Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

MPF pede arquivamento de investigação que apura se Lula obstruiu a Lava Jato

Lula para presidente

Eleições 2.018

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) pediu hoje (11) à Justiça o arquivamento da investigação interna aberta para apurar a suposta tentativa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de obstruir o andamento da Operação Lava Jato. O procedimento foi aberto com base na delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral.

No pedido, o procurador Ivan Marx sustenta que não há provas da “existência de real tentativa de embaraço às investigações”. Para o procurador, o ex-senador teria usado o nome do ex-presidente para fechar acordo de delação com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Ressalte-se não se estar aqui adiantando a responsabilidade ou não do ex-presidente Lula naquele processo, mas apenas demonstrar o quanto a citação de seu nome, ainda que desprovida de provas em determinados casos, pode ter importado para o fechamento do acordo de Delcídio do Amaral, inclusive no que se refere à amplitude dos benefícios recebidos”, disse Marx.

Nos depoimentos de delação, Delcídio declarou que teria participado de uma reunião, convocada por Lula, em 2015, juntamente com os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Edison Lobão (PMDB-MA), para traçar estratégias para barrar as investigações da Lava Jato.

Ao analisar o caso, o procurador entendeu que não foram encontradas provas da suposta reunião, mesmo após a oitiva dos senadores que teriam participado dela.

“No presente caso, não havendo nenhuma corroboração para a versão apresentada pelo delator, e nem mesmo a possibilidade de buscá-la por outros meios, o arquivamento dos autos é medida que se impõe. No caso, não há que se falar na prática de crime ou de ato de improbidade”, entendeu o procurador.

O arquivamento será decidido pelo juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília.

Edição: Lidia Neves
 
Agência Brasil
 
 

julho 11, 2017 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Conselho de Ética do Senado mantém arquivamento de processo contra Aécio Neves

Débora Brito – Repórter da Agência Brasil

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado decidiu hoje (6) manter arquivamento do processo que pedia cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Os senadores rejeitaram a representação por 11 votos a 4. A decisão é definitiva, não cabendo recurso ao plenário do Senado.

O presidente do Conselho de Ética, senador João Alberto (PMDB-MA), já havia decidido pelo arquivamento do processo no dia 23 de junho. Parlamentares da oposição liderados pela Rede entraram com recurso contra a decisão e reiteraram o pedido para verificação de quebra de decoro parlamentar. No entanto, os oposicionistas não conseguiram garantir a maioria dos votos para prosseguir com a representação.

Para o líder da Rede, senador Randolfe Rodrigues (AP), o resultado contraria as decisões tomadas nos últimos anos pelo conselho, que já decidiu pela cassação do ex-senador Delcídio do Amaral, em 2016. “Eu acho que hoje o instituto da ética e do decoro parlamentar presente no regimento do Senado pode ser sepultado. Aliás, a partir de hoje, não faz mais sentido ter Conselho de Ética. A decisão é completamente contraditória em relação a decisões anteriores do próprio conselho. Se há ou não havia razão para processar o senador Aécio, porque nós processamos e cassamos o mandato do senador Delcídio, já que os fatos aqui elencados são mais graves?”, questionou Randolfe.

O senador João Alberto negou que tenha sofrido pressão para interromper a tramitação do processo. “A maioria achou que realmente o presidente do Conselho de Ética tinha toda razão quando determinou o arquivamento do processo contra o senador Aécio Neves por falta de provas nos autos. Eu não tenho idade mais para receber pressão, nós agimos aqui como juízes, nós somos juízes, temos que agir de acordo com o que dizem os autos. E o que eu li e ouvi, me conscientiza que não existe absolutamente nada para condenar o senador Aécio Neves.” declarou.

O senador Aécio Neves retomou seu mandato na terça-feira (4), depois de passar 45 dias afastado do Senado por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. O afastamento foi motivado pelas denúncias de envolvimento do senador com o empresário Joesley Batista, investigado pela Operação Lava Jato. Na última sexta-feira (30), o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, determinou o fim da suspensão e a restituição do mandato ao senador.

Edição: Fernando Fraga
 
Agência Brasil

 

julho 6, 2017 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Fachin ordena que ação contra Skaf saia da competência de Moro e siga para SP

STF

Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), ordenou hoje (22) que uma frente de investigação contra o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, saia da alçada do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, e seja encaminhada à Justiça Federal de São Paulo.

A ação é consequência da delação premiada de Marcelo Odebrecht. Fachin acatou um recurso de Skaf, que argumentou não haver relação entre os fatos narrados e os crimes investigados por Moro no âmbito da Lava Jato.

Skaf é suspeito de corrupção passiva e fraude eleitoral. Segundo depoimento de Odebrecht, o presidente da Fiesp recebeu R$ 2,5 milhões não declarados para sua campanha ao governo do estado de São Paulo, em 2014. A quantia teria sido repassada a pedido de Benjamin Steinbruch, presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

“Do cotejo das razões recursais com o depoimento prestado pelo colaborador não constato, a priori, relação dos fatos com a operação de repercussão nacional que tramita perante a Seção Judiciária do Paraná”, escreveu Fachin no despacho em que acatou o recurso. O ministro havia remetido o processo a Curitiba em abril.

Na início da semana, Fachin retirou outros três processos envolvendo o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva da competência de Moro, bem como uma ação envolvendo o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Edição: Amanda Cieglinski
 

junho 22, 2017 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Juiz rejeita ação de Temer contra Joesley Batista por calúnia e difamação

PMDB controla o poder

Golpe do PMDB

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O juiz federal Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal em Brasília, rejeitou ação protocolada ontem (19) pela defesa do presidente Michel Temer contra o empresário Joesley Batista, dono da JBS. Na ação, Temer pedia que o empresário fosse condenado pelos crimes de calúnia, difamação e injúria. A ação foi movida após entrevista do empresário à revista Época, publicada no último fim de semana, em que o Joesley diz que Temer é “o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil”.

Ao analisar o processo, o juiz entendeu que o empresário não cometeu os crimes ao citar o presidente na entrevista. No entendimento do magistrado, Joesley relatou os fatos no contexto de seus depoimentos de delação premiada.

“Não diviso o cometimento do crime de injúria, tendo o querelante feito asserções que, em seu sentir, justificam o comportamento que adotou [refiro-me aos fatos que indicou no acordo de colaboração premiada]. Na malsinada entrevista, narrou fatos e forneceu o entendimento que tem sobre eles, ação que se mantém nos limites de seu direito constitucional de liberdade de expressão”, disse o juiz.

Segundo a defesa de Temer, a entrevista foi “desrespeitosa e leviana”, além de ofensiva. Para os advogados, as declarações de Joesley levam a sociedade a questionar a honradez de Temer.

“Na verdade, todos sabem o real objetivo do querelado [Joesley] em mentir e acusar o querelante [Temer], atual presidente da República: obter perdão dos inúmeros crimes que cometeu, por meio de um generoso acordo de delação premiada que o mantenha livre de qualquer acusação, vivendo fora do país com um substancial (e suspeito) patrimônio”, diz trecho da petição inicial do processo.

Edição: Luana Lourenço
 
Agência Brasil
 

junho 20, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Defesa de Temer entra com ação contra Joesley Batista por calúnia e difamação

PMDB controla o poder

Golpe do PMDB

André Richter – Repórter da Agência Brasil

A defesa do presidente Michel Temer entrou hoje (19) com uma ação na Justiça Federal em Brasília contra o empresário Joesley Batista, dono da JBS. Na ação, Temer pede que o empresário seja condenado pelo crimes de calúnia, difamação e injúria.  A ação foi movida após a entrevista do empresário à revista Época, publicada nesse fim de semana.

Segundo a defesa, a entrevista foi “desrespeitosa e leviana”, além de ofensiva à pessoa do presidente. Para os advogados, as declarações de Joesley levam a sociedade a questionar a honradez de Temer.

“Na verdade, todos sabem o real objetivo do querelado [Joesley] em mentir e acusar o querelante [Temer], atual presidente da República: obter perdão dos inúmeros crimes que cometeu, por meio de um generoso acordo de delação premiada que o mantenha livre de qualquer acusação, vivendo fora do país com um substancial (e suspeito) patrimônio.”, diz trecho da petição.

No fim de semana, após a publicação da reportagem, o presidente divulgou nota na qual disse que Joesley “desfia mentiras em série” e que o empresário é o “bandido notório de maior sucesso na história brasileira”.

A ação será julgada pelo juiz federal Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal em Brasília

Danos morais

Após dar entrada com ação na esfera criminal, a defesa do presidente Temer também entrou com ação cível na Justiça do Distrito Federal. Os advogados também pedem que Joesley seja condenado ao pagamento em danos morais causados à imagem do presidente. O valor não foi solicitado pela defesa e deverá ser decidido pela Justiça em caso de condenação.

“A imagem e honorabilidade do autor [Temer] foram extremamente atingidas pelas levianas acusações direcionadas pelo requerido [Joesley] as quais, no mínimo, colocaram em dúvida a credibilidade e idoneidade do autor como presidente da República e cidadão. Indiscutível, portanto, que o autor sofreu dano moral”, argumenta a defesa.

*texto ampliado às 16h37

Edição: Amanda Cieglinski
Agência Brasil

 

junho 19, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Conselheiro desiste de participar de processo contra Geddel

Corrupção no governo

Ministro de Temer

Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil

O conselheiro da Comissão de Ética Pública, José Saraiva, pediu para ser afastado do procedimento que vai apurar a conduta do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, ao procurar o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, para tratar de interesses pessoais. Único integrante indicado pelo atual governo, Saraiva alegou suspeição para participar da investigação, após a repercussão de seu pedido de vista na mídia.

Saraiva alegou que pediu mais tempo para analisar o processo por não ter tido tempo para analisar o assunto previamente. Posteriormente, reviu a decisão e acabou votando pela abertura do processo.

O pedido de afastamento foi enviado hoje (23) à comissão. Segundo a justificativa apresentada, o pedido foi “devido à suspeição por fatos supervenientes, consistentes nos questionamentos divulgados em veículos de comunicação, a respeito da minha isenção para atuar na questão”. Veículos noticiaram que Saraiva tem proximidade com o PMDB baiano.

Calero pediu demissão do cargo de ministro da Cultura no dia 18, alegando razões pessoais. No fim de semana, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, ele afirmou que o ministro Geddel Vieira Lima o pressionou a intervir junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para liberar a construção de um edifício de alto padrão em Salvador, onde ele adquiriu um imóvel.

O empreendimento não foi autorizado pelo instituto e por outros órgãos por ferir o gabarito da região, que fica em área tombada. Também em entrevista à Folha, Geddel admitiu ter conversado com Calero sobre a obra, mas negou tê-lo pressionado.

Edição: Lidia Neves

novembro 23, 2016 Posted by | Política | , , , , , | Deixe um comentário

Impeachment segue para o senado

PMDB controla o poder

Golpe do PMDB

Com o sinal verde dado neste domingo (17) pela Câmara dos Deputados para abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, o futuro do mandato presidencial está agora nas mãos dos 81 senadores.

Nesta segunda-feira (18), o processo será enviado ao Senado e no dia seguinte (19) lido no plenário da Casa. Ainda na terça-feira, os líderes partidários deverão indicar os 42 parlamentares que vão compor a comissão que analisará o assunto no Senado, com 21 titulares e 21 suplentes. A comissão tem prazo de 48 horas para eleger o presidente e o relator. Por causa do feriado de 21 de abril, nesta quinta-feira, isso deverá ocorrer somente na segunda-feira (25).

Os integrantes da comissão especial serão definidos conforme a proporcionalidade dos partidos ou dos blocos partidários. A partir daí, o colegiado terá dez dias para apresentar um relatório pela admissibilidade ou não do processo de impeachment. O que ainda não está claro é se são dias corridos ou dias úteis. O parecer será votado na comissão e independentemente do resultado também será apreciado pelo plenário do Senado. Em ambos os casos, a votação será por maioria simples.

Afastamento

Caso aprovada a admissibilidade do processo pelo Senado, o que deve ser decidido entre os dias 10 e 11 de maio, a presidenta Dilma Rousseff será notificada e afastada do cargo por um prazo máximo de 180 dias, para que os senadores concluam o processo. O vice-presidente da República, Michel Temer, assume o posto. Mesmo se for afastada, Dilma manterá direitos como salário, residência no Palácio da Alvorada e segurança. Nesse período, ela fica impedida apenas de exercer suas funções de chefe de Estado.

Instrução processual

Nesta etapa, o processo voltará à comissão especial para a fase de instrução. É aí que a presidenta terá até 20 dias para apresentar sua defesa. A comissão analisará todos os elementos para o impedimento e a defesa de Dilma Rousseff. Também serão juntados documentos, provas, mas, para isso, não há prazo definido em lei.

Um novo parecer com as conclusões, com base no que for reunido, será votado na comissão especial e no plenário da Casa, também por maioria simples. Se aprovado mais esse parecer a favor do impeachment, o julgamento final do processo será marcado. A sessão, no Senado, será presidida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Nessa última votação, feita apenas no plenário do Senado, é preciso dois terços dos votos para que o impedimento seja aprovado. Ou seja, 54 dos 81 senadores.

Dúvidas

O processo de impeachment de Dilma Rousseff chega ao Senado em meio a uma série de dúvidas sobre o que determina a legislação e o regimento interno a respeito de prazos processuais.

Até terça-feira (19), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deverá reunir os líderes dos partidos e consultar o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, sobre o rito do processo na Casa. A opinião de Lewandowski é considerada fundamental para que o rito não seja questionado judicialmente por partidos. A expectativa é que a partir daí o calendário de tramitação no Senado sofra alterações.

O próprio início da participação do presidente do STF no julgamento é motivo de dúvidas. Em 1992, o ministro Sydney Sanches, que presidiu a condução do processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor, assumiu o comando do processo no Senado a partir de sua admissibilidade. Agora, a avaliação é que o presidente do Supremo lidere o processo apenas no dia do julgamento.

Outra dúvida diz respeito a composição da comissão que avaliará previamente a admissibilidade do processo. Ainda não está definido se o presidente e o relator da comissão serão designados, como tradicionalmente, respeitando a maior bancada, ou se haverá eleição.

O prazo que a comissão teria para apresentar um relatório e votá-lo também é motivo de questionamentos. Diferentemente da Câmara, que considerou 10 sessões plenárias, a previsão em lei é de dez dias no Senado. Não está claro, entretanto, se serão contados dias corridos ou úteis.

Edição: Carolina Pimentel
 

abril 18, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Entenda o rito de impeachment

abril 12, 2016 Posted by | Política, Videos | , , | Deixe um comentário

Coisas de políticos do Brasil

Maldição Política

Tradição Política

Já na reta final do processo em terceira instância, os réus do mensalão nunca se sentiram tão felizes em morar num paizinho de m**** como o Brasil. Estão falando até em devolver o processo para o plenário – nada mais oportuno, já que o governo tem maioria e poderia livrar a cara de João Paulo Cunha.

PC Farias ficou com o processo na gaveta, depois de morto, durante décadas e nenhuma autoridade foi processada por fazer o povo acreditar em suicídio; Garotinho, Maluf e tantos outros corruptos, também estão nos arquivos do Sarney. Resta saber o que vai ser dos réus do mensalão, principalmente porque a maioria não é política, eles são executivos, lobistas e burocratas.

… e por falar em executivos, todos nós sabemos que os executivos trabalham para alguém. Por exemplo: Os executivos do Panamericano trabalhavam para SS, assim como os executivos do Banco Rural, Delta e Dnit, trabalham para alguém.

Esse novo escândalo, envolvendo vários funcionários fantasmas, com vários políticos sendo investigados, entre eles Sandro Mabel, mostram como os funcionários públicos aprovados em concursos, são úteis para os governos, inclusive para contratar fantasmas sem concursos.

Já que o Brasil é um paizinho de m**** e ninguém vai preso, bem que eles poderiam deixar de ser cínicos e dizer a verdade, como fez Roberto Jefferson, político que entrou para o seleto grupo de filósofos políticos à brasileira.

a) “A república vai cair”, “você vai fazer do presidente uma vítima inocente”, “ele sentiu como se tivesse levado uma facada nas costas e caíram lágrimas de seus olhos”.

b) “Vocês são todos hipócritas!”

c) “Se uma pessoa quer ficar rica, deve escolher qualquer outra profissão, menos a de político. Político não pode ficar rico.”

d) “Nós precisamos sentar na mesa para conversar com esses traficantes.”

e) “Eu sei como a senhora votou”.

f) “Eu não tenho dinheiro no exterior! Quem foi que disse que eu tenho dinheiro no exterior? Se eu tiver dinheiro no exterior, você pode pegar tudo para você.”

Estas não são as palavras exatas, mas lembram de nossos filósofos políticos, a maioria corrupta.

A CPI do canhoeira entra em recesso e só continuará depois do primeiro turno das eleições, mostrando os reais interesses do nossos políticos.

Enquanto um dos ministros do STF é obrigado a se aposentar porque já tem setenta anos, José Serra, com setenta anos, prova que governador não precisa de aposentadoria.

Coisas de políticos do Brasil.

By Jânio

setembro 5, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Tecnologia da invisibilidade

tecnologia da invisibilidade

Especialistas da Universidade de Saint Andrews (Escócia) desenvolveram um método para tornar os objetos invisíveis, sem nenhum equipamento especial. Segundo eles, bastam dois lasers bem dirigidos para ativar o efeito de transparência eletromagnética induzida (TEI).

O TEI é um fenômeno ótico que consiste em criar um ambiente transparente no que diz respeito a um certo registro de frequências determinadas, dentro de uma linha de absorção. Dentro desta janela de transparência também é gerado uma dispersão extrema, o que diminui consideravelmente a velocidade da luz.

Segundo os cientistas britânicos, ativar esse fenômeno para que esconda o objeto da visão, não é uma tarefa difícil. Os elétrons nos átomos estão localizados em níveis energéticos diferenciados, quando os elétrons passam de um nível para outro, o átomo absorve ou irradia fótons. Se dois lasers que irradiam ondas curtas a qualquer matéria, pode-se carregar os eletrons até um nível em que eles não serão capazes de absorver e irradiar fotões, pelo menos para as ondas que sejam do mesmo comprimento (frequência) que o dos lasers.

Isso é tudo. Para uma luz recebida nesse ambiente, será transparente, sem necessidade alguma de recorrer a metamateriais caríssimos (materiais artificiais que apresentam propriedades eletromagnéticas incomuns, derivadas da estrutura projetada, e não os constituintes).

Para aumentar a eficácia do efeito da TEI, é sugerido agregar ao material, átomos onde os electrons podem ser posicionados a cinco níveis energéticos diferentes.

Para controlar a invisibilidade, é necessário para controlar o nível de refração de aplicação de um campo magnético externo. Se a densidade do campo é distribuída corretamente, o material torna-se invisível e esconderá também todos os objetos abrangidos por esta. Ligar e desligar o campo magnético, poderá ativar e desativar a invisibilidade.

Fonte: RT-TV

junho 25, 2012 Posted by | Ciências | , , , , , , , | 6 Comentários

Família Sarney escapa da cadeia

foras da lei

Valor da Ética

As tragédias na justiça brasileira continuam a ocorrer, só que o povo brasileiro já sabe antecipadamente dos resultados e nem se importa mais.

Dessa vez o processo nem chegou ao STF, já no STJ as provas da operação da Polícia Federal “Boi Barrica” foram anuladas. Baseando-se no caso Daniel Dantas, a família Sarney escapou do processo.

O grupo de comunicações Mirante, da família Sarney, estava sob investigação da polícia Federal, mas parece que a lei é mais importante que a ética no Brasil.

Como a quebra de sigilo telefônico, bancário ou na internet é considerado ilegal pelos bilderbergers brasileiros, é natural que o bando do STJ considere a Polícia Federal contrabando.

Agora ficamos sabendo que o STJ, STF, Senado, câmara, todos estão acima da ética, todos conhecem as normas da casa e da família.

Resumindo: A PF efetua operações, como grampo telefônico, e descobre crimes contra o povo, como lavagem, desvio, formação de quadrilha, dinheiro na Suíça, etc., mas não pode prender ninguém porque seus direitos foram feridos.

Será que o “crime” da PF é maior que o crime dos políticos e banqueiros investigados? Por quê insistem tanto na ética, se o que vale são as leis tortas que eles mesmos criam para se proteger?

A família Sarney é especialista em movimentar dinheiro, além dos problemas na Suíça, com Fernando Sarney, Roseana Sarney já vem arrumando encrenca com a PF desde os tempos de FHC, quando era pré-candidata a presidenta. Depois como governadora, mas sempre passando por cima de tudo, até do ficha limpa, o problema é que tudo um dia sempre acaba

Lembrando que o processo contra Gilmar mendes, do STF, também foi arquivado. Gilmar Mendes foi o ex-presidente do STF que deu liberdade ao banqueiro Daniel Dantas, baseado na lei.

Gilmar Mendes era acusado de ter ligações com escritório de advocacia, o que seria proibido por lei. Seus amiguinhos o inocentaram.

By Jânio

setembro 18, 2011 Posted by | Política | , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Mayara Petruso – A garota que queria afogar os nordestinos

 

xenofobia

Bullying

Mayara Petruso é mais um nome que deverá entrar para a história da sociologia, antropologia e outras ciências que estudam o comportamento humano. Seu nome deverá figurar entre os nomes mais estudados das enciclopédias impressas e virtuais, como é o caso da Wikipedia.

Mayara é apenas o lado mais obscuro e hipócrita da alta sociedade paulista, uma dessas alunas de faculdades, tipo Uniban.

Eu tive que aturar essa guerra durante toda a eleição.

Além de xingar eleitores do PT de analfabetos e ignorantes, ainda xingaram sua própria classe. Citaram as classes C e D, sem sequer imaginar que a classe “C” é da classe média, ou seja, atacaram a si próprios, sem querer ou de propósito, já que todos fazemos parte dessas classes.

Outra coisa que eles não sabem, é que boa parte dos funcionários públicos, apadrinhados ou não, são da elite. Resumindo: Funcionário público vota no governo, quando isso lhe interessa.

Assim como vários cidadãos da classe média alta, Mayara se tornou uma vergonha para sua própria classe, não pelo crime em si, a classe média alta já está acostumada com isso, mas por ser estágiária de direito.

Evidentemente, Mayara foi demitida, depois da notícia/denúncia da OAB de Pernambuco. Apesar de não ter dito nada demais, segundo o pensamento elitista, foi a forma como ela disse.

Para uma estudante de direito, ela mostrou como a educação está atrasada no Brasil, por isso tinha que ser demitida. Normalmente, um universitário da elite é muito mais moderado em seus sentimentos racistas.

Mayara deverá pegar de dois anos a seis meses de reclusão, por protagonizar essa manifestação racista. Se ela fosse um pouco mais inteligente, nem isso pegaria, normalmente a elite não se expõe desse jeito, com palavras.

Ao invés de só serviços prestados à comunidade, a justiça deveria acrescentar um laboratório de sociologia a estudante, para ver se descobrimos mais podres da elite, afinal, já deu para notar que a estudante não mede suas palavras.

Em agosto, Reinaldo de Almeida dos Santos Júnior, de Belém. foi condenado por fazer declarações racista, ele participava de uma comunidade racista contra os índios – “Índios, eu consigo viver sem” – “Sou capaz de viver sem os índios porque eles são incapazes, não tem responsabilidade civil, portanto não existem (…) Mas alguns andam de Mercedes-Benz, tem avião etc…. No ponto de vista indígena eu concordo com a política Norte Americana, deveríamos matar todos os índios e passar a estudar a sua história ‘pos morten’” .

É interessante, porque eu disse quase a mesma coisa na escola, só que ao contrário – “Não devíamos matar os índios, para depois estudarmos sua cultura. Deveríamos estudá-los enquanto estão vivos”.

Eu disse isso, depois que uma professora me perguntou o que significava uma expressão tupi-guarani.

Como essa comunidade de Reinaldo tinha 69 membros, todos eles foram alvo das investigações – Isso me faz pensar duas vezes, antes de participar de uma comunidade.

Esses casos de bullying me lembram um documentário em que um sociólogo dizia: “O racismo americano não é um racismo comum, é qualificado, é contra os negros. Assim como na inglaterra, onde surgiu a teoria da Eugenia, era a hegemonia branca que estava em “risco”, difícil é explicar isso para os “pobres” ignorantes ricos.

Os Ignorantes ricos não entendem o sentido do movimento elitista, não dominam as palavras e acabam caindo nas malhas da lei.

No Brasil, a democracia elitizada evita que o povo participe do poder. Enquanto na Itália, descobriu-se que a única forma de vencer a máfia é bloqueando seu dinheiro, aqui no Brasil, por incrível que pareça, foi a máfia que tirou o dinheiro do povo, através de impostos.

A elite promove crimes, estelionatos, lavagem, sonegação, com isso, fica nas mãos de políticos inescrupulosos que os usam a sua maneira.

Aos poucos, a elite foi se isolando, para se distinguir das classes menos favorecidas, criando  essa guerra.  Em guerras, todos nós sabemos, não há leis, nem ordem, o golpe baixo é a arma mais comum.

Para quem tiver curiosidade, entre no buscador Google, e faça uma busca por “twitter.com/MaiaraPetruso”, em seguida clique em cache.

Apesar de Mayara ter apagado todos os seus perfis, a Google a mantém em cache, mesmo depois da pagina ser apagada.

Ao contrário da Yahoo que matou a Geocities, a Google mantém todas as páginas em cache, assim fica difícil de compará-los.

By Jânio

novembro 6, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , | 59 Comentários

Imobiliárias americanas já iniciam investimentos no Brasil.

Bolha brasileira

Imobiliárias no Brasil

Durante muito tempo, o processo de globalização andou de vento em poupa, a ideia era eliminar a taxação de capitais, para que os ricos transferissem sua riquezas para os poises ricos, atualmente, tem havido um movimento para evitar a debandada de capitais dos países desenvolvidos para os países emergentes.

Os países emergentes, de esquerda, tem aceitado essas idéias anti-globalização sem saber que estão sendo enganados. O que está acontecendo é que os países desenvolvidos sentiram, na pele, o que os países pobres sentem há muito tempo, debandada de capital para fora de seus respectivos países.

Três das maiores imobiliárias dos Estados Unidos já mudaram de vez o foco de sua gestão, vendo o Brasil como o lugar certo para expandir suas franquias.

Como todos nós sabemos, o centro da crise mundial, que teve seu limite verificado no ano de 2.009, foram os Estados Unidos. Dentro dos EUA, o segmento que deu origem à toda a catástrofe financeira, foi o setor imobiliário e é esse o motivo da debandada das grandes imobiliárias para o Brasil.

No Brasil, essas imobiliárias encontrarão o crédito que precisam para aquecer o mercado, criando uma versão da especulação, ou bolha, americana, aqui no Brasil. A política brasileira tem investido pesado no setor imobiliário, essa é a forma mais fácil de se fazer política pública no Brasil.

Uma franquia das maiores imobiliárias do mundo, Made in USA, gira em torno de oitenta mil reais e a mais conhecida, no Brasil, mesmo antes de iniciar suas atividades, era a Century 21.

Com isso, todo o tão sonhado processo de globalização, causador de tanto desemprego em todo o mundo, sofrerá um duro golpe. O cérebro do capitalismo já tem levantado a ideia de que os capitais não devem ter um giro tão rápido, o que prejudica a economia dos países; FHC deve concordar com ele, mas pelo menos o Chico Lopes ficou rico.

Na realidade. os países ricos estão protegendo suas economias, que durante o século vinte levou muitos países à falência e ao caos, graças às suas especulações imobiliárias.

Pode ser que suas idéias de diminuir o fluxo de capital para o exterior não os ajude a sair da crise, mas, com certeza, trará mais estabilidade para o mundo, mesmo mantendo os países mais ricos, mais ricos por algum tempo, e os países pobres, mais pobres por mais tempo.

Até que eles resolvam mudar as regras do jogo novamente, o que se sabe é que na metade do mundo, principalmente os emergentes, eles perderam para a esquerda, uma grande derrota para uma ideologia capitalista que reinou absoluta durante séculos, primeiro nas mãos da Inglaterra, e no século vinte, sob o controle dos EUA.

“We are the world, we are the children; we are the ones who make a brighter day

So let’s start giving”

By Jânio

abril 4, 2010 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , | 12 Comentários

O processo de funcionamento do cérebro.

desenvolvimento precoce

estranha forma de pensar

O cérebro do homem é uma das regiões menos conhecidas do corpo humano.

Um evangélico questionou-me sobre os vários santos existentes em igrejas católicas, eu disse para ele que os santos eram como um cenário de um lugar que deve ser respeitado pelos fiéis.

Dentro de um salão, completamente vazio, qualquer pessoa perde a noção de espaço e pode até perder a concentração.

Dizem os especialistas, em etiqueta, que um brinde tem por finalidade aguçar todos os sentidos de uma pessoa, aumentando a concentração, portanto, proporcionando uma melhor degustação pelo paladar requintado de uma pessoa.

O processo é relativamente simples:

Primeiro – A pessoa faz um brinde, tocando as taças, ouvindo um ruído.

Segundo – A pessoa sente o aroma.

Terceiro – Olha fixamente para a bebida, aumentando a concentração.

Quarto – Sente a gustação ao beber o vinho.

Seguindo criteriosamente esse ritual, a pessoa terá então aguçado todos os sentidos do cérebro, aproveitando cem por cento do cérebro na degustação do vinho.

No caso de amuletos, não é diferente. Por estarem há muito tempo na Terra, nem sabemos nossas origens, o homem desenvolveu várias crenças, inclusive em amuletos.

Há amuletos para todos os gostos: Figa, cruz de Davi, sino-saimão “sansolimão”, chaves, elefantes, trevo, treze, ferradura, corcunda, quarto de lua, porco, pata, cornos, buda, olhos, pirâmide.

Além dos amuletos, há os costumes: Acordar com o pé direito, não passar em baixo das escadas, não cruzar com gato preto, fazer o sinal da cruz, bater na madeira, cruzar os dedos, e por aí vai.

E funciona, na pior das hipóteses, o cérebro aumentará tanto a concentração que, dificilmente, a pessoa sofrerá um acidente.

O problema é que a crença cega nesses objetos, leva a pessoa a esquecer de seus deveres básicos: Não consumir bebidas alcoólicas, não fumar, manter um bom plano de saúde, ficar atento em relação ao bem estar de sua família, parentes e amigos.

Um cérebro aguçado pode ainda aumentar sua capacidade de processamento, desde que a pessoa leve uma vida saudável, pratique esportes, tenha momentos de lazer, tire férias e durma bem.

Nos adultos já foi comprovado, nas crianças também. Uma criança diminui as chances de sobrevivência, sem contato direto com sua mãe.

E tem que ser a mãe. O cérebro da criança não consegue acompanhar mais de uma personalidade, o que pode tornar sua mente confusa e insegura. Em seu início de desenvolvimento, se apega mais a uma pessoa somente.

Preocupações, como a saúde e a morte, devem se manter afastados da mente das crianças, até em adultos esses pensamentos costumam fazer um efeito catastrófico.

A mente deve ser usada no momento certo, evitando uma sobrecarga desnecessária, a não ser que seja feito de maneira natural e espontânea, nesse caso passa a ser quase um passatempo, desde que sem exagero, o que pode constituir-se em fuga a um problema maior.

o aquecimento do corpo e da mente, antes de qualquer atividade, é fundamental para a sua melhor performance, assim como o apoio e incentivo.

As técnicas de exercícios são variadas, os resultados ilimitados.

Leia mais:

https://icommercepage.wordpress.com/2009/05/27/pregando-pecas-no-cerebro/

By Jânio

fevereiro 5, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Hackers invadem site da Record

invasão hacker

invasão hacker

Parece que os Hackers já decidiram de que lado vão ficar, na guerra entre a Globo e a Record, até porque invadir o site da Globo, com a equipe que eles tem, seria impossível.

Vejam bem, a Globo, ao contrário da record, e com a experiência que tem, conhece muito bem os caminhos que deve seguir, como eu disse em outro artigo. Para que desviar dinheiro para a conta pessoal, se a empresa pode criar uma fundação?

Os Hackers foram rápidos, eles precisam de apenas um motivo para invadir e dez para não invadir, enquanto a Globo possui uma empresa voltada especialmente para a área de internet, a Globo.com, a Record não tem muito interesse, já que ainda não tem condições para confrontar os internautas.

Seu site, sem muita estrutura profissional, como equipe de segurança,  especialista em rede, vinte e quatro horas por dia.

Aparentemente, os Hackers são Hackers mesmos, não Crackers ou Lammers, que invadem para roubar ou bagunçar sem motivo, respectivamente falando.

Os Hackers em questão, deixaram um monte de palavrões fazendo referencia aos processos judiciais e, de quebra, deixaram o logotipo do Plin Plin, na página principal, já que a Globo é a principal interessada.

Além disso, sem perder o senso de humor, os Hackers deixaram bem claro que o fato de terem atacado o DNS da telefônica foi devido a falta de competência das atendentes, mostrando que acertaram dois coelhos numa só cajatada.

A invasão foi detectada as 14:40 hrs do sábado, quando os internautas que entraram , notaram a invasão.

Vejam como começou toda a encrenca:

O Ministério Público denunciou o bispo e outras duas pessoas à Justiça em 2008 por falsidade ideológica e uso de documento falso. Na análise do processo, o juiz federal substituto Marcelo Adriano Micheloti negou o recebimento da denúncia.

O juiz entendeu que a pena máxima a que os réus seriam submetidos caso fossem condenados seria de dois anos. Para esta pena, o prazo para processar os responsáveis pelos delitos é de até quatro anos. Como a denúncia foi apresentada sete anos após o fato, o crime estaria prescrito.

Para o procurador da República em Florianópolis, Marcelo da Mota, o juiz fez um “exercício de futurologia”. Segundo ele, a pena para o crime de falsidade ideológica varia entre um a cinco anos de prisão e o juiz não poderia ter previsto a pena que seria imputada aos réus em caso de condenação para considerar o crime prescrito. “Se levar em conta a pena máxima, que é de cinco anos, você leva a prescrição para 12 anos”, disse.

Com a decisão, o processo deve retornar agora ao juiz federal, para que ele decida se receberá ou não a denúncia. Na nova análise, o juiz levará em consideração os indícios de crimes presentes no processo. Segundo o TRF-4, ele não poderá voltar a alegar a prescrição do crime para recusar a ação.

Portando o Juiz Federal não poderá usar o mesmo argumento de antes do recurso.

O que é que está acontecendo?

By Jânio.

agosto 17, 2009 Posted by | segurança | , , , , , | 9 Comentários

A história política de José Sarney.

jogo político

jogo político

Nunca se apostou tanto na queda de um político, como se se vê hoje, no caso do Senador José Sarney.

Algumas pessoas acham que ele vai cair, outros que não, mas que seu império entrou em decadência.

A oposição faz sua parte, apesar de suas alianças serem tão comprometedora  quanto as do Governo. O PT, aliás, era um caso raro de política no Brasil, mas para governar é preciso apoio.

Alguns consideram Sarney como o último, entre os grandes, da velha política brasileira, um grande simbolo da velha política.

No Maranhão, seu patrimônio é tão grande, sua família tem um controle tão grande do mando político, da região, que é duvidoso achar que o grande político irá cair agora.

Sarney é muito criticado, pelos brasileiros, pela sua atuação durante o regime militar.

Sarney, que começou sua carreira política  na década de 50, foi eleito Deputado em 1.955, Governador em 1.966, chegando a Presidência em 1.986, quando o Presidente eleito morreu após a eleição.

A história desta eleição, por si só, já é cheia de histórias.

Aquele que seria considerado o maior articulador da história, da política brasileira, tinha medo de retaliação, por parte dos militares, chegou até a pedir que alguns deputados votassem contra, na eleição indireta.

O que se sabe, é que a estratégia de não provocar a ira dos militares, não deu totalmente certo, e o Presidente eleito, Tancredo Neves, não aguentou a “pressão”, morreu, deixando para trás, um gostinho de vitória para os militares, já que Sarney cresceu, politicamente, sob este regime.

Sarney foi membro da UDN, no Regime Militar, Presidente da Arena e do PDS, sempre fiel ao mesmo partido, aliado do Governo, apesar  do partido sempre mudar de nome.

Sarney viu de perto o poder do Governo se esvair aos poucos, foi assim que em 1988 mudou radicalmente de posição, entrando no PMDB, partido tradicionalmente de oposição, durante todo o Regime Militar, de 1964 a 1986.

Note que José Ribamar, nome de registro de José Sarney, sempre esteve ao lado do poder. Ex-aliado de João Goulart, não pensou duas vezes para mudar de lado, a convite dos militares.

Segundo as más-línguas, não há um processo político, no Brasil, que não tenha passado pelas mãos de Sarney, um dos, verdadeiramente, maiores e mais competente políticos de todos os tempos.

Nos bastidores, Sarney sempre foi discreto, o único momento em sua longa carreira política em que se viu em situação desfavorável, foi quando foi Presidente do Brasil.

A era digital, e o rápido acesso a informação tratou de por panos quentes na política brasileira. E, foi assim que o cultuado, respeitado, renomado, com mais de cinquenta anos de política, atual imortal da Academia Brasileira de Letras, enfrenta, agora, um grande desafio, o poder ou a tradição.

Mesmo tendo levado o PMDB, tradicionalmente de oposição, para o lado do governo, não consegue evitar nem a divisão do PT, partido do Governo, nem de seu próprio partido, o PMDB.

O poder da família é tão grande que em frente ao Tribunal da Justiça do Maranhão pode se vislumbrar a grande estátua do patriarca da família, lembrando o grande Júlio César, em Roma.

Seu pai, Sr. Ney, deu seu nome ao filho. Conhecido como Sir Ney, passou, ao filho o nome Sarney.

Hoje Sarney só não detém o monopólio da comunicação, no Maranhão, porque a internet, ela de novo, constitui uma ferramenta capaz de romper qualquer entrave, quando o assunto é comunicação.

by Jânio

Textos Relacionados:

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

julho 15, 2009 Posted by | Política | , , , , , , | 39 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: