Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Entrevista con Adán Chávez Frías

dezembro 5, 2016 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Despedida de Fidel Castro

dezembro 5, 2016 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Rhythm of the night – Debarge

música de danceteria

Anos 80

When it feels like the world is on your shoulders
And all of the madness has got you goin crazy

It’s time to get out, step out into the street
Where all of the action is right there at your feet
Well
I know a place where we can dance the whole night away
Underneath the electric stars
Just come with me and we can shake your blues right away
You’ll be doin fine once the music starts…oh!

To the beat of the rhythm of the night
Dance until the morning light
Forget about the worries on your mind
We can leave them all behind
To the beat of the rhythm of the night
Oohh the rhythm of the night…ooohh yeah

Look out on the street now, the party’s just beginning
The music’s playing, a celebration’s starting

Under the streetlights, the scene is being set
A night for romance, a night you won’t forget, so
Come join the fun, this ain’t no time to be staying home
Mmm..there’s too much going on… oh!
Tonight is gonna be a night like you’ve never known
We’re gonna have a good time the whole night long… oh!

To the beat of the rhythm of the night
Dance until the morning light
Forget about the worries on your mind
We can leave them all behind
To the beat of the rhythm of the night
Oohh the rhythm of the night…ooohh yeah

Oohh baby, aww darlin, oohhh baby, woo

La la la la la la la
La la la la la la la la la la
The music’s playin!
It’s a celebration!
The music’s playin, everybody dance!

To the beat of the rhythm of the night
Dance until the morning light
Forget about the worries on your mind
We can leave them all behind
To the beat of the rhythm of the night
Oohh the rhythm of the night…ooohh yeah

Tradução:

Quando parece que o peso do mundo está em seus ombros
E toda a loucura está te fazendo pirar

É hora de sair, caminhar na rua
Onde toda a ação está bem a seus pés, bem

Eu conheço um lugar onde podemos dançar a noite inteira
Sob as estrelas elétricas
Apenas venha comigo e poderemos espantar nossas tristezas
Você começará a melhorar quando a música começar…oh!

Refrão
Na batida do ritmo da noite
Dance até que o dia amanheça
Esqueça as suas preocupações
Nós podemos deixar todas para trás
Na batida do ritmo da noite
Oohh o ritmo da noite… ohh yeah

Olhe para a rua lá fora agora a festa está apenas começando
A música está tocando, uma celebração está começando

Sob a luz da rua, a cena está sendo preparada
Uma noite para o romance, uma noite que você não poderá esquecer, então

Junte-se a esta alegria, não é hora de ficar em casa
Mmm.. Há tantas coisas rolando… oh!
Esta noite será como nenhuma que você jamais conheceu
Nós vamos nos divertir a noite inteira… oh!

Na batida do ritmo da noite
Dançe até que o dia amanheça
Esqueça as suas preocupações
Nós podemos deixar todas para trás
Na batida do ritmo da noite
Oohh o ritmo da noite… ooh yeah

Oohh baby, aww querida, oohhh baby, woo

La la la la la la la
La la la la la la la la la la
A música tocando!
É uma comemoração!
A música tocando, todo mundo dançando!

Na batida do ritmo da noite
Dançe até que o dia amanheça
Esqueça as suas preocupações
Nós podemos deixar todas para trás
Na batida do ritmo da noite
Oohh o ritmo da noite…ooohh yeah

letras.mus.br

vídeo clipe em inglês

TV Show

Mais músicas

I can dream about you

Sweet Freedom

 

dezembro 3, 2016 Posted by | Música. | , , , , , , | Deixe um comentário

Excluyen Venezuela del Mercosur

dezembro 3, 2016 Posted by | Espanhol | , | Deixe um comentário

Corpos da chapecoense são recebidos com honrarias

dezembro 3, 2016 Posted by | Videos | , , | Deixe um comentário

Prefeita de Ribeirão Preto é presa pela polícia federal

política do PSD

Prefeita de Ribeirão Preto

Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil

A prefeita de Ribeirão Preto (SP), Dárcy Vera, foi presa na manhã hoje(2) durante a Operação Mamãe Noel, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MP).

Segundo a PF, a ação faz parte da segunda fase da Operação Sevandija, na apuração de fraudes e desvios de dinheiro em contratos de licitações de R$ 203 milhões na Prefeitura de Ribeirão.

Além da prefeita, foram detidos dois ex-advogados do Sindicato dos Servidores Municipais, Sandro Rovani da Silveira Neto e Maria Zuely Alves Librandi. A polícia informou que existem outros mandados de busca e apreensão envolvendo crimes de peculato, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva e ativa.

O comunicado esclarece que a operação foi denominada de Mamãe Noel em razão das evidências de que ,no período entre 2013 e 2016, Maria Zuely repassou mais de R$ 5 milhões aos demais denunciados na primeira fase, dinheiro este que teria sido desviado da prefeitura de Ribeirão Preto.

Procurada pela Agência Brasil, a advogada da prefeita, Claudia Seixas, informou que, no momento, avalia o caso e orientou a procurar por sua assessoria no período da tarde.

Texto alterado as 11h25 para acréscimo de informação

Edição: Maria Claudia

dezembro 2, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Renan Calheiros vira réu

Brasília

André Richter – Repórter da Agência Brasil*
O STF julgou hoje denúncia da PGR que torna réu o senador Renan Calheiros

O STF julgou hoje denúncia da PGR que torna réu o senador Renan CalheirosFelipe Sampaio/SCO/STF

Por 8 votos a 3 , o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (1º) aceitar denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2013 contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo crime de peculato. Com a decisão, o senador se torna réu na Corte pela primeira vez.

Apesar de aceitar a denúncia por peculato, a Corte também entendeu, seguindo voto do relator, ministro Edson Fachin, que as acusações de falsidade ideológica e uso de documento falso prescreveram em 2015, oito anos depois de a infração ter sido cometida.

A Corte julgou nesta tarde denúncia na qual Renan é acusado de usar um lobista de uma empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. O peemedebista também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos. O caso foi revelado em 2007. Na época, as denúncias levaram à renúncia do cargo de presidente da Casa.

Votos a favor da denúncia

Para o relator do inquérito, ministro Edson Fachin as provas apresentadas no processo mostram que há indícios de que Renan Calheiros usou em 2007 notas fiscais para mascarar desvios de verba indenizatória do Senado para simular os contratos de prestação de serviços de locação de veículos.

“A denúncia imputa ao acusado a celebração de mútuo fictício com a empresa Costa Dourada Veículos para fim de, artificialmente, ampliar sua capacidade financeira e justificar perante o Conselho de Ética do Senado capacidade de arcar com o pagamento de pensão alimentícia”, disse o ministro.

O ministro Luiz Roberto Barroso votou diferente do relator, aceitando a denúncia em relação aos três crimes. “Considero como documentos públicos um número maior do que o relator considerou”, disse Barroso para justificar sua decisão. Os crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso só estariam prescritos se os documentos que embasam essas acusações forem considerados particulares.

Apesar de acompanhar o relator, o ministro Teori Zavascki disse que a denúncia apresentada pelo Ministério Público “não é um modelo de denúncia” e disse que “os indícios são precários e estão no limite”. O ministro, que é relator da Operação Lava Jato, também disse que Corte não pode ser responsabilizada pela demora no julgamento do processo.

“Dos 100 inquéritos que tenho aos meus cuidados envolvendo pessoas com prerrogativa de foro, 95 não estão em meu gabinete e cinco estão de passagem, e apenas dois dependem de exame de recebimento da denúncia. O Supremo é juiz, não é investigador, não é ele que busca a prova, ele que julga”, explicou.

Rosa Weber, Luiz Fux, Marco Aurélio, Celso de Mello e presidente, Cármen Lúcia, também acompanharam o voto do relator pelo recebimento parcial da denúncia.

Votos contra a denúncia
Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram pela rejeição total da denúncia por entenderem que não há indícios para o recebimento da denúncia.

Toffoli considerou as acusações como “criação mental” do Ministério Público. “Não se logrou na investigação provar que o serviço [da locadora de veículos] não foi prestado, mas como não houve trânsito de valores em contas bancárias, [se] deduz que o serviço não foi prestado para o recebimento da denúncia.”, criticou Toffoli.

Lewandowski também criticou a falta de provas na denúncia disse que “houve certa criatividade” por parte da PGR.

“Por mais contundentes que sejam os indícios de prática criminosa, o inquérito não pode se transformar em instrumento de devassa na vida do investigado, como se todos os atos profissionais e sociais por ele praticados ao longo de anos fossem suspeitos ou merecessem esclarecimentos. A denúncia deve ser objetiva.”, disse Lewandowski.

Mendes disse que a PGR deveria ter “honestidade intelectual” de pedir o arquivamento. “Nós temos um clássico caso de inépcia, já reconhecido pelo relator [Fachin], quando disse que [a prova] está na zona limítrofe, na franja.”, afirmou.

Acusação

Na denúncia formalizada em 2013, a PGR acusou Renan dos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso, por utilizar meios fraudulentos para justificar a origem de R$ 16,5 mil pagos mensalmente à jornalista Mônica Veloso entre janeiro de 2004 e dezembro de 2006, segundo a procuradoria.

Em processo aberto no Conselho de Ética do Senado quando o escândalo veio à tona, em 2007, Renan apresentou recibos de venda de gado para comprovar uma renda compatível com os pagamentos. Segundo laudo pericial da PGR, os documentos são falsos e não correspondem a transações comerciais verdadeiras. Um dos compradores teria negado expressamente a compra de cabeças de gado do senador.

A PGR acusou ainda Renan do crime de peculato, por ter desviado, entre janeiro e julho de 2005, a verba indenizatória a que tem direito como senador. Apesar de ter apresentado notas fiscais para comprovar o aluguel de dois veículos, os investigadores alegam que os documentos, no valor de R$ 6,4 mil cada, são fraudulentos.

“Não foram encontrados lançamentos que possam comprovar a entrada e saída de valores [nas contas da locadora de veículos e do senador], situação que comprova que a prestação de serviços não ocorreu”, disse o vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada, ao ler o relatório da PGR, durante a sessão.

Defesa

Durante o julgamento, o advogado do presidente do Senado defendeu o arquivamento de toda a denúncia por falta de provas. “Quando se recebe uma denúncia inepta o constrangimento é ilegal. Não há indícios suficientes sequer para o recebimento da denúncia”, disse Junqueira.

*Colaborou Felipe Pontes

Edição: Amanda Cieglinski

dezembro 1, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

STF julga Renan Calheiros

dezembro 1, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

O que mudou no pacote anticorrupção

Ana Elisa Santana – Agência Brasil
Brasília - Plenário da Câmara aprova texto base do projeto de lei que cria medidas contra a corrupção (PL 4850/16) (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Plenário da Câmara aprova texto base do projeto de lei que cria medidas contra a corrupção (PL 4850/16)Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou em plenário, na madrugada de hoje (30), o Projeto de Lei 4850/16, que prevê um pacote de medidas contra a corrupção, entre elas a tipificação do caixa dois como crime eleitoral, a criminalização do eleitor pela venda do voto e a transformação em crime hediondo do ato de corrupção que envolva valores superiores a 10 mil salários mínimos.

A proposta surgiu a partir de uma campanha feita pelo Ministério Público Federal intitulada Dez Medidas Contra a Corrupção. Na votação, no entanto, foram retiradas seis das dez medidas sugeridas pelo MPF. Com as alterações, a ideia original do texto foi totalmente danificada, na avaliação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. “As 10 Medidas contra a corrupção não existem mais. O Ministério Público brasileiro não apoia o texto que restou, uma pálida sombra das propostas que nos aproximariam de boas práticas mundiais”, criticou. Membros e órgãos do Judiciário também manifestaram-se contra o texto aprovado na Câmara. A matéria foi aprovada por 450 votos a 1 e será enviada ao Senado.

Medidas suprimidas

Os deputados rejeitaram o ponto que tornava crime o enriquecimento ilícito de funcionários públicos, a proposta que previa acordos de leniência entre empresas envolvidas em crimes, as mudanças em relação ao tempo de prescrição de penas e a criação do confisco alargado, que permitiria o recolhimento de patrimônio da pessoa condenada pela prática de crimes graves. Também foram suprimidas as medidas que previam estímulo à denúncia de crimes de corrupção, além da proposta de acordos entre defesa e acusação para simplificar processos e o ponto que previa a responsabilização dos partidos e a suspensão do registro da legenda em caso de crimes graves.
Entenda quais são as medidas que constam no texto final

Caixa 2

Os deputados aprovaram a criminalização da prática de utilização de recursos não contabilizados formalmente em campanhas eleitorais, o chamado caixa dois. Pela proposta, o candidato, o administrador financeiro que incorrer na prática poderá sofrer uma pena de dois a cinco anos de prisão, e multa. As penas serão aumentadas de um terço se os recursos forem provenientes de fontes vedadas pela legislação eleitoral ou partidária.

Juízes e promotores
A principal mudança feita pelos deputados ocorreu por meio de emenda do deputado Weverton Rocha (PDT-MA), aprovada por 313 votos a 132 e 5 abstenções. Ela prevê casos de responsabilização de juízes e de membros do Ministério Público por crimes de abuso de autoridade. Entre os motivos listados está a atuação com motivação político-partidária.

Divulgação de opinião
No caso dos magistrados, também constituirão crimes de responsabilidade proferir julgamento quando, por lei, deva se considerar impedido; e expressar por meios de comunicação opinião sobre processo em julgamento. A pena será de reclusão de seis meses a dois anos e multa.

Qualquer cidadão poderá representar contra magistrado perante o tribunal ao qual está subordinado. Se o Ministério Público não apresentar a ação pública no prazo legal, o lesado pelo ato poderá oferecer queixa subsidiária, assim como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e organizações da sociedade civil constituídas há mais de um ano para defender os direitos humanos ou liberdades civis.

Venda de votos
O eleitor que negociar seu voto ou propuser a negociação com candidato ou seu representante em troca de dinheiro ou qualquer outra vantagem estará sujeito a pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa.

Crime hediondo
Vários crimes serão enquadrados como hediondos se a vantagem do criminoso ou o prejuízo para a administração pública for igual ou superior a 10 mil salários mínimos vigentes à época do fato. Incluem-se nesse caso o peculato, a inserção de dados falsos em sistemas de informações, a concussão, o excesso de exação qualificado pelo desvio, a corrupção passiva, a corrupção ativa e a corrupção ativa em transação comercial internacional.

*com informações da Agência Câmara

Edição: Amanda Cieglinski
 

dezembro 1, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Cinema 2.016 – Silence

O silêncio

Cristãos Disfarçados

Silence is an upcoming American historicaldrama film directed by Martin Scorsese and written by Jay Cocksand Scorsese, based upon the 1966 novel of the same name by Shūsaku Endō. The film was shot entirely in Taipei, Taiwan and stars Andrew Garfield, Adam Driver, Liam Neeson, Tadanobu Asano, and Ciarán Hinds.[2]

O silêncio é um filme americano de drama e história, dirigido por Martin Scorsese e escrito por Jay Cocks e Scorsese,  baseado  no  romance de 1.966 de mesmo nome de Shusaku Endo . O filme foi rodado inteiramente em Taipei , Taiwan e é estrelado por Andrew Garfield , Adam piloto , Liam Neeson , Tadanobu Asano , e Ciarán Hinds . [2]

Premise

In the seventeenth century, two Portuguese Jesuit priests (Andrew Garfield and Adam Driver) face violence and persecution when they travel to Japan to locate their mentor (Liam Neeson) who had committed apostasy after being tortured. The story takes place in the time of Kakure Kirishitan (“Hidden Christians”) that followed the defeat of the Shimabara Rebellion (1637–38) of Japanese Roman Catholics against the Tokugawa shogunate

No século XVII, dois padres jesuítas portugueses ( Andrew Garfield e Adam Driver  ) enfrentam a violência e perseguição quando viajam para o Japão para localizar seu mentor ( Liam Neeson ), que tinha cometido apostasia depois de ser torturado. A história se passa na época de Kakure Kirishitan ( “cristãos disfarçados”) que se seguiu à derrota da Rebelião de Shimabara (1637-38) de japoneses católicos romanos contra o shogunato Tokugawa .

Cast

Production

Development

This film marks the second adaptation of Shūsaku Endō’s novel, which was previously adapted by Masahiro Shinoda into a 1971 film of the same name.

The film is considered a “passion project” of Scorsese’s and has been in development since 1990. When asked why he retained interest in the project for over 20 years, Scorsese stated: “As you get older, ideas go and come. Questions, answers, loss of the answer again and more questions, and this is what really interests me. Yes, the cinema and the people in my life and my family are most important, but ultimately as you get older, there’s got to be more. Much, much more. The very nature of secularism right now is really fascinating to me, but at the same time do you wipe away what could be more enriching in your life, which is an appreciation or some sort of search for that which is spiritual and transcends? That’s one of the reasons why I made the George Harrison documentary. Silence is just something that I’m drawn to in that way. It’s been an obsession, it has to be done… it’s a strong, wonderful true story, a thriller in a way, but it deals with those questions.”[12]

In 2009, the production began to coalesce, with Daniel Day-Lewis, Benicio del Toro, and Gael García Bernal in negotiations to star.[13]However, Silence entered a state of hiatus soon afterwards, with Scorsese deciding to work on Shutter Island and Hugo instead. In 2010, del Toro partially distanced himself from the project during promotion for The Wolfman, stating, “It would be a dream to work with Scorsese. Silence, the film we were going to do, has been pushed back but that’s definitely something that I’m really looking forward to.”[14]

In December 2011, Scorsese stated that Silence would be his next film. He also cast uncertainty on the involvements of Day-Lewis, del Toro, and Bernal.[15] In January 2012, Scorsese discussed the possibility of utilizing 3D for both Silence and a Frank Sinatra biopic he was developing.[16]

In March, though he had originally put it on the back burner and consequently dropped out, Scorsese signed back on to The Wolf of Wall Street and opted to direct it ahead of Silence.[17] However, at the time, Scorsese’s publicist stated that Silence would come first.[18]

In May, the film picked up another producer in the recently revived Cecchi Gori Pictures, which placed the project first on its slate of upcoming films. Cecchi Gori was involved in pre-production for Silence, but years of unrelated legal disputes had interrupted its association to the film.[19]

In August 2012, Cecchi Gori Pictures sued Scorsese over an alleged breach of contract agreements related to Silence. According to the company, in 1990 Scorsese signed a written agreement to direct Silence. Scorsese was originally supposed to shoot the film following 1997’s Kundun, and Cecchi Gori Pictures had apparently invested more than $750,000 for this purpose.[20] However, Scorsese chose to make Bringing Out the Dead, Gangs of New York, and The Aviatorfirst.[21] Then, in 2004, Scorsese purportedly signed deals to postpone the film further, in order to direct The Departed and Shutter Island. In 2011, Scorsese ostensibly agreed to one more deal, delaying Silenceto direct Hugo. Cecchi Gori Pictures asserted that Scorsese agreed to pay, “substantial compensation and other valuable benefits,” to direct The Departed, Shutter Island, and Hugo. The company said the fees were, “$1 million to $1.5 million per film plus up to 20 percent of Scorsese’s backend compensation.” The complaint was centered around the company’s allegations that Scorsese failed to pay the fees agreed upon for Hugo, and that he breached the contract’s terms by filming The Wolf of Wall Street ahead of Silence. Scorsese, via his representatives, responded, “The claims asserted are completely contradicted by, inconsistent with, and contrary to the express terms of an agreement entered into by the parties last year.” He also denounced the lawsuit as a “media stunt” and a “meritless action.”[22]The lawsuit was settled on January 17, 2014. The terms of the settlement were undisclosed.[20]

On April 19, 2013, it was announced that Scorsese would begin production on Silence in 2014, after a reputed 23-year wait. Irwin Winkler was announced as a producer the same day, as were Randall Emmett and George Furla, who would also finance the production through their company Emmett/Furla Films. Paul Breuls’ Corsan Films was also reportedly funding the project.[12] Additionally, it was announced that the film would be shot in Taiwan.[23]

By February 2014, Scorsese had begun scouting locations in Taiwan,[24] with filming set for the summer.[25] Producer Irwin Winkler stated the choice to film in Taiwan was due to lower costs. “[The movie] was very, very expensive, and it was budgeted, because it takes place in 1670 in Japan. We got lucky and found out about Taipei, and in and around Taipei and Taiwan, we found great, great locations. The prices were very cheap, and we were able to make it for a price.” Winkler also disclosed that the tight budget forced many of the cast and crew, including himself, to work for minimum pay: “And all the actors, Liam Neeson, Adam Driver, everybody worked for scale. Marty worked for scale, I worked for under scale. We gave back money.”[26]

Casting

In May 2013, Andrew Garfield and Ken Watanabe joined the cast.[27]Garfield was cast as Father Rodrigues, one of the Jesuit priests, and Watanabe as the priests’ translator.[28] In January 2014, Adam Driverand Liam Neeson joined the film, with Driver as Father Francisco Garrpe, the second Jesuit priest, and Neeson as the priests’ mentor, Father Cristóvão Ferreira.[29][30] In January 2015, Watanabe was forced to leave the project due to scheduling issues and was replaced by Tadanobu Asano.[31]

Filming

Principal photography took place in Taiwan from January 30 through May 15, 2015.[2][32]

On January 28, 2015, the production experienced an accident at Taiwan’s CMPC Studios. According to a spokesperson for the film, “An existing structure on the CMPC backlot had been deemed unsafe by the production, and accordingly a 3rd-party contractor was hired to reinforce and make it safe prior to any production-related work commencing in this building. Sadly, during this process, the ceiling collapsed, resulting in the death of one of the contractor’s employees and injuries to two others.”[33]

Release

Scorsese brokered several distribution deals when he attended the 2013 Cannes Film Festival.[34] In July 2014, Paramount Picturesacquired distribution rights for the United States and eyed a late 2015 release.[35] Discussing the film in March 2016, Winkler revealed the film was in the editing process and that the film would release “at the end of the year,” confirming a 2016 release date.[26] In August 2016, Scorsese stated the film would be completed in October, and the 2016 release of the film depended on Paramount.[36][37] The film is scheduled for a limited release on December 23, 2016, before expanding in January 2017.[38] The world premiere will be at the Vatican on November 29.[39]

Paramount Pictures released the first trailer for the film on November 22, 2016.[40]

Wikipedia

Directed by Martin Scorsese
Produced by
Screenplay by
Based on Silence
by Shūsaku Endō
Starring
Music by
  • Kim Allen Kluge
  • Kathryn Kluge
Cinematography Rodrigo Prieto
Edited by Thelma Schoonmaker
Production
company
  • Sharpsword Films
  • AI Film
  • Catchplay
  • IM Global
  • Verti Productions
  • YLK Sikella
  • Fabrica de Cine
Distributed by Paramount Pictures
Release dates
Data de estréia
  • November 29, 2016(Vatican)
  • December 23, 2016(United States)
Running time
Tempo de duração
159 minutes[1]
Country – País United States – EUA
Language – Língua
  • English
  • Japanese

Trailer legendado

Trailer em inglês

Trailer em inglês 02

Cinema 2.016

Sete minutos depois da meia-noite

Tinha que ser ele

Cinema 2.015

novembro 30, 2016 Posted by | Cinema | , , , , , , | Deixe um comentário

Globo paga para invadir privacidade das pessoas

novembro 29, 2016 Posted by | televisão | , , | Deixe um comentário

Monopólio audiovisual da Globo

novembro 29, 2016 Posted by | televisão | , | Deixe um comentário

Manipulação da Globo

novembro 29, 2016 Posted by | televisão | , | Deixe um comentário

Temer terá de se explicar pelo escândalo de Geddel

novembro 28, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Trump é a favor do porte de armas

novembro 28, 2016 Posted by | Piadas | , | Deixe um comentário

O flagra

animais fotogênicos

Pegos em flagrante

novembro 27, 2016 Posted by | Piadas | , | Deixe um comentário

Sweet freedom – Michael McDonald

Anos 80

Rock Ballads

No more runnin’ down the wrong road
Dancin’ to a diff’rent drum
Can’t you see what’s goin’ on
Deep inside your heart
Always searchin’ for the real thing
Livin’ like it’s far away
Just leave all the madness in yesterday
You’re holdin’ the key
When you believe it

Shine sweet freedom
Shine your light on me
You are the magic
You’re right where I wanna be
Oh sweet freedom carry me along
We’ll keep the spirit alive on and on

We’ll be dancin’ in the moonlight
Smilin’ with the risin’ sun
Livin’ like we’ve never done
Goin’ all the way
Reachin’ out to meet the changes
Touchin’ every shining star
The light of tomorrow is right where we are
There’s no turnin’ back
From what I’m feeling

Coz there’ll be starlight all night
When we’re close together
Share those feelings dancin’ in your eyes
Tonight they’re guiding us
Shinin’ till the mornin’ light

Tradução:

Não corro mais pelo caminho errado
Estou em outro ritmo
Não vê o que está acontecendo
Lá dentro do seu coração
Sempre em busca de algo real
Vivendo como se você estivesse distante
Apenas deixando todas as mágoas no passado
Você está com a bola toda
Quando acredita

Brilhe doce liberdade
Brilhe em mim
Você é a magia
Você está exatamente onde eu quero estar
Oh doce liberdade, me leve com você
Vamos manter espírito vivo e continuar

Estaremos dançando ao luar
Sorrindo com o nascer do sol
Vivendo como nunca fizemos
Percorrendo todo o caminho
Alcançando as mudanças
Tocando todas as estrelas brilhantes
A luz do amanhã é exatamente onde estamos
Não existe volta
Do que estou sentindo.

Porque estrelas brilham a noite inteira
Quando estamos bem juntinhos
Mostre esses sentimentos dançando em seus olhos
Nessa noite, eles estão nos guiando
Brilhando até o amanhecer.

letras.mus.br

vídeo clipe legendado

vídeo clipe em inglês

Mais músicas

On my own – Patty Labelle

Down under – Ment at work

 

novembro 27, 2016 Posted by | Música. | , , , , , | Deixe um comentário

La historia recordará y juzgará el enorme impacto Fidel

Declaração do Presidente

Momento Histórico

El presidente de Estados Unidos Barack Obama ha expresado su pésame por la muerte de Castro y afirma que EE.UU. es un amigo y un socio de Cuba, informa el diario ‘USA Today’.

Obama ha recalcado en un comunicado que “la historia recordará y juzgará el enorme impacto” de Fidel Castro “sobre las personas y el mundo que lo rodean” y se ha referido a Castro como “una figura excepcional”.

El presidente ha recordado que “la discordia y los profundos desacuerdos políticos” han marcado las relaciones entre Estados Unidos y Cuba durante casi seis décadas. “Durante mi presidencia, hemos trabajado duro para dejar atrás el pasado, persiguiendo un futuro en el que la relación entre nuestros dos países no se defina por nuestras diferencias, sino por las muchas cosas que compartimos como vecinos y amigos: vínculos familiares, cultura, comercio y humanidad común”, ha enfatizado el mandatario norteamericano.

El historiador y doctor de la Universidad del Zulia (Venezuela) Juan Eduardo Romero opina que “no hay sinceridad en la declaración de Obama”. 

Fidel Castro, líder de la Revolución Cubana, encabezó durante décadas la República de Cuba, primero como primer ministro y luego como presidente del Consejo de Estado y de Ministros. La muerte la noche del viernes de esa figura emblemática y de gran peso en la política mundial resonó por todo el mundo.

RT-TV

 

novembro 26, 2016 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Fidel Castro – La insulsa reacción de Donald Trump

En varias oportunidades el republicano ha expresado su deseo de congelar el proceso de normalización de las relaciones entre Washington y La Habana.

Jonathan ErnstReuters
El presidente electo de EE.UU.,  Donald Trump, se pronunció este sábado sobre la muerte de Fidel Castro con una frase corta que poco dice respecto a su posición frente a un hecho que ha conmocionado al mundo entero. “¡Fidel ha muerto!”, fueron sus escuetas palabras.

En varias oportunidades Trump ha hecho duras críticas al Gobierno Cubano. En una de sus declaraciones expresó su deseo de congelar el proceso de normalización de las relaciones entre Washington y La Habana iniciado por el presidente Barack Obama.

RT-TV

 

novembro 26, 2016 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Who was Fidel Castro

novembro 26, 2016 Posted by | Inglês | , , | Deixe um comentário

Castro death controversy celebrations in Florida

novembro 26, 2016 Posted by | Inglês | , , | Deixe um comentário

Fidel Castro dies at 90 years old

novembro 26, 2016 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Putin talks NSA, Syria, Iran, drones

novembro 26, 2016 Posted by | Inglês | , , , , | Deixe um comentário

Putin presents Steven Seagal with his new Russian passport

novembro 26, 2016 Posted by | Inglês | , , , | Deixe um comentário

Renunció el secretario de Gobierno de Michel Temer

Corrupção no governo

Ministro de Temer

Geddel Vieira Lima, secretario de Gobierno de Brasil, presentó su renuncia “irrevocable” en el medio de acusaciones por presiones y tráfico de influencias. Las denuncias fueron realizadas este jue
ves por el ex ministro de Cultura del gobierno de Michel Temer, Marcelo Calero.

El denunciante sostiene que fue presionado para autorizar la construcción de un edificio en la ciudad de Salvador en el que Vieira Lima compró un departamento de lujo. El problema es que la obra se está llevando a cabo en un lugar considerado patrimonio histórico, por lo que el Ministerio de Cultura debía habilitar o rechazar la edificación.

Ante esta situación Calero acudió a Temer quién, de acuerdo a los testimonios difundidos por la Policía Federal, avaló a su secretario de Gobierno. El ex ministro de Cultura dijo sentirse “decepcionado por que el propio presidente lo había castigado” al decirle que “‘la política tenía estas cosas, este tipo de presiones'”.

La renuncia y la investigación

“Frente a las dimensiones de las interpretaciones dadas, pido disculpas a quienes hayan sido por ellas alcanzados, pero Brasil es mayor que todo eso”, dijo el ahora ex secretario de Gobierno en su carta de renuncia. Vieira Lima reconoció que compró el departamento mencionado pero afirmó que no haber ejercido ningún tipo de presión.

Al conocerse la dimisión, la Policía Federal confirmó que remitió a la Fiscalía General la declaración de Calero, con el objetivo de que ese organismo decida si se debe iniciar una investigación formal contra Vieira Lima.

De esta forma el gobierno de Temer pierde a su sexto ministro en seis meses. Dilma Rousseff había visto renunciar a ocho en un año y medio.

RT-TV

 

novembro 26, 2016 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

Fux considera prova contra Garotinho frágil

O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, afirmou hoje (25) que a decisão do colegiado de conceder habeas corpus ao ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, se baseou na “fragilidade” da prova que levou à prisão preventiva. O político foi preso por decisão da Justiça Eleitoral de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense. Ele é suspeito de usar um programa assistencial do município para a compra de votos.

O ex-governador do Rio Anthony Garotinho - Renato Araújo/Arquivo Agência Brasil

O ex-governador do Rio Anthony Garotinh foi preso com base em prova frágil, diz FuxRenato Araújo/Arquivo Agência Brasil 

“Mas, por via das dúvidas, como a própria lei indica que deve haver um substitutivo para a prisão preventiva, foram adotadas várias medidas que têm certas restrições severas, não só a multa, mas talvez uma bem expressiva que é não abandonar o distrito onde foi preso, onde se submeteu a uma cirurgia. Com isso, conseguimos alcançar o objetivo de uma outra medida restritiva que é não entrar em contato com ninguém que faça parte do processo que possa vir a produzir provas contra ele”, acrescentou o ministro.

Dentre as medidas cautelares adotadas pelo plenário do TSE, Garotinho não poderá ir a Campos durante a fase de instrução processual, não poderá ter qualquer contato com testemunhas, terá que pagar fiança no valor de cem salários mínimos, será obrigado a comparecer a todos os atos do processo sempre que intimado, não poderá alterar o endereço e não deverá se ausentar de sua residência por mais de três dias sem prévia comunicação ao juízo. Segundo o tribunal, o descumprimento, sem justificativa, de qualquer dessas medidas resultará no restabelecimento da ordem de prisão.

O ex-governador foi preso pela Polícia Federal na capital fluminense em 16 de novembro, mas no mesmo dia ele se sentiu mal e teve que ser internado no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio. No dia seguinte, Garotinho foi transferido para o hospital penal do Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste da cidade.

No último dia 19, a ministra Luciana Lóssio, do TSE, autorizou a transferência de Garotinho para um hospital particular e concedeu a prisão domiciliar ao ex-governador. Garotinho passou por um cateterismo no Hospital Quinta D’Or no dia 20 e, no dia 22, recebeu alta.

Fux deu as declarações após palestra sobre o novo Código de Processo Civil, na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

Edição: Lidia Neves
 
 

novembro 25, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Geddel pede demissão de ministro

Corrupção no governo

Ministro de Temer

Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, acabou de entregar ao presidente Michel Temer uma carta na qual pede para deixar o cargo.

A informação foi confirmada há pouco pela assessoria de imprensa de Geddel. A assessoria informou ainda que em breve divulgará nota com mais detalhes sobre a carta.

Após pedir demissão na última sexta-feira (18), o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero deu entrevista alegando que sofreu pressão por parte de Geddel para liberar a construção de um edifício de alto padrão em Salvador. O empreendimento foi embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por estar localizado em área tombada como Patrimônio Cultural da União. Os construtores queriam erguer 31 andares, mas o instituto só autorizou a construção de 13.

Na segunda-feira (21), a Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu abrir um processo para investigar a conduta de Geddel no episódio. Por meio do porta-voz, o presidente Michel Temer afirmou que Geddel permanecia no cargo.

Na quarta-feira (23), Calero prestou depoimento à Polícia Federal e, segundo a imprensa, teria dito que o presidente Michel Temer o havia “enquadrado” e sugerido uma saída por meio da Advocacia-Geral da União para o caso. Por meio do porta-voz Alexandre Parola, o presidente Michel Temer disse que buscou“arbitrar o conflito” e negou ter pressionado Calero.

Veja a íntegra da carta:

Salvador, 25 de novembro de 2016

Meu fraterno amigo Presidente Michel Temer,

Avolumaram-se as críticas sobre mim. Em Salvador, vejo o sofrimento dos meus familiares. Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair.
Diante da dimensão das interpretações dadas, peço desculpas aos que estão sendo por elas alcançados, mas o Brasil é maior do que tudo isso.

Fiz minha mais profunda reflexão e fruto dela apresento aqui este meu pedido de exoneração do honroso cargo que com dedicação venho exercendo.

Retornado à Bahia, sigo como ardoroso torcedor do nosso governo, capitaneado por um Presidente sério, ético e afável no trato com todos, rogando que, sob seus contínuos esforços, tenhamos a cada dia um país melhor.

Aos Congressistas, o meu sincero agradecimento pelo apoio e colaboração que deram na aprovação de importantes medidas para o Brasil.

Um forte abraço, meu querido amigo.

Geddel Vieira Lima

Edição: Lílian Beraldo
 

novembro 25, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Carga muito pesada

novembro 25, 2016 Posted by | Videos | , | Deixe um comentário

Lula contra Color

novembro 24, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Brizola contra Maluf

novembro 24, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: