Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Cidades mais quentes do inverno americano

cidades quentes

Cidades Americanas

Média diária – Fahrenheit – Celsius

Miami, Florida – 70 – 21

Tampa, Florida – 62 – 17

Orlando, Florida – 62 – 17

Los Angeles, California – 58 – 15

Phoenix, Arizona – 58 – 14

San Diego, California – 57 – 14

Riverside, California – 56 – 13

New Orleans, Louisiana – 55 – 13

Jacksonville, Florida – 55 – 13

Houston, Texas – 55 – 13

San Antonio, Texas – 53 – 12

Austin, Texas – 53 – 12

San Francisco, California – 52 – 11

San Jose, California – 51 – 11

Média alta – temperatura máxima

Miami, Florida – 77 – 25

Orlando, Florida – 73 – 23

Tampa, Florida – 72 – 22

Phoenix, Arizona – 69 – 21

Riverside, California – 69 – 21

Los Angeles, California – 68 – 20

Jacksonville, Florida – 67 – 19

San Diego, California – 65 – 18

San Antonio, Texas – 65 – 18

Houston, Texas – 64 – 18

New Orleans, Louisiana – 64 – 18

Austin, Texas – 63 – 17

Média baixa – temperatura mínima

Miami, Florida – 62 – 17

Tampa, Florida – 53 – 12

Orlando, Florida – 51 – 11

San Diego, California – 49 – 10

Los Angeles, California – 48 – 9

New Orleans, Louisiana – 47 – 8

San Francisco, California – 46 – 8

Phoenix, Arizona – 46 – 8

Houston, Texas – 45 – 7

Jacksonville, Florida – 43 – 6

Riverside, California – 43 – 6

Austin, Texas – 43 – 6

San Jose, California – 43 – 6

San Antonio, Texas – 42 – 6

Cidade americana com mais brasileiros

Cidades americanas com mais brasileiros

maio 22, 2015 Posted by | Internacional | , , | 2 Comentários

Cinema 2.015 – Cidades de papel

filmes para adolescentes

Teen Movie

Sobre o Livro:

Cidades de Papel (em inglês: Paper Towns) é o quarto romance de John Green,

Sinopse

Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.

Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.

Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.

Publicação

Cidades de papel figurou na lista de mais de The New York Times, foi eleito Livro do Ano na análise de veículos especializados como Booklist, School Library Jornal e VOYA e ganhou o prêmio Edgar de Melhor Romance de Mistério Juvenil em 2009. Publicada no Brasil em Agosto de 2013.

Filme

De acordo com o site Deadline, a 20th Century Fox, mesma distribuidora de A Culpa é das Estrelas (filme) de 2014 que também foi baseado no livro de mesmo nome deJohn Green comprou os direitos da adaptação do livro Cidades de Papel. Parte da equipe será a mesma de A Culpa é das Estrelas, com os produtores Marty Bowen e Wyck Godfrey, além dos roteiristas Scott Neustadter e Michael H. Weber. O ator Nat Wolff, que fez o papel de Isaac em A Culpa É das Estrelas, irá ficar com o papel de Quentin , Cara Delevingne com o papel de Margo Roth Spigelman. A data de lançamento do filme no Brasil está marcada pra 17 de julho de 2015 e nos EUA um dia antes.

Referências

  1. Ir para cima John Green. Cidades de Papel. 1ª ed. [S.l.]: Intrinseca, 2013. 368 p. ISBN 9788580573749

http://www.johngreen.com.br/cidadesdepapel/

Cinema 2.015

Infini

Homem Formiga

A espiã que sabia demais

Terminator – Genisys

Os vingadores 2 – A era de ultron

Selfless – O homem que inventou a imortalidade

Além do Alcance

Effie Gray

Superfast

Effie Gray

Dead rising watchtower

Get Hard

A Girl like her

Insurgent

Kidnaping Freddy Heineken

Transporter legacy

The Cobbler

Jogo duplo

McFarland USA

Cinquenta tons de cinza

Child 44

True Story

Boychoir

Danny Collins

Cinderela

The coup

Song one

Ex machina

Grace de Mônaco

Blackhat

Vice

Mortdecai

maio 4, 2015 Posted by | Cinema, Inglês | , , , , , , , | 4 Comentários

Dez melhores cidades para trabalhar nos EUA

piores cidades

Cidades para Trabalhar

Melhores cidades americanas para trabalhar

1º) Miami – Flórida

2) Sacramento – Califórnia

3º) Las Vegas – Nevada

4º) Orlando – Flórida

5º) Washington, D.C.

6º) Los Angeles – Califórnia

7º) Hartford – Connecticut

8º) San Antonio – Texas

9º) Birmingham – Alabama

10º) Nova York – Nova York

Cidades Mais Chatas

1º) Cleveland – Ohio

2º) Indianápolis – Indiana

3º) Kansas City – Missouri

4º) Salt Lake City – Utah

5º) Austin – Texas

6º) Cincinnati – Ohio

7º) Louisville – Kentucky

8º) Houston – Texas

9º) Tulsa – Oklahoma

10º) Chicago – Illinois

Juliana Ferreira MSN/Forbes

Cidades americanas com mais brasileiros

janeiro 24, 2015 Posted by | oportunidades | , , , | Deixe um comentário

Cidades americanas com mais brasileiros

Trabalhadores brasileiros

Brasileiros Expatriados

Cidades com mais descendentes de Brasileiros:

The top 25 U.S. communities with the highest percentages of people claiming Brazilian ancestry are:

01 – East Newark, New Jersey 6.20%

02 – North Bay Village, Florida 6.00%

03 – Danbury, Connecticut 4.90%

04 – Harrison, New Jersey and Framingham, Massachusetts 4.80%

05 – Somerville, Massachusetts 4.50%

06 – Kearny, New Jersey 3.70%

07 – Vineyard Haven, Massachusetts 3.60%

08 – Deerfield Beach, Florida 3.50%

09 – Everett, Massachusetts 3.20%

10 – Marlborough, Massachusetts 3.10%

11 – Long Branch, New Jersey 2.80%

12 – Edgartown, Massachusetts 2.70%

13 – Newark, New Jersey, Doral, Florida and Oak Bluffs, Massachusetts 2.50%

14 – Miami Beach, Florida, Hillside, New Jersey and Hudson, Massachusetts 2.20%

15 – Oakland Park, Florida, South River, New Jersey, Cliffside Park, New Jersey and Tisbury, Massachusetts 2.10%

16 – Fairview, New Jersey 2.00%

17 – Aventura, Florida 1.90%

18 – Lauramie, Indiana 1.80%

19 – Revere, Massachusetts, Malden, Massachusetts and Sea Ranch Lakes, Florida 1.70%

20 – Surfside, Florida, Barnstable, Massachusetts, Lowell, Massachusetts, Ojus, Florida, Washington, Ohio and Naugatuck, Connecticut 1.60%

21 – Milford, Massachusetts, Dennis Port, Massachusetts, Keene, Texas, Key Biscayne, Florida, Mount Vernon, New York, Avondale Estates, Georgia and Sunny Isles Beach, Florida 1.50%

22 – Riverside, New Jersey and Trenton, Florida 1.40%

23 – South Lancaster, Massachusetts, Great River, New York and Port Chester, New York 1.30%

24 – Coconut Creek, Florida, Belle Isle, Florida, Big Pine Key, Florida, Chelsea, Massachusetts, Yarmouth, Massachusetts, Bridgeport, Connecticut, Elizabeth, New Jersey and Ashland, Massachusetts 1.20%

25 – Pompano Beach, Florida, Corte Madera, California and Delran, New Jersey 1.10%

Nascidos no Brasil

Top 25 U.S. communities with the most residents born in Brazil are:

01 – Loch Lomond, Florida 15.8%

02 – Bonnie Loch-Woodsetter North, Florida 7.2%

03 – North Bay Village, Florida 7.1%

04 – East Newark, New Jersey 6.7%

05 – Framingham, Massachusetts 6.6%

06 – Harrison, New Jersey 5.8%

07 – Danbury, Connecticut 5.6%

08 – Somerville, Massachusetts 5.4%

09 – Sunshine Ranches, Florida 5.1%

10 – Flying Hills, Pennsylvania 5.1%

11 – Deerfield Beach, Florida 4.7%

12 – Fox River, Alaska 4.5%

13 – Edgartown, Massachusetts 4.4%

14 – West Yarmouth, Massachusetts 4.4%

15 – Marlborough, Massachusetts 4.4%

16 – Kearny, New Jersey 4.4%

17 – Doral, Florida 4.1%

18 – Everett, Massachusetts 4.0%

19 – Long Branch, New Jersey 3.7%

20 – Vineyard Haven, Massachusetts 3.4%

21 – Hudson, Massachusetts 3.2%

22 – Miami Beach, Florida 3.1%

23 – Oak Bluffs, Massachusetts 3.0%

24 – Oakland Park, Florida 3.0%

25 – Pompano Beach Highlands, Florida 3.0%

Fonte: wikipedia

Países mais visitados pelos brasileiros

Países com mais brasileiros

Países com mais portugueses

Empresas americanas que mais contrataram estrangeiros

Melhores países para portugueses trabalharem

agosto 6, 2014 Posted by | oportunidades | , , , , | 2 Comentários

Melhores cidades para ricos

preferidas do G*

Cidades Respeitadas

Para selecionar as 100 cidades, a empresa calcula as mais populosas, com os maiores PIB e com maior número de turistas. O passo seguinte é submetê-las a avaliação de 22.000 pessoas de países integrantes do G8. Essas pessoas dão notas, de 0 a 100, para as cidades que conhecem, em três categorias: economia, meio ambiente e governo.

No Brasil, apenas o Rio de Janeiro e São Paulo foram selecionadas. Ambas amargaram baixas colocações: 64ª e 73ª posições, respectivamente.

1ª) Sidney

País: Austrália

2ª) Toronto

País: Canadá

Pontuação: 76,9

3ª) Estocolmo

País: Suécia

Pontuação: 76,9

4ª) Viena

País: Áustria

Pontuação: 76,9

5ª) Veneza

País: Itália

Pontuação: 75,8

6ª) Florença

País: Itália

Pontuação: 75,7

7ª) Edimburgo

País: Escócia

Pontuação: 75,1

8ª) Zurique

País: Suíça

Pontuação: 74,7

9ª) Londres

País: Inglaterra

Pontuação: 74,4

10ª) Copenhague

País: Dinamarca

Pontuação: 74,3

11ª) Genebra

País: Suíça

Pontuação: 74,3

12ª) Helsinque

País: Finlândia

Pontuação: 74,2

13ª) Munique

País: Alemanha

Pontuação: 74

14ª) Vancouver

País: Canadá

Pontuação: 73,6

15ª) Melbourne

País: Austrália

Pontuação: 73,5

16ª) Frankfurt

País: Alemanha

Pontuação: 73,1

17ª) Oslo

País: Noruega

Pontuação: 73

18ª) Montreal

País: Canadá

Pontuação: 73

19ª) Amsterdam

País: Holanda

Pontuação: 72,8

20ª) Dublin

País: Irlanda

Pontuação: 72,6

Fonte: Forbes

Piores cidades para viver

Cidades mais odiadas pelos turistas

dezembro 20, 2013 Posted by | curiosidades, Migração | , , , , , | 1 Comentário

Top cidades digitais

cidades mais tecnológicas

Cidades Digitais

O Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) apresentou o resultado de uma pesquisa feita em 100 cidades brasileiras, onde a capital paranaense aparece no topo do ranking das cidades digitais. Essa pesquisa analisa o acesso a internet, cobertura, qualidade, etc.

Como eu publiquei uma lista ontem, eu achei curioso como a cidade de Vitória volta a figurar em mais uma lista de tecnologia relacionada a cidadania.

A região de São Paulo foi, é e sempre será a região mais culturalmente desenvolvida do país, por isso não dá para estranhar a quantidade de cidades paulistas no top 10. Curitiba, para quem não sabe, possui um dos maiores gênios do software livre.

… e mais uma vez eu chamo a atenção para um detalhe, a falta de educação adequada. O desenvolvimento educacional, filosófico, não tem acompanhado o desenvolvimento tecnológico e a inclusão digital, isso ajuda a explicar o caos e a violência pela qual passa a capital paranaense e a cidade de Vitória, dois dos maiores destaques da lista.

Na lista das cem cidades, Tauã-CE, apresenta o melhor acesso público.

O desenvolvimento do serviço de internet ficou em 22%, mas o melhor foi no quesito cobertura total, onde foi verificado um salto de 6% para 30%, nas cidades pesquisadas.

Veja o ranking:

01 – Curitiba – 423 pontos

02 – Rio de Janeiro – 407 pontos

03 – Belo Horizonte – 398 pontos

04 – Vitória – 396 pontos

05 – Campinas – 390 pontos

06 – Sorocaba – 388 pontos

07 – Anápolis – 388 pontos

08 – Porto Alegre – 387 pontos

09 – Jundiaí – 385 pontos

10 – Guarulhos – 382 pontos

Cidades com mais acesso a tecnologia da informação

Países com mais internautas

Texto: By Jânio

agosto 4, 2012 Posted by | internet | , , , , , , , | 1 Comentário

Top 10 cidades mais odiadas pelos turistas

paris

Eleitas as dez cidades mais odiadas pelos turistas.

A classificação foi elaborada pelo site de viagens bajainsider.com.

Tijuana ocupa o primeiro lugar nesta polêmica lista onde se encontram também cidades famosas e conhecidas, como Paris, Los Angeles, Lima, Ontário, Sidney, entre outras.

A violência gerada pelos cartéis de narcotraficantes, altos impostos e o mal estado das ruas, fizeram com que a cidade de Tijuana ficasse em primeiro lugar, entre os lugares mais odiados pelos turistas de todo o mundo. O segundo lugar ficou entre as duas cidades australianas, Sidney e Melbourne, cidades muito parecidas segundo os turistas, que não conseguiram escolher entre as duas. Cidades australianas tem sido criticadas pela “antipatia”, “intolerância” e as multas aplicadas pelas leis rígidas do país.

As cidades australianas não são a única polêmica da lista, por incrível que possa parecer, Paris, considerada por alguns a cidade mais romântica do mundo, ocupa o terceiro lugar no ranking. Entre os inconvenientes da capital francesa, estão as quatro horas de espera para subir a torre Eiffel e do frio para se sentar nas diferentes plataformas da estrutura, junto com o número de artistas de rua que incomodam os turistas para desenhar o seu retrato.

Em quarto lugar está a cidade de Timbuctú, em Mali, “A cidade dos 333 santos” é considerada pelos turistas “um monte de prédios em ruínas, no meio da areia”.

O quinto lugar é de Los Angeles, a maior cidade da Califórnia. Muitos turistas tem reclamado da cidade, estão decepcionados com as farsas de Hollywood: Terremotos, distúrbios raciais e sirenes constantes também foram citados entre os aspectos negativos da cidade da Califórnia.

Em seguida vem Lima, capital do Peru, Jacarta, capital da Indonésia, Nova Deli, principal cidade da Índia, Cairo, no Egito e, finalmente, Belize, cujo país da América Central tem o mesmo nome da cidade.

Fonte: RT-TV

junho 17, 2012 Posted by | curiosidades, Migração | , , , , , | 6 Comentários

Os paises mais ricos das americas

cidades ricas

Paises Ricos

Dizem que algumas coisas não mudam nunca no Brasil, uma delas certamente é o PIB.

PIB – Produto Interno Bruto, poderia também ser traduzido para: Principal Indice do Brasil, utilizado na macro economia, totalmente desvinculado  do IDH, índice de desenvolvimento humano.

O PIB é a soma de tudo o que se produz numa determinada região, transformado em valores monetários.

Enquanto o PIB mostra as riquezas do país, o IDH mostra a pobreza, então, qual é o principal índice? – Todos acham o IDH mais importante, menos os economistas que analisam a macroeconomia.

A bagunça começa pela data das pesquisas, a última pesquisa é de 2.008.

O Brasil possui 5.564 municípios, desses, seis concentram vinte e cinco por cento das riquezas. Um bom motivo para  sair do país, pelo menos se fosse só isso.

A lista dos seis municípios mais ricos do Brasil não tem mudado, nos últimos anos: São Paulo 11,8%, Rio de Janeiro 5,1%, Brasília 3,9%, estão no topo da lista, distantes do resto dos municípios do Brasil, mas é São Paulo que chama a atenção,  com quase doze por cento de todas as riquezas do país.

Se alguém perguntar para as pessoas que moram em São Paulo se elas notam alguma diferança, em relação ao resto do Brasil, certamenta poucas vão dizer sim.

Em seguida, na lista, vem a cidade de Curitiba, com 1,4%; Belo Horizonte, também com 1,4%, e Manaus fechando a lista, com 1,3%.

Essas seriam as seis cidades que concentram os 25% do PIB brasileiro.

A política é um dos principais fatores indicadores do mapa do PIB, já que as cidades mais ricas são capitais; em seguida, eu diria que a infra-estrutura, combinada com a política, mostram as regiões mais ricas, mas o clima e a geografia são implacáveis com os municípios mais pobres.

A infraestrutura também explica o fato de Brasília, a maior força política do Brasil, ficar em terceiro, o mesmo acontecendo no estado de Santa Catarina, onde sua capital também ficou apenas com o terceiro lugar no estado.

A própria pesquisa é uma das principais culpadas pelos problemas do país, tanto em época de eleições, quanto para a padronização da miséria em todo o país, independente do PIB.

São Francisco do conde, na Bahia, ainda é a cidade mais rica do país, segundo o PIB per capta, apesar da população de cerca de trinta mil pessoas, viver na miséria de sempre, a pergunta continua: “Onde vai parar o dinheiro dessa cidade petrolífera?

A Justiça nunca foi o forte do Brasil, então, para que tentar entender o que é inexplicável.

Todas as cidades produtoras de petróleo tem um forte vínculo com a política, mas a região do Sudeste, mais especificamente em Sertãozinho, onde a iniciativa privada é muito forte, na cidade que mais cresceu nos últimos dez anos, verificamos a força do PIB, já que o Prefeito não sabia o que fazer com tanto dinheiro.

Macaé – RJ, também produtora de petróleo, segue uma corrida em busca de infra-estrutura, numa cidade que mais aumenta o PIB nos últimos cinco anos, mas com uma população crescendo ainda mais.

Diferente de Macaé, a cidade que está no pico de seu crescimento, Sertãozinho e Paulínia já se encontram mais estabilizadas.

A força do PIB nas capitais tem diminuído, mas ainda é um grande problema no Brasil.

Posição País PIB (em trilhões de US$)

Mundo 78,360,000

América 20,299,430

1 – Estados Unidos 15,0 trilhões de dólares

2 – Brasil 2,3 trilhões de dólares

3 – Canadá 1,7 trilhão de dólares

4 – México 1,0 trilhão

5 – Argentina 447 bilhões

6 – Venezuela 331

7 – Colômbia 249

8 – Chile 185

9 – Peru 131

10 -Cuba 55

Como Podemos concluir, o Brasil pode ser um dos países mais ricos da américa, um dos mais pobres também, tudo depende do ponto de vista.

Texto relacionado:

https://icommercepage.wordpress.com/2010/11/08/os-melhores-paises-para-se-viver-segundo-o-idh-2-010/

By Jânio

dezembro 12, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , | 73 Comentários

Atlântida – O continente perdido

A civilização perdida

A história da humanidade vai até onde restam vestígios identificados pela arqueologia, curiosamente, é a partir daí que o homem se torna mais evoluído e enigmático.

Os mais antigos vestígios de nossa história, são, ou eram, a civilização egípcia, os escritos dos hebreus e a civilização da Grécia, sendo as descobertas no Egito as mais conservadas, devido ao clima seco, também pelo fato de as areias terem mantido esses registros da história intactos por milhares de anos.

Saindo dos registros, além da história, começam as lendas. A lenda mais famosa, ligada a quase todas as culturas do mundo antigo, mostrando a raiz de nossas culturas, sendo lendas ou não, é a história de Atlantis, filha do deus grego Atlas.

Atlantis, ou Atlanta, possui milhares de teorias e alusões, é uma história pouco conhecida na idade média, uma época pouco tolerante com histórias fantasiosas. A intolerância, aliás, é uma bela forma de destruir vestígios culturais e históricos.

O relato mais citado a respeito de Atlantis, foi através de Platão:

Veja a tradução do texto de Platão, feita no século quinze, encontrada na Wikipedia.

“A menção conhecida mais antiga é a feita pelo filósofo grego Platão (428-347 a.C.) em dois dos seus diálogos (Timeu e Crítias).[3] Platão conta-nos que Sólon, no curso das suas viagens pelo Egito, questiona um sacerdote que vivia em Sais, no delta do Nilo e que este lhe fala de umas tradições ancestrais relacionadas com uma guerra perdida nos anais dos tempos entre os atenienses e o povo atlante. Segundo o sacerdote, o povo de Atlantis viveria numa ilha localizada para além dos pilares de Heracles, onde o Mediterrâneo terminava e o Oceano começava.

Quando os deuses helênicos partilhavam a terra, conta o sacerdote, a cidade de Atenas pertencia à deusa Atena e Hefesto, mas Atlântida tornou-se parte do reino de Poseidon, deus dos mares.

Em Atlântida, nas montanhas ao centro da ilha, vivia uma jovem órfã de nome Clito. Conta a lenda que Poseidon ter-se-ia apaixonado por ela e, de maneira a poder coabitar com o objeto da sua paixão, teria erguido uma barreira constituída por uma série de muralhas de água e fossos aquíferos em volta da morada da sua amada. Desta maneira viveram por muitos anos e desta relação nasceram cinco pares de gêmeos. Ao mais velho o deus dos mares batizou de Atlas. Após dividir a ilha em dez áreas circulares, o deus dos mares concedeu supremacia a Atlas, dedicando-lhe a montanha de onde Atlas espalhava o seu poder sobre o resto da ilha.

Nos textos de Diodoro da Sicília, Atlântida ficava próximo da Líbia, teriam sido destruídos pelas amazonas.

Os estudos nem sempre batem entre si, mas fazendo uma investigação através desses textos, as conclusões a que chegamos fazem muito sentido e acabam até a indo de encontro às nossas velhas teorias.

Segundo algumas teorias, Atlantida ficava na Antártida, antes da era glacial e segundo velhos mapas. Com as modernas tecnologias, chegou-se a conclusão que esses antigos mapas não eram tão precisos assim, portanto, o continente perdido ficaria no Atlântico, entre a Argentina e a África, comparando os antigos mapas com os modernos, via satélite.

Isso explica porque o povo de Atlantis teria sido atacado pelas amazonas. Outras teorias afirmam que esses povos teriam habitado a região da Bolívia e Peru, mais tarde emigrando para a África, onde os antigos egípcios seriam seus descendentes diretos.

Notem que segundo as lendas, relatos e pesquisas, esses povos seriam bem diferentes dos povos de hoje, habitavam regiões difíceis de se viver, mas não para eles, era justamente aí que eles mostravam toda a sua superioridade.

Esse povo era considerado extremamente evoluído, uma potência em tecnologia, mas, não desenvolviam a tecnologia da guerra. Segundo Platão eles teriam sucumbido diante de uma tentativa frustrada de invasão a Atenas, em outra versão, eles teriam sidos destruído pelas Amazonas; o que se sabe é que suas armas não era de morte, ou, pelo menos, não morte em massa, visto que eram uma civilização muito evoluída,  por isso eles teriam sido sucumbido.

Estudiosos afirmam que Platão poderia ter escrito esses textos, de maneira fictícia, baseado na guerra de Troia, ou outros acontecimentos, terremotos ou maremotos, onde cidades foram submersas, como foi o caso de Creta.

Platão, em seus textos, afirma que Atlantida teria sido destruída 9.000 anos antes de sua era, por uma catástrofe natural, maremoto ou terremoto.

Para alguns autores, Atlântida está associada a cidade perdida de Tântalis, derivado do deus Tântalo, associado também a Lídia de Atlas, assim, Atlantida seria a capital da Lídia, Tântalis, destruída por um terremoto, afundando nas águas do lago Saloe.

Seriam os deuses astronautas? – Veja a teoria fictícia de Atlantida.

Wikipedia:

“Partindo do desenho de cidade circular descrito por Platão, Floid propõe que Atlântida se tratava de uma gigantesca nave espacial, um disco-voador movido à hidrogênio, hidromagnetismo, com uma usina central de Hidro-Forças, chamada de Templo de Poseidon: um imenso OVNI descrito por muitas culturas como “A Ilha Voadora” (citada em Viagens de Gulliver), relacionada com a Jerusalém Celestial descrita na Bíblia, à Purana Hindu que desce do Céu, o Disco Solar dos Astecas, Maias, Incas e Egípcios. Sendo Atlântida uma missão colonizadora, ela teria estado em muitos pontos da Terra, pois se locomovia e se instalava em regiões; este teria sido o motivo pelo qual sua presença ora é imaginada no Mediterrâneo, ora na Indonésia, ora no Atlântico, nos Pólos e nos Andes: Atlântida seria a mesma nave descrita na epopeia dos Sumérios. Segundo esta teoria inovadora do professor Ezra Floid, Atlântida não teria submergido catastroficamente, mas intencionalmente, como parte do projeto colonizador que seu povo realizava no planeta

Após permanecer algum tempo no fundo do mar como cidade submarina, o disco-voador atlante teria usado também a hidroenergia de emersão para lançar-se diretamente no espaço sideral, provocando com sua massa e seu arranque poderoso uma enorme onda circular de tsunami no oceano onde estaria oculta. Os sobreviventes deste tsunami, após a tragédia, teriam julgado que Atlântida havia afundado. No entanto, os atlantes apenas teriam voltado para seu sistema natal.”

Essa mania dos gregos, de misturar ficção e realidade, era uma boa maneira de fazer com que suas histórias permanecessem eternizadas, de onde vinham suas inspirações, essa riqueza de detalhes?

A maior parte dos relatos eram inspirados em fatos reais, outra parte em ficção; poderíamos dizer até que a realidade era vista sob o ponto de vista fictício, onde a história virava lenda.

Essa lendas acabam aguçando as mentes dos mais curiosos, como eu, por exemplo.

Fica evidente, em todos os estudos de civilizações antigas, essas características de povos evoluídos, onde há desenvolvimento tecnológicos inesplicáveis, dignos de um futuro muito distante.

Frente a tudo isso, restam-nos apenas duas hipóteses, sobre o passado sombrio do homem:

1 – O homem teria evoluído de várias raças como: Homo-sapiens, Homo-erectus, etc.

2 – O homem não teria evoluído, o processo teria sido inverso, onde o homem teria sido muito evoluído no passado, onde não havia a ganância e a cobiça, num mundo que não conheceu nenhum tipo de governo, onde as pessoas eram livres. Nesse mundo não se impunha, era voluntário; não havia o direito autoral mas a transmição de informações e tecnologias na maior quantidade possível; um mundo onde os mestres escolhiam os seus discípulos e os seus discípulos os seus mestres; onde não se pagava para ensinar, recebia-se doações; onde os discípulos não pagavam para aprender, ao invés disso, recebiam vultuosos prêmios para aprender.

Num mundo assim tão utópico, o povo escolhia a tecnologia que queria para si, não criando armas para matar, mas sim armas para se defender; um mundo onde os homens perigosos não ficavam presos, ficavam em seu habitat natural, na selva ou fora da cidade. Se saíssem de seu habitat, seriam tratados como estranhos a sociedade.

Infelizmente, esses mundos utópicos  estão cada vez mais distantes. As diferenças gritantes entre as culturas antigas, mostram quem estava certo e quem estava errado.

Num mundo quase perfeito, bastava um erro para que tudo viesse a se perder; como um cavalo de troia, que na verdade era dos gregos, suficiente para destruir toda uma geração de pessoas.

As civilizações mais evoluídas da antiguidade, eram também as mais ingênuas, como a do Egito que bastava que se colocassem gatos a frente do exército para que o povo ficasse totalmente a sua mercê.

O choque entre culturas sempre foi desastroso para as civilizações, tanto que quando um povo era conquistado, tudo era logo destruído, para evitar a instabilidade do pensamento.

Porque esses povos tão evoluídos eram tão ingênuos, não sabemos; seriam preciso muitos dados a respeitos de suas culturas para desvendar esses mistérios.

Só para efeito de curiosidade – Atlantis é citada em vinte mil léguas submarinas, de Júlio Verne, e Stargate, entre tantas outras histórias.

Base do estudo: Wikipédia

By Jânio

dezembro 4, 2009 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , , | 19 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: