Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Melhores países para aposentados

política mexicana

Cidade Estado

01 – Panamá

Lembra o Panamá papers, um paraíso fiscal que se preocupa muito em atrair capital permanente;

02 – Equador

Destaque na lista, foi um dos países que mais recebeu imigrantes nos últimos tempos, principalmente da Colômbia.

03 – México

Apesar de seus problemas internos, o México talvez seja o país mais parecido com o Brasil. É possível viver décadas no Brasil mesmo sendo imigrante ilegal, mas é preciso saber onde são as regiões de risco.

04 – Costa Rica

Ao lado do Equador, é um dos países mais receptivos e conhecidos pela sua gentileza com estrangeiros, como todo país do Caribe, enfrenta problemas de furacões

05 – Malásia

Sei muito pouco sobre a Malásia, mas os acidentes com aviões me assustou. Fora isso, a Ásia possui uma cultura bastante distinta do Ocidente, por isso é importante estabilidade financeira.

06 – Colômbia

Eu estou assistindo a série Narcos e isso tem forçado uma opinião um tanto quanto parcial sobre a Colômbia.

07 – Tailândia

Mais um país asiático que merece ser estudado, já que a cultura asiática difere muito da nossa.

08 – Nicarágua

Algumas décadas atrás a Nicarágua passou por momentos conturbados na política, esse é um dos problemas na América Central.

09 – Espanha

Se não fosse pelo separatismo e a política de restrição europeia, eu diria que a Espanha é perfeita. Mas está na lista.

10 – Portugal

Eu sempre digo que Portugal é um exportador de mão de obra, o problema que as recentes crises fez com que os jovens migrassem para outros países, assim como aconteceu na Espanha. Os brasileiros que foram para lá não tem reclamado, a maioria com vida estável e aposentados.

Ítens considerados na pesquisa:

Valor de imóveis, compra e aluguel

Benefícios fiscais e descontos para aposentados

Vistos de residência

Custo de vida

Facilidade de adaptação

Entretenimento para aposentados

Sistema de saúde

Estilo de vida saudável

Infraestrutura

Clima

Fonte: International Living

Anúncios

dezembro 6, 2017 Posted by | Migração | , | Deixe um comentário

Austrália endurece política de vistos para trabalhadores estrangeiros

Isolamento dos aliens

Nação de Refugiados

Da Agência EFE

O primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, anunciou hoje (18) o fim de um popular visto temporário para trabalhadores estrangeiros e sua substituição por permissões que exigem uma maior qualificação profissional.

A permissão revogada é o visto 457, que era concedido aos trabalhadores estrangeiros e seus familiares durante quatro anos, e buscava cobrir empregos com pouca procura entre os australianos.

Os novos vistos exigem experiência profissional e maior conhecimento da língua inglesa, entre outros requisitos. Turnbull disse que os programas de migração devem estar orientados ao interesse nacional e garantir mais postos de trabalho para os australianos.

“Não vamos permitir mais que os vistos 457 se convertam em passaportes para trabalhos que poderiam e deveriam ser para australianos”, disse Turnbull, em uma mensagem divulgada numa rede social.

“A Austrália é produto da imigração e o país multicultural com mais sucesso, porém, um fato persiste: os trabalhadores australianos devem ter prioridade de empregos na Austrália”, afirmou.

O primeiro-ministro disse que a decisão foi tomada após uma análise minuciosa da situação e negou que fosse uma resposta a partidos de extrema direita, como One Nation.

Mais de 95 mil pessoas residiam na Austrália, em setembro de 2016, com este tipo de visto, segundo os últimos dados do departamento de Imigração. Um quarto dos detentores é da Índia, país com mais cidadãos com esta permissão, seguida pelo Reino Unido, com 19,5% e China, com 5,8%.

Edição: Kleber Sampaio

abril 18, 2017 Posted by | Migração | , , | Deixe um comentário

Las tensiones entre Turquía y la UE ponen en riesgo el pacto migratorio

março 20, 2017 Posted by | Espanhol, Migração | , | Deixe um comentário

Trump assina novo decreto que restringe imigração e Iraque sai da lista

Isolamento dos aliens

Nação de Refugiados

Da Agência Télam

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, assinou hoje (6)  uma nova versão do seu polêmico decreto sobre imigração que havia sido bloqueado pela Justiça americana, diminuindo de sete para seis o número de países atingidos, com a retirada do Iraque da lista. As informações são da agência argentina de notícias Télam.

A versão corrigida do veto migratório seguirá proibindo temporariamente a entrada de refugiados e suspenderá a emissão de vistos para cidadãos do Irã, da Somália, do Iêmen, da Líbia, da Síria e do Sudão, todos eles países de maioria muçulmana.

O novo decreto exclui os cidadãos do Iraque e os dos seis países afetados que tenham residência permanente nos EUA ou já estejam de posse de um visto, informou a conselheira presidencial Kellyanne Conway à rede de TV americana Fox.

Kellyanne destacou que, no novo decreto, há “seis ou sete grandes pontos” que “esclarecem” quem será afetado e que os refugiados sírios “são tratados da mesma maneira que todos os demais”.

No primeiro veto migratório, emitido em 27 de janeiro, Trump proibiu a entrada no país de todos os cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Irã, Iraque, Somália, Yêmen, Líbia, Síria e Sudão) durante 90 dias e suspendeu o programa de acolhida de refugiados durante 120 dias.

Agência Brasil

 

março 6, 2017 Posted by | Internacional, Migração, Política | , , | Deixe um comentário

Países mais pobres dão mais refúgio para imigrantes

Da ONU News
Crianças refugiadas sírias em acampamento no Líbano
Crianças refugiadas sírias em acampamento no LíbanoSam Tarling/ Acnur/ – ONU News

Um estudo feito pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) diz que o maior número de pessoas que fogem de conflitos e guerras acaba conseguindo abrigo, não nas nações desenvolvidas, mas em países mais pobres. O documento, divulgado ontem (28), mostra que a maioria das 3,2 milhões de pessoas forçadas a fugir de suas casas no ano passado encontrou refúgio em nações de baixa e média rendas. As informações são da ONU News.

“Os países que mais recebem pessoas deslocadas são os mais pobres”, frisou o alto comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi. Segundo Grandi, atualmente o mundo “enfrenta não só uma crise de números, mas de cooperação e solidariedade”.

O alto comissário explicou que mais da metade dos novos refugiados no mundo no primeiro semestre de 2016 vieram do conflito na Síria. A maioria ficou pela região do Oriente Médio mesmo, dividida entre Turquia, Jordânia, Líbano e Egito. Segundo o relatório do Acnur, outros refugiados fugiram de conflitos no Iraque, Burundi, Sudão do Sul, na República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Eritreia e Somália.

O Líbano e a Jordânia são os países que abrigam a maior quantidade de refugiados, em comparação ao tamanho de suas populações, explicou a agência da ONU. Já em termos econômicos, os países que sofrem o maior peso dos imigrantes são o Chade e o Sudão do Sul.

Agência Brasil

 

março 2, 2017 Posted by | Migração | , , , | Deixe um comentário

Governo Trump amplia lista de imigrantes deportáveis

Leandra Felipe – Correspondente da Agência Brasil
Washington Marcha em apoio ao Dia sem Imigrantes na capital dos Estados Unidos
Apesar dos recentes  protestos dos Imigrantes nos Estados Unidos, as regras para o setor se tornaram mais rigorosas Michael Reynolds/EPA/Agência Lusa

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (United States Department of Homeland Security – DHS, na sigla em inglês) ampliou hoje (21) o número de pessoas em situação irregular no país e que poderão ser deportadas, além de determinar mais rigor no cumprimento das leis migratórias existentes. As diretrizes para a lista de “deportáveis” foram alteradas por meio de dois memorandos, assinados pelo secretário de Segurança Interna, John Kelly.

Com as novas medidas, o perfil para deportações será ampliado e será mais complicado o pedido de asilo no país.  Além disso, qualquer imigrante que vive ilegalmente nos EUA e que tenha sido acusado ou condenado por crimes, passa a ser tratado com prioridade para deportação. A mudança inclui todos os tipos de crimes, furtos e delitos de trânsito, além daqueles que já eram considerados nas diretrizes anteriores, como tráfico de drogas, violência ou homicídio.

Durante o governo Obama foram deportados mais de dois milhões de imigrantes em situação irregular, mas a maioria, segundo o governo eram de casos de imigrantes que haviam cometido crimes graves. A promessa de campanha de Trump era de deportar 11 milhões de imigrantes irregulares. Mas, ao ganhar as eleições, ele voltou atrás na quantidade e disse que deportaria cerca de três milhões de imigrantes indocumentados que possuem problemas com a Justiça.

A quantidade exata  de imigrantes passíveis de deportação ainda é desconhecida, porque estudos de ONGs independentes revelam que não há no país três milhões de imigrantes que tenham cometido crimes. Para analistas, para chegar a este número, o governo poderia, por exemplo, começar a deportar pessoas que dirigem sem carteira de motorista no país.

Recursos 

As informações sobre como as deportações serão executadas também ainda não estão claras, mas o documento assinado hoje aumenta os recursos da Imigration and Customs Enforcement (ICE), o órgão responsável pela imigração do país. Além disso a polícia, bem como agentes estaduais e municipais, poderá cooperar com os agentes de imigração em deportações.

As medidas, contudo, não serão aplicadas de uma só vez,  para não sobrecarregar o sistema, segundo o governo. Não existe um plano para deportações em massa, diz o DHS. De acordo com analistas já ouvidos pela imprensa, entretanto, os funcionários da imigração poderão tomar decisões imediatas sobre imigrantes irregulares, o que amplia os seus poderes.

“Sonhadores”

As mudanças nas diretrizes não impactam os chamados “Dreamers” (Sonhadores), jovens acolhidos pelo Programa de Ação Diferida para a Infância (Deferred Action for Childhood Arrivals – Daca, na sigla em inglês), lançado em agosto de 2012 na gestão Obama e que mantém protegidos da deportação cerca de 750 mil jovens sem documentação regular que chegaram aos EUA quando eram menores de idade.

Segundo os memorandos o programa será mantido, mas os jovens sob a tutela do Daca perdem a “proteção” caso tenham cometido crimes ou sejam considerados ameaças a sociedade. Na semana passada, Trump havia dito que decidir sobre o futuro dos jovens do Daca era uma decisão “muito difícil”, mas que ele usaria o “coração” para cuidar do tema.

As diretrizes também chamam a atenção para as deportações “sumárias” ou expressas, para casos de pessoas que tenham chegado aos EUA há menos de dois anos. As autoridades imigratórias poderiam deportar pessoas nesta situação em um tempo mais curto do que no caso de imigrantes indocumentados com mais tempo no país.

Edição: Augusto Queiroz

fevereiro 21, 2017 Posted by | Migração | , | Deixe um comentário

Autoridades norte-americanas prendem imigrantes sem documentos em seis estados

Tabu X Migração

Tabu X Migração

José Romildo – Correspondente da Agência Brasil

As autoridades de imigração norte-americanas prenderam centenas de imigrantes sem documentos em pelo menos seis estados ao longo desta semana em uma ofensiva que aparentemente marca o início da aplicação em grande escala da ordem executiva do presidente Donald Trump, assinada em 26 de janeiro, destinada a deportar cerca de 11 milhões de imigrantes ilegais, inclusive 3 milhões, supostamente com antecedentes criminais.

Em janeiro, seis dias após tomar posse, Donald Trump assinou uma ordem executiva que ampliou as categorias de imigrantes sem documentos a serem incluídos na listas para deportação, cumprindo assim sua promessa de campanha para combater a imigração. Centenas de prisões foram confirmadas pelas autoridade de imigração de vários estados, mas a Casa Branca ainda não divulgou oficialmente o início da vigência da ordem executiva para deportações em massa.

Uma ordem executiva é uma norma que coloca em prática as políticas do governo a serem executadas pelas agências e departamentos oficiais. O ato se resume a uma ação de governo e não tem o poder de reverter uma lei aprovada pelo Congresso. Desde que tomou posse, Trump assinou 12 ordens executivas.

A ordem executiva de 26 de janeiro é ampla e não se resume a medidas para deportar imigrantes. Ela também prevê a contratação de mais de 10 mil agentes de imigração para fiscalizar as fronteiras e o interior do país, além de uma fiscalização das chamadas “cidades santuárias”, ou seja, dos municípios que se recusaram a transferir imigrantes sem documentos para o âmbito das autoridades federais.

Invasão

Funcionários da imigração confirmaram que agentes federais invadiram esta semana casas e locais de trabalho em Atlanta, Chicago, Nova York, Los Angeles e também em algumas cidades da Carolina do Norte e da Carolina do Sul, em busca de imigrantes sem documentos. No entanto, Gillian Christensen, porta-voz do Departamento de Segurança Interna, o órgão norte-americano que supervisiona os setores de imigração e de alfândega, não quis usar a palavra “invasão” para se referir às operações realizadas e falou em “ações direcionadas de rotina”.

Gillian disse que a ofensiva, que começou na segunda-feira (6) e terminou sexta-feira (10), prendeu imigrantes sem documentos provenientes de 12 países latino-americanos. “Estamos falando de pessoas que são ameaças à segurança pública ou uma ameaça à integridade do sistema de imigração”, disse. Segundo ela, a maioria dos presos eram criminosos sérios, incluindo alguns que haviam sido condenados por assassinato e violência doméstica .

Ativistas que combatem a repressão a imigrantes porém afirmam que as prisões não se resumiram a criminosos. Disseram também que a ação das autoridades envolveu uma área bem maior do que a admitida, uma vez que cidades dos estados da Flórida, Kansas, Texas e Virgíniaque também registraram prisões.

“Esta é claramente a primeira onda de ataques [a imigrantes] sob o governo Trump, e sabemos que não vai ser a única”, disse Cristina Jimenez, diretora-executiva da United We Dream, uma organização de jovens imigrantes, em entrevista à imprensa.

Agentes de imigração em Los Angeles, no estado da Califórnia, detiveram dezenas de pessoas em casa ou a caminho do trabalho. Em uma teleconferência nesta sexta-feira (10), o diretor de imigração para a área de Los Angeles, David Marin, disse que 160 pessoas foram presas. Segundo ele, desse total, 75% tinham condenação por crime. Os demais realizaram pequenos delitos ou estavam ilegalmente nos Estados Unidos. Entre as pessoas presas em Los Angeles, 37 foram deportadas para o México.

Emissoras de rádio em língua espanhola e a afiliada local da NPR (uma rádio pública dos Estados Unidos) vêm divulgando, em Los Angeles, anúncios sobre os direitos dos imigrantes. As emissoras estão convidando os imigrantes a participar de seminários para tomarem consciência das medidas que podem tomar na Justiça caso estejam sob ameaça de prisão ou deportação.

Edição: Denise Griesinger
José Romildo – Correspondente da Agência Brasil

As autoridades de imigração norte-americanas prenderam centenas de imigrantes sem documentos em pelo menos seis estados ao longo desta semana em uma ofensiva que aparentemente marca o início da aplicação em grande escala da ordem executiva do presidente Donald Trump, assinada em 26 de janeiro, destinada a deportar cerca de 11 milhões de imigrantes ilegais, inclusive 3 milhões, supostamente com antecedentes criminais.

Em janeiro, seis dias após tomar posse, Donald Trump assinou uma ordem executiva que ampliou as categorias de imigrantes sem documentos a serem incluídos na listas para deportação, cumprindo assim sua promessa de campanha para combater a imigração. Centenas de prisões foram confirmadas pelas autoridade de imigração de vários estados, mas a Casa Branca ainda não divulgou oficialmente o início da vigência da ordem executiva para deportações em massa.

Uma ordem executiva é uma norma que coloca em prática as políticas do governo a serem executadas pelas agências e departamentos oficiais. O ato se resume a uma ação de governo e não tem o poder de reverter uma lei aprovada pelo Congresso. Desde que tomou posse, Trump assinou 12 ordens executivas.

A ordem executiva de 26 de janeiro é ampla e não se resume a medidas para deportar imigrantes. Ela também prevê a contratação de mais de 10 mil agentes de imigração para fiscalizar as fronteiras e o interior do país, além de uma fiscalização das chamadas “cidades santuárias”, ou seja, dos municípios que se recusaram a transferir imigrantes sem documentos para o âmbito das autoridades federais.

Invasão

Funcionários da imigração confirmaram que agentes federais invadiram esta semana casas e locais de trabalho em Atlanta, Chicago, Nova York, Los Angeles e também em algumas cidades da Carolina do Norte e da Carolina do Sul, em busca de imigrantes sem documentos. No entanto, Gillian Christensen, porta-voz do Departamento de Segurança Interna, o órgão norte-americano que supervisiona os setores de imigração e de alfândega, não quis usar a palavra “invasão” para se referir às operações realizadas e falou em “ações direcionadas de rotina”.

Gillian disse que a ofensiva, que começou na segunda-feira (6) e terminou sexta-feira (10), prendeu imigrantes sem documentos provenientes de 12 países latino-americanos. “Estamos falando de pessoas que são ameaças à segurança pública ou uma ameaça à integridade do sistema de imigração”, disse. Segundo ela, a maioria dos presos eram criminosos sérios, incluindo alguns que haviam sido condenados por assassinato e violência doméstica .

Ativistas que combatem a repressão a imigrantes porém afirmam que as prisões não se resumiram a criminosos. Disseram também que a ação das autoridades envolveu uma área bem maior do que a admitida, uma vez que cidades dos estados da Flórida, Kansas, Texas e Virgíniaque também registraram prisões.

“Esta é claramente a primeira onda de ataques [a imigrantes] sob o governo Trump, e sabemos que não vai ser a única”, disse Cristina Jimenez, diretora-executiva da United We Dream, uma organização de jovens imigrantes, em entrevista à imprensa.

Agentes de imigração em Los Angeles, no estado da Califórnia, detiveram dezenas de pessoas em casa ou a caminho do trabalho. Em uma teleconferência nesta sexta-feira (10), o diretor de imigração para a área de Los Angeles, David Marin, disse que 160 pessoas foram presas. Segundo ele, desse total, 75% tinham condenação por crime. Os demais realizaram pequenos delitos ou estavam ilegalmente nos Estados Unidos. Entre as pessoas presas em Los Angeles, 37 foram deportadas para o México.

Emissoras de rádio em língua espanhola e a afiliada local da NPR (uma rádio pública dos Estados Unidos) vêm divulgando, em Los Angeles, anúncios sobre os direitos dos imigrantes. As emissoras estão convidando os imigrantes a participar de seminários para tomarem consciência das medidas que podem tomar na Justiça caso estejam sob ameaça de prisão ou deportação.

Edição: Denise Griesinger
 

fevereiro 12, 2017 Posted by | Migração | , , | Deixe um comentário

Entrada de brasileiros nos EUA poderá ser facilitada com Trump, diz embaixador

Isolamento dos aliens

Nação de Refugiados

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

A entrada de brasileiros nos Estados Unidos poderá ser simplificada com Donald Trump, segundo análise do embaixador do Brasil em Washington, Sergio Amaral. Ele disse acreditar que a curto prazo, a concessão de vistos àqueles que fazem visitas frequentes ao país, seja a negócios ou para algum tipo de intercâmbio, poderá ser facilitada. Já a total isenção de visto para brasileiros que queiram visitar os Estados Unidos ainda deve demorar mais.

“A concessão de vistos poderá ser facilitada para os que fazem visitas frequentes, muitas vezes a negócios, ou intercâmbio universitário e acadêmico para aqueles que viajam com frequência e que tiram vistos com mais frequência. Eles poderão ter, seja um visto com mais duração ou até mesmo a isenção”, disse hoje (20) Amaral, em entrevista ao programa Revista Brasil, transmitido pela Rádio Nacional de Brasília, Rádio Nacional do Rio de Janeiro, Rádio Nacional da  Amazônia e Rádio Nacional do Alto Solimões.

A intenção é que o Brasil integre a lista de países cujos cidadãos possam participar do programa Global Entry (Entrada Global), que simplifica a entrada dos visitantes, informou o ministro. Atualmente, participam do programa a Colômbia, o Reino Unido, Alemanha, Panama, Singapura, Coreia do Sul, Paixes Baixos e cidadãos mexicanos.

Já a isenção de visto para que brasileiros visitem o país ainda deve demorar. Isso porque, para que a questão seja discutida nos Estados Unidos, é preciso que o país solicitante tenha um índice menor a 3% de pedidos de visto negados. “Com o agravamento da crise no Brasil, a porcentagem de pedidos de visto negados aumentou. No momento, não estamos em um período favorável para a negociação desses vistos. Mas acho que podemos retomar esses temas tão logo a situação econômica brasileira melhore e o número de vistos que não são concedidos reduza o seu percentual”, diz Amaral.

Donald Trump, o candidato do Partido Republicano que ganhou uma das eleições mais surpreendentes da história norte-americana, será a partir de hoje (20) o 45º presidente dos Estados Unidos. Quase 1 milhão de pessoas são esperadas para assistir à cerimônia no Capitólio, sede do Congresso americano. O juramento de posse ocorrerá às 12h, em Washington, 15h em Brasília. Em seguida, Trump fará seu primeiro pronunciamento como presidente.

Durante a campanha, Trump repercutiu ideias polêmicas e acentuou debates protecionistas e de restrição comercial que devem atingir países como a China e o México. Na avaliação de Amaral, o Brasil não deve ser impactado. “O Brasil não tira investimento dos Estados Unidos e leva para o nosso país, reduzindo as possibilidades de emprego [nos Estados Unidos]. Os investimentos americanos estão em nosso país há décadas e não há nenhum movimento de saída de investimento para o Brasil que possa prejudicar o nível de emprego nos Estados Unidos”, diz. Segundo ele, nos últimos anos, o Brasil investiu US$ 30 bilhões nos Estados Unidos e criou quase 100 mil empregos.

“O novo governo americano vai dar importância ao componente empresarial. O próprio presidente eleito, que toma posse hoje, já disse que quer que empresas americanas desempenhem um papel importante na diplomacia amaricana e que os Estados Unidos tenderão a privilegiar acordos bilaterais de comércio e investimento. Para nós, isso é uma grande vantagem”, diz. Segundo o embaixador, a relação do Brasil com os BRICS [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] não deve mudar. “São coisas diferentes que tem que ser mantidas em planos diferentes”.

De acordo com o embaixador, Brasil e Estados Unidos deverão ajustar cada vez mais os critérios que dificultam a entrada de produtos em solo americano. Isso significa uma convergência regulatória que aproxime os critérios de identificação de produtos, de qualidade, de segurança sanitária, e outros.

Em uma eleição que dividiu o povo americano, Trump toma posse em meio a protestos. Ontem houve protestos em Whashington e Nova York. Novos protestos estão previstos também em outros países. A Marcha das Mulheres, por exemplo, vai ocorrer em Portugal.

Edição: Maria Claudia
 

janeiro 20, 2017 Posted by | Migração | , , , | Deixe um comentário

Países mais perigosos que a Coreia do Norte para turistas

O  estado mais secreto do mundo pode parecer um lugar arriscado para os turistas, mas há outros países que são muito mais perigosos para passar as férias.

Prender o vice-comissário da Polícia Nacional Juan Francisco Sosa por seu suposto envolvimento no assassinato em 2009 do chefe anti-droga Julian Aristides Gonzalez.

Preso o sub-comissário da Polícia Nacional Juan Francisco Sosa por seu suposto envolvimento no assassinato, em 2009, do delegado anti-drogas  Julian Aristides Gonzalez – Jorge Cabrerapara a Reuters
 
A Coreia do Norte é considerado por muitos, como o país mais secreto  do mundo. O Turismo é rigidamente controlado e limitado a grupos organizados, segundo informa o  ” The Independent “.

Além disso, pode ser uma  experiência desagradável para aqueles que não seguem as regras, como aconteceu com o turista americano Otto Warmbier, que confessou ter roubado o hotel onde ele estava hospedado em Pyongyang . Os juízes condenaram-no a quinze anos de trabalhos forçados.

No entanto, há uma lista de países para os quais a viagem não é recomendada, inclusive  por ser pior que a Coreia do Norte.

Honduras

“O crime e a violência são problemas sérios em toda Honduras já  que o país tem uma das maiores taxas de homicídios do mundo”, diz o Foreign and Commonwealth Office (FCO), o Ministério do Governo Britânico que lida com as relações exteriores “Evite andar em torno de Tegucigalpa, San Pedro Sula e outras grandes cidades em Honduras continental”, acrescenta.

A cidade de San Pedro Sula está entre as mais perigosas do mundo, com a segunda maior taxa de homicídios. O FCO alerta que ataques armados contra carros e ônibus são comuns.

Chad

rebeldes chadianos

Finbarr O’Reilly rebeldes chadianos – Reuters

Chad ficou em último lugar na lista  Travel and Tourism Competitiveness Study de 2.015, que classifica os países do mundo inteiro em categorias, tais como  “segurança” e “abertura internacional”. Além disso, o Governo declarou estado de emergência na região do lago Chad em resposta aos ataques transfronteiriços pelo Boko Haram.

Paquistão

Além de ter a homossexualidade punível com prisão perpétua, este país está entre os 10 menos pacíficos  de acordo com o Índice Global da Paz deste ano.

Até mesmo o guia Lonely Planet, que geralmente se esforça para encontrar o lado bom de cada país, mesmo nos cantos mais difíceis do mundo, diz: “As pessoas costumavam dizer que os riscos de viajar para o Paquistão eram exagerados pelos meios de comunicação, mas nos últimos anos têm visto um aumento acentuado na violência política e sectária. A maioria dos governos estrangeiros desaconselham viagens para várias partes do país e, em muitos lugares, exige que os visitantes estrangeiros estejam com escolta armada “.

Somália

As forças de segurança assistir o membro Somali do Parlamento Abdalla Chefe depois de sofrer um carro-bomba

As forças de segurança ajudam um membro do parlamento Somali,  Abdalla, depois de sofrer um atentado com carro bomba  – Reuters.

O FCO desaconselha qualquer viagem para o país em “conflito” da Somália, onde  “grupos terroristas ameaçam ocidentais e aqueles que trabalham para organizações ocidentais.”  Além disso, esta nação foi classificada como a mais corrupta de acordo com o  Índice de Percepção da Corrupção .de 2.015.

RT-TV

setembro 24, 2016 Posted by | Internacional, Migração | , , | 1 Comentário

Brasil é o quarto pior país para imigrantes

Babilônia maravilhosa

Prazer e Perigo

O Expat Insider publica pesquisa anual realizada pela InterNations onde pior se sentem os extrangeiros que lá se estabelecem. O resultado é baseado em pesquisas referentes a qualidade de vida, segurança e simpatia do país anfitrião. Veja a seguir a lista dos piores países segundo a pesquisa.

01 – Kuwait

02 – Grécia

03 – Nigéria

04 – Brasil

05 – Arábia Saudita

06 – Egito

07 – Moçambique

08 – Catar

09 – Itália

10 – Tanzânia

RT-TV

Cidades mais odiadas pelos turistas

Países mais perigosos para turistas

setembro 1, 2016 Posted by | Migração | , , , | Deixe um comentário

Guia para viajantes da Receita Federal

guia da muamba

Guia para Viajante

Daniel Lima – Repórter da Agência Brasil

O Guia da Alfândega para Viajantes, da Receita Federal, passa a ser publicado em seis diferentes idiomas. As informações estão agora disponíveis em português, inglês, espanhol, italiano, alemão e francês. As novas versões contam também com o guia rápido para o viajante saber o que pode trazer para o país, o que deve ser declarado e o que é proibido.

O guia traz ainda esclarecimentos sobre quantidades, situações sujeitas a sanções administrativas e penais, e um passo a passo de como se deve proceder para informar bens e valores na Declaração Eletrônica de Bens do Viajante (e-DBV) , que é o documento digital que o passageiro dispõe para cumprir com as obrigações seja na saída ou na entrada no país.

A declaração está disponível no site da Receita Federal na internet, podendo ser preenchida, inclusive, por tablets e celulares , ou nos terminais de autoatendimento nos pontos de entrada no país, que dispõem do serviço.

Edição: Fernando Fraga
 

julho 31, 2016 Posted by | Migração | , , | Deixe um comentário

Cidadania é concedida para 900 imigrantes na Europa

Tabu X Migração

Tabu X Migração

Marieta Cazarré – Correspondente da Agência Brasil

Em 2014, cerca de 890 mil pessoas adquiriram a cidadania de um dos Estados-Membros da União Europeia (UE), segundo estudo divulgado hoje (13) pelo Eurostat, o banco de dados europeu. Entre os que obtiveram a cidadania naquele ano, 89% eram cidadãos de países de fora da UE, cerca de 788 mil pessoas.

O número foi menor do que o registrado em 2013, quando 981 mil pessoas obtiveram a cidadania europeia. Desde 2009, já são mais de 5 milhões de novos cidadãos.

Marrocos foi o país com o maior número de concessões obtidas (92.700), dos quais 88% foram requeridas na Espanha, Itália ou França.

A Albânia foi o segundo país com mais cidadanias obtidas (41 mil), das quais 96% adquiridas da Grécia ou da Itália. A Turquia aparece em terceiro lugar, com 37.500 cidadanias obtidas, das quais 60% provenientes da Alemanha.

Em seguida, aparecem a Índia (35.300, com maioria de cidadanias britânicas); o Equador (34.800) e a Colômbia (27.800), ambos com maioria espanhola; e o Paquistão (25.100, com aproximadamente 50% de cidadanias britânicas).

Cidadãos da UE

Em quinze países da UE, pelo menos 9 em cada 10 cidadanias concedidas foram para pessoas não-europeias. Na Estônia, por exemplo, 100% das cidadanias foram concedidas a cidadãos de fora da UE. Na Bulgária, a percentual foi de 99%, enquanto na Espanha, Lituânia e Romênia a taxa ficou em 98%. A Grécia e a Letônia apresentaram índice de 97%; Dinamarca, Portugal e Eslovênia (95%), Polônia (94%), Itália (93%), Reino Unido (92%), Croácia (91%) e França (90%).

Luxemburgo, Hungria e Malta foram os únicos países onde a maioria das pessoas que adquiriram a cidadania já eram cidadãos da UE. Os romenos (24.300 pessoas) e os poloneses (16.100) foram os dois maiores grupos de cidadãos europeus a adquirirem cidadania de outro país da UE.

No caso de Luxemburgo, os cidadãos portugueses foram os que mais obtiveram cidadania, seguidos por italianos, franceses, belgas e alemães. Já na Hungria, os pedidos foram quase todos de cidadãos romenos; e em Malta, os britânicos representaram a maior parcela.

A Espanha foi o país que mais concedeu cidadanis (205.900), o que representa 23% de todas as cidadanias concedidas na UE em 2014. Em seguida aparecem Itália (15%), Reino Unido (14%), Alemanha e França (12%).

Em 2014, as maiores taxas de naturalização foram registradas na Suécia, na Hungria e em Portugal. Essa taxa é calculada levando-se em conta o número de pessoas que adquiriram a nacionalidade de um país em relação à quantidade de estrangeiros residentes naquele país.

Em Portugal, para cada 100 estrangeiros residentes, 5,3 obtiveram a cidadania naquele ano. Entre as 20.168 pessoas que obtiveram cidadania portuguesa, 23% eram brasileiras (4.656 pessoas).

A União Europeia inclui Bélgica, Bulgária, República Checa, Dinamarca, Alemanha, Estônia, Irlanda, Grécia, Espanha, França, Croácia, Itália, Chipre, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Hungria, Malta, Países Baixos, Áustria, Polônia, Portugal, Romênia, Eslovênia, Eslováquia, Finlândia, Suécia e Reino Unido.

Edição: Denise Griesinger

junho 13, 2016 Posted by | curiosidades, Empreendedorismo, Internacional, Migração, oportunidades | , , , | Deixe um comentário

The good country – Ranking dos países

Suécia é o melhor

Melhores Países

A Suécia é o único país a conseguir o topo em duas categorias: distribuição de renda, saúde e bem-estar.

Togo e Libéria tem boa distribuição de renda, mas despencam em saúde e bem-estar, o que mostra que distribuição de renda no fundo do poço não é muita vantagem. Isso acontece muito em países envolvidos em guerras ou vítimas de terremotos, por exemplo.

Quem passa vergonha, naturalmente, é o Brasil, um dos países mais ricos do mundo, mas com uma das piores distribuições. Na saúde até que vai bem, mas  depois do golpe…

01 – Suécia

02 – Dinamarca

03 – Holanda

04 – Reino Unido

05 – Alemanha

06 – Finlândia

07 – Canadá

08 – França

09 – Áustria

10 – Nova Zelândia

11 – Irlanda

12 – Suíça

13 – Noruega

14 – Bélgica

15 – Chipre

16 – Luxemburgo

17 – Austrália

18 – Itália

19 – Japão

20 – Espanha

21 – Estados Unidos

22 – Hungria

23 – Portugal

24 – Cingapura

25 – Polônia

26 – Malta

27 – Islândia

28 – Chile

29 – Eslovênia

30 – Bulgária

31 – República da Coreia

32 – Grécia

33 – Maurício (Ilhas)

34 – Tcheca

35 – Moldávia

36 – Romênia

37 – Eslováquia

38 – Croácia

39 – Estônia

40 – Latvia

41 – Costa Rica

42 – Israel

43 – Brasil

44 – Barbados

45 – Geórgia

46 – Malásia

47 – Sérvia

48 – Tunísia

49 – Lituânia

50 – Montenegro

51 – Argentina

52 – África do Sul

53 – Uruguai

54 – Egito

55 – Turquia

56 – Jamaica

57 – Tailândia

58 – Catar

59 – Jordânia

60 – Macedônia (Iugosláv)

61 – Panamá

62 – Colômbia

63 – Líbano

64 – Emirados Árabes Unidos

65 – Samoa

66 – Camarões

67 – China

68 – Gana

69 – México

70 – Índia

71 – Equador

72 – Rússia

73 – Marrocos

74 – Filipinas

75 – Bahamas

76 – Fiji

77 – Cabo Verde

78 – Ucrânia

79 – Belarus

80 – Oman

81 – Seychelles

82 – Armênia

83 – Indonésia

84 – Benin

85 – Sri Lanka

86 – Burkina Faso

87 – Namíbia

88 – Bósnia

89 – Guatemála

90 – Arábia Saudita

91 – República Dominicana

92 – Trinidad y Tobago

O Brasil está classificado especificamente em:

Ciência e tecnologia – 98

Cultura – 49

Paz e segurança mundial – 37

Ordem mundial – 42

Clima e planeta – 33

Propriedade e igualdade – 158

Saúde e bem-estar – 32

93 – Kenia

94 – Granada

95 – Paraguai

96 – Zambia

97 – Azerbajão

98 – Kuwait

99 – Guiana

100 – Swaziland

Veja tabela completa

 

junho 8, 2016 Posted by | curiosidades, Internacional, Migração, oportunidades | , , , , , | Deixe um comentário

Cidade vai pagar para quem quiser morar nela

Pagando aos Cidadãos

Cidade dos Sonhos

Pagamento para viver. Simples assim. As autoridades da cidade suíça de Lausanne já aprovaram o projeto piloto. A  iniciativa juridicamente não vinculante foi apoiada pela Câmara Municipal da cidade de Lausanne, por 39 votos a favor, 37 contra, informa o site da Basic Income Earth Network.

O projeto será semelhante ao testado na cidade de Utrecht (Holanda) incluirá uma amostra de população de 120.000 pessoas e vai requerer financiamento do governo regional e nacional.

ler mais

Rumo a renda básica dos utopia ': É hora de que nós pagamos sem trabalhar?

O conceito de renda básica universal vem recebendo elogios e críticas de ambos os lados da política. Os defensores afirmam que podem diminuir a desigualdade econômica, enquanto os céticos dizem que isso vai  desencorajar o desejo de trabalhar.

Mesmo assim, no dia 5 de junho os cidadãos suíços irão votar em um referendo e decidir se o Estado deve fornecer um subsídio mensal de US $ 2.600 dólares para as pessoas adultas e US $ 650 para os menores de idade. A maioria do Parlamento suíço se opõe à ideia.

Além de Lausanne e Utrecht, a ideia tem atraído o interesse do Governo finlandês e da província canadense de Ontário .

RT-TV

Canadá vai dar dinheiro para a população

Auroville – a cidade mais estranha do mundo

Primeiro país só de milionários

 

abril 21, 2016 Posted by | Migração | , , , , | 1 Comentário

Turismo do nascimento

baby

Os brasileiros já tentaram de tudo para entrar nos EUA: Coyotes do México, fronteira do Canadá, Bahamas, visto de turista, dupla cidadania, investidor (500 mil dólares), intercâmbio, visto de estudante, casamento com cubano(a), casamento com americano(a), etc. Todas as formas citadas funcionam mas, além do trabalho que dá, os riscos são grandes, principalmente as formas ilegais.

Uma forma legal que sempre atraiu os chineses e que começa a cair no gosto do brasileiro é o “turismo do nascimento”, onde a futura mamãe viaja para os EUA e tem o bebê na Flórida. Segundo a constituição americana, todo bebê que nasce na Flórida é legalmente americano, assim, a mamãe volta ao Brasil com o filho já com passaporte de americano.

Segundo o médico responsável, não há nada de errado nisso, afinal, as mamães tem condições de pagar por um atendimento de qualidade, e isso não quer dizer que elas queiram vir para os EUA, apenas querem um bom tratamento para os seus filhos.

A lei que dá direito à cidadania americana ao bebê já existe há pelo menos dez anos, mas só agora os brasileiros tiveram conhecimento da tal lei. Ao completar 21 anos, o americano poderá pleitear que seus pais se tornem residentes.

O pediatra deu entrevista ao site AcheiUsa dando detalhes de como funciona o processo de parto de bebês com a ajuda da agência Ser Mamãe em Miami e, naturalmente, causou polêmica, principalmente em redes sociais como a Facebook.

Auxílio aos imigrantes nos EUA

Mobile Home – O jeitinho americano

By Jânio

dezembro 18, 2015 Posted by | Migração | , , , | Deixe um comentário

Países mais perigosos para turistas

Países Violentos

Países Violentos

Dada a crescente onda de ataques terroristas e conflitos armados em todo o planeta, uma das maiores companhias de seguros de viagens e assistência médica do mundo apresentou a versão mais recente de um mapa que permite conhecer os locais mais e menos perigosos do mundo. A qualidade da assistência médica e os riscos que podem surgir para os turistas, determinam a classificação.

Desde 2010, a empresa britânica International SOS se propôs a tarefa de recolher informações sobre os diferentes destinos turísticos, dependendo do seu nível de atendimento (serviços de emergência, saúde bucal, tratamento de doenças),  avaliando,por sua vez,  as ameaças que podem representar esses locais para os viajantes: violência política (tumultos, terrorismo), a agitação social (violência étnica, seitas) ou a criminalidade em geral, entre outros.

A partir desses dados, a organização publicou a mais recente versão de seu ‘Travel Risk Map “, onde os países são classificados em cinco níveis: risco insignificante (I),  baixo risco (L), médio risco (M), alto risco (H) e extremo risco (E). Além disso, a cor com a qual cada país é identificado, em uma escala que vai do marrom ao vermelho, para avaliar a eficácia dos serviços de saúde.

De acordo com os parâmetros considerados, Síria, Iraque e Afeganistão são alguns dos países classificados como risco extremo. No lado oposto estão Argentina, a maior da Europa (incluindo a França) e Israel ao apresentar um risco mínimo. Grande parte da África e América do Sul são listados como países moderadamente perigosos.

Rob Walker, diretor de informação e análise da International SOS, disse esta semana que a situação global atual tornou o mundo um lugar perigoso, de um modo geral,  razão pela qual  é essencial compreender os riscos e tomar as medidas adequadas para proteger os viajantes e otimizar o trabalho das empresas de turismo.

proibido para turistas

Países Perigosos

RT-TV

Cidades com mais homicídios

Cidades mais odiadas pelos turistas

dezembro 10, 2015 Posted by | Migração | , , , | 2 Comentários

Auxílio aos imigrantes nos Estados Unidos

alerta máximo

Terrorismo Americano

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Aid for Aids
Endereço: 120 Wall St 26th Floor
New York, NY 10005
Tel.: 1(212)337-8043
Observações: Educação e prevenção do vírus HIV. Exame
gratuito de HIV. Aconselhamento individual, aulas de inglês,
serviço dentário e informação migratória para pacientes.
Grupos de apoio para homens e mulheres com HIV. Sigilo total.
Site: http://www.aidforaids.org/

Alcoólicos Anônimos
Tels.: 1(718)426-7467 – Queens
1(718)439-3367 – Brooklyn
1(718)292-6787 – Bronx
Observações: O alcoolismo é uma doença que precisa de
tratamento para ser controlada. Você não pode se curar
sozinho. Não destrua sua vida e das pessoas que te amam.
Procure ajuda.
Alzheimer’s Association
Endereço: 360 Lexington 4th Floor
New York, NY 10017
Tel.: 1(646)744-2949, 1(800)272-3900
Observações: Cuidados a pessoas com Alzheimer’s e outras
doenças relacionadas
Site: http://www.alznyc.org/aboutus/site.asp
American Red Cross
Site: http://www redcross.org/index.html

American Heart Association
Tel.: 1(800)242-8721
Observações: Orientações sobre vida saudável e manutenção de
problemas cardíacos, de pressão e colesterol.
Site: http://www.heart.org/HEARTORG/
 

American Red Cross of Greater Chicago
Endereço: 2200 West Harrison Strett, Chicago IL 60612.
Tel: (312) 729.6100
Fax: (312) 729.6304
Horário: segunda a sexta-feira, das 8:30 às 16:45hs.
Observações: serve mais de 8.300.000 pessoas dentro da região da Grande
Chicago que abrange os condados de Cook, DuPage, Kane, Kendall, Lake,
McHenry.

Bellevue Hospital Center
Endereço: 462 1st Ave
New York, NY 10016
Tel.: 1(212)562-4141
Observações: serviço médico de baixo custo de acordo com a
renda familiar. Serviço médico geral, Ginecologia e
papanicolau, mamografia, Pediatria, Lesões no cérebro e
medula, Cardiologia, Neurologia, Programa Pré-natal,
Toxicologia, emergências.
Site: http://www.nyc.gov/html/hhc/html/facilities/bellevue.shtml
 

Catholic Charities/ALAC
Endereço: 731 West Washington Street
Milwaukee, WI 53204-2311
1(312) 427-7078
Observações: assistência gratuita ou a baixo custo.

Center for Immigrant Health – NYU
Tel: 1(212)263-8783
Observações: Orientações para imigrantes com câncer e apoio
em geral.
Site: http://www.med.nyu.edu/cih/contact.html
 

Centro Latino
Endereço: 206 Austin Ave., Suite G
Columbia, MO 65203
Telefone: (573) 449-9442
E-mail: edc2fe@hotmail.com
Site: http://centrolatino.missouri.org
Observações gerais: organização sem fins lucrativos de voluntários que prestam aconselhamento legal e jurídico a imigrantes latino-americanos; programa de serviços comunitários para jovens, tradução juramentada de documentos, serviços de intérpretes junto a cortes e promotorias.

Centro Romero
Endereço: 6216 North Clark
Chicago, IL 60660
Telefone: (773) 508-5300
FAX: (773) 508-5399
E-mail: info@centroromero.org
Site: http://www.centroromero.org
Observações gerais: organização sem fins lucrativos direcionada à população imigrante latino-americana na área metropolitana de Chicago. Serviços nas áreas de educação, apoio às vítimas de violência doméstica, aconselhamento legal e jurídico, educação de adultos, ensino da língua inglesa, cursos de informática.

Centro San Bonifacio – Centro de comunidade solidária.
Assistência educacional e de saúde a famílias latinas de
baixa renda.
5340 W. Diversey
Chicago, IL 60639
Site: www.sanbonifacio.org

Chicago Hispanic Health Coalition – Serviços de saúde
para a família imigrante. Seguro médico para crianças e
adolescentes.
2525 S. Michigan Avenue, Suite 247B
Chicago, IL 60604-3635
Email: es@chicagohispanichealthcoalition.org

Clinica Alivio
Endereço: 966 West 21st Street
Chicago, IL, 60608
Telefone: 312-829-6304
Site: http://www.aliviomedicalcenter.org/
Observações gerais: atendimento grátis para imigrantes em ginecologia, obstetrícia, clínica geral e outras áreas médicas.
Connecticut Area Health Education Center (AHEC) 
University of Connecticut Health Center, 263 Farminghton Avenue,
Farmington, CT 06030-2928,
tel: 860 679 7968; “Greater Bridgeport Mental Health Center” – 1635
Central Avenue. Bridgeport , CT 06610, tel: 203 551 7507
(para saúde mental) e 203 551 7428 (para abuso no uso de drogas);
 

 CORE/El Centro – Centro comunitário acessível a famílias
de baixa renda, especialmente imigrantes latinos. Programas
preventivos de saúde, terapias holísticas, atividades
recreativas e educacionais.
611 W. National Ave. Piso 4
Milwaukee, WI – 53204
Tel.: (414)384-2673
Dra. Ana Paula Soares (414) 530-4620

Erie Neighborhood House
Contato: Ricardo Estrada, Diretor
Endereço: 1701 W. Superior St. | Chicago, IL 60622
Telefone: (312) 563.5800 | Fax: (312) 563.5810
E-mail: info@eriehouse.org
E-mail: restrada@eriehouse.org
Site: http://www.eriehouse.org
Observações: ajuda legal e educacional a imigrantes latinos e de outras origens.

Florida Immigrant Coalition
Miami, Florida 33137
Tel: (305) 573-1106 ext. 1160
Fax: (305) 576-6273
E-mail: dskovholt@fiacfla.org
Site: http://www.fiacfla.org/coalition.php
Observações: Programa da “Florida Immigrant Advocacy Center”

Gouverneur Healthcare Services
Endereço: 227 Madison St
New York, 10002 NY
Tel.: 1(212)238-7826 e 1(212)238-7897
Observações: Pediatria e adolescência, ginecologia e
obstetrícia, saúde mental, serviços dentários, dermatologia,
oftamologia, medicina geral, programas de HIV, Programa pré-natal, planejamento familiar.
Site: http://www.nyc.gov/html/hhc/gouverneur/html/home/home.shtml
 

Healthcare Alternative Systems (H.A.S.) – assistência a
dependentes do álcool e da droga, saúde mental, violência
doméstica, assistência à família, trabalho em comunidades,
alojamentos temporários, leis trabalhistas, etc. São várias
as localidades espalhadas por Chicago.
Tel.: (773)252-3100 Site: www.hascares.org ;
endereço eletrônico: info@hascares.org

Hispanic Unity of Florida
Memorial Regional Hospital
Medical Office Center
1150 N 35th Avenue, Ste. 300
Hollywood, FL 33021
Tel: (954) 265-3096; (954) 618-7288
Fax: (954) 989-0454
E-mail: rrezende@hispanicunity.org

Icla da Silva Foundation
Nova York, Estados Unidos
Observações: Instituição que se dedica ao cadastramento de doadores de medula óssea para o tratamento da leucemia infantil.

Igreja Brasileira da Esperança
Bloomington, Minnesota
Observações: Organização religiosa que se dedica à assistência ao imigrante brasileiro naquela área.

Illinois Coalition for Immigrant and Refugee Right
Endereço (s): 55 E. Jackson Blvd, Suite 2075
Chicago, IL 60604
Endereço (2): 36 S. Wabash St. No. 1425
60603 Chicago, IL
Telefone (s) : (312) 332-7360 – Ext. 211 ou (312) 332-7360
Fax: (312) 332-7044
E-mail: jhoyt@icirr.org
Site: http://www.icirr.org
Observações: ajuda legal a imigrantes na obtenção de benefícios do serviço público, integração das famílias de imigrantes à sociedade e modo de vida norte-americanos.

Instituto del Progreso Latino
Endereço: 2570 S. Blue Island | Chicago, Ilinois 60608
Telefone: (773) 890-0055 | Fax: (773) 890-1537
E-mail: juan@idpl.org
Site: http://www.idpl.org
Observações: ensino do inglês, ajuda com emprego, adaptação das crianças ao sistema educacional norte-americano e à vida em Chicago.

Lasos Latinos Aulas (Inglês, Computaçao , Espanhol,
Italiano, Caixa bancário e outros)
Na escola ao lado da igreja St. Charles Borromeo
1635 N 37th Ave, Melrose Park, Il 60160
Preços baixos.

Legal Aid of Western Missouri – Volunteer Attorney Project
(St. Joseph)
Endereço: 106 South 7th Street, 4th Floor
Saint Joseph, MO 64502
Telefone: (816) 364-2325
Fax: (816) 364-2647
Site: http://www.lawmo.org
Observações gerais: advogados voluntários em áreas de serviço público: falência, assistência ao consumidor, custódia de filhos, dissoluções de casamentos, violência doméstica, empregos, moradia, imigração, direitos civis, transações imobiliárias, testamentos.

Liberty Immigration Services
E-mail: info@libertylegalservices.us

Make the Road New York
Tel.: 1(718)565-8103
Observações: Organização que promove a saúde, trabalho,
educação, moradia e luta pelos direitos civis dos imigrantes
de Nova York.
Site: http://www.maketheroad.org

MALDEF
Mexican American Legal Defense & Education Fund
Endereço: 11 East Adams Suite 700
Chicago, IL 60603
Telefone: (312) 427-0701
E-mail: aflores@maldef.org
Site: http://www.maldef.org
Observações gerais: apoio legal e educacional aos imigrantes mexicanos no Estado de Illinois, extensivo a outras comunidades imigrantes latino-americanas.

MAPS: Massachusetts Alliance of Portuguese Speakers
Local 1: 24 Union Avenue
Suites 8 e 10
Framingham, MA 01702
Telefone : 508-397-9051

Local 2: 11 Mill Street,
Lowell, MA 01852
Telefone : 978-970-1250
Fax: 978-970-0843

Local 3: 1 Stoughton Street,
Dorchester, MA 02125
Telefone: 617-825-5897
Fax: 617-825-4167

Local 4: 569, Cambridge Street
Allston, MA 02134
Telefone: 617-787-0557
Fax: 617-779-9586

Local 5: 92 Union Square
Somerville, MA 02143

Local 6: 1046 Cambrige Street,
Cambridge, MA 02139
Telefone: 617-864-7600
Fax: 617-864-7621
Página eletrônica: http://www.maps-inc.org
Metropolitan Hospital Center
1901 1st Ave and 97TH St
Tel.: 1 (212) 423-7000, 1 (212) 423-7993
Observações: Serviços médicos gerais para crianças e adultos.
Clínica da mulher: ginecologia, mamografia, planejamento
familiar. Saúde mental e clínica para idosos.
Site: http://www.nyc.gov/html/hhc/html/facilities/metropolitan.shtm

MIRA: Massachusetts Immigrant and Refugee Advocacy
Coalition
105 Chauncy Street, # 901
Boston, MA 02111
Telefone: 617-350-5480
Fax: 617-350-5499
Página eletrônica: http://www.miracoalition.org

My Sister’s Place – Violência Doméstica
Endereço: One Water St
White Plains, NY 10601
Tel.: 1(800)298-7233
Site: www.mysistersplaceny.org
Observações: “Ninguém tem o direito de abusar de você”. Apoio
e aconselhamento a mulheres e crianças.

National Immigration Justice Center
Endereço: Heartland Alliance for Human Needs and Human Rights
208 S. LaSalle Street, Suite 1818
Chicago, IL 60604
Telefone: (312) 660-1300
Fax: (31) 660-1500
E-mail: mmcarthy@heartlandalliance.org
Site: http://www.heartlandalliance.org
Observações gerais: ajuda legal a imigrantes na obtenção de benefícios do serviço público, integração das famílias de imigrantes à sociedade e modo de vida norte-americanos.

Neuróticos Anônimos
Tel.: 1(718)606-2850 – Queens
1(914)969-3590 – Yonkers

Oferta de empregos
“Our Lady of Mount Carmel Church”
1101 N. 23rd Street, Melrose Park,Il 60160
Tel.: 1(708) 344-4140 fax 1(708) 244-0902
Email: olmcshrinemp@gmail.com
Todas as quinta-feiras, das 10am às 12 pm.

Planned Parenthood of New York City
Observações: serviço de planejamento familiar de baixo custo.
Papanicolau, teste de gravidez, anticoncepcionais, exames
ginecológicos, exames de doenças sexualmente transmissíveis e
HIV, serviço para homens, oficinas de saúde e aconselhamento
individual.
Endereço: 26 Bleecker St – Manhattan
44 Court St – Brooklyn
349 149th St – Bronx
Tel.: 1(800)230-7526
Site: http://www.plannedparenthood.org/nyc/
Projeto de Assistência ao Imigrante – Scalabrini
Endereço: Saint Vincent & Our Lady Aparecida Catholic Church,
6350 NW 18th street, Margate, FL.
Telefone: 754-235-3757
Email: pais@catolicosnaflorida; orgpais@catolicosnaflorida.org
Site: www.catolicosnaflorida.com
Observações gerais: Por intermédio de parcerias com
instituições governamentais e filantrópicas, oferece aos
imigrantes assistência jurídica, escolar, médica e
psicológica.
 

Projeto 100
Endereço: Austin, Texas, Estados Unidos
Website: http://projeto100.org
Observações: Objetivo de assistir e educar famílias vivendo abaixo da linha da pobreza, no Brasil e no Exterior.
 

Ralph Lauren Center for Cancer and Prevention
Endereço: 1919 Madison Ave and 124th St
New York, NY 10035
Tel.: 1(212)537-5516, 1(212)987-1777
Observações: Exames sem custo ou a baixo custo para pessoas
sem seguro de saúde que vivam no estado de Nova York.
Colonoscopia (50 anos), vacina para câncer cervical (13 a 26
anos), mamografia e papanicolau (pergunte os pré-requisitos),
próstata (45 anos).
Site: http://www.ralphlaurencenter.org/
 

Salvation Army
Tel: 1 (312)738-4360
Site: http://www salvationarmyusa.org

SOS Children’s Village Illinois – Assistência a filhos de
pais dependentes do álcool e da droga. Apoio a mães
adolescentes.
216 W. Jackson Blvd.
Chicago, IL 60606
Tel.: (312) 372-8200
Website: www.sosillinois.org

The Missouri Multicultural Network
Institute of International Studies
Missouri Southern State University
Endereço: 3950 East Newman Road
Joplin, MO 64801
Telefone: (417) 625-9372
Site: http://www.mssu.edu/missouri/
Observações: centro de recursos para serviços públicos. Cidadania, comunidade, educação, saúde, moradia, assuntos de imigração, lei/assistência legal, segurança, transporte, e outras áreas de assistência.

Wisconsin Judicare, Inc. (North Wisconsin)
JUDICARE HELPLINE
Tel: 1-800-472-1638
Observações: serviço disponível entre 8:30 e 16:30 de segunda a sexta-feira.

“Women’s Center of Greater Danbury” – tel: 203 731 5200 (24 h
de atendimento).

2 West Street
Danbury, Connecticut  06810
E-mail: womenscenter@wcogd.org
Site: http://wcogd.org/
Fax: (203)  731-5207
National Domestic Violence Hotline: 1-800-799-SAFE (7233)
                                                    1-800-787-3224 (TTY)
 

Vencedoras na América- The Winner Women Association
Miami, FL
Tel: (305) 298-5395
Site: http://wwomen.org
E-mail: mbsilva@bellsouth.net
Observações: Associação de apoio a mulheres imigrantes.

Fonte:

Ministério das Relações Exteriores
Esplanada dos Ministérios, Bloco H, Anexo I, Térreo,
Brasília, DF – Brasil – 70170-900 – E-mail: brasileirosnomundo@itamaraty.gov.br

Posts relacionados:

Dez países com mais imigração

Estados Unidos limitará deportação de imigrantes ilegais

Mobile Home – O jeitinho americano

Lugares mais seguros da Flórida

novembro 9, 2015 Posted by | Migração | , , , , , , , | 1 Comentário

Países mais violentos e pacíficos do mundo

Islândia_1

A revista The Economist em parceria com aUniversidade de Sydney,Austrália;Universidade de Londres,Reino Unido; e com aUniversidade de Uppsala e oInstituto Internacional de Pesquisas pela Paz de Estocolmo, ambos na Suécia; criaram oÍndice Global da Paz para analisar a nível global os esforços pelas paz, tanto de caráter interno como externo. No índice de 2012 o primeiro colocado é a Islândia e o último é a Somália. O Brasil aparece em 83º lugar e Portugal em 18º lugar. Bahamas,Porto Rico, Belize, Suriname, Guiana Francesa, Saara Ocidental, Togo, Sudão do Sul, Somalilândia, Kosovo, Cisjordânia, Brunei, Timor-Leste, Ilhas Salomão, Nova Caledônia e Fiji não aparecem no relatório.

Países mais pacíficos e violentos em 2.014
01 – Islândia

02 – Dinamarca

03 – Áustria

04 – Nova Zelândia

05 – Suíça

06 – Finlândia

07 – Canadá

08 – Japão

09 – Bélgica

10 – Noruega

11 – República Checa

12 – Suécia

13 – Irlanda

14 – Eslovênia

15 – Austrália

16 – Butão

17 – Alemanha

18 – Portugal

19 – Eslováquia

20 – Países Baixos

21 – Hungria

22 – Catar

23 – Polónia

24 – Maurícia

25 – Singapura

26 – Espanha

27 – Croácia

28 – Taiwan

29 – Uruguai

30 – Chile

31 – Estónia

32 – Bulgária

33 – Malásia

34 – Itália

35 – Roménia

36 – Botswana

37 – Kuwait

38 – Laos

39 – Letônia

40 – Emirados Árabes Unidos

41 – Mongólia

42 – Costa Rica

43 – Argentina

44 – Zâmbia

45 – Vietnã

46 – Lituânia

47 – Reino Unido

48 – França

49 – Namíbia

50 – Lesoto

51 – Chipre

52 – Coreia do Sul

53 – Sérvia

54 – Indonésia

55 – Montenegro

56 – Jordânia

57 – Panamá

58 – Nicarágua

59 – Omã

60 – Tanzânia

61 – Bósnia e Herzegovina

62 – Gana

63 – Marrocos

64 – Kosovo

65 – Albânia

66 – Madagáscar

67 – Serra Leoa

68 – Gabão

69 – Timor-Leste

70 – Bolívia

71 – Moldávia

72 – Senegal

73 – Paraguai

74 – Djibouti

75 – Cuba

76 – Nepal

77 – Malawi

78 – Burkina Faso

79 – Tunísia

80 – Arábia Saudita

81 – Togo

82 – Moçambique

83 – Guiana

84 – Libéria

85 – Equador

86 – Grécia

87 – Macedónia

88 – Suazilândia

89 – Trinidad e Tobago

90 – Papua-Nova Guiné

91 – Brasil

92 – Bielorrússia

93 – Guiné Equatorial

94 – Gambia

95 – República Dominicana

96 – Turquemenistão

97 – Arménia

98 – Bangladesh

99 – Haiti

100 – Benim

101 – Estados Unidos

102 – Angola

103 – Cazaquistão

104 – Uzbequistão

105 – Sri Lanka

106 – Camboja

107 – Jamaica

108 – People’s Republic of China

109 – República Democrática do Congo

110 – Uganda

111 – Bahrein

112 – Geórgia

113 – Camarões

114 – Argélia

115 – Guatemala

116 – El Salvador

118 – Honduras

119 – Guiné

120 – Peru

121 – Mauritânia

122 – Níger

123 – África do Sul

124 – Azerbaijão

125 – Eritreia

126 – Kyrgyzstan

127 – Tailândia

128 – Tajiquistão

129 – Turquia

130 – Venezuela

131 – Burundi

132 – Irã

133 – Quênia

134 – Líbia

135 – Filipinas

136 – Mali

137 – Myanmar

138 – Ruanda

139 – México

140 – Etiópia

141 – Costa do Marfim

142 – Ucrânia

143 – Chade

144 – Egito

145 – Índia

146 – Guiné-Bissau

147 – Líbano

148 – Iémen/Iêmen

149 – Zimbabwe

150 – Israel

151 – Colômbia

152 – Nigéria

153 – Rússia

154 – Coreia do Norte

155 – Paquistão

156 – República do Congo

157 – República Centro-Africana

158 – Sudão

159 – Somália

160 – Iraque

161 – Sudão do Sul

162 – Afeganistão

163 – Síria

Fonte: Wikipedia

Previsão do crescimento do PIB por país

Países com maiores reservas de ouro

Primeira população milionária no mundo

Ranking mundial de cidades com mais homicídios

agosto 20, 2015 Posted by | Internacional, Migração | , , , , | Deixe um comentário

Bilionário quer criar país de refugiados

Isolamento dos aliens

Nação de Refugiados

A ‘Nação dos Refugiados (“Refugee Nation’) projeto concebido pelo bilionário Jason Buzi envolve a criação de uma ilha que abrigaria mais de 50 milhões de pessoas deslocadas pela violência em todo o mundo. Muitos consideram este plano absurdo, que incentivaria a discriminação, como eles denunciam.

Jason Buzi, que ficou famoso com o  projeto Hidden Cash “dinheiro oculto”, no qual ocultava envelopes com dinheiro por várias cidades dos Estados Unidos e fornecia pistas para encontrá-los, através do Twitter, considera “lógica” a idéia do novo país, comparando-o com o que aconteceu com Israel, território que nasceu como uma nação exclusiva para  refugiados, segundo escreveu Louise Ridley  para o ‘The Huffington Post’ .

Por outro lado, em declaração ao news.com.au , o Professor Harry , ex-assessor do Conselho Australiano de requerentes de asilo e Detenção, descreveu como discriminatório o isolamento dos refugiados,  e comparou a alguns isolamentos que antigamente estavam destinados a milhares de leprosos, diz Ridley em seu artigo.

No entanto, Jason garante que a ação conjunta entre os governos, organizações internacionais e outros bilionários, faria do projeto uma solução prática e radical a esta situação. Ele também garante que a “Nação dos Refugiados”, cuja língua oficial seria Inglês e com  pilares na democracia e na igualdade, poderia funcionar  se considerarmos o grande número de territórios desabitados, muitas vezes mal utilizados, que existe nos Estados Unidos .

Fonte: RT-TV

Dez países com mais imigração

EUA limitará deportações de imigrantes ilegais

Califórnia aprova lei pró-imigrantes

julho 28, 2015 Posted by | Internacional, Migração | , , , | Deixe um comentário

Imigrantes da América vem da Europa

nomes e culturas

Nomes

De acordo com um novo estudo da Organização Internacional para as Migrações (OIM), nos últimos anos, foi registrado maior fluxo de migrantes da UE para a América Latina e o Caribe do que na direção oposta.

Pela primeira vez nos últimos 14 anos, mais pessoas migraram da UE para a América Latina e o Caribe do que vice-versa,  revelou um novo estudo da Organização Internacional para as Migrações (OIM), intitulado ”  rotas e dinâmica migratórias  entre a América Latina,  Caribe e  União Europeia “.

Em 2012, o número de emigrantes europeus chegaram a 181 166 pessoas, em comparação com 119 mil que migraram da América Latina. No caso da última, os números caíram 68 por cento desde 2007, quando  foram registrados números sem precedentes.

A maioria das migrações para a América Latina vem de Espanha. Assim, enquanto em 2003 o número de pessoas que deixou a Espanha foi de pouco mais de 7.000 em 2012 tornou-se 154.000. Ao mesmo tempo, o número de pessoas no resto da UE, principalmente a Itália, Portugal, França e Alemanha caiu de 37.000 para 26.000.

“Nos últimos anos, as alterações na fluxos migratórios entre a América Latina, o Caribe e a UE  mostram como conseguem se adaptar naturalmente às novas realidades sócio-econômicas e seu potencial como instrumento de adaptação e resposta às crises económicas e estruturais “, disse a vice-diretora geral da OIM, Laura Thompson.

Fonte: RT-TV

Califórnia aprova lei pró-imigrantes

Países que mais recebem imigrantes

EUA limitará deportação de imigrantes

junho 7, 2015 Posted by | Internacional, Migração | , , | Deixe um comentário

Cinco países com policiais desarmados

Baixa Criminalidade

Policiais Desarmados

Os policiais do Reino Unido, Islândia, Nova Zelândia, Irlanda e Noruega, não carregam armas de fogo no serviço. Todos esses países têm taxas de criminalidade mais baixas que os EUA, que conta com uma das policias mais bem armadas do mundo.

A sociedade americana já se acostumou com policiais armados, inclusive usando tais armas. No entanto, há países ocidentais mais seguros onde esta prática é considerada uma provocação e uma violação da lei, segundo o ‘The Washington Post’.

Um terço da população da Islândia possui rifles de caça, o que não significa que a polícia permita o porte de armas de fogo. Em 2013 foi registrado o primeiro caso de morte de um cidadão islandês, morto por um polícial, segundo o “Christian Science Monitor”.

O serviço de patrulha desarmada é uma realidade para os oficiais britânicos em todo o país, exceto na Irlanda do Norte. Em 2013, enquanto os policiais cometeram 461 “homicídios justificados” nos EUA, no Reino Unido não havia sido registrado nenhum caso semelhante.

Países Violentos

Países Tranquilos

A maioria dos policiais da Irlanda nem sequer são treinados com armas de fogo: Apesar disso, o país tem índices de criminalidade muito mais baixos do que os EUA.

Na Nova Zelândia “apenas cerca de doze policiais, todos sênior, federais, tem o direito de portar armas de fogo em qualquer ocasião”, segundo Philip Alpers, Professor na Escola de Saúde Pública, em Sydney. No entanto, neste país “é mais perigoso ser agricultor do que ser um policial”.

Os assassinatos são extremamente raros na Noruega. Embora a sociedade deste país escandinavo tenha sido desmoralizada após o ataque do nacionalista Anders Breivik, que matou 77 pessoas em 2011, a tradição de patrulhas policiais sem armas foi preservada neste estado, um dos mais seguros do mundo.

Fonte – RT-TV

O primeiro país só de milionários

Psicopata extremista de direita

Melhores países para viver segundo o IDH 2,013

Melhores cidades para ricos

 

fevereiro 21, 2015 Posted by | curiosidades, Migração | , , , , , , | Deixe um comentário

Países para onde os americanos fogem

países para americanos

Emigração Americana

Nos últimos anos, mais pessoas migraram dos EUA para a Austrália, Brasil e Alemanha, de acordo com a UniGroup Relocation, uma empresa de mudança.

Esses três países receberam mais pessoas dos EUA nos últimos 2 ou 3 anos, segundo a UniGroup, que não revela detalhes sobre os números exatos sobre as nacionalidades dos imigrantes, por isso não se pode saber com exatidão se as pessoas que se deslocam para esses países tem raízes lá e querem voltar para a terra de seus antepassados, ou se são americanos que emigram.

Alemanha e Austrália tiveram “superávit” de norte-americanos em 2013 e 2012, e no Brasil, o “superávit” ocorreu em 2012 e 2011. Os lugares que experimentaram um fluxo de americanos pelo menos uma vez nos últimos três anos são a China, Suíça, Chile, Emirados Árabes Unidos, Hong Kong, Itália e Japão.

No ano passado, os EUA experimentaram um grande aumento no fluxo de cidadãos e residentes para outros países. Um total de 2.999 pessoas rejeitaram sua residência ou cidadania americana em 2013, três vezes mais do que no ano anterior, quando 932 pessoas fizeram o mesmo.

Fonte: RT-TV

Comentário: Esse número ainda não é tão alarmante como seria, caso as pessoas conhecessem a realidade econômica dos EUA, Inglaterra e outros países ricos, que é gravíssima.

Os americanos mais ricos, orientados por seus assessores, consultores e empresários, já enviaram suas fortunas para o exterior há muito tempo. Recentemente, alguns famosos conhecidos abandonaram o país, entre eles, Terry gillan, Tina Turner e Eduardo Saverin. Eduardo é o brasileiro co-fundador da Facebook, aquele que ganhou uma fortuna não revelada contra Mark Zuckerberg, e enviou todo o dinheiro para Cingapura. Gillan é o famoso ator, diretor e roteirista do famoso grupo inglês Monty Python do cinema.

Naturalmente, a CIA já está investigando a migração de fortunas para fora do país, inclusive, pensando em taxar fortunas de americanos que mantém seu dinheiro nos paraísos fiscais.

Para fugir dos impostos altos, as maiores empresas americanas tem migrado sua produção para o exterior, como a montagem de eletro-eletrônicos na China, cinema no México e Canadá. As maiores séries de TV das últimas décadas, Smallville e X-files, foram feitas no Canadá. Atualmente, os filmes americanos são feitos mais no Canadá que nos EUA, até o Brasil tem participado de pós-produção.

Não, os EUA não vão acabar por causa da crise econômica, erros estratégicos e globalização. Os EUA ainda tem chance de se livrar de toda essa sujeira na qual estão envolvidos, mas será difícil. Acontece que o novo império surgiu da indústria armamentista e, vendo por esse lado, a Rússia e Hitler foram os maiores parceiros no desenvolvimento da América, sem se esquecer de Osama Bin Laden, naturalmente.

Assim como na Alemanha nazista, os EUA ainda tem o maior exército e o mais PIB. O problema é que os gastos em guerra são a causa da sua ruína. O IDH americano parece bom, mas a metade são pessoas marginalizadas e sem nenhuma assistência estatal, lembrando o Império Romano.

Os EUA deixarão o topo dos ricos, em seu lugar ficará a China, tendo a Rússia a seu lado, naturalmente. Uma parceria que lembra a Inglaterra e EUA, nos últimos 100 anos.

A Inglaterra está falida e seus economistas cometendo suicídio, mas o Império Britânico possui países riquíssimos, como a própria Austrália, para onde os americanos estão emigrando, e o Canadá, país que está pagando verdadeiras fortunas pela nova tendência capitalista, as Star-ups.

O capitalismo não pode falir simplesmente porque a China, maior beneficiária do momento, está com mais de 1,5 trilhão de dólares em reservas e, para se livrar dessa bomba, caso o capitalismo quebrasse, passou a financiar seus parceiros econômicos estratégicos, como os latino-americanos de esquerda, fornecedores de matérias-primas e os africanos que, além de serem fornecedores de matérias-primas, também estão entrando no mapa econômico mundial ao lado da China, inclusive aprendendo a falar mandarim.

Por outro lado, os EUA tem as reservas de ouro do mundo inteiro, responsáveis por avaliar as moedas de cada país, tudo guardado em depósitos do Banco Central Mundial. A Alemanha já requisitou a sua reserva, mas os EUA se negaram a entregar.

Alguns países em conflitos com os EUA, vítimas de boicote, já começam a usar petróleo como moeda. O petróleo não é a única moeda possível, sob o ponto de vista macro-econômico.

A última tendência adotada pela UE, pretende introduzir as drogas e a prostituição como parte oficial do PIB. O mundo deverá mudar mais rapidamente, com a ajuda da TI, e não haverá guerra e nem censura suficiente para pará-la. Cada pessoa será cada vez mais responsável pelo seu destino, sua vida e dinheiro.

Comentário: By Jânio

Economia européia vai incluir prostituição e drogas ao PIB

O erro americano

O fim do império americano

fevereiro 17, 2014 Posted by | Internacional, Migração | , , , , | 2 Comentários

Melhores cidades para ricos

preferidas do G*

Cidades Respeitadas

Para selecionar as 100 cidades, a empresa calcula as mais populosas, com os maiores PIB e com maior número de turistas. O passo seguinte é submetê-las a avaliação de 22.000 pessoas de países integrantes do G8. Essas pessoas dão notas, de 0 a 100, para as cidades que conhecem, em três categorias: economia, meio ambiente e governo.

No Brasil, apenas o Rio de Janeiro e São Paulo foram selecionadas. Ambas amargaram baixas colocações: 64ª e 73ª posições, respectivamente.

1ª) Sidney

País: Austrália

2ª) Toronto

País: Canadá

Pontuação: 76,9

3ª) Estocolmo

País: Suécia

Pontuação: 76,9

4ª) Viena

País: Áustria

Pontuação: 76,9

5ª) Veneza

País: Itália

Pontuação: 75,8

6ª) Florença

País: Itália

Pontuação: 75,7

7ª) Edimburgo

País: Escócia

Pontuação: 75,1

8ª) Zurique

País: Suíça

Pontuação: 74,7

9ª) Londres

País: Inglaterra

Pontuação: 74,4

10ª) Copenhague

País: Dinamarca

Pontuação: 74,3

11ª) Genebra

País: Suíça

Pontuação: 74,3

12ª) Helsinque

País: Finlândia

Pontuação: 74,2

13ª) Munique

País: Alemanha

Pontuação: 74

14ª) Vancouver

País: Canadá

Pontuação: 73,6

15ª) Melbourne

País: Austrália

Pontuação: 73,5

16ª) Frankfurt

País: Alemanha

Pontuação: 73,1

17ª) Oslo

País: Noruega

Pontuação: 73

18ª) Montreal

País: Canadá

Pontuação: 73

19ª) Amsterdam

País: Holanda

Pontuação: 72,8

20ª) Dublin

País: Irlanda

Pontuação: 72,6

Fonte: Forbes

Piores cidades para viver

Cidades mais odiadas pelos turistas

dezembro 20, 2013 Posted by | curiosidades, Migração | , , , , , | 1 Comentário

Top 10 cidades mais odiadas pelos turistas

paris

Eleitas as dez cidades mais odiadas pelos turistas.

A classificação foi elaborada pelo site de viagens bajainsider.com.

Tijuana ocupa o primeiro lugar nesta polêmica lista onde se encontram também cidades famosas e conhecidas, como Paris, Los Angeles, Lima, Ontário, Sidney, entre outras.

A violência gerada pelos cartéis de narcotraficantes, altos impostos e o mal estado das ruas, fizeram com que a cidade de Tijuana ficasse em primeiro lugar, entre os lugares mais odiados pelos turistas de todo o mundo. O segundo lugar ficou entre as duas cidades australianas, Sidney e Melbourne, cidades muito parecidas segundo os turistas, que não conseguiram escolher entre as duas. Cidades australianas tem sido criticadas pela “antipatia”, “intolerância” e as multas aplicadas pelas leis rígidas do país.

As cidades australianas não são a única polêmica da lista, por incrível que possa parecer, Paris, considerada por alguns a cidade mais romântica do mundo, ocupa o terceiro lugar no ranking. Entre os inconvenientes da capital francesa, estão as quatro horas de espera para subir a torre Eiffel e do frio para se sentar nas diferentes plataformas da estrutura, junto com o número de artistas de rua que incomodam os turistas para desenhar o seu retrato.

Em quarto lugar está a cidade de Timbuctú, em Mali, “A cidade dos 333 santos” é considerada pelos turistas “um monte de prédios em ruínas, no meio da areia”.

O quinto lugar é de Los Angeles, a maior cidade da Califórnia. Muitos turistas tem reclamado da cidade, estão decepcionados com as farsas de Hollywood: Terremotos, distúrbios raciais e sirenes constantes também foram citados entre os aspectos negativos da cidade da Califórnia.

Em seguida vem Lima, capital do Peru, Jacarta, capital da Indonésia, Nova Deli, principal cidade da Índia, Cairo, no Egito e, finalmente, Belize, cujo país da América Central tem o mesmo nome da cidade.

Fonte: RT-TV

junho 17, 2012 Posted by | curiosidades, Migração | , , , , , | 6 Comentários

   

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Marca Livro

A arte de criar histórias em prosa ou verso

bastet - protetora dos gatos

todos os animais merecem o céu e os gatos principalmente

Blog CIN 5018

Informatização de Unidades de Informação

The Promise Carrier

Ebrael's official website in English.

detudosobretudoblog

Este site vai aborda todos os temas voltado para as mulheres

Letícia Giacometti Ribeiro

O diário de uma estudante de Jornalismo

Caminho Alternativo

Geopolítica, atualidades e opinião

Escrita em Foto

Colunas, textos, fotografias; a vida de alguém que busca mais do que apenas viver.

%d blogueiros gostam disto: