Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Descoberta arqueológica confirma relatos da Bíblia

Segundo os arqueólogos, esta descoberta feita em Israel confirmou o relato de Ezequias,  XII rei da Judéia..

antiquities.org.il

Arqueólogos israelenses descobriram em Tel Lakhish um santuário e um portão da cidade, de 2.900 anos, que confirmam o relato bíblico do Rei Ezequias, relata a revista ‘Live Science’ .

De acordo com a Autoridade em  Antiguidades de Israel (IAA siglas em Inglês ), a porta e o santuário são a prova das medidas tomadas por Ezequias, o décimo segundo rei da Judéia, para abolir as divindades. Nas palavras da Bíblia , Ezequias, cujo reinado remonta ao século VIII aC, “Ele removeu os altares, quebrou as pedras sagradas e destruiu as imagens da deusa Asherah”.

A porta está em uma área de 24,5 por 24,5 metros de tamanho, com seis câmeras, na rua principal da cidade. A secção norte do portão foi escavado décadas atrás por uma expedição liderada por arqueólogos do Reino Unido e da Universidade de Tel Aviv. A última escavação, realizada este ano, tem objetivo de fazer a porta completa.

antiquities.org.il

“O tamanho da porta coincide com o conhecimento histórico e arqueológico que temos”, disse Sa’ar Ganor, diretor de escavação do IAA. De acordo com o que a Bíblia diz, “tudo ocorreu” perto dos portões da antiga cidade de Tel Lakhish onde esse edifício foi construído, destacou a IAA.

antiquities.org.il

De acordo com Ze’ev Elkin, Ministro dos Assuntos de Jerusalém, a constatação ilustra “como as histórias bíblicas, que conhecemos, tornam-se fatos históricos e arqueológico” enquanto a investigação prossegue.

antiquities.org.il
 

outubro 2, 2016 Posted by | Internacional | , , , , , | Deixe um comentário

Cientistas criam ratos invisíveis

descoberta da invisibilidade

Ratos Invisiveis

Uma equipe de biólogos e bioquímicos da Universidade de Munique (Baviera, Alemanha) liderada por Chenchen Pan aprendeu  a descolorir qualquer parte do corpo dos animais para torná-los invisíveis quando imersos em álcool e outros fluidos que mudam o índice de refração dos tecidos epiteliais, informa o portal Nature Methods.

O método  uDISCO que os especialistas tinham alcançado nos últimos anos permitiu tornar  invisível algumas células vivas  dos tecidos do sistema nervoso, mas,  no final, destruíam suas moléculas de forma irreversível. Este grupo tem desenvolvido e modernizado o procedimento, o qual também evita a remoção do corpo do animal que desejam tornar transparente, e  batizaram-no de uDISCO.

ler mais

Assim, os pesquisadores do Centro Alemão podem descolorir todo o corpo de um animal em poucas horas com o seu novo sistema e com a ajuda de três itens: um álcool chamado de terc-butanol, uma mistura de benzeno e outros tipos de álcool chamado BABB e éter difenil com pequenas quantidades de vitamina E, que é essencial para o processo, porque impede que os outros dois tipos de álcool destruam substâncias que ativam a mudança.

Para demonstrar o seu bom funcionamento, os autores desta nova forma de obter tecido animal transparente conseguiu destacar só o tecido cerebral e o sistema nervoso de vários ratos e ratazanas. No futuro, pode acelerar o estudo de outras partes do organismo animal que ainda mantêm segredos para a ciência.

RT-TV

 

agosto 23, 2016 Posted by | Ciências | , , , | Deixe um comentário

Cientistas criam primeiro líquido poroso

líquido absorvente

Líquido Poroso

Uma equipe internacional de químicos criou o primeiro líquido poroso do mundo. O avanço tem  potencial para ser aplicado na tecnologia química conhecida e também para alcançar novas metas de pesquisa.

O primeiro líquido poroso (cheio de furos) produzido por químicos da Universidade Queen de Belfast, em colaboração com colegas da Universidade de Liverpool e outros cientistas internacionais, adquire importância especial pela sua capacidade de dissolver grandes quantidades de gases, absorvendo-os em seus “poros”, relata o portal Ciência World Report.

“Os materiais (matéria)  que contêm buracos permanentes (poros) são importantes tecnologicamente. Eles são usados ​​para a fabricação de uma variedade de produtos, desde garrafas de plástico até combustível. No entanto, até recentemente,  os materiais porosos tinham apenas formas sólidas e não líquidas”, disse o professor James Stuart  da Escola de  Química e Engenharia, Queen.

“O que fazemos é criar um líquido especial, desenvolvendo as formas das moléculas que o compõem para que o líquido não possa preencher todo o espaço”, diz o pesquisador.

Os químicos dizem que sua invenção poderia dar  impulso no desenvolvimento de , por exemplo, processos químicos mais eficientes e  mais  limpos como, por exemplo,  a captura de carbono.  As usinas térmicas, por sua vez, poderiam usar esse mecanismo para capturar gases de efeito estufa, em vez de liberá-los na atmosfera.

Vídeo da pesquisa

Fonte – RT-TV

Mistérios científicos sem solução

Dez formas de manipular o cérebro

Top cinco ciências para prolongar a vida

Revoluções tecnológicas na medicina

novembro 14, 2015 Posted by | Ciências | , , , , | Deixe um comentário

Revelada possível cura para calvície

 

Cura da calvíce

Pesquisa da Calvice

Um grupo de cientistas do Instituto de Pesquisa Médica Sanford-Burnham, em San Diego, Califórnia, afirma ter encontrado uma cura definitiva para a calvície, um problema que afeta muitos homens. Em uma série de estudos, os cientistas conseguiram fazer crescer cabelo pela primeira vez, usando células-tronco.

com ajuda dessas células foi possível criar “papilas dérmicas” na carne que foram bastante eficazes quando se multiplicaram. Tentativas anteriores quando as células-tronco não eram utilizadas nas “papilas dérmicas”, falharam, segundo o artigo publicado na revista PLoS ONE. Os primeiros estudos foram realizados em ratos, e espera-se assim ser realizada com sucesso em humanos.

Fonte: RT-TV

janeiro 30, 2015 Posted by | Ciências | , , , | 1 Comentário

Cientistas criam uma pele quase perfeita

pele de laboratório

Pele Artificial

Um grupo de físicos criou um material super flexível que serve como condutor de eletricidade e é capaz de se reestabelecer por si só de cortes e arranhões.

Com esses atributos, a invenção pode ser utilizada como base para o couro sintético. A equipe de cientistas, dirigida por Zhenan Bao da Universidade de Stanford, EUA, passou 20 anos tentando reproduzir um tipo de material artificial com as características principais da pele humana: flexibilidade, resistência, sensibilidade e capacidade de curar-se de lesões. Assim, em 2.010, Bao e seus colegas criaram um material flexível capaz de sentir o contato e a pressão.

Nesse novo trabalho, publicado na revista “Nature”, os autores decidiram imcorporar à pele artificial, propriedades da pele viva. Ao utilizar um polímero especial e nanopowder níquel de hidrocarbonetos, os físicos foram capazes de dar a sua invenção a capacidade de se reestabelecer em “apenas alguns segundos”.

Os autores ficaram orgulhosos com a criação do incrível material, considerando-se que a pele humana normalmente levaria vários dias para curar-se de uma ferida.

Os pesquisadores acreditam que seu invento despertará a atenção dos médicos e cientistas que desenvolvem próteses de pernas e braços. Segundo eles, “o escopo deste material não é limitado”, porque ele também pode ser adaptado para ser usado como um “sensor para as telas de dispositivos móveis e outros equipamentos. “De acordo com eles, nos últimos anos, os cientistas têm inventado vários outros materiais com esta capacidade, mas que não conduzem eletricidade e têm vários inconvenientes.

Fonte: RT-TV

novembro 13, 2012 Posted by | Ciências | , , , , , , | Deixe um comentário

Tecnologia da invisibilidade

tecnologia da invisibilidade

Especialistas da Universidade de Saint Andrews (Escócia) desenvolveram um método para tornar os objetos invisíveis, sem nenhum equipamento especial. Segundo eles, bastam dois lasers bem dirigidos para ativar o efeito de transparência eletromagnética induzida (TEI).

O TEI é um fenômeno ótico que consiste em criar um ambiente transparente no que diz respeito a um certo registro de frequências determinadas, dentro de uma linha de absorção. Dentro desta janela de transparência também é gerado uma dispersão extrema, o que diminui consideravelmente a velocidade da luz.

Segundo os cientistas britânicos, ativar esse fenômeno para que esconda o objeto da visão, não é uma tarefa difícil. Os elétrons nos átomos estão localizados em níveis energéticos diferenciados, quando os elétrons passam de um nível para outro, o átomo absorve ou irradia fótons. Se dois lasers que irradiam ondas curtas a qualquer matéria, pode-se carregar os eletrons até um nível em que eles não serão capazes de absorver e irradiar fotões, pelo menos para as ondas que sejam do mesmo comprimento (frequência) que o dos lasers.

Isso é tudo. Para uma luz recebida nesse ambiente, será transparente, sem necessidade alguma de recorrer a metamateriais caríssimos (materiais artificiais que apresentam propriedades eletromagnéticas incomuns, derivadas da estrutura projetada, e não os constituintes).

Para aumentar a eficácia do efeito da TEI, é sugerido agregar ao material, átomos onde os electrons podem ser posicionados a cinco níveis energéticos diferentes.

Para controlar a invisibilidade, é necessário para controlar o nível de refração de aplicação de um campo magnético externo. Se a densidade do campo é distribuída corretamente, o material torna-se invisível e esconderá também todos os objetos abrangidos por esta. Ligar e desligar o campo magnético, poderá ativar e desativar a invisibilidade.

Fonte: RT-TV

junho 25, 2012 Posted by | Ciências | , , , , , , , | 6 Comentários

Encontrado animal estranho no canadá

animais raros

animais curiosos

monstruoso ou diferente

descoberta rara

Duas enfermeiras encontraram uma criatura estranha numa reserva indígena isolada do Canadá.

O cachorro que acompanhava as enfermeiras começou a latir e arrastou o pequeno animal de cerca de 30 centímetros de comprimento.

Achando que o animal era comum na região, as enfermeiras tiraram algumas fotos e foram embora, quando constataram ser uma espécie rara, voltaram ao local mas não encontraram mais nada.

Qualquer pessoa que veja as fotos, fica assustada, o animal tem aparência estranha, quase um monstro para os nossos padrões de aparência. Os índios canadenses não pensam assim, eles dizem que o estranho animal não é visto a cerca de quarenta anos, mas não é tão estranho assim, muito menos monstro, como as pessoas estão chamando.

O nome do animal, segundo os nativos, seria Omajinaakoos, ou the Ugly One (o feio ou a feia) em inglês e português respectivamente.

O animal, segundo a cultura indígena, seria um mal presságio, um sinal de que algo ruim está para acontecer.

Imagem : Wikipedia

Texto: By Jânio

maio 22, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , | 21 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: