Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Temer – O presidente mais impopular da história

O que a justiça caolha vê

Crimes Ocultos

setembro 21, 2016 Posted by | Policia | , , , , , , | Deixe um comentário

Sérgio Machado e os repasses para políticos

junho 27, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Políticos mudam de partido esta semana

história política

Partidos Políticos

Carolina Gonçalves – Repórter da Agência Brasil

Os eleitores de todo o país poderão ver, nos próximos dias, parlamentares em um troca-troca de partidos. Com a promulgação da Proposta de Emenda à Constituição 182/2007 marcada para o próximo dia 18, será aberto espaço para que os candidatos às eleições deste ano, que exercem mandatos de deputados ou vereadores, mudem de legenda.

Especialista em direito eleitoral, o advogado Luciano Santos aposta que, associada às eleições municipais, a nova regra provocará mudanças significativas. “Existem muitos políticos que querem mudar de partido para ter melhor situação nas eleições. Mesmo no cenário nacional tem ocorrido mudanças em função da situação política do país. Teremos uma grande dança das cadeiras”, disse.

Santos é também diretor do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, formado por 46 entidades que acompanharam o debate em torno da reforma política. O grupo defendia um texto diferente do acabou sendo aprovado em dezembro do ano passado no Senado. 

“A janela vem contra os direitos da sociedade e enfraquece os partidos. Todas as emendas  apensadas trabalhavam no sentido contrário, de ter uma sanção para quem muda de partido. E acaba sendo aprovada uma janela deixando todo mundo à vontade para fazer troca de partidos, sem qualquer compromisso com o voto do eleitor. O eleitor acaba sendo mais uma vez desprestigiado do seu voto”, afirmou.

O argumento de parlamentares favoráveis à mudança era o de evitar que sejam criados partidos políticos apenas para abrigar parlamentares insatisfeitos com suas atuais legendas. Pelas regras atuais, os parlamentares só podem mudar de partido, sem correr risco de perder o mandato, se forem para uma legenda recém-criada, exceto no caso de eleições majoritárias, como senadores e prefeitos.

O advogado lembra que muitas vezes o eleitor vota em um candidato pensando no partido. “Agora o candidato pode mudar de partido sem consequências”, completou, lembrando que até a promulgação da Emenda à Constituição quem mudava de partido perdia o direito ao mandato.

A janela para mudança de partido sem que os parlamentares percam o mandato é um dos pontos da emenda constitucional que trata da reforma política. O texto foi aprovado pela Câmara dos Deputados, mas ainda precisa do aval de senadores sobre pontos que tratam, por exemplo, do fim de reeleição para presidente, governador e prefeito. As propostas ainda estão sendo analisadas pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Casa.

“Não avançou nada do que era esperado. Só se consegue obter consenso no que é conveniente para os parlamentares. Buscamos uma reforma mais consistente e profunda. Num ano eleitoral é mais difícil, e nossa expectativa não é muito grande”, disse Santos.

Edição: Beto Coura
Textos relacionados:
 
 
 

fevereiro 14, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Políticos mais ricos do Brasil

Procurados da Interpol

Político Rico

01 – Lírio Albino Parisotto (AM) US$1,9 bilhão.

Em 2010, foi convidado por Braga para acompanhá-lo como senador suplente durante sua campanha em troca de financiamento, uma prática comum no Brasil. É um dos maiores investidores em ações do Brasil.

02 – Blairo Borges Maggi

Aparece na lista como político e o homem mais poderoso na agricultura brasileira. Ele é um dos proprietários do Grupo André Maggi.

Ele têm patrimônio líquido estimado em US$ 960 milhões com base em sua participação de 17% no grupo.

Em 2005, quando era o governador do Estado do Mato Grosso, o Estado brasileiro com a taxa de desmatamento mais alta recebeu do Greenpeace o “prêmio” Motossera de Ouro por essa condição.

03 – Marcelo Beltrão de Almeida

Terceiro lugar ficou com o deputado Marcelo Beltrão de Almeida, cujo falecido pai Cecilio do Rego Almeida fundou uma das maiores empresas de construção do Brasil, CR Almeida. Almeida também detém uma posição alternativa no Parlamento e está considerando uma corrida para o Senado após o fim de seu mandato, em 2015. Além do negócio de construção, a CR Almeida também possui uma participação na EcoRodovias, uma empresa brasileira privada de logística intermodal e uma das maiores concessionárias de rodovias do país. O patrimônio líquido de Almeida é estimado em US$ 200 milhões.

04 Otaviano Olavo Pivetta

Quarto político mais rico do Brasil é Otaviano Olavo Pivetta, o prefeito de Lucas do Rio Verde, uma pequena cidade no Estado de Mato Grosso, que tem apenas 25 anos e um dos mais altos IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) entre as pequenas cidades brasileiras. Eleito em 2008, Pivetta ganhou um segundo mandato em 2012. Após a eleição, ele foi acusado de compra de votos durante a sua campanha, mas foi inocentado de todas as acusações por Tribunal Superior Eleitoral no ano passado. Pivetta é o maior acionista individual na capital aberto da Vanguarda Agro, um dos maiores produtores de grãos do Brasil. Seu patrimônio líquido é estimado em US$ 100 milhões.

05 – Paulo Salim Maluf

O quinto da lista é o deputado federal Paulo Salim Maluf, uma importante figura política no País, que também está na lista das pessoas mais procurados da Interpol, juntamente ao seu filho, Flávio Maluf, por acusações de conspiração e furto em um esquema de propina na construção à custa dos contribuintes brasileiros (eles negam qualquer irregularidade). Ex- governador e prefeito de São Paulo, Maluf foi acusado de corrupção ao longo de quatro décadas, embora ele nunca tenha sido condenado, o caso ainda está aberto. Sua família é dona de uma participação na Eucatex, um dos maiores fornecedores de materiais para as indústrias de construção e de móveis no Brasil. Com base em sua participação individual na empresa, a Forbes estima o patrimônio líquido do Maluf em US$ 33 milhões.

Comentário: A política sempre foi parte estratégica das grandes corporações, entretanto, grandes empresários fracassaram em entrar para a política, enquanto outros não chegaram até onde gostariam.

Não são as grandes empresas o maior problema do Brasil, são as redes de TVs que dão suporte para qualquer atividade que magnatas ou banqueiros possam ter praticado. Alencar, vice de Lula, foi fundamental para dar credibilidade política a duvidosa administração pública que Lula poderia ter, e deu certo, Lula Ganhou.

Antônio Ermírio de Moraes também não conseguiu o sucesso que gostaria, apesar de seu pai ter conseguido uma ferrovia próximo de suas empresas, quando era político.

Sívio Santos sonhou em ser presidente, mas depois que seu sonho acabou, começou o pesadelo dos brasileiros. Sílvio Santos provou que não é preciso ser político mas, sim, comprá-los. Daniel Dantas é outro que segue essa linha.

No Paraná, o pior momento da política ocorreu no mandato de Jaime Lerner, envolvido com o presidente da câmara Aníbal Khuri, e com o dono de desmanches, privatização das rodovias e financiamento de empresas estrangeiras no Paraná. A mulher de Belinati, de Londrina, foi vice.

Uma lista tão pequena assim pode ser muito bom como conteúdo jornalístico mas a lista deveria ser muito mais extensa, como forma de informação. Nós sabemos que cada região tem a sua máfia e que ninguém tem coragem de denunciar, com exceção do Rio e São Paulo.

Vejam bem o caso da Bahia, onde estão a família do falecido ACM e Daniel Dantas, o Pará de Jáder Barbalho, Alagoas de vários políticos problemáticos, inclusive Renam Calheiros, o Maranhão e o Piauí de Sarney que ameaçou espalhar a família por todo o nordeste, isso só para citar alguns casos,

Todos são muito ricos, tem seus bens subfaturados, como são os casos dos imóveis, obras de arte, etc. De fato não é tão fácil de saber quem são os mais ricos, Daniel Dantas foi um exemplo disso.

Fora isso, essa listinha serve como curiosidade.

Fonte: msn

Comentários: By Jânio

Melhores paises – IDH

Países mais ricos das américas

Melhores paises em ambiente de negócios

PIB dos países de língua portuguesa

Brasio é a sétima maior economia

Segundo homem mais rico do Brasil

Os homens mais ricos do Brasil e Portugal

Bilionários brasileiros desconhecidos

Profissões do futuro

março 21, 2014 Posted by | Política | , , | 1 Comentário

Coisas de políticos do Brasil

Maldição Política

Tradição Política

Já na reta final do processo em terceira instância, os réus do mensalão nunca se sentiram tão felizes em morar num paizinho de m**** como o Brasil. Estão falando até em devolver o processo para o plenário – nada mais oportuno, já que o governo tem maioria e poderia livrar a cara de João Paulo Cunha.

PC Farias ficou com o processo na gaveta, depois de morto, durante décadas e nenhuma autoridade foi processada por fazer o povo acreditar em suicídio; Garotinho, Maluf e tantos outros corruptos, também estão nos arquivos do Sarney. Resta saber o que vai ser dos réus do mensalão, principalmente porque a maioria não é política, eles são executivos, lobistas e burocratas.

… e por falar em executivos, todos nós sabemos que os executivos trabalham para alguém. Por exemplo: Os executivos do Panamericano trabalhavam para SS, assim como os executivos do Banco Rural, Delta e Dnit, trabalham para alguém.

Esse novo escândalo, envolvendo vários funcionários fantasmas, com vários políticos sendo investigados, entre eles Sandro Mabel, mostram como os funcionários públicos aprovados em concursos, são úteis para os governos, inclusive para contratar fantasmas sem concursos.

Já que o Brasil é um paizinho de m**** e ninguém vai preso, bem que eles poderiam deixar de ser cínicos e dizer a verdade, como fez Roberto Jefferson, político que entrou para o seleto grupo de filósofos políticos à brasileira.

a) “A república vai cair”, “você vai fazer do presidente uma vítima inocente”, “ele sentiu como se tivesse levado uma facada nas costas e caíram lágrimas de seus olhos”.

b) “Vocês são todos hipócritas!”

c) “Se uma pessoa quer ficar rica, deve escolher qualquer outra profissão, menos a de político. Político não pode ficar rico.”

d) “Nós precisamos sentar na mesa para conversar com esses traficantes.”

e) “Eu sei como a senhora votou”.

f) “Eu não tenho dinheiro no exterior! Quem foi que disse que eu tenho dinheiro no exterior? Se eu tiver dinheiro no exterior, você pode pegar tudo para você.”

Estas não são as palavras exatas, mas lembram de nossos filósofos políticos, a maioria corrupta.

A CPI do canhoeira entra em recesso e só continuará depois do primeiro turno das eleições, mostrando os reais interesses do nossos políticos.

Enquanto um dos ministros do STF é obrigado a se aposentar porque já tem setenta anos, José Serra, com setenta anos, prova que governador não precisa de aposentadoria.

Coisas de políticos do Brasil.

By Jânio

setembro 5, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Organização secreta do voto

cara da corrupção

Organização Secreta

A instituição do voto secreto tinha por finalidade dar poder ao povo mas, num país como o Brasil, o povo nunca deverá ter poder, por isso há uma inversão de valores, onde o público torna-se privado e o privado torna-se público, numa (i)legítima PPP.

Essa inversão de valores fica evidente também na desigualdade social, onde noventa por cento das riquezas que deveriam ser públicas, ficam nas mãos de dez por cento dos ricos (privado), e o povo, noventa por cento da população, fica com dez por cento das riquezas, criando uma guerra para ver quem não vai morrer de fome. Observando melhor, notamos que a pirâmide do poder é inversamente proporcional aos direitos do povo.

Assim, foi só uma questão de tempo, até que os donos do poder decidissem que o voto na câmara dos deputados deveria ser secreto, mesmo sendo eles “homens” públicos que deveriam dar satisfação aos seus eleitores.

Em minha pequena cidade, uma máfia de mesários faz questão de tirar toda a privacidade dos eleitores na hora do voto. Todas a pessoas supostamente respeitáveis aderem ao obscuro sistema: Bancários, professores, comerciantes,etc. O pior de tudo é que não há onde procurar justiça, os políticos são influentes e tem autoridade para transferir policiais, juízes e promotores para onde desejarem, caso não obedeçam ao sistema, demonstrando o seu “mando” político.

Resumindo: O povo tem o seu voto público, enquanto o político tem o voto privado.

…e quando alguém lhe disser que vivemos sob um sistema diabólico, acredite, não é força de expressão. O diabo é cínico, perverso e brincalhão, adora inverter tudo, transformando a alegria em sofrimento, a ordem em anarquia, saúde em doença e o poder em escravidão.

…e a única maneira de escapar dessa armadilha é invertendo tudo de volta, portanto, um anarquista na realidade é coerente com a lógica, pelo menos num sistema caótico como o nosso.

As ONGs eram a última esperança do povo, mas os magnatas tomaram também essa ferramenta, transformando boa parte delas em verdadeiras máquinas de lavar dinheiro, principalmente as ONGs internacionais. No momento em que a África mais necessita das ONGs e da ONU, não há recursos para atendê-los.

Jaqueline Maria Roriz provou ser (in)digna da herança maldita da corrupção da família, um vídeo da deputada Jaqueline Roriz ao lado do marido Manuel Neto recebendo maço de dinheiro (50 mil reais) das mãos de Durval Barbosa, foi divulgado por um jornal. Um processo foi instaurado, mas rejeitado em votação secreta, sob alegação de que, na época, Jaqueline ainda não tinha o mandato.

Traduzindo: A ética está sob a lei, sob o sistema obscuro que eles mesmo defendem, enquanto isso, nada poderá afetá-los.

As manifestações de Brasília, que serviram de exemplo para outras pelo Brasil, foram fortemente reprimidas, e a eleição de Jaqueline mostrou que os eleitores estão perdidos e já não sabem para quem votar. A polêmica votação secreta só serviu para confirmar o que todos já sabiam, está tudo diabolicamente dominado.

…e que Deus tenha piedade de nós…

By Jânio

setembro 6, 2011 Posted by | Política | , , , , , | 6 Comentários

A tragédia do Rio é a maior desde a década de sessenta

enchentes são paulo

tragédia do Rio

Enquanto o Brasil inteiro chora a tragédia do Rio de Janeiro e São Paulo, algumas lembranças passam pela minha cabeça, desde a primeira tragédia que eu acompanhei, até hoje. Em cada tragédia, houve uma reflexão.

Por ser a primeira que eu acompanhava, as enchentes do verão de  83/84, deixaram um trauma.

O Sul do Brasil ficou todo alagado, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, houve muita solidariedade e campanhas para se conseguir o essencial, àgua, alimentos não perecíveis, roupas, colchões e cobertas. Logo depois das enchentes, várias lojas de roupas usadas surgiram em minha cidade, evidentemente, em minha cidade não houve enchentes, já que é uma cidade muito alta.

Algum tempo depois, houve um período de muita chuva, mas parece que os empresários da cidade agiram rápido. Antes que as pessoas se revoltassem, já que a chuva deixava todas essas pessoas sem casa e sem alimento, encontraram uma maneira de acalmar a população.

Foi criado uma campanha, onde era servido sopas todos os dias, enquanto durassem as chuvas. A igreja, sempre ela, entrou com o know how, os empresários entraram com a logística e uma parte financeira. 

Feito isso, foi só rezar para que São Pedro terminasse a chuva logo, como de fato ocorreu.

Aqui, fazemos uma pausa para analisar a fragilidade de nosso sistema semi-escravagista, ou semi-escravista. Onde todos vivem no limite, sem nenhuma reserva, provisão, totalmente dependentes da vontade alheia e do sistema.

Normalmente, as chuvas não duram muito, nem por isso as tragédias são menos chocantes, há pouco tempo tivemos a tragédia em Angra dos Reis.

Santa Catarina sofreu dois anos seguidos, no segundo ano, muita gente já havia desistido de morar na região catarinense que mais oferece oportunidades de trabalho no Brasil.

Depois da tragédia de Santa Catarina, veio a tragédia do nordeste. Penso que se houvesse boa vontade e consciência das autoridades, caso houvessem reservatórios gigantescos no nordeste, haveria água reservada para pelo menos dez anos seguidos.  

Reservatórios de água não resolveriam os problemas das enchentes, mas, pelo menos demonstraria uma preocupação por parte do Governo, coisa que eles não tem.

Se o Governo não tem consciência, a população deve estar ciente de que morar em morros e à beira de barrancos, estará correndo perigo, pelo menos que mantenham as famílias afastadas.

Tanto no caso de Angra dos Reis, quanto agora, Rio e São Paulo, a tragédia atingiu uma região onde se concentram a nata da mídia, onde as pessoas tem se manifestado inclusive pela internet. Na internet as informações tem sido mais objetivas, com nomes, mapas, localização, etc.

As mídias de massa preferem mostrar os  mortos e as tragédias, já que isso dá mais IBOPE.

Pelo menos em uma ocasião, o feitiço virou contra o feiticeiro. Boatos de que uma caixa de água havia se rompido, pegou toda a imprensa em seu momento mais peculiar, como abutres em cima da carniça, foi deprimente.

Aqui, vale a pena fazer mais uma pausa, lembrando mais um capítulo da guerra das duas maiores redes de TV do país.

Pouco tempo depois de uma repórter ser presa, acusada de fazer acordo com bandidos, para divulgar notícias em primeira mão, a rival divulgou os depoimentos de um comentarista concorrente, com um discurso com a cara da elite, algo como: “É isso  que dá financiar carros novos, para pessoas que nunca leram um livro”, o comentarista foi demitido, a jornalista presa.

Foi por causa de comentários preconceituosos como esse, que toda a internet brasileira ficou publicando em espanhol, durante vinte e quatro horas, recentemente, lembram-se?

As enchente, Deus nos livre, deverá ser uma constante, principalmente em áreas de risco. Naturalmente, a covardia dos políticos será um empecilho para se tomar uma atitude séria, já que isso implicaria em financiamentos de novas casas próprias.

Eu me lembro que em minha cidade, havia um fundo de calamidades, esse fundo nunca foi usado, exceto para cobrir o rombo de um desvio de verbas que deixara todos os professores sem pagamento, durante três meses. Isso me deixa com a certeza de que o Governo deveria agir de maneira mais eficiente, inclusive com a imprensa, para evitar a onda de boataria, e exigindo responsabilidades.

A coordenação emergencial deveria ser feita de fora, pelo governo estadual, já que em pelo menos uma cidade, até o Prefeito estava desaparecido.

As ONGs mantidas por voluntários e donativos particulares, tem experiência em situações como essa, sabem exatamente o que deve ser feito, mais uma vez o que falta é a boa vontade do poder público.

É triste vivenciar uma calamidade como essa, principalmente, sabendo que essas calamidades estão se tornando cada vez mais frequentes.

Essa é a pior maneira de descobrirmos  que todos estamos sujeitos às calamidades, como são unânimes em reconhecer, as vítimas das enchentes.

Enquanto nos noticiários, divulgam que essa é a pior tragédia desde a década de sessenta – as filas em portas de hospitais não conta, só as tragédias naturais – penso que a frequência com que essas tragédias tem ocorrido, é ainda mais preocupante.

A pergunta que fica é: Quando isso vai acontecer conosco?

No Nordeste, uma região sem nenhum recurso, os poucos helicópteros que sobrevoavam a área afetada era da mídia, só eles tinham interesse na tragédia.

By Jânio

janeiro 15, 2011 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , | 9 Comentários

Um Jeito perfeito de perder uma eleição

 

sistema centralizado

Santuário da Política

O PSDB ganhou a eleição em vários estados, para Governador, mas a decepção foi grande para Presidente. Por outro lado, o PT ganhou a eleição para Presidente, mas nos estados não teve muito sucesso, principalmente nos confrontos com o próprio PSDB.

Esse é um outro problema do Brasil, o sistema centralizado, onde todo o poder está concentrado no Governo Federal.

Durante quinhentos anos isso deu certo.

Em países como os Estados Unidos, pais de dimensão parecida com o Brasil, descobriu-se há muito tempo que cada estado deve decidir seu próprio futuro, suas leis, costumes e tradições. Em um estado a pena de morte é aplicada, em outro não.

Um sistema como esse do Brasil, poderia gerar uma guerra civil nos EUA, lá não costumam “engolir” certas desculpas políticas ou problemas de outros estados.

Após as eleições do Brasil,  a elite e seus “fiéis” representantes continuaram atacando o povo, isso não se faz. Até eu tenho que pedir desculpas pelo equívoco de chamar os bipartidários de povo, deveria chamá-los de soldados.

Apesar da briguinha, essas ofensas são da boca para fora, eu já descobri, há muito tempo, o quanto a elite é covarde. As empresas já sabem disso, por isso não estão preocupadas.

Quando eu disse que os bipartidários estão cada vez mais parecidos com os políticos, eu estava enganado. Os bipartidários estão descendo o nível abaixo dos políticos.

Enquanto os políticos assumem o sistema bipartidário, obedecendo os seus patrões, os empresários, por outro lado, os bipartidários só conseguem ver um candidato, o adversário.

Os bipartidários reúnem toda a sujeira do candidato adversário, esquecendo-se do seu.  Nem precisavam, afinal, nós sabemos como são os políticos, o que nós ainda não encontramos são suas qualidades.

Não vão criar nenhum plano para baixar os impostos, mas as empresas nem reclamam, devem estar satisfeitas com os esquemas de lavagem.

Apesar das críticas aos políticos, temos que reconhecer que eles são bons funcionários, infelizmente, estão confundindo seus patrões. Ao invés de servirem ao povo, servem aos banqueiros e multinacionais.

Quando os banqueiros foram liberados pelo supremo, o Supremo estava certo num ponto, não há para onde fugir. Nenhum país está interessado em aceitar os bandidos brasileiros.

Estavam errado em outro ponto, os banqueiros corruptos representam, sim, um perigo para a sociedade, eles são responsáveis pelos desvios de verbas através de empreiteiras e Banco Central, causando essa infra-estrutura de péssima qualidade.

Eu me lembro da época de FHC, quando Chico López liberava informações sigilosas, enquanto os banqueiros e empresários enriqueciam, financiando suas operações cambiais com o dinheiro público.

Quando Lula entrou, a farra do câmbio acabou. A covardia dos especuladores acabou com a especulação da noite para o dia.

É fácil atacar o povo, enquanto as empresas estão satisfeitas em ter apenas dois partidos para se preocuparem.

Eu gostaria de agradecer às mídias de massa, por divulgarem apenas informações desses dois candidatos, enquanto dos outros nada se sabia.

Gostaria de pedir ao Serra que parasse de lembrar que ele foi Ministro da saúde, apesar da quebra de patentes dos remédios contra a AIDS, a saúde não é um setor para ser lembrado em época de campanha, a não ser para denegrir a sua própria imagem.

O PSOL, um dos maiores e melhores partidos do Brasil, ao lado do PSB, tinha um candidato, mas eu não vi a Heloisa Helena fazendo campanha para ele. Aliás, Heloisa Helena está bem sumida, e fazendo falta.

O caso, ou descaso, mais evidente, foi no PSDB, deixando para divulgar o candidato em cima da hora. Quando alguém perguntava, diziam que era fofoca, dizendo que não tinha nada decidido, como se isso fosse bom.

Escolher um político jovem e desconhecido para ser o vice do Serra, foi um sinal de que ninguém acreditava no Serra. O mais interessante é que o Serra começou bem a frente de sua adversária, mesmo sem apoio de seus partidários.

Enquanto Serra falava com orgulho de FHC e Itamar Franco, ninguém viu esses dois na campanha, exceto na reta final.

Com a quantidade de pobres que temos no Brasil, e a julgar como funciona nosso sistema, já era de se esperar que o resultado fosse esse.

A democracia sempre vence, e a elite ajudou, quando começou a provocar os pobres, sem a menor noção de estatística.

Aécio Neves não quis queimar o filme contra a popularidade de Lula; Marina silva permaneceu inteligentemente neutra, preservando sua imagem.

Retirando seu candidato da disputa, o PSB mostrou que Ciro Gomes é um candidato que poderia mudar os rumos dessa eleição. A pergunta é porquê, ou por quem?

Para completar esse cenário de circo, só faltava as pesquisas fazerem a sua parte, mostrando o resultado antes das eleições. Foram até ameaçadas de multas, caso ficassem fora da margem de erro.

Eu gostaria de parabenizar as mídias de massa, por fingirem que mostravam os outros candidatos, entrevistando-os durante alguns minutos, para depois excluí-los dos noticiários.

Fica claro que está faltando educação política no Brasil, mas é melhor nem pedir isso, do jeito que está, é bem provável que  educariam os jovens para aceitarem esse sistema de cartas marcadas.      

As críticas exageradas, fofocas e mentiras, só ajudaram a piorar o problema.

A política perdeu grandes nomes da política, como o homem que comprou o jatinho com o próprio dinheiro, Artur Virgílio, que formava a dupla dinâmica com o saudoso Jefferson Peres. Até Marcos Maciel, andava meio sumido.

O PT se livrou de várias dores de cabeça, inclusive com a ajuda do ficha limpa. Na minha opinião, o maior problema do ficha limpa, será com Roseana Sarney.

Sendo eleita pelo povo, será um grande “abacaxi” para a justiça. Isso aconteceu em Londrina, no Paraná, eleição para Prefeito, onde a justiça prevaleceu e foi feito outra eleição entre o segundo e o terceiro.

Também é bom ver Pedro Simon discursando em prol do ficha limpa e contra Jáder Barbalho, de seu próprio partido. 

Enquanto nos EUA Obama sente uma derrota, nem aceitam a urna eletrônica, aqui no Brasil essa derrata não representaria nada. Quanto a urna eletrônica…

É, meus amigos, não há político santo no Brasil, por isso não devemos esperar milagres. Devemos melhorar a educação, não a educação da escola, mas a educação básica, educação da dignidade, honestidade, honradez e fé.

By Jânio

novembro 4, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Relação de Governadores eleitos

politicos eleitos

Beto Richa

As eleições brasileiras foram destaque no mundo inteiro, Marina Silva, considerada a pessoa mais influente do Brasil, foi citada na maioria das reportagens.  A análise internacional, evidentemente, é feita de uma maneira geral, política.

Marina Silva é considerada uma peça chave no segundo turno das eleições, mostrando a importância do meio ambiente, bandeira que sempre foi levantada pela candidata do PV. Nuestros muy amigos y hermanos argentinos, destacaram a eleição de Tiririca.

Uma incógnita que surge agora é: Marina Silva irá apoiar Dilma ou Serra?

Estrategicamente, Marina chamava a atenção dos eleitores para a possibilidade de uma disputa entre mulheres, num possível segundo turno. Levando-se em conta que Gabeira, fundador do PV, também é fundador do PT, podemos ter uma ideia dos rumos de Marina Silva; político de esquerda sempre será de esquerda, exceto Sarney.

Aliás, o Maranhão deverá ter a filha de Sarney como Governadora.

Em Minas, a tradição também falou mais forte, mesmo com a tragédia da morte do pai de Aécio Neves, ele foi eleito com mais votos que o próprio candidato ao Governo de Minas, que por sinal ele também ajudou a eleger. A família Neves é muito forte nas urnas, mas tem o coração fraco – É, talvez Tancredo não tenha sido assassinado, pelo menos não diretamente.

Depois da desistência do candidato Roriz, o homem, Roriz, a mulher, conseguiu votação para ir para o segundo turno. Só faltou explicar essa confusão para o sistema eletrônico que, inocentemente, mostrou a cara de Roriz, o homem, para seus eleitores.

…mas algum de seus eleitores acabou denunciando o erro do sistema. Brasília mostra que o câncer da corrupção não é tão fácil de ser extirpado.

Fernando Collor mostrou que já não é tão forte nas urnas, gerenciar investimentos do PAC parece não ser bom negócio também.

José Genoíno também deixa de ser uma pedra no sapato do PT, agora só ficaram Calheiros, Sarney …

No ceará, uma nova força política vem se consolidando, depois de ameaçar uma candidatura para a presidência, assustando o PT, Ciro Gomes viu outro Gomes vencer as eleições em seu estado, Cid Gomes, do partido que mais cresce no país, PSB. Pior para o PSDB que perdeu um grande candidato, Tasso Jereissati, depois de ver o fraco desempenho de seu partido, anunciou sua aposentadoria precoce.

As baixas foram grandes: Cesar Maia, no Rio de janeiro; Arthur Virgílio, no Amazonas, Marcos Maciel de Pernambuco…

No Paraná, a ideia de mudar de lado e de opinião, foi o grande responsável pela derrota de Osmar Dias, da família Dias.

Depois de ver Requião chamando a atenção para o valor das terras da família Dias, numa das cidades que mais cresceu no Brasil, Maringá, coincidentemente, cidade dos “Dias”. A mudança de lado dos Dias, que foram os maiores algozes do PT, no processo do mensalão e na demissão de Palocci, onde Álvaro  dias chegou a interrogar um doleiro preso, provocando uma grande polêmica.

Enquanto a família Dias se unia ao PT, Requião se unia aos seus opositores, mas Requião teve mais sorte e foi eleito juntamente com a candidata do PT ao senado.

Requião tentou consertar sua estratégias, sobre as terras da discórdia, mas Beto Richa, Filho de José Richa, fundador do PSDB, gostou da estratégia e usou as “fazendas milionárias” para derrubar o adversário.

O número de governadores só deverá ser decidido no segundo turno, já que esses números deverão mudar no segundo turno. O PSDB tem mais chances, o que não quer dizer que ganhe, como podemos comprovar na lista abaixo.
ACRE – Porcentagem de Votos

Tião Viana (PT) – 50,56

Tião Bocalom (PSDB) – 49,13

ALAGOAS –  Vai para o Segundo turno 

Teotônio Vilela (PSDB) 39,62 

Ronaldo Lessa (PDT) – 29,19
AMAPÁ – Vai para o Segundo Turno

Lucas Barreto (PTB) – 28,93 

Camilo Capiberibe (PSB) – 28,69  

Jorge Amanajás (PSDB) – 28,23 

AMAZONAS 

Omar Aziz (PMN) – 63,79 

Alfredo Nascimento (PR) – 25,90

BAHIA 

Jacques Wagner (PT) – 63,88 

Paulo Souto (DEM) – 16,09

CEARÁ 

Cid Gomes (PSB) – 61,28 

Marcos Cals (PSDB) -19,51

DISTRITO FEDERAL – Vai para o Segundo turno

Agnelo Queiroz (PT) – 48,41 

Weslian Roriz (PSC) – 31,50 

ESPÍRITO SANTO 

Renato casagrande (PSB) – 82,30

Luiz Paulo Velloso (PSDB) – 15,50

GOIÁS –  Vai para o segundo turno

Marconi Perillo (PSDB) – 46,33 

Iris Rezende (PMDB) – 36,38

MARANHÃO 

Roseana Sarney (PMDB) – 50,08

Flávio Dino (PCdoB) – 29,49

MATO GROSSO 

Silval Barbosa (PMDB) – 51,13

Mauro Mendes (PSB) – 31,91

MATO GROSSO DO SUL 

André Puccinelli (PMDB) – 56,00

Zeca do PT (PT) – 42,50

MINAS GERAIS 

Antonio Anastasia (PSDB) – 62,73

Helio Costa (PMDB) – 34,16

PARÁ – Vai para o segundo turno 

Simão Jatene (PSDB) – 49,10

Ana Júlia Carepa(PT) – 35,89

PARAÍBA – vai para o segundo turno

Ricardo Coutinho (PSB) – 49,74

José Maranhão (PMDB) – 49,30

PARANÁ 

Beto Richa (PSDB) – 52,44

Osmar Dias (PDT) – 45,63

PERNAMBUCO 

Eduardo Campos (PSB) – 82,81

Jarbas Vasconcelos (PMDB) – 14,08

PIAUÍ  – Vai para o segundo turno 

Wilson Martins (PSB) – 46,30

Sílvio Mendes (PSDB) – 30,25

RIO DE JANEIRO 

Sérgio Cabral (PMDB) – 66,08 

Fernando Gabeira (PV) – 20,68

RIO GRANDE DO NORTE 

Rosalba Ciarlini (DEM) – 52,47

Iberê Ferreira (PSB) – 36,19

RIO GRANDE DO SUL

Tarso Genro (PT) – 54,35

José Fogaça (PMDB) – 24,74

RONDÔNIA – Vai para o segundo turno

Confúcio Moura (PMDB) – 44,07

João Cahulla (PPS) – 37,16

RORAIMA – Vai para o segundo turno 

Neudo Campos (PP) – 47,66 

José de Anchieta (PSDB) – 44,96

SANTA CATARINA 

Raimundo Colombo (DEM) – 52,72

Angela Amin (PP) – 24,91

SÃO PAULO 

Geraldo Alckmin (PSDB) – 50,64

Aloizio Mercadante (PT) – 35,22

SERGIPE 

Marcelo Déda (PT) – 52,08

João Alves (DEM) – 45,20

TOCANTINS 

Siqueira Campos (PSDB) – 50,53

Carlos Gaguim (PMDB) – 49,48

GOVERNADORES ELEITOS NO SEGUNDO TURNO:

https://icommercepage.wordpress.com/2010/11/01/dilma-rousseff-e-eleita-presidenta-do-brasil/

 By Jânio

outubro 5, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , | 9 Comentários

Político não pode ter medo

eleições 2.010

Sistema Bipartidario

Na semana passada José Serra disse uma frase emblemática, não em seu sentido geral, mas pelo fato de fazer a gente pensar, e fez.

Eu não me lembro da frase, mas me lembro do sentido dela: “Um bom político não é aquele que não tem medo, é aquele que faz, mesmo com medo.”

O que um político poderia fazer com medo? – Essa foi a primeira questão que surgiu em minha cabeça. Será que um político com medo pode fazer alguma coisa de forma correta?

A palavra “medo” é um tabu em ambientes políticos. Por exemplo: O próprio Presidente Lula usou essa palavra a seu favor, mas só depois de eleito.

“A esperança venceu o medo”, uma resposta  a vários anos de duras críticas, veiculadas pela mídia elitista do Brasil, deixando o povo com medo de mudanças.

Eu não gosto de ser parcial, nem tenho nada contra o azarão José serra, que pegou uma batata quente que nenhum membro do PSDB teve coragem, afinal, encarar um candidato do governo, quando esse está com uma popularidade nas alturas, não é para qualquer um, é coisa de azarado mesmo.

A notícia boa é que todos esses políticos sempre estarão negociando algum benefício, seja contra ou a favor do governo, enquanto nós estaremos rezando para o salário não acabar no final do mês.

O sistema bipartidário, onde somente dois partidos tem chances reais de vencer a eleição, é anti-democrático, e olha que a questão aqui é muito mais que dinheiro. Estamos falando de apoio político, com o país dividido em duas partes, posição e oposição.

Apesar desse tipo de política combinada, algumas situações não mudam:

Vocês não imaginam como Renan Calheiros trabalhou duro para criar aquele sistema de desvio de verbas para as empreiteiras, onde tinha até personalidade de Hollywood, tipo Charles Bronson ou algo assim; Chico Lopes foi um grande funcionário público, com muitos amigos que o ajudavam, claro que ele também ajudou-os fornecendo informações sigilosas do governo; Mister Dantas e os banqueiros descobriram, da maneira mais difícil, que devem confiar no Brasil, não devem fugir, essa globalização é um perigo para as muitas máfias existentes no Brasil; Roberto Jefferson foi defender o suspeito de atentar contra a vida do Desembargador de Sergipe, também já decidiu que vai defender José Serra; A turma do mensalão está toda aí e deverá ser reeleita, Collor, Genuíno, Sarney, amigos de Brasília, mensalinho do Azeredo, etc., não meus amigos, o problema não são os políticos, eles estão sendo eleitos democraticamente, segundo o sistema bipartidário.

Nesse país nós já vimos de tudo, dizem que o brasileiro tem memória curta, não é verdade, o problema é que são muitos fatos para lembrar.

Por exemplo, eu não me esqueci da Georgina de Freitas ou do Jáder Barbalho, o grande problema da política, é que que os empresários levam a maior parte da grana, sem aparecer, é por isso que eles preferem o bipartidarismo, para investir melhor, não dá para bancar todos os partidos. No Brasil tem tanto partido que o processo encareceria demais – Vocês repararam que toda as declarações dos candidatos, no IR, seu patrimônio fica entre um e dois milhões, não dá para passar disso.

Qualquer candidato com potencial para romper o sistema bipartidário, é convidado pelo próprio partido para se retirar. Volto a lembrar, não é apenas uma questão de dinheiro, é o jogo do poder.

O Brasil é um país onde até a máfia italiana tem medo de se aventurar, aqui eles ficam perdidos. Temos máfias de contrabando, máfias de fiscais, máfias de empreiteiras, máfias de mensalões e mensalinhos, roubo de carro, INSS,  perto deles, os traficantes das regiões metropolitanas são meros trombadinhas, a quantidade de dinheiro que gira no governo, e na oposição, é tão grande, que quando eles falam, os bandidos escutam.

Conversando com um amigo meu, ele me disse que bandido não tem medo de nada, só abaixa a cabeça quando a polícia pede, porque a polícia mata; pilantra só respeita a polícia.

A polícia não tem medo de nada, tem liberdade para matar, ninguém para ela. Além disso é a maior fornecedora no comércio ilegal de armas. Polícia só tem medo de uma coisa, político; vamos excluir a PF da PPP.

Quando político fala, a polícia abaixa a cabeça, ela prende eles soltam, devem respeitar a hierarquia.

Político só abaixa a cabeça quando as prostitutas falam, as prostitutas não fazem parte da teoria “PPP”, são um estranho no ninho, mas conhecem todo o podre do poder, por isso não respeitam a hierarquia.

A eleição está chegando, o resultado será dado antecipadamente pelo IBOPE, iremos as urnas apenas para confirmar o que o sistema decidiu, que tudo continuará como está.

By Jânio

agosto 25, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , , , , , | 9 Comentários

O movimento Ficha Limpa enfrentará muitos problemas

Sentimento de Justiça

Nova Lei

Vamos começar este post citando o be-a-bá  de uma lei política – Ou seria o blá blá blá da política? – onde uma lei deve nascer, sempre, baseada nos bons costumes e moral de um povo – Só esqueceram de avisar os políticos.

Se a democracia fosse levada a sério, e se houvesse seriedade na justiça brasileira, o movimento ficha limpa seria uma grande piada, seria como dizer: “Fica determinado, por essa lei, que bandido não pode mais ser candidato a cargos públicos.”

Logo, logo, poderemos ter leis para proibir o político de mentir para o povo, fazer acertos políticos, oferecer cargos de confiança, aumentar o próprio salário, etc.

Isso seria uma grande vitória para o povo, sem dúvida, afinal de contas, o político brasileiro tem a memória curta, só lembra das leis que eles próprios criaram, tamanha a nossa burocracia.

Nossas leis precisam ser “Muito bem explicadinhas, nos seus mínimos detalhes.”

Não basta que o político seja honesto, é preciso uma lei para regulamentar isso, até porque eles não tinham notado. A vergonha na cara, o que seria muito bom, já acabou há muito tempo.

Essa lei soa como: “O eleitor brasileiro não tem competência de separar o político honesto do político desonesto, assim, vamos facilitar-lhe essa tarefa, eliminando os políticos com ficha suja.”

Isso poderia soar ofensivamente, então podemos imaginar uma realidade bem mais direta, bem brasileira: “Não há político honesto, então, vamos peneirar, separando os piores dos totalmente inúteis, facilitando a escolha, na hora da votação.”

Pronto! – Está resolvido! – Não ficou tão ofensivo, de quebra, ainda resolvemos um possível conflito.

Parecia simples – Não é mesmo? – até surgir um boato – Ou seria notícia? – de que a justiça do Maranhão não acataria a determinação do “Ficha limpa”, liberando todos os políticos “fichas sujas” daquele estado, inclusive a filha de José Sarney, que estaria com a processos na justiça. Segundo noticiários, o “Ficha Limpa” teria uma brecha, não valeria para processos anteriores.

Isso soa como “irretroatividade dos direitos adquiridos”, ou seja, o direito de roubar não pode retroagir. Nesse caso, nenhum bandido seria pego – É impressão minha, ou estão querendo enrolar o povão?

Quando eu vi um pronunciamento oficial dizendo que a aprovação do “ficha limpa” seria uma vitória da democracia, eu quase acreditei, afinal, foi um abaixo assinado que  teve o apoio irrestrito de todas as comunidades sensatas da internet, mostrando sua indignação com a pouca, ou falta, de vergonha de nossos políticos.

Não é exatamente uma vitória da democracia, e sim uma resistência a falta de justiça em nosso país. É por falta de justiça que movimentos como esse estão sendo criados, constantemente, no Brasil; melhor que isso, só se esfregarmos a lei na cara desses folgados.

O grande problema “federativo” do Brasil, é que o país é muito grande, com culturas diferentes. No Brasil, é mais fácil universalizar a pilantragem que a justiça.

Se um estado como o Maranhão não cumprir essa determinação, abre-se um precedente para outros estados, ou seja, “Onde passa um boi, passa uma boiada.” – valendo para outros tipos de animais também.

Poderemos então voltar a estaca zero, ou criar uma nova lei, uma lei que obrigue a lei a ser cumprida – de preferência sem ser muito “comprida”.

Podíamos criar também uma lei obrigando a justiça a ser justa, outra lei para obrigar os políticos a obedecerem, ao invés de mandar.

Aproveitando a deixa, poderíamos eliminar outras leis que entrem em conflito com as leis de fato, como: Desacato à autoridade, atentado ao pudor, etc.

http://twitter.com/fichalimpa

By Jânio

julho 31, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , | 10 Comentários

Braddock ganha eleição e quer ser Presidente.

presidente braddock

Vereador Bradock

Havia, numa pequena cidade, um policial com fama de violento, haviam pessoas que o taxavam de antipático e anti-social, outros o consideravam como o “Dirty Harry” da cidade, aquele que limpa a sujeira e conserta os erros.

Muita gente dizia que ele não usava o cérebro e que era um bruto, ganhou o apelido de “Coronel Braddock”.

Ele não se importou muito com o apelido não, até tinha uma certa simpatia pelo personagem do cinema.

O que ninguém sabia, era que Bradock estava para revolucionar o conceito de marketing político do país.

Aproveitando-se do apelido de Bradock, o policial iniciou uma campanha para vereador. Criou uma caricatura perfeita do personagem cinematográfico.

Colocou pendurado ao seu corpo, várias armas, cinturão de balas, punhais e até granadas. Agora ele era o verdadeiro Bradock, o personagem de cinema é que era a sua caricatura.

Bradock ganhou fama por toda a região – promessas? – nem precisava, ele era a materialização do sonho de quem queria guerra contra os criminosos.

Bradock ganhou a eleição, sua fama de violento e processos intermináveis na justiça, devido ao seu temperamento de “pavio curto” continuou, mesmo depois de ganhar a eleição.

Quando estava conversando com meu amigo, perguntei-lhe se Bradock existia mesmo, ou se era apenas uma lenda.

– Ele existe sim, saiu até na tv. Você não viu?

– Sim, eu vi – respondi – mas ainda não sei se acredito, naquele homem com uma granada presa ao pescoço.

Outro amigo nosso entrou na conversa:

– O que leva um homem, em sã consciência, pendurar uma granada ao próprio pescoço e sair por aí? – E se a granada explode?

– Quem foi que falou-lhe que a granada é de verdade? – perguntei-lhe.

– Então é pior que eu pensei, ou seja, andar com uma granada de plástico pendurada ao pescoço …sinceramente – insistiu meu amigo.

Perguntei-lhe – Como acha que ele ganhou a eleição para vereador?

– Com a granada de plástico? – especulou.

Respondi-lhe – Isso mesmo, se fosse uma granada de verdade, hoje, ele seria o Presidente da República.

By Jânio

maio 18, 2010 Posted by | Piadas | , , , , , , | 6 Comentários

A lista negra dos mais procurados pelo FBI

Procurados pelo FBI

lista de procurados pelo FBI

Procurados pelo FBI

Os americanos decidiram por conta própria que são a polícia do mundo, por isso é tão comum invasão de países que não falam a cartilha dos americanos, algumas vezes eles acertam, outras falham, mas isso não importa muito para eles, só a sua verdade é absoluta.

O Afeganistão foi bombardeado porque, segundo os americanos, lá estaria Osama Bin Laden. Disseram que ele tinha problemas nos rins, por isso não poderia suportar durante muito tempo dentro das cavernas, inúmeras cavernas foram bombardeadas.

Segundo gravações posteriores, Osama está muito vivo, nunca esteve em tais cavernas e muito bem de saúde.

Os americanos se esqueceram que nem todas as pessoas do mundo agem de acordo com sua cartilha, o mundo mussulmano está longe disso.

Pelo que no nota no mundo mussulmano, o ataque as torres gêmeas foi uma ato de guerra, uma resposta de um determinado grupo às ações dos americanos. Não dá para distribuir medalhas para os terroristas que atacaram as torres gêmeas.

O ataque não ficou barato, sobrou para Sadhan Hussein, pois os americanos invadiram o Iraque caçaram, prenderam e mataram o ditador iraquiano, nenhuma das desculpas para a guerra do Iraque foi aceita pela ONU, mesmo assim os EUA entraram e fizeram. Depois que o touro estava abatido, vários abutres, digo, países apareceram para desfrutar da vitória, mas pagaram caro, com ataques terroristas e sequestros aos seus cidadãos, mostrando que os EUA é o único país que conhece a linguagem do Oriente médio.

Osama Bin Laden chegou a ser visto como um mercenário, sem nenhuma ideologia, mas, depois de saber que ele era uma cria dos próprios americanos, fiquei na dúvida sobre quem eram os mocinhos, parece que não há.

Durante muitos anos, Bin Laden foi treinado para fazer para os EUA o que agora ele faz contra, o que mostra que na guerra não há lado bom, todos são maus. O ataque às torres gêmeas fez os americanos pensarem, mas parece que já passou, já estão procurando sarna para se coçar novamente.

O pior de tudo, é que o Irã, um dos novos alvos dos americanos, são dez vezes mais difíceis de controlar que os iraquianos, no Irã, até a igreja se confunde com o Estado, ou seja, estão na idade média, com uma tecnologia do século XXI, é preciso um mínimo de bom senso, para se dialogar com esse país.

A Coréia do norte segue pelo mesmo caminho, mas foi preciso apenas um pouco de boa vontade, e humildade, para que Bill Clinton libertasse a jornalista presa no país, o que mostrou um grande respeito da Coréia pelos americanos. Será que é porque a Coréia não faz parte do cartel do petróleo?

Podemos dizer que Osama encabeça a lista dos mais procurados do FBI hoje, mas isso porque o serviço secreto, a CIA, não conseguiu pegá-lo, assim o cartaz de sua cabeça a prêmio foi divulgada pelo FBI, polícia federal americana, que nem deveria estar envolvida com crimes internacionais.

“As famosas listas dos mais procurados pelo FBI, tiveram sua origem no ano de 1949 quando um repórter do Serviço Internacional de Informação, decidiu escrever uma história sobre os homens “mais violentos”que eram solicitados pelo FBI naquele momento. Como resposta, o jornalista obteve 10 nomes.

Até agora, 476 pessoas já passaram por esta lista, das quais 447 foram capturadas; 145 delas graças a informação proporcionada pelos indivíduos da sociedade civil”.

Então ainda há uma esperança de condenação, talvez como Pinochet, preso quando já não conseguia nem andar, o assaltante do trem pagador, que veio para o Brasil, onde a corrupção era uma tradiçâo desde a época das fugas dos nazistas, na segunda guerra mundial.

Veja alguns dos exemplos dos procurados pelo FBI, antes dos terroristas entrarem na mídia.

1 – Thomas James Holden em 14 de março de 1950. Holden era acusado de haver cruzado as fronteiras interestaduais para evitar julgamento por um triplo homicídio que havia cometido em Chicago.

2 – Ruth Eisermann-Schier, que em 1968 foi acusada do seqüestro de uma herdeira oriunda de Miami.

3 – Fugitivo de uma prisão federal de Idaho em 1985 e por sua participação em distintos roubos a bancos.

Atualmente a lista de procurados pelo FBI abandonou seu objetivo original, dando prioridade aos terroristas e ao perigo que, notadamente, verificou-se no ataque do World Trade Center. Além disso, a imigração ilegal passou a ser controlado com maior austeridade, provocando indignação no mundo inteiro, como foi o muro na fronteira com o México, mostrando um choque de culturas e ideologias entre os dois países.

Curiosamente, o homem mais rico do mundo é um mexicano, Carlos Slim. Algumas pessoas conseguem tirar vantagem de situações adversas; o Brasileiro Eike Batista está apenas em oitavo, pobrezinho.

Veja o perfil dos novos procurados:

Os terroristas do seqüestro do Vôo 847 da TWA em 1985.

ABDUL RAHMAN YASIN pelo Atentado do World Trade Center 1.992 e 2.001.

Os terroristas e Bin Laden, responsáveis pelos ataques as Torres Khobar em 1.996.

Os terroristas e Bin Laden, responsáveis pelo bombardeio na Tanzânia e Quênia.

Antes de Osama Bin Laden, Ilich Ramirez Sanches ou Carlos, O Chacal, foi o terrorista que mais desafiou a polícia, pela quantidade de ataques, pela sua inteligência e pela maneira como ele desafiava a polícia por onde passava. Seus disfarces, a quantidade de línguas que falava e os vários filmes que foram feitos, sobre sua vida, transformaram-no em um dos maiores criminosos da história, um verdadeiro mito do crime.

Carlos, o Chacal, nasceu na Venezuela, mas foi na Rússia, onde estudava, que formou seu primeiro grupo de terroristas políticos, mais tarde, mobilizaria as polícias do mundo inteira para sua captura.

Fonte DiscoveryChannel

Texto: By Jãnio

março 24, 2010 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | 8 Comentários

Trinta anos de escândalos na política brasileira

abertura política

trinta anos de escândalos

O Brasil é um país riquíssimo, prova disso é que faz parte do G20, o que não significa força do Estado cujo anarquia não permite que isso ocorra. O G20 envolve as vinte maiores potências de interesse dos capitalistas, países de potencial econômico muito grande e que não impõe restrições burocráticas de modo a inviabilizar futuros investimentos.

Apesar do Brasil estar confortavelmente entre os vinte maiores interesses internacionais, sua estrutura é de um pais subdesenvolvido, sua incompetência para gerir projetos importantes ligados à educação, transporte, saúde, saneamento básico, segurança e criação de empregos, deixa os membros do G20 constrangidos, prova disso é a luta do Brasil pela tão sonhada cadeira permanente no conselho de segurança da ONU.

É como se o setor público não tivesse o menor compromisso com a questão administrativa, onde o aumento de gastos é constante, a queda na produtividade é visível. Dessa forma, aumento de impostos que atingem os últimos recursos de sobrevivência dos cidadãos comuns, do setor privado, são uma afronta a dignidade humana, um convite a uma sub-classe informal, invisível ao estado, em comunidades abandonadas das favelas ou regiões distantes desse imenso pais chamado Brasil.

Ser rico, no Brasil, quase sempre implica em ser desonesto, já que o sistema é claramente escravista. Chamar um empresário de rico, significa afrontá-lo, a grande maioria se sente extremamente constrangidos ao serem chamados de ricos.

A ambição é grande. Primeiro criam-se formas que facilitem a corrupção, leis que protejam os políticos, em seguida criam-se projetos e mais projetos, sem a menor competência para geri-los, afinal é dinheiro público, dinheiro fácil.

Há uma inversão clara de números onde oitenta por cento implicam em pagamentos de impostos, de alguns produtos, enquanto vinte por cento refletem o valor real do produto. As referências para tal desrespeito com as pessoas são os países ricos, são dos países ricos que vem a base de cálculo para os salários dos marajás brasileiros.

Enquanto uma dezena de políticos agem em seu próprio benefício, a grande maioria dos politicos não sabe sequer o que fazem ali, a única coisa que tem certeza é que seus salários deverá ser igual ao de seus companheiros. Eles pensam que o seu mal é menor, não sabem que uma pessoa que desvia um centavo daquelas que morrem nas portas dos hospitais, estão condenadas a apodrecer no inferno.

Não tenho a menor vocação para julgá-las, sei que para o Todo-Poderoso com poder absoluto, tudo é possível, inclusive os seu perdão, só a ele cabe o julgamento, mas alguém tem que dizer para onde vão os covardes; esse mundo não teria nenhum sentido, caso esses malditos políticos fossem todos para o céu.

Qualquer político que não sinta vergonha de ser político, que não assuma essa condição perante o seu eleitorado, não é digno de voto, nem de compaixão de seus eleitores, deve ser considerado um traidor do povo, o povo que não vê saída para sua vida a não ser uma vida marginalizada, prostituindo o corpo e a mente para conseguir sobreviver e não enlouquecer em seguida.

A Wikipedia é uma luz na razão de muitos países subdesenvolvidos que, como o Brasil, perderam completamente a noção do certo e errado, aplaudindo velhos políticos em palanques, sem saber que os mesmos estarão para sempre de mãos dadas com o sistema, seja ele militar ou civil, social ou democrático, capitalista ou comunista, sempre estarão do lado certo do lado errado.

A lista que vem a seguir, é um pedido da Wikipedia para que você abra seus olhos, o que significa o oposto do voto em branco. Devemos escolher entre dois candidatos, não com referência entre o honesto e o criminoso, mas de acordo com nossas informação e a nossa consciência. Nós sabemos que, até o dia da eleição, todos os corruptos estarão com sua ficha limpa, vestidos em peles de cordeiro, é nesse momento que seu olhar e sua consciência devera recriminá-lo, mostrar a sua força e o poder de seu voto.

Em nossa cultura, apesar da falta de tradição, é possível identificar muitas famílias através de seus nomes, o corrupto brasileiro não só não acredita na punição perante a justiça, como não acredita na punição perante o povo, aí é o ponto fraco dele.

Podemos obter um raio-x de um político brasileiro, com uma simples pesquisa pela internet, em sites especializados em política ou com a ajuda da Wikipedia que é muito mais que um simples dicionário online, é uma enciclopédia de tudo o que se refere a conteúdo em forma de texto.

Há casos em que o povo pode ajudar a fiscalizar, outros, apenas a Polícia Federal tem os meios necessários e ainda há os casos tão sofisticados que nem a Polícia Federal tem conhecimento, nesses casos, só com denúncia mesmo.

De um modo geral, os crimes são os mesmos, desvio de verba de um setor para atender a outro, enriquecimento (há quem diga que toda forma de enriquecimento, no Brasil, é ilícita, não há como enriquecer com as atuais taxas de impostos. Há também os investimentos em localidades distante do domicílio.

Veja a lista dos escândalos ao longo dos últimos 30 anos e faça uma pesquisa a respeito deles e dos envolvidos nessas corrupções.

Anos 70

Caso Wladimir Herzog (outubro de 1975) – Esse foi o primeiro dos casos de denúncia, após um período negro de ditadura, onde era proibido a cor vermelha, em roupas ou em qualquer tipo objeto. Provocou um grande escândalo, o início da abertura política, quando o regime militar apresentava a cara a tapa.

Caso Lutfalla

Caso Atalla

Caso Abdalla – Parecem até ter algo em comum, os três casos acima, eu me lembro das notícias pelo rádio, ainda havia medo nas denúncias.
Cassações dos Parlamentares no Governo Geisel (1975-1977)

Caso Manuel Fiel Filho (janeiro de 1976)

Primeiro Caso Econômico (Ministro Ângelo Calmon de Sá acusado de passar um gigantesco cheque sem fundos)

Lei Falcão (1976)

Pacote de Abril (1977)

Grandes Mordomias dos Ministros no Governo Geisel

Caso Halles

Caso BUC

Caso Eletrobrás

Caso Áurea

Caso UEB/Rio-Sul

Caso Lume

Caso Ipiranga

Caso Dow Química

Caso Nigeriano

Caso Tama

Caso Cobec

Caso Coscafé

Anos 80

Caso Capemi

Caso do Grupo Delfim

Caso Baumgarten

Escândalo da Mandioca

Escândalo da Proconsult

Escândalo das Polonetas

Escândalo do Instituto Nacional de Assistência Médica do INAMPS

Caso Coroa-Brastel

Escândalo das Jóias

Escândalo do Ministério das Comunicações (grande número de concessões de rádios e TVs para políticos aliados ou não ao Sarney. A concessão é em troca de cargos, votos ou apoio ao presidente)

CPI da Corrupção (1988)

Caso Chiarelli (Dossiê do Antônio Carlos Magalhães contra o senador Carlos Chiarelli ou “Dossiê Chiarelli”) (1988)

Caso Vale

Caso Imbraim Abi-Ackel

Escândalo da Administração de Orestes Quécia

Escândalo do Contrabando das Pedras Preciosas

Escândalo Rabo-de-Palha (Tentativa de fraude eleitoral montada pelo então Governador do Rio Grande do Norte, José Agripino Maia nas Eleições Municipais de 1985.)

Anos 90

Escândalo do INSS (ou Escândalo da Previdência Social)

Escândalo do BCCI (ou caso Sérgio Corrêa da Costa)

Escândalo da Ceme (Central de Medicamentos)

Escândalo da LBA

Caso Georgina de Freitas

Esquema PP

Esquema PC (Caso Collor)

Escândalo da Eletronorte

Escândalo do FGTS

Escândalo da Ação Social

Escândalo do BC

Escândalo da Merenda

Escândalo das Estatais

Escândalo das Comunicações

Escândalo da Vasp

Escândalo da Aeronáutica

Escândalo do Fundo de Participação
Escândalo do BB

Centro Federal de Inteligência (Criação da CFI, primeira Medida Provisória do governo Itamar Franco para combater corrupção em todas as esferas do governo federal) (1992)

Caso Edmundo Pinto (1992)

Escândalo do DNOCS (Departamento Nacional de Obras contra a Seca) (ou caso Inocêncio Oliveira)

Escândalo da IBF (Indústria Brasileira de Formulários)

Escândalo do INAMPS (Instituto Nacional de Assistência Previdência Social)

Caso Nilo Coelho

Caso Eliseu Resende

Caso Queiroz Galvão (em Pernambuco)

Escândalo da Telemig (Minas Gerais)

Jogo do Bicho (ou Caso Castor de Andrade) (no Rio de Janeiro)

Caso Ney Maranhão

Escândalo do Paubrasil (Paubrasil Engenharia e Montagens)

Escândalo da Administração de Roberto Requião

Escândalo da Cruz Vermelha Brasileira

Caso José Carlos da Rocha Lima

Escândalo da Colac (no Rio Grande do Sul)

Escândalo da Fundação Padre Francisco de Assis Castro Monteiro (em Ibicuitinga, Ceará)

Escândalo da Administração de Antônio Carlos Magalhães (Bahia)

Escândalo da Administração de Jaime Campos (Mato Grosso)

Escândalo da Administração de Roberto Requião (Paraná)

Escândalo da Administração de Ottomar Pinto (em Roraima)

Escândalo da Sudene de Pernambuco

Escândalo da Prefeitura de Natal (no Rio Grande do Norte)

CPI do Detran (em Santa Catarina)

Caso Restaurante Gulliver (tentativa do governador Ronaldo Cunha Lima matar o governador antecessor Tarcísio Burity, por causa das denúncias de Irregularidades na Sudene de Paraíba)

CPI do Pó (em Paraíba)

Escândalo da Estacom (em Tocantins)

Escândalo do Orçamento da União (ou Escândalo dos Anões do Orçamento ou CPI do Orçamento)

Compra e Venda dos Mandatos dos Deputados do PSD

CPI da TV Jovem Pan (investigações sobre a compra da emissora que deve ao governo federal) (também conhecido como Caso TV Jovem Pan)

Caso Rubens Ricupero (também conhecido como “Escândalo das Parabólicas”).

Escândalo do Banco Econômico (ou Segundo Caso Econômico)

Escândalo do Sivam (Primeira grave crise do governo FHC)

Escândalo da Pasta Rosa

Escândalo da CONAN

Escândalo dos Gafanhotos (ou Máfia dos Gafanhotos)[1]

Escândalo da Administração de Paulo Maluf (na cidade de São Paulo)

Escândalo do BNDES (verbas para socorrerem ex-estatais privatizadas)

Caso PC Farias

Escândalo da Compra de Votos Para Emenda da Reeleição

Escândalo da Previdência

Escândalo da Administração do PT (primeira denúncia contra o Partido dos Trabalhadores desde a fundação em 1980, feito pelo militante do partido Paulo de Tarso Venceslau)

Escândalo dos Precatórios

Escândalo do Banestado

Escândalo da Encol

Escândalo da Mesbla

Escândalo do Banespa
Escândalo dos Medicamentos (grande número de denúncias de remédios falsificados ou que não curaram pacientes)

Escândalo da Desvalorização do Real

Escândalo dos Fiscais de São Paulo (ou Máfia dos Fiscais)

Escândalo da Mappin

Escândalo do Banco Marka (ou Caso Salvatore Cacciola)

Dossiê Cayman (ou Escândalo do Dossiê Cayman ou Escândalo do Dossiê Caribe)

Escândalo dos Grampos Contra FHC e Aliados

Escândalo do Judiciário (ou CPI do Judiciário)

Escândalo dos Bancos

CPI do Narcotráfico

CPI do Crime Organizado

Escândalo da Banda Podre (no Rio de Janeiro)

Quebra do Monopólio do Petróleo (criação da ANP)

Escândalo da Transbrasil

Escândalo da Pane DDD do Sistema Telefônico Privatizado (o “Caladão”)

Escândalo dos Desvios de Verbas do TRT-SP (Caso Nicolau dos Santos Neto, o “Lalau”)

Escândalo da Administração da Roseana Sarney (no Maranhão, 1995-2002)

Corrupção na Prefeitura de São Paulo (ou Caso Celso Pitta, 1997-2000)

Escândalo da Sudam

Escândalo da Sudene

Escândalo do Banpará

Escândalo da Administração de Mão Santa (no Piauí, 1999-2001)

Acidentes Ambientais da Petrobrás

Abuso de Medidas Provisórias (5.491)

Escândalo do Abafamento das CPIs no Governo do FHC

Escândalo de Corrupção dos Ministros no Governo FHC

CPI do Banestado

Escândalo do Proer

Caso Marka/FonteCindam

Escândalo Ganhe Já (Escândalo fiscal ocorrido no 2o Governo de José Agripino Maia1991-1994.)

Quebras do BANDERN e do BDRN (Quebras e má-gestão de bancos estatais do Rio Grande do Norte ocorridas no 2o Governo de José Agripino Maia1991-1994.)

Década de 2000

Caso Luís Estêvão

Escândalo da Quebra do Sitio do Painel do Senado (envolvendo os presidentes do Senado, Antônio Carlos Magalhães e Jader Barbalho)

Escândalos no Cerrado em 2001 [carece de fontes?]

Caso Toquinho do PT

Caso Celso Daniel

Caso Lunus (ou Caso Roseana Sarney)

Operação Anaconda

Caso José Eduardo Dutra

Escândalo do Propinoduto

Escândalo do Valerioduto

CPI da Pirataria

Escândalo dos Bingos(ou Caso Waldomiro Diniz)

Caso Luiz Augusto Candiota

Caso Cássio Caseb

Caso Kroll

Escândalo dos Vampiros

Irregularidades na Bolsa-Família

Escândalo dos Correios – Também conhecido como Caso Maurício Marinho)

Escândalo do IRB

Escândalo da Novadata

Escândalo da Usina de Itaipu ou Operação Castores

Escândalo das Furnas

Escândalo do Mensalão

Escândalo do Leão & Leão

Escândalo da Secom

Escândalo do Brasil Telecom (Também conhecido como Escândalo do Portugal Telecom ou Escândalo da Itália Telecom)

Escândalo da CPEM

Mensalão Tucano

Escândalo dos Dólares na Cueca

Escândalo do Banco Santos

Escândalo Daniel Dantas – Grupo Opportunity (ou Caso Daniel Dantas)

Escândalo do Banco BMG (Empréstimos para aposentados)

Escândalo dos Fundos de Pensão

Escândalo dos Grampos na Abin

Escândalo do Foro de São Paulo

Escândalo do Mensalinho

Caso Toninho Barcelona

Doação de Roupas da Lu Alckmin (esposa do Geraldo Alckimin)

Escândalo da Nossa Caixa

Escândalo da Quebra do Sigilo Bancário do Caseiro Francenildo (Também conhecido como Caso Francenildo Santos Costa)

Escândalo das Cartilhas do PT

Escândalo dos Gastos de Combustíveis dos Deputados

Escândalo das Sanguessugas (Inicialmente conhecida como Operação Sanguessuga e Escândalo das Ambulâncias)

Operação Confraria

Operação Dominó

Operação Saúva

Escândalo do Vazamento de Informações da Operação Mão-de-Obra

Mensalinho nas Prefeituras do Estado de São Paulo

Escândalo do Dossiê

Escândalo da Renascer em Cristo

Operação Testamento

CPI da Ampla

CPI da Crise Aérea (Senado Federal e Câmara dos Deputados)

Operação Hurricane (também conhecida Operação Furacão)

Operação Octopus

Operação Navalha

Operação Carranca

Operação Xeque-Mate

Operação Moeda Verde

Caso Renan Calheiros

Escândalo das Concessões (Concessões de Emissoras de Rádio e TV no Caso Renan Calheiros}

Operação Sétimo Céu

Operação Hurricane II (também conhecida Operação Furacão II)

Caso Joaquim Roriz

Operação Babilônia

Operação Firula

Escândalo do Corinthians (ou caso MSI)

Caso de Fraudes em Exames da OAB

Operação Águas Profundas (também conhecida como Caso Petrobras)

Caso Cássio Cunha Lima (em Paraíba)

Operação Nove

CPI da Pedofilia

Escândalo dos cartões corporativos

Escândalo da Bancoop

Esquema de desvio de verbas no BNDES

Máfia das CNH’s (Fraudes no DETRAN de São Paulo)

Caso Álvaro Lins, no Rio de Janeiro

Operação Satiagraha Prisão de Daniel Dantas

Dossiê Revista VEJA

Crise Ética da Imprensa Potiguar (Atingiu seu auge nas eleições municipais de 2008)

Operação Selo

Operação Deja Vu

Escândalo das passagens aéreas

Escândalo dos atos secretos

Escândalo dos falsos currículos de Dilma e Mercadante

Escândalo da Receita Federal – Lina Vieira

Censura ao jornal O Estado de São Paulo

Escândalo do BNDES – Paulinho da Força Sindical

Escândalo do conselho do FAT

Escândalo da compra de caças franceses Rafale

Escândalo José Sarney – Compra de apartamentos por empreiteira

Escândalo do filho de Lula – Gamecorp

Escândalo da venda da Brasil Telecom

Escândalo dos Fundos de Pensão – Luiz Gushiken

Escândalo da Petrobras – Refinarias

Escândalo da Petrobras – ONGs

Escândalo da Petrobras – patrocínio de festas juninas

Escândalo do financiamento do MST

Escândalo do INCRA

Escândalo dos gastos dos jogos Panamericanos Rio

Escândalo da ferrovia Norte-Sul

Escândalo da falência da VARIG

Escândalo da VARILOG e Dilma Roussef

Escândalo do Dossiê da Casa Civil – Dilma Roussef

Escândalo das obras do PAC

Escândalo da expropriação de ativos da Petrobras na Bolívia

Escândalo do “Apagão Aéreo”

Escândalo das licitações da INFRAERO

Escândalo dos Correios

Escândalo do IPEA – desestruturação e politização do órgão

Escândalo da IURD – Igreja Universal do Reino de Deus

Escândalo da pane do Speedy – Banda Larga de Internet

Escândalo da SECOM – gastos de publicidade do governo federal

Escândalo da gasolina batizada

desestruturação das agências reguladoras

CPI da Coelce

CPI da Enersul

CPI da Conta de Luz

CPI das ONGs

Escândalo da privatização das rodovias federais

Gripe Suína e os dados oficiais

Escândalo do trem bala Rio – São Paulo – TAV

Operação Boi Barrica

Escândalo da Fundação José Sarney

Vereadores de Cornelio Procopio Utilizam diarias falsas

Datas Desconhecidos (1964-1994)

Escândalos do Regime Militar e pré-era FHC/Lula, a serem ainda analisados e datados aqui:

Ferrovia do Aço

Transamazônica

Projeto Jaíba

Projeto Carajás

Serra do Navio

Doação de terras amazônicas a multinacionais

Projeto Jari

Hidrelétrica de Balbina

Usinas nucleares em Angra – Projeto Nuclebrás

Reserva do Mercado de Informática

Esquema ACM-Globo-NEC

Esquema Globo-Grupo Time Life (1965 ou 1968?)

Hidrelétrica de Tucuruí

Projeto Alcan-Alcoa no Maranhão.
Fonte da lista – Wikipedia

Texto – By Jânio

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

fevereiro 27, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , | 33 Comentários

Lista de políticos que tiveram problemas na justiça

lista de politicos,

Problemas na justiça

Esse post eu encontrei na comunidade Dihitt, gostei muito e pensei em repassar, demorou mais está aqui.

Se acontecer do DNS de meu site ser bloqueado pela telefônica, terei que criar outra conta, mas publicar esse post, para mim, era questão de honra.

A Elaine já tinha publicado no Dihitt, mas devido a importância, eu me vi na obrigação de espalhar essa lista para mais pessoas, através de meu blog também.

Evidentemente, desde a criação dessa lista, muita corrupção já ocorreu no Brasil, o que leva a crer que a lista deva ser atualizada, de qualquer maneira, mais de noventa por cento do que aconteceu de errado está aí.

Tem de tudo, desde dançarina no congresso, mensalão, sanguessugas.

Só falta a turma do Arruda.

ACUSAÇÃO OU CRIME A QUE RESPONDEU

ABELARDO LUPION
Deputado
PFL-PR
Sonegação Fiscal

ADEMIR PRATES
Deputado
PDT-MG
Falsidade Ideológica

AELTON FREITAS
Senador
PL-MG
Crime de Responsabilidade e Estelionato

AIRTON ROVEDA
Deputado
PPS-PR
Peculato

ALBÉRICO FILHO
Deputado
PMDB-MA
Apropriação Indébita

ALCESTE ALMEIDA
Deputado
PTB-RR
Peculato e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ALEX CANZIANI
Deputado
PTB-PR
Peculato

ALMEIDA DE JESUS
Deputado
PL-CE
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ALMIR MOURA
Deputado
PFL-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

AMAURI GASQUES
Deputado
PL-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ANDRÉ ZACHAROW
Deputado
PMDB-PR
Improbidade Administrativa

ANÍBAL GOMES
Deputado
PMDB-CE
Improbidade Administrativa

ANTERO PAES DE BARROS
Senador
PSDB-MT
Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha

ANTÔNIO CARLOS PANNUNZIO
Deputado
PSDB-SP
Crime de Responsabilidade

ANTÔNIO JOAQUIM
Deputado
PSDB-MA
Improbidade Administrativa

BENEDITO DE LIRA
Deputado
PP-AL
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

BENEDITO DIAS
Deputado
PP-AP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

BENJAMIN MARANHÃO
Deputado
PMDB-PB
Crime Eleitoral

BISPO WANDERVAL
Deputado
PL-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

CABO JÚLIO
(JÚLIO CÉSAR GOMES DOS SANTOS)
Deputado
PMDB-MG
Crime Militar, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

CARLOS ALBERTO LERÉIA
Deputado
PSDB-GO
Lesão Corporal

CELSO RUSSOMANNO
Deputado
PP-SP
Crime Eleitoral, Peculato e Agressão

CHICO DA PRINCESA
(FRANCISCO OCTÁVIO BECKERT)
Deputado
PL-PR
Crime Eleitoral
CIRO NOGUEIRA
Deputado
PP-PI
Crime Contra a Ordem Tributária e PrevaricaçãoCL

EONÂNCIO FONSECA
Deputado
PP-SE
Sanguessugas (Escândalo das SanAmbulâncias)

CLÓVIS FECURY
Deputado
PFL-MA
Crime Contra a Ordem Tributária

DAVI ALCOLUMBRE
Deputado
PFL-AP
Corrupção Ativa

DILCEU SPERAFICO
Deputado
PP-PR
Apropriação Indébita

DOUTOR HELENO
Deputado
PSC-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

EDSON ANDRINO
Deputado
PMDB-SC
Crime de Responsabilidade

EDUARDO AZEREDO
Senador
PSDB-MG
Improbidade Administrativa

EDUARDO GOMES
Deputado
PSDB-TO
Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

EDUARDO SEABRA
Deputado
PTB-AP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ELIMAR MÁXIMO DAMASCENO
Deputado
PRONA-SP
Falsidade Ideológica

EDIR DE OLIVEIRA
Deputado
PTB-RS
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

EDNA MACEDO
Deputado
PTB-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ELAINE COSTA
Deputada
PTB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ELISEU PADILHA
Deputado
PMDB-RS
Corrupção Passiva

ENIVALDO RIBEIRO
Deputado
PP-PB
Crime Contra a Ordem Tributária, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ÉRICO RIBEIRO
Deputado
PP-RS
Crime Contra a Ordem Tributária e Apropriação Indébita

FERNANDO ESTIMA
Deputado
PPS-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

FERNANDO GONÇALVES
Deputado
PTB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

GARIBALDI ALVES
Senador
PMDB-RN
Crime Eleitoral

GIACOBO
(FERNANDO LUCIO GIACOBO)
Deputado
PL-PR
Crime Contra a Ordem Tributária e Seqüestro

GONZAGA PATRIOTA
Deputado
PSDB-PE
Apropriação Indébita

GUILHERME MENEZES
Deputado
PT-BA
Improbidade Administrativa

INALDO LEITÃO
Deputado
PL-PB
Crime Contra

INOCÊNCIO DE OLIVEIRA
Deputado
PMDB-PE
Crime de Escravidão

IRAPUAN TEIXEIRA
Deputado
PP-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

IRIS SIMÕES
Deputado
PTB-PR
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ITAMAR SERPA
Deputado
PSDB-RJ
Crime Contra o Consumidor, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ISAÍAS SILVESTRE
Deputado
PSB-MG
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JACKSON BARRETO
Deputado
PTB-SE
Peculato e Improbidade Administrativa

JADER BARBALHO
Deputado
PMDB-PA
Improbidade Administrativa, Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Lavagem de Dinheiro

JAIME MARTINS
Deputado
PL-MG
Crime Eleitoral

JEFERSON CAMPOS
Deputado
PTB-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOÃO BATISTA
Deputado
PP-SP
Falsidade Ideológica, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOÃO CALDAS
Deputado
PL-AL
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOÃO CORREIA
Deputado
PMDB-AC
Declaração Falsa de Imposto de Renda, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOÃO HERRMANN NETO
Deputado
PDT-SP
Apropriação Indébita

JOÃO MAGNO
Deputado
PT-MG
Lavagem de Dinheiro

JOÃO MENDES DE JESUS
Deputado
PSB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOÃO PAULO CUNHA
Deputado
PT-SP
Corrupção Passiva, Lavagem de Dinheiro e Peculato

JOÃO RIBEIRO
Senador
PL-TO
Peculato e Crime de Escravidão

JORGE PINHEIRO
Deputado
PL-DF
Crime Ambiental

JOSÉ DIVINO
Deputado
PRB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOSÉ JANENE
Deputado
PP-PR
Estelionato, Improbidade Administrativa, Lavagem de Dinheiro, Corrupção Passiva, Formação de Quadrilha, Apropriação Indébita e Crime Eleitoral

JOSÉ LINHARES
Deputado
PP-CE
Improbidade Administrativa

JOSÉ MENTOR
Deputado
PT-SP
Corrupção Passiva

JOSÉ MILITÃO
Deputado
PTB-MG
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOSÉ PRIANTE
Deputado
PMDB-PA
Crime Contra o Sistema Financeiro

JOVAIR ARANTES
Deputado
PTB-GO
Improbidade Administrativa

JOVINO CÂNDIDO
Deputado
PV-SP
Improbidade Administrativa

JÚLIO CÉSAR
Deputado
PFL-PI
Peculato, Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro
e Falsidade Ideológica

JÚLIO LOPES
Deputado
PP-RJ
Falsidade Ideológica

JÚNIOR BETÃO
Deputado
PL-AC
Declaração Falsa de Imposto de Renda, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JUVÊNCIO DA FONSECA
Deputado
PSDB-MS
Improbidade Administrativa

LAURA CARNEIRO
Deputada
PFL-RJ
Improbidade Administrativa e Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

LEONEL PAVAN
Senador
PSDB-SC
Contratação de Serviços Públicos Sem Licitação e Concussão

LIDEU ARAÚJO
Deputado
PP-SP
Crime Eleitoral

LINO ROSSI
Deputado
PP-MT
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

LÚCIA VÂNIA
Senadora
PSDB-GO
Peculato

LUIZ ANTÔNIO FLEURY
Deputado
PTB-SP
Improbidade Administrativa

LUPÉRCIO RAMOS
Deputado
PMDB-AM
Crime de Aborto

MÃO SANTA
Senador
PMDB-PI
Improbidade Administrativa

MARCELINO FRAGA
Deputado
PMDB-ES
Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

MARCELO CRIVELA
Senador
PRB-RJ
Crime Contra o Sistema Financeiro e Falsidade Ideológica

MARCELO TEIXEIRA
Deputado
PSDB-CE
Sonegação Fiscal

MÁRCIO REINALDO MOREIRA
Deputado
PP-MG
Crime Ambiental

MARCOS ABRAMO
Deputado
PP-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

MÁRIO NEGROMONTE
Deputado
PP-BA
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

MAURÍCIO RABELO
Deputado
PL-TO
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NÉLIO DIAS
Deputado
PP-RN
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NELSON BORNIER
Deputado
PMDB-RJ
Improbidade Administrativa

NEUTON LIMA
Deputado
PTB-SP
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NEY SUASSUNA
Senador
PMDB-PB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NILTON CAPIXABA
Deputado
PTB-RO
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

OSMÂNIO PEREIRA
Deputado
PTB-MG
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

OSVALDO REIS
Deputado
PMDB-TO
Apropriação Indébita

PASTOR AMARILDO
Deputado
PSC-TO
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PAULO AFONSO
Deputado
PMDB-SC
Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Improbidade Administrativa

PAULO BALTAZAR
Deputado
PSB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PAULO FEIJÓ
Deputado
PSDB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PAULO JOSÉ GOUVEIA
Deputado
PL-RS
Porte Ilegal de Arma

PAULO LIMA
Deputado
PMDB-SP
Extorsão e Sonegação Fiscal

PAULO MAGALHÃES
Deputado
PFL-BA
Lesão Corporal

PEDRO HENRY
Deputado
PP-MT
Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro e Corrupção Passiva, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PROFESSOR IRAPUAN
Deputado
PP-SP
Crime Eleitoral

PROFESSOR LUIZINHO
Deputado
PT-SP
Lavagem de Dinheiro

RAIMUNDO SANTOS
Deputado
PL-PA
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REGINALDO GERMANO
Deputado
PP-BA
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REINALDO BETÃO
Deputado
PL-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REINALDO GRIPP
Deputado
PL-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REMI TRINTA
Deputado
PL-MA
Estelionato e Crime Ambiental

RIBAMAR ALVES
Deputado
PSB-MA
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

RICARDO BARROS
Deputado
PP-PR
Sonegação Fiscal

RICARTE DE FREITAS
Deputado
PTB-MT
Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

RODOLFO TOURINHO
Senador
PFL-BA
Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira

ROMERO JUCÁ
Senador
PMDB-RR
Improbidade Administrativa

ROMEU QUEIROZ
Deputado
PTB-MG
Corrupção Ativa, Corrupção Passiva e Lavagem de Dinheiro

SANDRO MABEL

Deputado

PL-GO
Crime Contra a Ordem Tributária

SUELY CAMPOS
Deputada
PP-RR
Crime Eleitoral

TATICO
(JOSÉ FUSCALDI CESÍLIO)
Deputado
PTB-DF
Crime Contra a Ordem Tributária, Declaração Falsa de Imposto de Renda e Sonegação Fiscal

TETÉ BEZERRA
Deputado
PMDB-MT
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

THELMA DE OLIVEIRA
Deputada
PSDB-MT
Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha

VADÃO GOMES
Deputado
PP-SP
Improbidade Administrativa e Crime Contra a Ordem Tributária

VALDIR RAUPP
Senador
PMDB-RO
Peculato, Uso de Documento Falso, Crime Contra o Sistema Financeiro, Crime Eleitoral e Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira

VALMIR AMARAL
Senador
PTB-DF
Apropriação Indébita

VANDERLEI ASSIS
Deputado
PP-SP
Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

VIEIRA REIS
Deputado
PRB-RJ
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

VITTORIO MEDIOLI
Deputado
PV-MG
Sonegação Fiscal

WANDERVAL SANTOS
Deputada
PL-SP
Corrupção Passiva

WELLINGTON FAGUNDES
Deputada
PL-MT
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ZÉ GERARDO
Deputado
PMDB-CE
Crime de Responsabilidade

ZELINDA NOVAES
Deputada
PFL-BA
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
Por precaução, aos nomes acima podem ser acrescentados também os seguintes…

Ângela Guadagnin
Deputada
PT-SP
Dançarina do Plenário da Câmara, comemorando absolvição de corrupto

Antônio Palocci
Ex-Ministro
PT-SP
Quebra de Sigilo Bancário

Carlos Rodrigues
Ex-Deputado
PL-RJ
Bispo Rodrigues
Delúbio Soares
Tesoureiro
PT-GO
Ex Tesoureiro do PT
José Dirceu
Ex-Deputado
PT-SP
Mensalão

José Genoíno
Ex-Deputado
PT-SP
Mensalão, Dólares na Cueca

José Nobre Guimarães
Deputado Est.
PT-CE
Dólares na Cueca (Agora Candidato a Dep. Federal)

Josias Gomes
Deputado
PT-BA
Menssalão, CPI dos Correios

Luiz Gushiken
Ex-Ministro
PT-SP
CPI dos Correios

Paulo Salim Maluf
Ex
PPB-SP
Corrupção, Falcatruas, Improbidade Administrativa, Desvio de Dinheiro Público, Lavagem de dinheiro

Paulo Pimenta
Deputado
PT-RS
Compra de Votos, Menssalão, CPI Correios

Pedro Corrêa
Ex-Deputado
PP-PE

Roberto Brant
Deputado
PFL-MG
Crime Eleitoral, Mensalão, CPI Correios

Roberto Jefferson
Ex-Deputado
PTB-RJ
Mensalão

Severino Cavalcanti
Ex-Deputado
PP-PE
Escândalo do Mensalinho (Renuncio para evitar a cassação)

Silvio Pereira
Secretário PT
PT
Mensalão

Valdemar Costa Neto
Exc-Deputado
PL-SP
Mensalão (renunciou para evitar a cassação)

Fontes :
Folha on-line (várias edições) e Revista Veja , 12 de julho, 2006.
Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
UE/PR-SOF – Tel. (0 xx 41) 3595 4423
Al. Dr. Carlos de Carvalho, 552 , Centro
80.430-180 – Curitiba, PR.

Fonte: http://elaineiarah.dihitt.com.br/elaineiarah/noticia/antes-de-votarconsulte-esta-lista

Textos relacionados:

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

fevereiro 18, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , | 72 Comentários

Um presente para os políticos honestos

internet gratis

Para os honestos

Quando o prefeito de minha cidade anunciou que ofereceria internet grátis para os munícipes, achei que estava sonhando. Foi então que descobri que a internet estaria disponível apenas para quem pagasse o IPTU em dia.

Nossa cidadezinha tem a mania de dar o calote no IPTU, mas isso só acontece no último ano, quando os munícipes decidem não pagar o imposto, podendo negociar com o novo Prefeito eleito.

A situação agora é: Com a internet grátis, quem não pagar o IPTU, no último ano de mandato do Prefeito, terá a internet cortada. O contribuinte será prejudicado onde mais faria falta, principalmente para quem não consegue ficar sem internet.

Essa idéia está sendo adotada por várias cidades, inclusive do Paraná, onde as prefeituras com sistemas de internet via rádio, aproveitam sua estrutura para beneficiar a cidade toda.

Eu fiquei surpreso pelo fato de ser na internet onde mais se fazem denúncias, portanto, os políticos deveriam temer, não oferecer essa mesma ferramenta de maneira gratuita.

Acontece que os políticos parecem não se importar com as eventuais denúncias que possam ser feitas pela rede.

Os benefícios, para os políticos honestos, serão grandes. Além de terem em suas mãos uma forma estratégica de cobrança de impostos, ainda terão a vantagem de receber muitos votos dos cidadãos assíduos que pagam os impostos em dia.

Os maiores beneficiados pela internet, certamente, serão os mais pobres, aqueles para quem a mensalidade de internet faz falta, não importando a qualidade da conexão, nem a velocidade.

Espero que essa boa ideia espalhe pelo Brasil, assim as pessoas poderão avaliar: Se a internet ficar mais cara que os impostos, melhor pagar os impostos.

By Jânio

janeiro 29, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: