Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Guerras de audiencia

Publicado em 20 de abr de 2017

En este episodio de Keiser Report, Max Keiser y Stacy Herbert hablan de la guerras de audiencias en las que anda metida la presentadora Rachel Maddow y cómo estas llevan a su programa a dedicar más tiempo a Rusia que a todos los demás temas juntos. En la segunda parte, Max entrevista a Reggie Middleton, de BoomBustBlog.com, sobre la oferta pública de moneda, el mercado inmobiliario y el balance general de la Reserva Federal.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

abril 20, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

EE.UU. y Corea del Norte, ¿al borde de la guerra?

abril 19, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

EEUU al borde del desastre

abril 17, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

EE.UU. acaba de declararle la guerra al Gobierno sirio

abril 9, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Frentes de guerra

março 23, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Una ‘trampa de deuda’ que puede desencadenar la Tercera Guerra Mundial

fevereiro 12, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Cuatro alimentos que volvieron a la mesa de los venezolanos

boicote elitista

Guerra Econômica

En tiempos de guerra económica varias son las costumbres que los venezolanos han debido modificar y buena parte de ellas están relacionadas con la alimentación.

La escasez, el acaparamiento o el aumento artificial de precios lleva a los consumidores a buscar “otros productos como sustitutivos”, dice un reporte de la BBC. Se trata de alimentos “más baratos y algunos, más saludables”.

En particular son cuatro los alimentos que han ayudado, a muchos, a capotear la crisis: yuca, auyama (calabaza), sardina y mortadela.

Los venezolanos ahora optan por comprar “vegetales olvidados y alimentos que eran vistos como comida de pobre” y que hoy regresan a las mesas “no solo por su precio, sino por su sabor (…) Hasta McDonald’s sustituyó las papas fritas por la yuca en sus menús en Venezuela”, detalla el reporte.

No puede faltar en la mesas de los venezolanos la arepa (el alimento más popular de la nación): originalmente elaborada a base de harina de maíz, ahora también pueden encontrarse de yuca, papa, batata o plátano.

Las sardinas, consideradas una “fuente de proteína barata y saludable”, se erige en otro alimento que vuelve a los platos diarios del país.

El texto también identifica a la mortadela como otra de las fuentes de proteínas más cercana a los bolsillos de los compradores. Se usa frecuentemente como relleno de la arepa o el pan.

La nota de la BBC cita un comprador de este pequeño pescado que confesó que hasta hace poco no se habría imaginado en adquirirlo: “¿Comer sardina nosotros? ¡Era comida de pobre! Pero es barata y es un gran alimento”.

Para Marcel Márquez, un DJ venezolano conocido como ‘AfroRaizz Hi-fi'”, referirse a las sardinas como comida para pobres “es bien balurdo” (Un venezolanismo que traduce ridículo, falto de gusto o fuera de onda). Receurda que la sardina es un alimento bastante “cotizado en Europa, por ejemplo”. “Cuando la gente pide ‘fish and chips’ en Londres, ese ‘fish’ a veces es sardina”.

Sobre su experiencia particular con este alimento en tiempos de guerra económica el DJ aseguró a RT que la sardina ha sido vital: “Yo estoy mejor alimentado ahora con el calcio de la sardina y la fibra de la yuca que con el trigo del pan”.

Además, señala que desde que el gobierno de Hugo Chávez prohibió la pesca de arrastre, ahora las sardinas que se consiguen en los mercados son más grandes.

El también conocido como ‘padre de la semilla’, el venezolano Walterio Lanz explicó a RT que en Venezuela desde la llegada de las empresas petroleras estadounidenses, la auyama ha sido víctima de una especie de campaña de satanización.

“A pesar de su alto valor nutricional, por muchos años la auyama fue calificada como ‘alimento para cerdos’; no en vano, los agricultores estadounidenses que cultivan alimentos transgénicos la llaman despectivamente ‘pig weed’ (maleza de cerdo)”.

Con todo, en medio de la guerra económica, Lanz estima que la auyama “le ha salvado la vida a muchas familias pobres“. En zonas urbanas y rurales la auyama ha retomado espacios para la producción, “porque es muy fácil producirla. Uno lanza unas semillas a la tierra y prácticamente crecen solas o con muy poca intervención”.

Quizá lo más importante ocurrido en esta etapa del país, estima Walterio Lanz, “es que los venezolanos volvimos a sembrar y a poner atención sobre lo que estamos comiendo”.

Ernesto J. Navarro

RT-TV

dezembro 18, 2016 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Mujeres kurdas: en guerra contra el ISIS

dezembro 18, 2016 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Lula da Silva a Oliver Stone: “Hay una guerra en Brasil”

El expresidente de Brasil se entrevistó con el cineasta estadounidense y aseguró que existe una conjura para evitar que se presente a las elecciones de 2018.

El expresidente brasileño Luiz Inacio Lula da Silva durante un encuentro en Santo André, Sao Paulo, Brasil, 15 de agosto de 2016

El expresidente brasileño Luiz Inacio Lula da Silva durante un encuentro en Santo André, Sao Paulo, Brasil, 15 de agosto de 2016Paulo WhitakerReuters
El expresidente de Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, concedió una entrevista al cineasta estadounidense Oliver Stone en la que aseguró que en su país se está viviendo “una guerra” contra el sistema democrático. El video de la entrevista fue divulgada en Brasil por el sitio Nocaute.

A manera de denuncia, Lula declaró: “Hay una guerra en Brasil, estamos frente a un proceso violento contra la democracia. Han construido una teoría mentirosa para justificar la salida de Dilma y la criminalización del PT (..) Hay una coordinación perfecta entre la prensa, la policía federal y el ministerio público para construir mentiras”.

Sobre las acusaciones que lo vinculan con la red de corrupción en torno a la estatal Petrobras, Lula Da Silva dijo que “están trabajando para evitar que yo pueda participar en las elecciones de 2018. No tendría sentido que me permitieran volver a la presidencia dos años después del golpe parlamentario”.

Persecución judicial

Oliver Stone, director de películas ‘Nacido el 4 de Julio’, ‘Platoon’, ‘JFK’ y documentales como ‘Al Sur de la frontera’, preguntó a Lula sobre sus posibilidades en las próximas elecciones presidenciales dado que, aún sin estar en campaña, las encuestas le dan la victoria en la primera vuelta, según un despacho de la agencia Telam.

El director de cine Oliver Stone durante una conferencia de prensa para promocionar la película 'Snowden', Toronto, Canadá, 10 de septiembre de 2016

El director de cine Oliver Stone durante una conferencia de prensa para promocionar la película ‘Snowden’, Toronto, Canadá, 10 de septiembre de 2016Fred ThornhillReuters

Al respecto de esto, el expresidente respondió: “dado que ellos no pueden impedir la decisión electoral del pueblo, están intentando apartarme a través del poder judicial, atribuyéndome cosas absurdas que no son creíbles ni para un niño pequeño”.

Por todo ello, Lula presentó una queja ante la Organización de las Naciones Unidas denunciando la violación de su derecho a la defensa y la parcialidad del magistrado que lo acusa. La denuncia, que cuenta con el apoyo del movimiento sindical internacional, ya fue aceptada por el Comité de Derechos Humanos de ONU, ente que “aceptó analizar el tema”.

No regulamos los medios

Lula declaró a Stone que no tiene “aliados en los medios”, que gobernó de “forma republicana” y que cuando llegó al poder, por ejemplo, “la red Globo estaba casi quebrada y nosotros ayudamos a salvarla… y después cometimos el error de no regular los medios”.

Para ejemplificar la actitud hostil de la gran prensa brasileña indicó que “de marzo a agosto, el principal canal, Globo, dedicó 14 horas en su noticiero más visto a informaciones negativas en contra mí. Ahora Globo y Netflix están trabajando sobre un documental sobre la operación ‘Lava Jato‘. Si fuera por Globo, yo sería un Pablo Escobar“.

Ernesto J. Navarro

RT-TV

novembro 17, 2016 Posted by | Espanhol | , , , , | Deixe um comentário

Retomada de Mosul ao vivo

outubro 22, 2016 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Top cinquenta maiores audiências da TV

Moisésoises

1º Totalmente Demais / Haja Coração 31,88
2º SPTV 2a Edição 30,37
3º Êta Mundo Bom 28,03
4º Velho Chico 27,65
5º Jornal Nacional 27,40
6º Futebol QUA/DOM 23,96
7º Globo Repórter 22,80
8º Mister Brau 20,28
9º Chapa Quente 20,08
10º Tela Quente 19,54
11º Fantástico 18,68
12º Malhação 18,68
13º Plantão Globo – VES 18,20
14º Futebol – Amistoso 18,20
15º Zorra 17,93
16º Liberdade, Liberdade 17,57
17º Domingão do Faustão 16,56
18º UFC Combate 16,10
19º Profissão: Repórter 15,10
20º Os Dez Mandamentos 15,02
21º Liga dos Campeões 14,87
22º Vale a Pena Ver De Novo 14,38
23º Escrava Mãe 13,90 (apenas um capítulo)
24º Caldeirão do Huck 13,45
25º Domingo Espetacular 13,32 ( Caso Ana Hickmann)
26º Temperatura Máxima 13,22
27º SPTV 1a Edição 12,73
28º Jornal Hoje 12,15
29º Altas Horas 11,83
30º Globo Esporte 11,53
31º Sessão da Tarde 11,03
32º Sessão Comédia 11,00
33º Programa Silvio Santos 10,78 (recorde anual)
34º Carrossel 10,75
35º Cúmplices de Um Resgate 10,55
36º Gugu 10,45
37º Domingo Maior 10,38
38º Bom Dia Brasil 10,36
39º Hora do Faro 10,30
40º Estrelas 10,23
41º SuperStar 10,16
42º Jornal da Record 10,05
43º Vídeo Show 9,98
44º Jornal da Globo 9,67
45º Power Couple 9,62 (recorde mensal)
46º Roda a Roda Jequiti 9,60
47º A Praça é Nossa 9,45
48º Fórmula 1 9,27
49º Bom Dia São Paulo 9,21
50º Troféu Imprensa 9,20

Fonte: http://otvfoco.com.br/globo-perde-forca-e-tem-apenas-37-atracoes-entre-as-50-mais-vistas-da-tv/#ixzz4AZVHZ4Bx

junho 4, 2016 Posted by | televisão | , , | Deixe um comentário

Vídeo dos pilotos russos sendo assassinados

vídeos da guerra Síria

Assassinato de Pilotos

Depois de derrubar um avião russo, a Turquia demonstra falta de habilidade em políticas internacionais e coloca o futuro da humanidade por um fio. naturalmente, o futuro da humanidade depende de agora de Putim, um homem conhecido por ser linha dura na política, mas que tem chamado a atenção do mundo pela sua estratégia, deixando a segunda maior economia do mundo, a China, como coadjuvante da parceria Rússia-China.

Depois de derrubar o avião russo, a Turquia não só confessou o erro, como tentou justificá-lo, envolvendo até os EUA nas trapalhadas que foram, inclusive, filmadas.

Num ano em que a Índia desponta como a economia que mais cresce, seguido da China, a Rússia havia chamado a própria Índia para participar do combate contra os terroristas. Esse status foi oferecido para um país que luta por uma cadeira no conselho de segurança da ONU e que tem interesse em acabar com o conflito. O conflito, aliás, é de interesse das indústrias bélicas e são essas indústrias que conspiram por toda parte na intensão de começar uma guerra e realizar negócios bilionários. O avião de passageiros da Rússia, derrubado no Egito, e os ataques de Paris, não são novidades na história universal das guerras.

Por outro lado, se Putin for esperto, evitará a guerra e poupará a China dessa desventura econômica, já que o país teria a economia mais afetada por uma possível guerra mundial.

Por outro lado, a Rússia poderá responder aos boicotes impostos unilateralmente pelos EUA, vetando as exportações de matérias-primas para a Europa, o que desencadearia um verdadeiro caos naquela região. Só para se ter uma ideia, só o corte de suprimento de gás já seria suficiente para quebrar a economia europeia.

Naturalmente, a Rússia não tem interesse em guerra contra toda a Europa, por isso, o boicote seria provisório e afetaria mais os países que estão boicotando a Rússia.

Esquecendo as suposições e falando em fatos reais, vamos listar os vídeos da RT-TV que falam mais que um milhão de palavras:

Primeiro vídeo

Segundo vídeo

Vamos agora a reação russa depois de ter seu avião abatido:

01) Gazprom interrompe fornecimento de gás para Ucrânia

A interrupção do fornecimento ocorreu por falta de pagamento, situação que já vinha se prolongando desde o incidente na Crimeia, quando a região foi anexada à Rússia.

02) Por que a Turquia derrubou avião russo?

Ao derrubar avião russo sem aviso prévio e prestar contas para a OTAN ao invés de procurar a Rússia, a Turquia se posicionou em favor dos terroristas, já que a Rússia deixou bem claro quem não tinha interesse em conflitos com a Turquia, inclusive foi uma surpresa o ataque aéreo.

Veja o video

Opinião de Putin video

Ministro de relações exteriores da Rússia

Como surgiu o EI

A relação entre Síria e Iraque

História completa do Estado Islâmico

03) 18 caças turcos patrulham fronteira com a Síria

Além dos caças, 20 tanques estarão cobrindo as fronteiras, apesar de a Rússia afirmar que a Turquia está encobrindo o roubo de petróleo feito pelo Estado Islâmico, e isso seria o motivo de a própria OTAN encobrir o ataque turco.

04) Ataque ao Su-24 enfurece os gregos

Segundo os gregos a Turquia viola seu espaço aéreo com muita frequência e nem por isso eles tem reagido.

05) Tesouro americano sanciona empresas russas

A causa das sanções seriam supostas ligações com o comércio de petróleo ilegal do Estado Islâmico, o mesma denúncia que a Rússia fazia em relação as empresas americanas – muito estranho isso. Parece uma inversão da realidade, uma típica tática da direita, afinal, não foi a Rússia que invadiu o Iraque, Afeganistão, Paquistão….

06) Ataque turco poderá dar início a uma grave crise crise

Veja os números:

Turismo a partir da Rússia – 30 bilhões

Usina nuclear – 20 bilhões

Comércio bilateral – 30 bilhões 2.014, com previsão de 100 bilhões para esse ano – parece que alguém tinha interesse nessa crise e fim da relação comercial.

By Jânio

Sociedade secreta mão negra

Quanto custa uma guerra mundial

Atividade que mais dá lucro no mundo

novembro 26, 2015 Posted by | Internacional | , , , , | 1 Comentário

Anonymous declara guerra ao Estado Islâmico

A guerra dos piratas

Anonymous X EI

O grupo ‘hacktivista’ Anonymous publicou uma série de guias para atrair voluntários, como parte de sua “guerra cibernética” contra o movimento jihadista Estado Islâmico. Os Guias em  três níveis ajudam a identificar e invadir sites e contas de redes sociais dos terroristas.

Após os ataques terroristas perpetrados em Paris em 13 de novembro, que mataram 129 pessoas, o grupo Anonymous declarou “guerra total” ao Estado Islâmico no âmbito da qual produziu três guias com instruções fáceis de entender para ajudar voluntários a invadir contas de redes sociais dos jihadistas, segundo  relata o ‘The International Business Times.

Guia para Iniciantes

Este guia (Noob Guide, em inglês) oferece algumas dicas para os novatos com informações sobre a linguagem de marcação HTML e até mesmo algumas linguagens de programação, como Python, por exemplo. O guia também recomenda o uso do sistema operacional Linux, acrescentando dicas e informações sobre a proteção do anonimato.

O grupo também dá aos usuários uma lista de ferramentas de ataque cibernético que as pessoas podem usar sem ter muito conhecimento de programação ou informática. A lista inclui ferramentas para realizar ataque de negação de serviço (DoS por sua sigla em Inglês), hackear senhas e examinar sites para encontrar suas vulnerabilidades.

Guia repórter

A segunda guia criada pelo Anonymous é a chamada guia repórter ( Reporter Guide, em Inglês) que explica em termos simples como iniciar um bot [aplicação de software que executa tarefas automatizadas através da Internet] contra uma série de endereços de contas de Twitter “. Também contém uma lista de mais de 5.000 contas de Twitter consideradas  os “principais alvos “.

No entanto, os “hacktivistas” advertem que o software não funciona com o sistema operacional Mac OS X e aqueles que utilizam o Windows precisarão baixar Python.

Guia de Buscas (Search Engine Guide)

Finalmente, os “hacktivistas” publicaram o guia de buscas (Guide Searcher, em Inglês), que tem como objectivo ajudar aqueles que procuram identificar os sites relacionados a terroristas. No entanto, o Anonymous está pedindo às pessoas para informá-lo sobre esses sites, em vez de atacar individualmente.

Reportagem exclusiva

Fonte: RT-TV

Sobre o Anonymous

Anonymous invadem site do governo

Anonymous atacam inteligência americana

Anônymous atacam site do exército

Anônymous revelam senadores da Ku klux klan

História do Estado Islâmico

Como surgiu o Estado Islâmico

O grande segredo do Estado Islâmico

Os maiores grupos terroristas do mundo

Guerra da Rússia ao Estado Islâmico

 

novembro 20, 2015 Posted by | Internacional, segurança | , , , | Deixe um comentário

Guerra da Rússia contra o Estado Islâmico

Presidente da Rússia

Presidente da Rússia

A Força Aérea da Rússia lançou ataques aéreos sobre as posições dos terroristas do Estado Islâmico (EI) na Síria, de acordo com o Ministério da Defesa russo. A medida foi adotada depois de um pedido do presidente sírio, Bashar al Assad.

17:40 GMT O Ministério da Defesa russo lançou o primeiro vídeo de como se desenvolve a operação aérea russa na Síria, dirigida contra as posições do Estado Islâmico.

17:35 GMT Os aviões russos na Síria realizaram cerca de 20 voos, durante o qual eles conseguiram destruir completamente os postos de comandos dos jihadistas nas montanhas.

17:20 GMT Os aviões russos na Síria realizaram cerca de 20 voos, durante o qual  conseguiram destruir completamente os postos de comandos dos jihadistas nas montanhas, segundo o Ministério da Defesa russo, citado pela RIA Novosti.

16:43 GMT O Ministério das Relações Exteriores russo negou que aviões russos tenham feito vítimas entre a população civil na Síria, durante ataque da quarta-feira em áreas dominadas pelo Estado islâmico.

16:20 GMT “Os Estados Unidos apoiam os esforços sinceros para combater o Estado islâmico. Se as ações da Rússia tem esse objetivo, estamos dispostos a aplaudir este passo”, disse o secretário norte-americano John Kerry, durante o seu discurso no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

16:05 GMT França apoia os ataques aéreos russos à Síria, se estes são dirigidos contra membros do Estado Islâmico, disse o ministro das Relações Exteriores francês, Laurent Fabius, em um comunicado.

14:52 GMT O ministro do Exterior russo  propôs  incluir o Estado islâmico, bem como outras organizações na lista de sanções anti-terrorismo do Conselho de Segurança da ONU.“Interromper o fluxo financeiro do Estado Islâmico  é a chave para derrotar o terrorismo”, explicou.

14:49 GMT “A euforia de alguns países pela primavera árabe foi substituído pelo medo das obscuras guerras religiosas e da ameaça do terrorismo”, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, em seu discurso ao Conselho de Segurança da ONU.

14:20 GMT aviões norte-americanos continuam sobrevoando o território da Síria apesar da advertência Rússia para deixar o espaço aéreo livre.

14:16 GMT Rússia vai realizar ataques preventivos contra terroristas, anunciou Vladimir Putin.

“A Rússia quer reunir todos os países interessados ​​na luta contra o terrorismo e pede-lhes para se juntar ao trabalho do centro de informações em Bagdá”, disse Putin.

14:06 GMT O Ministério da Defesa russo  confirmou que sua força aérea já começou a realizar ataques de precisão contra alvos do estado islâmico na Síria.

14:03 GMT Moscou informou a Embaixada dos Estados Unidos, em Bagdá, do uso da Força Aérea da Rússia na Síria, disse um funcionário do Pentágono segundo a RIA Novosti.

14:02 GMT O Centro de Informações, no Iraque, irá controlar os ataques aéreos  contra as posições do Estado islâmico, disse Riad Haddad,  embaixador da Síria em Moscou.

“A coalizão dos Estados Unidos e seus aliados não deu nenhum resultado. O território geográfico do Estado islâmico está se expandindo,controlou e continua controlando mais e mais cidades e vilas.”

14:02 GMT O Conselho do Atlântico (autoridade suprema NATO) está  acompanhando a operação militar russa na Síria e “vai continuar”, disse um funcionário do serviço de imprensa da OTAN.

14:02 GMT fontes norte-americanas dizem que a Rússia já começou a operação militar contra os membros do Estado islâmico na Síria. Um alto funcionário disse à CNN, em condição de anonimato que a Rússia informou os EUA 60 minutos antes do início das operações.

Vídeo do primeiro ataque russo contra o Estado Islâmico.

Fonte: RT-TV 

Artigos relacionados

setembro 30, 2015 Posted by | Internacional | , , , | 3 Comentários

A queda do império da Rede Globo

monopólio da informação

Mídias de Massa

Primeiro foi a novela “Império”, depois foi a novela “Babilônia” e, finalmente, a Globo descobriu que não pode mais ditar “A Regra do Jogo”. Se a aristocracia brasileira estava acostumada com os ares europeus, descobriu que o país mais roubado do mundo continua o mesmo. O curioso é que Sílvio de Abreu costumava dizer que novela não apresenta conteúdo sério e inteligente, novela é apenas entretenimento –

“Se você procura algo sério, leia um livro” – dizia Abreu. Só se esqueceram de falar para ele que polêmica é para pessoas inteligentes e, não, não é popular, aliás nunca foi popular em países subdesenvolvidos. Polêmica no horário nobre constitui alto risco.

Isso quer dizer que discutir sexualidade, só depois das onze. E não basta esticar a novela das oito para as onze, isso não funciona. A novela das oito virou novela das nove e as pessoas aceitaram, aumentou a violência, as polêmicas, e ninguém notou que estava passando dos limites, quando descobriram já era tarde. Pelo menos Sílvio de Abreu parece ter conseguido o que queria, trazer a novela das sete para o horário nobre.

É verdade que em meio a esse processo, muita coisa aconteceu: A TV paga descobriu que tudo o que é popular deve começar de graça até alcançar o preço mercado; a mídia mais revolucionária desde a descoberta da escrita, a internet, acertou justamente no coração desse nosso sistema caótico, o entretenimento gratuito da TV e, como todos nós sabemos, tudo o que é gratuito tem um preço alto demais, até na internet eles procuram alguma forma de controlar, elitizar, cobrar e até roubar, mas é justamente na internet onde o sistema trava sua principal batalha.

Vamos relembrar o caso do Youtube, um sistema que se tornou popular com a desculpa de que era só para compartilhar conteúdo privado. A empresa foi comprada pela Google justamente quando iniciava a sua ascensão. Assim como as outras aquisições da Google, parecia que tudo ia dar certo, ou seja, a internet seria totalmente dominada pela Google, mas não foi isso o que aconteceu.

A Google foi processada várias vezes, mas manteve sua independência, deixando claro que a justiça depende do dinheiro que você tem no bolso, a mesma coisa que acontece com a Globo no Brasil, observadas as devidas proporções.

A maior vítima da Google, a princípio, foi a MTV, principalmente em países pobres como o Brasil. Depois de descobrir a força do dinheiro por aqui, a Google liberou espaço maior, suficiente para filmes high definition, agora eram os estúdios de Hollywood que passavam a pressionar o governo, inclusive invadindo a privacidade da burguesia, o que provocou uma reação no mundo inteiro.

É claro que isso afetou diretamente a Globo, já que a Globo achava que poderia comprar os direitos autorais e, em seguida, processar todo mundo. O Grupo Silvio Santos seguiu o mesmo caminho, com quatro bilhões e meio, fez uma parceria misteriosa com a telefônica e passou a aterrorizar a burguesia paulista que reagiu imediatamente, a população paulista promoveu um dos maiores boicotes telefônicos da história.

Durante os vinte e cinco anos do governo militar, a Globo monopolizou o mercado publicitário e reuniu as maiores celebridades do país em seu cast. A chegada dos partidos socialistas ao poder causou uma grande mudança, mas o governo ainda é um dos grandes promotores do governo, principalmente porque a Globo, assim como a maioria das grandes empresas brasileiras, não paga impostos. O poder é tão grande que a mulher que deveria ser responsável pelo processo de sonegação da Globo, queimou os papeis e assumiu o crime bilionário da queima dos papeis, sem que ninguém pudesse fazer nada contra
ela.

A TV aberta já não tem mais onde se apoiar, seu conteúdo está disponível na internet, principalmente para quem não tem tempo de assistir durante a semana. A TV paga poderia seguir o mesmo caminho, mas a internet só se interessa por conteúdos populares ou polêmicos, como o conteúdo da TV aberta, ou seja, a TV aberta vai provar do próprio remédio, ou veneno, quem viver verá.

A TV paga não concentra tanta audiência, portanto, não possui potencial para tanta polêmica, como é o caso da TV aberta, e a maior vítima ( ou culpada, dependendo do ponto de vista) é a Globo que sentiu um golpe da concorrência que não sentia há muito tempo. Pela primeira vez a Globo perdeu no horário nobre e teve de fugir da concorrência, a autora da façanha foi a novela bíblica “Os Dez Mandamentos”, novela que já começa a alavancar a programação restante da Rede Record.

A crise que parecia incomodar todas as emissoras, enganou pouca gente. Os três filhos da jararaca Roberto Marinho estão entre os mais ricos do mundo, o pastor Edir Macedo que diziam os fofoqueiros, gastara tudo na construção de uma obra faraônica, nem chorou para investir mais de 100 milhões em uma novela bíblica que entra para a história da televisão brasileira, além de tirar a rainha dos baixinhos da concorrente.

A Globo tem muita sorte de a Rede Record não colocar duas novelas bíblicas seguidas no novo horário das oito, já que a novela das oito mudou de Rede há muito tempo.

Mas nem tudo são flores na Record: Cada vez que o Sílvio Santos sente que vai perder o jogo, ele começa com seus projetos mirabolantes para enrolar a concorrência, como criar uma empresa conjunta para enfrentar a TV paga que seria a maior ameaça ao público idiota que gosta de TV aberta.

O conteúdo de entretenimento passou a ser globalizado, enquanto as agências de notícias manipulam as verdades mundiais: A Endemol é dona dos programas mais populares da TV mundial e, também, brasileira.

E parece que a Endemol não tem interesse em monopólio onde, teoricamente, a Globo seria absoluta, a Endemol distribui o conteúdo como na lista abaixo:
…apesar da Endemol ser controlada pela Mediaset, do grupo de Sílvio Berluscone.

Lista dos programas da Endemol:

01 – Big Brother – Globo

02 – Jogo Duro – Globo

03 – Hipertensão

04 – The Voice – Globo

05 – Fama – Globo

06 – Dança dos Famosos – Globo

07 – Circo do Faustão- Globo

08 – Maratona do Faustão – Globo

09 – Master Chef – Band

10 – Na Pressão – Band

11 – É o Amor – Band

12 – Busão do Brasil – Band

13 – Rola ou Enrola – SBT

14 – Um Milhão Na Mesa – SBT

15 – Um Contra Cem – SBT

16 – Passa ou Repassa – SBT

17 – Esse Artista Sou Eu – SBT

18 – Receita Pop – RedeTV

19 – Saturday Night live – RedeTV

20 – O Último Passageiro – RedeTV

21 – Extreme Makeover Social – Record

22 – Se Vira na Cozinha – Record

23 – Amazônia – Record

24 – Além do Peso – Record

25 – The Cake Show – Record

Vale observar que a Cuatro cabezas tem se revelado uma produtora menor, mais barato, mas extremamente rentável, apesar de produzir exclusivamente para a Band no Brasil.

O golpe final deve ser da GFK. Muito inteligente da parte dela atrasar, dando tempo para o IBOPE regularizar sua situação, revelando o caos na Globo, uma situação que enganou muita gente durante décadas, inclusive empresários, políticos, etc.

Só para terminar, as duas redes mais fortes e com maior fonte de renda, Globo e Record, também produzem o principal conteúdo do mercado nacional, as novelas, chave para o sucesso de uma TV no Brasil, as outras estão inseguras entre comprar pronto ou produzir. A Bandeirantes achou uma nova opção, trocar.

By Jânio

Você também pode gostar de:

Rede Globo – 50 anos

A história suja da Rede Globo

Caso raro na ditadura da Globo

Jornalismo sob encomenda

Vendedoras de sonhos e pesadelos

setembro 19, 2015 Posted by | televisão | , , , , , | 1 Comentário

Maiores ameaças para o mundo em dez anos

maiores ameaças

Ameaças do Futuro

Representantes de alto nível das empresas líderes do setor de defesa revelam as maiores ameaças que podem surgir nos próximos 10 anos, em um vídeo oferecido pela revista digital “NATO Review”, mídia oficial da OTAN.

Introduzir um novo produto de defesa no mercado leva até 10 anos. A situação atual não permite aos criadores de estratégias defensivas relaxar nem um só segundo – o que poderá ocorrer em um futuro próximo?

Várias ameaças, previstas pelos líderes ocidentais do setor, são apresentadas pela “NATO Review”, a revista digital oficial da OTAN, onde os especialistas analisam as principais questões relacionadas à defesa.

Em uma conferência de segurança em Istambul, que foi celebrada este mês, Jeff Kohler, vice-presidente de desenvolvimento de negócios internacionais, responsável pelos produtos e serviços de defesa da Boeing, admitiu que está muito preocupado com novas ameaças que possam comprometer os sistemas computacionais de voo e afirmou que os novos aviões necessitam de proteção contra ataques cibernéticos e, com o tempo, esta necessidade tende a crescer.

“Estamos muito preocupados com nossos aviões comerciais, porque eles se tornam cada vez mais digitais e eletrônicos. Já começamos a implantar a proteção cibernética no software de nossas aeronaves”, disse Kohler. Quando uma aeronave atinge as proximidades do aeroporto, começa a trocar muitas informações, por esta razão as empresas devem ser capazes de proteger o software da própria aeronave. “Então, há uma série de questões que surgem nesta conexão cibernética”, concluiu o vice-presidente.

A mesma opinião é compartilhada por Martin Hill, membro da equipe consultora da OTAN, que também está investigando os métodos para melhorar a segurança cibernética. “Cada dispositivo que temos depende das redes mundiais, cada transação que efetuamos é controlada por alguém”, disse o vice-presidente da empresa francesa do Grupo Thales. É a área em que devemos nos esforçar para evitar potenciais danos”, disse ele.

Vale ressaltar que as ameaças de uma guerra cibernética foram mencionadas por cada um dos seis entrevistados. No entanto, também foram citados outros fatores, como o meio ambiente, o problema da colonização do Ártico, comunicações militares e a eficácia de recursos bélicos limitados, entre outros.

Fonte: RT

Terceira guerra mundial virtual

Top sites contra espionagem

O cracker mais procurado pelo FBI

Eletrodomésticos com HI-FI

dezembro 29, 2013 Posted by | curiosidades | , , , , , | Deixe um comentário

Guerra mundial da Síria

a história se repete

Perigo de Guerra

Poder atacar o Irã, promover interesses próprios no Oriente Médio, lançar uma destruição generalizada na região e um desafio à Rússia, são os objetivos da intervenção internacional na Síria, segundo o analista Adrian Salbuchi.

“O que os EUA querem é chegar ao Irã, mas através de Damasco. Primeiro Damasco precisa cair para, então, concentrarem todo o fogo contra o Irã”, insiste Salbuchi.

As acusações contra o governo de Al Assad sobre o uso de gás mortal são absurdas, diz ele. “Nos EUA, há uma política de tolerância zero em relação aos estados verdadeiramente soberano que não se aliam com os americanos. Não há meio termo: ou se une aos EUA, ou estará contra eles”, diz o analista.

Ao mesmo tempo, adverte que uma ação militar na Síria pode levar a consequências totalmente imprevisíveis. “A Síria é um tradicional aliado russo, se a Síria cair, logo cairá também o Irã e o ataque se voltaria para a Rússia, com a qual estamos vivendo momentos muito perigosos. Eles estão brincando com fogo o descontrole desta situação poderia levar a um confronto entre as potências ocidentais e a Rússia e seus aliados de consequências absolutamente imprevisíveis”, argumenta.

A retórica bélica de países como EUA, Reino Unido, França, Turquia e Alemanha, em relação a Síria, aumentou nos últimos dias. Apesar das investigações da ONU não terem confirmado os ataques químicos durante o conflito sírio, supondo o uso de gases mortais pelas tropas do governo e insistem na necessidade de empreender uma ação militar na Síria, sem autorização das Nações Unidas, uma vez que a iniciativa exigiria aprovação por parte da Rússia e China no Conselho de Segurança, e ambos os estados são contra a intervenção internacional no país árabe.

Fonte: RT-TV

Quinze indícios de guerra na Síria

Clube de Bilderberg

Organizações secretas

Os pais das guerras

agosto 28, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , , , | 2 Comentários

X-47B – Assassino robótico

homem contra um robô

Máquina Assassina

Um grupo de ativistas pacifistas preparam uma campanha para evitar que se utilizem robôs autônomos em guerras, como o Pentágono já está planejando.

Robôs assassinos pairam sobre o nosso futuro se não tomarmos as medidas para proibi-los agora, adverte Jody Williams, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz de 1.997, que apoia a campanha. “Sei que podemos detê-los antes que cheguem ao campo de batalha”, diz Williams, conhecida por seu trabalho em favor da proibição de minas terrestres.

A partir da tecnologia dos drones, máquinas como essas poderiam ser desenvolvidas em cerca de dez anos, alerta Noel Sharkey, da Universidade inglesa de Sheffield. “Não é ficção, já estamos desenvolvendo”, acrescenta este especialista em robótica e inteligência artificial que planeja lançar a campanha “Stop Killer Robots” em abril de 2.013.

“Uma ala de pesquisas do Pentágono está trabalhando no avião não tripulado, X-47B, o primeiro drone capaz de cumprir, sem auxílio de controle remoto, missões previamente programadas em seu computador de bordo. Nos EUA já estão preparando mais operadores de aeronaves, buscando jovens que sejam bons com os jogos de computador”, diz Sharkey, citado pelo “The Guardian”.

Ainda que muita gente esteja entusiasmada com esta tecnologia, já que é uma indústria bilionária, não existem legislações para responsabilizar um robô por suas ações. Os humanos pensam nas consequências que podem ter seus atos, mas “se um robô erra, quem será o responsável”, pergunta Sharkey?

A ideia é que serão essa máquinas que buscarão os alvos e decidirão se destruirão ou não, mas os robôs mais avançados até o momento, tem dificuldade até para distinguir um carro de um ser humano, portanto, terá ainda mais dificuldade para diferenciar um menino com um pirulito na mão de um adulto com uma pistola, observa o especialista. Já vimos a incompetência no uso dos aviões não tripulados, onde os operadores cometem muitos erros e não são supervisionados adequadamente, analisa ele.

Sharkey também critica o argumento de que os robots autônomos permitiriam reduzir as baixas humanas. Admite que provavelmente não morreria nenhum soldado de uma das partes do conflito, já que as armas robóticas autônomas não se cansarão, nem buscarão vinganças pela morte de seu colega. Mas as vítimas da outra parte poderia ser ainda mais numerosa, já que, como uma máquina, não sentiriam compaixão, nem medo.

Fonte: RT-TV

Robô inseto

Exoesqueleto – Super-herói real

junho 14, 2013 Posted by | Cinema | , , , , , | Deixe um comentário

Conflito entre as Coréias

Ameaça Nuclear

Guerra das Coreias

A península coreana tem passado por situações de instabilidade política por mais de 60 anos, até chegar ao estágio atual. O conflito vem desde 1.945, quando a Segunda Guerra terminou.

Até 1.945, a Coréia era uma colônia do Japão. Depois da rendição do Japão, em 1.945, os aliados da Segunda Guerra Mundial dividiram a península coreana no paralelo 38, deixando as tropas soviéticas ao norte e as tropas americanas ao sul.

Em 1.948, a península coreana divide-se em duas entidades políticas: A República da Coreia (Coreia do Sul) e a República Democrática da Coreia (Coreia do Norte).

Os sistemas político-sociais opostos entre os países, capitalismo e comunismo, provocaram uma guerra que começou em 1.959. A Coréia do Sul foi apoiada pelos EUA, enquanto as forças armadas da China e URSS apoiavam a Coréia do Norte. Depois de intensos combates em 1953, ambos os estados assinaram um acordo de cessar-fogo, mesmo assim não foi um tratado de paz.

Segundo esse acordo entre as Coreias do Norte e do Sul, esses dois países foram divididos por uma linha estabelecida pelos militares em ambos os lados da zona desmilitarizada, com uma largura de 4 quilômetros.

Na década de 60 houve repetidos ataques e provocações armadas por ambos os estados, o que levou à morte de centenas de coreanos. No entanto, nas décadas posteriores, ambas as partes tomaram medidas para aliviar a tensão.

Em julho de 1.972 as coreias assinaram uma declaração conjunta que estabeleceu os princípios básicos da associação: por conta própria, sem depender de forças externas, e por meios pacíficos da “unidade nacional”.

Em 1.991, Coréia do Norte e Coréia do Sul assinaram o acordo de reconciliação de não agressão, cooperação e intercâmbio. Em 1.992 adotaram uma declaração conjunta sobre a desnuclearização da península coreana.

No período entre 2.000 e 2.007, em Pyongyang, celebraram duas cúpulas inter-coreanas onde assinaram a Declaração Conjunta do Norte e Sul, onde as duas partes anunciaram a sua intenção de buscar a reunificação “pelas forças da nação coreana”. Também foi acordado manter “relações de paz e prosperidade.”

No entanto, o diálogo político entre as duas coreias tem sido marcado pela instabilidade, onde as lutas de ambos os lados tem passado por momentos de menor ou maior tensão.

Em outubro de 2.006 e maio de 2.009, houve uma deterioração das relações, quando a Coréia do Norte realizou testes nucleares. As atividades da Coréia do Norte indignaram a comunidade internacional. Em resposta às ações de Pyongyang, o Conselho de Segurança adotou a resolução de 1.718 e 1.874, que exigiam que a Coréia do Norte parasse com as atividades nucleares e voltasse às negociações sobre a desnuclearização da península coreana.

Em 26 de março de 2.010, no Mar Amarelo, perto da fronteira com a Coréia do Norte, depois de uma forte explosão cuja causa é desconhecida, afundou a fragata militar sul-coreana Cheonan, 46 dos 104 marinheiros morreram.

Seul acusou Pyongyang de destruição do navio, a Coréia do Norte, por sua vez, disse que a infestigação foi forjada por Seul.

Em 23 de novembro de 2.010 na península coreana, perto da ilha de Yeonpyeong, Mar Amarelo, onde passa a linha de fronteira, disputada pelas duas Coreias, registrou-se o maior incidente armado da metade do século passado. Segundo relatos de Seul, a ilha foi submetida a fogo de artilharia vinda do norte. Neste combate morreram dois soldados sul-coreanos e 14 feridos.

Em 17 de dezembro de 2.011, morria o líder norte-coreano Kim Jong-il. Seu filho mais novo, Kim Jong-un, foi nomeado como seus sucessor.

Em 12 de fevereiro de 2.013 a tensão entre as Coreias chega ao auge,quando a Coréia do Norte realizou seu terceiro teste nuclear. Em resposta a esse desafio, em 7 de março, o Conselho de Segurança da ONU adotou a resolução 2094, com novas sanções.

Outra deterioração das relações entre Pyongyang e Seul ocorreu por causa dos exercícios militares conjuntos em grande escala na Coréia do Sul, com a presença dos EUA, em março de 2.013. Pyongyang considera tais exercícios militares como um ensaio geral para a guerra, na península coreana, ameaçando tomar medidas de represálias em caso de um ataque a seu território. Além disso, as autoridades norte-coreanas tem salientado que em caso de agressão, estão prontos para usar mísseis capazes de atingir bases dos EUA.

Em 5 de março, a Coréia do Norte pôs fim ao Armistício assinado em 1.953.

Em março declarou a renúncia unilateral de todos os acordos de não-agressão vigente entre Pyongyan e Seul, e anunciou o corte de linha de comunicação telefônica entre os dois países.

Em 26 de março, a Coréia do Norte declarou que está preparada para o combate e ameaçou bombardear Guam, Havaí e os EUA continental.

Em 27 de março, a Coréia do Norte decidiu interromper a linha militar direta com Seul. No mesmo dia, a Coréia do Norte enviou uma mensagem ao Conselho de Segurança da ONU, dizendo que a situação na península coreana está à beira de uma guerra nuclear.

Em 29 de Março, dois bombarderio B-2 da Força Aérea Americana, com capacidade para transportar bombas nucleares, fazem suas primeiras manobras militares na península coreana.

Em 30 de março, a Coréia do Norte anunciou que as relações na península coreana haviam entrado em estado de guerra e que decidiriam o caso com Seul sob as regras de guerra. O governo sul-coreano rapidamente respondeu a esta declaração Pyongiang, dizendo que “a declaração da Coréia do Norte não é uma ameaça nova, mas a continuação de ameaças provocativas”. Os EUA, Canadá e o resto do mundo, levaram a ameaça a sério.

Fonte: RT-TV

abril 1, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , | 1 Comentário

Satélites de guerra

Satélite de Guerra

Satélite de Guerra

USA-193, também conhecido como NRO launch 21 (NROL-21 ou simplesmente L-21), era um satélite militar americano de espionagem, lançado em 14 de dezembro de 2.006. foi o primeiro lançamento realizado pela Launch Alliance Unit de propriedade do National Recognize Oficce (Escritório Nacional de Reconhecimento – NRO).

O satélite apresentou problemas, logo após o seu lançamento e foi destruído, 14 meses depois, em 21 de fevereiro de 2.008, por um míssil de 9,5 milhões de dólares, SM-3, disparado do navio de guerra USS Lake Erie, ancorado a oeste do Havaí. O fato despertou a desconfiança crescente entre os EUA e a China, e foi visto por alguns como parte de uma corrida espacial mais ampla, envolvendo os EUA, China e Rússia.

O USA-193 era parte da NRO Future Imagery Architecture, que iniciou em 1997 para produzir uma frota de satélites de reconhecimento de baixo custo, mas tornou-se o mais espetacular fracasso da agência.

USA-193 foi inicialmente desenvolvido pela Boeing, que ganhou o contrato em 1.999, Lockheed Martin, com proposta inovadoras para electro-óticas e radar. Depois de alguns problemas, a NRO enviou o contrato para a Lockheed, que construiu o USA-193, em torno do projeto de radar da Boeng.

Depois de um lançamento bem sucedido, o satélite perdeu contato com a estação de controle e começou a sair de órbita, sendo observado com surpresa por anônimos. Teve de ser destruído depois.

Relatórios da Federal Emergency Management Agency (FEMA) indicaram que o satélite continha materiais perigosos a base de hidrazina e berílio, embora houvesse alguma especulação de que o satélite pudesse ter poder nuclear, ou seja, um gerador termoelétrico de radioisótopos, relatórios da FEMA indicaram o contrário.

Em 29 de janeiro de 2.008, o Associated Press publicou um artigo sobre a Força aérea dos EUA, dizendo que os planos de contingência haviam mantido partes intactas do satélite para poder voltar à área norte-americana.

As especulações foram desde os EUA destruírem o satélite para não cair em mãos de inimigos, até a possibilidade de uma catástrofe, caso caísse na Terra. Além disso, ainda se comentou que o satélite fosse uma resposta aos testes chineses de mísseis.

Não foi a primeira vez que os americanos destruíram um satélite, mas esse foi sem dúvida o mais escandaloso.

Fonte: Wikipedia

Operação Payback

Estrela da morte

EUA estão preparando o Armagedon

fevereiro 8, 2013 Posted by | segurança | , , , , , , , | 2 Comentários

EUA declaram guerra monetária à UE

Moeda Fraca

Moeda Fraca

O futuro chefe do Banco da Inglaterra, Mark Cartney, declarou que os bancos centrais deveriam estar preparados para tomar medidas agressivas para ajudar as economias nacionais a acelerar, relata o jornal “The Guardian”.

Os bancos tem “uma considerável flexibilidade” que supõe “o uso de medidas não convencionais”, disse Mark Cartney, no Forum Econômico Mundial, em Davos (suíça), referindo-se à possibilidade de uma desvalorização das moedas nacionais.

A crescente influência dos governos sobre os bancos centrais, significa uma politização da taxa de câmbio, advertiu anteriormente o chefe do Deutsche Bundesbank alemão, Jens Weidmann. Este fenômeno pode implicar outras ameaças a nível global, segundo alguns especialistas do setor.

“Desde os anos 2.007-2.008, quem está deliberadamente enfraquecendo a sua moeda nacional, em relação ao euro, é o EUA. A Europa até agora não respondeu com desvalorizações do euro, o que caracterizaria uma guerra monetária”. Assegura o presidente da Fundação de Pesquisas Sociais e Políticas (FISYP), Júlio César Gambina.

“Cada desvalorização significa uma deterioração da capacidade de compra dos trabalhadores no mercado interno. Desvalorizações, portanto, tem como beneficiários os principais exportadores, geralmente transnacionais privadas e, eventualmente, o Estado. E os grandes perdedores são a maioria da população de baixa renda”, diz Gambina.

Fonte: RT-TV

Comentário: Essa questão de desvalorização de moedas, política de taxa de câmbio, etc., é polêmica, cada um tem a sua própria opinião. É inevitável que outros elementos da economia sejam alterados, e nós brasileiros já sofremos muito com isso no passado.

Naquela época, eu me lembro que os críticos mais especializados lembravam que o Brasil é um país auto-sustentável e que a preocupação demasiada com exportação era um grande erro. Segundo eles, o país deveria, sim, direcionar os seus esforços para o que tem de melhor, ou seja, ao invés de tentar inutilmente competir com os calçados da China, seria muito melhor industrializar o setor de algodão, agregando valor às nossas matérias-primas, esse era apenas um pequeno exemplo de politica econômica sensata.

Felizmente vivemos uma situação bem diferente agora, a mudança de socialismo de direita para o socialismo de esquerda, inverteu esse processo. Apesar do PT estar querendo seguir os passos do PSDB, aliando-se aos empresários de comunicação e banqueiros, sua formação é de esquerda, sua natureza socialista é imutável.

É uma pena que não haja justiça no Brasil, pois se houvesse, todos os corruptos do governo seriam presos. Eles não tem natureza corporativista, como o Palocci que, ao invés de lavar o dinheiro, enriqueceu ilicitamente – alguém já viu o Sílvio Santos ou o Roberto Marinho na lista dos homens mais ricos do mundo?

O que acontece nos países ricos está bem claro, os EUA estão devendo para seus próprios banqueiros, se quebrarem, levam seus bancos junto. Entretanto, um país depende do sistema bancário, depende dessa máfia, por isso eles controlam os governos e impõe suas próprias políticas.

A Argentina chegou a quebrar e, da mesma forma como quebrou, conseguiu se recuperar. Talvez seja por isso que os banqueiros internacionais não gostam das políticas econômicas argentinas. O governo argentino costuma prevalecer sobre o corporativismo.

Os EUA cedem, a Europa não.

A Europa não é tão revolucionária como a Argentina, mas sabe que as situações econômicas de cada país são distintas, sabe que se tirar uma pedra desse jogo, vai desmoronar toda a economia do euro, por isso não está interferindo.

A Inglaterra mantém-se, graças a sua aliança com os EUA, mas enquanto esses dançam na corda bamba, os rebeldes iranianos, Sírios, Coreanos, etc., começam a se organizar, tem o apoio da China e Rússia.

O Brasil que sempre esteve em cima do muro, nunca teve um muro tão alto em torno de seu império. O Brasil só quebra se empresários como Sílvio Santos continuarem com seus financiamentos bilionários fraudulentos.

By Jânio

janeiro 27, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , | 1 Comentário

Guerra paulista

oportunidades de morte

Guerrilha Urbana

São Paulo sempre será uma região interessante para ser analisada sob vários aspectos, tanto social, quanto político, econômico, etc.

Na área de segurança, por exemplo, as mortes de vários rappers chamou-me a atenção, agora são os policiais. Não parece uma guerrilha urbana, de fato é.

Se no Rio de Janeiro a organização do crime desencadeou uma onda de violência crônica, em São Paulo não é diferente. Há muitas pessoas inteligentes ajudando a organizar e executar atos fora-da-lei, mostrando que a lei já deixou de ser a única opção ideológica.

Lampião foi o Rei do Cangaço, homem poderoso nas terras abandonadas do nordeste, no sul, raramente tivemos grandes líderes rebeldes com grande popularidade. Mesmo assim, surgiram movimentos organizados de sem-teto, sem-terra e outros.

Os rappers são artistas com um talento notável para protestar em forma de poesia mas, ao contrário dos simples poetas, eles tem ponto de vista claro e falam de dentro do problema para fora, com alvos certos, objetivos, e eles raramente erram o endereço de sua palavras.

Nem a outrora mídia mais forte do país, a TV, que ainda é a mídia mais concentrada do mundo, deixou de manifestar o seu desprezo pelos rappers mais radicais, demonstrando a sua falta de noção quanto ao direito e liberdade de expressão. A TV tem essa capacidade de tornar os culpados inocentes e os inocentes culpados, quando são pobres ou marginalizados.

É difícil não relacionar a morte de policiais, familiares e amigos desses policiais, a morte dos rappers. Acontece que os rappers tornaram-se a voz dos marginalizados, muito mais que ídolos, e, de certa forma, motivou esses grupos a reagir e, de certa foram, vingar suas mortes.

Essa é apenas uma conclusão minha, mas há outros motivos mais comuns, como o tratamento dispensado aos presos em presídios, ou até desavenças pessoais, diretas, entre pessoas marginalizadas e policiais.

O maior problema em tratar as pessoas como animais, é que essas pessoas podem assumir posturas de acordo com o tratamento recebido, e a resposta não será nada agradável.

Não estamos oferecendo um sonho brasileiro para as pessoas e, se esse sonho não fazia falta no passado, quando as pessoas sonhavam os sonhos de personagens de novelas, hoje, as novelas já não conseguem controlar as mentes descontentes.

Essa tendência é mundial, mas as soluções não. Os realities não conseguem convencer, além disso, seus efeitos tem sido inverso ao das novelas.

Os entorpecentes tomaram definitivamente o lugar das novelas, os jovens das classes médias passaram a disputar áreas de tráfico com os marginais.

A guerra já começou e quem ofereceu mais, levou os mais pobres. Até a classe média já entrou nesse mercado.

By Jânio

Incompetência política

novembro 20, 2012 Posted by | Policia | , , , , , , , | 1 Comentário

EUA estão preparando o Armagedon

terceira guerra mundial

Guerra Tecnológica

Os planos do pentágono para controlar o ciberespaço para neutralizar seus potenciais adversários pode causar um “tipo de Armagedon do futuro”, alerta a Kaspersky Lab, uma organização internacional com sede na Rússia, especializada e produtos de informática do setor de segurança.

O Pentágono anunciou investimentos milionários em um plano de operações que lhe possibilitem controlar o ciberespaço, em horas e lugares determinados, permitindo neutralizar o serviço, sistemas operativos e dispositivos de rede de seus adversários. O objetivo é compor um mapa interativo das deficiências nos sistemas de seus adversários e criar códigos que permitam destruir e debilitar os sistemas informáticos de seus inimigos.

Segundo Dmitri Bestuzhev isso poderia bagunçar todas as estruturas físicas de tecnologias mundiais que funcionam controlados pela informática. A única saída seria o controle do desenvolvimento de armas cibernéticas e de suas leis.

Fonte: RT-TV

Comentário: Ainda segundo a RT-TV, os Estados Unidos planejam uma ciberguerra com o objetivo de “degradar, atrapalhar, enganar”, pretendem ainda expandir ataques cibernéticos contra o Irã, apesar de já terem sidos descobertos.

Como eu já venho observando e comentando, o capitalismo não poderia ter um concorrente, simplesmente porque não haveria como manipular dois sistemas econômicos simultaneamente. Com isso, o capitalismo reinou absoluto até agora, com o seu fim, não teremos nenhuma alternativa para evitar o caos.

Ao contrário de países como o Brasil, países como EUA, Inglaterra e Alemanha, não tem tradição de servir a ninguém. Naturalmente que eles não pretentem passar fome, enquanto impérios como o Brasil continuam fechados só para suas pequenas máfias. Qual é a situação agora?

Ao Sul, a Inglaterra tem as suas bases nas Ilhas Malvinas, ao Norte, os EUA fingem controlar Cuba. Além dessas bases, os EUA ainda tem o controle da Colômbia e supostamente estaria controlando o Paraguai também.

Levando-se em conta que nossos políticos parecem um bando de p****, e que não hesitariam e vender o país, em troca de uma boa comissão, podemos imaginar o que nos espera.

A única região que poderia oferecer resistência, em caso de invasão, seria a Amazônia. Daí a importância de se controlar países como a Colômbia e a Venezuela.

A Venezuela já deixou bem claro que não vai ceder, a Argentina está se blindando e procurando independência, inclusive criando parcerias com a gigantesca economia chinesa. O Equador demonstrou a sua posição ao conceder asilo para Julian Assange.

A Bolívia é um país pequeno, mas mostra uma capacidade de resistência muito grande.

Eu não diria que o mundo mudou, apenas que estamos melhor informados, então, atacar os meios de comunicação é fundamental. Ora, apenas a internet oferece algum risco de mostrar a verdade, esse é um ponto chave a ser atacado.

No próximo capítulo sobre essa investigação, daremos sequência a este pensamento. O artigo será publicado no blog Buscando Mudanças.

By Jânio

A prisão do fundador do Megaupload

Espionagem na internet

Revolucionários da terceira guerra mundial

Prisão do hacker mais famoso do mundo

EUA querem controlar a internet

Julian Assange discursa na embaixada do Equador

O site que sabia demais

setembro 3, 2012 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , | 8 Comentários

Poderia Carlinhos Cachoeira cometer suicídio?

valerioduto do mensalão

mensalão x cachoeira

Carlinhos Cachoeira perde o status de protegido de Márcio Thomaz Bastos e eu fiquei me perguntando o que levaria Bastos a defendê-lo – Seria por causa do dinheiro? Afinal, todo advogado trabalha por dinheiro, a não ser que seja muito amigo do cliente.

O problema é que o dinheiro da máfia está mais sujo que privada pública, cocô pelo menos serve para esterco, desde que seja bem tratado, naturalmente.

Esta questão já provocou muita polêmica, quando um advogado defendeu PC Farias. Segundo ele, “todos tem direito a defesa, perante a lei” – Ele estava certo, afinal, PC Farias havia comprado todos os políticos da época.

PC Farias morreu e agora uma guerra muito mais suja está para começar, será que alguém vai morrer?

Eu estou perguntando isso porque não é muito comum um advogado abandonar um cliente, a não ser que o ambiente esteja fedendo muito, a ponto de algumas pessoas não suportarem o mal cheiro.

Desde o início, ficou bem claro que havia uma guerra nos bastidores da política brasileira.

Eu não faço a menor ideia de como funciona o topo da pirâmide do poder. Vejam bem, se o governo tem controle sobre o STF, porque o mensalão continua atormentando o governo? Porque ministros do governo de FHC continuam firmes e fortes, controlando tudo?

Tanto é verdade que o mensalão está tirando o sono de muita gente, que toda a sujeira da direita tem sido utilizada para tirar os ânimos de tais políticos, mas eles ainda insistem em condenar os culpados da esquerda – desculpem-me o excesso de “Qs”, mas é por uma boa causa.

Vários nomes importantes da direita caíram nos últimos anos: o falecido senador Jefferson Perez e o ex-senador Arthur Virgílio, que teria elogiado o polêmico presidente do STF, depois dele libertar o banqueiro Dantas, são exemplos disso. A família Maia perdeu a importância, José Roberto Arruda foi preso e Demóstenes cassado.

Eu acho impressionante é que a direita não se importa muito com os escândalo e não desiste de querer derrubar o governo, bem diferente da época de PC Farias, quando o suicídio foi forjado.

A explicação para isso é simples, quem está no governo tem muito mais a perder, por isso é mais “sensato” ao fazer os ataques. A direita recebeu vários avisos para desistir do mensalão: Mensalinho, Privataria, cachoeira e vários outros escândalos, mas não desistiu.

Isso quer dizer que a guerra ficará muito mais dura, com a insistência da direita no mensalão. Márcio Thomaz Bastos já descobriu isso, depois que Antressa Mendonça chantageou o juiz Alderico Rocha Santos com um suposto dossiê sobre ele.

Andressa foi presa, mas lembrou o juiz que abandonou o processo , recentemente, depois de receber ameaças a sua família. Notem que estamos falando apenas de casos reais e não de supostos crimes ligados ao escândalo, como foi o assassinato do policial federal e suposto suicídio de um escrivão, ligados ao caso.

Em meio a essa lama toda, Márcio Thomaz Bastos foi coerente em abandonar tudo, antes que ele próprio, com décadas de experiência em política, fosse envolvido em toda essa trama.

Além dele, os outros advogados também desistiram do caso: Dora Cavalcante e Augusto Botelho.

Como Carlinhos Cachoeira está preso, assim como sua namorada, qualquer morte relacionada ao seu processo só demonstraria a força dessa organização. Ele não deverá cometer suicídio, isso porque para fazer isso teria de ser solto, suicídio espontâneo não é natural na política, apenas suicídios de morte matada, como foi o caso do PC.

Talvez a ideia de ouvir Cachoeira às vésperas do julgamento do mensalão, não tenha sido má ideia, afinal de contas, o ex-ministro da justiça também representa o ex-diretor do Banco Rural, envolvido no mensalão. Levando-se em conta que o governo tem mais força que a oposição, tanto na câmara quanto no senado, Marcio Thomáz Bastos não deverá abandonar o mensalão.

Eu fiquei pensando, se o caso PC Farias só foi resolvido agora e se o mensalão ainda vai demorar muito tempo, então é melhor deixar o Cachoeira preso mais uns vinte anos, até o processo esfriar.

By Jânio

Julgamento do mensalão

agosto 2, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , | Deixe um comentário

A paz nas mãos dos senhores da guerra

causas da guerra

Paz Armada

Algumas coisas nunca mudam nesse mundo, alguns países continuam sempre os mesmos, enquanto outros nunca perdem seus hábitos.

Já faz muito tempo que a União Soviética não existe mais, mas a presença de Vladimir Putin, ex-chefe da KGB, polícia secreta soviética, no poder, causa-me calafrios. E saber que Mikhail Gorbachev anda meio sumido, não me acalma nem um pouco.

Putin não gostou nada dos escudos anti-misseis que os americanos espalharam pela Europa, e viu nisso uma provocação. Acontece que essa situação é bem familiar desses dois países, EUA e Rússia.

Bom estrategista, em plena crise mundial, Putin começou a instalar estações de rádio-localização por todo país. O pior é que ele encontrou um bom motivo, os EUA negaram-se a garantir que os escudos anti-misseis não seriam dirigidos à Rússia.

Assim, as estações de rádio-localização supostamente serviriam de alerta para qualquer suposta situação de perigo.

Aqui do outro lado, a Argentina protesta contra a presença da Inglaterra nas Ilhas Malvinas. Acontece que a Grã-Bretanha parece querer transformar a Ilha em local de testes de suas forças armadas, inclusive com testes com armas nucleares.

Eu, pessoalmente, acho que quem deveria estar preocupado deveria ser o Brasil, mas o Brasil não está interessado em exercer seu poder de sexta maior economia do mundo, seus interesses obscuros não são esses. Caso ocorresse um conflito mundial, os corruptos seriam os primeiros a fugir do país, direto para um dos infernos fiscais mantidos pelo próprio G-7.

As medidas dos EUA pediram por isso e Putin agradeceu a gentileza. É claro que todas esses alertas  são exagerados, mas que dá medo, principalmente para quem conviveu com o clima da guerra fria, isso dá.

Durante as décadas de medo, um verdadeiro arsenal de armas foi armazenado por países como EUA, China, Rússia, Grã-Bretanha, França, Alemanha, Coréia e outros. Vários países dominam o enriquecimento de urânio e tem a tecnologia da bomba atômica, pior, isso não é especulação, é real.

A paz, agora, encontra-se nas mãos dos senhores da Guerra.

By Jânio

fevereiro 13, 2012 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Revolucionários da Terceira Guerra Mundial Virtual

Guerra na Internet

Revoluções Virtuais

Para quem temia a terceira guerra mundial, ela começou, e não foi nem de perto o que todos esperavam. A terceira guerra mundial não é real, mas também não é irreal, é virtual.

Justamente no momento em que os EUA elaboravam estratégias, buscando o apoio da América Latina, para fazer frente ao crescimento da Europa, eis que surge uma nova potência, a China.

Seguindo os passos do Brasil na economia, o Brasil sempre foi uma das maiores economias do mundo, e as tecnologias do Japão e Tigres Asiáticos, a China surpreendeu o mundo dos ricos com um crescimento tão grande que parecia desconhecer a crise.

Não há o que fazer com a China, já que o país possui um mercado com potencial de crescimento gigantesco. Isso sempre acontece com países quebrados, como foi o caso da Argentina, depois da crise, mas mesmo assim é surpreendente.

A única maneira de parar a China, seria proibindo o Brasil de exportar suas matérias-primas, mesmo assim, eu tenho as minhas dúvidas, tamanho é o crescimento chinês.

No mundo virtual não é diferente, enquanto o grupo Anonymous rouba a cena, literalmente falando, deixando para trás sites como o Wikileaks, quando o assunto é protestar, divulgar e criar influência, eu avalio o mapa de internautas e vejo o tamanho da encrenca para quem não for parceiro dos chineses. Quem for concorrente então, não vou nem falar nada.

A Ásia tem 44% do total de internautas e, se números contam, só precisa de 7% para ter a maioria absoluta.

Entre seus parceiros, além do Império Brasileiro, que domina toda a América do Sul, proliferando a sua miséria, está a bizarra sociedade Russa.

A Rússia encontrou na China, o mercado ideal para vender tecnologias de ponta da antiga União Soviética, URSS, como programa espacial e franquia de outros projetos que, combinados com a tecnologia asiática, podem chegar ao topo tecnológico mais cedo que imaginamos.

Se não fosse o fenômeno China, a estratégica americana teria dado certo, isso porque América do Norte e América Latina, juntas, igualam à Europa em número de internautas, 23%. Os restantes 10% ficam divididos entre: África 6%, Oriente Médio 3% e Oceania/Austrália 1%.

Curiosamente, o mapa da revolução virtual e da pirataria andam de mãos dadas e, se alguns sites começaram a ceder às forças dominantes do planeta, outros sites não.

O que significa isso?

Em minha modesta opinião, a demanda por servidores fora dos EUA, deverá aumentar, e as mudanças não serão apenas na internet.

O Equador que recebeu o presidente do Irã, recentemente, é o primeiro a defender a saída da OEA do território americano. Se antigamente as opiniões de pequenos países não tinha tanto peso, hoje, um pequeno país pode criar uma revolução no mundo virtual, quando o assunto é informação e política.

A questão não é tão simples, por exemplo:

Pirataria: Eu tenho alertado para um futuro da indústria de entretenimento completamente diferente do que é hoje, uma evolução natural. Já o Anonymos pretende dar uma forcinha nessa evolução, transformando-a em revolução, sinal dos tempos?

Israel: Enquanto se especula que EUA e Israel planejam uma guerra contra o Irã, hackers israelenses invadem sites do governo Iraniano. O governo do irã pretendia criar sua própria internet, os hackers também – lembrando que os Anonimous sãos formados por hackers, crackers e lammers.

Política: Como foi dito acima, o Equador é o primeiro a pregar o fim do paternalismo americano, o que levará a várias outras mudanças, já que todo o controle institucional do mundo está concentrado nos EUA.

No mundo virtual, as maiores empresas do mundo virtual, americanas, são contra o controle americano, Wikipedia, Google, WordPress e o emblemático – Wikileaks???

A Alemanha prepara a criação de agências classificadoras, aumentando o temor de muitos europeus de que o sonho de Hitler esteja se concretizando, onde a Europa seria uma herança dos povos arianos – Se Getúlio Vargas era um grande admirador de Hitler, a verdade é que a Alemanha foi o único país que acreditou na força do Brasil, durante a nossa crise, contrariando o gigante Banco Americano, indicando o Brasil para seus clientes investirem.

O Brasil sempre esteve muito próximo do eixo do “mal”: Durante a Segunda Guerra Mundial; antes do golpe militar, com os comunistas Jânio e Jango; agora, com a China; Curiosamente, dessa vez chegamos primeiro, pelo menos no bizarro sistema econômico.

A Twitter cria censura local, tornando invisíveis as mensagens “proibidas” em determinados países.

Eu espero poder comentar melhor todos esses assuntos mais tarde mas, por enquanto, vamos falar da força virtual no mundo.

RT-TV: “A quantidade de usuários de internet em 2.011 alcançou a incrível marca de 2,1 bilhões de internautas. Em outras palavras, 30% da população da Terra estão conectados, segundo informação do portal Pingdom.

A maioria dos internautas, cerca de 920 milhões, vivem na Ásia e quase 480 milhões vivem na Europa. Em terceiro lugar está a América do Norte, seguido de perto pela América Latina.

Finalmente, no fim da lista, com dez por cento restantes, estão a África, Oriente Médio e Oceania.

Quase a metade dos internautas, são jovens com menos de vinte e cinco anos.

A quantidade de sites dobrou em 2.011, em relação ao ano anterior: 555 milhões em 2.011, 255 milhões no ano anterior.

3,1 bilhões de e-mails, 800 milhões de perfis na Facebook e cerca de 255 milhões na Twitter.

O Skype tornou-se a nova febre, forçando as telefônicas a investirem mais em banda larga, já que as ligações interurbanas migraram para essa nova ferramenta. Cerca de 2.6 bilhões de internautas utilizam o Skype.

Nas redes sociais, os mensageiros instantâneos são as opções de 2,4 bilhões de internautas.

Internet Explorer, em Windows, segue sendo o navegador mais popular, seguido pelo Google Chrome e Firefox.

Naturalmente que entre os tablets, a história é bem outra, como vocês poderão conferir com seus amigos.

Fonte: RT-TV

Imagem: Pingdom

Texto: By Jânio

janeiro 29, 2012 Posted by | internet | , , , , , , , , , , | 15 Comentários

Wikileaks mostra o câncer americano

EUA x wikileaks

câncer Americano

Depois que o Governo americano decretou guerra a Julian Assange – Wikileaks – e não estamos falando só de guerra ideológica, autoridades aliadas aos EUA chegaram a insinuar seu assassinato, muitas verdades vieram a tona. Isso me lembrou outro caso famoso, Hugo Chaves, onde uma autoridade americana sugeria a sua morte, como forma econômica de se resolver e evitar problemas.

A reação de wikileaks/Assange foi imediata.

O site divulgou informações de que os EUA estariam proibindo as instituições financeiras online de processar doações ao Wikileaks – Até aí, tudo bem.

O problema é que, ao mesmo tempo que proibia doações ao Wikileaks, os EUA permitiam doações às organizações como A Ku klux Klan. Sim, Julian Assange mexeu no câncer americano.

Com os seus tradicionais aliados, dessa vez foi o “The Guardian”, Assange divulgou textos do site da Ku Klux kan.

Para fazer as doações seria preciso concordar com: “Sou branco e sem mistura de raça no sangue.”

O texto começa todo errado, mostrando o que dizia um grande pensador brasileiro: “A ignorância é a mãe de todas as guerras.”

O texto tenta ser fundamentalista, esquecendo-se que a base da eugenia é a genética, os avanças científicos mostram que não existe DNA 100% ariano, caucasiano ou seja lá como esses racistas se chamam.

…e o texto continua…

“Não estou casado com uma pessoa que não seja branca, não tenho relações com pessoas que não sejam brancas e não tenho descendentes que não sejam brancos.”

Com o perdão da palavra, isso parece conversa de c****.

Além de ter perdido, até a época da publicação, cerca de quinze milhões, Assange acusa os EUA de estar ajudando, mesmo que passivamente, organizações como a Ku Klux Klan.

Segundo o professor de Direito Internacional José Gabilondo, as empresas sabem o que o Governo pensa a respeito das atividades do Wikileaks, por isso nem é preciso dar uma ordem direta, ou criar leis específicas – Traduzindo: a manipulação é clara e quem tomar uma decisão contrária, sofrerá consequências.

“Os EUA tem muitas formas de intervir, resistir, castigar, delimitar o Wikileaks. As grandes empresas nem precisam esperar que o governo americano formalize uma denúncia.”

Resumindo: Os EUA não aceitam liberdade de expressão, não quando essas opiniões trazem prejuízo econômico.

Fonte: RT

By: Jânio

julho 6, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , | 7 Comentários

O Robô do futuro

máquina de guerra

Soldado Futuro

O desarmamento é uma boa forma de promover a paz, a melhor forma sempre será a erradicação da pobreza e da fome.

A indústria bélica e o capitalismo se sustentam com a guerra, mas as perdas de vidas tem dificultado cada vez mais sua argumentação pagã.

Há um planejamento minucioso, possibilitando guerras rápidas.

Guerras rápidas evitam que os meios de comunicação dos inimigos possam articular, mostrar a sua versão do conflito.

Entre os problemas que surgem durante a guerra, o maior deles é relacionado ao próprio ponto de vista.

Como explicar que a guerra é uma boa opção, promovendo a paz, com tantas mortes e pessoas mutiladas, mesmo entre vitoriosos.

Os países que vencem uma guerra, podem causar um milhão de mortes de inimigos, mas bastam mil mortos em seu próprio exército para criar um conflito burocrático e ideológico.

A Rússia desenvolveu um robô no intuito de evitar perdas de vidas e mutilações, pelo menos no seu lado. Criaram um robô que pode ser controlado por controle remoto, parece coisa de ficção científica.

MRK-27 BT, não me perguntem o motivo desse nome, pode reduzir o número de mortes durante uma guerra.

Uma pessoa pode controlá-lo a um quilômetro de distância, através de um computador. O robô possui lançador de granadas e metralhadora com 600 balas.

Essa máquina de guerra foi desenvolvida nos laboratórios da universidade estatal de Moscou, e não é o único projeto de soldado/robô.

O robô MRK-27 BT pode elevar a plataforma de armas até dois metros de altura, movimentar-se até setenta e cinco graus, possibilitando ataques aéreos.

Junto ao robô maior, haverá um robô menor, com informações de áudio e vídeo, facilitando as ações de combate do robô maior que tem canhões capazes de abater até tanques de guerra.

Num futuro não muito distante, os especialistas em robótica russos acreditam que os soldados poderão ser substituídos pelos robôs, quando então teremos as guerras das máquinas.

Ao contrário da ficção, o homem não enfrentará as máquinas, estará no controle. As máquinas terão o duro trabalho de desarmar o inimigo que, desarmado, não terá nenhuma opção a não ser se entregar.

O desarmamento é, portanto, uma das formas de parar com as guerras, restando uma única opção para a solução dos conflitos, a erradicação da miséria e da pobreza.

A tecnologia Russa tem despertado a atenção de estrangeiros do mundo todo, principalmente porque os robôs poderão ser desenvolvidos para tarefas onde o homem teria dificuldade, como é o caso da manipulação de materiais radioativos.

A tecnologia para paz ainda precisa de incentivos dos governos,

Fonte: RT-TV

By Jânio

junho 18, 2011 Posted by | curiosidades | , , , , , | 8 Comentários

Qual é o preço de uma Guerra Mundial

guerra economica

Preço da Guerra

São muitos os fatores que podem levar a uma guerra, mas apenas um que pode levar a extinção total dessas guerras.

No auge de seu poderio militar – criação da bomba atômica – os EUA cometeram um exagero. Já com a guerra vencida, apenas o Japão dava sinais de resistência, os americanos cometeriam um excesso.

As explosões das bombas atômicas tinham como objetivo principal, acabar com uma guerra que se tornava dispendiosa demais para os seus financiadores, além de mostrar seu potencial militar.

Se a principal causa de uma guerra é o poder econômico, o final dela também é.

A intolerância à novas guerras não se deve a consciência do povo, mas a consciência dos gastos que ela implica aos seus financiadores.

O poder de destruição do homem cresceu muito, é quase infinito, já o seu poder de criação é quase nulo.

Felizmente, a história das guerras, com seus custos elevados, faz com que essa alternativa ao poder econômico, seja coisa do passado.

Hoje, ainda há focos de guerras, terrorismos e conspirações pelo mundo todo, mas as guerrilhas espalhadas pelo planeta, começam a se tornar um fardo muito pesado.

Guerras regionais já se tornaram um problema para a economia americana, a principal financiadora da indústria bélica.

A Segunda Guerra Mundial foi uma farsa, na realidade era a segunda parte da Primeira Guerra Mundial, que também era uma farsa, ou seja, tudo não passou de uma estratégia para encobrir os gastos astronômicos de uma única Grande Guerra Mundial.

A internet tem feito um trabalho muito melhor e mais pacífico, nas atuais revoluções, com sua forma viral de espalhar mensagens e criar campanhas.

Veja os gastos de uma guerra regionalizada, como foi a Guerra do Iraque, depois compare com a segunda parte da Grande Guerra Mundial.

GASTOS DA SEGUNDA PARTE DA GUERRA MUNDIAL

Segundo o historiador/sociólogo Edward M. Burns, os custos da segunda metade da Grande Guerra dariam para:

01 – Comprar uma boa casa para cada família dos EUA, Grã-Bretanha, França, Bélgica, Espanha e Portugal.

02 – Uma grande biblioteca para cada cidade de 200.000 habitantes ou mais dos EUA, Grã-Bretanha e Rússia.

03 – Uma boa universidade em cada uma dessas cidades.

04 – Um carro zero para cada família dos EUA, Grã-Bretanha, França, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Dinamarca e Noruega.

05 – Os salários de 100.000 professores e 100.000 enfermeiras, durante 100 anos.

06 – Educação universitária para cada moça e rapaz, entre 17 e 21 anos, nos EUA.

GASTOS COM A GUERRA DO IRAQUE

Só em tanques e aviões, já que a vida humana não tem preço, a Guerra do Iraque gastou.

EUA – 378.000 homens – 2.000 tanques – 1.100 aviões

Egito – 35.500 homens – 600 tanques – 20 aviões

Grã-Bretanha – 25.000 homens – 168 tanques – 55 aviões

Síria – 20.000 homens – 300 tanques – 0000

Arábia Saudita – 20.000 homens – 200 tanques – 130 aviões

França – 12.000 homens – 200 tanques – 75 aviões

Total dos aliados dos EUA – 700.000 homens – 4.000 tanques – 1.800 aviões

Iraque – 450.000 homens – 3.600 tanques – 450 aviões

Total dos aliados do Iraque – 1.000.000 homens – 5.000 tanques – 750 aviões

Os países mais ricos (G-7) na época da Guerra do Iraque eram: EUA. Inglaterra, Japão, Canadá, Alemanha, França e Itália.

A China ainda era um país de economia fechada, sem números oficiais.

By Jânio

fevereiro 23, 2011 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , | 8 Comentários

Estados Unidos aterrorizam os terroristas

alerta máximo

Terrorismo Americano

“Os Estados Unidos entram em alerta máximo contra os terroristas.”

Essa é a manchete que tem sido divulgada pela imprensa, mundo afora. Eu me atrevo a dizer que os EUA estão querendo aterrorizar os terroristas.

Foi assim que começaram todas as guerras que a humanidade tem notícia, felizmente o mundo mudou, menos os EUA.

Os EUA morrem de medo do revanchismo muçulmano, porque não dizer do resto do mundo também, a diferença é que o resto do mundo usa outras armas menos primitivas.

Armas de destruição só são usadas por pessoas sem nenhuma noção de realidade, pessoas que vivem em um tempo pré-histórico, mas aqui também há uma diferença, na pré-história havia sensatez.

Quando os EUA invadiram o Iraque, desafiaram a maior autoridade internacional vigente, a ONU, para evitar reação internacional, chamaram vários países para participar da “paz” iraquiana.

Contrariando o que seria de se esperar, tomaram o poder, derrubaram o ditador, mas o famoso líder/terrorista escapou de ser preso, tornando-se muito mais perigoso.

O Governo egípcio reclamou de não ser avisado sobre as manifestações populares no país, os americanos reconheceram que foram pegos de surpresa. O Governo Egípcio desligou a internet, deixando os manifestantes sem comunicação, mas já era tarde demais.

Os EUA tem aliados estratégicos no Oriente Médio e na comunidade muçulmana. A Turquia e a Arábia Saudita sempre foram aliados dos americanos, com interesses econômicos é claro.

Israel sempre foi uma Bomba relógio, na Faixa de Gaza, agora o Iraque é um novo Vietnã. A Coréia do Norte tem o pavio curto e a China pode ser pior, pode provar que a ditadura pode dar certo.

Em plena crise, os EUA já não tem dinheiro, nem força, para ditar as regras, pior, não há outro país no mundo com coragem e disposição para guerra.

O único país que poderia dar algum apoio aos EUA, a Inglaterra, encontra-se na pior fase econômica de sua história. A Europa só não explodiu até agora, porque tem uma infra-estrutura muito forte, as pessoas sabem que se não seguirem as regras , pode ficar pior.

Os EUA estão entrincheirados em sua própria casa, e ainda avisam: Uma das suspeitas, segundo a “inteligência”, é que um dos ataques poderia partir de dentro do próprio país.

Basicamente, a ideia dos americanos é aplicar a teoria do pessimismo, ou seja, evitar ser pego de surpresa, não pelos próprios terroristas, mas pela economia. A ideia de que eles sabem de um suposto planejamento de ataque terrorista, é estratégico.

Isso não só mostra o medo de revanche por parte dos americanos, como prepara um discurso satisfatório, caso aconteça algum imprevisto, isso evitaria pânico nas bolsas e no resto do país.

Assim como os terroristas, os EUA precisam aprender que as guerras mudaram, as conspirações mudaram. Nos dias de hoje, as armas servem muito pouco, principalmente em países onde ninguém tem nada a perder.

Antes de fazer minutos de silêncio, os EUA precisam fazer um exame de consciência, analisar a sua sociedade e investigar organizações que agem nas sombras, dentro do país.

O governo americano precisa se conscientizar que o maior perigo são eles próprios.

By jânio

fevereiro 11, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , , , | 1 Comentário

%d blogueiros gostam disto: