Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Bilionários brasileiros

Bilionários brasileiros

Brasileiros Ricos

34 – Jorge Paulo Lemann – US$ 19,7 bi – 74 anos – Bebidas

55 – Joseph Safra – US$ 16 bi – 75 anos – Bancos

119 – Marcel Herrmann Telles – US$ 10,2 bi – 64 anos – Bebidas

137 – João Roberto Marinho – US$ 9,1 bi – 60 anos – Mídia

137 – José Roberto Marinho – US$ 9,1 bi – 58 anos – Mídia

137 – Roberto Irineu Marinho – US$ 9,1 bi – 66 – Mídia

146 – Carlos Alberto Sicupira – US$ 8,9 bi – 66 – Bebidas

367 – Francisco Ivens de Sa Dias Branco – US$ 4,1 bi – 77 anos – Alimentos

367 – Eduardo Saverin – US$ 4,1 bi – 31 anos – Cofundador do Facebook

396 – Walter Faria – US$ 3,8 bi – 58 anos – Bebidas

483 – Aloysio de Andrade Faria – US$ 3,3 bi – 93 anos – Bancos

520 – André Esteves – US$ 3,1 bi – 45 anos – Bancos

520 – Antonio Ermirio de Moraes – US$ 3,1 bi – 85 anos – Diversos

520 – Ermirio Pereira de Moraes – US$ 3,1 bi – 81 anos – Diversos

520 – Maria Helena Moraes Scripilliti – US$ 3,1 bi – 83 anos – Diversos

580 – Fernando Roberto Moreira Salles – US$ 2,9 bi – 67 anos – Bancos, mineração

580 – João Moreira Salles – US$ 2,9 bi – 52 anos – Bancos, mineração

580 – Walther Moreira Salles Junior – US$ 2,9 bi – 57 anos – Bancos

580 – Pedro Moreira Salles – US$ 2,9 bi 54 – Bancos, mineração

609 – Abilio dos Santos Diniz – US$ 2,8 bi – 77 anos – Varejo

642 – Miguel Krigsner – US$ 2,7 bi – 64 anos – Cosméticos

663 – Edson de Godoy Bueno – US$ 2,6 bi – 70 anos – Hospitais, planos de saúde

796 – Rossana Camargo de Arruda Botelho – US$ 2,2 bi – 64 anos – Construção

796 – Renata de Camargo Nascimento – US$ 2,2 bi – 63 anos – Construção

796 – Regina de Camargo Pires Oliveira Dias – US$ 2,2 bi – 60 anos – Construção

796 – Moise Safra – US$ 2,2 bi – 79 anos – Bancos

828 – Antonio Luiz Seabra – US$ 2,1 bi – 71 anos – Cosméticos

925 – Nevaldo Rocha e família – US$ 1,95 bi – 84 anos – Varejo

931 – Dulce Pugliese de Godoy Bueno – US$ 1,9 bi – 66 anos – Hospitais, planos de saúde

931 – Michael Klein – US$ 1,9 bi – 63 anos – Varejo

931 – Rubens Ometto Silveira Mello – US$ 1,9 bi – 64 anos – Açúcar, etanol

931 – Lirio Parisotto – US$ 1,9 bi – 60 anos – Investimentos

1036 – Jayme Garfinkel e família – US$ 1,75 bi – 67 anos – Seguros

1092 – Julio Bozano – US$ 1,6 bi – 78 anos – Bancos

1143 – Ana Maria Marcondes Penido Sant’Anna – US$ 1,55 bi – 58 anos – Pedágio rodoviário

1143 – Cesar Mata Pires – US$ 1,55 bi — Construção

1154 – Sergio Lins Andrade e família – US$ 1,5 bi – 66 – Construção

1154 – Victor Gradin e família – US$ 1,5 bi – 81 anos – Construção

1154 – Alexandre Grendene Bartelle – US$ 1,5 bi – 64 – Calçados

1210 – Lina Maria Aguiar – US$ 1,4 bi – 76 anos – Herança/bancos

1210 – João Alves de Queiroz Filho – US$ 1,4 bi – 61 anos – Bens de consumo

1284 – Eggon da Silva – US$ 1,3 bi – 85 – Maquinário industrial

1284 – Elie Horn – US$ 1,3 bi – 70 – Imobiliário

1284 – Carlos Francisco Ribeiro Jereissati e família – US$ 1,3 bi – 67 anos – Shopping centers

1284 – Jorge Moll Filho – US$ 1,3 bi – 69 anos – Hospitais

1284 – Jose Isaac Peres e família – US$ 1,3 bi – 73 anos – Shopping centers

1284 – Werner Voigt – US$ 1,3 bi – 84 anos – Maquinário industrial

1284 – Lilian Werninghaus – US$ 1,3 bi – 79 anos – Maquinário industrial

1372 – Lia Maria Aguiar – US$ 1,2 bi – 72 anos – Herança/bancos

1372 – Guilherme Peirão Leal – US$ 1,2 bi – 64 anos – Cosméticos

1372 – Rubens Menin Teixeira de Souza – US$ 1,2 bi – 57 anos – Construção de casas

1372 – Dorothea Steinbruch – US$ 1,2 bi — Siderúrgica

1442 – Alfredo Egydio Arruda Villela Filho – US$ 1,15 bi – 44 anos – Bancos

1442 – Daisy Igel – US$ 1,15 bi – 86 anos – Gás, petroquímica

1465 – Ana Lucia de Mattos Barretto Villela – US$ 1,1 bi – 40 anos – Bancos

1465 – Edir Macedo e família – US$ 1,1 bi – 69 anos – Comunicação

1465 – José Mendes Nogueira e família – US$ 1,1 bi – 86 anos – Mineração

1540 – Giancarlo Franceso Civita – US$ 1,05 bi — Mídia

1540 – Victor Civita Neto – US$ 1,05 bi — Mídia

1540 – Roberta Anamaria Civita – US$ 1,05 bi — Mídia

1540 – José Roberto Ermirio de Moraes – US$ 1,05 bi – 56 anos – Diversos

1540 – José Ermirio de Moraes Neto – US$ 1,05 bi – 61 anos – Diversos

1540 – Liu Ming Chung – US$ 1,05 bi – 51 – Papel e celulose

1540 – Neide Helena de Moraes – US$ 1,05 bi – 59 anos – Diversos

1565 – Carlos Martins – US$ 1 bi – 57 anos – Educação

A lista ainda tem:

Lily Safra – 76 anos

Viúva de Edmond Safra

Carlos Francisco Ribeiro Jereissati

Família de Tasso Jereissati

Shopping Iguatemi, acionista da Oi

Giancarlo Francesco Civita

Riberta Anamaria e Victor Civita Neto

Grupo Abril

Angela Gutierres – 64 anos

Andrade & Gutierrez – construtora

Constantino de Oliveira Júnior – 45 anos

Volluto – acionista da Gol e dona da Pássaro Marrom

Sílvio Santos – 83 anos

SBT TV, Liderança Capitalização, Jequiti

Blairo Maggi – Senador do PR-MT

Rei da Soja

Carlos Wizard – 57 anos

Mundo Verde – produtos naturais

Jorge Gerdau – 77 anos

Grupo Gerdau

Francisco Deusmar de Queirós – 67 anos

Pague Menos – Farmácia e é sócio co Banco BIC

Gilberto Schincariol Júnior, 30 anos

Guilherme Paulus – 64 anos

CVC turismo e GJP Hotéis e Resorts

Ricardo Nunes, 44 anos

Ricardo Eletro sócio da Insinuante

Luiza Helena Trajano – 64 anos

Magazine Luiza

Lista Detalhada
__________________________________________________________

Jorge Paulo Lemann – 74 anos

Budweiser, Burger King, Heinz

Joseph Safra – 75 anos

Banco Safra

Marcel Hermann TelleS – 64 anos

Sócio primeiro e do quarto da lista – Empresa de deinvestimentos 3G Capital

A 3G é dona da Budweiser, Burger Kin e Hens – Telles é sócio da Ambev.

Carlos Alberto Sicupira – 64 anos

Sósio do primeiro e do terceiro na lista, 3G Capital.

Sócio da Ambev e Lojas Americanas

Roberto Irineu Marinho – 66 anos

Filho mais velho de Roberto Marinho – Rede Globo

João Roberto Marinho – 60 anos

Irmão do quinto da lista – Rede Globo

José Roberto Marinho – 58 anos

Rede Globo

Marcelo Odebrecht – 45 anos

Grupo Odebrecht – Construção e Petroquímica

Francisco Ivens de Sá Dias Branco – 80 anos

Acionista controlador da M. Dias Branco, alimentos

Walter Faria – 58 anos

Cervejaria Petrópolis: dona da Itaipava e Crystal

André Esteves – 45 anos

Banco BTG Pactual

Eduardo Saverin – 32 anos

Co-fundador da Facebook

Abílio Diniz – 77 anos

Pão de Açúcar

Aloysio de Andrade Faria – 93 anos

Grupo Alfa – dono do Banco Alfa, C&C, Hotéis transamérica

João Moreira Salles – 52 anos

Irmão de Fernando Roberto, Pedro e Walter Jr.

Unibanco e Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração CBMM

Pedro Moreira Salles – 54 anos

João moreira Salles – 53 anos

Unibanco e CBMM

Walter Moreira Salles Júnior – 58 anos

Unibanco e CBMM

Daniel Feffer – 58 anos

Unibanco e CBMM

Miguel Krigsner – 64 anos

Boticário

Rosana Camargo de Arruda Botelho – 64 anos

Renata de Camargo Nascimento – 63 anos

Regina de Camargo Pires Oliveira Dias – 60 anos

Camargo e Correa

Edson de Godoy Bueno – 70 anos

Amil, Dasa, TotalCare – saúde

Nevaldo Rocha – 85 anos

Riachuelo e Guararapes

Rubens Ometto Silveiro Mello – 64 anos

Cosan – dona da Rumo e Raízen – açúcar e etanol

Jayme Garfinkel – 68 anos

Porto Seguro – seguradora

Michael Klein – 53 anos

Casas Bahia

Bernardo Gradin – 49 anos

Filho do ex-diretor do grupo Odebrecht

Lírio Parisotto – 60 anos

Videolar e acionista da Usiminas e Banco do Brasil

Lina Maria de Aguiar – 76 anos – herdeira do Bradesco

Abandonada na porta de uma filial do banco, foi adotada pelo dono

Júlio Bozano – 78 anos

Bozano Investimentos

Alexandre Grendene – 64 anos

Grendene – dona da Melissa e Rider

Adriano Schincariol – 37 anos – irmão de Alexandre – 39 anos

Ex donos da Schincariol – cerveja

Maria de Lourdes Egydio Vilella (milu) – 67 anos

Neta do dono do Banco Central de Crédito e filha do fundador da Duratex

José Ermírio de Moraes Neto – 61 anos – 3,05 bilhões

Neto do fundador da Votorantin – José Roberto Ermírio, Neide Helena

Hele Horn – 70 anos

Cyrela – contrutora

José Janguiê Bezerra Diniz – 50 anos

Ser Educacional – dona das faculdades Maurício de Nassau e Joaquim Nabuco

Edir Macedo – 69 anos

Igreja Universal, Rede Record

Lily Safra – 76 anos

Viúva de Edmond Safra

Carlos Francisco Ribeiro Jereissati – 68 anos

Família de Tasso Jereissati

Shopping Iguatemi, acionista da Oi

Giancarlo Francesco Civita

Riberta Anamaria e Victor Civita Neto

Grupo Abril

Angela Gutierres – 64 anos

Andrade & Gutierrez – construtora

Constantino de Oliveira Júnior – 45 anos

Volluto – acionista da Gol e dona da Pássaro Marrom

Sílvio Santos – 83 anos

SBT TV, Liderança Capitalização, Jequiti

Blairo Maggi – Senador do PR-MT

Rei da Soja

Carlos Wizard – 57 anos

Mundo Verde – produtos naturais

Jorge Gerdau – 77 anos

Grupo Gerdau

Francisco Deusmar de Queirós – 67 anos

Pague Menos – Farmácia e é sócio co Banco BIC

Gilberto Schincariol Júnior, 30 anos

Guilherme Paulus – 64 anos

CVC turismo e GJP Hotéis e Resorts

Ricardo Nunes, 44 anos

Ricardo Eletro sócio da Insinuante

Luiza Helena Trajano – 64 anos

Magazine Luiza

Caso Panamericano começa a feder

Bilionários desconhecidos

Primeiro país só de milionários

setembro 28, 2014 Posted by | curiosidades | , , , , | 1 Comentário

Michel Teló ultrapassa cem milhões de acessos no Youtube

fenômeno mundial

Recorde do Youtube

Nós brasileiros, gostamos muito de falar e ouvir música estrangeira. Mas não é qualquer música estrangeira, não, música estrangeira boa tem de ser americana.

Os profissionais da área sempre criticaram essa mania brasileira, que não é só brasileira, atinge o mundo inteiro. Durante décadas os EUA mereceram esse destaque, por oferecerem algo que os brasileiros e boa parte do resto do mundo desconhecem, o sonho americano.

Se apenas a elite brasileira tem tempo e dinheiro para a cultura, dá para imaginar como funciona a divulgação da cultura no Brasil, não é mesmo?

Primeiro é preciso saber o que é cultura, para depois concluir que toda a nossa cultura é limitada a novelas, reis e rainhas, não dá para ser mais elitista que isso.

A música brasileira é variada e é uma pena que não seja mais engajada politicamente, ou socialmente mas, para quem gosta de boa música, dá até para escolher.

Muita gente tem torcido o nariz para a música sertaneja, todos os ritmos foram adotados na música popular, menos o sertanejo. O forró segue nessa linha, apenas o maluco beleza ousou misturar os rítmos forró com o rock, com sucesso.

A música sertaneja sempre foi popular e muito variada, apesar de pouco divulgada. Eu acompanho a música desde a década de 70 e observei de perto essa discriminação.

Primeiro foi Sérgio Reis, um cowboy perdido na cidade grande. Sérgio Reis fez alguns filmes, novelas e gravou muitas músicas de sucesso.

Sérgio Reis era uma excessão, até a chegada do novo sertanejo, ou new sertanejo, com vendas bem superiores ao popular tradicional, mas com pouca divulgação. Nem os filhos dos sertanejos gostam da ideia de serem vistos como caipiras.

O novo fenômeno da música popular veio do Paraná, mas mora no Mato Grosso e já foi citado até pela revista Forbes, especializada em ricos e artistas de sucesso. A notícia que Michel Teló foi mais acessado que “Born this Way” da Lady Gaga, não chegou a surpreender os seus fãs mas, para quem não acompanha o sucesso do cantor de perto, foi surpreendente sim.

Michel Teló ja vinha fazendo a cabeça da moçada no mundo inteiro, como temos visto na TV, através de jogadores de futebol e outros famosos que adoram o hit “Ai, Se Eu Te Pego”, mas a Lady Gaga tornou-se um fenômeno, inclusive com a ajuda de seus fãs brasileiros.

A marca de 100 milhões de acessos, alcançada por Michel Teló, não deixa a menor dúvida, o guri é bom barbaridade tchê!

Seu nome está agora, graças a internet, ao lado de fenômenos como Lady Gaga e Justin Bieber.

Viva o Youtube e viva Michel Teló, o novo representante do Brasil lá fora.

By Jânio

janeiro 13, 2012 Posted by | Música. | , , , , | 8 Comentários

Brasileiro está entre os dez homens mais ricos do mundo

top 10 ricos

Mulher mais Rica

Muita gente não entende como uma pessoa pode ganhar na loteria, alguns anos depois não ter absolutamente nada. Para entender esse mistério, basta acompanhar a saga dos homens mais ricos do mundo.

Suas vidas não é um mar de rosa, aproveitaram a primeira oportunidade, mesmo assim podem perder quase tudo em questão anos, caso não consigam um boa gestão.

As leis, tradições e costumes, tão importante para nós, meros mortais, não faz muito sentido para eles.

Vivem em constante atrito com legislações internacionais, polícia, e boa parte deles doou sua fortuna, em testamento, para a fundação de Bill Gates. Como a maior parte deles é mais velha que Gates, Gates está prestes a concentrar a maior fortuna do mundo.

Apesar de já ter sido chamado de anti-cristo, Gates já tem projetos para o dia do apocalipse, literalmente falando. No dia em que o sol romper a camada de ozônio, talvez ele já tenha a solução pronto, para as pessoas que possam pagar, é claro.

Os homens mais ricos do mundo geralmente se encontram onde há maiores concentrações de renda, por isso, países pobres como o México, podem ter o homem mais rico também.

Não dá para estar entre os homens mais ricos, sem estar ligado aos políticos. O direito a privacidade, faz com que as melhores surpresas estejam fora de nosso alcance, menos quando há algum processo que os envolva.

Homens mais ricos de 2.011

1. Carlos Slim – Mexicano
Fortuna: US$ 74 bilhões
Telmex, América Móvil, MCI, MIT, Claro, Embratel, etc.

2. Bill Gates
Fortuna: US$ 56 bilhões
Microsoft, Cascade Investment, bgC3, Corbis,

3. Warren Buffett
Fortuna: US$ 50 bilhões
Berkshire Hathaway,

4. Bernard Arnault – Francês
Fortuna: US$ 41 bilhões
LVMH, Financière Agache S.A. e Christian Dior S.A

5. Larry Ellison
Fortuna: US$ 39,5 bilhões
Oracle Corporation

6. Lakshmi Mittal – Indiano
Fortuna: US$ 31,1 bilhões
Arcelor Mittal

7. Amancio Ortega – Espanhol
Fortuna: US$ 31 bilhões
Inditex (Zara, Massimo Dutti, Oysho etc.)

8. Eike Batista – Brasileiro
Fortuna: US$ 30 bilhões
EBX, MMX, OGX, LLX, MPX, Hotel Glória, Porto de Peruíbe

9. Mukesh Ambani – Iemenita
Fortuna: US$ 27 bilhões
Reliance Industries, Dhirubhai Ambani

10. Christy Walton
Fortuna: US$ 26,5 bilhões
Wal-Mart

Fonte: Forbes e Wikipedia

By Jânio

junho 20, 2011 Posted by | curiosidades | , , , , , | 5 Comentários

Lady Gaga no topo do ranking da Forbes

ranking forbes

Top 10 Celebridades

Quando eu recebi o convite/sugestão da Gabriely para publicar curiosidades de celebridades como Lady Gaga, não imaginava que esse “furacão” em forma de gente já tinha aprontado tanto.

Ela já se atirou seminua do palco e já andou vestida com roupa feita de carne, entre outras loucuras. coisas de celebridades.

Veja uma pequena lista de escândalos:

Maio de 2.009 – A capa da Rolling Stones traz Lady Gaga vestida só com bolhas de plástico.

Março de 2.010 – Lady Gaga se recusa a ser revistada pelos seguranças de um aeroporto em Los Angeles. Teve de ser levada para uma sala especial, longe dos cliks indiscretos dos curiosos.

novembro de 2.010 – Pede para seus fãs croatas mostrarem seus genitais, ensaia uma performance digna de fazer até a Madonna ficar vermelha de vergonha, e ainda se envolve com uma bandeira da Eslovênia, país que tem problemas com a Croácia.

2.010 – Além das várias quedas, seus cripes sempre apresentam um pitada de provocação.

Com 32 milhões de seguidores na Facebook e ultrapassando os dez milhões na Twitter, faturando 90 milhões de dólares no ano e desbancando Oprah Winfrey entre as celebridades mais importantes do Show Business, a questão agora já não é discutir a importância representada pela sua fama, mas o que representa a sua participação nas causas em que está engajada.

Vamos conhecer um pouco de sua história:

Antes de alcançar o topo das celebridades mais importantes do mundo, Stefani Joanne Angelina Germanotta , Lady Gaga, passou por “maus bocados” e ela lembra como eram difíceis aqueles tempos.

Ela é sempre comparada com Madonna, outra cantora que adora escândalos, inclusive criou o mito de pobre menina que venceu na vida.

No caso de Lady Gaga, essa história é mais convincente, ela não é exatamente uma linda mulher loira que conseguiu fazer sucesso. Quando diz que era chamada de feia e pouco talentosa, ela pode não estar apenas fazendo marketing pessoal.

Algumas curiosidades de sua vida tem muito a ver com a sua carreira.

Por exemplo: Lady Gaga começou sua carreira como compositora, mesmo tendo desistido de tudo, foi motivada pela avó coruja a continuar.

Nasceu em Nova Iorque, 28 de março, e foi em Nova Iorque que ela começou sua carreira como compositora, trabalhando na gravadora Interscope Records.

Foi a Kon Live Distribution quem descobriu o carisma e a qualidade de sua voz, contratando-a em seguida.

Seu primeiro álbum já foi um sucesso, principalmente na Inglaterra, surgindo a curiosidade sobre o seu nome, que tinha tudo a ver com a própria Inglaterra.

O nome Lady Gaga vem de uma música do grupo Queen, Radio Gaga, cujo líder Freddy Mercury é uma de suas maiores influências, ao lado de David Bowe, Cindy Lauper, Grace Jones e outros.

Como podemos ver, entre suas principais influências não se encontram modelos fotográfica, todas são exóticas.

A androgenia também pode ser notada em suas principais influências, assim como sua performance de palco, com muita personalidade.

Logo no primeiro single ela já era um fenômeno.

Wikipedia: “Fusari enviou a canção que ele produziu com Gaga ao seu amigo, produtor e executivo musical Vincent Hebert. Hebert foi rápido ao assiná-la na sua gravadora, a Streamline Records, um selo da Interscope Records, por volta do seu estabelecimento em 2007. Ela creditou Herbert como o homem que descobriu-a, acrescentando: “Eu realmente acho que nós fizemos a história do pop, e continuaremos fazendo”. Tendo já servido como aprendiz de compositora em um estágio na Famous Music Publishing, que depois foi adquirida pela Sony/ATV Music Publishing, Gaga subsequentemente conseguiu um contrato musical com a Sony/ATV. Como resultado, foi contratada para escrever canções à Britney Spears e os colegas de gravadora New Kids on the Block, Fergie, e Pussycat Dolls.

Enquanto Gaga compunha na Interscope, o cantor-compositor Akon reconheceu as suas habilidades vocais quando ela cantou um vocal de referência para uma de suas faixas em estúdio. Ele, então, convenceu Jimmy Iovine, presidente e chefe executivo da Interscope-Geffen-A&M, a formar um acordo de união para tê-la também contratada na sua própria gravadora, a Kon Live Distribution e mais tarde chamou-a de sua “artista de franquia”.

Gaga continuou as suas colaborações com RedOne em estúdio por uma semana em seu álbum de estreia, procriando os futuros singles “Just Dance” e “Poker Face”. Ela também uniu-se ao catálogo de artistas da Cherrytree Records, um selo da Interscope estabelecido pelo produtor e compositor Martin Kierszenbaum, depois de co-escrever quatro canções com ele, incluindo o single “Eh, Eh (Nothing Else I Can Say)”.

Lady Gaga tem muito em comum com Cidy Lauper, ambas são autenticas. Lady Gaga costuma ser mais “louca” quando não está fazendo seu próprio Show.

Além de trabalhar na mesma gravadora, colaborando com artistas como New Kids on the Block, ela também fazia a abertura de seus Shows.

Lady Gaga ficou famosa por seu engajamento em defesa dos Gays, sofrendo insinuações de que seria homem. Ao contrário de outros artistas paparicados em início de carreira, Gaga já era “velha de guerra” quando começou a fazer sucesso, por isso nada a afetava.

Assim como os artistas que tem a arte no sangue, Gaga tem sua sexualidade bem amadurecida, por isso nunca vai ter problemas com escândalos.

Lady Gaga faz parte da geração do Marketing, uma geração onde os escândalos são direcionados a manter um artista na mídia. Nos dias de hoje, o talento não conta mais que a capacidade de uma celebridade trabalhar a sua reputação, administrar pequenos escândalos.

Lady Gaga já tinha experiencia musical antes de se lançar como cantora, além disso, sabe lidar bem com os paparazzi e tirar o melhor deles.

Em abril de 2.010, Bad Romance conseguiu 180 milhões de visualizações no Youtube, em outubro daquele ano superava a marca de um bilhão de visualizações com seus vídeos. Nascia mais um mito, de quarta artista mais importante do mundo em 2.010, chega ao topo em 2.011.

Com sua experiência em música, desde o primeiro single Gaga vem sendo elogiada, inclusive tendo recebido todos os prêmios mais importante da música, vídeo, além do reconhecimento na internet através das redes sociais.

O single Born this Way alcançou o recorde de um milhão de downloads em apenas cinco dias, segundo a Wikipedia.

twitter.com/ladygaga

RANKING DA FORBES

01 – Lady gaga

02 – Oprah Winfrey

03 – Justin Bieber

04 – U2

05 – Elton John

06 – Tiger woods – golfe

07 – Taylor Swift

08 – John Bon Jovi

09 – Simon Cowell – TV

10 – LeBron James – NBA

Com apenas dois albuns, Lady Gaga vira um novo fenômeno da música pop, com muitos escândalos bem planejados para o futuro.

Depois de fazer sucesso, cada escâdalo vria uma forma a mais de promoção, desde que seja bem planejado, é claro.

Fonte: Wikipedia+Lady Gaga

By Jânio

maio 22, 2011 Posted by | televisão | , , | 1 Comentário

Melhores paises em ambiente de negócios

paises para negócios

Paises Organizados

Em relação as famosas listas postadas na internet, um leitor desabafou: “São tantas listas que nem dá para saber qual a certa”.

Eu faço aqui um “mea” culpa em uma dessas listas: “As empresas mais valiosas do mundo”, na realidade são as marcas mais valiosas do mundo, onde um leitor, gentilmente, deu uma aula, explicando minuciosamente o tema e até dando exemplos.

Há outros tipos de listas, inclusive, algumas que são postadas todo ano, como os países mais ricos, cidades mais ricas ou melhor para se viver, etc. Na realidade, o maior é muito relativo, dependendo do ponto de vista, mas difere do melhor, apesar de, no Brasil, o melhor também ficar distorcido, já que temos dois Brasis.

Em alguns países, vários índices podem coincidir, como é o caso da Dinamarca, onde o melhor sempre será o melhor, em qualquer classe social.

Outro detalhe que não dá para passar despercebido no Brasil, é o fato de um escândalo sempre vir acompanhado de vários outros, no intuito de desviar a atenção. Em um país de quinhentos anos de manipulação, através da comunicação unilateral, isso não causa nenhuma surpresa.

Os políticos e gestores públicos sempre tem uma notícia boa guardada, para ser divulgada quando algum boato estiver circulando nas mídias de massa ou internet.

O déficit na balança comercial, poderia assustar muita gente, afinal, são 47,5 bilhões de dólares em importações, a mais que as exportações. Esse tipo de descaso, provocado pelo dólar barato, faz a alegria de países como os EUA, ou Japão, o Japão, inclusive, é um dos maiores responsáveis pelo rombo na balança comercial.

O Brasil, como país emergente, é um dos maiores importadores de automóveis do Japão, mas o que o Brasil poderia vender para o Japão? – Absolutamente nada. Além de nossa logística ser péssima, alimentos ou matéria prima, como minérios,  ou encarecem demais pela distância, ou segue sem nenhum valor agregado, ou seja, não é industrializado.

Pior do que isso, só a lembrança daquele escândalo, onde o Brasil estava importando lixo da Europa, através de um “laranja” brasileiro.

O déficit na balança não apareceu muito, já que o IDE – Investimento Estrangeiro Direto – brasileiro atingiu a marca recorde de 48,4 bilhões, um perigo, considerando-se a entrada de capital especulativo, aquele tipo de investimento que vem e vai fácil.

No ano de 2.009, o Brasil teve uma queda na captação de recursos estrangeiros, atingindo a marca 22,8 bilhões de dólares, contra 45,1 bilhões de dólares em 2.008, uma marca histórica. Mesmo com essa queda, o Brasil foi o país que mais recebeu investimento externo, o dobro do México, segundo colocado daquele ano.

Nesse relatório de 2.010, o Brasil voltou a bater recorde, atingindo a marca histórica de 48,4 bilhões, o que cobriu o rombo do déficit da balança comercial, que foi de 47,5 bilhões.

Esse saldo negativo da balança, é o pior desde 1.988, quando a balança apresentou um déficit de 33,4 bilhões.

A notícia boa é que os investimentos externos estão aumentando,  com o país sendo considerado um dos melhores para se investir – Deve ser mesmo, só o Panamericano, recebeu 4,5 bilhões, para se salvar da falência. Assim, não há empresa que vá à falência no país, abra já a sua.

Veja a comparação dos investimentos externos diretos, com os respectivos déficits da balança comercial:

2.007     34,6 bilhões de IDE     –

2.008     45,1 invest. extern     28,19 bilhões de déficit

2.009     22,8 invest. extern     24,3 bilhões  de déficit

2.010     48,4 invest. extern     47,5 bilhões  de déficit

Resumindo: A burguesia começou a investir no exterior, ao invés de investir no próprio país, mostrando uma insensatez terrível. Lembrando que em um país como o Japão, as regiões metropolitanas brasileiras não despertam nenhum interesse – e isso foi dito por um paulista no Japão – onde a região mais cobiçada, para turismo, sempre foi a amazônia.

A Lista dos países mais ricos, PIB, contrasta com a lista dos melhores países para se viver, IDH, onde a Dinamarca é insuperável.

Quanto a lista dos melhores países para se fazer negócio, só é verificado os fatores legais. Os fatores ilegais, responsáveis pelo sucesso de uma empresa no Brasil, não é registrado.

Os impostos são fatores importantes nessa análise, isso se todas as empresas pagassem o bendito imposto, o que seria quase impossível. Empresários compram sem nota, vendem sem nota, enfim, não é à toa que as vendas diretas crescem tanto no país.

Verifiquei no “Doing Business 2.011”  que a estrutura das bolsas também é muito importante. A pergunta é: “Com especulação, ou sem especulação” – Nós já vimos o que aconteu nos Estados Unidos, um dos países mais bem colocados nessa lista, sendo considerado um dos melhores países para se fazer negócio.

Em 2.010, foi divulgada uma lista com os melhores países para fazer negócios, onde:

01 – Cingapura

02 – Hong Kong

03 – Nova Zelândia

04 – Reino Unido

05 – Estados Unidos

Na última posição ficava Chade, enquanto o Brasil ficava entre os 124 países, quase no fim da fila.

Em 2.011, uma lista publicada pela Forbes:
1º. Dinamarca

2º. Hong Kong

3º. Nova Zelândia

4º. Canadá

5º. Cingapura

6º. Irlanda

62º. Brasil

Ainda segundo a Forbes, Portugal está em vigésimo quarto e a Espanha em trigésimo terceiro.

Com a oitava maior economia do mundo, sustentada principalmente por financiamentos obscuros, subornos, corrupção política, salário de fome e uma sociedade elitizada, o Brasil ficou no fim da lista, elaborada pelo Banco Mundial.

1º. Cingapura

2º. Hong Kong

3º. Nova Zelândia

4º. Reino Unido

5º. Estados Unidos

6º. Dinamarca

7º. Canadá

8º. Noruega

9º. Irlanda

10º. Austrália

127º. Brasil

com tantas listas assim, é impossível não se tirar uma conclusão.

Textos complementares:

https://icommercepage.wordpress.com/2010/11/08/os-melhores-paises-para-se-viver-segundo-o-idh-2-010/

https://icommercepage.wordpress.com/2010/12/12/os-paises-mais-ricos-das-americas/

By Jânio

janeiro 29, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , , , | 19 Comentários

Os homens mais ricos do Brasil e Portugal

má distribuição de renda

O homem mais rico

Há duas avaliações segundo as quais estão relacionadas as pessoas mais ricas do mundo, a mais famosa delas, certamente, é a lista anual da Forbes, onde os homens mais ricos do mundo podem ser conferidos todos os anos, uma lista que desperta a curiosidade do mundo inteiro.

A lista da Forbes não é a única, na realidade a Forbes é, digamos assim, a lista oficial dos homens mais ricos do mundo, ao contrário de outras listas, especializadas em negócios e mercado financeiro, por exemplo.

O famoso corrupto brasileiro, cujo processo só terminará quando terminar a sua fortuna, já figurou em uma lista dos homens mais ricos do mundo, Daniel Dantas. A lista era informal, não declarada, resultado de análises em suas aplicações e movimentações pelo mundo afora, se eu não me engano era da Financial Times.

A lista da Forbes, pode se dizer que é uma lista amadora, sem a consultoria do Clube de Bilderberg, brincadeira, os homens que controlam o mundo. Fica claro que, por mais que se evoluam os controles financeiros, sempre haverá  novas formas de evasão legal de divisas, criadas pelos próprios legisladores, para um grupo seleto.

Relacionamos a seguir a lista da Forbes, uma lista que não é tão difícil de criar, visto que essa lista é baseada em bens declarados, valores estimados de empresas desses homens que são, formalmente, os homens mais ricos do mundo. Entre eles pode-se verificar a presença de portugueses e a aparição inédita de um brasileiro no topo.

Essa lista foi publicada em 10 de março de 2010, são 1.011 pessoas com mais de 1 bilhão de dólares.

A lista mostra como é grande a desigualdade de riquezas em países como o Brasil, mas há países em piores situação. Se bem que segundo o Edu, em ambiente de negócios o Brasil está no fundo do poço.

Assim fica ainda mais suspeita a presença do Senhor Eike Batista na elite, encabeçada pelo Mexicano Carlos Slim, olha aí, não falei. A desigualdade  no México deve estar muito pior que no Brasil.

1 –  Carlos Slim Helú  México   – 70 anos  –  53.5 bilhões –  México

2 –  Bill Gates          Estados Unidos –  54 anos –   53.0 bilhões –  Estados Unidos

3 –  Warren Buffett –  Estados Unidos – 79 anos –   47.0 bilhões –  Estados Unidos

4 –  Mukesh Ambani – Iémen/Nasc – 52 anos –   29.0 bilhões –  Índia

5 –  Lakshmi Mitta  –  Índia  –         59 anos –   28.7 bilhões –  Índia

6 –  Larry Ellison –  Estados Unidos – 65 anos –   28.0 bilhõe s  –  Estados Unidos

7 –  Bernard Arnault –  França  –       61 anos  –   27.5 bilhões –  França

8 –  Eike Batista –  Brasil  –       52 anos  –   27.0 bilhões –  Brasil

9 –  Amancio Ortega –  Espanha – 74 anos –   25.0 bilhões –  Espanha

10 – Karl Albrecht  – Alemanha – 90 anos  –  23.5 bilhões –  Alemanha

Os brasileiros e portugueses mais bem colocados (os restantes dez mais bem colocados)

48   – Jorge Paulo Lemann   –        Brasil  –   70 anos – 11.5 bilhões –  Brasil

64   – Joseph Safra –                  Brasil –   71 anos – 7.0  bilhões –  Brasil

136  – Dorothéa Steinbruch e família –  Brasil    –         5.5  bilhões –     Brasil

152  – Marcel Herrmann Telles –          Brasil –   60 anos –       5.1  bilhões –  Brasil

176 – Carlos Alberto Sicupira –          Brasil  –  61 anos –  4.5  bilhões –  Brasil

201 – Aloysio de Andrade Faria –  Brasil  –  89 anos – 4.2  bilhões –  Brasil

212 – Américo Amorim –                  Portugal – 75 anos –      4.0  bilhões –  Portugal

316 – Abílio dos Santos Diniz  –         Brasil  –  73 anos – 3.0 –  bilhões –  Brasil

316 – Antônio Ermírio de Moraes famíl –  Brasil  –  81 anos –  3.0  bilhões – Brasil

655 – Belmiro de Azevedo –          Portugal  – 72 anos – 1.5  bilhão –  Portugal

ONDE ESTÃO OS RICOS

Estados Unidos da América – 374

Alemanha – 56

Índia – 55

Rússia – 53

China – 46

Reino Unido – 34

Japão – 30

Turquia – 25

Canadá – 23

Brasil – 21

França – 14

Itália – 14

Arábia Saudita – 13

Austrália – 12

México – 10

Espanha – 10

Romênia – 10

Malásia – 9

Israel – 9

Suécia – 8

Suíça – 8

Cazaquistão – 7

Emirados Árabes Unidos – 5

Filipinas – 4

Holanda – 4

Polônia – 4

Irlanda – 4

Noruega – 4

Chile – 4

Venezuela – 3

Nova Zelândia – 3

Dinamarca – 3

Ucrânia – 3

Áustria – 3

África do Sul – 3

Egito – 2

Quênia – 2

Indonésia – 2

Irã – 2

Bélgica – 2

Finlândia – 2

Islândia – 2

Hungria – 2

Colômbia – 2

Portugal – 2

Etiópia – 1

Grécia – 1

República Tcheca – 1

Malta – 1

Mônaco – 1

Sérvia – 1

Argentina – 1
Eike Fuhrken Batista – (Governador Valadares, 3 de novembro de 1956) é um empresário e engenheiro metalúrgico brasileiro, que atua em várias áreas, com destaque para o setores de mineração e petróleo. Taxado de aventureiro, megalomaníaco, exibicionista, aventureiro e agressivo, pelos especialistas do setor financeiro, ele é o primeiro bilionário da fase de capital nacional, antes todo o dinheiro ia para os paraísos fiscais.

Muitos bilionários informais brasileiros ainda tem suas fortunas, não declaradas, perdidas em paraísos fiscais. Apesar de terem criado, recentemente, uma ilha artificial em forma de banco, a única vantagem é a sonegação de impostos, fora isso, todo o sistema financeiro mundial encontra-se rastreado, em parceria com as maiores polícias do mundo.

Depois do atentado de 11 de setembro de 2.001, os bilionários perderam sua força, assim, os políticos retornaram ao poder, mostrando quem é que manda. A esperança dos Bilionários informais, é que, um dia, o rastreamento diminua e possam fazer  o que bem quiserem com o dinheiro ilegal; como isso é pouco provável com as novas tecnologias, o único consolo é que suas futuras gerações não passaram fome durante centenas de anos.

Caso a movimentação seja acima do normal, seus descendentes serão condenados ou, pior, perderão todo o dinheiro para seus respectivos governos.

Reparem que todos os novos  bilionários investem em seus próprios países – Motivo? – impostos, o que dá a Eike Batista uma grande vantagem no setor onde ele domina, não há nenhum investidor disposto a transferir sua fortuna para o Brasil, a não ser no caso das ações, títulos do governo, etc.

By Jânio

março 26, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , | 25 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: