Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Efeitos inesperados do cérebro

De ponta cabeça

Upside down

Enquanto lia um meme no Facebook, eu lembrei-me dos tempos de criança, quando a galera se matava para resolver as palavras cruzadas do corujão. Eu demorei algum tempo até elaborar uma estratégia para encontrar as palavras. Em níveis mais baixos, eu sempre encontrava palavras que eu não estava procurando, no corujão não foi diferente.

Quando eu comecei a tentar ler a mensagem do Face, eu notei que havia algo estranho, como eu ainda não havia lido a mensagem, não sabia do que se tratava. Pensei comigo, deve estar de traz para frente – Bingo! – comecei a ler as palavras. Foi, aí, que eu notei que as palavras também não faziam sentido mas, lendo de traz para frente, consegui ler a primeira linha. Aí, fui até o final do texto e li a mensagem inteira.

Foi só depois de ler a mensagem inteira que eu descobri o que eu havia conseguido, ler um texto de cabeça para baixo, até aí tudo bem, acontece que eu não sabia que o texto estava de cabeça para baixo. Eu já havia visto outros exercícios mentais, a diferença era que eu sabia do que se tratava.

Já há algum tempo, eu leio sobre exercícios mentais que qualquer pessoa pode fazer, o que demonstra claramente o poder mental de uma pessoa. A partir dessas leituras, eu comparei com outros estudos que eu elaborei na adolescência, época em que sobra tempo e falta o que fazer, ou seja, momento em que se pode fazer ensaios completos sobre quase tudo.

Em um desses ensaios eu observei a simbologia e as formas de educação oriental e ocidental, principalmente na pré-história e ensino primário. Quando se executa muitas formas de atividades mentais, como completar o texto/palavras, relacionar palavras da coluna direita com as palavras da coluna esquerda, etc.

Nas artes, aprende-se que os corpos são formados pelas sombras, ou seja, não são os corpos que formam as sombras, são as sombras que formam os corpos. Tudo bem que os corpos tentam criar sombras, mas as sombras ficam distorcidas, irreais.

Quando nos assustamos, nossa mente emite um alerta, inclusive quando observamos nossa própria sombra. Nossa própria sombra é obscura, bem diferente da imagem do espelho, por isso é mais fácil de assustar com ela.

Levamos uma vida sedentária, controlados por argumentos preconceituosos, por isso, qualquer coisa pode nos assustar, se bem que sempre encontramos pessoas que preferem encontrar uma explicação científica, ao invés de fugir, como as pessoas normais.

O circo sempre demonstrou talentos na arte de manipulação de corações e mentes, os truques e o ilusionismo foram muito bem aproveitados em efeitos especiais do cinema, apesar da demanda não ser tão forte nessa área.

De um modo geral, nossa percepção é muito limitada, por isso, sempre haverão pessoas ou grupos dispostos a nos manipular. Quando um governador começa a fechar escolas, ele evita que muitas pessoas melhorem a sua percepção política, social, econômica, etc. No Nordeste, alguns professores compram cadernos e lápis para os alunos com a intenção de evitar que a percepção do povo seja afetada. Apesar disso, as escolas não impedem que pessoas graduadas tenham uma visão distorcida da sociedade, em alguns casos. Quando isso acontece, certamente, essas pessoas estão sendo controladas de outras formas. Quanto maior a informação, maior a possibilidade de ser controlado, por isso é preciso ter auto-crítica. Assim, surge um conceito ainda mais intrigante: Não se pode acreditar em tudo o que se vê, porém não podemos ver tudo, e acreditamos no que não vemos.

Nossa mente é exercitada o tempo todo, mas poderia ser ainda mais, se soubéssemos o que devemos fazer com ela. Na internet, por exemplo, guardamos senhas em nossa memória, aprendemos a usar milhares de sistemas diferentes, fazer uma busca é um desafio. Algumas pessoas já descobriram há muito tempo que utilizar palavras-chaves para fazer buscas é muito importante, difícil é conhecer essas palavras chaves, já que cada pessoa domina uma área diferente, pior, as pessoas entram na internet apenas como passatempo, fazendo buscas em áreas as quais não dominam.

Nem é preciso dizer que o pensamento humano é dividido em ocidental e oriental e, quando a China conseguir dominar Oriente, poderá dizer também que o Oriente é socialista.

A educação é tão padronizada que até a cultura fica limitada, apesar da cultura não estar submissa à educação. Corremos o risco de um mundo falando uma única língua no futuro, o que seria uma tragédia, já que cada língua apresenta suas particularidades culturais. O preconceito idealizado pelas elites e a miséria dos pobres faz com que cada vez mais estejamos distantes do diferente, longe das descobertas. A ciência não ajuda muito, na medida em que passa a exigir uma prova e apresentar explicações sem sentido para o inexplicável.

Apesar de nosso cérebro estar se expandindo consideravelmente, a quantidade de distúrbios provocados por agressões físicas ou psicológicas é chocante. A alimentação tóxica a qual estamos submetendo nossos filhos, completa o estrago mental, mas as consequências disso ainda não estão bem claras em toda a sua extensão.

A degradação do meio ambiente, alimentação e poluição do ar, começam a criar mutantes, isso causa efeitos inesperados, pode ser bom, mas pode não ser tão bom assim, poderá gerar uma geração difícil de ser controlada.

By Jânio

Pregando peças no cérebro

A obscura natureza da mente humana

Realidade além da vida real

Ciência social insensível

Verdades proibidas

Mensagens subliminares

Prisioneiros da quarta dimensão

Principais causas de morte

outubro 29, 2015 Posted by | Reflexões | , , , | Deixe um comentário

Sorprendentes maneras de manipular el cerebro

experiencias com o cérebro

Manipulação Cerebral

Conozca los 10 experimentos científicos que demuestran que su cerebro puede ser fácilmente controlado por factores externos sin su consentimiento.

Desde hace muchos años los científicos tratan de estudiar y comprender el funcionamiento del cerebro humano, como así también las maneras de manipularlo. Dichas investigaciones son capaces de ayudar en la lucha contra varias enfermedades, pero por otro lado provocan polémica, ya que sus resultados permitirían elaborar mecanismos para controlar el comportamiento de las personas. La revista ‘Popular Mechanics’ ha destacado diez asombrosos experimentos que muestran que el cerebro humano puede ser fácilmente manipulado por factores externos.

El decifrador del cérebro

Cuando leemos para nosotros, escuchamos la voz en nuestra cabeza. En base a esto, científicos de la Universidad de California, EE.UU., tratan de descifrar la actividad neuronal para crear un implante que traduzca las señales cerebrales en habla a través de un sintetizador de voz. De este modo, será posible hacer ‘hablar’ a las personas con discapacidad y hasta a pacientes en coma.

La ilusión de la mano de mármol

Durante un experimento, los científicos pidieron a los voluntarios poner sus manos sobre la mesa y golpearon suavemente sus manos derechas con un pequeño martillo. Al mismo tiempo, los practicantes escuchaban el sonido de un martillo contra un mármol. En unos minutos, empezaron a sentir que su mano era cada vez más pesada y dura, como si fuera un trozo de mármol. De ese modo, el cerebro combina de manera constante la información de diferentes sentidos, cambiando la percepción del cuerpo aunque éste siga igual.

Lea también:  Así manipulan nuestro subconsciente para incitarnos a comprar

El efecto calor/frio

La temperatura puede influir en el nivel de confianza entre las personas. Durante el famoso experimento ‘El dilema del prisionero’ a dos ‘sospechosos delincuentes’ los separaron en diferentes celdas y les propusieron testificar contra el otro a cambio de una sentencia más leve. Al mismo tiempo, uno de ellos debía sujetar un objeto caliente mientras que el otro debía mantener un trozo de hielo en su mano. Tras varios experimentos con diferentes personas, resultó que los primeros resultaron ser más decididos a confiar en su compañero y no calumniar contra él.

Teletransportación

Investigadores del Instituto Karolinska, en Suecia, lograron imponer a los voluntarios la ilusión de una experiencia extracorpórea. Los participantes fueron colocados en un escáner cerebral capaz de crear ilusiones y ficciones. En unos segundos, la gente tuvo la sensación de estar en otro lugar, dentro de otro cuerpo.

El efecto McGurk

El experimento demuestra cómo lo que vemos influye en lo que escuchamos. De este modo, si vemos en el video a una persona moviendo los labios como si dijera “ga” pero en el audio escuchamos “ba”, el cerebro lo convierte en “da”, probando de este modo que las cosas no siempre son lo que parecen.

Lea también:  ¿Cuál es la verdadera función de la serotonina en el cerebro? 

El grabador cerebral

Este dispositivo, que actualmente se está desarrollando, permitirá a las personas que sufren parálisis expresar sus pensamientos. Un casco de electrodos, tecnología de seguimiento del movimiento de los ojos y un ‘software’, permiten que una persona paralítica retransmita sus palabras e ideas en la pantalla de la computadora al mover el mouse con la mirada.

Un aislamiento duradero

A la mayoría de la gente un aislamiento duradero le provoca graves trastornos mentales: alucinaciones y una percepción alterada del tiempo, entre otros. Se demostró que durante un aislamiento duradero en la oscuridad, el ciclo diario puede aumentar hasta 48 horas: a 36 horas de actividad, les siguen 12 horas de sueño.

La ilusión del cuerpo invisible

Otro experimento del Instituto Karolinska muestra cómo una persona puede pensar que vive en otro cuerpo. Los voluntarios portaban gafas que proyectaban la imagen de un maniquí. Los investigadores comenzaron entonces a tocar varias partes del cuerpo de los practicantes y al mismo tiempo las del maniquí. De este modo, los primeros sentían que ellos mismos eran estos maniquíes. Al hacer lo mismo pero en el espacio vacío, los voluntarios sentían que su cuerpo era invisible.

Lea también: Descubren una proteína que potencia o anula nuestra memoria

La estimulación eléctrica de la creatividad

Científicos de la Universidad de Carolina del Norte han demostrado que la electricidad puede aumentar la creatividad humana. A los voluntarios de entre 19 y 30 años los sometieron a una estimulación eléctrica para generar así las llamadas ondas cerebrales alfa, que se relacionan con el pensamiento creativo. Resulta que su creatividad aumentó en promedio 7,4% tras el experimento.

La pastilla de la compasión

Investigadores de la Universidad de California, EE.UU., han descubierto que pueden manipular el ‘nivel’ de compasión de las personas al cambiar la bioquímica de sus cerebros. A un grupo de personas les entregaron pastillas placebo, mientras que a otros, la medicina tolcapona, que acelera la acción de la dopamina, la ‘hormona de la felicidad’. Al pedir a los voluntarios compartir su dinero entre desconocidos, el segundo grupo resultó ser más generoso.

Lea también: Desarrollan un método que permite controlar los genes con la mente

maio 27, 2015 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Dez formas de manipular o cérebro

experiencias com o cérebro

Manipulação Cerebral

Conheça os 10 experimentos científicos que mostram que a mente pode ser facilmente controlada por fatores externos, sem o seu consentimento.

Há muitos anos os cientistas tentam estudar e compreender como funciona o cérebro humano, bem como as formas de manipulá-lo. Essas pesquisas podem ajudar na luta contra várias doenças mas, por outro lado, pode também provocar controvérsia, já que seus resultados  ajudariam a desenvolver mecanismos para controlar o comportamento das pessoas. A revista “Popular Mechanics” destacou dez experimentos surpreendentes que mostram que o cérebro humano pode ser facilmente manipulado por fatores externos.

O Decifrador do cérebro

Quando lemos para nós mesmos, ouvimos a voz na nossa cabeça.  Baseado nisso, os cientistas da Universidade da Califórnia, EUA, tentando decifrar a atividade neuronal para criar um implante e traduzir sinais cerebrais da fala através de um sintetizador de voz. Assim, será possível “falar” para as pessoas com deficiência e até mesmo pacientes em coma.

A ilusão da  mão de mármore

Durante esse experimento, os cientistas pediram aos voluntários que colocassem suas mãos sobre a mesa e suavemente golpeassem a mão direita com um pequeno martelo. Ao mesmo tempo, os voluntários ouviam o som de um martelo contra o mármore. Dentro de alguns minutos, eles começaram a sentir que sua mão estava ficando pesada e duro, como um pedaço de mármore.  Concluiu-se assim que o cérebro combina constantemente informações de diferentes sentidos, alterando a percepção do corpo embora estes permaneçam os mesmosa.

Leia também: E É assim que manipulam  nosso subconsciente para nos fazer comprar

A temperatura pode influenciar o nível de confiança entre as pessoas. Durante o experimento “dilema do prisioneiro”  dois supostos criminosos  ‘foram separados em diferentes celas e  receberam propostas para testemunhar um contra o outro em troca de uma sentença mais leve. Ao mesmo tempo, um deles estava segurando um objeto quente, enquanto o outro tinha que manter um pedaço de gelo em sua mão. Depois de várias experiências com pessoas diferentes, descobriu-se que os primeiros eram mais determinados a confiar em seu parceiro e não caluniar contra ele.

Teletransporte

Pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, conseguiram impor aos voluntários  a ilusão de uma experiência extra corpórea. Os participantes foram colocados em um scanner cerebral capaz de criar ilusões e ficção. Em segundos, as pessoas tinham a sensação de estar em outro lugar, em outro corpo.

O efeito McGurk

O experimento mostra como o que vemos influencia  o que ouvimos. Desta forma, se vemos no vídeo uma pessoa mover os lábios, como se dissesse “ga”, mas no áudio ouvimos “ba”, o cérebro converte para “da “provando assim que as coisas nem sempre são o que parecem ou o que se ouve.

Veja o video

Leia também:   Qual é a verdadeira função da serotonina no cérebro?

Gravador de cérebro

Este dispositivo, atualmente em desenvolvimento, permitirá que as pessoas que sofrem de paralisia expressem seus pensamentos. O capacete de eletrodos é uma tecnologia que permite seguir o movimento dos olhos, e um ‘software’ possibilita que uma pessoa com paralisia possa retransmitir suas palavras e idéias na tela do computador, movendo o “mouse” com o olhar.

Isolamento muito longo

Para a maioria das pessoas um isolamento muito longo irá causar graves perturbações mentais: alucinações e percepção alterada do tempo, entre outros. Foi demonstrado que, para um isolamento longo no escuro, o ciclo diário pode ser aumentada em até 48 horas para 36 horas de atividade,  seguidas de 12 horas de sono.

A ilusão do corpo invisível

Outro experimento no Instituto Karolinska mostra como uma pessoa pode pensar que vive em outro corpo. Os voluntários usavam óculos que projetava a imagem de um manequim. Os pesquisadores então começaram a tocar várias  partes dos corpos dos voluntários, enquanto faziam o mesmo com os manequins, ao mesmo tempo. Assim, os voluntários se sentiram  como se fossem esses manequins. Ao fazer o mesmo, mas no espaço vazio, sem os manequins, os voluntários sentiram como se seu corpo fosse invisível.

Leia também: Descoberta uma proteína que aumenta ou anula nossa memória

A estimulação elétrica da criatividade

Cientistas da Universidade da Carolina do Norte demonstraram que a eletricidade pode aumentar a criatividade humana. Os voluntários com idades  entre 19 a 30 anos de idade foram submetidas a uma estimulação eléctrica para gerar as chamadas ondas cerebrais alfa, que estão associados com o pensamento criativo. Sua criatividade aumentou em média 7,4% após o experimento.

A pílula da compaixão

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Estados Unidos, descobriram que podem manipular o “nível” de compaixão das pessoas ao mudar sua bioquímica cerebral. Um grupo de pessoas recebeu pílulas de placebo, enquanto outros, medicamentos de tolcapone, o que acelera a ação da dopamina, o “hormônio da felicidade”.  Ao ser pedido  aos voluntários para que compartilhassem o seu dinheiro entre estranhos, o segundo grupo foi mais generoso.

Leia também: Desenvolvido um método que permite controlar  a genes com a mente

Fonte: Wikipedia

Palinopsia cria “efeito matrix” no cérebro

Percepção do nada

Seis efeitos matrix já comprovados

Ciência social insensível

Ciência cega

As partes do cérebro são independentes

 

maio 27, 2015 Posted by | Ciências | , , , , , , | 2 Comentários

Transferência mental

 

pesquisa do cérebro

Transferência Mental

Mind Upload e Sublimation (sublimação) são termos utilizados para se referir a uma teoria pela qual a mente humana pode ser transferida para um computador e por este ser lida.

A mente imortal

Acredita-se que uma pessoa possa transformar a sua personalidade, memória eessência (ou alma) em dados de computador. Sendo assim, essa pessoa poderia viver eternamente caso algo acontecesse ao seu corpo orgânico dentro de umsistema de computação. Uma pessoa pode carregar sua consciência para um computador ou a mente de um bebê recém-nascido. O bebê, então, iria crescer com a individualidade da pessoa anterior e não poderia desenvolver sua própria personalidade.

Futuristas como Moravec e Kurzweil propuseram que, graças ao crescimento exponencial do poder da computação, um dia será possível fazer o upload daconsciência humana para um sistema informático e viver indefinidamente em um ambiente virtual. Isso poderia ser conseguido através de avanços da cibernética, quando o hardware seria inicialmente instalado no cérebro para ajudar a memória a digitalizar ou acelerar os processos de pensamento. Componentes seriam adicionados gradualmente até que as funções do cérebro da pessoa fossem inteiramente dispositivos artificiais, evitando transições radicais que poderiam levar a problemas de identidade.

Após esse ponto, o corpo humano poderia ser tratado como um “acessório opcional” e a mente poderia ser transferida para qualquer computador suficientemente potente. Pessoas nesse estado seriam, então, essencialmente imortais, a menos que a máquina (ou o segundo corpo) que as mantém seja destruida. A pessoa poderia criar varias cópias de arquivo e guardá-las em vários locais (ou jogá-las naInternet), garantindo assim vida eterna absoluta.

Uso militar

Essa tecnologia poderia ser usada como uma forma de armazenar dados das mentes de soldados. Esses dados ficariam em um local seguro e, caso esses soldados fossem mortos em guerra, com sua essência eles poderiam ser revividos, assim evitando o sofrimento da morte para a familia.

Outro uso é que a inteligência artificial poderia ser usada para o combate direto. Com a captação de dados, seria possivel replicar o sistema criando seres artificiais baseados na personalidade da pessoa que foi sublimada. Ex.: pilotos de caça criados artificialmente (homúnculos ou inteligências de computador) poderiam entrar em combate, a mente desenvolvida poderia tomar decisões sozinha e assim poderia ser criado o livre-arbitrio artificial, criando uma espécie de guerra robótica em que seres humanos não precisariam mais arriscar suas vidas para o combate e, sim, homúnculos ou inteligências artificiais, capazes de tomar as suas próprias decisões e, quem sabe, possuir sentimentos e essências baseados no ser humano.

A ética atrás da sublimação

É evidente que essa questão gera muita polêmica. Como ainda não existe umalegislação especifica para esse caso, uma pessoa sublimada não teria nenhum impedimento para praticar muitos crimes, como assassinato por exemplo (já quehomicidio é qualificado como um humano matando outro e, de certo ponto de vista, o individuo deixa de ser humano).

Outro ponto a ser comentado é a questão de o homem se tornar uma especie de deus, já que, com uma análise detalhada de dados, podemos até criar um homúnculo (ou uma consciência artificial) baseando-se em tais dados; o que poderia levar a máquina (ou o homúnculo) dotada de livre-arbítrio a cometer crimes e ficar impune. Apesar de existirem as três leis da robótica, o ser citado acima, por possuir livre-arbitrio, poderia se negar a seguir tais leis, o que cientificamente seria absurdo de se aceitar. Isso sem contar a questão da imortalidade já citada acima.

Com isso surgiriam questões do tipo: é etico ser imortal? Seria injusto não aplicar as mesmas leis humanas a robôs? Seria injusto exclui-los do mesmo código de ética, mesmo sabendo que eles devem ser uma espécie de escravos do ser humano e não poderiam seguir o seu livre-arbitrio tão livremente assim?

Referências na mídia

1. No jogo eletrônico japonês Ace Combat 3, a cientista Yoko é a primeira na área a conseguir uma experiência concreta de sublimação. Ainda no jogo, o protagonista Nemo é uma inteligência artificial criada com base no processo de sublimação. Além disso, os personagens Cynthia e Dision fazem experiências de sublimação.

2. Na saga de jogos Megaman X e Megaman Zero, há uma guerra entre humanos eReploids (robôs com livre-arbitrio) infectados por um vírus que os deixa violentos e eles usam do livre-arbitrio como combustível para a guerra. Além disso, no começo da série, o personagem Zero (que também possui livre-arbitrio) é o portador do virus e comete vários crimes antes de virar um Maverick Hunter.

3. Na série de televisão Caprica, as personagens Zoe e Tamara são programas de computador criados a partir de pessoas mortas e com as mesmas personalidades e memórias.

4. Na série Battlestar Galactica, os cylons podem transferir suas consciências para outros corpos quando morrem.

5. No filme Contra o Tempo, Colter (Jake Gyllenhaal) é um soldado que faz parte de um programa experimental do governo para investigar um atentado terrorista.

Fonte: Wikipedia

Com os dois lados do cérebro

Tecnologia permite ver com a língua

As partes do cérebro são independentes

Quando a mente tem um ataque

Dispositivo permite controlar as máquinas com o cérebro

O controle do cérebro

A zona cega do cérebro

A memória inconsciente

fevereiro 8, 2015 Posted by | Ciências | , , , , | 1 Comentário

Seis efeitos matrix já comprovados

Matrix

Matrix

O Centre for Research on Globalization, uma organização sem fins lucrativos em Montreal, Canadá, apresentou um relatório listando seis grandes ilusões que escravizam nossas vidas na matriz: um sistema rígido de controle sobre a mente que faz com que as pessoas programem e organizem o seu comportamento para que compartilhem com as versões conformistas ditadas pela sociedade.

O site icommercepage/ Made in Blog publica abaixo, a lista divulgada pela RT-TV.

1. Ilusão da lei, da ordem e do poder. Muitas pessoas sentem a obrigação moral de obedecer às leis, enquanto outras, que possuem poder e riqueza nem notam suas violações. Brutalidade policial, criminalidade desenfreada e justiça, que só funciona para o rico, em países como os EUA, são exemplos que demonstram que a lei é apenas um instrumento de opressão e controle social, e que qualquer autoridade relacionada a eles é falsa, hipócrita e injusta, segundo o site da organização.

2. Ilusão de prosperidade e felicidade. Roupas caras, jóias e acessórios, tornaram-se constante, permanentemente relacionados aos conceitos de prosperidade e felicidade. Essa percepção do termo é falsa porque a realidade é atribuída à saúde, amor e relacionamentos pessoais.

3. Ilusão do direito de escolha e liberdade. A liberdade ou o direito de escolha são os termos que na percepção moderna significam a seleção de algumas opções que são sempre limitados pelos sistemas, tanto judicial como fiscal, com algumas normas de exigência estabelecidas e consolidadas pela cultura.

4. Ilusão de verdade. Na mente das pessoas, há uma crença prevista no conceito de verdade. Esta percepção faz com que você confie em tudo o que é dito pela televisão e nas mídias de massa, celebridades ou representantes do poder.

5. Ilusão de Tempo – Este é um grande engano porque faz as pessoas pensarem no futuro, esquecendo o passado e o presente. O pior disso é que como consequência, as pessoas passam a ver o mundo como uma ficção, esquecendo a realidade.

6. Ilusão de isolamento. Muitas pessoas têm a falsa percepção de que todas as pessoas competem entre si, algumas chegam até a pensar que os vizinhos e a natureza estão contra a eles. Esse pensamento reforça a ideia de que tudo no mundo está inter-relacionado.

Fonte: RT-TV

Aparências reais

Percepção do nada

Ciência cega

Os melhores países segundo o IDH

O Brasil é o país rico mais pobre

Milagres existem?

É preciso ver para acreditar

O futuro do passado

Paulinopsia transforma o cérebro em Matrix

A obscura natureza da mente humana

fevereiro 7, 2015 Posted by | Ciências, Reflexões | , , , , | 1 Comentário

Por que os vírus antigos melhoram nosso cérebro

Estudo dos retrovírus

Vírus Cerebrais

Os retrovírus existentes no genoma humano, que um dia já foram classificados como “lixo genético”, desempenham um papel importante na construção das complexas redes do cérebro humano, conforme demonstram os resultados de um estudo recente de uma universidade sueca.

Depois de analisar o material genético dos ratos, um grupo de cientistas da Universidade Sueca de Lund demonstraram em um estudo que alguns retrovírus endógenos adquirem novas funções no cérebro que são importantes para o seu desenvolvimento. “As células do cérebro são extremamente complexas em relação às outras. A utilização de retrovírus endógenos garante ainda mais a complexidade, especialmente tendo em vista o fato de que constituem uma parte importante do genoma”, diz o autor, Johan Jacobsson, citado pelo serviço de imprensa da Universidade de Lund.

Junto com outros pesquisadores, Jacobsson comprovou que os retrovírus parecem cumprir um papel central em funções básicas do cérebro, principalmente na regulação da expressão dos genes. Os resultados do estudo indicam que, durante o seu desenvolvimento, os vírus adotaram uma posição mais firme em nosso sistema celular. O motivo dos vírus serem mais ativos especificamente no cérebro poderia ser provavelmente devido ao fato de que não se pode formar tumores em células nervosas, ao contrário de outros tecidos.

O artigo, publicado na revista ‘Cell Reports’ e com base em estudos de células-tronco neurais, mostra que estes usam um mecanismo molecular específico para controlar os processos de activação dos retrovírus. A equipe de Jacobsson espera que os seus resultados possam abrir novos caminhos de pesquisa sobre doenças cerebrais relacionadas a fatores genéticos, tais como as neurodegenerativas, psiquiátricas e os tumores cerebrais.

Fonte RT-TV

janeiro 22, 2015 Posted by | Ciências | , , | Deixe um comentário

Palinopsia transforma o cérebro em Matrix

palinopsia

Efeito Matrix

“A palinopsia é um sintoma pouco frequente, embora de difícil diagnóstico, já que não pode ser facilmente identificado através de clínica geral e, portanto, não se aprofunda no tratamento”, opina o neurologista espanhol Eduardo de Pablo, que descreveu recentemente um caso observado no Hospital 12 de Outubro, em Madrid, Espanha.

Sua paciente, uma jovem de 23 anos, via imagens superpostas de objetos em movimento, “como os agentes do filme “Matrix”, esquivando-se das balas de Neo”, segundo descreveu a jovem.

Além disso, um professor venezuelano relatou que via imagens que já havia visto minutos ou horas antes, e que voltavam a aparecer da mesma maneira, mas em locais diferentes. O professor foi diagnosticado com palinopsia, provocada por um tumor benigno que detectaram em seu cérebro.

Rafael Muci, membro da Academia Nacional de Medicina da Venezuela, salienta que “é um sintoma que os médicos não estão dispostos a se aprofundar, tampouco os pacientes se queixam. Principalmente se estão intactos neurologicamente, sentindo-se bem, mesmo sem tomar medicamentos.

Tecnicamente, esta multiplicação de imagens com um único estímulo visual “é geralmente considerado um desequilíbrio transitório do cérebro, incapaz de afetar a informação espacial e visual de maneira consistente”, explica De Pablo. Este sintoma estranho também tem sido observado em pessoas que receberam golpes na cabeça e que estavam sob a influência de antidepressivos e quimioterapia, como drogas como a marihuana e o ácido lisérgico (LSD).

“Estes sintomas e sua associação com os diferentes tipos de lesões, são muito úteis para compreender melhor tanto as funções das diferentes áreas do cérebro, como as associações entre elas, as vias de comunicação e os neurotransmissores, as moléculas para transmitir informações entre neurônios”, explica o neurologista espanhol.

“Esses mecanismos são comuns à várias doenças, o que pode proporcionar tratamentos comuns, dependendo da causa”, acrescenta.

Os cientistas dizem que estudo palinopsia, sintoma de que uma imagem observada reaparece depois de horas ou na vida parece em ‘Matrix’, poderia ser muito útil para entender melhor as funções das diferentes áreas do cérebro.

Fonte: RT

Sonambulismo

Em estado de transe

O mistério do sonambulismo

A obscura natureza da mente humana

O que uma pessoa com epilepsia sente

Epilepsia – Quando a mente tem um ataque

O despertar para a superconsciência

fevereiro 10, 2014 Posted by | Ciências | , , , , , | 4 Comentários

Computador com cérebro

programação orgânica

Máquina Cerebral

A primeira versão comercial do processador inspirado no cérebro humano será lançado em 2.014, segundo a empresa Qualcomm. O processador sináptico que imita conexões neuronais do cérebro e pode aprender enquanto processa.

Os dispositivos criados com base na nova tecnologia não só são capazes de automatizar as tarefas que agora exigem programação minuciosa – como, por exemplo, mover o braço de um robô de maneira suave e eficaz – mas também pode aprender com seus erros e até evitá-los posteriormente, o que poderia levar ao fim da expressão “pane do computador”.

Qualcomm – a empresa americana que produz os processadores para tecnologia móvel, depois de desenvolver um processador neuromórfico, anunciou o lançamento comercial para 2.014, mas o modelo ainda deverá sofrer algumas mudanças no futuro.

Em um vídeo divulgado pela empresa, o produto é apresentado como um protótipo, depois de investigar o ambiente em um quarto com piso de várias cores, recebe o sinal de que é um “bom robô” quando alcança o quadrado branco e, utilizando sua capacidade para aprendizagem, posteriormente, evita as partes do piso que estão marcadas com outras cores.

A grande vantagem do novo sistema é a sua capacidade de tolerar falhas. Os computadores tradicionais não conseguem evitar o fracasso de um único transistor. Os novos desenvolvimentos biotecnológicos permitem mudar os algorítmos, que possibilita ao sistema se adaptar continuamente e evite falhas completando as tarefas.

Além disso, os dispositivos “com cérebro” são consideravelmente mais eficientes em relação aos computadores convencionais, por exemplo, o reconhecimento de imagens conhecidas (rostos de pessoas em meio a multidão ou manuscritos).

Em junho, a Google anunciou que havia usado as técnicas de redes neurais para desenvolver um novo serviço de busca para ajudar os usuários a encontrar fotos específica com mais precisão.

Muitas organizações em todo o mundo estão concentrando seus esforço para alcançar o sucesso na união do setor de eletrônica e biotecnologia. No entanto, enfrentam vários desafios.

Assim o supercomputador que simula o cérebro, criado pela multinacional de tecnologia IBM, funcionou 1.500 vezes mais lento que o cérebro real. Além disso, o dispositivo necessitou vários megawatts de energia, em comparação com apenas 20 watts de potência usando um cérebro biológico (energia menor que uma lâmpada de casa consumiria).

Fonte: RT

Computador biológico

Cog – Robô quase perfeito

Robô do futuro

Exoesqueleto – super-herói real

janeiro 6, 2014 Posted by | curiosidades | , , , , | 3 Comentários

Macaco com sexto sentido

Sexto Sentido do Macaco

Interface Animal Máquina

A força mental de uma macaca da Universidade Duke (Carolina do Norte, EUA) é suficiente para controlar mecanismos robóticos virtuais. Ela nem precisa das mãos, faz isso com o pensamento.

Há uma década atrás, o neurofisiologista Miguel Nicolelis ensinou Aurora a brincar com um videogame, usando um joystick. Enquanto estava ocupada com isso, amarrada a uma cadeira, dispositivos especiais registravam os sinais enviados por seu cérebro esquerdo, com as instruções para manejá-lo.

Os sinais foram processados por um computador, para que pudesse reconhecer também as instruções que Aurora enviava para o braço robótico. Na fase seguinte do experimento, Aurora teria os braços livres e a tela diante dela oferecia uma oportunidade para desenvolver seu “sexto sentido”. Na ausência do joystick, pouco a pouco ela começou a mover um membro virtual que via na tela e começou a jogar com a ajuda desse membro virtual.

“O modelo em si, que aurora tinha em sua mente, expandiu para se tornar um braço a mais”, disse Nicolelis em uma conferência transmitida pelo portal científico ted ponto com. Aurora, disse ele, perdeu o uso de seus outros dois braços, que poderia usar para arranhar ou fazer sucos.

Mas o objetivo principal do experimento era capacitar o animal até um nível em que poderia controlar completamente um robô bípede. Isso também foi conseguido, embora não tenha sido possível evitar esforço físico. Para que a macaca pudesse se concentrar nos movimentos do humanoide metálico que via diante de seus olhos, através de uma tela, foi necessário que ela corresse sobre uma esteira.

Vale ressaltar que os movimentos do robô se encontravam a milhares de quilômetros do animal, na Universidade de Kyoto, Japão. Os cientistas de lá conseguiram preparar o robô para que pudesse processar as instruções que recebia do cérebro do macaco, equilibrando-o o suficiente para que não caísse devido a movimentos bruscos de pensamento.

fonte: RT-TV

Lanterna de raio-x

Controle das máquinas com o cérebro

Super-herói real

fevereiro 25, 2013 Posted by | curiosidades | , , , , , | 4 Comentários

As partes do cérebro são independentes

desenvolvimento mental

Independência Cerebral

Uma equipe de biólogos publicou os resultados de um estudo de 15 anos mostrando que o cérebro não evolui em conjunto.

O estudo de uma equipe internacional de biólogos, liderada pelo Dr. Reinmar Hager (Manchester University (EUA)) encontrou evidências de que as partes do cérebro podem desenvolver-se independentemente uma da outra.

O objetivo da investigação, que já dura quinze anos, foi descobrir se as distintas partes do cérebro podem responder separadamente ao estímulo ou se o cérebro responde como um todo, segundo um artigo publicado na revista “Nature”.

Os investigadores dizem ter contrastado sua hipótese, usando uma abordagem de genética quantitativa graças a um estudo de mais de 10.000 camundongos. Ao contrário de estudos anteriores, os pesquisadores compararam as medições cerebrais de uma única espécie.

Os cientistas tentaram examinar se as diferentes partes do cérebro-cerebelo, hipocampo, bolbo olfactivo, cortex ou o corpo estriado, tem um desenvolvimento independente ou se o cérebro se desenvolve como um todo.

Sete amostras de cada cérebro foram medidas segundo seu peso e volume. Além disso, Hager comparou as medições para cada rato com tamanho das partes do cérebro, encontrando correlação muito pequena entre o tamanho das partes do cérebro e o tamanho total deste.

“Se todas as partes do cérebro se desenvolveram como um todo, teríamos esperado encontrar o mesmo conjunto de influências genéticas em todas as partes. No entanto, encontramos muitas variações do gene para cada parte do cérebro”. disse o cientista.

Fonte: RT-TV

Esse artigo é muito interessante, principalmente porque já tratamos de assuntos relacionados ao cérebro, seguindo vários pontos de vistas diferentes.

A visão de que o cérebro funcione com partes separadas, não é nova, pelo menos que eu me lembre: pensamento, memória, raciocínio, sentidos vitais do corpo, sentimentos, etc., cada um funcionando em uma região específica do cérebro – Mas será que é isso mesmo?

Eu diria que independente não deve ser visto como separado. Isso já pôde ser comprovado em caso de derrames cerebrais, durante as terapias, onde uma parte do cérebro passou a assumir as funções da outra, incapacitada.

Já ficou comprovado que um hemisfério do cérebro trata de algumas funções, enquanto a outra metade cuida de outra, mas isso não é necessariamente uma regra. O cérebro consegue não só se adaptar, com a ajuda de terapias, como pode funcionar de maneira inversa.

Isso também pode ser comprovado em cirurgia de epilepsia grave e avançada, onde um hemisfério ficou isolado de outro. Apesar da capacidade de adaptação do cérebro, essas experiências mostraram que o cérebro funciona melhor junto e naturalmente, independente de uma pessoa ser canhota ou destra, aliás, o ambidestro tem mais habilidade que uma pessoa comum.

Aqui, é preciso separar também a inteligência do genial. A inteligência domina várias áreas e tem um controle melhor sobre todo o ambiente que o cerca, entretanto, o genial para ser superior, mas apenas em uma área, sem conseguir controlar o que acontece a sua volta e muito menos prever as consequências de seus atos e criações.

Há vários estudos a respeito do controle da mente, inclusive um desses estudos é desenvolvido por um brasileiro, tratando da interação entre o cérebro e a máquina.

Esse brasileiro foi um dos primeiros cientistas a ver o cérebro com um todo e não em partes separadas, e foi assim que ele conseguiu ligar as máquinas ao cérebro mas, como eu disse no texto acima, é mais provável que ambos estejam corretos, ou seja, o cérebro funciona de maneira independente e não separado.

Comentário: By Jânio

Quando a mente tem um ataque

Com os dois lados do cérebro

Dispositivo permite controlar as máquinas com o cérebro

O controle do cérebro

A zona cega do cérebro

A memória inconsciente

setembro 30, 2012 Posted by | Ciências | , , , , , | 2 Comentários

A obscura natureza da mente humana

passado do homem

Busca da Verdade

Há controvérsias sobre o nosso real controle do cérebro, o controle do cérebro, aliás, é uma ambição de muitas pessoas. Um mestre de artes marciais pode quebrar vinte tijolos com a cabeça, um hipnotizador pode fazer uma pessoa dormir, ou controlar sua mente;  o real e o ilusório caminham juntos, aqui.

Pelo fato do homem viver em sociedade, ser obrigado a seguir milhares de protocolos, isso criou uma limitação muito grande no controle sobre o cérebro. O cérebro passou a ser uma parte isolada do corpo, esse paradoxo – dependência/independência – tornou o inconsciente muito mais obscuro, tornando toda a sociedade doente, em maior ou menor intensidade.

Para manter o controle e não enlouquecer, diante de um mundo insano que o próprio homem criou, surgiram as religiões. Desde os primórdios dos tempos, o homem viu nas religiões uma forma de explicar o inexplicável, mantendo sua sanidade mental sob controle.

A ciência e a filosofia fazem parte da evolução do homem, portanto, não aceitam as respostas apresentadas pelas religiões, de maneira tão satisfatória.

Enquanto a filosofia, desde a antiguidade – Ela não é tão nova assim – busca suas próprias respostas, num esforço descomunal de pensamento, a ciência não só busca suas verdades, mas procura prová-las.

No caso da ciência, fica tudo muito mais trabalhoso. Apesar da ciência ser muito mais sensata, negando suas próprias origens, as ciências ocultas – alquimia, astrologia, curandeirismo, etc. – e a própria filosofia.

Nos últimos anos, temos visto uma verdadeira integração dos vários campos das ciências, inclusive sua volta às origens – a filosofia – contudo, as ciências ocultas nunca serão aceitas pela sociedade, pior, não se consegue uma explicação plausível para seus processos.

Podemos verificar muitas formas curiosas de se enganar a mente, como o ilusionismo, hipnose, mágicas e truques. Ultimamente tem sido desvendados vários desses truques, revelados para os donos do poder, já há muito tempo.

Nostradammus sabia dos perigos de se ter muitos conhecimentos, sem conseguir explicá-los, por isso, apesar de praticar as ciências ocultas, só mostrava o que poderia ser explicado ou aceito pela sociedade. A alquimia e outras ciências ocultas, foram muito importante, durante épocas em que as pragas, pestes, assolaram o mundo “civilizado”.

Só se aceita o óbvio em nossa sociedade, qualquer outra forma de conhecimento,  seu possuidor deverá prestar contas junto a autoridade máxima do poder.

Já houve uma época em que as bruxas eram queimadas na fogueira, inclusive cometendo-se grandes injustiças, como foi o caso de Joana D’arc, a santa que teve sua história contada e recontada pelo cinema e livros, inspirando até uma lenda do folclore americano, Billie Jean.

Na idade moderna, Rasputin foi o místico que governou a Rússia,  onde o Czar Nicolau II não passava de uma marionete, essa foi uma das causas da Revolução Russa.

Apesar da sociedade insistir em querer resposta para tudo – isso é impossível – como dizia Sócrates: “Só sei que nada sei”, “Conhece-te como a ti mesmo”. Jesus cristo também tem uma verdade, muitas vezes ignorada pela sociedade, algo como: “Uma árvore boa não dá mals frutos” – Infelizmente, em casos de pessoas polêmicas, essa verdade de Jesus fica restrita a ele e alguns poucos iluminados.

Organizações secretas milenares, teoricamente, poderiam ter a capacidade de manter conhecimentos antigos, desde os tempos do Antigo Egito, mas isso é apenas especulação de alguém que não tem o menor interesse em qualquer tipo de organização secreta, exceto minha própria mente.

Artistas de circo poderiam, eventualmente, apresentar números baseados em conhecimentos ocultos, secretos, mas, aqui, também é apenas especulação. As comunidades de circos são fechadas, sem nenhum interesse com o poder, por isso poderiam ser tolerados, quanto a seus conhecimentos – Hoje acontece com os efeitos de computador: “Acredite! Foi tudo feito por computador.”.

A idade média foi o ambiente ideal para as ciências ocultas, já que os grandes reinos ficavam fechados entre paredes. Nessa época, os bruxos não eram vistos com bons olhos, mas ficavam escondidos em locais inacessíveis, com raras exceções, como Nostradammus e Rasputim.

Naturalmente, uma pessoa super dotada com grande controle sobre a mente, e os elementos da natureza, poderia ser taxada como bruxo(a), isso acontece pelo fato de as “bruxas”, além de possuírem conhecimentos milenares, viverem longe da sociedade, o que as tornavam muito “estranhas”, assustadoras – note que estamos falando, aqui, da Idade Média.

Uma pessoa que vivesse em contado com a sociedade poderia,  e pode, ser visto de três maneiras: Como Santos – não bruxos – bruxos ou nem santos nem bruxos. No caso dos “Neutros”, nem santos nem bruxos, escaparam milagrosamente da fogueira pelo simples fato de conhecerem muito bem a sociedade, adaptando-se a ela.

Como já dissemos, nostradammus era inteligente o suficiente para escapar das duas “cruzes”, tanto a cruz do santo – apesar de sua proximidade aos padres e bispos da época – escapou também da “cruz” de bruxo, já que ele explicava o que mostrava, esse foi o motivo de ele não ser nem santo, nem bruxo.

Outro fato interessante é que, apesar de todos os conhecimentos de Nostradammus, ele não possuía nenhum sinal de mente super dotada, no sentido de poder da mente, eram puros conhecimentos mesmo.

Nostradammus foi um caso bem distinto de Jesus Cristo, tanto Jesus Cristo, quanto seus discípulos, não só possuíam muitos conhecimentos sobre religião, filosofia, história, leis – Tudo estava intimamente ligado – como possuíam poderes, dons, para fazer milagres, contrariando todas as ciências da época, tanto a medicina, quanto a física, etc.

Jesus Cristo pediu para seu discípulo Pedro andar sobre as águas. Apesar de sua capacidade –  foi escolhido para ser seu braço direito –  Jesus sabia que ele poderia andar sobre as águas, sabia da capacidade de sua escolha, também sabia que se seu discípulo número um afundasse nas águas, poderia salvá-lo. Jesus deu duas lições em seu discípulo favorito, primeiro a mais importante, humildade,  segundo, o poder da fé – Andar sobre as águas não tinha nenhum objetivo específico além de mostrar poder da fé.

O tempo passou, não vemos mais os santos, nem os bruxos, as novas profecias só se concretizam no cinema. Na vida real tudo soa muito falso, como charlatanismo e sensacionalismo, nem as possibilidades de anti-cristos e apocalipses são levadas mais a sério.

…mas ainda nos restam os loucos que nos fazem lembrar de tempos muito distantes, tempos mágicos, abençoados, onde o impossível podia acontecer. Naqueles tempos, as brumas escondiam, não os efeitos especiais do cinema, mas os mistérios de nossa própria mente obscura, que, ainda hoje, parece negar-nos todas as explicações, desafiando a sensatez da ciência, os protocolos da sociedade, trazendo em sua própria grafia, o conceito máximo de sua natureza obscura de negação: “MENTE”.     

By Jânio

fevereiro 5, 2011 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 43 Comentários

Com os dois lados do cérebro

right intelligence

Lado Certo

Essa pesquisa era para ser sobre os ambidestros, ou seja, pessoas que tem habilidades com os dois lados do corpo, mas é muito difícil falar em ambidestro sem falar do canhoto. Na realidade, o canhoto é um assunto muito mais interessante para se estudar, o canhoto enfrenta mais problemas.

Quando nascemos, apesar das aparências, não temos preferências por nenhum lado do cérebro. O cérebro é dividido em dois hemisférios, onde o hemisfério esquerdo controla o lado direido do corpo, e o hemisfério direito controla o lado esquerdo, portanto, cada hemisfério controla o lado oposto.

Essa constatação foi feita quando, em indivíduos com lesão no lado esquerdo, apresentavam paralisação do lado direito.

Como tudo o que se observa na sociedade, a simples observação de um canhoto pode gerar muito preconceito, podendo chegar até a religião ou superstições e crendices.

Quando as crianças nascem, elas não tem muita preferência, podem usar tanto a mão direita quanto a mão esquerda. Com o passar do tempo, a criança passa a sentir a necessidade de desenvolver sua habilidade, então, sente a necessidade de escolher um dos lados.

Escolhendo o lado direito, tudo bem, a grande maioria das pessoas são destras, portanto ela se encaixa perfeitamente. Quando a criança escolhe o lado esquerdo, aí, começam os seus problemas.

Segundo relatos de pessoas canhotas, quando eram crianças, foram forçadas a usar o lado direito, mas resistiram e continuaram a usar o lado esquerdo. Algumas famílias não são tão pacientes, exigem que a criança use a mão esquerda, isso provoca transtornos que vão desde falta de habilidade parcial, confusão, até traumas permanentes.

Há ainda, casos de pessoas que desenvolvem a ambidestria, habilidade com ambas as mãos:

WIKIPEDIA: “Ambidestria é a capacidade de se ser igualmente habilidoso com ambas as mãos direita e esquerda (ou, de forma mais limitada, com ambos os pés). A palavra “ambidestro” tem origem no Latim: ambi significa “ambos” e dext significa “certo”.

Quando eu era jovem, minha irmã, já falecida, sempre insistia para que eu pegasse tudo com a mão direita, isso era um problema, já que o lado direito do cérebro estava sempre controlando o lado e esquerdo do corpo, sempre estava mais ativo. Pessoas com esse tipo de transtorno, acabam apresentando insegurança na hora de escolher o lado “certo”, podendo ter problemas, devido a confusão dos lados.

Segundo a minha irmã, aprendendo a usar o lado direito, eu teria mais facilidade na sociedade, inclusive para aprender na escola. Alunos canhotos tem dificuldades para aprender a escrever, além da possibilidade de terem problemas de postura, caso os professores não sejam pacientes.

“Falsos destros” podem confundir a mão esquerda com a direita,  isso pode fazer com que um motorista entre pela contramão, podendo causar até acidentes. Isso acontece pela confusão provocada pelo cérebro, onde o direito não significa exatamente  o certo.

Eu sempre usei o lado direito, mas havia problemas, por exemplo: Para chutar a bola com força, eu sempre tinha distensão no perna direita. Descobri, logo, que para chutar com força, teria que chutar com a perna esquerda.

Depois de uma acidente de carro, ainda na infância, onde o lado direito ficou ainda mais comprometido, o lado esquerdo passou a ser ainda mais importante. Apesar disso, eu continuava sendo destro.

Quando me convidaram para participar de um jogo amistoso, contra a seleção brasileira master, desenvolvi um drible quase perfeito. Com a dificuldade com a perna direita, principalmente para chutar forte, desenvolvi um drible quase perfeito, com as duas pernas. 

Um drible normal, as pessoas estão sempre em igualdade de condições, mas, para marcar um canhoto, é preciso mudar o jeito de marcar. Quando a pessoa é ambidestra, fica quase impossível de ser marcada.

Cada vez que eu executava esse drible, eu perdia um amigo, ninguém parava em pé, o drible sempre era executado no contrapé do adversário. Fiquei conhecido como falso canhoto, na realidade, eu sempre fui um falso destro; quando eu começo a usar o lado esquerdo, meus amigos sabem que não devem chegar perto.

É muito comum o desenvolvimento da ambidestria em canhotos forçados a utilizarem a mão direita, apesar disso, é muito estimulada em esportes, como natação, lutas e instrumentos musicais.

A melhor forma de observar se uma pessoa é falso destro ou falso canhoto, é observar quando ela vai olhar um microscópio, o lado mais ativo do cérebro passa a dominar.

Canhotos tem reclamado da exclusão social a que são submetidos, onde tudo é feito para destros, até fechadura de portas. Alguns canhotos são forçados a desenvolver habilidades inversas ao funcionamento de seu cérebro, principalmente no trabalho.

Em uma pesquisa realizada entre crianças, destras e canhotas, o resultado foi:

Entre os destros, 72% apresentavam superioridade na mão direita, enquanto 12% não tinham preferênca.

Entre os canhotos, 55% apresentavam mais habilidade com a mão esquerda, 30% não apresentavam diferênça.

Como podemos notar, as circunstâncias sociais a que são submetidos os canhotos, levaram eles a desenvolverem uma habilidade na outra mão também. Há uma idéia polêmica de que os canhotos são mais inteligentes que os destros.

Apesar de todas as pesquisas feitas, não foi possível descobrir as causas do canhotismo. Parece ser natural, já que o fator genético também não foi comprovado.

Ambos os pais são canhotos.

50% dos filhos são canhotos.

Um pai canhoto e o outro destro.

17% dos filhos são canhotos.

Ambos os pais são destros.

2% dos filhos são canhotos.

Até para desenhar, nota-se uma diferença, o canhoto desenha o perfil voltado para a esquerda, o destro para a direita. Caso isso não ocorra, então é um falso destro.

FAMOSOS CANHOTOS

No esporte brasileiro:

Ayrton Senna – Melhor piloto brasileiro de todos os tempos na Fórmula 1. Tricampeão mundial, sendo campeão em 1988 com o recorde de vitórias numa temporada.

Pelé – Atleta do século, melhor jogador de futebol de todos os tempos no mundo. Tricampeão mundial pela seleção brasileira. Ele e o presidente dos Estados Unidos da América são as pessoas mais conhecidas no planeta.

Romário – Grande craque de futebol e o atacante mais consagrado atualmente no futebol. Teve grande participação na conquista do Copa do Mundo em 1994.

Fernando Meligeni – Argentino naturalizado brasileiro. É o segundo melhor tenista brasileiro na atualidade.

Esporte Internacional:

Bill Russell, Chris Mullen, David Robinson, Goran Ivanisevic, John McEnroe, Larry Bird, Lenny Wilkins, Marcelo Rios, Martina Navratilova, Monika Seles, Thomas Muster.

Literatura:

HG Weels – Romancista e ensaísta inglês. Ganhou nomeada como auotor de livros de ficção científica.

Machado de Assis – Escritor brasileiro, um dos maiores da língua portuguesa de todos os tempos. Sua obra inclui romances como Dom Casmurro e Quincas Borba. Foi um dos fundadores e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras.

Líderes Mundiais:

Alexandre – o Grande – Um dos maiores generais da história. Foi rei da Macedônia em 356 a.C. Venceu os persas e estendeu seu império até a Índia. Fundou Alexandria, no Egito.

Fidel Castro – Líder revolucionário e estadista cubano. É o atual presidente de Cuba.

Mahatma Gandhi – Líder nacionalista indiano, expoente da doutrina da não-violência.

Napoleão Bonaparte – General e estadista, imperador dos franceses.

Bill Clinton – ex-presidente dos Estados Unidos da América.

Há ainda outros líderes como Júlio César, Príncipe Charles (Ing), Elizabeth II, George Bush, John D. Rockefeller.

Música:

George Michael (Wham!), Glenn Frey (the Eagles), Jimi Hendrix, John Lydon a.k.a. Johnny Rotten (Sex Pistols), Kurt Cobain (Nirvana), Ludwig van Beethoven, Natale Cole, Paul McCartney (the Beatles; Wings), Phil Collins (Genesis), Phil Everly (The Everly Brothers), Robert Plant (Led Zepplin), Tony Iommi (Black Sabbath).

Arte:

Pablo Picasso – Pintor espanhol radicado na França, considerado o maior do século vinte.

Leonardo da Vinci – Artista e pensador italiano, um dos maiores gênios da história. Foi pintor, escultor, arquiteto, engenheiro e cientista. Criador do quadro mais famoso do mundo “Mona Lisa”

Miguelângelo e Raphael.

Atores:

Bruce Willis, Charlie Chaplin, Jerry Seinfeld (comediante), Julia Roberts, Keanu Reeves, Marilyn Monroe, Nicole Kidman, Peter Fonda, Robert DeNiro, Robert Redford, Sarah Jessica Parker, Tim Allen, Tom Cruise, Whoopie Goldberg.

Outros canhotos famosos:

Albert Einstein – Físico de origem alemã, naturalizado norte-americano. Teve grande contribuições com suas leis para a humanidade. Recebeu o Prêmio Nobel de fisiologia ou medicina em 1908.

Aristóteles – Filósofo grego, um dos maiores pensadores de todos os tempos.

Bart Simpson – personagem de desenho, escolhido entre as 100 maiores personalidade do século.

Bill Gates – O homem mais rico do mundo. Dono de uma das maiores empresas de informática do planeta “Microsoft”.

Neil Armstrong – Astronauta norte-americano, o primeiro homem a pisar na Lua.

Isaac Newton – Matemático e físico inglês, um dos maiores célebres sábios de todos os tempos.

Billy the Kid (William Bonney), David Rockefeller (banqueiro), Dwight F. Davis (criador da Copa Davis, no tenis), Jack o Estripador, Joana D’arc (Heroína francesa), Matt Groening (cartunista criados dos Simpsons), Ramses II (Faraó Egípcio).

CRENÇAS E SUPERSTIÇÕES:

As roupas de homens e mulheres são abotoados de lados contrários. Segundo Fincher (1977), o costume veio do período Vitoriano, quando uma mulher nobre era usualmente vestida por sua empregada, e pelo fato das empregadas serem geralmente destras, era mais fácil para elas, abotoarem da esquerda para direita. Ao contrário, um nobre senhor usualmente se vestiam sozinhos e não precisavam de ajuda para fechar os botões.

As alianças de casamento são usadas no terceiro dedo da mão esquerda. No início, os egípcios acreditava que a Vena amoris (veia do amor) ia do terceiro dedo da mão esquerda para o coração e por isso colocavam o anel de casamento neste dedo que proveria uma relação mais próxima com o coração da pessoa.

Chineses e europeus acreditam que se alguma pálpebra esquerda for arrancada algo muito ruim acontecerá, e algo bom irá acontecer quando alguém arrancar uma pálpebra direita.

Os irlandeses acreditam que quando você está numa viagem e vê três pega ou pica-pica (uma espécie de corvo) na sua esquerda, você estará com azar. Dois pegas na sua direita, porém, significa sorte. Você terá um ano inteiro de sorte quando você ouvir um cuco na sua direita.

Se sua palma direita coçar, você ira receber algum dinheiro; se sua palma esquerda coçar, você perderá dinheiro. Esta superstição pode ser encontrada na Europa, América, algumas partes da África, e entre alguns ciganos.

Quando você entrar numa casa da Escócia e pisar primeiro com o pé esquerdo você estará trazendo demônio ou mal azar para dentro de casa. Esta é o famoso costume “primeiro passo” que pode ser encontrado na Europa.

Esquimós acreditam que todos os canhotos sejam poderosos feiticeiros.

Em Marrocos canhotos são considerados como demônios ou pessoas malvadas.

No passado (talvez isto continue se manifestando nos dias atuais), todos judaicos tinham que estar longe de algum dos “cem defeitos físicos” listados por Maimonides. Inclui-se na lista cegos, mancos, anões, etc… e canhotos.

No budismo, Buda descreve que o caminho para o Nirvana (o estado de purificação e salvação) se divide em duas partes. Um é o caminho da mão esquerda que é o jeito errado de se viver, e que as pessoas deveriam evitar e seguir o caminho da mão direita porque este é o caminho digno para a purificação da alma.

Nos países islâmicos e na Índia, as pessoas são proibidas de comer com sua mão canhota porque isto é considerado sujo – literalmente. As pessoas destes países certa vez já usaram a mão esquerda para limpar o corpo, de maneira incorreta, depois de defecarem, uma vez que o papel higiênico é uma invenção recente. Esta restrição é um jeito fácil de se destinguir a mão suja da mão com que se deve comer (eles usam a mão para comer) para propostas higiênica.

No Irã, os ladrões capturados têm suas mão direitas decepadas como punição. O motivo é simples: sem a mão direita, o ladrão precisa usar a esquerda. Usar a mão

esquerda, no Irã, é considerada uma atitude desonrosa. Essa mão é usada apenas para fazer higiene anal.

O preconceito destro está em todos os lugares como superstição e herança de costume: fazer o sinal da cruz com a mão direita, entrar em casa no Ano Novo com o pé direito, quando alguém está infeliz dizemos que ele acordou com o pé esquerdo.

CONCLUSÃO:

Uma criança, a partir dos seis anos, tem definido o lado mais desenvolvido do cérebro, então, ela poderá escolher a mão, pé e olho que irá usar com mais frequência; não deve ser corrigida.

Os professores, principalmente os pedagogos, devem estar atentos à postura dessas crianças. Um pedagogo mal preparado poderá levar a criança a adquirir maus hábitos.

Os pais devem deixar as crendices e superstições de lado e observar que se seu filho não se tornar um gênio, como esses acima citados, certamente já tem a personalidade igual, ou superior à deles.

Com o tempo, a criança desenvolverá suas habilidades com as mão direita, usando-a somente em caso de última necessidade.

Fonte: Wikipedia

By: Jânio

outubro 17, 2010 Posted by | Ciências | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 55 Comentários

Nova invenção permite o controle do cérebro

controle do cerebro

marcapasso do cerebro

As notícias boas, relacionadas a tecnologia, não param de chegar aos nossos olhos e ouvidos, para o deleite de nossa mente que cria as asas da imaginação.

A ficção cientifica nunca esteve tão bem servida de fontes reais para as suas tramas.

Recentemente, tivemos a grata surpresa de testemunhar a notícia do marcapasso do cérebro, mais uma criação com elementos de ficção científica, mas que é real.

Podendo controlar tremedeiras no corpo, principalmente das mãos, o dispositivo deverá também ser desenvolvido para controlar outras doenças do cérebro, como epilepsia, transtorno obsessivo-compulsivo e outras.

A área do cérebro pode ser considerada como a última fronteira, em termos de evolução científica, relacionada ao corpo humano. Ao que tudo indica, não demorará para que a área do cérebro, ligada ao pensamento, sejam codificados.

Vão em várias direções, a criatividade dos novos cientistas; um bom exemplo, pode ser notado na conversão de palavras escritas em palavras faladas, utilizando-se um banco de dados, parece simples, mas decorreu algum tempo até que o processo fosse efetuado.

É claro que o computador e a tecnologia não poderiam ficar fora dessa evolução, no caso da conversão das palavras em sons, era uma questão de tempo, já que a programação é toda executada em codificação escrita.

Poderíamos dizer que a notícia má, para não perdermos o costume, seriam as possíveis lavagens cerebrais com objetivos obscuros, já que é próprio do ser humano transformar tudo o que é belo em bizarro.

By Jânio.

março 28, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , | 13 Comentários

Sinais de que algo pode dar errado

Algumas pessoas tem uma imaginação fértil, bastam pequenos detalhes para que sua mente fique aguçada.

Nós podemos nos assustar com reflexos no espelho, com uma sombra ou até um barulho. Pouquíssimas  pessoas são totalmente imunes a sensibilidade dos cinco sentidos, criando, a partir daí, um sexto.

Apesar de não serem supersticiosas, outras pessoas não deixam de notar que algumas situações e imagens são, no mínimo, sugestivas.

Como você se sentiria se estivesse viajando por uma região inóspita, num país estrangeiro, de repente passasse por um túnel desse? – é como se a imagem dissesse “CUIDADO”.

bonita e perigosa

Tome cuidado

Apesar de essa ser apenas uma montagem, as nuvens criam formações muito mais intrigantes que essa, o pior é que só você vê o enquadramento certo da imagem bizarra.

fotos de nuvens

Nuvens bizarras

O medo é um sentimento que nos deixa muito mais atentos, mas algumas imagens passam a sensação de que vai acontecer alguma coisa errada.

premonição ou acaso

Conspiração do universo

By Jânio

fevereiro 15, 2010 Posted by | Piadas | , , , , , , , , , | 9 Comentários

O processo de funcionamento do cérebro.

desenvolvimento precoce

estranha forma de pensar

O cérebro do homem é uma das regiões menos conhecidas do corpo humano.

Um evangélico questionou-me sobre os vários santos existentes em igrejas católicas, eu disse para ele que os santos eram como um cenário de um lugar que deve ser respeitado pelos fiéis.

Dentro de um salão, completamente vazio, qualquer pessoa perde a noção de espaço e pode até perder a concentração.

Dizem os especialistas, em etiqueta, que um brinde tem por finalidade aguçar todos os sentidos de uma pessoa, aumentando a concentração, portanto, proporcionando uma melhor degustação pelo paladar requintado de uma pessoa.

O processo é relativamente simples:

Primeiro – A pessoa faz um brinde, tocando as taças, ouvindo um ruído.

Segundo – A pessoa sente o aroma.

Terceiro – Olha fixamente para a bebida, aumentando a concentração.

Quarto – Sente a gustação ao beber o vinho.

Seguindo criteriosamente esse ritual, a pessoa terá então aguçado todos os sentidos do cérebro, aproveitando cem por cento do cérebro na degustação do vinho.

No caso de amuletos, não é diferente. Por estarem há muito tempo na Terra, nem sabemos nossas origens, o homem desenvolveu várias crenças, inclusive em amuletos.

Há amuletos para todos os gostos: Figa, cruz de Davi, sino-saimão “sansolimão”, chaves, elefantes, trevo, treze, ferradura, corcunda, quarto de lua, porco, pata, cornos, buda, olhos, pirâmide.

Além dos amuletos, há os costumes: Acordar com o pé direito, não passar em baixo das escadas, não cruzar com gato preto, fazer o sinal da cruz, bater na madeira, cruzar os dedos, e por aí vai.

E funciona, na pior das hipóteses, o cérebro aumentará tanto a concentração que, dificilmente, a pessoa sofrerá um acidente.

O problema é que a crença cega nesses objetos, leva a pessoa a esquecer de seus deveres básicos: Não consumir bebidas alcoólicas, não fumar, manter um bom plano de saúde, ficar atento em relação ao bem estar de sua família, parentes e amigos.

Um cérebro aguçado pode ainda aumentar sua capacidade de processamento, desde que a pessoa leve uma vida saudável, pratique esportes, tenha momentos de lazer, tire férias e durma bem.

Nos adultos já foi comprovado, nas crianças também. Uma criança diminui as chances de sobrevivência, sem contato direto com sua mãe.

E tem que ser a mãe. O cérebro da criança não consegue acompanhar mais de uma personalidade, o que pode tornar sua mente confusa e insegura. Em seu início de desenvolvimento, se apega mais a uma pessoa somente.

Preocupações, como a saúde e a morte, devem se manter afastados da mente das crianças, até em adultos esses pensamentos costumam fazer um efeito catastrófico.

A mente deve ser usada no momento certo, evitando uma sobrecarga desnecessária, a não ser que seja feito de maneira natural e espontânea, nesse caso passa a ser quase um passatempo, desde que sem exagero, o que pode constituir-se em fuga a um problema maior.

o aquecimento do corpo e da mente, antes de qualquer atividade, é fundamental para a sua melhor performance, assim como o apoio e incentivo.

As técnicas de exercícios são variadas, os resultados ilimitados.

Leia mais:

https://icommercepage.wordpress.com/2009/05/27/pregando-pecas-no-cerebro/

By Jânio

fevereiro 5, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Pregando peças no cérebro.

mistérios do cérebro

mistérios do cérebro

Durante os tempos de escola, nos bons momentos na Biblioteca, algumas descobertas interessantes nos maravilharam e deixaram boas recordações em nossas memórias. Lembrando agora, fica claro a difença entre homens e mulheres.

Durante uma de minhas visitas a Biblioteca, eu tive a felicidade de encontrar uma antiga colega de escola, da época de infância, eu com minhas dúvidas se realmente era ela, ela com a certeza.

Ela fez um charme, durante o momento em que eu procurava uma aproximação. Depois de algum tempo, voltei a me concentrar naquilo que viera procurar ali, conhecimento, nessas horas me esqueço de tudo.

Enquanto eu estava concentrado nos livros, ela se aproximou e disse: “Acabei de ler Capitães de areia de Jorge amado, eu recomendo, é muito bom”.

Quando estou concentrado, não gosto de ser interrompido, “Não leio romances, obrigado!” – respondi.

“O que você gosta de ler?” – perguntou.

“Ciências, biologia, história, qualquer coisa, menos romance, minha vida já é uma novela, não preciso de mais drama, e depois, já assisti a maioria das obras de Jorge Amado”.

Ela insistiu: “Não há nenhuma semelhança entre os livros e os filmes e novelas”.

Naquele momento olhei para ela, só para descobrir, o que ela queria não era discutir, só queria chamar a atenção. Foi uma pena, porque naquele momento eu notava a diferença entre um homem e uma mulher, o homem sempre deixando acontecer e a mulher sempre fazendo acontecer.

Minhas leituras eram voltadas a fenômenos cientificos e históricos, apesar de eu ter lido toda a coleção Júlio Verne, Miguel de Cervantes, Agata Chistie e todos os livros juvenis da editora àtica, em minha infância.

Livros de astronomia, pré-história, biologia, às vezes me vem a mente, uma curiosidade que eu me lembro deste tempo foi sobre ilusão ótica, me lembrei da oportunista tese de Isaac Newton e a ilusão das cores.

Agora, já na internet, algum tempo atrás vi alguns textos mostrando como funciona o cérebro, e algumas curiosidades. Eu não quis copiar, por achar que havia direitos autorais envolvidos.

Ontem fiz uma busca na internet e descobri que há muitos blogs mostrando o texto, ou seja, já caiu em domínio público, por isso vou postar o testo abaixo.
O primeiro caso é simples, mas não deixa de ser curioso, onde as letras são substituidas por números bastante parecidos com as letras, o cérebro capta as palavras como se fossem escritas normalmente.
35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!
O segundo caso é um pouco mais interessante, as palavras são escritas com as letras fora de ordem, apenas a primeira e a última são mantidas. O cérebro lê todas as letras de uma vez, em seguida processa no seu entendimento, resultando de uma palavra normal, sem nenhum problema, lembra aqueles casos de pessoas que lêem de trás para frente, ou descobrem alguma fórmula mágica nos livros antigos de matemática, e procuram alguma emissora de tv para mostrar, como se matemática fosse uma mágica e não uma ciência.
“De aorcdo com uma psqieusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as lrteas de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma tatol bguçana que vcoê pdoe”* ainda ler sem problema.

Para quem ainda não tinha visto, boa leitura. Pelo fato de haver muitos sites com estes textos, fiquem a vontade, quem quiser copiá-los.

Abçs.

maio 27, 2009 Posted by | Arquivo X | , , , , , | 7 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: