Hamad bin Thamer Al Thani
Sede Doha, Catar
Estúdios Doha, Catar
Washington D.C.,Estados Unidos
Londres, Reino Unido
Kuala Lumpur, Malásia
Cobertura Mundial
Emissoras próprias Al Jazeera Sports
Al Jazeera Mobasher
Al Jazeera Children’s Channel (JCC)
Al Jazeera Documentary
Cobertura internacional Al Jazeera English
Página oficial aljazeera.net (em árabe)
english.aljazeera.net(em inglês)
Disponibilidade por satélite
Astra 1M(gratuito) Portugal Banda Ku (Digital): 11509 MHz
Symbol Rate: 22000 MBaud
FEC: 5/6
Polarização: Vertical
Eurobird 1(gratuito) Portugal Banda Ku (Digital): 11681 MHz
Symbol Rate: 27500 MBaud
FEC: 2/3
Polarização: Vertical
Hispasat 1C(gratuito) Portugal Banda Ku (Digital): 12092 MHz
Symbol Rate: 27500 MBaud
FEC: 3/4
Polarização: Vertical
Hot Bird 6(gratuito) Portugal Banda Ku (Digital): 11034 MHz
Symbol Rate: 27500 MBaud
FEC: 3/4
Polarização: Vertical
AsiaSat 3S(gratuito) Macau Timor-Leste Banda C (Digital): 3760 MHz
Symbol Rate: 26000 MBaud
FEC: 7/8
Polarização: Horizontal
Arabsat Badr-4(gratuito) Portugal Banda Ku (Digital): 12034 MHz
Symbol Rate: 27500 MBaud
FEC: 3/4
Polarização: Horizontal
Intelsat 9(gratuito) Brasil Banda C (Digital): 3840 MHz
Symbol Rate: 27690 MBaud
FEC: 7/8
Polarização: Horizontal
Intelsat 10(gratuito) Portugal Angola Moçambique São Tomé e Príncipe Guiné Equatorial Macau Timor-Leste Banda C (Digital): 4064 MHz
Symbol Rate: 19850 MBaud
FEC: 7/8
Polarização: Horizontal
Meo Portugal Canal 205
Disponibilidade por cabo
ZON TV Portugal Canal 207
Cabovisão Portugal Canal 119

Fonte: Wikipedia

Site da Al Jazeera

Canal streaming da Al Jazeera no Youtube Inglês

Canal streaming da RT-TV no Youtube espanhol

Outros posts interessantes:

Melhores países em educação

Sites de notícias pelo mundo

março 22, 2016 Posted by | Espanhol, Inglês, Internacional, Política, televisão, Videos, youtube | , , , | 6 Comentários

A batalha dos Dez Mandamentos

Novela que venceu a Globo

Dez Mandamentos

Terça-feira, 10 de novembro, 2.015, o dia em que a novela das oito voltou a ser a maior audiência do Brasil. Até aqui parece uma notícia normal, acontece
que estamos falando de “Os Dez Mandamentos”, novela da Rede Record, e foi uma vitória inédita, onze pontos acima da poderosa Rede Globo e vinte pontos acima do remake do SBT, Cúmplices de Um Resgate.

Depois de uma semana à frente do Jornal Nacional, a novela da Rede Record conseguiu bater um recorde e bater a Globo por mais de dez pontos, números que
ninguém imaginava que aconteceria. O que eu achei muito interessante na terça feira, dia onze, foi a quantidade de celebridades da Globo durante os
intervalos da novela concorrente, desde Suzana Vieira até Fátima Bernardes, o que deixa bem claro o lucro que essa produção deve estar dando.

Vale lembrar que “Os Dez Mandamentos” foi uma aposta ambiciosa da “emissora dos bispos”, a história já fora consagrada no cinema de Hollywood mais de uma vez, e é uma marca internacional, o que criou fofocas em torno de possíveis conflitos em direitos internacionais. O investimento não ficou devendo nada às produções de Hollywood, mais de cem milhões, além de possíveis gastos adicionais que não foram computados no início da produção. Levando-se em conta que a emissora ainda estava brigando com o SBT, no início da novela, eu poderia calcular que o investimento poderia ter dobrado na medida em que a audiência aumentava. No início estava em dez ponto, o que cria especulação para uma possível reprise, já que a maioria dos telespectadores não assistiu o início, mas, devido ao potencial indiscutível da produção, a novela poderia, no futuro, ser reprisada no mesmo horário em que está sendo exibida, assim como faz Sílvio Santos com suas novelas. Entretanto, levando se em conta que a
disputa agora é com a Globo, a reprise ainda é uma estratégia descartada para os próximos anos.

A ideia de escolher as mini séries bíblicas para ocupar a faixa reservada para produções bíblicas foi perfeita, essa estratégia pode não segurar toda a
audiência da novela, mas vai manter boa parte dela, já que muitos telespectadores estão chegando agora e não conhecem esses trabalhos, e eu falo dos 31% de telespectadores que assistiram a vitória inédita contra a concorrência.

Muita gente achou que a fase ruim da Globo era passageira, mas essa já é a terceira novela seguida no horário nobre que tem problemas com a concorrência forte que vem de fora. É importante ressaltar que o horário nobre é o coração
da audiência na TV, mas não é fácil consolidar a audiência, eu diria até que a concorrência ao IBOPE, por parte da GFK, e a ideia inteligente da Endemol de
não permitir o monopólio no país, ajudou. A Endemol chegou a criar uma nova empresa só para expandir sua clientela. Mesmo com tanto dinheiro, a Globo não poderia competir com sua parceria que é dona da franquia Big Brother; a única chance de a Globo conseguir vencer a Endemol, seria a volta da ditadura.

A Record conseguiu fazer o dever de casa e já tem uma novela de época pronta, e com tecnologia avançada, o que quer dizer que as mini séries são apenas estratégias e que a rede dos bispos ainda tem um plano B. Como o tempo para preparar os primeiros capítulos da continuação de “Os Dez Mandamentos” é curto, não tem como dar errado.

O sucesso da novela bíblica não era esperado pelos bispos que não tiveram tanta fé na Bíblia, tanto que decidiram pela faixa de produções bíblicas já no
meio da novela, quando o sucesso passou a chamar a atenção e audiência já estava consolidada. A novela “Escrava mãe” estava sendo preparada para
concorrer com o SBT e não com a Globo. Mas tudo deu certo, já que a próxima novela será continuação da primeira, sem nenhum problema para a produção.

Os boatos sobre a mini série da vida dos Mamonas Assassinas é uma péssima ideia e poderia levar a Record de volta ao início, quando brigava com o SBT, já que todas as músicas dos Mamonas Assassinas foram roubadas e isso vai contra um dos “Dez Mandamentos” – Não Roubar.

Os Mamonas Assassinas pagaram caro pelos roubos das músicas, e a Record vai ter de pensar muito sobre isso. A cópia de Lost é outra ideia idiota, seria
melhor chamar o autor da novela Mutantes de volta e ver se ele ainda é um bom negócio, através de mini séries de heróis, foi assim que os Dez Mandamentos
começou, mini séries.

By Jânio

O fim do império da Rede Globo

Rede Globo – 50 anos

A história suja da Rede Globo

Caso raro na ditadura da Globo

Jornalismo sob encomenda

Vendedoras de sonhos e pesadelos

novembro 12, 2015 Posted by | televisão | , , , , , | Deixe um comentário

A queda do império da Rede Globo

monopólio da informação

Mídias de Massa

Primeiro foi a novela “Império”, depois foi a novela “Babilônia” e, finalmente, a Globo descobriu que não pode mais ditar “A Regra do Jogo”. Se a aristocracia brasileira estava acostumada com os ares europeus, descobriu que o país mais roubado do mundo continua o mesmo. O curioso é que Sílvio de Abreu costumava dizer que novela não apresenta conteúdo sério e inteligente, novela é apenas entretenimento –

“Se você procura algo sério, leia um livro” – dizia Abreu. Só se esqueceram de falar para ele que polêmica é para pessoas inteligentes e, não, não é popular, aliás nunca foi popular em países subdesenvolvidos. Polêmica no horário nobre constitui alto risco.

Isso quer dizer que discutir sexualidade, só depois das onze. E não basta esticar a novela das oito para as onze, isso não funciona. A novela das oito virou novela das nove e as pessoas aceitaram, aumentou a violência, as polêmicas, e ninguém notou que estava passando dos limites, quando descobriram já era tarde. Pelo menos Sílvio de Abreu parece ter conseguido o que queria, trazer a novela das sete para o horário nobre.

É verdade que em meio a esse processo, muita coisa aconteceu: A TV paga descobriu que tudo o que é popular deve começar de graça até alcançar o preço mercado; a mídia mais revolucionária desde a descoberta da escrita, a internet, acertou justamente no coração desse nosso sistema caótico, o entretenimento gratuito da TV e, como todos nós sabemos, tudo o que é gratuito tem um preço alto demais, até na internet eles procuram alguma forma de controlar, elitizar, cobrar e até roubar, mas é justamente na internet onde o sistema trava sua principal batalha.

Vamos relembrar o caso do Youtube, um sistema que se tornou popular com a desculpa de que era só para compartilhar conteúdo privado. A empresa foi comprada pela Google justamente quando iniciava a sua ascensão. Assim como as outras aquisições da Google, parecia que tudo ia dar certo, ou seja, a internet seria totalmente dominada pela Google, mas não foi isso o que aconteceu.

A Google foi processada várias vezes, mas manteve sua independência, deixando claro que a justiça depende do dinheiro que você tem no bolso, a mesma coisa que acontece com a Globo no Brasil, observadas as devidas proporções.

A maior vítima da Google, a princípio, foi a MTV, principalmente em países pobres como o Brasil. Depois de descobrir a força do dinheiro por aqui, a Google liberou espaço maior, suficiente para filmes high definition, agora eram os estúdios de Hollywood que passavam a pressionar o governo, inclusive invadindo a privacidade da burguesia, o que provocou uma reação no mundo inteiro.

É claro que isso afetou diretamente a Globo, já que a Globo achava que poderia comprar os direitos autorais e, em seguida, processar todo mundo. O Grupo Silvio Santos seguiu o mesmo caminho, com quatro bilhões e meio, fez uma parceria misteriosa com a telefônica e passou a aterrorizar a burguesia paulista que reagiu imediatamente, a população paulista promoveu um dos maiores boicotes telefônicos da história.

Durante os vinte e cinco anos do governo militar, a Globo monopolizou o mercado publicitário e reuniu as maiores celebridades do país em seu cast. A chegada dos partidos socialistas ao poder causou uma grande mudança, mas o governo ainda é um dos grandes promotores do governo, principalmente porque a Globo, assim como a maioria das grandes empresas brasileiras, não paga impostos. O poder é tão grande que a mulher que deveria ser responsável pelo processo de sonegação da Globo, queimou os papeis e assumiu o crime bilionário da queima dos papeis, sem que ninguém pudesse fazer nada contra
ela.

A TV aberta já não tem mais onde se apoiar, seu conteúdo está disponível na internet, principalmente para quem não tem tempo de assistir durante a semana. A TV paga poderia seguir o mesmo caminho, mas a internet só se interessa por conteúdos populares ou polêmicos, como o conteúdo da TV aberta, ou seja, a TV aberta vai provar do próprio remédio, ou veneno, quem viver verá.

A TV paga não concentra tanta audiência, portanto, não possui potencial para tanta polêmica, como é o caso da TV aberta, e a maior vítima ( ou culpada, dependendo do ponto de vista) é a Globo que sentiu um golpe da concorrência que não sentia há muito tempo. Pela primeira vez a Globo perdeu no horário nobre e teve de fugir da concorrência, a autora da façanha foi a novela bíblica “Os Dez Mandamentos”, novela que já começa a alavancar a programação restante da Rede Record.

A crise que parecia incomodar todas as emissoras, enganou pouca gente. Os três filhos da jararaca Roberto Marinho estão entre os mais ricos do mundo, o pastor Edir Macedo que diziam os fofoqueiros, gastara tudo na construção de uma obra faraônica, nem chorou para investir mais de 100 milhões em uma novela bíblica que entra para a história da televisão brasileira, além de tirar a rainha dos baixinhos da concorrente.

A Globo tem muita sorte de a Rede Record não colocar duas novelas bíblicas seguidas no novo horário das oito, já que a novela das oito mudou de Rede há muito tempo.

Mas nem tudo são flores na Record: Cada vez que o Sílvio Santos sente que vai perder o jogo, ele começa com seus projetos mirabolantes para enrolar a concorrência, como criar uma empresa conjunta para enfrentar a TV paga que seria a maior ameaça ao público idiota que gosta de TV aberta.

O conteúdo de entretenimento passou a ser globalizado, enquanto as agências de notícias manipulam as verdades mundiais: A Endemol é dona dos programas mais populares da TV mundial e, também, brasileira.

E parece que a Endemol não tem interesse em monopólio onde, teoricamente, a Globo seria absoluta, a Endemol distribui o conteúdo como na lista abaixo:
…apesar da Endemol ser controlada pela Mediaset, do grupo de Sílvio Berluscone.

Lista dos programas da Endemol:

01 – Big Brother – Globo

02 – Jogo Duro – Globo

03 – Hipertensão

04 – The Voice – Globo

05 – Fama – Globo

06 – Dança dos Famosos – Globo

07 – Circo do Faustão- Globo

08 – Maratona do Faustão – Globo

09 – Master Chef – Band

10 – Na Pressão – Band

11 – É o Amor – Band

12 – Busão do Brasil – Band

13 – Rola ou Enrola – SBT

14 – Um Milhão Na Mesa – SBT

15 – Um Contra Cem – SBT

16 – Passa ou Repassa – SBT

17 – Esse Artista Sou Eu – SBT

18 – Receita Pop – RedeTV

19 – Saturday Night live – RedeTV

20 – O Último Passageiro – RedeTV

21 – Extreme Makeover Social – Record

22 – Se Vira na Cozinha – Record

23 – Amazônia – Record

24 – Além do Peso – Record

25 – The Cake Show – Record

Vale observar que a Cuatro cabezas tem se revelado uma produtora menor, mais barato, mas extremamente rentável, apesar de produzir exclusivamente para a Band no Brasil.

O golpe final deve ser da GFK. Muito inteligente da parte dela atrasar, dando tempo para o IBOPE regularizar sua situação, revelando o caos na Globo, uma situação que enganou muita gente durante décadas, inclusive empresários, políticos, etc.

Só para terminar, as duas redes mais fortes e com maior fonte de renda, Globo e Record, também produzem o principal conteúdo do mercado nacional, as novelas, chave para o sucesso de uma TV no Brasil, as outras estão inseguras entre comprar pronto ou produzir. A Bandeirantes achou uma nova opção, trocar.

By Jânio

Você também pode gostar de:

Rede Globo – 50 anos

A história suja da Rede Globo

Caso raro na ditadura da Globo

Jornalismo sob encomenda

Vendedoras de sonhos e pesadelos

setembro 19, 2015 Posted by | televisão | , , , , , | 1 Comentário

Xuxo na TV

racismo na TV

Humorismo Racista

A televisão brasileira está cada vez mais estranha, não é mesmo? E o melhor de tudo é que o monopólio da Globo foi quebrado, mas isso não basta.

Durante 50 anos a Globo praticamente ignorou a concorrência e mamou nas tetas do governo mas, finalmente, a teta ganhou novos bezerrinhos. Antes, a Globo sabia onde buscar o dinheiro; depois, foi a vez do Sílvio Santos descobrir o mapa da mina; agora chegou a Record.

Todas essas três redes estão numa disputa pelo fim do monopólio, ironicamente, até a Globo já está reconhecendo isso. Nenhuma empresa do setor de comunicação consegue sobreviver sem o patrocínio do governo, exceto a internet, apesar das ameaças constantes de censura e espionagem. O mais curioso é que o país é tão elitizado que as empresas parecem ignorar o mercado publicitário, principalmente o mercado online.

A rede de televisão que mais investe para competir com a Globo é a Record, surpreendentemente, acabou disputando com o SBT e suas novelinhas mexicanas. O SBT, depois de repetir Chiquititas, Carrossel e Chaves durante os seus trinta e cinco anos de existência, finalmente reconheceu que é uma rede de crianças, mesmo que tenha de passar o programa do Chaves as quatro da madruga anos atrás. E por falar no madruga, os atores do programa Chaves tem aparecido na internet em estado deplorável, enquanto o programa rende milhões pelo mundo afora.

A “rede das crianças” não conseguiu, ou não quis, contratar a rainha dos baixinhos, se bem que a rainha dos baixinhos também não quer ser dos baixinhos, só rainha, o que não é fácil, mesmo num país de monarquias absolutistas como o Brasil. Temos o rei das piscinas, rainha do basquete, rei da fórmula 1, rainha da beleza – apesar de fora dos padrões brasileiros, Gisele foi reconhecida fora do país – rainha do axé, etc. A rainha do axé não vai poder estar na estréia do programa da rainha dos baixinhos, que não é dos baixinhos, pelo menos por enquanto.

Os fofoqueiros de plantão já estão falando em boicote contra o programa da Xuxa, mas a verdade é que só com ex-paquitas abandonadas já daria para realizar pelo menos uma centena de programas de entrevista. O Pelé não fez uma campanha para ajudar os campeões do mundo de futebol que estavam abandonados? Então, agora chegou a vez da Xuxa fazer uma campanha para ajudar as paquitas, afinal, não queremos ver paquitas abandonadas em casa de repouso, não é mesmo? Eu já estou realizando a campanha SOS Wikipedia, não custa nada fazer a campanha SOS Paquitas também.

Não se via uma expectativa tão grande na TV desde a estreia do Gugu, que começou bem mas esfriou com o seu estilo apelativo. O Bacci está caindo na real também e fugindo dessa armadilha.

O fato é que todas essas três redes sabem onde buscar seu dinheiro, tem uma fonte inesgotável de investimentos e, apesar da Record estar bem longe da Globo no Ranking mundial, a vigésima sétima posição não é nada mal.

A Record já tem quatro redes de tvs e só perde para a bandeirantes e rede católica de comunicação.

A Bandeirantes e a RedeTV tem de se contentar com os pequenos nichos, como o sensacionalismo dos realities policiais e o humorismo politicamente incorreto, que dá mais dor de cabeça que lucro.

O Masterchef foi uma surpresa. Eu sempre achei essa ideia de reality de culinária meio maluca, mas as pessoas gostam de realities, tanto que já são quatro nas quatro maiores redes do país, apesar do Masterchef reinar absoluto.

Fazer sucesso numa rede pequena como a Band não é fácil, o Bacci sabe do que eu estou falando. Entretanto, Milton Neves, Datena, Boechat e os narradores de futebol conseguiram essa façanha. A RedeTV precisa melhorar o salário dos apresentadores do encrenca para não perdê-los.

O humorismo politicamente incorreto está sofrendo um revés tão grande que eu me surpreendo de Darwin já não ter sido processado. O infeliz da vez foi o humorista do pânico.

O próprio humorista reconheceu a m**** que fez e ainda passou a rezar para que tudo pare por aí, já que o Rafinha Bastos está pagando até hoje o preço por uma piada que ninguém vai conseguir entender nunca.

A boa notícia é que além das cinco grandes redes de TV, o país já possui dezenas de emissoras, o ideal seria que fossem centenas. A má notícia é que nenhuma delas concentra o mínimo de audiência suficiente para afetar o elitismo das grandes.

Também não dá para pedir muito, afinal, estamos no inferno Brasil.

A internet e a baixa nos preços das TVs pagas ainda não é suficiente, mas tem sido um golpe duro nas máfias da comunicação, prova disso é que as grandes redes já pensam em abandonar a exibição de filmes em rede aberta.

By Jânio

Rafinha Bastos é politicamente incorreto

Temas mais polêmicos da internet

Vendedoras de sonhos e pesadelos

Eu acredito na mídia

 

agosto 18, 2015 Posted by | televisão | , , | 1 Comentário

Datena é pré-candidato a prefeito de SP

pré-candidato a prefeito

Datena Prefeito

A política está ficando cada vez mais engraçada: a eleição de Tiririca foi um marco, pela primeira vez ficou provado que havia palhaço na política, independentemente de opinião, era fato.

Quem promete mexer com a política agora é o repórter, jornalista, narrador, comentarista e dublê de apresentador, Datena. O que era só boato, foi confirmado pelo partido progressista, PP, Datena é pré-candidato a prefeitura de São Paulo. Ser pré-candidato para alguns partidos, como o PT, é como ser candidato.

Sua provável candidatura poderia não só avaliar a popularidade do apresentador insatisfeito com seu programa sensacionalista, mas também sua reputação perante os críticos políticos e até mesmos com os próprios políticos. A reação nas mídias foi imediata, como pode ser comprovado mais abaixo.

Como o apresentador é a maior audiência diária da Rede Bandeirantes, criou outros dois problemas para a rede de televisão: primeiro por ser político, o que já é suficientemente desgastante para a imagem de uma TV, segundo por perder a garantia de audiência que alavancava o principal produto da rede, o Jornal Bandeirantes, ou jornal da Band. Felizmente a Rede Bandeirantes tem outros apresentadores experientes para assumir o seu lugar, apesar de não serem tão populares.

Acontece que em pequenas redes como a Bandeirantes e RedeTV!, qualquer programa que dê audiência, independente da qualidade, passa a ser uma forma de alavancar outros programas.

Datena vem se envolvendo com polêmicas a alguns meses: ofendeu os ateus e a TV bandeirantes perdeu alguns minutos para exibir campanha contra tal intolerância; discutiu com Milton Neves ao vivo – Milton Neves é um dos principais apresentadores da Rede Bandeirantes, menos arrogante e mais antenado com o que acontece com o mundo lá fora da casa/tv e, apesar de não ser tão popular quanto Datena, Milton Neves adora uma briga planejada. Uma polêmica que eu me lembro muito bem, foi durante a investigação da morte de Isabella Nardoni, quando Datena interagiu com o delegado pedófilo que cometeria suicídio em seguida, durante o episódio o apresentador não perdeu a majestade. A internet chama a atenção para as opiniões polêmicas do apresentador, opiniões impopulares que o identificam como político de direita, como é o caso da maioridade penal, por exemplo.

Baseando-se em suas opiniões polêmicas, os adversários poderiam explorá-las em questões como eutanásia, pena de morte, legalização da maconha, etc.

É bom que se diga que ele escolheu o “melhor partido”, partido do “melhor político”, Paulo Maluf, o que demonstra um certo desespero, como amor à primeira vista, com direito a casamento.

Apesar de apresentar um programa sensacionalista, Datena vem enchendo o sapato de pequenas pedras, uma dessas pequenas pedras é o programa de seu amigo Marcelo Rezende, Cidade Alerta é concorrente direto do Brasil Urgente. As novelas mexicanas tornaram-se outro problema para sua audiência e ameaçam revelar um apresentador sem nenhum glamour, pior, sem audiência.

Há um ano atrás, mesmo perdendo audiência, ele poderia se gabar de ser a maior audiência do canal, o problema é que a Rede Bandeirantes vem reunindo uma equipe de profissionais experientes e, apesar de alguns percalços, conseguiu blindagem contra crises, além de apresentar surpresas jornalísticas do entretenimento como Ana Paula Padrão. O Masterchef é a maior audiência e o recordista em comentários da internet, apesar de não ser diário. Muitas emissoras devem oferecer uma fortuna para retirar o programa da concorrente.

Além disso, o Jornal Bandeirantes conseguiu se consolidar e tem registrado audiência maior que o Brasil Urgente, mesmo sem Joelmir Beting e com a saída da Ticiana Vilas-Boas. A turma do Pânico e o futebol são outros concorrentes ao Top da Rede Bandeirantes, relembrando que o Jornal Bandeirantes é o único concorrente diário, também o maior faturamento.

Tanto Datena, quanto Ricardo Boechat, tem sido disputado pela concorrência, mas permaneceram na emissora, em troca de um aumento considerável na folha de pagamento, já que ninguém é de ferro. Se a RedeTV! não tomar cuidado, o Encrenca seria um programa ideal para alavancar o Pânico, ou seja, os telespectadores em encrenca entrariam em pânico.

Programas como Encrenca, Pânico, Brasil Urgente ou o Agora é Tarde, tem a função de atrair audiência mas o faturamento não é considerável, foi por isso que o Danilo Gentille foi para o SBT, ele já ganhava da Globo quando estava na Bandeirantes.

Finalizando: independentemente de ganhar ou não, Datena vai conseguir mais visibilidade do que já tem. Além disso, caso defenda interesses da elite, vai atrair mais patrocínio para seus programas, seja lá onde esteja – seus encontros com Marcelo Rezende dão uma ideia.

By Jânio

Datena quer renunciar Àquilo que faz direito para abraçar o vexame

Reinaldo Azevedo

Datena diz que seria só mais um imbecil na política

Odair Bráz Jr.

Datena se acha péssimo político

Márcio Padrão

Datena: um péssimo político

Contexto 

Você também pode gostar de:

Dez apresentadores mais chatos da TV

Pré-candidatos a prefeito de São Paulo em 2.011

 

julho 30, 2015 Posted by | Política, televisão | , , , , , | Deixe um comentário

Super-Girl 2.015 – A série

 

seriado de 2.015

Super-Girl

Supergirl é uma série de televisão estadunidense criada pelos escritores/produtores Greg Berlanti, Ali Adler e Andrew Kreisberg para ser transmitida pela CBS. É baseada na personagem da DC Comics, Supergirl, criada por Otto Binder e Al Plastino. Supergirl é uma heroína biologicamente prima do Superman, e um dos últimos sobreviventes de Krypton. A série foi oficialmente selecionada em 6 de maio de 2015, após ter recebido compromisso de desenvolvimento em setembro de 2014, e irá estrear em novembro de 2015.

No dia 22 de maio de 2015, o episódio piloto da série vazou na internet.

Enredo

Kara Zor-El, prima de Kal-El (Superman), após testemunhar a destruição de seu planeta, Krypton, é enviada à outra galáxia, indo parar em um planeta conhecido como Terra. Lá, ela é adotada pela família dos Danvers e é ensinada a manter seus poderes em segredo, Kara cresceu na sombra de sua irmã adotiva, Alex (Chyler Leigh). Agora, vivendo em National City, Kara trabalha como auxiliar da magnata da mídia, Cat Grant (Calista Flockhart), que contratou o ex-fotógrafo do Planeta Diário,James Olsen (Mehcad Brooks), como seu novo diretor de artes. Mas então, após 12 anos escondendo seus poderes, um desastre faz com que Kara se veja forçada à utilizá-los e acaba se tornando uma heroína pública. Decidida a seguir o mesmo caminho de seu primo, Kara oferece ajuda à Hank Henshaw (David Harewood), chefe de uma agência secreta, onde sua irmã trabalha, que tem o objetivo de manter a Terra protegida de alienígenas e outras ameaças externas. Kara então finalmente abraça suas habilidades sobrehumanas e torna-se a heroína que sempre sonhou ser, ficando conhecida como Supergirl.

Trailer 01

Trailer 02

Elenco

Principal

  • Melissa Benoist como Kara Zor-El / Kara Danvers / Supergirl: Uma garotaKryptoniana de 24 anos vivendo em National City que teve de abraçar seus poderes depois de anos escondendo-os. Ela é assistente de Cat Grant na CatCo. (Malina Weissman irá interpretar a versão jovem de Kara.)
  • Mehcad Brooks como James “Jimmy” Olsen: Ex-fotógrafo do Planeta Diário, vivendo e trabalhando em National City para Cat Grant como seu novo diretor de arte, e é interesse amoroso de Kara.
  • Calista Flockhart como Cat Grant: Criadora do conglomerado de mídia CatCo.
  • David Harewood como Hank Henshaw: Ex-agente da CIA e chefe do Departamento de Operações Extra-Normais (DEO), que fica com alerta máximo após Kara revelar sua identidade, com medo de que suas habilidades possam ser uma ameaça à humanide.
  • Chyler Leigh como Alexandra “Alex” Danvers: irmã adotiva de Kara e uma doutora que tenta aprender o máximo que pode sobre a cultura Kryptoniana de Kara. Ela trabalha para Henshaw no DEO.

Secundário

  • Laura Benanti como Alura Zor-El: Mãe de Kara cuja sabedoria e ensinamentos guiam Kara inconscientemente a se tornar Supergirl.
  • Jeremy Jordan como Winslow “Winn” Schott: Um expert em técnologia que trabalha junto com Kara no KatCo, baseado no personagem da DC Comics, Homem Brinquedo.
  • Faran Tahir como O Comandante.
  • Owain Yeoman como Vartox: Um alien que esteve se escondendo na Terra pelos últimos 12 anos e procura uma batalha com Supergirl depois que ela aparece. (É ainda uma encarnação de um personagem menor da DC, O Lenhador).
  • Helen Slater (que fez o filme Supergirl de 1984) e Dean Cain (que interpretou Superman em Lois and Clark: The New Adventures of Superman) estão escalados para serem Fred e Sylvia Danvers, pais adotivos de Kara

Filmagem

Em fevereiro de 2015, foi anunciado que Andrew Kreisberg, co-criador de Arrow eThe Flash, tinha se juntado à série como escritor e produtor executivo; e Glen Winter, diretor de Arrow/The Flash e Smallville foi anunciado como diretor do episódio piloto. A filmografia do piloto foi de 4 de março à 29 de março de 2014. Os locais de filmagem incluem locais da Warner Bros. onde Lois and Clark foi filmado.

Formato Série
Gênero Drama de ação
Drama riminal
Ficção científica
Super-herói
Criador(es) Greg Berlanti
Ali Adler
Andrew Kreisberg
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Produtor(es)
executivo(s)
Greg Berlanti
Ali Adler
Sarah Schechter
Andrew Kreisberg
Câmera Câmera única
Distribuída por Warner Bros. Television Distribution
Elenco Melissa Benoist
Mehcad Brooks
Calista Flockhart
David Harewood
Chyler Leigh
Compositor da música tema Blake Neely
Empresa(s) de produção Berlanti Productions
DC Entertainment
Warner Bros. Television
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos CBS
Transmissão original 2015

Fonte: Wikipedia

maio 28, 2015 Posted by | televisão | , , , , , | 1 Comentário

A história da Rede Globo

Chegou a Hora

CPI da Globo

As críticas à Rede Globo referem-se ao extenso histórico de controvérsias nas relações desta rede de televisão brasileira com a sociedade do país. A emissora possui uma capacidade sem paralelo de influenciar a cultura e a opinião pública.
A principal polêmica histórica da estação televisiva e das Organizações Globo está ligada ao apoio dado à ditadura militar e a censura dos movimentos pró-democracia nos noticiários do canal. O regime, segundo os opostos à emissora, teria rendido benefícios ao grupo midiático da família Marinho, em especial para o canal de televisão que, em 1984, fez uma cobertura omissa das Diretas Já.  A própria Globo reconheceu em editorial lido no Jornal Nacional, 49 anos depois e pressionada pelas manifestações de junho de 2013, que o apoio ao golpe militar de 1964 e ao regime subsequente foi um “erro”.
No final da década de 1980, a emissora novamente foi alvo de críticas devido à edição que promoveu do último debate entre os candidatos a presidente na eleição de 1989, o que teria favorecido Fernando Collor de Mello. No final da década de 1990, as Organizações Globo enfrentaram diversos problemas financeiros que teriam sido aliviados pelo Estado, apesar de se tratar de uma empresa privada. Durante o período, a emissora utilizou-se de sua influência entre os políticos para conseguir mudar um artigo da Constituição Federal, no qual permitia a entrada de 30% de capital estrangeiro nas empresas de mídia.
Em 2002, o governo federal ofereceu ajuda de 280 milhões de reais à Globocabo através de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  A emissora voltou novamente a ser alvo de críticas pela cobertura supostamente tendenciosa das eleições de 2006 e 2010. Mais recentemente, foi revelado que as Organizações Globo possuem irregularidades junto à Receita Federal. Entre 2010 e 2012, o conglomerado foi notificado 776 vezes por sonegação fiscal.
“Participamos da Revolução de 1964, identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas, ameaçadas pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada. Quando a nossa redação foi invadida por tropas anti-revolucionárias, mantivemo-nos firmes em nossa posição. Prosseguimos apoiando o movimento vitorioso desde os primeiros momentos de correção de rumos até o atual processo de abertura, que se deverá consolidar com a posse do novo presidente.”
— Roberto Marinho, no jornal O Globo, edição n° 1.596, 7 de outubro de 1984.
A Rede Globo foi fundada em 1965, um ano após o golpe de estado de 1964 e se consolidou como maior rede de televisão do país durante a década de 1970. Neste período, o regime militar implementou uma política de modernização das telecomunicações. Em 1965, criou a Embratel, ao passo em que o Brasil se associou à Intelsat.12 Em 1968, foi criado o Ministério das Comunicações e, no mesmo ano, surgiram as primeiras emissoras de rádio FM e foi criada a AERP (Assessoria Especial de Relações Públicas), que reforçava a necessidade de propagar ideais ufanistas e nacionalistas. Em 1969, o país se integra ao sistema mundial de comunicação por satélite. A intenção do regime era se opôr à hegemonia cultural caracteristicamente de esquerda da época. Uma de suas armas para isso teria sido a televisão, tendo o regime feito vistas grossas à parceria, vetada por lei, entre Roberto Marinho e a multinacional Time-Life, o que contribuiu para o salto tecnológico da Rede Globo.12
Segundo as Organizações Globo, O Globo apoiou o golpe militar de 1964 fazendo parte de um “posicionamento amplamente majoritário” contra o governo do presidente João Goulart.13 Afirma também que Roberto Marinho acreditava na vocação democrática do presidente Castello Branco e na eficácia da política econômica desenvolvida por Roberto Campos e Octavio Gouvêa de Bulhões. No entanto, o grupo nega que o crescimento da Rede Globo se deu graças à estreita ligação de Roberto Marinho com o regime implantado em março de 1964, citando como exemplos disso a dificuldade em obter concessões para canais de televisão em João Pessoa e Curitiba em 1978, alguns casos de censura a sua programação, além do fato de que alguns de seus profissionais eram membros do Partido Comunista Brasileiro.13 No entanto, como apontou Renato Ortiz, a censura não era generalizada, uma vez que “sua principal função era impedir a emergência de determinadas ideias, notícias, publicações que estivessem contrárias à lógica ditatorial de difundir ideais de progresso, harmonia e desenvolvimento”.
Em sua autobiografia, no entanto, Walter Clark, diretor-geral da Rede Globo, confessou ter cancelado os programas de Carlos Heitor Cony e Roberto Campos para satisfazer o coronel Gustavo Borges, chefe de polícia no estado do Rio de Janeiro. Além disso, Clark afirmou ter contratado um ex-diretor da censura para “ler tudo que ia para o ar” e uma “assessoria especial” formada pelo general Paiva Chaves, pelo civil linha-dura Edgardo Manoel Erickson (“pelego dos milicos”, conforme disse) e mais “uns cinco ou seis funcionários”. Além disso, relatou receber o presidente Emílio Garrastazu Médici em seu gabinete na Globo, onde assistiam aos jogos de futebol exibidos pela emissora aos domingos. Segundo ele, o denominado “padrão Globo de qualidade” acabou “passando por vitrine de um regime com o qual os profissionais da TV Globo jamais concordaram”.
Em entrevista ao documentário britânico Beyond Citizen Kane, o ex-ministro da Justiça (1974-1979) Armando Falcão afirmou que “o doutor Roberto Marinho nunca me criou qualquer tipo de dificuldade. Eu, ministro-censor, ele diretor do Globo, da televisão Globo, da Rede Globo, da Rádio Globo, da Rádio Mundial, da Rádio Eldorado, ele nunca me criou dificuldade”.  O próprio Médici chegou a afirmar, sobre o Jornal Nacional, em entrevista: “Sinto-me feliz todas as noites quando ligo a televisão para assistir ao jornal. Enquanto as notícias dão conta de greves, agitações, atentados e conflitos em várias partes do mundo, o Brasil marcha em paz, rumo ao desenvolvimento. É como se eu tomasse um tranqüilizante após um dia de trabalho”. Em 2012, um ex-delegado do Dops relatou a proximidade entre o regime e a Globo.
Em 2013, as Organizações Globo reconheceram e desculparam-se publicamente, através de um editorial publicado no jornal O Globo e que também foi lido por William Bonner durante o Jornal Nacional, por terem apoiado a ditadura militar instaurada no país depois do golpe militar de 1964. No texto do editorial, o jornal afirma: “À luz da História, contudo, não há por que não reconhecer, hoje, explicitamente, que o apoio [ao golpe de 1964] foi um erro, assim como equivocadas foram outras decisões editoriais do período que decorreram desse desacerto original. A democracia é um valor absoluto. E, quando em risco, ela só pode ser salva por si mesma.”

Diretas Já

Comício das Diretas Já em 16 de abril de 1984 em São Paulo.
No dia 25 de janeiro de 1984, foi ao ar, pela primeira vez em rede, aquele que é considerado o primeiro grande comício das Diretas Já, realizado na praça da Sé, em São Paulo. Naquele dia, o telejornal exibiu reportagem de dois minutos e dezessete segundos sobre o tema. No entanto, ocorreu um equívoco durante a escalada do Jornal Nacional; 25 de janeiro é também o dia do aniversário da cidade de São Paulo, e por conta de um suposto erro técnico, o apresentador do telejornal acabou anunciando o comício como parte das comemorações dos 430 anos da cidade. A emissora recebeu críticas que diziam que não havia sido uma falha técnica, mas sim uma manipulação de dados.
José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, ex-vice-presidente das Organizações Globo afirmou, em entrevista a Roberto D’Ávila em 2005, que foi Roberto Marinho quem determinou a censura do primeiro grande comício das Diretas Já.  Segundo Boni, “o doutor Roberto não queria que se falasse em Diretas Já” e decidiu que o evento da praça da Sé fosse transmitido “sem nenhuma participação de nenhum dos discursantes”.  O que teria ocorrido no episódio, ainda de acordo com ele, foi uma “censura dupla” (por parte do regime e da emissora). A versão oficial da Globo, relatada no livro Jornal Nacional – A Notícia Faz História, porém, é de que a emissora não omitiu que o comício fizesse parte das Diretas e que é falsa a versão de que emissora noticiou o evento como parte das comemorações pelo aniversário da cidade de São Paulo.

 Caso Proconsult
Em 1982, a Globo teria tido participação no chamado caso Proconsult, uma tentativa de fraudar as eleições para o governo do Rio de Janeiro, impossibilitando a vitória de Leonel Brizola, candidato do Partido Democrático Trabalhista (PDT). A empresa Proconsult, contratada pela Justiça Eleitoral para apurar os votos do pleito, desenvolveu um sistema informatizado de apuração dos votos que, no entanto, não batia com a apuração paralela divulgada pelo Jornal do Brasil e comandada pelo jornalista Paulo Henrique Amorim. A Globo, que havia publicado editorial favorável ao candidato Moreira Franco na véspera da votação, se ateve à apuração oficial divulgada pelo Proconslt.
Segundo o jornalista Hélio Fernandes, da Tribuna da Imprensa, a fraude só não se concretizou devido à participação do delegado da Polícia Civil Manoel Vidal, escalado para fiscalizar a apuração. Vidal percebeu que havia algo de errado na apuração tendo, em seguida, contatado o também delegado Arnaldo Campana, ligado a Brizola.  O candidato do PDT, censurado nos veículos das Organizações Globo, concedeu uma entrevista aos correspondentes estrangeiros explicando a situação que ocorria. A fraude foi exposta e os jornalistas do conglomerado foram hostilizados nas ruas do Rio de Janeiro. Por outro lado, a emissora respondeu que “nunca contratou a Proconsult” e “se baseava nos números de O Globo, responsável por uma totalização própria, realizada a partir dos mapas oficiais apurados pelo TRE”.

Caso NEC

Durante o regime militar, a NEC Brasil foi obrigada a nacionalizar seu capital. Por isso, cedeu o controle acionário da empresa ao grupo Brasilinvest de Mário Garnero. À época da redemocratização, a NEC Brasil havia se tornado a maior fornecedora de equipamentos de telecomunicação para o governo brasileiro. Em 1986, o então ministro das Comunicações Antônio Carlos Magalhães criou dificuldades econômicas para a NEC Brasil ao suspender os contratos do governo com a empresa, cujo principal cliente era o governo federal. Com o grupo em crise, a NEC do Japão recomprou as ações da NEC Brasil e as vendeu para as Organizações Globo por um milhão de dólares. Logo em seguida, ACM restabeleceu os contratos e a empresa passou a valer 350 milhões de dólares.
Em dezembro de 1986, depois de ACM ter ajudado as Organizações Globo a comprar as ações da NEC Brasil, a Globo concedeu a ACM o direito de tornar sua emissora de televisão na Bahia uma afiliada da Globo, o que ocorreu em janeiro de 1987, um mês após o acordo NEC-Globo. O acordo NEC-Globo foi noticiado na época pela imprensa brasileira (até na própria Globo e na TV Bahia) inicialmente como legal. Porém o acordo ficou sob suspeita quando a TV Bahia deixou inesperadamente de retransmitir o sinal da Rede Manchete para retransmitir o da Globo em janeiro de 1987. A situação gerou um processo dos proprietários da TV Aratu, retransmissora da Globo na Bahia por 18 anos, contra os donos da TV Bahia, mas a contenda judicial terminou três dias depois, quando ficou acordado que a TV Bahia retransmitiria a Globo e, a TV Aratu, a Manchete. A quebra de contrato unilateral por Roberto Marinho ocasionou uma queda de 80% na arrecadação da TV Aratu.
As suspeitas contra o acordo NEC-Globo só vieram a tona nacionalmente com as primeiras denúncias de corrupção do Governo Collor em 1992. Com o fim das empresas do Grupo Telebrás, as Organizações Globo venderam suas ações na NEC Brasil, que teve seu apogeu durante o monopólio estatal das telecomunicações. As operadoras europeias e norte-americanas que compraram as empresas telefônicas estatais optaram por manter seus parceiros ocidentais na área de tecnologia, e a NEC teve sua presença no mercado reduzida. Atualmente, o capital da NEC Brasil pertence 100% à NEC do Japão.

Eleições de 1989 e Impeachment

Fernando Collor de Mello teria sido favorecido pela Rede Globo em detrimento de Luiz Inácio Lula da Silva.

A emissora é acusada de ter ajudado a eleger o candidato a presidente Fernando Collor de Mello (dono da TV Gazeta de Alagoas, retransmissora da Globo) nas eleições de 1989, através da manipulação de trechos do último debate entre Collor e o candidato petista Luiz Inácio Lula da Silva. Na época do debate, já no segundo turno, as pesquisas apontavam um empate técnico entre os dois candidatos; logo, o confronto na televisão seria decisivo para definir a disputa. Lula se saiu mal no debate, fato reconhecido pelo seu próprio partido.
A Rede Globo, que procurou a isenção na cobertura do processo eleitoral, parece ter assumido um lado na reta final da disputa. Foram exibidas duas reportagens sobre o debate no dia de dezembro de 1989, antevéspera do segundo turno das eleições. Uma delas foi ao ar no Jornal Hoje e, a outra, no Jornal Nacional, sendo essa a mais polêmica. A primeira reportagem mostrou as melhores intervenções de cada candidato e a segunda teria favorecido Collor, pois teria mostrado os melhores momentos dele e os piores de Lula. O PT moveu uma ação no Supremo Tribunal Federal contra a Globo. O partido queria que novos trechos do debate fossem exibidos, a título de direito de resposta, mas o pedido foi negado.
A Globo sempre negou que agiu de má-fé no episódio, mas admite que a edição não foi equilibrada. Segundo Boni, a Central Globo de Jornalismo fez uma edição favorável a Collor, não seguindo a orientação da direção da empresa para que o tratamento fosse imparcial. Já Roberto Marinho, diante da declaração de Boni, afirmou que o então vice-presidente das Organizações Globo não entendia de eleições e que o Jornal Nacional tinha sintetizado de maneira correta o debate, visto que Collor havia se saído melhor. Em 2009, Collor admitiu que foi favorecido pela Globo na disputa.
Grande parte da mídia apoiou abertamente a campanha de Collor à presidência. No entanto, de acordo com o historiador Gilberto Maringoni, doutor em História pela USP, por incapacidade de manter maioria no Congresso e por entrar em confronto com uma parte expressiva do empresariado nacional, Collor acabou por influenciar por si só a mudança de postura da imprensa. A crise econômica com a volta da inflação, uma das consequências do confisco da poupança, e a intensa cobertura investigativa da imprensa ajudaram a impulsionar as manifestações sociais que culminaram no impeachment.

Direito de resposta de Leonel Brizola

Leonel Brizola recebeu direito de resposta a ser veiculado pelo Jornal Nacional após dois anos de disputa judicial.
Em 15 de março de 1994, a Rede Globo colocou no ar, durante o Jornal Nacional, o direito de resposta obtido pelo então governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, após dois anos de disputa judicial.32 Brizola havia entrado na Justiça contra a Globo em 1992, depois que o jornalístico de 6 de fevereiro daquele ano divulgou trechos do editorial que seria publicado no dia seguinte pelo jornal O Globo, intitulado “Para entender a fúria de Brizola”. O governador do Rio, que queria impedir a emissora de transmitir o desfile das escolas de samba daquele ano, era acusado pelo editorial do jornal carioca de sofrer “declínio da saúde mental” e de “deprimente inaptidão administrativa”.
Na resposta que foi ao ar, lida pelo locutor Cid Moreira, Brizola dizia não reconhecer na Globo “autoridade em matéria de liberdade de imprensa” e que a emissora teve “longa e cordial convivência com os regimes autoritários e com a ditadura de 20 anos que dominou nosso país”. Brizola dizia ter sido “apontado como alguém de mente senil”. Na sequência, argumentava: “Ora, tenho 70 anos, 16 a menos que meu difamador, Roberto Marinho, que tem 86 anos. Se é este o conceito que tem sobre os homens de cabelos brancos, que os use para si”. O portal Observatório da Imprensa avaliou que “a contribuição de Brizola ao país, no campo da política e do avanço social, nunca foi grande coisa […] mas esse célebre episódio foi uma espécie de divisor de águas no capítulo da liberdade de imprensa. Soou como uma senha para a multiplicação de ações e para a escalada de condenações de jornais e jornalistas que se seguiu”.

Eleições de 2006

De acordo com a revista CartaCapital, o Jornal Nacional não informou sobre a tragédia do Voo Gol 1907, mas focou toda a sua edição no “Escândalo do Dossiê”.

Houve várias críticas à forma como a Globo fez a cobertura das eleições gerais de 2006. A emissora teria atuado para prejudicar a campanha do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição, dando atenção exagerada a fatos negativos envolvendo o PT. Luiz Carlos Azenha, o repórter destacado para cobrir a campanha presidencial do candidato tucano Geraldo Alckmin, confirma que houve a intenção de prejudicar o PT na cobertura. Segundo ele, “tinha sido determinado desde o Rio que as reportagens de economia deveriam ser esquecidas porque supostamente poderiam beneficiar a reeleição de Lula”. Além disso, Azenha afirma que uma reportagem de sua autoria potencialmente danosa para o então candidato a governador de São Paulo, José Serra, foi censurada pela Globo. As críticas à forma como estava cobrindo as eleições levaram a emissora a fazer, internamente, um frustrado abaixo-assinado em apoio a sua linha editorial.

O evento mais comentado pelos críticos foi quando, na véspera da votação do primeiro turno, a Rede Globo deu enorme destaque à imagem do dinheiro que havia sido apreendido no contexto do Escândalo do Dossiê.

Hoje é sabido que o delegado da PF que havia comandado a operação convidou quatro jornalistas para uma conversa reservada e repassou os CDs com as fotos. A conversa foi inteiramente gravada e nela se pode ouvir os apelos do delegado para que as imagens fossem parar na edição do Jornal Nacional do mesmo dia, 29 de setembro. No caso da Rede Globo, ressalta-se que, na mesma noite em que exibiu as fotos, o telejornal se absteve de informar sobre a tragédia do Voo Gol 1907, em que morreram 154 pessoas. Assim, ao mesmo tempo em que a notícia já repercutia no mundo inteiro, a edição ao vivo do jornal se dedicava somente a dar destaque à divulgação do escândalo político. Por outro lado, segundo publicado pela emissora no Memória Globo, era “impossível dar a notícia durante a exibição do jornal, já que não haviam informações concretas sobre o acidente”:
“ Os rumores de que um avião da Gol não pousara no horário certo em Brasília chegaram à redação do Jornal Nacional por volta de 20h10, quando o telejornal já estava no ar. A partir desses rumores, iniciou-se uma corrida frenética para verificar o que houve com o avião, com exatidão, para que não se criasse pânico na população. A primeira confirmação era de que, de fato, um avião da Gol estava desaparecido desde as 18h10, mas a Infraero não confirmava a rota nem o número do voo. Sem essas informações, era impossível divulgar uma informação sobre o avião desaparecido, sem provocar grande angústia em todos aqueles que tinham parentes ou amigos voando Gol. Não eram poucos: no dia 29 de setembro de 2006, 54 aviões da Gol levantaram voo. Cada um deles podia levar até 144 passageiros; a ocupação média era de 80% dos assentos. A Gol calcula que transportou naquele dia 6.200 pessoas. Não divulgar o número do voo ou a rota seria colocar sob suspeição todos os 54 voos, um procedimento que um telejornal líder de audiência, visto por milhões, não pode fazer. Enquanto esteve no ar, até as 20h45, o Jornal Nacional, e nenhum outro telejornal de outra emissora, conseguiu esses dados. ”
Algumas semanas após o fim das eleições, Rodrigo Vianna, repórter que estava se desligando da emissora, divulgou uma carta aberta onde critica várias das posturas da emissora durante o período eleitoral, dando sua visão de como os processos se davam internamente. Na carta, Vianna diz, assim como Azenha, que a direção da emissora barrou reportagens e investigações que envolvessem o PSDB e o então candidato ao governo de São Paulo, José Serra. Segundo ele, alguns jornalistas questionaram as opções editoriais da Globo, mas não receberam respostas convincentes de seus superiores. Logo após as eleições, Vianna foi afastado da cobertura política e destacado para atuar nos jornais locais. O comentarista político Franklin Martins, que mais tarde se tornaria Secretário de Comunicação Social de Lula, também foi afastado. Segundo Vianna, “Do Bom dia Brasil ao Jornal da Globo, temos um desfile de gente que está do mesmo lado”.

Jingle de aniversário
Em 18 de abril de 2010, a emissora lançou, no Fantástico, uma campanha em comemoração aos seus 45 anos de rede, que aconteceria em 26 de abril daquele ano. O logotipo da emissora aparecia ao lado do número quarenta e cinco e de frases de atores da emissora, falando frases do jingle como “todos queremos mais”. Em determinado trecho da peça, os atores falam: “Todos queremos mais. Educação, saúde e, claro, amor e paz. Brasil? Muito mais”. Segundo o deputado federal do Paraná e secretário de Comunicação do PT, André Vargas, o jingle embutiria, de forma disfarçada, propaganda favorável à José Serra, candidato a presidente pelo PSDB, concorrente do PT. Na mensagem estavam embutidas o “45”, o número de registro do PSDB no Tribunal Superior Eleitoral, e frases do jingle como “todos queremos mais”, o que, de acordo com os petistas, seria uma referência ao slogan de Serra, “o Brasil pode mais”.
Logo no primeiro dia de veiculação da campanha institucional dos 45 anos, a TV Globo tirou do ar a campanha. A emissora afirma que o filme foi criado em novembro de 2009, quando “não existiam nem candidaturas muito menos slogans, mas a Rede Globo não pretende dar pretexto para ser acusada de ser tendenciosa e está suspendendo a veiculação do filme.” O colunista Luís Nassif, no entanto, contestou a justificativa da emissora, afirmando que a campanha teria sido gravada em 14 de abril, três dias depois que Serra lançou sua pré-candidatura, apontando para isso notícias do próprio portal da Globo.com.

Agressão a José Serra

Uma reportagem apresentada pela Globo no segundo turno da campanha apontava que José Serra havia sido agredido com um rolo de fita por militantes petistas durante um ato da campanha no Rio de Janeiro, passando mal em seguida e dirigindo-se a um hospital onde foi examinado. Ele teria cancelado os demais compromissos do dia por ordem médica. Entretanto, uma reportagem do SBT mostrou que Serra havia sido atingido por uma bolinha de papel, continuou caminhando até receber um telefonema, e então, 20 minutos depois, é que levou a mão à cabeça para se queixar do “golpe”. Serra teria, então, feito uma tomografia, mas não foi encontrado nenhum ferimento. O ocorrido gerou uma onda de críticas no Twitter à cobertura promovida pela Rede Globo do episódio, fazendo com que as hashtags #serrarojas (uma referência ao jogador de futebol chileno Roberto Rojas, que bolou uma suposta agressão para cancelar uma partida das eliminatórias da Copa do Mundo de 1990 e evitar que a seleção brasileira vencesse a chilena) e #BolinhadePapelFacts se popularizassem.
No dia 21 de outubro de 2010, a Folha de S. Paulo publicou uma reportagem na qual revelava que Serra havia sido atingido por um rolo de fita adesiva depois da bola de papel. No mesmo dia, o Jornal Nacional levou ao ar uma reportagem completa sobre o assunto. Em 22 de outubro, ambos Folha e O Estado de S. Paulo confirmaram que Serra fora atingido em dois momentos: primeiro por uma bola de papel, e dois por um rolo de fita. O SBT também confirmou em seu telejornal SBT Brasil que as imagens da bolinha de papel eram anteriores ao ataque com o rolo. Cinco dias depois, a revista Veja publicou uma reportagem intitulada “Pau na democracia”, cuja possuía trechos na qual o jornalista Fábio Portela acusava o SBT de omitir o rolo de fita que fora jogado à cabeça de Serra. O canal, por sua vez, respondeu que “o telejornal SBT Brasil veiculado no dia do episódio, quarta-feira 20, exibiu apenas as imagens captadas por nossas câmeras, que registraram o incidente com a bolinha de papel. Até aquele momento não tínhamos conhecimento de outro vídeo captado por um jornalista da Folha de S. Paulo, por celular, que mostrava o episódio posterior, em que um rolo de fita crepe atinge a cabeça do candidato Serra. Quando tomou conhecimento desse novo fato, o SBT tratou de registrá-lo no mesmo dia em seu telejornal da meia-noite. No SBT Brasil do dia seguinte, quinta-feira, o apresentador Carlos Nascimento voltou ao assunto, ressaltando que o segundo incidente não fora captado por nossa equipe, mas frisou que o candidato José Serra fora atingido duas vezes em um intervalo de poucos minutos.”
Não houve, portanto, nenhuma disputa entre SBT e Globo sobre bolinha de papel. Em todo o episódio, o mérito, a bem da verdade, foi da Folha de S. Paulo. Foi o jornal quem noticiou primeiro a agressão a Serra com um rolo de fita adesiva. Foi o jornal quem pôs na internet um vídeo do momento da agressão. O Jornal Nacional, num trabalho independente, confirmou os achados da Folha. 
 Eleições municipais no Brasil em 2012
Houve várias críticas à forma como a Rede Globo fez a cobertura do julgamento do caso conhecido como Mensalão, que coincidiu com as eleições municipais no Brasil em 2012. No mês de outubro de 2012, às vésperas do segundo turno das eleições municipais, o Jornal Nacional dedicou 18 dos seus 32 minutos de duração para abordar o julgamento, tendo ainda como agravante o fato da matéria ter ido ao ar imediatamente após o fim do horário eleitoral, que, em São Paulo, foi encerrado com o programa de Fernando Haddad, candidato do PT. Durante todo o segundo turno o noticiário do mensalão foi apresentado pelo telejornal sempre logo após ao fim do horário eleitoral.

Manifestações de 2013

Durante a série de manifestações populares que ocorreram em várias cidades brasileiras em 2013, protestos em frente às sedes da emissora aconteceram por todo o país. A sede da empresa em São Paulo teve estrume lançado sobre a sua fachada, além dos muros terem sido pichados. 5 No protesto na sede da emissora no Rio de Janeiro, os manifestantes entraram em confronto com a polícia.
A emissora foi alvo de várias críticas pelas redes sociais durante os protestos. No dia 19 de junho, durante o Jornal Nacional, a apresentadora Patrícia Poeta leu um editorial feito pela própria emissora, falando sobre os atos contra a rede. No dia seguinte, a emissora exibiu flashes sobre as manifestações em todo o país. Estava marcado, para o mesmo dia, uma cobertura de um jogo da Copa das Confederações FIFA de 2013, mas a cobertura foi cancelada e a emissora decidiu priorizar a cobertura dos protestos; duas novelas não foram levadas ao ar naquele mesmo dia: Flor do Caribe e Sangue Bom. Por tal razão, a emissora perdeu audiência, mas sua atitude foi bem-recebida na internet.

 Eleição presidencial brasileira de 2014

Em 8 de agosto de 2014, pouco antes do início do horário eleitoral, matérias veiculadas em O Globo e nos telejornais da emissora acusaram o Palácio do Planalto de alterar informações nas páginas de Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg na Wikipédia, com o objetivo de difamá-los. As edições, feitas em maio de 2013 por um dispositivo conectado à rede de internet do Palácio, qualificam as análises de Leitão como “desastrosas” e a acusa de ter defendido “apaixonadamente” o banqueiro Daniel Dantas quando este foi preso pela Polícia Federal, citando como prova um comentário de Leitão na Rádio CBN onde ela defendia a inocência de Dantas. Já Sardenberg é acusado de ser crítico à política de juros do governo por ter um irmão que trabalha na Febraban.
O Palácio do Planalto, em nota, explicou que não possui maneiras de identificar o autor das críticas, uma vez que o IP usado para a alteração servia tanto à rede interna quanto à rede sem fio, o que possibilitaria a qualquer visitante fazer tal alteração. As Organizações Globo foram criticadas por divulgar alterações nas biografias de seus contratados na Wikipédia, ferramenta de caráter colaborativo e aberta à edição de todos e que, segundo seu próprio criador, Jimmy Wales, não deve ser usada como fonte primária de informação. Também foi criticada por só noticiar a alteração mais de um ano depois e em período de campanha eleitoral. O jornalista Miguel do Rosário relatou caso semelhante que ocorreu na rede sem fio da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo e disse que já visitou o Palácio do Planalto, onde obteve acesso à senha da rede sem fio do gabinete presidencial. A Globo, segundo seus críticos, estaria descontente com a possibilidade de disseminação de informações produzidas de maneira não-linear pela internet.

Luta do UFC gravada

Em 27 de maio de 2012, houve uma luta do UFC transmitida pela Globo, que dizia ser “ao vivo”, mas o Combate, pertencente à Globosat, exibiu a luta 30 minutos antes da Globo.65 Ou seja, a Globo gravou a luta, mas pôs “ao vivo” em cima do seu logotipo na marca d’água, o que gerou críticas contra a emissora, principalmente nas redes sociais.
Monopólio de transmissão em eventos esportivos
Críticas à Rede Globo Acho que a CBF não tem uma interferência dentro do futebol tão grande. A CBF cuida apenas da Seleção Brasileira. Quem realmente cuida do futebol brasileiro é a Globo. A gente sabe que a Globo trabalha na dependência da novela. A gente brinca aqui no Coritiba que os jogos de quarta-feira só rolam depois do último beijo da novela. Críticas à Rede Globo
— Alexsandro de Souza, jogador do Coritiba

A Rede Globo é frequentemente acusada de deter o monopólio das transmissões esportivas, principalmente do Campeonato Brasileiro de Futebol. Esse monopólio, que começou aos poucos no início dos anos 90, só foi facilitado graças ao lançamento das primeiras operadoras de TV por assinaturas no Brasil, coincidindo também com a desistência das principais redes concorrentes em exibir tais eventos esportivos, sob alegação de que possuíam altos custos de transmissões e baixa audiência. Depois disso, com esses direitos oferecidos às Organizações Globo, configurou-se a prática de cartel, que impedia outras redes transmitir as partidas, já que até então os canais das Organizações Globo eram os únicos a transmitir, dividindo as transmissões com a Bandeirantes.
Em 20 de outubro de 2010, depois de 10 anos de tentativas, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) emitiu orientação ao Clube dos 13 (grupo que reúne 20 grandes times do futebol brasileiro, mas é chamado Clube dos 13) para que não desse preferência à Globo na transmissão das partidas de futebol do Campeonato Brasileiro e que se comprometesse a oferecer pacotes diferentes de divulgação para cada tipo de mídia (TV aberta, TV fechada, pay per view, internet e celular) a partir dos campeonatos de 2012 a 2014.69 Apesar disso, o Clube dos 13 desrespeitou a orientação do CADE e firmou contrato com a Rede Globo para todas as mídias. Dessa maneira, a Globo manterá seu monopólio sobre a transmissão do Campeonato Brasileiro, pelo menos até 2015.
Segundo matéria do Esporte Fantástico da Rede Record, exibida em 17 de agosto de 2013, a Globo seria a principal responsável pelo baixo público presente nas partidas do Campeonato Brasileiro de Futebol daquele ano. Segundo a reportagem, a prática da emissora carioca de forçar a exibição das partidas após o final da novela das nove, com início por volta das 22 horas, inibe a presença do público nos estádios. Poucos dias antes, em entrevista ao portal LanceNet, Alexsandro de Souza, artilheiro do Coritiba, declarou que a prática da emissora é desumana para com os torcedores. Recentemente, a Record conseguiu quebrar o monopólio da Globo ao adquirir os direitos de transmissão de grandes eventos esportivos como Olimpíadas de Inverno de 2010, Jogos Pan-americanos de 2011, Olimpíadas de 2012, Olimpíadas de Inverno de 2014, Jogos Pan-americanos de 2015 e Olimpíadas de 2016 (essa última em parceria com a Globo e a Band). Apesar disso, a Globo manteve o direito de transmissão da Copa do Mundo FIFA de 2018 e de 2022, num processo de concorrência criticado pela Record por sua falta de transparência.

Receita Federal e Criança Esperança

As Organizações Globo possuem problemas com a Receita Federal. Entre 2010 e 2012, o conglomerado foi notificado 776 vezes por sonegação fiscal. A maior parte das autuações envolve a apreensão de equipamentos, sem o recolhimento de impostos, no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.10 Ainda segundo a Receita, a empresa praticou fraude contábil ao negociar um perdão de R$ 158 milhões em dívidas com o banco JP Morgan em 2005.3 A emissora, multada em 730 milhões de reais, contesta a cobrança, mas foi derrotada em uma das instâncias do Ministério da Fazenda, o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, em setembro de 2013. Além disso, o conglomerado teria sonegado o Imposto de Renda ao usar um paraíso fiscal para comprar os direitos de transmissão da Copa do Mundo FIFA de 2002.3 Após o término das investigações, em outubro de 2006, a Receita Federal quis cobrar multa de R$ 615 milhões da emissora.3 No entanto, semanas depois o processo desapareceu da sede da Receita no Rio de Janeiro.3 Em janeiro de 2013, a funcionária da Receita, Cristina Maris Meinick Ribeiro, foi condenada pela Justiça a quatro anos de prisão como responsável pelo sumiço. No processo, ela afirmou ter agido por livre e espontânea vontade.
Um documento datado de 15 de setembro de 2006, liberado pelo site WikiLeaks em 2013, cita que a Rede Globo repassou à UNESCO apenas 10% do valor arrecadado desde 1986 com a campanha filantrópica Criança Esperança, promovida em parceria com a agência das Nações Unidas (à época 94,8 milhões de reais).72 73 A emissora afirmou “desconhecer” essa informação e afirmou que “todo o dinheiro arrecadado pela campanha é depositado diretamente na conta da Unesco”.
Beyond Citizen Kane

Chico Buarque participou de Beyond Citizen Kane, concedendo um depoimento para a equipe de produção.

Em 1993, o Channel Four, uma grande cadeia de TV britânica, produziu um filme, criado por Simon Hartog e intitulado Beyond Citizen Kane, que conta a história da Rede Globo de Televisão e suas “ações sombrias” no país até o ano de 1990. O documentário foi proibido no Brasil desde 1994, graças a uma ação judicial movida por Roberto Marinho. Atualmente existem poucas cópias em circulação no Brasil, além de versões piratas circulando pela internet, como no YouTube. O filme conta com a participação de alguns artistas, políticos, e especialistas como Luiz Inácio Lula da Silva, Chico Buarque, Leonel Brizola e Washington Olivetto. O documentário jamais esteve no circuito de cinemas brasileiros e a exibição que ocorreria no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro foi proibida pelo então presidente da República, Itamar Franco.
No país, o documentário recebeu o título de Muito Além do Cidadão Kane. O título teve origem no personagem Charles Foster Kane, criado em 1941 por Orson Welles para o filme Citizen Kane, que por sua vez, tratava-se de um um drama de ficção baseado na trajetória de William Randolph Hearst, magnata da comunicação nos Estados Unidos. Segundo o documentário, a Globo empregaria a mesma manipulação grosseira de notícias para influenciar a opinião pública como fazia Kane no filme. De acordo com matéria veiculada na Folha Online em 28 de agosto de 2009, a produtora que montou a filmagem é independente e a televisão pública britânica não teve qualquer relação com seu desenvolvimento. Já a Record sustenta que a BBC, outra emissora pública do Reino Unido, estaria relacionada com sua produção.
O documentário é dividido em 4 partes:
na primeira parte é mostrada a relação entre a Rede Globo de Televisão e o período militar, em que se veem fatos sociais que ocorreram no país em decorrência do governo;
na segunda parte apresenta-se o acordo firmado entre a Globo e o grupo Time-Life;
na terceira parte evidencia-se o poder do proprietário da emissora, Roberto Marinho. Mostra-se também o suposto apoio da mesma à saída dos militares do poder, na figura do candidato à presidência da República Tancredo Neves;
na quarta parte, tida como a mais importante e reveladora do filme, mostram-se às claras “os envolvimentos ilegais e mecanismos manipulativos utilizados pelas Organizações Globo em suas obscuras parcerias para com o poder em Brasília”. Contudo, o documentário não apresenta fontes primárias, apenas entrevistas.
A Globo tentou comprar os direitos de exibição do filme. Entretanto, antes de morrer, Hartog formou um acordo com organizações brasileiras para que os direitos de exibição do documentário não caíssem nas mãos da emissora, a fim de que este pudesse ser amplamente conhecido tanto por organizações políticas quanto culturais. O canal perdeu o interesse em comprar o filme quando os advogados da emissora descobriram tal acordo, mas até hoje uma decisão judicial proíbe a exibição de Beyond Citizen Kane no Brasil. De acordo com a Folha de S. Paulo, na década de 1990, a direção da Record havia tentado comprar os direitos de exibição do documentário, mas “percebeu que haveria uma disputa judicial com a TV Globo a respeito das muitas imagens retiradas da programação deles. Então decidiu não comprá-lo”. No entanto, em agosto de 2009, no auge de uma troca de acusações mútuas entre as emissoras, provocadas por acusações de lavagem de dinheiro da Igreja Universal do Reino de Deus, a Record comprou os direitos de transmissão do documentário por aproximadamente 20 mil dólares, e espera a autorização da justiça para transmiti-lo.

Escândalo do Papa-Tudo

“E assim, usando uma grande rede de televisão, […] uma grande vendedora agindo diretamente junto ao público infantil induzindo a que crianças pedissem aos pais para comprarem, […] associados ao insuspeito ‘titio’ Artur Falk, foi dado um dos maiores golpes – conto do vigário – na população tola, que acredita na Rede Globo, que compra os produtos que ela anuncia que doa para as “instituições de caridade”, abençoadas pela Globo. Pobre população ludibriada que se comove com os trambiques glamourizados da televisão”.
—Antônio Paiva Rodrigues, Observatório da Imprensa.
No início da década de 1990, com a finalidade de concorrer com a Tele Sena, pertencente à Silvio Santos e seu conglomerado,79 a Globo lançou em parceria com o então banqueiro Artur Falk um título de capitalização intitulado Papa-Tudo, que tinha César Filho e Fausto Silva como apresentadores e Xuxa Meneghel como garota-propaganda. A venda era semelhante à da concorrente supracitada: o título era adquirido em casas lotéricas e unidades da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, e, caso o comprador não fosse contemplado, poderia resgatar metade do valor pago após um ano ou comprar um novo título pela metade do preço. Antes mesmo do lançamento, o jornalista Hélio Fernandes, da Tribuna da Imprensa, disse que “aquilo cheirava a um grande golpe e que não tinha uma chance em um milhão de dar certo um empreendimento entre Artur Falk e Roberto Marinho”.
Consoante o Observatório da Imprensa, “prometiam que, além da recompra garantida, os futuros compradores ainda concorreriam a grandes prêmios milionários e parte da arrecadação ainda seria destinada a instituições de caridade. E numa colossal e obscena ‘pirâmide’, infestaram o Brasil inteiro com promessas milagrosas de enriquecimento fácil, sempre tendo à frente a exclusividade da Globo, a insuspeita Xuxa e a benemerência de instituições de caridade. Embalado pelos heróis da Globo e pelos “embaixadores” da Unicef, o país inteiro comprou, muitas e muitas vezes, os bilhetinhos do ‘titio’ Artur Falk, veiculados pela Rede Globo e apresentado pela irrepreensível Xuxa”.80 Entretanto, chegou uma época que a ECT e as lotéricas pararam de resgatar os bilhetes, pois não recebiam os prêmios do Papa-Tudo. O título anunciou que indenizaria os compradores, mas tal ato não ocorreu. Todo o escândalo culminou na prisão de Artur sob a acusação de estelionato. Por outro lado, ninguém da emissora foi responsabilizado.
Compra da TV Paulista
Em 1955, Oswaldo Ortiz Monteiro decidiu vender a TV Paulista, a qual era proprietário, às Organizações Victor Costa, devido às dificuldades enfrentadas pela emissora. 55% do capital da concessão, formada por 15.099 ações, foi entregue ao conglomerado. Victor Costa morreu enquanto aguardava a transferência da TV Paulista para seu nome ser aprovada pelo então Departamento Nacional de Telecomunicações (DENTEL). O filho de Costa ficou no comando, embora as ações de controle ainda ficassem em nome dos ex-acionistas. Nove anos depois, ele vendeu o canal à Roberto Marinho, mesmo sem os documentos de transferência, mas as ações originais de controle continuaram em nome da família Ortiz Monteiro por mais 13 anos. Em 1977, o Dentel aprovou a transferência das ações dos Ortiz Monteiro para Roberto Marinho, com base nos recibos e procurações apresentados pela Globo. Então, a emissora foi transformada em TV Globo São Paulo.
Após a morte de Monteiro, em 1990, sua família começou a investigar uma possível fraude na compra da TV Paulista pela Rede Globo. Uma perícia realizada no ano de 2003 pelo instituto paulista Del Picchia revelou que as assinaturas foram falsificadas e incluíram desde nomes de pessoas falecidas antes da transferência até o uso de máquinas de escrever que ainda não existiam na época do ato. Os advogados da cadeia carioca, por outro lado, apresentaram parecer técnico do perito Antonio Nunes da Silva atestando que os recibos e procurações em poder da família Marinho eram autênticos. Em 2010, foi confirmado pelo Superior Tribunal de Justiça que os documentos eram verdadeiros. Em contrapartida, quatro anos depois, o senador Roberto Requião, do PMDB do Paraná, protocolou no Senado um requerimento ao Ministério das Comunicações com informações sobre os supostos atos administrativos irregulares que aprovaram a transferência da concessão do canal 5 à Marinho.
TV Diário fora das parabólicas

No dia 25 de fevereiro de 2009, a TV Diário, emissora pertencente ao Sistema Verdes Mares, também proprietário da TV Verdes Mares, afiliada da Globo em Fortaleza, deixou de ser transmitida pelo satélite de antenas parabólicas, pela qual alcançava toda a América do Sul e parte do Caribe, e pelas afiliadas que possuía pelo território brasileiro, deixando os telespectadores surpresos. Os que tentaram assistir à programação da Diário pelas afiliadas passaram a acompanhar outras redes a partir daquele dia.86 Consoante informações anteriores e posteriores à saída da rede, a saída da programação da TV Diário do satélite deveu-se a pressões das Organizações Globo ao Sistema Verdes Mares, que era responsável pela TV Verdes Mares, “por conta do excessivo crescimento da audiência da TV Diário em muitos locais do país, inclusive no eixo Rio-São Paulo, o que ameaçava os nichos de mercado da Rede Globo”.

Ao sair do satélite, a emissora passou a restringir sua cobertura apenas ao estado do Ceará, além dos estados vizinhos e algumas cidades do interior do estado de São Paulo pela TV aberta e sistemas de televisão por assinatura, entre elas a Você TV, através da DTHi, a partir de agosto de 2009. Com a saída da Diário do satélite, a Rede União tornou-se a única rede instalada no Ceará exibir satélite em todo o Brasil e todas as Américas (do Sul, Central, Norte e ilhas do Caribe) partes da Europa e África. A Rede Globo respondeu que “a TV Globo, como cabeça da Rede Globo, formada por 121 emissoras, procura harmonizar os sinais de VHF e UHF de forma que estes fiquem circunscritos a seus territórios de cobertura. Desta forma, em busca de uma harmonia entre todos e pelo respeito recíproco aos interesses, a atuação da TV Diário estará restrita a seu território de cobertura, não sendo mais captada em territórios de outras afiliadas. Seu sinal permanecerá no satélite, cobrindo o estado do Ceará, porém, codificado”. A atitude da Globo foi amplamente criticada; moradores da região Nordeste promoveram um boicote ao canal de TV no dia 13 de março de 2009, mas o movimento não repercutiu. Um acontecimento semelhante ocorreu com a Amazon Sat, de propriedade da Rede Amazônica, que entre os anos de 1998 e 2004 podia ser assistida pelas parabólicas, entretanto a partir daí o sinal foi codificado e somente pode ser captado por parabólicas com receptor digital através da aquisição de cartão com o código para decodificação. A partir de 2014, a emissora voltará a ser transmitida nacionalmente, através do satélite SES-6, utilizado pela Oi TV.

Discriminação

No dia 16 de setembro de 2008, o humorístico Casseta & Planeta, Urgente! levou ao ar um quadro chamado Otário Eleitoral Gratuito, onde um dos candidatos, o personagem “Tinoco, o homem toco”, que não tinha braços nem pernas, declarava: “Você me conhece: eu sou o Tinoco, o homem toco. Vote em mim, que eu não vou meter a mão; e se eu roubar não vou conseguir fugir”, de modo a “debochar genericamente dos políticos e dos deficientes físicos”. Tal conteúdo levou o Grupo de Ação pela Cidadania de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais a abrir um processo na Procuradoria Regional dos Diretos dos Cidadãos de São Paulo contra a TV Globo de São Paulo por discriminação às pessoas deficientes.
Troca de nomes
Em 2011, a rede foi processada pelo bartender Igor Pachi, que teve sua imagem confundida com a do BBB Igor Gramani. De acordo com sua advogada, Shirley Klouri, “a Globo, sites do Grupo e o canal Multishow exibiram fotos e vídeos de seu cliente na divulgação do programa e causaram problemas a ele”. O rapaz conseguiu uma liminar pedindo a retratação da cadeia e indenização mínima de 150 salários mínimos.
Edições na Wikipédia
Em 8 de agosto de 2014, uma matéria do portal de O Globo96 afirmou que um dispositivo conectado à internet através da rede sem fio do Palácio do Planalto alterou, em maio de 2013, informações das páginas de Miriam e Carlos Alberto Sardenberg na Wikipédia, com o objetivo de difamá-los. As informações inseridas no artigo de Miriam qualificavam suas análises e previsões econômicas como “desastrosas”, além de acusá-la de ter defendido “apaixonadamente” o banqueiro Daniel Dantas quando este foi preso pela Polícia Federal.61 Esta última acusação ocorreu em razão de comentário de Miriam na Rádio CBN onde ela defendia a inocência de Dantas.
O Palácio do Planalto, em nota, explicou que o endereço IP usado na alteração era utilizado tanto pela sua rede interna quanto pela rede sem fio do Palácio. Isso possibilitaria a qualquer visitante do Planalto realizar tal alteração. No entanto, o Planalto identificou o autor das alterações como sendo um servidor da Secretaria de Relações Institucionais e o funcionário foi exonerado.
As Organizações Globo foram criticadas por divulgar alterações das biografias de seus contratados na Wikipédia, ferramenta de caráter colaborativo e aberta à edição de todos e que, segundo seu próprio criador, Jimmy Wales, não deve ser usada como fonte primária de informação.61 Também foram criticadas por só terem noticiado as alterações em plena campanha eleitoral de 2014. O jornalista Miguel do Rosário divulgou que um usuário que navegava através da rede da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo inseriu uma calúnia na biografia do músico Raul Seixas. Ele também relatou que já visitou o Palácio do Planalto e que teve acesso à senha da rede sem fio do gabinete presidencial.

Fonte: Wikipedia

Obs: Para saber mais, clique na palavra Globo abaixo

março 13, 2015 Posted by | televisão | , , , , | 14 Comentários

A TV está podre

desinformação televisiva

Decadência da TV

Há trinta anos atrás, a Rede Globo ainda monopolizava a informação no país. Naquela época era muito perigoso falar mal do maquiavélico Roberto marinho, mas os tempos mudaram.

Se as grandes Redes de TVs nunca tiveram capacidade para competir com a Rede Globo, que sempre teve o monopólio publicitário, que estava com o governo militar, a chegada da internet pegou todo mundo de surpresa – ou não.

O fato é que por trás da internet há empresas ainda mais poderosas que as redes de TVs, e cada vez que eu vejo um magnata vendendo sua parte em uma telefônica e entrando em outra, eu fico com os cabelos em pé.

Se alguns sites começam a ter problema de conexão, o problema é da internet. Além da internet, o maior buscador do mundo, Google, exerce uma função muito importante ao apresentar seus resultados de buscas, felizmente o Google é mais democrático que a TV.

Apesar disso, a internet é interativa e qualquer tentativa de manipulação é logo detectada pelos usuários. Seria como o corpo querer atacar a si mesmo, nesse caso, a não ser que a mente seja completamente insana, conseguirá identificar o perigo rapidamente.

Se as redes de TV estão tendo problemas com a audiência da internet, terão de mudar sua estratégias, trocando o Ibope pela qualidade de informação.

A notícia de que a Rede Globo criou um esquema de sonegação de impostos, mostra como o mercado televisivo está em crise. Mas a crise não é generalizada, não, ocorre apenas com quem não tem qualidade no conteúdo.

No caso da Rede TV, eles já começaram errado, comprando uma empresa falida. Como não existia justiça no país, nunca existiu, muitas redes de tvs se envolveram no escândalo, até ex-presidente, já que política e manipulação de informação andam de mãos dadas no país.

Atrizes da Rede de TV sempre denunciam esquemas de prostituição naquela empresa mas a realidade é que prostituição está por toda parte, assim como em todas as redes de TVs. Primeiro foi uma paniquete que detonou as “colegas”, acusando-as de garotas de programa, agora é uma atriz do polêmico “Teste de Fidelidade”.

Enquanto isso na Rede de TV:

“SÃO PAULO – O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão do Estado de São Paulo protocolou uma carta em Brasília pedindo a cassação da concessão da RedeTV!

Ao todo, são três páginas com detalhes, como por exemplo, do desconto de INSS dos funcionários, cujo valor não é repassado para a Previdência Social. Além disso, há informações de que trabalhadores demitidos não recebem o Fundo de Garantia ou a multa de 40% sobre a rescisão.”

A Rede de TV procura se defender, mas a verdade é que o mundo inteiro sabe o que se passa no país.

Apesar da total ausência de justiça para as pessoas de “black tie”, a reputação ainda é fundamental para qualquer sociedade, até mesmo para uma sociedade decadente como a nossa.

Fonte: MSN

Texto: By Jânio

Vendedoras de sonhos e pesadelos

A revolução ultra high definition

agosto 6, 2013 Posted by | televisão | , , , , | 3 Comentários

Lady Gaga no topo do ranking da Forbes

ranking forbes

Top 10 Celebridades

Quando eu recebi o convite/sugestão da Gabriely para publicar curiosidades de celebridades como Lady Gaga, não imaginava que esse “furacão” em forma de gente já tinha aprontado tanto.

Ela já se atirou seminua do palco e já andou vestida com roupa feita de carne, entre outras loucuras. coisas de celebridades.

Veja uma pequena lista de escândalos:

Maio de 2.009 – A capa da Rolling Stones traz Lady Gaga vestida só com bolhas de plástico.

Março de 2.010 – Lady Gaga se recusa a ser revistada pelos seguranças de um aeroporto em Los Angeles. Teve de ser levada para uma sala especial, longe dos cliks indiscretos dos curiosos.

novembro de 2.010 – Pede para seus fãs croatas mostrarem seus genitais, ensaia uma performance digna de fazer até a Madonna ficar vermelha de vergonha, e ainda se envolve com uma bandeira da Eslovênia, país que tem problemas com a Croácia.

2.010 – Além das várias quedas, seus cripes sempre apresentam um pitada de provocação.

Com 32 milhões de seguidores na Facebook e ultrapassando os dez milhões na Twitter, faturando 90 milhões de dólares no ano e desbancando Oprah Winfrey entre as celebridades mais importantes do Show Business, a questão agora já não é discutir a importância representada pela sua fama, mas o que representa a sua participação nas causas em que está engajada.

Vamos conhecer um pouco de sua história:

Antes de alcançar o topo das celebridades mais importantes do mundo, Stefani Joanne Angelina Germanotta , Lady Gaga, passou por “maus bocados” e ela lembra como eram difíceis aqueles tempos.

Ela é sempre comparada com Madonna, outra cantora que adora escândalos, inclusive criou o mito de pobre menina que venceu na vida.

No caso de Lady Gaga, essa história é mais convincente, ela não é exatamente uma linda mulher loira que conseguiu fazer sucesso. Quando diz que era chamada de feia e pouco talentosa, ela pode não estar apenas fazendo marketing pessoal.

Algumas curiosidades de sua vida tem muito a ver com a sua carreira.

Por exemplo: Lady Gaga começou sua carreira como compositora, mesmo tendo desistido de tudo, foi motivada pela avó coruja a continuar.

Nasceu em Nova Iorque, 28 de março, e foi em Nova Iorque que ela começou sua carreira como compositora, trabalhando na gravadora Interscope Records.

Foi a Kon Live Distribution quem descobriu o carisma e a qualidade de sua voz, contratando-a em seguida.

Seu primeiro álbum já foi um sucesso, principalmente na Inglaterra, surgindo a curiosidade sobre o seu nome, que tinha tudo a ver com a própria Inglaterra.

O nome Lady Gaga vem de uma música do grupo Queen, Radio Gaga, cujo líder Freddy Mercury é uma de suas maiores influências, ao lado de David Bowe, Cindy Lauper, Grace Jones e outros.

Como podemos ver, entre suas principais influências não se encontram modelos fotográfica, todas são exóticas.

A androgenia também pode ser notada em suas principais influências, assim como sua performance de palco, com muita personalidade.

Logo no primeiro single ela já era um fenômeno.

Wikipedia: “Fusari enviou a canção que ele produziu com Gaga ao seu amigo, produtor e executivo musical Vincent Hebert. Hebert foi rápido ao assiná-la na sua gravadora, a Streamline Records, um selo da Interscope Records, por volta do seu estabelecimento em 2007. Ela creditou Herbert como o homem que descobriu-a, acrescentando: “Eu realmente acho que nós fizemos a história do pop, e continuaremos fazendo”. Tendo já servido como aprendiz de compositora em um estágio na Famous Music Publishing, que depois foi adquirida pela Sony/ATV Music Publishing, Gaga subsequentemente conseguiu um contrato musical com a Sony/ATV. Como resultado, foi contratada para escrever canções à Britney Spears e os colegas de gravadora New Kids on the Block, Fergie, e Pussycat Dolls.

Enquanto Gaga compunha na Interscope, o cantor-compositor Akon reconheceu as suas habilidades vocais quando ela cantou um vocal de referência para uma de suas faixas em estúdio. Ele, então, convenceu Jimmy Iovine, presidente e chefe executivo da Interscope-Geffen-A&M, a formar um acordo de união para tê-la também contratada na sua própria gravadora, a Kon Live Distribution e mais tarde chamou-a de sua “artista de franquia”.

Gaga continuou as suas colaborações com RedOne em estúdio por uma semana em seu álbum de estreia, procriando os futuros singles “Just Dance” e “Poker Face”. Ela também uniu-se ao catálogo de artistas da Cherrytree Records, um selo da Interscope estabelecido pelo produtor e compositor Martin Kierszenbaum, depois de co-escrever quatro canções com ele, incluindo o single “Eh, Eh (Nothing Else I Can Say)”.

Lady Gaga tem muito em comum com Cidy Lauper, ambas são autenticas. Lady Gaga costuma ser mais “louca” quando não está fazendo seu próprio Show.

Além de trabalhar na mesma gravadora, colaborando com artistas como New Kids on the Block, ela também fazia a abertura de seus Shows.

Lady Gaga ficou famosa por seu engajamento em defesa dos Gays, sofrendo insinuações de que seria homem. Ao contrário de outros artistas paparicados em início de carreira, Gaga já era “velha de guerra” quando começou a fazer sucesso, por isso nada a afetava.

Assim como os artistas que tem a arte no sangue, Gaga tem sua sexualidade bem amadurecida, por isso nunca vai ter problemas com escândalos.

Lady Gaga faz parte da geração do Marketing, uma geração onde os escândalos são direcionados a manter um artista na mídia. Nos dias de hoje, o talento não conta mais que a capacidade de uma celebridade trabalhar a sua reputação, administrar pequenos escândalos.

Lady Gaga já tinha experiencia musical antes de se lançar como cantora, além disso, sabe lidar bem com os paparazzi e tirar o melhor deles.

Em abril de 2.010, Bad Romance conseguiu 180 milhões de visualizações no Youtube, em outubro daquele ano superava a marca de um bilhão de visualizações com seus vídeos. Nascia mais um mito, de quarta artista mais importante do mundo em 2.010, chega ao topo em 2.011.

Com sua experiência em música, desde o primeiro single Gaga vem sendo elogiada, inclusive tendo recebido todos os prêmios mais importante da música, vídeo, além do reconhecimento na internet através das redes sociais.

O single Born this Way alcançou o recorde de um milhão de downloads em apenas cinco dias, segundo a Wikipedia.

twitter.com/ladygaga

RANKING DA FORBES

01 – Lady gaga

02 – Oprah Winfrey

03 – Justin Bieber

04 – U2

05 – Elton John

06 – Tiger woods – golfe

07 – Taylor Swift

08 – John Bon Jovi

09 – Simon Cowell – TV

10 – LeBron James – NBA

Com apenas dois albuns, Lady Gaga vira um novo fenômeno da música pop, com muitos escândalos bem planejados para o futuro.

Depois de fazer sucesso, cada escâdalo vria uma forma a mais de promoção, desde que seja bem planejado, é claro.

Fonte: Wikipedia+Lady Gaga

By Jânio

maio 22, 2011 Posted by | televisão | , , | 1 Comentário

Ashton Kutcher vai interpretar Charlie Sheen na TV

Reality show man

Charlie Sheen

Pelo menos foi essa a conclusão a qual eu cheguei, quando li a notícia falando da entrada de Ashton Kutcher no lugar de Chalie Sheen, no seriado “Two and Half Men”.

Primeiro vamos explicar quem é Ashton Kutcher:

Poderíamos dizer simplesmente que Ashton Kutcher é o marido da Demi Moore, mas ele é um dos atores da nova geração com os melhores contratos do cinema.

Ficou famoso quando fez uma aposta com o dono da CNN, para ver quem seria o primeiro a alcançar um milhão de seguidores na Twitter, sendo o primeiro usuário da Twitter a ultrapassar a marca de um milhão de seguidores.

Eu tenho uma teoria sobre a Twitter: Antes de mexer com alguém, verifique sua reputação na twitter. É fácil saber de sua reputação, basta ver o número de followers, pessoas que o(a) estão seguindo.

Essa teoria apresenta uma falha: Algumas pessoas não utilizam a Twitter, por isso suas reputações não podem ser medidas.

Falar mal de uma celebridade da Twitter é pedir para um monte de fã(nático)s pendurá-lo pelas pernas – Acredite, é horrível!

Charlie Sheen era apenas mais um canastrão, além de ser filho de um dos maiores atores de Hollywood, Martin Sheen. Conseguiu fazer filmes de sucesso, com interpretações razoáveis.

Sua vida começou a mudar, ironicamente, quando seu sucesso no cinema deu lugar ao sucesso da TV.

Charlie Shenn passou a representar a si mesmo, numa tendência mundial do cinema e TV, um verdadeiro reality Show man.

Tudo estava indo bem, até que Charlie Shenn descobriu a força do marketing (guerrilha, pessoal, viral, etc.).

Muitas celebridades já haviam experimentado o escândalo, como forma de alavancar suas carreiras, Charlie Sheen fez isso, e nem foi preciso ser flagrado em situações indecentes. Era tudo verbal, ele falava que iria fazer um filme pornô, namorava várias atrizes pornôs, tudo muito bem ensaiado.

Esse formato de reality show, como nós sabemos, é muito popular, atrai audiência, mas o fato de atrair audiência não implica em bons patrocínios.

Aqui, vale a pena rever mais uma teoria, a teoria dos virais, teoria que já foi explicada em outro artigo: “Viral tem que ter um objetivo específico, caso contrário, há o risco de se fazer propaganda da própria propaganda, o que é ridículo”.

Quando os patrocinadores desistem da fórmula mágica, os empresários ficam com muita audiência e pouco patrocínio, pouco dinheiro.

Foi o que aconteceu com “Two and Half men”. Sem audiência, a saída foi buscar outro ator tão popular quanto Charlie Sheen, ou pelo menos que conseguisse mais patrocínio.

Todos sabemos que Charlie Sheen ganhava uma fortuna para interpretar a si mesmo, então, Ashton Kutcher terá que interpretar Sheen. Isso poderia moderar o personagem, mantê-lo na ficção, sem realities, uma forma perigosa de misturar ficção e realidade.

A ex-mulher Denise Richards terminou o casamento acusando-o de ter perdido a sanidade, curiosamente, seus melhores papéis eram de psicopatas, idiotas ou representando ele mesmo. Chegou a ser filho de seu pai em Wall Street.

Reveja suas carreiras:

CHARLIE SHEEN

The Execution of Private Slovik – Garoto no casamento

1979 – Apocalypse Now – Figurante

1984 – Red Dawn – Matt Eckert

Silence of the Heart – Ken Cruze – televisão/CBS

1985 – The Fourth Wise Man – Capitão dos soldados de Herodes – televisão

Out of the Darkness – Man Shaving – televisão/CBS

The Boys Next Door – Bo Richards

1986 – Lucas – Cappie

Ferris Bueller’s Day Off – Garth Volbeck – Curtindo a vida adoidados – Garoto na delegacial

Platoon – Private Chris Taylor

The Wraith – Jake Kesey

Wisdom – Gerente do restaurante

1987 – Wall Street – Bud Fox

No Man’s Land – Ted Varrick

Three for the Road – Paul

Grizzly II: The Predator Concert – Ron

1988 – Never on Tuesday – Ladrão

Eight Men Out – Oscar ‘Happy’ Felsch

Young Guns – Richard “Dick” Brewer

1989 – Tale of Two Sisters – narrador

Major League – Ricky ‘Wild Thing’ Vaughn

Catchfire – Bob

1990 – Cadence – Pfc. Franklin Fairchild – Bean

Courage Mountain – Peter

Men at Work – Carl Taylor

Navy SEALs – Ten. (j.g.) Dale Hawkins

The Rookie – David Ackerman

1991 – Hot Shots! – Ten. Sean Topper Harley

1992 – Beyond the Law – William Patrick Steaner/Daniel “Dan” Saxon/Sid

Oliver Stone: ele próprio

1993 – National Lampoon’s Loaded Weapon – manobrista

Deadfall – Morgan “Fats” Gripp

Hot Shots! Part Deux – Ten. Sean Topper Harley

The Three Musketeers – Os três mosqueteiros – Aramis

1994 – Charlie Sheen’s Stunt Spectacular – ele próprio

Terminal Velocity – Velocidade Terminal – Richard ‘Ditch’ Brodie

The Chase – Jackson Davis “Jack” Hammond

Major League II – Ricky ‘Wild Thing’ Vaughn

1996 – Loose Women – Barman

Frame by Frame

All Dogs Go to Heaven 2 – Charles B.

The Arrival – Zane Zaminsky

1997 – Money Talks – James Russell

Shadow Conspiracy – Bobby Bishop

Bad Day on the Block – Lyle Wilder

1998 – Postmortem – James McGregor

A Letter from Death Row – Cop #1

No Code of Conduct – Jacob “Jake” Peterson

Free Money – Bud Dyerson

Junket Whore – ele proprio

1999 – Lisa Picard is Famous – ele próprio

Five Aces – Chris Martin

Being John Malkovich – ele próprio

2000 – Rated X – Artie Jay “Art” Mitchell – Filme para a TV (Showtime)

2001 – Good Advice – Ryan Edward Turner

Last Party 2000 – ele próprio

2002 – The Making of Bret Michaels – ele próprio

Pauly Shore Is Dead – ele próprio

2003 – Scary Movie 3 – Tom Logan

2004 – The Big Bounce – Bob Rogers Jr.

2005 – 3 & 3: The Guilty Hearts – Charlie Sheen

2006 – Scary Movie 4 – Tom Logan

2010 – Due Date – Charlie Harper

Wall Street: Money Never Sleeps

ASHTON KUTCHER

br: Cara, Cadê Meu Carro?pt: Onde tá o Carro, Meu? – Jesse Montgomery III

Down to You br: Louco por Você – pt: Doido por Ti – Jim Morrison

2001 – Texas Rangers – br: Texas Rangers: Acima da Lei – pt: Rangers – George Durham

2003 – Cheaper by the Dozen – br: Doze é Demais – pt: À Dúzia é Mais Barato – Hank

My Boss’s Daughter – br: A Filha do Chefe – pt: A Filha do Patrão Tony Stansfield

2004 – Just Married – br:Recém-Casados – pt:Casados de Fresco – Tom Leezak

The Butterfly Effect br/pt: Efeito Borboleta – Evan Treborn – ator/produtor executivo

2005 – A Lot Like Love br: De Repente É Amor – pt: O Amor Está no Ar – Oliver Martin

Guess Who br: A Família da Noiva – pt: Adivinha Quem – Simon Green – ator/produtor

2006 – The Guardian – br: Anjos da Vida – pt: O Guardião – Jake Fischer/ produção

Open Season – br: O Bicho Vai Pegar – pt: Boog & Elliot Vão à Caça Elliot (voz)

Bobby – br: Bobby- pt: Bobby – traficante

2008 – What Happens in Vegas – br: Jogo de Amor em Las Vegas -pt: Loucura em Vegas – Jack Fuller

2008/2009 – Personal Effects – br: Por amor – pt: Por Amor… – Walter

2009 – Spread – br: Jogando com Prazer – pt: Playboy Americano – Nicki

2010 – Valentine’s Day (2010) – br: Idas e Vindas do Amor – pt: Dia dos Namorados – Reed Bennet

Killers – br: Par Perfeito – pt: Killers – Spencer Aimes

2011 – No Strings Attached – br: Sexo Sem Compromisso – pt: Sexo Sem Compromisso – Adam Franklin

Fonte da Lista – Wikipedia

Texto: By Jânio

maio 15, 2011 Posted by | televisão | , , , , , , | 1 Comentário

Personagens mais influentes da tv e cinema

Realidade Brasileira

Personagens influentes

Olhem essa listinha de celebridades abaixo, ela resulta da pesquisa de uma das revistas mais importantes relacionadas a entretenimento.

A pesquisa deveria mostrar apenas a importância dos personagens mais populares e, consequentemente, que influenciam mais o público do mundo inteiro.

O resultado da pesquisa, evidentemente, não causa espanto, nem deveria, afinal todos os personagens são muito conhecidos e estão na mídia. O que pode impressionar são os perfis desses personagens que tanto agradam as pessoas.

Analisando-os, do ponto de vista social, podemos ter a visão de uma sociedade decadente que tende a piorar na medida em que as pessoas passam comandar o mercado, impondo seus desejos.

01 – HOMER SIMPSON – Em primeiro lugar, vem o anti-social, encrenqueiro, desbocado e sem noção do Homer Simpson – eu também gosto de assistir – é claro que é bom ver sátiras da classe média-burguesa, ver a forma como as pessoas se comportam diante das situações cotidianas. O problema começa quando uma sátira desse nível é apresentado para as crianças, que vêem nessas, a melhor maneira de resolver seus problemas: Enviar o patriarca para um asilo, bater no pai, além de outras coisas que é bom nem lembrar, para as crianças é um veneno.

02 – HARRY POTTER – Olha só que bacana, a igreja Católica colocou esse bruxinho na lista das obras proibidas…e pensar que essa mesma autora afirmou sem meias palavras “Se há algum escritor no Brasil, eu desconheço”, deixando os fãs dos bons baianos Paulo Coelho e Jorge Amado desconsolados, sem falar nas dezenas de outros autores – Será que é castigo? – o Brasil é o país mais Católico do mundo, pelo menos por enquanto.

03 – BUFFY, A CAÇA-VAMPIROS – Ainda bem que não é o Angel, não é mesmo? – Essa jovem caçadora de vampiros não dá tréguas para os vampiros endemoniados que vivem na escuridão de nossa sociedade.

04 – TONY SOPRANO – Tinha que ter um mafioso na lista, afinal o mundo está cheio deles, vivemos na era das conspirações. Uma família de mafiosos é tudo o que precisamos para estruturar nossa sociedade.

05 – CORINGA, DE CAVALEIRO DAS TREVAS – Batman já é um personagem contraditório, uma forma americana de ver o mundo, onde o psicótico Coringa é somente um fruto dessa sociedade; Batman é a causa.

06 – RACHEL GREEN, DE FRIENDS – Com uma linguagem onde vale tudo para fazer rir, pelo menos esse seriado atinge o público certo.

07 – EDWARD MÃOS DE TESOURA – Conto de fadas moderno, mais uma versão de Frankenstein. Tim Burton costuma assustar, mas não nesse filme.

08 – HANNIBAL LECTER – Mais um psicopata que sente prazer em ser diferente, mostra o nível em que o cinema pode chegar. Esse é o motivo de policiais terem a mente tão distorcida, agora o cinema faz questão de presentear o público também.

08 – CARRIE BRADSHAW, DE SEX AND THE CITY – Esse seriado é o favorido das lésbicas e simpatizantes, feministas e afins. Até agora, apesar do sucesso, não chegou a tv aberta, apesar de todo o sucesso – Será que as conquistas da mulher assustam tanto assim?

10 – BOB ESPONJA – Eu já assisti esse desenho, mas confesso que não me lembro nada, o que é um mal sinal.

11. Cosmo Kramer – Seinfeld – Pode até ser famoso mas eu desconheço totalmente.

12. Fox Mulder e Dana Scully – Arquivo X – Curiosamente, depois do décimo lugar, tudo parece mais comum.

13. Jack Sparrow – Piratas do Caribe – Um anti-herói – ou seria anti-vilão? – para ninguém botar defeito. Pode ser bom ou mau, dependendo da classificação que ele receba.

14. Jeff “The Dude” Lebowski – O Grande Lebowski – Desconheço.

15. Shrek – Não me lembro de nada fora do comum não.

16. Bridget Jones – Não é tão forte assim, principalmente por não ser direcionado ao público infantil.

17. Lara Croft – personagem violento, nada que os games não tenham mostrado.

Source – Revista Entertainment Weekly

from: Audiência da TV

Texto: By Jânio

junho 3, 2010 Posted by | televisão | , , , , , , , | Deixe um comentário

Polêmico e contraditório – Não foi irônica a vitória de Dourado?

vitória irônica

programa irônico

O fim do Big Brother 10 foi deprimente, essa foi uma edição que eu não assisti sequer um episódio, e não gostei de nem um.

Poderia ser pior, olha o exemplo de Farm, ou A fazenda, da Record. O reality da Record, que só emocionou a própria emissora, e pretendia afetar o BBB, foi um fracasso tão notável que até agora eu não sei quem ganhou.

A ideia de apresentar um reality, simultâneamente ao  outro, foi péssima. Reality é trash, lixo, as pessoas assistem porque querem ver os seus camundongos dentro de suas gaiolas, querem decidir seus destinos; como os camundongos são de classe média baixa, metáfora melhor para a manipulação, pela classe média alta, não há.

Na sua maioria, a classe média baixa que se apresenta para um programa desses, deve ter carisma, bom senso para coisas inúteis e uma certa interpretação, sorrir nos momentos mais bizarros. A fórmula está no seu limite, mas resiste; se levarmos em conta que muita gente tem serpentes de estimação, outros jacarés, onças, etc, então o BBB, na tv, é ser normal.

Como digitar sobre uma coisa que não se acompanha? – Simples, pela imprensa. Dificuldade é encontrar alguém disposto a comentar sobre o tema reality show, mas vamos lá.

Eu diria que tudo nesse mundo pode ser motivo de análise e reflexão, no caso do Big Brother 10, não foi diferente. Difícil é imaginar que tudo é feito de propósito, como um fetiche de filmes eróticos, onde se encontra sempre uma fantasia para os tarados de plantão.

Nesse BBB 10, quem mais chamou a atenção foi Ana Mara, a PM que foi exonerada do cargo enquanto participava do reality, deixando seus companheiros de profissão irritados. Nem mesmo os dois gays, incluídos, propositadamente, para provocar polêmica, parece ter dado resultado, ou talvez o resultado tenha sido inverso.

Acontece que Dourado, acusado de ser homofóbico, uma das raras citações na mídia online, acabou ganhando o jogo. Além dos escândalos e das cenas de nudez, que são comuns, a homofobia foi um dos poucos assuntos abordados online.

Parece que o fato de ter dois gays, no mesmo programa, inflacionou o mercado. A produção já desistiu de incluir pessoas pobres, há muito tempo, por serem imprevisíveis, o que prejudica a manipulação e o roteiro.

Pelo que parece, até análise  psicológica está sendo feita, pois já não se vê falar de nenhum ato de loucura, ou claustrofobia, no programa.

Ex-BBBs também não tem bons cachês, depois de dez edições, são tantos BBBs no mercado que até perderam o charme, são estrelas demais.

Resta agora só uma pergunta: Será que a Record vai insistir na estratégia? – Se a Globo continuar, seu clone também, a debandada para internet pode ser grande, a cultura brasileira pode melhorar.

By Jânio

março 31, 2010 Posted by | televisão | , , , , , , , , , , | 6 Comentários

A BBB Anamara vence o jogo e escapa da cadeia

big_brother_brasil

Anamara escapa da cadeia

A BBB, ou big sister, Anamara finalmente resolveu suas pendências com a Polícia Militar da Bahia.

Depois de criar polêmica na Bahia, quando entrou para o grupo dos Big Brothers, um reality que expõe ao máximo a privacidade das pessoas, Anamara se viu numa difícil situação, ou ser expulsa do programa, onde era candidata aos 15 minutos de fama e futuro cachê de revistas e jornais, publicidade, etc., ou ser expulsa da PM, onde os soldados da corporação já ameaçavam abaixo-assinado para tirar ela do cargo.

De concreto, o que se sabe é que quando entrou em férias, Anamara aproveitou para tentar a sorte no programa, como ela passou do tempo das férias, ela poderia ser acusada de desertora, podendo pegar até dois anos de prisão. A PM, como todos sabem, é uma ramificação do exército, portanto os soldados estão sujeitos a algumas leis das forças armadas, foi o que aconteceu.

O pedido de exoneração já havia sido feito no começo do mês, a decisão foi publicada no diário oficial desta terça feira. Assim, a Big Sister fica desligada da PM e livre para a sua carreira atística, mesmo que ela tenha apenas 15 minutos de fama.

Esse é um dos motivos do jogo não ser legalizado no Brasil, o brasileiro não pensa muito para arriscar tudo, podendo na maioria das vezes nos surpreender. Isso não impediu que o Governo Federal e Estadual criassem os seus concursos públicos, jogos disfarçados de contribuição social.

Outro empresário muito esperto, Sílvio Santos, foi outro que se aproveitou dessa proibição para criar os seus famosos títulos de capitalização, com sorteios frequentes pela TV.

Quando minha professora de catecismo me disse que, quando morresse, Sílvio Santos viraria um santo, fiz questão de lembrá-la do que se passa por trás de toda essa jogatina. Hoje-em-dia, as pessoas já podem encontrar toda a verdade do baú da felicidade, baixando o vídeo “Muito além de um cidadão Kane – A história proibida da Rede Globo”, onde além da Rede Globo, a história do homem do baú também pode ser conhecida.

A corrupção política acompanhada de falta de perspectivas para os jovens, faz com que haja um aumento nos casos de abandono da escola, aumentando os problemas da juventude que já não são poucos.

Esse duro golpe em um dos pilares da sociedade, a educação, faz com que o amor dos pais pelos filhos seja o único elo entre o Estado brasileiro e a anarquia total.

By Janio

fevereiro 24, 2010 Posted by | televisão | , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Após os quinze minutos de fama

enqunto durar o sucesso

maior o sucesso, maior o tombo

Depois da morte do ET, foi difícil evitar uma revisita ao tema “decadência de celebridades”.

Acompanhei algumas das últimas entrevistas do humorista, que não era humorista, chamado ET, muitas comparações e lembranças vieram a cabeça.

Recentemente, eu cheguei a dizer: “Se a  NASA usasse atores para o seu projeto de simulação de pessoas no espaço, seria um sucesso.”

No mundo do entretenimento, as pessoas se cansaram de ver atores, o que vale agora é a realidade. As novelas estão a um passo de perderem o topo das preferências para os realities, mas não são apenas os realities que ameaçam essa hegemonia.

Por mais que as grandes redes queiram evitar, o realismo ganha muita demanda na indústria do entretenimento, apresentadores que falam palavrões, improvisam, apresentam bizarrices.

Encontrar uma forma bizarra de animar o telespectador  é sinal de boa audiência.

A quinta maior rede de televisão do Brasil, encontrou um formato certo de audiência, capaz de incomodar a concorrência. Trata-se de um programa chamado Pânico, a melhor amostra do que atrai a audiência hoje-em-dia. O programa é uma mistura de Jackass, para ver quem é mais louco, com entrevistas cheias de improvisos, onde vale tudo até humilhar o entrevistado.

Esse tipo de programa sempre encontra seus personagens famosos, mas eles não são só famosos, são reais. Quanto mais exótica a pessoa, melhor, essa fórmula não é nova, já era muito usada no Nordeste.

O personagem da vez foi ET, assim como tantas outras celebridades que ganharam o país, passando longe dos quinze minutos de fama, como Leila Lopes, que, no mínimo, já tem até uma pequena biografia no Wikipedia, ou Pixote, que apesar de não ter conseguido o tão sonhado sucesso, ganhou até uma filme em homenagem póstuma.

Pouco antes de morrer, o exótico ET, pedia encarecidamente uma chance na TV, depois de der alcançado o sucesso e ser celebridade conhecida em todo o Brasil.

Certa vez, Rodolfo, seu descobridor, depois de vê-lo pela primeira vez, não conseguia mais parar de rir. Como Rodolfo estava com relativo sucesso na tv e via no homem esquisito uma chance que esperava, aproveitou o momento que o destino oferecia a ele. Após a sua morte, Rodolfo afirmou que ET era um humorista, não ele.

Acontece que ET foi um produto dessa geração, onde, quanto menos comum melhor, isso passa a idéia de realidade. O exótico ET era essa figura que a tv buscava, figuras que dominam a tv atualmente.

Como podemos analisar, alcançar o sucesso é fácil, difícil é manter se estranho por muito tempo.

A cantora Madonna é especialista em criar visuais chocantes, capazes de chamar a atenção até de quem nem sabe quem é ela, mesmo assim, seu comportamento é considerado normal para os padrões de hoje.

Algumas pessoas conseguem lidar bem com isso, outras tem sua vida transformadas em tragédia, como foi o caso de Leila Lopez.

O pequeno humorista que talvez tenha morrido sem saber o motivo de tanto sucesso, morreu no dia 02 de fevereiro de 2.010, sem nunca ter voltado aos dias de glória.

A vida não tem um manual, fazemos o melhor que podemos, mas no fim nem sempre somos recompensados por isso. A platéia pode querer mais, pode querer sangue, tragédia, desgraça …

As vezes eles conseguem.

By Jânio

fevereiro 11, 2010 Posted by | televisão | , , , , , , , , | 7 Comentários

A morte de Lombardi emociona fãs

locutor secreto

O locutor mais secreto do Brasil,  morreu nesta quarta, dia 2 de Dezembro de 2009.

Luiz Lombardi Neto, o locutor que fazia as chamadas publicitárias do programa Sílvio Santos, morreu hoje.

Depois de quarenta anos de parceria com o patrão, finalmente, sua face poderá ser conhecida. Para surpresa de todos, Lombardi é bem mais comum do que se poderia supor.

O que não causa surpresa é o seu carisma, Lombardi poderia muito bem ser um apresentador de TV, pela sua simpatia.

Pelo contrato, Lombardi não podia aparecer. Essa estratégia funcionou muito bem durante quarenta anos, Lombardi funcionava como uma espécie de alter-ego do programa do qual participava.

Muitas vezes ele era testado, com perguntas difíceis ou em tom mais polêmico, ele se saia muito bem, poupando o apresentador de temas polêmicos.

Luiz Lombardi Neto morreu aos 69 anos, segundo as primeiras notícias, divulgadas para imprensa, a causa de sua morte foi infarto agudo do miocardio.

Seu corpo está sendo velado na Câmara Municipal de Santo André. Pela manhã, desta quinta-feira, deverá seguir para o cemitério de Vila Pires, onde deverá receber sua última homenagem.

Com a sua morte, seu rosto pode enfim ser revelada, mas agora ele deverá descansar em paz, para a tristeza de seus fãs, famosos e anônimos.

By Jânio.

dezembro 3, 2009 Posted by | televisão | , , , , | 4 Comentários

Versão brasileira – morre Herbert Richers

Pai da dublagem brasileira.

Para ser bem sincero com vocês, eu me lembro mais do dublador que falava a famosa frase, “versão brasileira Herbert Richers”, do que do produtor, citado na frase.

Durante o final da década de 70 e durante toda a década de oitenta, Richers foi quase que exclusividade, em termos de dublagem no Brasil, mas eu só o conhecia de nome.

Hoje, com a morte dele, foi inevitável que eu desse uma passadinha na Wikipedia, para pesquisar esse nome que parece tão familiar, mas no fundo é tão estranho.

Herbert Richers, segundo a Wikipedia, foi amigo de Walt Disney, conheceu seus estúdios e trouxe sua experiência dos estúdios disney. Muitos produtores brasileiros torciam o nariz para as suas dublagens, muitas vezes, o que incomodava mesmo era o sucesso de Richers.

A empresa Hebert Richers tem como seu maior mérito, a capacidade de escolher as melhores vozes. Para Herbert Richers, não bastava ter uma boa voz, uma boa dublagem, a voz tinha que ter personalidade, tanto que até hoje, quando ouvimos uma voz, nos lembramos de determinado ator.

Os melhores dubladores foram descobertos pela Herbert Richers, hoje responsável por cerca de 70% do mercado de dublagem no Brasil, além de ter o maior estúdio da América Latina.

Eu vou continuar me lembrando mais do dublador, quase perfeito que diz: “Versão brasileira, Herpert Richers”, mas o produtor cinematográfico e empresário tem muita história, paralela a TV e ao Cinema brasileiro.

Herbert Richers nasceu em Araraquara, em São Paulo, em 11 de março de 1923, morreu hoje, 20 de Novembro de 2009. Dublava tudo: Filmes, novelas, desenhos, seriados, etc. sempre com o mesmo padrão de qualidade: “versão brasileira, Herbert Richers.”

A voz é do locutor Ricardo Mariano, voz inesquecível, escolhida a dedo, como totos os dublês que Herbert Richers tinha, para ser o seu alter ego: “Versão brasileira, Herbert Richers.”

Vaya con Dios amigo, hasta la vista, como se dizia em alguns de seus tantos seriados.

By Jânio

novembro 21, 2009 Posted by | televisão | , , , , , | 6 Comentários

As grandes redes de tv em ônibus vão iniciar atividades.

tv em ônibus

tv em ônibus

As grandes redes de tv aderiram de vez as transmissões em ônibus.

Depois da Rede Globo, que já tem  contrato com a operadora de tv Bus Media, agora foi a vez da Rede Bandeirantes fechar com a TVO.

A TVO, além da parceria com a Rede Bandeirantes, mantém a TV Minuto, no Metrô, com 3,3 milhões de usuários, o mesmo número que espera alcançar com os ônibus.

A parceria da Globo e a Bus Media, possui 300 ônibus, onde serão transmitidos resumos de novelas e prestação de serviços. Haverá, ainda, trinta tvs da Bus Media com programação em tempo real, da globo.

Enquanto a Rede Globo encara o projeto como experimental, a Rede Bandeirantes investe pesado, não serão divulgados programas da tv, ao invés disso, a Band pretende criar uma programação exclusiva para a operadora TVO. São 500 ônibus, com previsão de atingir 4000.

A Rede Bandeirantes deverá veicular jornalismo, área onde já lançou um site o E-Band, curiosidades, horóscopo e tempo, entre outras atrações, todo o conteúdo será exclusivo da TVO.

A Rede Record demonstrou um certo interesse, não se sabe porque, acabou desistindo do contrato com a TVO, operadora que fechou com a Rede Bandeirantes.

Ainda resta uma operadora de tv para ônibus, a Bus tv, até agora ela se mantém independente, mas o mercado deverá aquecer nos próximos meses e deverá ser difícil a Bus TV não fechar com alguma grande rede de televisão.

Como é proibido o som em ônibus, o áudio das operadoras deverá ser via fone de ouvido ou outro meio compatível com a lei. Até o final do ano, ou começo de 2010, a Bandeirantes iniciará sua programação.

O mercado de tv para ônibus tem um potencial de 14 mil veículos, e, os investimentos estão apenas começando.

By Jânio.

setembro 18, 2009 Posted by | televisão | , , , , , , | 6 Comentários

Dado Dolabella vence em A Fazenda

quase real

quase real

Contrariando todas as expectativas, Dado Dolabella vence a final do reality da record.

Esse foi o primeiro reality “A Fazenda” no Brasil, pelo jeito a TV Record começou muito mal, contrariando todas as expectativas em relação ao vencedor, não o IBOPE.

Como eu disse na final do Big Brother Brasil, os realities surgiram como uma forma de trazer mais realismo as tvs, no mundo inteiro.

Atualmente há reality show para todos os gostos, inclusive plágios dos próprios reality. Temos Ídolos, Astros, Troca de Famílias, O aprendiz, A fazenda, No Limite, o mais conhecido de todos Big Brother Brasil, e mais uma infinidades deles.

Para quem acha os realities de muito mal gosto, é bom saber que o programa surgiu de experiências sérias de cientistas da NASA, numa simulação de vida fora da Terra,

Não, a experiência não deu certo, foi uma frustração muito grande, e o melhor que se pode tirar dessa experiência, foi o comportamento bizarro que o homem adquire fora de seu habitat natural, quando submetido a situações adversas.

A única maneira aceitável de ver um reality show, é como uma comédia, uma sátira da sociedade, principalmente da classe média, os únicos capazes de manter as aparências, evitando que o show fique real, acima do recomendado para o horário nobre.

Na final do Big Brother Brasil, a ideia de que teria havido um empate, foi contestada por especialista, aumentando ainda mais as suspeitas e descontentamento com o resultado.

A primeira vista, tem-se a impressão de que há interesses na manipulação de resultados, para que se possa aproveitar esses futuros ex-integrantes na própria emissora, o que depende muito da aceitação do público.

Na fazenda, o favorito era “O Mendigo” do programa Pânico, não exatamente porque era do programa, mas porque tinha uma história dramática de morador de rua e FEBEM. Caiu nas graças do público.

Pela primeira vez, na história dos realities, os famosos e anônimos, não só opinaram, como concordaram que “O Mendigo”, ou Carlinhos, tinha que ganhar, ele não chegou nem na final.

Quem venceu foi o bad-boy Dado Dollabela. como um dos coordenadores do reality, homens por trás das câmeras, era Alexandre Frota, o eterno bad-boy brasileiro, isso começa a fazer sentido.

A verdade é que o reality show, apesar de uma bela sátira da sociedade, nunca satisfaz o público plenamente.

Já havia, a exemplo do último Big Brother Brasil, uma suspeita de quem seria o vencedor, mas o povão continuava votando contra. É preciso entender que o reality, para dar certo, não pode ser muito real, para ganhar, a pessoa, além de não poder ser muito verdadeira, tem que suportar a pressão.

O jogo é meio psicológico, o prêmio em dinheiro é grande, motivo suficiente para as pessoas jogarem de acordo com o jogo.

O SBT, depois de ver “A Fazenda” vencendo a Globo no Ibope, chegou a admitir a possibilidade de reativar “A Casa dos Artistas”, um reality que não deu muito certo, assim como “A Fazenda” era um plágio do Big Brother, apesar de “A Fazenda” ser uma franquia de “The Farm”, sucesso mundial.

Se nem os cientistas conseguiram tirar bom proveito da exposição, pessoas normais, além de tempo, terão que ter muita paciência para ficar sem fazer nada, assistindo várias pessoas a não fazer nada o tempo todo.

Tem que ser psicologicamente muito forte.

By Jânio.

agosto 25, 2009 Posted by | televisão | , , , , , | 14 Comentários

Globo X Record – Quem levará a melhor?

guerra de verdades

guerra de verdades

A falta de um ponto de referência, no Brasil, em termos de confiabilidade, propiciou aos telespectadores brasileiros uma cena pastelão entre os políticos do senado, com troca de ofensas de toda parte.

Agora chegou a vez da sinceridade chegar as emissoras de TVs.

As duas maiores redes de televisão do Brasil começaram uma guerra sem fim, pelo que parece, vai sobrar para os dois lados. No Brasil, é muito comum o uso da imprensa, manipulando a opinião pública,  para que a sociedade force as leis burocráticas a tomarem um rumo determinado.

Essa briga serve para reforçar o fato de que não são só os políticos que estão queimados, vítimas de seus atos e passado suspeito, mas também as empresas de comunicação.

Assim como na política, fica evidente que essa história não vai dar em nada, não dá para se levar a sério  o fato de que duas empresas, de tamanho porte, poderiam ser condenadas por uma justiça ineficiente como a nossa.

De um lado uma emissora que proibiu um vídeo da BBC, “Muito além de um Cidadão Kane”, onde toda a sua estratégia, em era de ditadura, era contada nos mínimos detalhes, esse vídeo pode ser encontrado, facilmente, pela internet, através de buscadores de vídeos.

Do outro lado está uma emissora que usa a forma mais eficaz de se ganhar dinheiro no pais, depois da política, a religião. Brincar com os sentimentos dos outros não é ético, mas com jeitinho pode se conseguir tudo, tanto na política, quanto na religião.

Acredito que a emissora do Bispo está em desvantagem, apesar da maioria das empresas de Telecomunicações se posicionarem neutras, até por questões estratégicas, a Globo, Folha de S. Paulo e a revista Veja, assumiram a linha de frente nesta guerra. A briga pode render, além de audiência, muitas verdades que deverão aparecer em meio a toda essa sujeira.

Como a Record não tem muita experiência nessa área, ao contrário da Globo, ela deverá ser a maior prejudicada, mesmo assim, a julgar pelo perfil de seus seguidores, não me surpreenderia se o número de adeptos aumentasse.

A Globo, como eu disse, tem muita história, mas a justiça proibiu a sua veiculação, a Record tem que assumir provas concretas, videos que a Globo registrou, impossíveis de serem contestados. O Pastor Edir Macedo não parece nem um pouco preocupado, se fazendo de vítima, passa uma imagem de mártir, o que só deverá aumentar sua credibilidade, frente aos fiéis.

E o povo assiste a tudo, sem ter a menor noção do que está acontecendo. Foi preciso que ocorresse o advento da internet, para que uma visão imparcial dos fatos viessem a tona, a internet é a única forma de abrir os olhos das pessoas, onde quer que seja, ricos ou pobres.

Assim como em brigas políticas, não se negam os fatos, apenas  se vê ataques de ambas as partes, ataques que não levarão a nada.

A Globo ainda possui muita força, é o que mostram os processos que envolvem o nome da emissora, como processos da Xuxa contra órgãos da imprensa, capaz de fazer as pessoas pensarem mais antes de exibir fotos comprometedoras da apresentadora. Outro fato que chama a atenção, é o fato do vídeo proibido da Globo permanecer sob proteção da lei, depois de tanto tempo, demonstrando, claramente, um ato que fere o direito da liberdade de imprensa, de uma fonte tão importante como a BBC.

Isso pode nos levar a uma conclusão, não é só dinheiro, a Record já atingiu 174 países,  não é só poder, a BBC, certamente, poucas vezes se viu numa situação dessas. O que podemos presumir, é que há muita negociação por trás disso, e que o mundo dos ricos ainda apresenta muitos mistérios dos quais nós ainda não podemos desvendar.

O mais interessante nisso tudo, é que tanto a Globo quanto a Record, são internacionalizadas, mas essas empresas não apresentam lá fora a postura que apresentam aqui, aqui, é a maior fonte de captação de recursos de ambas as Empresas.

Segundo a Gobo, o Pastor Edir Macedo é um bilionário, com um capital de bilhões de dólares, isso aconteceu com outro Pastor da LBV, que ficou um bom tempo fora de cena, voltando a pouco tempo. Confundir o patrimônio da igreja com o patrimônio pessoal é um erro grave, cometido pelos novos ricos, é preciso criar fundações, como a Globo, Bill Gates…

By Jânio.

agosto 16, 2009 Posted by | televisão | , , , , | 10 Comentários

   

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Marca Livro

A arte de criar histórias em prosa ou verso

bastet - protetora dos gatos

todos os animais merecem o céu e os gatos principalmente

Blog CIN 5018

Informatização de Unidades de Informação

The Promise Carrier

Ebrael's official website in English.

detudosobretudoblog

Este site vai aborda todos os temas voltado para as mulheres

Letícia Giacometti Ribeiro

O diário de uma estudante de Jornalismo

Caminho Alternativo

Geopolítica, atualidades e opinião

Escrita em Foto

Colunas, textos, fotografias; a vida de alguém que busca mais do que apenas viver.

%d blogueiros gostam disto: