Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Pax Síra

Anúncios

novembro 25, 2017 Posted by | Espanhol | , | Deixe um comentário

Drama sirio: ¿Último acto?

setembro 30, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

EE.UU. confirma que la CIA deja de apoyar a las fuerzas de la oposición siria

Publicado em 21 de jul de 2017

El jefe de operaciones especiales de EE.UU. calificó de “difícil” la decisión de poner fin al programa de ayuda a las fuerzas opositoras en Siria

SEPA MÁS: https://es.rt.com/58zw 

Suscríbete a nuestro canal de eventos en vivo: https://goo.gl/qFPG81

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

julho 24, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Batallas infinitas

Transmitido ao vivo em 20 de jul de 2017

Muchos ven los éxitos en la lucha contra el Estado Islámico y el cese al fuego en Siria como un avance hacia el fin de la guerra en el país árabe. Yemen se acerca a una catástrofe humanitaria: debido a la guerra civil, sumada a los bombardeos de Arabia Saudita, la infraestructura del país ha quedado destruida e incapaz de hacer frente a un grave brote de cólera. En varios países del mundo se expresan sobre la neutralidad de internet.

RT en español en vivo.

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

julho 21, 2017 Posted by | Espanhol | , | Deixe um comentário

Sin brazos o piernas pero con “fuerza y voluntad”: Así viven los mutilados por la guerra siria

Publicado em 19 de jan de 2017

Siria jamás volverá a ser la misma. La guerra y el terrorismo han mutilado una tierra antes tranquila y feliz. Sin embargo la vida continúa y su gente se adapta a las nuevas condiciones, aunque para unos es más duro que para otros: miles de discapacitados siguen luchando, pero esta vez por reconstruir su vida. Y lo logran. Una valiente actitud con la que demuestran que su país tiene el futuro asegurado.

¡Suscríbete a RT en español! 
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

julho 8, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Protestas contra el G20 ⚫️ ¿Cómo quedó Siria tras la guerra? ( 6/07/17) Noticiero RT

Transmitido ao vivo há 5 horas

Suscríbete para no perderte nuestros eventos en vivo: https://goo.gl/qFPG81

as, Rusia y desafío a Europa: Por qué Trump visitó Polonia antes de viajar a la cumbre del G20 https://es.rt.com/57z1

RT en español en vivo.

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

julho 6, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Síria: La guerra del caos

Transmitido ao vivo há 5 horas

Un error de cálculo por parte de cualquiera de los países implicados en el conflicto sirio puede desatar una guerra de grandes dimensiones. Los últimos actos de EE. UU. con el derribo de una nave siria, la reprobación de Moscú de estos actos, la tensión en Turquía por el avance kurdo o los bombardeos israelíes e iraníes conforman una explosiva mezcla que puede estallar en cualquier momento. Javier Rodríguez Carrasco debate en ‘El Zoom’ si estamos a las puertas de una catástrofe sin precedentes.

Suscríbete a nuestro canal de eventos en vivo: https://goo.gl/qFPG81

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

junho 30, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , , | Deixe um comentário

EE.UU. bombardea las tropas de Assad en Siria

Transmitido ao vivo há 1 hora

EE.UU. bombardea las tropas de Assad en Siria [Noticiero 07/06/17]

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

junho 6, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , | Deixe um comentário

Cumbres borrascosas + una sorpresa al final del programa

Transmitido ao vivo há 7 horas

¿Se avecina una ruptura entre EE.UU. y Europa? El G7, ¿crónica de una muerte anunciada?

Este miércoles, Javier Rodríguez Carrasco analiza la cumbre del G7, celebrada en Taormina, y el encuentro entre Putin y Macron. ¿Estamos ante el inicio de un cambio en las políticas de Europa respecto a Rusia y EE. UU.? ¿Superará la comunidad internacional sus diferencias para lograr una salida a conflictos como el de Siria y el del este de Ucrania? ‘El Zoom’ intentará atisbar el futuro inmediato de estas y otras cuestiones con especialistas bajo la batuta de su presentador.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

maio 31, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , , , | Deixe um comentário

Suposto bombardeio de coalizão internacional mata 35 pessoas na Síria

a história se repete

Perigo de Guerra

Da Agência EFE

Pelo menos 35 pessoas morreram nas últimas horas em um suposto bombardeio da coalização internacional liderada pelos Estados Unidos (EUA) em regiões do Nordeste da Síria, informou nesta segunda-feira (15) o Observatório Sírio de Direitos Humanos. A informação é da Agência EFE.

Desses mortos, pelo menos 23 perderam a vida em três ataques ao amanhecer, possivelmente feitos por aviões da aliança internacional contra o povoado de Bukamal, controlado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e na fronteira entre a província síria de Deir ez-Zor e o Iraque.

Entre os mortos, há pelo menos 15 deslocados iraquianos e sírios procedentes de outras zonas e que estavam em Bukamal. Os bombardeios tiveram como alvo o bairro de Hayana, assim como os arredores de uma mesquita e em outras partes da cidade. A ONG não descartou que o número de mortos aumente porque há dezenas de feridos.

Na província vizinha de Al Raqqa, pelo menos 12 pessoas morreram na noite de domingo (14) em um ataque similar contra o povoado de Akirshi, no leste da região.

A ONG, que não deu mais detalhes sobre o ataque aéreo, acrescentou que os combates contra as Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, e EI continuam em áreas do norte e do nordeste da província de Al Raqqa, reduto dos extremistas na Síria.

Na noite de domingo, as FSD, que contam com o apoio dos aviões da coalizão e de forças especiais dos EUA no terreno, assumiram o controle de dois povoados nessa parte da região.

As FSD prosseguem seu avanço para a cidade de Al Raqqa no quarto dia de sua ofensiva no norte e no nordeste da província. Desde o dia 6 de novembro do ano passado, as FSD desenvolvem a operação “Ira do Eufrates” para expulsar o EI de Al Raqqa.

Agência Brasil
 

maio 16, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Violência na Síria diminui após início de acordo liderado pela Rússia

Estado Islâmico no Brasil

Ameaça Terrorista

Da Agência Reuters

A luta entre rebeldes sírios e forças do governo diminuiu hoje (6), quando um esforço liderado pela Rússia para fortalecer um cessar-fogo entrou em vigor, embora as batalhas continuassem em uma linha de frente importante perto de Hama, disse um comandante rebelde e monitor de guerra. As informações são da Agência Reuters

O acordo para criar “zonas de segurança” nas principais áreas de conflito no oeste da Síria teve início à meia-noite. O acordo foi proposto pela Rússia, o aliado mais poderoso do presidente Bashar al-Assad, com o apoio da Turquia, que apoia a oposição. O Irã, outro grande aliado de Assad, também o apoiou.

Grupos políticos e armados de oposição rejeitaram a proposta, dizendo que a Rússia não quis ou não conseguiu que Assad e seus aliados da milícia apoiados pelo Irã respeitassem o cessar-fogo passado. O governo sírio disse que apoiou a proposta, mas que continuará a lutar contra o que chamou de grupos terroristas em todo o país.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que houve uma redução nos combates na Síria desde que o acordo entrou em vigor, mas advertiu que era muito cedo para dizer se isso duraria. “A redução da violência deve ser clara e duradoura”, disse o diretor do Observatório, Rami Abdulrahman.

O comandante rebelde disse que o nível geral de violência foi reduzido, mas acrescentou que “tentativas do regime [para avançar] no campo Hama continuam”.

Agência Brasil

 

maio 6, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Rusia, Irán y Turquía firman un acuerdo sobre la creación de cuatro zonas de seguridad en Siria

maio 4, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Combates contra Estado Islâmico matam 25 membros das Forças da Síria Democrática

Da EFE

Pelo menos 25 combatentes das Forças da Síria Democrática, uma aliança armada liderada por milícias curdas, morreram nos dois últimos dias em confrontos com o grupo terrorista Estado Islâmico nas imediações da cidade da Al Tabqa, informaram nesta quinta-feira ativistas. As informações são da agência de notícias EFE.

segredo terrorista

Terrorismo Comercial

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, os enfrentamentos ocorreram em zonas ao leste, sul e oeste da Al Tabqa, situada na província nordeste síria da Al Raqqa.A ONG informou que o Estado Islâmico também sofreu um número indeterminado de baixas nessa área, onde os jihadistas tratam de repelir a ofensiva das Forças da Síria Democrática na Al Tabqa.

Essa área, situada a 62 quilômetros ao oeste da cidade de Al Raqqa, capital estadual e no passado um dos principais centros de segurança do Estado Islâmico, é alvo de um ataque das Forças da Síria Democrática, que conseguiram sitiar o local e agora tentam progredir para invadi-lo.

Al Tabqa está perto da Represa do Eufrates, a maior da Síria e que também está sitiada pelas Forças da Síria Democrática.

Essa aliança armada, que tem o apoio dos aviões da coligação internacional e de forças especiais dos Estados Unidos, anunciou hoje (13) o começo do quarto período de sua ofensiva para expulsar ao Estado Islâmico de Al Raaqa.

Neste período, as Forças da Síria Democrática centrarão suas operações no vale de Yalab e em áreas do norte da região.

Agência Brasil
 

abril 13, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Rusia veta un proyecto de resolución sobre Siria en el Consejo de Seguridad de la ONU

abril 13, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , , | Deixe um comentário

Todo lo que hay saber sobre el ataque de EE.UU. contra Siria

abril 9, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

EE.UU. acaba de declararle la guerra al Gobierno sirio

abril 9, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Suposto bombardeio da coalizão mata ao menos 15 civis em Al Raqqa, na Síria

a história se repete

Perigo de Guerra

Da Agência EFE

Pelo menos 15 civis morreram neste sábado por bombardeios de aviões que supostamente pertenciam à coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, perto da cidade de Al Raqqa, na Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). As informações são da agência de notícias EFE.

Entre os mortos no bombardeio, realizado na cidade de Hunaida, se encontram quatro crianças, segundo o OSDH, que também informou que há vários feridos em estado grave.

A província de Al Raqqa, no nordeste da Síria, é o principal santuário do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e alvo de uma ofensiva das Forças da Síria Democrática (FSD), milícias lideradas pelos curdos, que contam com apoio da coalizão internacional.

Segundo o OSDH, desde o dia 1º de março morreram cerca de 220 civis, entre eles 36 menores de idade, pelos bombardeios realizados em Al Raqqa, incluindo o de hoje (8).

As FSD, que contam com o apoio dos aviões da coalizão internacional e de forças especiais dos EUA no terreno, iniciaram no dia 6 de novembro a ofensiva “Ira do Eufrates” com o objetivo de expulsar o EI de Al Raqqa.

As milícias estão a poucos quilômetros de Al Raqqa e estão tentando cercar totalmente a cidade, antes de avançar rumo ao interior da cidade, que é considerada a “capital” dos territórios controlados pelo EI.

Edição: Amanda Cieglinski
 
 

abril 8, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

El mundo reacciona a la “agresión” estadounidense en Siria: ¿Quién apoya y respalda a quién?

abril 7, 2017 Posted by | esportes | , | Deixe um comentário

Las redes sociales, descontentas y decepcionadas con Trump tras el bombardeo de Siria

abril 7, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

EE.UU. lanza 59 misiles de crucero contra una base aérea en Siria

abril 7, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Reunión de emergencia del Consejo de Seguridad de la ONU sobre Siria

abril 7, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Siria y la lucha contra el EI

março 13, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , | Deixe um comentário

Conselho de Segurança não aprova sanções à Síria pelo uso de armas químicas

Da Agência Xinhua*
Votação no Conselho de Segurança da ONU sobre sanções à Síria
Conselho  de  Segurança  da  Organização  das  Nações  Unidas  veta  sanções  à  Síria   ONU News/Divulgação

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) não aprovou ontem (28), por 9 votos a favor, 3 contra e 3 abstenções um projeto de resolução que visava impor sanções ao uso e produção de armas químicas na Síria. Apesar da maioria dos votos a favor, a matéria não foi aprovada porque a Rússia e a China votaram contra e, como membros permanentes do Conselho, têm poder de vetar o documento. A Bolívia também votou contra a resolução.

Dos 15 países-membros do Conselho de Segurança, nove foram a favor do projeto (Estados Unidos, França, Reino Unido, Itália, Suécia, Uruguai, Japão, Senegal e Ucrânia) e três (Cazaquistão, Egito e Etiópia) abstiveram-se de votar. A votação ocorreu enquanto uma nova rodada de negociações de paz sobre a Síria está em andamento em Genebra.

Se aprovado no Conselho de Segurança, o projeto de resolução teria imposto o congelamento de ativos e proibições de viagens a indivíduos e entidades associadas ao governo sírio, com base em alegações de ataques de armas químicas feitas por uma investigação conjunta da ONU e da Organização para a Proibição de Armas Químicas.

A investigação conjunta concluiu que o governo sírio esteve envolvido no uso de produtos químicos tóxicos como armas em três casos e que o grupo terrorista Estado Islâmico usou gás mostarda em uma ocasião.

Oposição

O embaixador chinês na ONU, Liu Jieyi, disse ao Conselho, após a votação, que as investigações sobre o uso de armas químicas ainda estão em andamento e que é muito cedo para chegar a uma conclusão final. “Mas nós nos opomos ao uso de armas químicas por qualquer Estado, qualquer organização e qualquer indivíduo, em qualquer circunstância,” afirmou.

O vice-embaixador russo, Vladimir Safronkov, disse que o projeto foi colocado em votação com base em uma doutrina dos estados ocidentais, apesar dos esforços feitos em Genebra para resolver a crise síria. “Vemos isso como uma tentativa de retardar e minar os atuais esforços políticos e diplomáticos,” disse Safronkov.

O projeto de resolução também teria proibido o fornecimento de helicópteros ao governo sírio. Safronkov disse que a medida prejudicaria o combate ao terrorismo, bem como os esforços de ajuda humanitária na Síria.

A embaixadora dos Estados Unidos (EUA) na ONU, Nikki Haley, disse ao Conselho de Segurança que ninguém deveria hesitar em impor consequências para os ataques de armas químicas. Ela disse que os Estados Unidos já identificaram cada pessoa e cada entidade listada no projeto de resolução para sanções e prometeu trabalhar com a União Europeia e outros parceiros para pressionar por sanções semelhantes o mais breve possível.

*Com informações da Rádio ONU

Agência Brasil

março 2, 2017 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Rusia y China vetan la resolución del Consejo de Seguridad sobre las sanciones contra Siria

fevereiro 28, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , , , | Deixe um comentário

Vídeo dos pilotos russos sendo assassinados

vídeos da guerra Síria

Assassinato de Pilotos

Depois de derrubar um avião russo, a Turquia demonstra falta de habilidade em políticas internacionais e coloca o futuro da humanidade por um fio. naturalmente, o futuro da humanidade depende de agora de Putim, um homem conhecido por ser linha dura na política, mas que tem chamado a atenção do mundo pela sua estratégia, deixando a segunda maior economia do mundo, a China, como coadjuvante da parceria Rússia-China.

Depois de derrubar o avião russo, a Turquia não só confessou o erro, como tentou justificá-lo, envolvendo até os EUA nas trapalhadas que foram, inclusive, filmadas.

Num ano em que a Índia desponta como a economia que mais cresce, seguido da China, a Rússia havia chamado a própria Índia para participar do combate contra os terroristas. Esse status foi oferecido para um país que luta por uma cadeira no conselho de segurança da ONU e que tem interesse em acabar com o conflito. O conflito, aliás, é de interesse das indústrias bélicas e são essas indústrias que conspiram por toda parte na intensão de começar uma guerra e realizar negócios bilionários. O avião de passageiros da Rússia, derrubado no Egito, e os ataques de Paris, não são novidades na história universal das guerras.

Por outro lado, se Putin for esperto, evitará a guerra e poupará a China dessa desventura econômica, já que o país teria a economia mais afetada por uma possível guerra mundial.

Por outro lado, a Rússia poderá responder aos boicotes impostos unilateralmente pelos EUA, vetando as exportações de matérias-primas para a Europa, o que desencadearia um verdadeiro caos naquela região. Só para se ter uma ideia, só o corte de suprimento de gás já seria suficiente para quebrar a economia europeia.

Naturalmente, a Rússia não tem interesse em guerra contra toda a Europa, por isso, o boicote seria provisório e afetaria mais os países que estão boicotando a Rússia.

Esquecendo as suposições e falando em fatos reais, vamos listar os vídeos da RT-TV que falam mais que um milhão de palavras:

Primeiro vídeo

Segundo vídeo

Vamos agora a reação russa depois de ter seu avião abatido:

01) Gazprom interrompe fornecimento de gás para Ucrânia

A interrupção do fornecimento ocorreu por falta de pagamento, situação que já vinha se prolongando desde o incidente na Crimeia, quando a região foi anexada à Rússia.

02) Por que a Turquia derrubou avião russo?

Ao derrubar avião russo sem aviso prévio e prestar contas para a OTAN ao invés de procurar a Rússia, a Turquia se posicionou em favor dos terroristas, já que a Rússia deixou bem claro quem não tinha interesse em conflitos com a Turquia, inclusive foi uma surpresa o ataque aéreo.

Veja o video

Opinião de Putin video

Ministro de relações exteriores da Rússia

Como surgiu o EI

A relação entre Síria e Iraque

História completa do Estado Islâmico

03) 18 caças turcos patrulham fronteira com a Síria

Além dos caças, 20 tanques estarão cobrindo as fronteiras, apesar de a Rússia afirmar que a Turquia está encobrindo o roubo de petróleo feito pelo Estado Islâmico, e isso seria o motivo de a própria OTAN encobrir o ataque turco.

04) Ataque ao Su-24 enfurece os gregos

Segundo os gregos a Turquia viola seu espaço aéreo com muita frequência e nem por isso eles tem reagido.

05) Tesouro americano sanciona empresas russas

A causa das sanções seriam supostas ligações com o comércio de petróleo ilegal do Estado Islâmico, o mesma denúncia que a Rússia fazia em relação as empresas americanas – muito estranho isso. Parece uma inversão da realidade, uma típica tática da direita, afinal, não foi a Rússia que invadiu o Iraque, Afeganistão, Paquistão….

06) Ataque turco poderá dar início a uma grave crise crise

Veja os números:

Turismo a partir da Rússia – 30 bilhões

Usina nuclear – 20 bilhões

Comércio bilateral – 30 bilhões 2.014, com previsão de 100 bilhões para esse ano – parece que alguém tinha interesse nessa crise e fim da relação comercial.

By Jânio

Sociedade secreta mão negra

Quanto custa uma guerra mundial

Atividade que mais dá lucro no mundo

novembro 26, 2015 Posted by | Internacional | , , , , | 1 Comentário

La operación de Rusia contra el EI en Siria

Presidente da Rússia

Presidente da Rússia

La Fuerza Aérea de Rusia ha lanzado ataques aéreos contra las posiciones de los terroristas del Estado Islámico (EI) en Siria, según el Ministerio ruso de Defensa. La medida ha sido aprobada a raíz de una petición del presidente sirio Bashar al Assad.

17:40 GMT El Ministerio de Defensa de Rusia ha publicado el primer video de cómo se desarrolla el operativo aéreo ruso en Siria encaminado contra las posiciones del Estado Islámico.

17:35 GMT Los aviones rusos en Siria realizaron cerca de 20 vuelos, durante los cuales lograron destruir por completo los puestos de mando de los yihadistas en las montañas.

17:20 GMT Los aviones rusos en Siria realizaron cerca de 20 vuelos, durante los cuales lograron destruir por completo los puestos de mando de los yihadistas en las montañas, precisa el Ministerio de Defensa ruso citado por RIA Novosti.

16:43 GMT El Ministerio de Exteriores ruso ha desmentido que los aviones de Rusia hayan provocado víctimas entre la población civil de Siria durante el bombardeo que ha realizado este miércoles en lugares dominados por el Estado Islámico.

16:20 GMT “Estados Unidos apoya los esfuerzos sinceros para luchar contra el Estado Islámico. Si las acciones de Rusia tienen este objetivo estamos dispuestos a aplaudir este paso”, declaró el secretario de EE.UU., John Kerry, durante su discurso en el Consejo de Seguridad de la ONU.

16:05 GMT Francia aplaude los ataques aéreos rusos en Siria si estos se dirigen contra los miembros del Estado Islámico, declaró el ministro de Exteriores francés, Laurent Fabius, en una reunión informativa.

14:52 GMT El ministro de Exteriores ruso ha propuesto incluir al Estado Islámico además de otras organizaciones en la lista de las sanciones antiterroristas del Consejo de Seguridad de la ONU. “Detener el flujo financiero del Estado Islámico es una clave para derrotar al terrorismo”, ha explicado.

14:49 GMT “La euforia de algunos países por la primavera árabe se ha visto sustituida por el miedo ante la sombra de las guerras religiosas de fondo y la amenaza del terrorismo”, afirma el ministro de Exteriores de Rusia, Serguéi Lavrov, en su discurso ante el Consejo de Seguridad de la ONU.

14:20 GMT Los aviones estadounidenses continúan sobrevolando territorio de Siria a pesar de la advertencia de Rusia de que despejen el espacio aéreo.

14:16 GMT Rusia llevará a cabo ataques preventivos contra los terroristas, ha anunciado Vladímir Putin. 

“Rusia está interesada en reunir a todos los países interesados en la lucha contra el terrorismo y les pide que se unan al trabajo del centro de información en Bagdad”, agregó Putin.

14:06 GMT El Ministerio de Defensa de Rusia ha confirmado que su fuerza aérea ha comenzado a realizar ataques de alta precisión contra objetivos del Estado Islámico en Siria.

14:03 GMT Moscú ha informado a la Embajada de EE.UU. en Bagdad del uso de la Fuerza Aérea de Rusia en Siria, ha señalado un funcionario del Pentágono a RIA Novosti.

14:02 GMT El centro de información en Irak controlará los ataques aéreos contra posiciones del Estado Islámico, ha señalado Riad Haddad, embajador de Siria en Moscú.

“La coalición de EE.UU. y sus aliados no ha dado ningún resultado. El territorio geográfico del Estado Islámico está en expansión, se ha hecho y sigue haciéndose cada vez con más ciudades y pueblos”.

14:02 GMT El Consejo Atlántico (máxima autoridad de la OTAN) está monitoreando a los militares rusos en Siria y “seguirá haciéndolo”, ha declarado un funcionario del servicio de prensa de la OTAN.

14:02 GMT Las fuentes estadounidenses señalaron que Rusia ya ha comenzado la operación militar contra los miembros del Estado Islámico en Siria. Un alto funcionario dijo a CNN bajo condición de anonimato que Rusia informó a EE.UU. 60 minutos antes del inicio de las operaciones.

Fonte: RT-TV

setembro 30, 2015 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Guerra mundial da Síria

a história se repete

Perigo de Guerra

Poder atacar o Irã, promover interesses próprios no Oriente Médio, lançar uma destruição generalizada na região e um desafio à Rússia, são os objetivos da intervenção internacional na Síria, segundo o analista Adrian Salbuchi.

“O que os EUA querem é chegar ao Irã, mas através de Damasco. Primeiro Damasco precisa cair para, então, concentrarem todo o fogo contra o Irã”, insiste Salbuchi.

As acusações contra o governo de Al Assad sobre o uso de gás mortal são absurdas, diz ele. “Nos EUA, há uma política de tolerância zero em relação aos estados verdadeiramente soberano que não se aliam com os americanos. Não há meio termo: ou se une aos EUA, ou estará contra eles”, diz o analista.

Ao mesmo tempo, adverte que uma ação militar na Síria pode levar a consequências totalmente imprevisíveis. “A Síria é um tradicional aliado russo, se a Síria cair, logo cairá também o Irã e o ataque se voltaria para a Rússia, com a qual estamos vivendo momentos muito perigosos. Eles estão brincando com fogo o descontrole desta situação poderia levar a um confronto entre as potências ocidentais e a Rússia e seus aliados de consequências absolutamente imprevisíveis”, argumenta.

A retórica bélica de países como EUA, Reino Unido, França, Turquia e Alemanha, em relação a Síria, aumentou nos últimos dias. Apesar das investigações da ONU não terem confirmado os ataques químicos durante o conflito sírio, supondo o uso de gases mortais pelas tropas do governo e insistem na necessidade de empreender uma ação militar na Síria, sem autorização das Nações Unidas, uma vez que a iniciativa exigiria aprovação por parte da Rússia e China no Conselho de Segurança, e ambos os estados são contra a intervenção internacional no país árabe.

Fonte: RT-TV

Quinze indícios de guerra na Síria

Clube de Bilderberg

Organizações secretas

Os pais das guerras

agosto 28, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , , , | 2 Comentários

   

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Marca Livro

A arte de criar histórias em prosa ou verso

bastet - protetora dos gatos

todos os animais merecem o céu e os gatos principalmente

Blog CIN 5018

Informatização de Unidades de Informação

The Promise Carrier

Ebrael's official website in English.

detudosobretudoblog

Este site vai aborda todos os temas voltado para as mulheres

Letícia Giacometti Ribeiro

O diário de uma estudante de Jornalismo

Caminho Alternativo

Geopolítica, atualidades e opinião

Escrita em Foto

Colunas, textos, fotografias; a vida de alguém que busca mais do que apenas viver.

%d blogueiros gostam disto: