Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Dores crônicas atingem 37% dos brasileiros, segundo pesquisa

Ciclo da vida

O início e o fim

Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil

A dor crônica é relatada por 37% dos brasileiros, aponta pesquisa da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED). Os dados desse estudo foram debatidos no 4º Congresso da Sociedade Brasileira de Médicos Intervencionistas em Dor (Sobramid), que terminou hoje (9) em Campinas, no interior paulista. Métodos inovadores como uso de estímulos elétricos com tecnologia sem fio também estiveram na pauta do encontro, que reuniu mais de 200 profissionais especializados no tratamento deste tipo de dor que persiste por, no mínimo, três meses.

O anestesiologista Charles Amaral de Oliveira, presidente da Sobramid, aponta que a dor aguda, que ocorre de forma pontual, não deve ser negligenciada, pois é dela que se formam os casos crônicos. “A dor aguda acusa a pessoa de que algo de errado está no corpo e isso é um sinal de alerta. A dor crônica deixa de ser um sinal e passa a ser a própria doença. E ela vai levando a um desdobramento, que é estresse, ansiedade e depressão, que agravam a dor”, explica. “A dor, por sua vez, piora os quadros depressivos. Você entra nesse ciclo vicioso, que precisa ser interrompido.”

A pesquisa mostra que a faixa etária média de ocorrência da dor é 41 anos. Em relação ao sexo, as mulheres são maioria entre os relatos de dores crônicas na maior parte das regiões. Apenas na Região Nordeste este quadro se inverte: os homens representam 52% e as mulheres 42%. A intensidade da dor relatada foi maior de 6 (em uma escala 1 a 10) em todas as regiões do país. Esse nível é considerado moderado e suficiente para interferir nas atividades diárias.

O estudo foi apresentado pela primeira vez no Brasil no Sobramid. Os dados foram divulgados em um congresso no Japão em formato de pôster ciêntífico (uma ilustração resumida da pesquisa mostrada em encontros e conferências). Foram entrevistadas 919 pessoas de todas as regiões do país, respeitando a densidade demográfica e a heterogeneidade da população apontadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além da SBED, estiveram envolvidos no trabalho as instituições Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, Aliviar Medicina da Dor e Centro de Ensino e Treinamento Integrado de Medicina do ABC Paulista.

Inovação

Uma das técnicas de tratamento discutidas no congresso foi a neuromodulação com uso de tecnologia wireless. A estimulação elétrica para tratamento da dor já é conhecida, mas a possibilidade de não usar fios para acionar os eletrodos traz praticidade e qualidade de vida para os pacientes, segundo Oliveira. “A corrente elétrica trafega por vias de condução muito rápida e a dor vem por estradas muito lentas. Somente entende-se que é dor quando essa informação chega ao cérebro. Se a gente compete com uma corrente elétrica, colocando energia estimulando aquele nervo, ela satura a rodovia, e a dor, que vai a passos de tartaruga, não chega”, diz.

O anestesiologista explica que esse método reduz o uso de medicamentos orais, que produzem efeitos colaterais e, depois de um tempo, pode não apresentar resultados. No método convencional, o eletrodo é inserido na coluna vertebral e a bateria é fixada superficialmente no final da coluna, similar a um marcapasso. Já os impulsos pela tecnologia sem fio são emitidos por um gerador acoplado a um cinto externo, que é posicionado sobre uma pequena antena implantada no corpo dos usuários. Outra vantagem, segundo Oliveira, é que exames de ressonância magnética, comumente requeridos para esses pacientes podem ser feitos sem contraindicação.

Prevenção

O uso de celulares e tablets pode ser um fator que contribua para o aumento de dores crônicas. “A cabeça na posição ereta e vamos falar que está a 0º, ela pesa 7 quilos no adulto. A cabeça na posição de 60º, cabeça passa a pesar 27 quilos. Estamos falando de maus hábitos que a tecnologia trouxe para a população”, alertou o médico.

Práticas saudáveis, como boa alimentação e atividade física regular são medidas de prevenção para esse tipo de dor. Oliveira reforça a necessidade de procurar um profissional, quando a dor persiste. “A gente tem que não negligenciar a dor aguda. Automedicação todo mundo faz, mas não se pode fazer automedicação por um tempo prolongado. Se essa dor vai perpetuando por um tempo mais longo, é motivo de se procurar a ajuda”, apontou.

Edição: Fábio Massalli
 
Agência Brasil
 
 

julho 9, 2017 Posted by | Saúde | , , , | Deixe um comentário

Mercado da saudade: brasileiros têm 20 mil pequenos empreendimentos no exterior

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

Brasília - O Ministério das Relações Exteriores lança os 16 primeiros guias de série Como empreender no exterior, juntamente com o livro Brasileiros nos Estados Unidos Meio Século Refazendo a América (1960-2
O Ministério das Relações Exteriores lança os primeiros guias de série Como empreender no exterior, juntamente com o livro Brasileiros nos Estados Unidos – Meio Século Refazendo a América (1960-2010)Marcelo Camargo/Agência Brasil

Feijão, pão de queijo, café e tapioca são alguns produtos dos quais muitos brasileiros sentem falta quando se mudam para outro país. Diante dessa demanda saudosa, alguns conterrâneos transformam a oportunidade em negócio. Segundo levantamento do Ministério das Relações Exteriores divulgado hoje (7), há cerca de 20 mil micro e pequenos empreendimentos formais de brasileiros no mundo. Os Estados Unidos concentram a maior parte deles, com 9 mil. Em seguida estão o Japão, com 1,5 mil, e a França, com 1.320.

O chamado mercado da saudade é o segmento mais tradicional, especializado em comercializar produtos nacionais para as comunidades brasileiras no exterior. Além de alimentos, vestuário e outros bens de consumo, os empreendimentos englobam também serviços como salões de beleza, academias de musculação, de dança e de capoeira.

“Esses segmentos estão indo muito bem e têm conquistado também a clientela estrangeira. Temos japoneses em aula de samba, temos americanos em aula de zumba, capoeiristas estrangeiros”, disse a diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, ministra Luiza Lopes. “Começamos com mercados seguros dos produtos brasileiros e começamos a expandir bastante.”

Brasília - A diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, Luiza Lopes, durante lançamento dos 16 primeiros guias de série como empreender no exterior, juntamente com o livro Brasileiros nos Estados
A diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, Luiza LopesMarcelo Camargo/Agência Brasil

O levantamento do Itamaraty levou em conta os micro e pequenos empreendedores formais, mas há muitos outros que não entraram na estatística. Apenas nos Estados Unidos, a estimativa é que 48,3 mil brasileiros desenvolvam atividades autônomas informais. “Há campos ainda para serem conquistados pelos brasileiros, vemos pelo perfil deles, que há potencial muito grande”, acrescentou a diplomata.

Por causa da expansão desse mercado, o Itamaraty terá ações para fomentar e apoiar os micro e pequenos empreendedores no exterior. Hoje, como parte dessas medidas, foram lançados 16 guias, de 13 países, com orientações específicas de como empreender em cada localidade.

“Ao fazer o mapeamento, nós nos demos conta de que grande parte dos empreendedores brasileiros têm muita dificuldade em conseguir as informações sobre a legislação pertinente”, disse Luiza Lopes. Os guias trazem informações sobre questões como impostos que devem ser pagos, quais são as regras trabalhistas, quais são os benefícios aos quais os empreendedores têm direito em cada localidade, entre outras.

“Dá muito trabalho ir atrás dessa informação, ela está disponível em idioma local, dependendo do país, em idioma que os brasileiros ainda não dominam. É difícil buscar essa informação. Temos ainda poucas associações, de modo que cada um, quando decide abrir um empreendimento, tem que trilhar esse caminho inteiro”, acrescentou a diretora. Segundo ela, além dos guias, os consulados, que antes não prestavam esse tipo de atendimento, agora poderão dar orientações sobre esses temas.

Ao todo, o Brasil tem cerca de 3,1 milhões de cidadãos vivendo em outros lugares do mundo. Os guias têm como foco as localidades onde há mais empreendedores com esse perfil: América, Europa Ocidental e Ásia. Ao todo, devem ser produzidos cerca de 30 guias, não apenas de países, mas de estados e regiões com legislações específicas.

As publicações lançadas nesta sexta-feira abrangem informações sobre Alemanha, Bélgica, Chile, Holanda, Luxemburgo, Irlanda, Itália, Japão, Reino Unido, Suíça e Suriname, além de guias específicos para as regiões da Nova Inglaterra e da Flórida, nos Estados Unidos; e do Quebec, no Canadá.

Edição: Luana Lourenço
 
Agência Brasil

 

julho 8, 2017 Posted by | oportunidades | , , | Deixe um comentário

Um em cada três brasileiros teve amigo ou parente assassinado, diz pesquisa

policia contra policia

Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil

Um em cada três brasileiros (35%) teve amigos ou parentes assassinados, revela pesquisa do Instituto Datafolha, encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Segundo o estudo, divulgado hoje (8), são cerca de 50 milhões de brasileiros maiores de 16 anos que perderam uma pessoa próxima vítima de homicídio ou latrocínio (roubo seguido de morte).

O índice dos que tiveram familiares ou amigos mortos violentamente é maior entre os negros, 38%, enquanto entre os brancos é de 27%. O levantamento mostra ainda que 12% da população maior de 16 anos, cerca de 16 milhões de pessoas, tiveram alguém do circulo afetivo morto por um agente de segurança, policial ou guarda municipal. Entre os jovens, de 16 a 24 anos, esse percentual chega a 17%.

Feridos

O levantamento revela ainda que foram vítimas de ferimentos com armas de fogo 4% dos entrevistados, o que representa na projeção populacional de 5 milhões de indivíduos com mais de 16 anos. As vítimas de facas e outras armas brancas somam 8%, ou 10 milhões de pessoas. Além disso, 12% dos ouvidos disseram ter sofrido ameaças de morte.

Quase todos os que responderam a pesquisa (94%) acreditam que o índice de homicídios no Brasil é muito alto e 96% acham que todas as esferas de governo precisam se unir para reduzir a violência. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que também é elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, foram registradas 58.383 mortes violentas no Brasil em 2015.

Para a pesquisa divulgada hoje, foram ouvidas 2.065 pessoas em 150 municípios de 3 a 8 de abril. Procurado pela Agência Brasil, o Ministério da Justiça e Segurança Pública não comentou o estudo.

Edição: Kleber Sampaio
 

maio 9, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Entrada de brasileiros nos EUA poderá ser facilitada com Trump, diz embaixador

Isolamento dos aliens

Nação de Refugiados

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

A entrada de brasileiros nos Estados Unidos poderá ser simplificada com Donald Trump, segundo análise do embaixador do Brasil em Washington, Sergio Amaral. Ele disse acreditar que a curto prazo, a concessão de vistos àqueles que fazem visitas frequentes ao país, seja a negócios ou para algum tipo de intercâmbio, poderá ser facilitada. Já a total isenção de visto para brasileiros que queiram visitar os Estados Unidos ainda deve demorar mais.

“A concessão de vistos poderá ser facilitada para os que fazem visitas frequentes, muitas vezes a negócios, ou intercâmbio universitário e acadêmico para aqueles que viajam com frequência e que tiram vistos com mais frequência. Eles poderão ter, seja um visto com mais duração ou até mesmo a isenção”, disse hoje (20) Amaral, em entrevista ao programa Revista Brasil, transmitido pela Rádio Nacional de Brasília, Rádio Nacional do Rio de Janeiro, Rádio Nacional da  Amazônia e Rádio Nacional do Alto Solimões.

A intenção é que o Brasil integre a lista de países cujos cidadãos possam participar do programa Global Entry (Entrada Global), que simplifica a entrada dos visitantes, informou o ministro. Atualmente, participam do programa a Colômbia, o Reino Unido, Alemanha, Panama, Singapura, Coreia do Sul, Paixes Baixos e cidadãos mexicanos.

Já a isenção de visto para que brasileiros visitem o país ainda deve demorar. Isso porque, para que a questão seja discutida nos Estados Unidos, é preciso que o país solicitante tenha um índice menor a 3% de pedidos de visto negados. “Com o agravamento da crise no Brasil, a porcentagem de pedidos de visto negados aumentou. No momento, não estamos em um período favorável para a negociação desses vistos. Mas acho que podemos retomar esses temas tão logo a situação econômica brasileira melhore e o número de vistos que não são concedidos reduza o seu percentual”, diz Amaral.

Donald Trump, o candidato do Partido Republicano que ganhou uma das eleições mais surpreendentes da história norte-americana, será a partir de hoje (20) o 45º presidente dos Estados Unidos. Quase 1 milhão de pessoas são esperadas para assistir à cerimônia no Capitólio, sede do Congresso americano. O juramento de posse ocorrerá às 12h, em Washington, 15h em Brasília. Em seguida, Trump fará seu primeiro pronunciamento como presidente.

Durante a campanha, Trump repercutiu ideias polêmicas e acentuou debates protecionistas e de restrição comercial que devem atingir países como a China e o México. Na avaliação de Amaral, o Brasil não deve ser impactado. “O Brasil não tira investimento dos Estados Unidos e leva para o nosso país, reduzindo as possibilidades de emprego [nos Estados Unidos]. Os investimentos americanos estão em nosso país há décadas e não há nenhum movimento de saída de investimento para o Brasil que possa prejudicar o nível de emprego nos Estados Unidos”, diz. Segundo ele, nos últimos anos, o Brasil investiu US$ 30 bilhões nos Estados Unidos e criou quase 100 mil empregos.

“O novo governo americano vai dar importância ao componente empresarial. O próprio presidente eleito, que toma posse hoje, já disse que quer que empresas americanas desempenhem um papel importante na diplomacia amaricana e que os Estados Unidos tenderão a privilegiar acordos bilaterais de comércio e investimento. Para nós, isso é uma grande vantagem”, diz. Segundo o embaixador, a relação do Brasil com os BRICS [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] não deve mudar. “São coisas diferentes que tem que ser mantidas em planos diferentes”.

De acordo com o embaixador, Brasil e Estados Unidos deverão ajustar cada vez mais os critérios que dificultam a entrada de produtos em solo americano. Isso significa uma convergência regulatória que aproxime os critérios de identificação de produtos, de qualidade, de segurança sanitária, e outros.

Em uma eleição que dividiu o povo americano, Trump toma posse em meio a protestos. Ontem houve protestos em Whashington e Nova York. Novos protestos estão previstos também em outros países. A Marcha das Mulheres, por exemplo, vai ocorrer em Portugal.

Edição: Maria Claudia
 

janeiro 20, 2017 Posted by | Migração | , , , | Deixe um comentário

Brasileiros são condenados a pena de morte na indonésia

Pena de Morte

Pena de Morte

A presidente do Brasil bem que tentou, mas o Governo da Indonésia não atendeu o pedido de clemência para livrar da pena de morte os brasileiros Marco Archer e Rodrigo Gularte.

Não se sabe porque os brasileiros se arriscam tanto, mas quando alguém tenta entrar num país de leis rígidas com mais de 10 quilos de cocaína, com certeza não é para uso próprio. Tráfico de drogas é punido com leis rígidas e, num país tão tradicionalista, apelação é inútil.

No segundo caso, a fuga do flagrante é quase uma confissão do crime, o problema é que a lei do flagrante só funciona no Brasil. Fora do Brasil o efeito é inverso e leva a condenação.

O país com mais brasileiros presos é o Paraguai, mas os presos daqui não tem tanto status e não se fala tanto de nossa comunidade carcerária naquele país.

Por parte da presidente, acredito que deva ser um grande constrangimento defender traficantes, réus confessos de seus crimes.

Vale o alerta para os surfistas, instrutores de vôos e outros praticantes de esportes radicais: Na indonésia o “baguio num tá pegando”.

By Jânio

janeiro 17, 2015 Posted by | Internacional | , , , | Deixe um comentário

Bilionários brasileiros

Bilionários brasileiros

Brasileiros Ricos

34 – Jorge Paulo Lemann – US$ 19,7 bi – 74 anos – Bebidas

55 – Joseph Safra – US$ 16 bi – 75 anos – Bancos

119 – Marcel Herrmann Telles – US$ 10,2 bi – 64 anos – Bebidas

137 – João Roberto Marinho – US$ 9,1 bi – 60 anos – Mídia

137 – José Roberto Marinho – US$ 9,1 bi – 58 anos – Mídia

137 – Roberto Irineu Marinho – US$ 9,1 bi – 66 – Mídia

146 – Carlos Alberto Sicupira – US$ 8,9 bi – 66 – Bebidas

367 – Francisco Ivens de Sa Dias Branco – US$ 4,1 bi – 77 anos – Alimentos

367 – Eduardo Saverin – US$ 4,1 bi – 31 anos – Cofundador do Facebook

396 – Walter Faria – US$ 3,8 bi – 58 anos – Bebidas

483 – Aloysio de Andrade Faria – US$ 3,3 bi – 93 anos – Bancos

520 – André Esteves – US$ 3,1 bi – 45 anos – Bancos

520 – Antonio Ermirio de Moraes – US$ 3,1 bi – 85 anos – Diversos

520 – Ermirio Pereira de Moraes – US$ 3,1 bi – 81 anos – Diversos

520 – Maria Helena Moraes Scripilliti – US$ 3,1 bi – 83 anos – Diversos

580 – Fernando Roberto Moreira Salles – US$ 2,9 bi – 67 anos – Bancos, mineração

580 – João Moreira Salles – US$ 2,9 bi – 52 anos – Bancos, mineração

580 – Walther Moreira Salles Junior – US$ 2,9 bi – 57 anos – Bancos

580 – Pedro Moreira Salles – US$ 2,9 bi 54 – Bancos, mineração

609 – Abilio dos Santos Diniz – US$ 2,8 bi – 77 anos – Varejo

642 – Miguel Krigsner – US$ 2,7 bi – 64 anos – Cosméticos

663 – Edson de Godoy Bueno – US$ 2,6 bi – 70 anos – Hospitais, planos de saúde

796 – Rossana Camargo de Arruda Botelho – US$ 2,2 bi – 64 anos – Construção

796 – Renata de Camargo Nascimento – US$ 2,2 bi – 63 anos – Construção

796 – Regina de Camargo Pires Oliveira Dias – US$ 2,2 bi – 60 anos – Construção

796 – Moise Safra – US$ 2,2 bi – 79 anos – Bancos

828 – Antonio Luiz Seabra – US$ 2,1 bi – 71 anos – Cosméticos

925 – Nevaldo Rocha e família – US$ 1,95 bi – 84 anos – Varejo

931 – Dulce Pugliese de Godoy Bueno – US$ 1,9 bi – 66 anos – Hospitais, planos de saúde

931 – Michael Klein – US$ 1,9 bi – 63 anos – Varejo

931 – Rubens Ometto Silveira Mello – US$ 1,9 bi – 64 anos – Açúcar, etanol

931 – Lirio Parisotto – US$ 1,9 bi – 60 anos – Investimentos

1036 – Jayme Garfinkel e família – US$ 1,75 bi – 67 anos – Seguros

1092 – Julio Bozano – US$ 1,6 bi – 78 anos – Bancos

1143 – Ana Maria Marcondes Penido Sant’Anna – US$ 1,55 bi – 58 anos – Pedágio rodoviário

1143 – Cesar Mata Pires – US$ 1,55 bi — Construção

1154 – Sergio Lins Andrade e família – US$ 1,5 bi – 66 – Construção

1154 – Victor Gradin e família – US$ 1,5 bi – 81 anos – Construção

1154 – Alexandre Grendene Bartelle – US$ 1,5 bi – 64 – Calçados

1210 – Lina Maria Aguiar – US$ 1,4 bi – 76 anos – Herança/bancos

1210 – João Alves de Queiroz Filho – US$ 1,4 bi – 61 anos – Bens de consumo

1284 – Eggon da Silva – US$ 1,3 bi – 85 – Maquinário industrial

1284 – Elie Horn – US$ 1,3 bi – 70 – Imobiliário

1284 – Carlos Francisco Ribeiro Jereissati e família – US$ 1,3 bi – 67 anos – Shopping centers

1284 – Jorge Moll Filho – US$ 1,3 bi – 69 anos – Hospitais

1284 – Jose Isaac Peres e família – US$ 1,3 bi – 73 anos – Shopping centers

1284 – Werner Voigt – US$ 1,3 bi – 84 anos – Maquinário industrial

1284 – Lilian Werninghaus – US$ 1,3 bi – 79 anos – Maquinário industrial

1372 – Lia Maria Aguiar – US$ 1,2 bi – 72 anos – Herança/bancos

1372 – Guilherme Peirão Leal – US$ 1,2 bi – 64 anos – Cosméticos

1372 – Rubens Menin Teixeira de Souza – US$ 1,2 bi – 57 anos – Construção de casas

1372 – Dorothea Steinbruch – US$ 1,2 bi — Siderúrgica

1442 – Alfredo Egydio Arruda Villela Filho – US$ 1,15 bi – 44 anos – Bancos

1442 – Daisy Igel – US$ 1,15 bi – 86 anos – Gás, petroquímica

1465 – Ana Lucia de Mattos Barretto Villela – US$ 1,1 bi – 40 anos – Bancos

1465 – Edir Macedo e família – US$ 1,1 bi – 69 anos – Comunicação

1465 – José Mendes Nogueira e família – US$ 1,1 bi – 86 anos – Mineração

1540 – Giancarlo Franceso Civita – US$ 1,05 bi — Mídia

1540 – Victor Civita Neto – US$ 1,05 bi — Mídia

1540 – Roberta Anamaria Civita – US$ 1,05 bi — Mídia

1540 – José Roberto Ermirio de Moraes – US$ 1,05 bi – 56 anos – Diversos

1540 – José Ermirio de Moraes Neto – US$ 1,05 bi – 61 anos – Diversos

1540 – Liu Ming Chung – US$ 1,05 bi – 51 – Papel e celulose

1540 – Neide Helena de Moraes – US$ 1,05 bi – 59 anos – Diversos

1565 – Carlos Martins – US$ 1 bi – 57 anos – Educação

A lista ainda tem:

Lily Safra – 76 anos

Viúva de Edmond Safra

Carlos Francisco Ribeiro Jereissati

Família de Tasso Jereissati

Shopping Iguatemi, acionista da Oi

Giancarlo Francesco Civita

Riberta Anamaria e Victor Civita Neto

Grupo Abril

Angela Gutierres – 64 anos

Andrade & Gutierrez – construtora

Constantino de Oliveira Júnior – 45 anos

Volluto – acionista da Gol e dona da Pássaro Marrom

Sílvio Santos – 83 anos

SBT TV, Liderança Capitalização, Jequiti

Blairo Maggi – Senador do PR-MT

Rei da Soja

Carlos Wizard – 57 anos

Mundo Verde – produtos naturais

Jorge Gerdau – 77 anos

Grupo Gerdau

Francisco Deusmar de Queirós – 67 anos

Pague Menos – Farmácia e é sócio co Banco BIC

Gilberto Schincariol Júnior, 30 anos

Guilherme Paulus – 64 anos

CVC turismo e GJP Hotéis e Resorts

Ricardo Nunes, 44 anos

Ricardo Eletro sócio da Insinuante

Luiza Helena Trajano – 64 anos

Magazine Luiza

Lista Detalhada
__________________________________________________________

Jorge Paulo Lemann – 74 anos

Budweiser, Burger King, Heinz

Joseph Safra – 75 anos

Banco Safra

Marcel Hermann TelleS – 64 anos

Sócio primeiro e do quarto da lista – Empresa de deinvestimentos 3G Capital

A 3G é dona da Budweiser, Burger Kin e Hens – Telles é sócio da Ambev.

Carlos Alberto Sicupira – 64 anos

Sósio do primeiro e do terceiro na lista, 3G Capital.

Sócio da Ambev e Lojas Americanas

Roberto Irineu Marinho – 66 anos

Filho mais velho de Roberto Marinho – Rede Globo

João Roberto Marinho – 60 anos

Irmão do quinto da lista – Rede Globo

José Roberto Marinho – 58 anos

Rede Globo

Marcelo Odebrecht – 45 anos

Grupo Odebrecht – Construção e Petroquímica

Francisco Ivens de Sá Dias Branco – 80 anos

Acionista controlador da M. Dias Branco, alimentos

Walter Faria – 58 anos

Cervejaria Petrópolis: dona da Itaipava e Crystal

André Esteves – 45 anos

Banco BTG Pactual

Eduardo Saverin – 32 anos

Co-fundador da Facebook

Abílio Diniz – 77 anos

Pão de Açúcar

Aloysio de Andrade Faria – 93 anos

Grupo Alfa – dono do Banco Alfa, C&C, Hotéis transamérica

João Moreira Salles – 52 anos

Irmão de Fernando Roberto, Pedro e Walter Jr.

Unibanco e Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração CBMM

Pedro Moreira Salles – 54 anos

João moreira Salles – 53 anos

Unibanco e CBMM

Walter Moreira Salles Júnior – 58 anos

Unibanco e CBMM

Daniel Feffer – 58 anos

Unibanco e CBMM

Miguel Krigsner – 64 anos

Boticário

Rosana Camargo de Arruda Botelho – 64 anos

Renata de Camargo Nascimento – 63 anos

Regina de Camargo Pires Oliveira Dias – 60 anos

Camargo e Correa

Edson de Godoy Bueno – 70 anos

Amil, Dasa, TotalCare – saúde

Nevaldo Rocha – 85 anos

Riachuelo e Guararapes

Rubens Ometto Silveiro Mello – 64 anos

Cosan – dona da Rumo e Raízen – açúcar e etanol

Jayme Garfinkel – 68 anos

Porto Seguro – seguradora

Michael Klein – 53 anos

Casas Bahia

Bernardo Gradin – 49 anos

Filho do ex-diretor do grupo Odebrecht

Lírio Parisotto – 60 anos

Videolar e acionista da Usiminas e Banco do Brasil

Lina Maria de Aguiar – 76 anos – herdeira do Bradesco

Abandonada na porta de uma filial do banco, foi adotada pelo dono

Júlio Bozano – 78 anos

Bozano Investimentos

Alexandre Grendene – 64 anos

Grendene – dona da Melissa e Rider

Adriano Schincariol – 37 anos – irmão de Alexandre – 39 anos

Ex donos da Schincariol – cerveja

Maria de Lourdes Egydio Vilella (milu) – 67 anos

Neta do dono do Banco Central de Crédito e filha do fundador da Duratex

José Ermírio de Moraes Neto – 61 anos – 3,05 bilhões

Neto do fundador da Votorantin – José Roberto Ermírio, Neide Helena

Hele Horn – 70 anos

Cyrela – contrutora

José Janguiê Bezerra Diniz – 50 anos

Ser Educacional – dona das faculdades Maurício de Nassau e Joaquim Nabuco

Edir Macedo – 69 anos

Igreja Universal, Rede Record

Lily Safra – 76 anos

Viúva de Edmond Safra

Carlos Francisco Ribeiro Jereissati – 68 anos

Família de Tasso Jereissati

Shopping Iguatemi, acionista da Oi

Giancarlo Francesco Civita

Riberta Anamaria e Victor Civita Neto

Grupo Abril

Angela Gutierres – 64 anos

Andrade & Gutierrez – construtora

Constantino de Oliveira Júnior – 45 anos

Volluto – acionista da Gol e dona da Pássaro Marrom

Sílvio Santos – 83 anos

SBT TV, Liderança Capitalização, Jequiti

Blairo Maggi – Senador do PR-MT

Rei da Soja

Carlos Wizard – 57 anos

Mundo Verde – produtos naturais

Jorge Gerdau – 77 anos

Grupo Gerdau

Francisco Deusmar de Queirós – 67 anos

Pague Menos – Farmácia e é sócio co Banco BIC

Gilberto Schincariol Júnior, 30 anos

Guilherme Paulus – 64 anos

CVC turismo e GJP Hotéis e Resorts

Ricardo Nunes, 44 anos

Ricardo Eletro sócio da Insinuante

Luiza Helena Trajano – 64 anos

Magazine Luiza

Caso Panamericano começa a feder

Bilionários desconhecidos

Primeiro país só de milionários

setembro 28, 2014 Posted by | curiosidades | , , , , | 1 Comentário

Cidades americanas com mais brasileiros

Trabalhadores brasileiros

Brasileiros Expatriados

Cidades com mais descendentes de Brasileiros:

The top 25 U.S. communities with the highest percentages of people claiming Brazilian ancestry are:

01 – East Newark, New Jersey 6.20%

02 – North Bay Village, Florida 6.00%

03 – Danbury, Connecticut 4.90%

04 – Harrison, New Jersey and Framingham, Massachusetts 4.80%

05 – Somerville, Massachusetts 4.50%

06 – Kearny, New Jersey 3.70%

07 – Vineyard Haven, Massachusetts 3.60%

08 – Deerfield Beach, Florida 3.50%

09 – Everett, Massachusetts 3.20%

10 – Marlborough, Massachusetts 3.10%

11 – Long Branch, New Jersey 2.80%

12 – Edgartown, Massachusetts 2.70%

13 – Newark, New Jersey, Doral, Florida and Oak Bluffs, Massachusetts 2.50%

14 – Miami Beach, Florida, Hillside, New Jersey and Hudson, Massachusetts 2.20%

15 – Oakland Park, Florida, South River, New Jersey, Cliffside Park, New Jersey and Tisbury, Massachusetts 2.10%

16 – Fairview, New Jersey 2.00%

17 – Aventura, Florida 1.90%

18 – Lauramie, Indiana 1.80%

19 – Revere, Massachusetts, Malden, Massachusetts and Sea Ranch Lakes, Florida 1.70%

20 – Surfside, Florida, Barnstable, Massachusetts, Lowell, Massachusetts, Ojus, Florida, Washington, Ohio and Naugatuck, Connecticut 1.60%

21 – Milford, Massachusetts, Dennis Port, Massachusetts, Keene, Texas, Key Biscayne, Florida, Mount Vernon, New York, Avondale Estates, Georgia and Sunny Isles Beach, Florida 1.50%

22 – Riverside, New Jersey and Trenton, Florida 1.40%

23 – South Lancaster, Massachusetts, Great River, New York and Port Chester, New York 1.30%

24 – Coconut Creek, Florida, Belle Isle, Florida, Big Pine Key, Florida, Chelsea, Massachusetts, Yarmouth, Massachusetts, Bridgeport, Connecticut, Elizabeth, New Jersey and Ashland, Massachusetts 1.20%

25 – Pompano Beach, Florida, Corte Madera, California and Delran, New Jersey 1.10%

Nascidos no Brasil

Top 25 U.S. communities with the most residents born in Brazil are:

01 – Loch Lomond, Florida 15.8%

02 – Bonnie Loch-Woodsetter North, Florida 7.2%

03 – North Bay Village, Florida 7.1%

04 – East Newark, New Jersey 6.7%

05 – Framingham, Massachusetts 6.6%

06 – Harrison, New Jersey 5.8%

07 – Danbury, Connecticut 5.6%

08 – Somerville, Massachusetts 5.4%

09 – Sunshine Ranches, Florida 5.1%

10 – Flying Hills, Pennsylvania 5.1%

11 – Deerfield Beach, Florida 4.7%

12 – Fox River, Alaska 4.5%

13 – Edgartown, Massachusetts 4.4%

14 – West Yarmouth, Massachusetts 4.4%

15 – Marlborough, Massachusetts 4.4%

16 – Kearny, New Jersey 4.4%

17 – Doral, Florida 4.1%

18 – Everett, Massachusetts 4.0%

19 – Long Branch, New Jersey 3.7%

20 – Vineyard Haven, Massachusetts 3.4%

21 – Hudson, Massachusetts 3.2%

22 – Miami Beach, Florida 3.1%

23 – Oak Bluffs, Massachusetts 3.0%

24 – Oakland Park, Florida 3.0%

25 – Pompano Beach Highlands, Florida 3.0%

Fonte: wikipedia

Países mais visitados pelos brasileiros

Países com mais brasileiros

Países com mais portugueses

Empresas americanas que mais contrataram estrangeiros

Melhores países para portugueses trabalharem

agosto 6, 2014 Posted by | oportunidades | , , , , | 2 Comentários

Países que mais leem blogs brasileiros

leitores estrangeiros

Leitores de Blogs

Leitores de blogs brasileiros

01 – Brasil – 884.650 visitas

02 – Estados Unidos – 18.901

03 – Portugal – 17.343

04 – Japão – 5.381

05 – Rússia – 3.397

06 – Polônia – 2.859

07 – Alemanha – 2.427

08 – Reino Unido – 1.287

09 – Espanha – 739

10 – França – 626

Pesquisa baseada no blog Buscando Mudanças

Países com mais brasileiros

maio 11, 2013 Posted by | blogosfera | , , , , | 1 Comentário

O maior dos pecados

judas iscariotes

Até na Bíblia a covardia é destacada, sendo Judas um dos principais personagens. O pecado de Judas levanta muitas questões, entre elas a sua escolha como discípulo.

No caso do perdão, a questão fica muito mais interessante: Seria Judas necessário para que a história tivesse tal desfecho? Judas foi ou não foi perdoado?

Primeiro é preciso que se diga que o fato de Jesus saber o seu destino, não livra a cara de ninguém, principalmente de Judas. Quando Judas traiu Jesus com um beijo, demonstrou uma tremenda falta de caráter.

Muita gente afirma que ele achava que Jesus seria útil para as causas de Israel, já que Jesus era tão amado pelo povo. Atacar Jesus levaria o povo a se rebelar contra os romanos.

Para saber se Judas era culpado ou não, basta olharmos para os nossos espelhos e veremos um povo covarde que não tem coragem de reagir contra um sistema comandado pela aristocracia, onde ninguém tem mais controle de nada, onde a democracia virou uma grande farsa.

Uma pessoa caloteira não imagina que quando dá o calote, tira o dinheiro da saúde e da educação de uma outra pessoa, contribuindo para a decadência da sociedade. A malandragem do brasileiro ensina que só não pode tirar alimento da boca de criança, de resto vale tudo.

Quando aceitamos as regras do sistema – impostos altos, altas taxas de juros, monopólios controlados pelas máfias, corrupção de fiscais, etc. – não pensamos nas consequências – inflação, crise e dependência política. Há muita diferença entre aceitar uma cesta básica e exigi-la através de um salário digno.

Por quê os políticos preferem roubar os pobres através de impostos, para depois devolver através de cestas básicas? Isso ocorre para criar um tipo de dependência política, passando a sensação de que o político é bom. As pessoas não notam que aceitar favores de políticos as torna cúmplices de seus crimes. Até Maquiavel foi enfático quanto a isso: “Todo o povo tem o governo que merece”.

O livro de Maquiavel foi uma grande inspiração para o absolutismo, quando a burguesia perde o poder e passa servir de ferramenta para reis, imperadores, ditadores, etc.

Estamos a um passo de ver a burguesia nas mãos da aristocracia. Primeiro foram separadas as classes, médias e pobres, onde a média se dividiu em alta e baixa. Os consumidores se dividiram em a, b,c, d e e, de acordo com o seu poder de compra e seguindo a cartilha do capitalismo.

Somaram-se a tudo isso uma série de conspirações racistas, nacionalistas, neonazistas e houve até uma certa adaptação no sistema, onde alguns poucos afro-descendentes traidores foram eleitos e aceitos na elite em troca de sua cooperação na criação da farsa de uma sociedade mais humana. Na realidade eles não ajudaram em nada, muito pelo contrário, lembram os velhos tempos da abolição, onde as pessoas livres tinham uma vida pior que a dos escravos.

Escravidão é o que o povo vai ganhar, quando a burguesia tornar-se totalmente dependente dos grandes empresários e banqueiros.

A classe média vai se tornando pobre, perdendo o poder, mas continua vivendo de aparências, fingindo que é importante. Cada dia que passa, aumenta o número de pessoas da classe média nas filas dos serviços públicos, enquanto muitos pobres sequer conhecem os seus direitos.

A única esperança é a força da informação, combinada com a ambição de alguns indivíduos que ainda não se deixaram abater pela covardia. O problema é que muitas dessas pessoas se organizaram do outro lado da lei, criando um novo problema.

Veja alguns exemplos:

01 – O PCC mostrou a força dos marginais e desafiou o poder do sistema, pior que isso, demonstrou que as pessoas estão muito vulneráveis e estão dispostas a cometer loucuras por alguns trocados;

02 – O tráfico nas comunidades dos morros evoluiu muito através dos anos, sempre em seu canto, até que um dia decidiu descer os morros, promovendo arrastões, assaltos, sequestros e a tradicional distribuição de drogas. A polícia não gostou e reprimiu os crimes organizados, mas cada vez que um traficante é preso, surge outro em seu lugar, inclusive, a logística já atingiu a própria burguesia que fazem parte da distribuição das drogas.

03 – A decadência nas igrejas ameaça levar a sociedade de volta a idade medieval, onde as ciências ocultas é que controlavam tudo. Canibais, pedófilos e neonazistas começam a ganhar adeptos, ameaçando a estabilidade dos novos tempos.

A sociedade costuma se adaptar, forçando as autoridades a tomarem providências, mobilizando grupos e criando movimentos sociais, esperamos que isso seja suficiente para resolver o problema de nossa covardia.

By Jânio

abril 18, 2012 Posted by | Reflexões | , , , , , , | 3 Comentários

Comunicado às famílias dos brasileiros do Japão

brasileiros no japão

Notícias do Japão

A solidariedade às vítimas do Japão vem do mundo inteiro, e essa é uma atitude a qual os países tem adotado nos últimos terremotos. Foi assim no caso do terremoto e mineiros soterrados no Chile, terremoto do Haiti, China e Nova Zelândia.

Os Estados Unidos normalmente são os primeiros a aderir às campanhas, enquanto países como o Brasil tiveram uma participação maior aqui no Haiti, e isso é bom já que não havia interesse econômico ou marketing envolvidos.

No caso do terremoto no Japão, a participação do Brasil poderia parecer modesta, mas com a quantidade de famílias que tem parentes trabalhando no Japão, não há dúvidas que a mobilização será maior, Enquanto o governo oferece 80 policiais especializados em resgates, na comunidade de descendentes a mobilização é ainda maior e mais rápida.

O grande problema enfrentado pelas autoridades japonesas no momento, são as usinas nucleares. Os Estados unidos chegaram a enviar especialistas para ajudar a controlar o desastre.

Profissionais, jornalistas e a própria população local estão sendo orientados a manter distância dos locais próximos às usinas nucleares, as distâncias vão de 150 a 200 quilômetros.

A prioridade sempre será a vida dessas pessoas, pessoas cuja história carrega o trauma de tragédias nucleares.

Informativo do Consulado brasileiro em Nagóia:

Devido ao grande número de cidadãos solicitando documentos neste Consulado durante esta semana, solicitamos que tragam o protocolo de pedido de passaporte devidamente preenchido, acompanhado de fotografia e cópia dos documentos necessários.

——————————————————————————–

“AVISO À COMUNIDADE BRASILEIRA

Devido a informações desencontradas veiculadas pela imprensa e por meio de redes sociais, o Consulado-Geral do Brasil em Nagóia esclarece o seguinte:

– Neste momento, as informações disponíveis indicam não haver risco sério de contaminação nuclear das populações fora do perímetro estabelecido pelo governo japonês ao redor da Usina de Fukushima. As informações de que haveria aviões brasileiros a caminho para buscar cidadãos são neste momento falsas. O Governo Federal Brasileiro, o Itamaraty, a Embaixada do Brasil no Japão e os Consulados-Gerais do Brasil em Tóquio, Nagóia e Hamamatsu estão monitorando atentamente os acontecimentos no Japão desde o terremoto e o tsunami de sexta-feira e estudando quais medidas serão tomadas caso a situação da Usina Nuclear de Fukushima venha a representar risco concreto às comunidades brasileiras;

– O Consulado-Geral do Brasil em Tóquio organizou missão para a retirada dos brasileiros que o quiserem das regiões de Sendai e Fukushima, regiões severamente afetadas pelo terremoto e pelo tsunami. Esta missão encontra-se agora em andamento. Não há previsão, neste momento, de missões de retirada de brasileiros de Ibaraki ou outras regiões;

– Sugere-se que os brasileiros mantenham a calma, economizem recursos e energia e mantenham-se informados junto às prefeituras de suas localidades quanto a eventuais medidas emergenciais a serem tomadas.

——————————————————————————–

Nota à Imprensa divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores

(14 de março de 2011)

“Recomendação a viajantes. Face ao estado de emergência e às incertezas decorrentes do terremoto no Japão, roga-se aos brasileiros evitar viagens a este país até que a situação se normalize.”

——————————————————————————–

COMUNICADO DA EMBAIXADA DO BRASIL EM TÓQUIO

A Embaixada encontra-se em contato permanente com as autoridades japonesas, que informam não haver, até o momento, brasileiros entre as vítimas do terremoto e dos tsunamis que atigiram o Japão.

– Ainda há áreas isoladas nas regiões mais diretamente afetadas. Em diversas outras localidades, ainda não foram normalizados os serviços de transporte, energia, comunicações e abastecimento. As autoridades japonesas trabalham para solucionar esses problemas no mais curto prazo de tempo possível.

– Para os brasileiros que se encontram na província de Fukushima:

O governo japonês decretou a evacuação de área de 20km ao redor da usina nuclear de Fukushima Daiichi e de 3km da usina nuclear de Fukushima Daini. Recomenda-se aos brasileiros que sigam as instruções das autoridades japonesas competentes.

– O Comitê Internacional da Cruz Vermelha mantém website “Rede de Laços Familiares”, em português, no endereço

http://www.familylinks.icrc.org/web/doc/siterfl0.nsf/htmlall/familylinks-japon-por

com o objetivo de facilitar o restabelecimento de contato com familiares nas regiões afetadas.

– A empresa Google disponibiliza serviço semelhante no endereço

Serviço da Google para os brasileiros

Consulado brasileiro em Nagoya

Imagens do terremoto de 2.011 no Japão

Mancha escura cobre o Japão

“ESTÁ TUDO SOB CONTROLE!”

março 17, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | 11 Comentários

Terremoto no Japão causa danos e provoca milhares de vítimas fatais

novas tragédias

Terremotos no Japão

O maior terremoto da história do Japão deixou o país em estado de calamidade, o país que já vinha enfrentando dificuldades econômicas (o país está entre os mais endividados do mundo) terá muita dificuldade para enfrentar mais esse problema.

O governo japonês se endividou, injetando dinheiro na economia do país, essa liquidez fez com que o país retomasse o crescimento. Como consequência, o Japão era um dos países mais endividados do mundo.

Apesar desse ter sido um dos piores desastres da história do Japão, não foi o mais grave, pelo menos em relação às vítimas. Em 1.923, em Tokyo, um terremoto de 7,9 graus na escala richter, causou a morte de cerca de 140.000 pessoas.

Com uma infra-estrutura precária, o Japão, em 1.923, lembrou muito o terremoto no Haiti, onde a quantidade de vítimas fatais também foi muito grande, considerando-se sua intensidade.

Ao longo dos anos, o Japão tem sofrido muito com desastres provocados pelos terremotos, por isso desenvolveu também uma das melhores tecnologias anti-tremores do mundo, tecnologia que não foi suficiente para proteger as usinas atômicas.

Depois de ser o primeiro país a sofrer as dores de uma tragédia atômica, o país se viu obrigado a se valer da energia nuclear, para obter a energia suficiente ao seu desenvolvimento, e mais uma vez o país se viu diante do perigo.

Até agora, o terremoto mais caro da história do Japão, havia sido o de Kobe, 1.995, onde o governo gastou cerca de 100 bilhões de dólares para cobrir os danos causados.

As fábricas de automóveis já suspenderam sua produção, entre elas Sony, Toyota e Nissan, assim como outras indústrias, toda comunicação da região foi afetada. São milhares de vítimas fatais, milhares de desaparecidos e centenas de milhares de desabrigados.

Esse já é o maior desastre desde a segunda guerra mundial, no Japão, pelo menos quatro milhões de pessoas estão sem energia elétrica.

Os internautas brasileiros que vivem naquele país, alguns naquela região, estão incomunicáveis, pelo menos os que eu conheço. Quando eles puderem acessar a internet, poderemos ter mais notícias desses brasileiros.

As imagens através do Youtube, chegam a impressionar, são carros, ônibus, barcos, sendo arrastados pelo tsunami, explosões e incêndios.

Depois do atentado de 11 de setembro, mais uma vez cenas de filmes de ficção são vistas em nossa realidade, mais uma vez o Japão sente as dores de uma tragédia, tão constante em sua história.

Vídeo das imagens do terremoto no Japão

Fonte: RT – TV

Textos relacionados:

Comunicado às famílias de brasileiros no Japão

Mancha escura cobre o Japão

Texto: By Jânio

março 15, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , , , , , , | 14 Comentários

Sessenta livros grátis para leitura

Melhor da literatura

Livros para leitura

MACHADO DE ASSIS

A mão e a luva

Casa Velha

Dom Casmurro

Esaú e Jacó

Iaiá Garcia

Memorial de Aires

Memórias Póstumas de Bráz Cubas

JOSÉ DE ALENCAR

A Pata da Gazela

A Viuvinha

Cinco Minutos

Diva

Encarnação

Guarani

Guerra dos Mascates

Iracema

Lucíola

Senhora

Til

Ubirajara

MANUEL ANTÔNIO DE ALMEIDA

Memórias de Um Sargento de Milícias

EÇA DE QUEIRÓS

A Relíquia

A Ilustre Casa de Ramires

O Primo Basílio

São Cristóvão

ADOLFO cAMINHA

A Normalista

Tentação

ALVARES DE AZEVEDO

Lira dos Vinte anos

Noite na Taverna

CASTRO ALVES

O Navio Negreiro

Espumas Flutuantes

Poesias coligidas

ALUISIO AZEVEDO

O Cortiço

O Mulato

Casa de Pensão

CLÁUDIO MANOEL DA COSTA

Poemas

GONÇALVES DIAS

Juca Pirama

JOAQUIM mANUEL DE MACEDO

A Moreninha

O Moço Loiro

Aluneta Mágica

Memórias da Rua do Ouvidor

LIMA BARRETO

Bruzundangas

Clara dos Anjos

Recordações do Escrivão Isaías Caminha

Triste fim de Policarpo Quaresma

OLAVO BILAC

Profissão de Fé

Panóplias

Sarças de Fogo

Alma Inquieta

As Viagens

O Caçador de Esmeraldas

Tarde

Via Láctea

PERO VAZ DE CAMINHA

A Carta

RAUL POMPÉIA

O Ateneu

Uma Tragédia no Amazonas

TOMÁZ ANTÔNIO GONZAGA

Cartas Chilenas

Marília de Dirceu

vISCONDE DE TAUNAY

Inocência

CRUZ E SOUSA

Últimos Sonetos

JÚLIO DINIS

As Pupilas do Senhor Reitor

AUGUSTO DOS ANJOS

Eu

Outras Poesias

Poemas Esquecidos

Outros Poemas Esquecidos

Para ler esses e outros livros de domínio público, acesse:

http://www.biblio.com.br/

junho 5, 2010 Posted by | downloads | , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: