Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

El mundo reacciona a la “agresión” estadounidense en Siria: ¿Quién apoya y respalda a quién?

abril 7, 2017 Posted by | esportes | , | Deixe um comentário

Cristiano Ronaldo é o melhor de 2.016

Melhor do mundo

Bola de Ouro

O português Cristiano Ronaldo foi o grande vencedor do prêmio Bola de Ouro, pela quarta vez, anunciou a revista “France Football” nesta segunda-feira (12). Ele já havia conquistado o prêmio em 2008, enquanto estava no Manchester United, e nos anos de 2013, 2014 e 2015 pelo Real Madrid. As informações são da Agência ANSA.

“Para mim, é uma grande honra receber a minha quarta Bola de Ouro. A emoção é de como se fosse a primeira vez. É um sonho realizado, de novo. Nunca pensei ganhar quatro vezes a Bola de Ouro. Estou muito satisfeito, muito feliz de ter a oportunidade”, disse o português em um vídeo gravado para a premiação.

Ronaldo aproveitou para agradecer aos seus companheiros de Real Madrid por “ajudar a conquistar esse prêmio individual”. O craque conquistou os títulos da Liga dos Campeões da Europa, da Supercopa da Uefa pelo clube espanhol e foi o capitão da inédita conquista da seleção portuguesa na Eurocopa.

Diferentemente dos outros anos, a revista só anunciou agora o primeiro colocado e as posições a partir do sexto lugar. Os demais nomes serão revelados mais tarde. Pela primeira vez desde 2010, o tradicional prêmio da “France Football” foi entregue de maneira independente, sem a parceria da Fifa. Criada em 1956, a premiação é uma das mais importantes do mundo do futebol.

Confira os nomes divulgados até o momento: 1. Cristiano Ronaldo (Real Madrid / Portugal) 6. Gareth Bale (Real Madrid / País de Gales) 7. Riyad Mahrez (Leicester / Argélia) 8. Jamie Vardy (Leicester / Inglaterra) 9. Gianluigi Buffon (Juventus / Itália) e Pepe (Real Madrid / Portugal) – 8 pontos 11. Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund / Gabão) – 7 pontos

E mais, 12. Rui Patrício (Sporting / Portugal) – 6 pontos 13. Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain / Manchester United / Suécia) – 5 pontos 14. Paul Pogba (Juventus/Manchester United / França) e Arturo Vidal (Bayern de Munique / Chile) – 4 pontos 16. Robert Lewandowski (Bayern de Munique / Polônia) – 3 pontos 17. Toni Kroos (Real Madrid / Alemanha), Luka Modric (Real Madrid / Croácia) e Dimitri Payet (West Ham / França) – 1 ponto.

Agência Brasil

dezembro 13, 2016 Posted by | esportes | , , , , , , | Deixe um comentário

Voleibol masculino ganha a sétima medalha de ouro

Olimpíadas 2.016

Olimpíadas 2.016

Carolina Gonçalves – Repórter da Agência Brasil

O Brasil venceu hoje, por 3 sets a 0, a Itália e conquistou a terceira medalha de ouro olímpica no vôlei de quadra masculino.

A Itália abriu o jogo da final com um desempenho melhor mas, em pouco tempo, ainda no final do primeiro set, o Brasil chegou finalmente ao jogo e tomou a liderança. Apesar de se manter na frente, a seleção brasileira enfrentou uma forte pressão dos adversários que levou todos os sets a serem concluídos em um verdadeiro revezamento de vantagem, ponto a ponto no placar. O equilíbrio do jogo ficou ainda mais evidente no terceiro set, quando a vantagem passou de uma equipe a outra desde os primeiros instantes levando o set a longos x minutos.

Os italianos chegaram na decisão invictos, mas buscavam primeiro ouro olímpico. Os Italianos já tinham duas pratas – uma conquistada em 1996, nos jogos de Atlanta, contra os Países Baixos, e, em 2006, quando perdeu por 3×1 sets para o Brasil.

O bronze do vôlei masculino foi para a equipe norte-americana que, na manhã de hoje, venceu a Rússia por 3 sets contra 2.

Sets

O jogo começou com o primeiro ponto da Itália que abriu a partida com uma atuação melhor do que a apresentada pela equipe brasileira. O Brasil chegou a recuperar a vantagem nos primeiro minutos, mas Ricardo Lucarelli errou o saque. Um ace de Lipe empatou o set em 6 a 6. Os italianos questionaram o ponto, que foi confirmada pelo replay.

Lipe também estourou o bloqueio, mas os italianos conseguiram retomar por mais alguns momentos. A virada definitiva do time brasileiro começou com um outro ace de Lucarreli. As duas equipes investiram nos saques. O Brasil virou 13×12, aos 15 minutos de jogo e o técnico italiano Gianlorenzo Blengini  parou o set para tentar realinhar a equipe. O Brasil abriu mais dois pontos até Zaytsev atacar e os brasileiros bloquearem provocando mais uma dúvida. Foi a vez de a seleção brasileira pedir o auxílio do replay que provou o ponto do time da casa.

Mais um ace do Brasil, de Wallace, manteve a liderança e foi Wallace que também cortou a bola, em seguida, abrindo 5 pontos de vantagem superando mais um bloqueio italiano. A Itália conseguiu reduzir a diferença e Bernardinho pediu tempo em uma parada por precaução.

Bernardinho trocou William por Evandro para reforçar os bloqueios e o jogador chegou a quadra formando, nos primeiros instantes, uma muralha ao lado de Maurício Souza bloqueando a bola do italiano Gianelli. A vantagem brasileira foi mantida sob forte pressão da seleção italiana. O set chegou ao final com placar de 25×22 para o Brasil.

Segundo set

O segundo set fechou com 28×26, em 37 minutos, depois de uma disputa de revezamento de set points que esticou os nervos das duas equipes. O Brasil foi o primeiro a chegar ao set point, mas aparentemente tomados pelo nervosismo acabaram errando e criando a oportunidade para os italianos empatarem.

A equipe brasileira que chegou ao set point antes parecia ter sido tomada pelo nervosismo e acabou deixar os italianos se aproximarem com um placar de 24×24. Um bloqueio mal sucedido deu a Itália o set point. Com um toque de Maurício Souza, o Brasil retomou a bola, mas Lucarrelli errou o saque e voltou a vantagem para os italianos que também erraram. A recuperação definitiva veio de Maurício que superou a tensão dos últimos minutos fazendo um ponto de saque.

A Itália também tinha começado com vantagem no placa, porém o segundo set foi mais equilibrado entre as duas equipes. O equilíbrio entre as duas equipes se estabeleceu definitivamente já no início do terceiro set, com o revezamento do placar a cada ponto.

Edição: Carolina Pimentel

agosto 21, 2016 Posted by | esportes | , , , , , | Deixe um comentário

Futebol masculino ganha sexta medalha de ouro brasileira

Felipe Pontes e Kelly Oliveira – Repórteres da Agência Brasil

A seleção brasileira de futebol é campeã olímpica dos Jogos Rio 2016. O ouro olímpico foi definido nos penalties, após o empate de 1 a 1. Na quinta bola chutada pela Alemanha, o goleiro Weverton defendeu, garantindo o ouro para o Brasil.

O placar do jogo não mudou nos dois tempos da prorrogação, após os 90 minutos com os dois times empatados. O Brasil abriu o placar com o gol de Neymar, aos 26 minutos de jogo, em cobrança de falta. Em comemoração, Neymar repetiu o gesto de imitar um raio do jamaicano tricampeão olímpico de atletismo, Usain Bolt, presente no estádio. Bolt vibrou com o gol de Neymar.

Meyer, da Alemanha empatou, aos 13 minutos do segundo tempo. O gol de ocorreu após uma falha da defesa brasileira, numa bola rebatida. A partir daí, as duas equipes fizeram um jogo tenso com várias chances de gols perdidas pelas duas seleções.

História de uma conquista

Foram necessários 64 anos, mas a seleção brasileira enfim chega ao ouro nos Jogos Olímpicos, numa conquista que serve de redenção para uma geração de jogadores que, pelo menos, desde a Copa do Mundo no Brasil, em 2014, vinha sendo apontada como desprovida de grandes craques, assim como a responsável pelo rebaixamento da seleção brasileira do papel de protagonista para o de coadjuvante no futebol mundial.

A seleção brasileira conquista ouro olímpico com vitória sobre a Alemanha no Maracanã. Neymar abriu o placar com um gol de falta no primeiro tempo da partida
A seleção brasileira conquista ouro olímpico com vitória sobre a Alemanha no Maracanã. Neymar abriu o placar com um gol de falta no primeiro tempo da partidaDivulgação/Confederação Brasileira de Futebol

Quis também o destino que o ouro fosse proporcionado por uma vitória sobre a Alemanha, país que derrotou o Brasil por 7 x 1 na semifinal do Mundial de 2014, no Brasil. O feito de agora passou longe de ser encarado pelos brasileiros como uma revanche para o fiasco de dois anos atrás. Um dos motivos é o de a seleção olímpica alemã ter em seu elenco somente um jogador que estava presente no Mundial, o zagueiro reserva Mathias Gunter. Mas esse foi um ingrediente a mais para incrementar o sabor de ganhar em casa um título há muito sonhado.

A perseguição ao ouro olímpico, último grande título internacional que faltava ao Brasil no futebol, ganhou contornos de obsessão nas últimas décadas, sentimento que acabou catalisado nestes Jogos Olímpicos, pelo fato do elenco jogar em casa, na primeira Olimpíada na América do Sul.

História começa em Helsinque

O Brasil estreou nos Jogos Olímpicos em 1952, em Helsinki, quando ficou em quinto lugar, após uma derrota nas quartas de final justamente para a Alemanha. Desde então foram conquistados dois bronzes, em Atlanta (1996) e Pequim (2008). As pratas foram fruto de três derrotas em finais: em Los Angeles para a França, em 1984; em Seul para a União Soviética, em 1988; e em Londres para o México, em 2012.
Foram necessárias portanto quatro finais para que os jogadores brasileiros finalmente pendurassem o ouro no pescoço, numa competição que ao longo dos anos ficou marcada pela zebra, tendo como medalhistas no passado países sem nenhuma chance em Copas do Mundo, como Bulgária, Suíça, Japão e Camarões.

O fenômeno se deve à restrição imposta pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), que permitem a participação nos Jogos somente de atletas abaixo dos 23 anos, com três exceções para cada país. A medida serve para amenizar o protagonismo midiático do futebol sobre outros esportes e equilibrar o torneio, ao contribuir para a ausência de grandes craques.

Uma dessas zebras foi a marcante derrota dos brasileiros para a Nigéria na semifinal de 1996, em Atlanta, quando a seleção era comandada por Zagalo e tinha os astros Bebeto, Ronaldo e Rivaldo na dianteira. O Brasil marcou um gol de falta logo nos primeiros dois minutos e terminou o primeiro tempo vencendo por 3 x 1. Mas a equipe derreteu na segunda etapa, cedendo o empate no tempo regulamentar. Na prorrogação, tomou o gol de ouro. Na disputa pelo bronze, o time se recuperou, goleando Portugal por 5 x 0.

Primeria medalha

A primeira medalha pode também ser considerada uma zebra, pois surgiu quando ninguém esperava. A prata em Los Angeles (1984) foi conquistada por um time formado sem o apoio da CBF, com um elenco composto por jogadores quase que exclusivamente do clube gaúcho Internacional, incluindo Gilmar Rinaldi e Dunga, e comandado por um técnico novato, Jair Picerni. Acabaram perdendo a final por 2 x 0 para a França.

Nos Jogos seguintes, em Seul (1988), a história era outra. Treinado pelo experiente Carlos Alberto Silva, o elenco contava com astros que viriam a ser tetracampeões mundiais com a amarelinha, entre eles o goleiro Taffarel e os atacantes Bebeto e Romário. Mais uma decepção na final, com derrota de 2 x 1 para a União Soviética.

Eliminado na primeira fase em Roma (1960), Tóquio (1964) e Cidade do México (1968), o Brasil sequer se classificou para Barcelona (1992). Mas seria em Sidney (2000) que a canarinha protagonizaria talvez a maior decepção de sua trajetória olímpica, ao ser eliminada novamente por um gol de ouro, dessa vez por Camarões, na quarta de final. O fiasco custou o cargo de Vanderlei Luxemburgo como técnico, e a seleção voltaria a ficar fora de uma Olimpíada na edição seguinte, em Atenas (2004).

Jogos de Pequim e Londres

Em Pequim (2008), sob o comando de Dunga e tendo Ronaldinho Gaúcho como capitão, a seleção brasileira voltaria ao pódio, conquistando o bronze sobre a Bélgica após ter perdido a semifinal para a bicampeã olímpica Argentina. Mas seria em Londres (2012) que uma nova decepção marcaria o Brasil: depois de chegar sem dificuldades à final, o time perdeu para o México por 2 x 1.

Para chegar ao tão sonhado ouro, Neymar e companhia superaram toda a carga pesada de decepções passadas da seleção em Olimpíada e em torneios internacionais disputados no Brasil. Ao fim, eles conseguiram se recuperar de um início de campanha apático e deram finalmente ao torcedor o direito gritar “É campeão” a plenos pulmões em casa, no Maracanã.

Edição: Aécio Amado

agosto 20, 2016 Posted by | esportes | , , , , , | 1 Comentário

Vôlei masculino de quadra também disputará ouro

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil

De quase eliminada na primeira fase à final olímpica. Após superar lesões de personagens importantes do time, como o ponta Lucarelli, a seleção brasileira masculina de vôlei atropelou hoje (19) o forte time da Rússia, por 3 a 0, e volta pela quarta vez a disputar o ouro.

Brasil vence Rússia e garante vaga na final no vôlei masculino
Brasil vence Rússia e enfrenta a Itália no domingoReuters/Ricardo Moraes/Divulgação

Com o apoio da torcida, a seleção do técnico Bernardinho não deu chances à Rússia e devolveu a derrota na final olímpica de Londres, há quatro anos. Em 1 hora e 23 minutos de jogo, o Brasil ganhou o primeiro set por 25 a 21, o segundo por 25 a 20 e o terceiro por 25 a 17.

Wallace foi decisivo e Lucarelli, mesmo ainda se recuperando, foi importante na recepção. Lipe, que superou uma contração muscular na lombar, fez uma excelente partida.

Com a vitória sobre a Rússia, o lídero Serginho, mais experiente e líder da equipe, disputa agora sua quarta final olímpica, contra a Itália, no domingo, às 13h15.

Edição: Fábio Massalli

Agência Brasil

 

agosto 20, 2016 Posted by | esportes | , , , | Deixe um comentário

Alison e Bruno conseguem quinta medalha de ouro do Brasil

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil
Alison e Bruno vencem italianos e conquistam quinto ouro para o Brasil
Alison e Bruno vencem italianos por 2 sets a 0Reuters/Adrees Latif/Direitos Reservados

Em um jogo impecável, a dupla de vôlei de praia Alison e Bruno Schmidt conquistou hoje (19) a quinta medalha de ouro para o Brasil na Rio 2016. Sem dar chances para os italianos Nicolai e Lupo, os brasileiros venceram por 2 sets a 0 em 45 minutos de jogo.

Sob chuva, os italianos começaram um pouco melhor a partida, chegando a abrir quatro pontos de vantagem. Com bloqueios espetaculares de Alison e defesas incríveis de Bruno, os brasileiros viraram o jogo e fecharam o primeiro set por 21 a 19.

Mais equilibrado, o segundo set começou a ser decido depois do 14º ponto, quando os brasileiros empataram, passaram a frente e fecharam o jogo por 21 a 17.

Com a medalha do vôlei de praia, o Brasil sobe quatro posições no quadro geral de medalhas, ficando na 13ª colocação, com cinco ouros, cinco pratas e cinco bronzes, em um total de quinze medalhas. 

Edição: Fábio Massalli

Agência Brasil

Vela consegue quarta medalha de ouro

agosto 19, 2016 Posted by | esportes | , , , , , | 1 Comentário

Martine Grael e kahena kunze conquistam o quarto ouro para o país

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil
Martine Grael e Kahena Kunze
Martine Grael e Kahena KunzeReuters/Benoit Tessier/Direitos Reservados 

As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram o ouro na classe 49er FX da vela. Após dez regatas, elas chegaram à regata da medalha em segundo lugar na classificação geral, mas conseguiram garantir o lugar mais alto do pódio quando terminaram em primeiro a última regata de hoje (18).

Matine é filha de Torben Grael, que conquistou cinco medalhas olímpicas. Formando dupla com Kahena, ela foi campeã mundial em 2014 e prata nos Jogos Pan-Americanos 2015 na classe 49er FX. Elas fazem sua estreia em olimpíadas no Rio.

A prata ficou com as neozelandensas Alex Maloney e Molly Meech e o bronze com Jena Hansen e Katja Steen Salskov-Iversen, da Dinamarca.

Olimpíadas 2.016

Olimpíadas 2.016

Mais cedo, Ana Luiza Barbachan e Fernanda Oliveira chegaram em quarto lugar na última regata da classe 470. Com o resultado, elas terminaram em oitavo lugar na classificação geral.

Esse foi o segundo melhor resultado das velejadoras nesses jogos; nas dez primeiras regatas, elas não passaram do quinto lugar, exceto na regata 5, quando alcançaram o segundo melhor tempo. Entretanto, isso não foi suficiente para conquistar uma medalha na classe 470.

A Grã-Bretanha ficou com a medalha de ouro, a Nova Zelândia com a prata e a França levou o bronze.

Na vela, os atletas devem completar um número específico de voltas no menor tempo. O percurso é determinado por boias. As competições de vela são divididas em uma série de regatas e os atletas acumulam pontos de acordo com a colocação em cada uma delas; a última é a regata da medalha.

Este foi o último dia das provas da vela nos Jogos Olímpicos do Rio. A medalha conquistada hoje na classe 49er FX feminino foi a única do Brasil na modalidade.

Edição: Carolina Pimentel

Boxe brasileiro consegue a terceira medalha de ouro do país

agosto 18, 2016 Posted by | esportes | , , , , | 1 Comentário

Agatha e Bárbara disputam final no vôlei de praia

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil
A dupla brasileira de vôlei de praia Agatha e Bárbara venceu as norte-americanas por 2 x 0
A dupla brasileira  Agatha e Bárbara venceu as norte-americanas por 2 x 0Reuters/Adrees Latif/Direitos Reservados

A dupla brasileira de vôlei de praia Agatha e Bárbara não tomou conhecimento da tricampeã olímpica, a norte-americana Kerri Walsh – que faz dupla com Ross –, e venceu hoje (17) a semifinal. Elas vão disputar o ouro na Rio 2016. Atropelando o favoritismo das americanas, Agatha e Bárbara venceram o jogo por 2 a 0, em 58 minutos de jogo.

As norte-americanas estavam invictas na competição e haviam perdido apenas um set, ainda na fase de grupos. Agatha e Bárbara tinham uma derrota. Com um jogo praticamente perfeito e conseguindo anular o jogo de Walsh, a dupla brasileira venceu o primeiro set por 22 a 20, em 25 minutos.

Olimpíadas 2.016

Olimpíadas 2.016

Consistentes, as brasileiras não deram chances para as adversárias e impuseram 21 a 18 sobre as americanas no segundo set. As brasileiras voltam à quadra ainda hoje, às 23h59, contra as alemãs Laura Ludwig e Kira Walkenhorst, na briga pelo ouro. É a primeira vez que uma dupla europeia chega à final olímpica do vôlei de praia feminino. A outra dupla brasileira, Larissa e Talita, enfrentam, às 22h, a dupla norte-americana valendo a medalha de bronze.

Edição: Fábio Massalli

Agência Brasil

Brasil disputa mais uma final na canoagem

 

agosto 17, 2016 Posted by | esportes | , , , , , | Deixe um comentário

Futebol masculino disputa o ouro na final

Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil

 

2Brasil vence Honduras e vai para final do futebol masculino
Brasil vence Honduras e vai para final do futebol masculinoReuters/Leonhard Foeger/Direitos Reservados

Com placar final de 6 a 0, a seleção brasileira masculina de futebol venceu hoje (17) o time de Honduras e vai disputar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

A partida levantou o Maracanã, com direito a gol relâmpago de Neymar, dois gols de Gabriel Jesus e um pênalti já nos acréscimos do segundo tempo. Marquinhos e Luan também pontuaram um gol cada.

A disputa pela medalha de ouro será no próximo sábado (20), às 17h30, também no Maracanã. O adversário da seleção brasileira será definido ainda hoje, na partida entre Alemanha e Nigéria.

Edição: Carolina Pimentel

agosto 17, 2016 Posted by | esportes | , , , , | Deixe um comentário

Olimpíadas 2.016 – Boxe brasileiro é ouro

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil
Robson Conceição ganha o primeiro ouro para o boxe do Brasil
Robson Conceição ganha o primeiro ouro para o boxe do BrasilReuters/Peter Cziborra/Direitos Reservados

O brasileiro Robson Conceição fez história e conquistou hoje (16) a primeira medalha de ouro do boxe brasileiro em olimpíadas e o terceiro ouro do Brasil na Rio 2016. Por decisão unânime dos juízes, o lutador baiano derrotou o francês Sofiane Oumiha.

Relaxado na luta, Conceição não deu chances para o francês e levou a torcida presente no Pavilhão 6 do Riocentro ao delírio. Antes mesmo do fim da luta, os torcedores já gritavam “é campeão”.

No primeiro round, os três juízes deram a vitória ao brasileiro. No segundo, dois dos três árbitros deram 10 a 9 para Conceição, mesmo resultado do terceiro e último round.

Agência Brasil

Brasil ganha primeiro ouro nas Olimpíadas 2.016

Thiago Silva ganha ouro nas Olimpíadas 2.016

 

agosto 16, 2016 Posted by | esportes | , , , , | 1 Comentário

Thiago Silva ganha ouro no salto com vara

Da Agência Brasil
Thiago Silva conquista ouro e bate recorde olímpico no salto com vara
Thiago Silva conquista ouro e bate recorde olímpico no salto com vara. Reuters/Gonzalo Fuentes/Direitos Reservados

O brasileiro Thiago Braz da Silva, 22, conquitou a medalha de ouro e bateu o recorde olímpico no salto com vara masculino em uma emocionante disputa contra Renaud Laevilleni na final da prova. A prova atrasou em função da chuva no Estádio Olímpio Newton Santos e a final terminou às 23h55.

Thiago e Laevilleni empataram com 5,93 metros para chegarem à disputa do ouro. Na disputa do ouro, Laeville conseguiu 5,98 m e o brasileiro o superou com 6,03 m. O francês fez seu último salto tentando superar Thiago saltando para 6,08 em sua última tentativa, mas não conseguiu e ficou com a prata.

Edição: Fábio Massalli

agosto 16, 2016 Posted by | esportes | , , , , , | 1 Comentário

Alisom e Bruno avançam para as semifinais

Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil
Volei de praia do Brasil chega às quartas de final
A dupla brasileira Alison e Bruno vence os americanos e chega à semifinal  no vôlei de praiaReuters/Adress Larif/Direitos Reservados

A dupla brasileira Alison e Bruno Schmidt venceu hoje (15) os norte-americanos Dalhausser e Lucena por 2 a 1 e avançaram para a semifinal de vôlei de praia da Olimpíada Rio 2016.

Empurrados pela torcida brasileira que lotou a Arena de Vôlei montada nas areias de Copacabana, Alison e Bruno venceram o primeiro set por 21 a 14, em 18 minutos. Os norte-americanos reagiram e conseguiram levar a partida para o tie-break, vencendo o segundo set por 21 a 12.

Olimpíadas 2.016

Olimpíadas 2.016

Salvando bolas incríveis, a dupla brasileira conseguiu abrir vantagem no placar noset decisivo e fechou com um 15 a 9. Campeões do mundo em 2015, Alison e Bruno Schmidt chegam às semifinais com quatro vitórias, e uma derrota.

No jogo que pode levá-los à final olímpica, os brasileiros enfrentarão os vencedores do duelo holandês entre Reinder Nummerdor e Christiaan Varenhorst e Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen.

Edição: Armando Cardoso
 

agosto 15, 2016 Posted by | esportes | , , , , | Deixe um comentário

Brasil faz dobradinha na ginástica

Olimpíadas 2.016

Olimpíadas 2.016

Se for verdade que é mais fácil competir em casa, e parece que é, vários atletas perderam a concentração como se a  competição fosse apenas um treino, Até a poderosa equipe americana de ginástica parecia afetada pelo fator psicológico.

Os americanos conseguiram as melhores  pontuações nas classificatórias, por isso, ver os dois com desempenho baixo na final, foi muito estranho. A equipe feminina do Brasil que tinha se classificado em quarto, também teve um rendimento menor na final.

Diego Hipólito teve um bom  desempenho e não ficou satisfeito com a nota, até porque os americanos apresentavam notas bem superiores na fase de classificação.  A nota de Diego foi 15.553 e garantiu a prata.

Mas como Olimpíada sempre surpreende, Arthur Mariano, que não surpreendeu tanto assim, já que era finalista, conseguiu uma nota tão boa quanto Hipólito, Nory conseguiu 15.433 e ficou com bronze.

Com o mal desempenho dos americanos, os brasileiros só foram superados pelo britânico Max Whitlock que obteve 15.633.

Isso quer dizer que tanto Nory quanto Hipólito ficaram muito próximos da medalha de ouro.

Mas fazer uma dobradinha não é para qualquer equipe, não, esse é um momento histórico para o Brasil na ginástica artística.

By Jânio

Brasil ganha primeira medalha

Olimpíadas 2.016 – O primeiro ouro

 

agosto 14, 2016 Posted by | esportes | , , , , | Deixe um comentário

Olimpíadas 2.016 – O primeiro ouro

Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil
A judoca brasileira Rafaela Silva vence Dorjsürengiin Sumiya, da Mongólia, e conquista a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Rio 2016
A judoca brasileira Rafaela Silva vence Dorjsürengiin Sumiya, da Mongólia, e conquista a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Rio 2016Reuters/Toru Hanai/Direitos Reservados

A judoca brasileira Rafaela Silva derrotou a atleta Dorjsürengiin Sumiya, da Mongólia, na final na categoria até 57 quilos feminino. É a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Com um wazari sobre a oponente, Rafaela conquistou 10 pontos e soube administrar a luta até o final, com o apoio da torcida brasileira.

Nas disputas de hoje (8), Rafaela já havia vencido a romena Corina Caprioriu, a alemã Myriam Roper, a sul-coreana Kim Jandi e a húngara Hedvig Karakas. A portuguesa Telma Monteiro venceu por um yuko a romena Corina Caprioriu e ficou com a medalha de bronze.

Rafaela Silva é carioca, tem 24 anos, e cresceu na comunidade Cidade de Deus. Começou a praticar judô com 5 anos, em uma academia na rua de sua casa. Aos 8 anos, entrou no Instituto Reação, no Rio de Janeiro.

Em 2011, ganhou a medalha de prata nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, no México e, em 2015, conquistou a de bronze no Pan de Toronto. Também foi foi vice-campeã mundial em Paris 2011. Na Olimpíada de 2012, em Londres, Rafaela foi desclassificada pelos juízes na segunda rodada por um golpe ilegal.

Rafaela conquistou a medalha de ouro no Mundial de Judô de 2013, prata no Mundial de 2011 e bronze no World Masters de 2012.

>> Acompanhe aqui os Jogos Rio 2016

Edição: Nádia Franco

agosto 9, 2016 Posted by | esportes | , , , | 3 Comentários

Rafaela ganha primeiro ouro no judô

agosto 8, 2016 Posted by | esportes | , , , , , , | Deixe um comentário

Ginasta francês quebra a perna

agosto 7, 2016 Posted by | esportes | , , , , | Deixe um comentário

Michel Temer é blindado de maior vexame da história

Flávia Villela – Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, homenageia o professor Robson Gracie, um dos pioneiros e principais responsáveis pelo desenvolvimento do estilo de arte marcial Jiu Jitsu no Brasil na Casa Bra
Rio de Janeiro – O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, em evento para a promoção do jiu-jítsu no BrasilTomaz Silva/Agência Brasil

As vaias ao presidente interino, Michel Temer, na cerimônia de abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro foram isoladas e não vão prejudicar a imagem do Brasil no exterior, segundo o ministro do esporte, Leonardo Picciani: “Houve vaias e aplausos, a participação do presidente não durou 30 segundos em uma cerimônia de quatro horas e não houve clima de hostilidade”.

O ministro também elogiou a cerimônia de abertura. “A abertura ontem foi extraordinária, à altura das melhores já realizadas em todas as edições dos Jogos Olímpicos, mostrando a capacidade do Brasil de, desde o começo do evento, cumprir bem com suas tarefas”, disse ele neste sábado (6) ao participar de uma campanha de divulgação do jiu-jítsu, na Casa Brasil, na zona portuária da cidade.

Picciani fez um balanço positivo do evento até o momento e também elogiou a abertura da prova de ciclismo de estrada, que presenciou na zona oeste do Rio de Janeiro. “O ciclismo de estrada hoje pela manhã começou no horário, tudo transcorreu com perfeição, as pessoas curtindo por toda a cidade. Creio que começamos com o pé direito e iremos assim até o final”, declarou.

Às 18h, o ministro participa, também na Casa Brasil, do ritual Huka-Huka e o Bem Viver Indígena. A proposta é, durante as Olimpíadas, resgatar, celebrar e divulgar as culturas dos povos tradicionais, como os Kuikuro, do Parque Nacional do Xingu, em Mato Grosso.

*Acompanhe os destaques deste sábado dos Jogos Olímpicos Rio 2016

*Saiba como são as modalidades disputadas na Rio 2016

Edição: Denise Griesinger

agosto 6, 2016 Posted by | esportes | , , , , | Deixe um comentário

Olimpíadas 2.016 – Brasil ganha primeira medalha

Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil
Felipe Wu comemora a medalha de prata na prova de pistola de ar 10 metros
Rio de Janeiro – Felipe Wu comemora a medalha de prata na prova de pistola de ar 10 metrosValdrin Xhemaj/Agênci Lusa/Direitos Reservados

O tiro esportivo, modalidade que rendeu a primeira medalha do Brasil em Olimpíadas, deu aos brasileiros também a sua primeira nos Jogos Olímpicos Rio 2016 para Felipe Wu, que ficou com a prata na final da prova de pistola de ar 10 metros.

Wu, que chegou aos Jogos como número um do ranking mundial, superou o chinês Wei Pang, que terminou com o bronze. O vietnamita XuanVinh Hoang conquistou o ouro, na prova disputada no Centro Olímpico de Tiro, no Parque de Deodoro.

A primeira medalha do Brasil em Olimpíada foi conquistada no tiro esportivo por Afrânio da Costa nos Jogos Olímpicos de 1920, na Bélgica.

Edição: Lílian Beraldo

agosto 6, 2016 Posted by | esportes | , , , , , | 1 Comentário

Austrália considera vila olímpica inabitável

Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil

rio2016_banner

Problemas hidráulicos, elétricos e nas instalações de gás foram alegados pelo Comitê Olímpico Australiano para se recusar a hospedar seus atletas na Vila Olímpica, aberta neste domingo (24) pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 para as delegações esportivas nacionais e estrangeiras.

De acordo com nota divulgada pelo Comitê Olímpico Australiano, as instalações reservadas a seus atletas estavam “inabitáveis”.

O diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mário Andrada, disse à Agência Brasil que o comitê australiano divulgou comunicado alertando que ainda havia “problemas de construção” e que, por isso, os atletas só voltarão ao local “quando tudo estiver resolvido. Então, vai demorar mais uns dois dias”.

Segundo Andrada, não houve mais problema com outras delegações. A Grã-Bretanha, por exemplo, não mudou de planos. “A equipe já está aqui, esperando pelos seus atletas.”

A expectativa de Andrada é que, ainda hoje, cheguem à Vila Olímpica em torno de 600 atletas.

A Vila Olímpica foi entregue pelo prefeito Eduardo Paes ao Comitê Rio 2016 no último dia 15 de junho. Ela é composta por 17 prédios de 31 andares, totaliza 3.604 apartamentos e tem capacidade para receber quase 18 mil atletas e membros de equipes técnicas durante os jogos.

Edição: Nádia Franco

julho 24, 2016 Posted by | esportes, Política | , , | Deixe um comentário

Brasileiros que ganharam ouro em Toronto

Toronto 2.015

Jogos Pan-americanos

Os jogos pan-americanos são considerados de menor importância no cenário internacional, prova disso é que celebridades do atletismo e outros esportes deixam de participar, abrindo vagas para outros atletas. Ninguém deixa de participar de um mundial para participar do pan.

Apesar disso, algumas modalidades deixam bem claro a importância do maior evento esportivo das Américas, como é o caso da ginástica onde o campeão olímpico Arthur Zanetti garantiu a sua medalha de ouro em sua especialidade, as argolas. A ginástica rítmica também conseguiu o ouro e, nesse caso, foi uma medalha muito especial, já que elas haviam ganhado ouro por equipe e ganharam também na prova da fitas e ainda são favoritas na prova das maças nesta segunda-feira.

A primeira medalha de ouro do Brasil nos jogos foi no judô, uma categoria que merece essa honra, não só no pan quanto nas olimpíadas.

Erika Miranda, judô, até 52 kg, ouro.

Luciano Correa ganhou o ouro na categoria até 100 kg, judô.

Thiago Camilo ganhou ouro no judô, categoria até 90 kg.

Charles Chibana ganha ouro no judô, até 66 kg.

Etiene Medeiros nem era uma surpresa, já que conquistou a primeira medalha de ouro para a natação feminina do país no mundial, então, repetir a façanha no pan foi só um presente especial, e bota especial nisso. Etiene terminou os 100 metros contas em 59 segundos e 51 centésimos. Com 24s e 55 Etiene ainda conseguiu a prata nos 50 metros livres.

Thiago pereira ganhou ouro e tornou-se o recordista em jogos pan-americanos.

João de Luca foi ouro nos 200 metros livres, natação.

Leonardo de Deus ganhou ouro nos 200 metros borboleta. Ainda na natação, o 4/100 livres também ganhou ouro.

Yara Marques ganhou ouro em Guadalajara, mas dessa vez foi ouro no Pentatlo.

A natação terminou sua participação com 10 ouros, seis pratas e dez bronzes, atrás apenas dos Estados Unidos com dois ouros a mais.

Felipe França e Felipe Lima fizeram dobradinha no 100 metros peito e mataram a saudade de Scielo que trina para o mundial e esteve ausente.

Ana Sátila é a primeira mulher a ganhar medalha de ouro na canoagem para o Brasil.

No tiro esportivo, Júlio Almeida conseguiu ouro na pistola 50 m, enquanto Cassio Rippel foi ouro na carabina 50 m.

Felipe Wu foi ouro na pistola de ar.

Marcel Sturmer ganha ouro na patinação.

Isaquias Queiroz ganhou duas medalhas de ouro na canoagem, 200m e 1000m.

No halterofilismo, Fernando Reis venceu na categoria até 105 kg e também levou o ouro.

Joice Souza, luta olímpica até 58 kg.

Medalhas de ouro até o domingo:

1º – Estados Unidos – 59

2º – Canadá – 53

3º – Brasil – 30

4º – Colômbia – 24

5º – Cuba – 22

6º – México – 12

7º – Argentina – 10

8º – Guatemala – 5

9º – Equador – 4

10º – Chile – 4

11º – Venezuela – 3

12º – Peru – 2

13º – República Dominicana – 1

14º – Porto Rico – 1

15º – Bahamas – 1

By Jânio

Quadro de medalhas nos jogos panamericanos de Guadalajara

Brasil ganha terceira medalha de ouro

julho 20, 2015 Posted by | esportes | , , , | Deixe um comentário

Brasil consegue cinco medalhas no vôlei de praia

campanha histórica

Ouro, Prata, Bronze.

Eu sempre dizia que o time da casa sempre vence, desta vez isso quase aconteceu. Sim, porque a final foi na Holanda e os holandeses, Reinder Nummerdor e Christiaan Varenhorst, chegaram até a final e, na final, o jogo sequiu até o tie break quando, finalmente, a dupla brasileira, Bruno Schmidt e Alison Cerutti, venceu. 21-12, 14-21 e 20-22.

O Brasil ainda conseguiu o bronze com a dupla Evandro Gonçalves e Pedro Solberg que venceram a dupla americana, Theodore Brunner e Nick Lucena, em dois sets a 0, placar de 22-20 e 21-13.

Se você acha que essa é a melhor notícia, é porque ainda não lei o resto do post.

É isso mesmo, se o masculino conseguiu um grande feito com ouro e prata, as mulheres conseguiram um feito ainda melhor: Ouro, prata e bronze.

A dupla brasileira, Bárbara Seixas e Agatha Bednarczuk, fez a final com suas compatriotas Taiana Lima e Fernanda Alves.

Bárbara Seixas e Agatha Bednarczuk tornaram-se campeãs ao vencer o jogo por 2 a 0, 21-18 e 22-10.

E não parou por aí, o Brasil, com a dupla Maria Antonelli e Juliana Felisberta da Silva, também conseguiu a medalha de bronze com uma vitória de 2-1 (23-25, 21-18 e 15-9) contra as alemãs Katrin Holtwick e Ilka Semmler, completando a façanha de ouro, prata e bronze.

O Brasil sempre teve suas esperanças de boas apresentações baseadas em esportes específicos como a vela e o judô, depois chegou a natação. O vôlei de quadra chegou muito forte para esse grupo e, agora, o vôlei de praia transforma a esperança em realidade. Não conseguir medalhas de ouro com o vôlei é muito difícil, não conseguir medalhas é impossível.

Isso prova uma teoria minha: desmoralizar a reputação de um país tupiniquim através da Copa do Mundo de Futebol é fácil, difícil é desmoralizar nas Olimpíadas. Nas Olimpíadas tem atletas que não tem dinheiro nem para viajar, mas agora podem ir até de bicicleta.

By Jânio

A Olimpíada é nossa

Brasil ganha segunda medalha de ouro em Londres

Sarah Menezes ganha primeiro ouro em Londres

Voleibol feminino ganha terceiro ouro em Londres

julho 5, 2015 Posted by | esportes | , , , | Deixe um comentário

Revelan el insulto de Neymar en la Copa América

Copa América

Copa América

El árbitro chileno Enrique Osses ha publicado un informe donde revela los pormenores de su conflicto con el futbolista brasileño Neymar durante el partido entre Brasil y Colombia en el marco del torneo Copa América 2015. “Te quieres hacer famoso a mi costa, hijo de….”, espetó el futbolista al colegiado en el túnel de vestuarios tras su expulsión, comunica Peru.com.

En el mismo partido el delantero brasileño pateó la pelota contra la espalda del futbolista colombiano Pablo Armero. Ambas situaciones motivaron la decisión de la Confederación Sudamericana de Fútbol (Conmebol) de suspender a Neymar con cuatro partidos en Copa América.

Fonte – RT-TV

junho 21, 2015 Posted by | esportes | , , , | Deixe um comentário

Insulto que teria tirado Neymar da Copa América

Copa América

Copa América

O árbitro chileno Enrique Osses publicou um relatório revelando os detalhes de seu conflito com o futebolista brasileiro Neymar durante a partida entre Brasil e Colômbia no Torneio Copa América 2015 . “Tá querendo ficar famoso às minhas custas filho da .. .. “, disse o jogador ao árbitro no túnel do vestiário, depois da expulsão, segundo o Peru.com .

Na mesma partida, o atacante brasileiro já havia  chutado a bola de volta contra o jogador colombiano Pablo. Ambas as situações levaram à decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) de suspender Neymar, em quatro jogos na Copa América.

Fonte: RT-TV

 

junho 21, 2015 Posted by | esportes | , , | Deixe um comentário

Goleada da Alemanha tinha objetivo político

É Dunga de novo

Era Dunga

Depois da derrota histórica para a Itália em 82, Telê Santana ainda teria mais uma chance em 86, mas ficou bem claro que o futebol havia mudado e que o futebol arte daria lugar ao jogo de marcação e malandragem. Tudo bem que Maradona era um gênio mas nem ele escapou das pressões, marcações e polêmicas, como o gol da “mão de deus”.

Em 90, a seleção brasileira já havia entrado numa era, trocando o melhor ataque pela melhor defesa, e Dunga recebeu o maior tarefa que um jogador poderia receber, marcar o maior jogador do mundo, Maradona. Se Maradona era quase impossível de marcar, o time tornava-se imbatível com a ajuda de Batistuta (batigol) e Canídia, o resto é história.

Em 94, saiu Lazaroni, mas nem a saída dele mudou como os torcedores queriam, pelo contrário, o time ficou ainda mais truncado, com direito a dois volantes, meia-esquerda, meia-direita e apenas dois atacantes. Parreira manteve-se firme aos seus princípios e ganhou a copa para o Brasil depois de 24 anos.

Desde as Olimpíadas de 88, Dunga foi consolidando sua função de marcador e, com a ajuda de um novo volante, a seleção iniciava de vez a era Dunga.

Depois que Dunga saiu, a seleção encerrou esta fase, dando a entender que o futebol brasileiro entraria numa nova era e, finalmente, o sonho dos torcedores foi realizado: uma seleção com três atacantes. O Brasil ganhou o Penta com um trio de atacantes que foram melhores do mundo na melhor fase do futebol brasileiro: Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo. Lembrando que Rivaldo desempenhou seu papel de maneira brilhante, ligando o time ao ataque.

É verdade que o ex-maior treinador do mundo exagerou ao colocar quatro atacantes, deixando o time sem meio de campo, mas é verdade que jogadores profissionais tem de saber quando atacar e quando se defender, principalmente contra um time como a Alemanha. Se ele tivesse entrado com 10 atacantes em campo, mesmo assim, eles teriam de ter consciência que precisariam controlar o meio de campo e se defender. Se isso não acontece, o técnico falha.

A goleada de 7 a 1 para a Alemanha foi o maior vexame da seleção brasileira desde aquele 3 a 0 para a França, a diferença é que essa goleada nunca será esquecida, pior, será usada pelos adversários como estratégia. O mundo inteiro tem dito que o Brasil tem bom atacantes mas não tem zagueiros.

Se a falta de volante foi a causa da goleada, nada como contratar um volante para evitar um novo erro. O interessante é que os grandes clubes já deixaram de ser referência para a formação de uma grande seleção, prova disso é que a Espanha foi eliminada na primeira fase. Entretanto, a Alemanha tinha a base de jogadores em um único time e foi campeã. Quando eu digo que um time não é mais a referência, refiro-me a esquemas táticos.

Dificilmente Dunga deixaria de estar atento à posição em que ele foi campeão do mundo, entretanto, vendo com um olhar mais crítico, como eu disse, se você tem os três maiores atacantes do mundo, precisa usar essas armas. A decisão de deixar Neymar e Ronaldinho Gaúcho fora da copa, acarretou uma responsabilidade que só se resolveria vencendo a Copa, e Dunga não venceu.

Todo mundo sabe que houve um período obscuro no jogo contra a Alemanha, mas além da goleada, fala-se em teoria da conspiração envolvendo inclusive o esquema tático com quatro atacantes. Segundo essa teoria, o goleada da seleção tinha objetivo político. A única forma de desestruturar a seleção seria através da convocação, entretanto, especialistas em política afirmam que a derrota não será lembrada até a eleição.

Verdade ou não, a oposição vive o seu melhor momento, tanto o PSDB, com Aécio, quanto Eduardo Campos. Num país onde só se vota em quem ganha, inclusive com os institutos de pesquisas decidindo quem será o presidente, então, é bom ficar atento. O que sabemos de fato, é que a direita não está nem um pouco satisfeita em ver a esquerda no poder durante tanto tempo e as derrotas consecutivas de Serra deixaram marcas.

Para relaxar esse clima pesado, gostaria de dizer que as torcidas internacionais escolheram a música que previu a goleada da Alemanha e, apesar da Alemanha cantar “Rio de Janeiro Ô ÔÔ ÔÔ”, sárira para “Vamos a la playa Ô ÔÔ ÔÔ”, a música que previu a goleada foi:

E se ficar comigo é porque gosta
Do meu rá rá rá rá rá rá rá o lepo lepo
É tão gostoso quando eu rá rá rá rá rá rá rá o lepo lepo

Obs: Foram sete rás no lepo lepo, se continuar é porque gosta.

By Jânio

julho 22, 2014 Posted by | esportes | , , , , , | 1 Comentário

Copa 2.014 – Alemanha é campeã do mundo

germany.champions_1

Alemanha fez um gol aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação e conquistou o tetra-campeonato. O título veio depois de uma partida equilibrada que terminou empatada no tempo regulamentar e primeiro tempo da prorrogação, levando a crer que a partida seria decidida nos penaltis, mas o destino quis o contrário, para alegria de Ângela Merkel, chanceler alemã, presente no evento.

Em alguns momentos a Argentina chegou a ser superior, como aos vinte minutos, quando Higuain recebeu um bom passe mas errou o gol. Aos 29 minutos, Higuain marcou um belo gol, infelizmente estava impedido. A Alemanha chegou a acertar a trave no final do primeiro tempo.

No segundo tempo a Argentina chegou a reclamar de um penalti não marcado contra Higuain.

Aos seis minutos do primeiro tempo da prorrogação, Palácio recebeu um bom passe e com uma jogada de gênio encobriu o goleiro e, se não fosse a má pontaria, teria feito o gol da vitória.

No segundo tempo da prorrogação, Gotze recebeu um cruzamento de Schurrle e completou de voleio, fazendo o primeiro gol da partida.

No final do jogo, Messi ainda teve uma falta para cobrar, mas pegou mal na bola. E ficou nisso, um a zero para a Alemanha.

Depois de ganhar as Copas de 1.954, 1.974 e 1.990, a Alemanha finalmente volta a ser a melhor seleção do mundo.

A equipe Alemã marcou 18 gols durante o torneio e sofreu quatro, sendo Thomas Muller o artilheiro com cinco Gols. Sete gols foram contra a seleção brasileira.

Alemanha: Neuer; Lahm, Boateng, Hummels e Howedes; Schweinsteiger e Khedira (Schurrle); Muller, Kroos e Ozil (Mertesacker); Klose (Gotze). Técnico: Joachim Low

Argentina: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e Rojo; Mascherano e Biglia; Pérez (Gago), Messi e Lavezzi (Aguero); Higuaín (Palacio). Técnico: Alejandro Sabella

Resultado das finais:

Disputa do terceiro lugar:

Brasil 0 Holanda 3

FINAL

Alemanha 1 Argentina 0

COPA DO MUNDO 2.014

Alemanha enfrenta Argentina na final

Alemanha classificada para a Final

Seleções nas semifinais

Brasil está classificado para as semifinais

Seleções classificadas para as quartas

Ranking da FIFA

Brasil está classificado para as quartas de final

Confronto das oitavas

Brasil está classificado para as oitavas da Copa

Resultados da primeira rodada da Copa

Brasil empata com o México

Placar dos primeiros jogos da Copa

Cientistas pesquisam a derrota da Espanha para Holanda

Brasil vence Croácia por 3 a 1

julho 14, 2014 Posted by | esportes | , , , , | Deixe um comentário

Copa 2.014 – Alemanha enfrentará Argentina

Final da Copa

Argentina e Alemanha

A Copa do Mundo está se tornando chata e previsível e nem mesmo as duas seleções mais emocionantes dessa Copa do Mundo no Brasil, Alemanha e Holanda, escaparam de suas disputas por penaltis. O jogo de hoje mostrou como o futebol ficará no futuro, ao invés de aprender a driblar como Neymar, a criançada deverá aprender as formas lícitas de golpear os adversários, golpes esses que poderiam levar tanto a uma lesão grave, como foi o caso da fratura de Neymar, como levar a morte. Eu ainda não vi jogador morrendo por contusão em campo, mas já vi muito jogador desmaiando ou tendo lesões graves.

Antigamente havia o carrinho por trás, que foi proibido, mas novas formas violentas foram desenvolvidas, afinal, estamos falando de valorização de passe de jogadores, estamos falando de milhões de dólares, estamos bem próximos de falar em bilhões. Eu sei do que eu estou falando porque eu já passei por isso.

Vai chegar o dia em que o futebol (soccer), será como o futebol americano, ou seja, o jogador com a bola terá de ser protegido por outros dois ao seu lado, com um protegendo a sua frente e, talvez, até a retaguarda. As regras terão de ser mudadas para evitar o que temos assistido, a imagem da perna do Ronaldo se quebrando é mais forte até que a imagem de Anderson silva no UFC.

Entretanto, toda essa violência, inclusive da torcida fora de campo, poderia se tornar uma forma de guerra, batalha moderna, aumentando ainda mais a audiência desse esporte. Contudo, dentro de campo, para quem quer ver o belo e velho futebol arte, com gols, ficará decepcionado. A goleada da Alemanha contra o Brasil até que foi emocionante, para a Alemanha, mas isso só aconteceu depois de uma tragédia contra Neymar.

Talvez no futuro, novas formas de jogar futebol sejam criadas, como ocorreu com o futebol de salão que eu ainda não entendi porque não está nas olimpíadas. Dizem que o esporte tem de ser praticado por muitos países/pessoas, para ser aceito nas olimpíadas, mas tem esporte na olimpíada que ninguém sabe que existe.

O futebol precisa de mais gols para ser menos violento, então, porque não diminuir a quantidade de jogadores em campo, aumentar o tamanho das traves, etc.

Sobre o jogo de hoje não dá para falar muita coisa, o jogo até que foi bom, mas faltou o melhor de tudo, o momento do gol. Se houvessem menos jogadores talvez pudéssemos ver mais gols. Foram 90 minutos de partida em tempo regulamentar e mais 30 minutos de prorrogação, para depois decidir tudo nos penaltis.

A famosa morte súbita foi abandonada, talvez porque os jogadores modernos poderiam entender a “morte súbita” literalmente, ao invés de ser a primeira equipe que faz o gol na prorrogação.

A Argentina que passou toda a Copa com um sistema de jogar com menos gols e mais marcação, empatou em 0 a 0, e venceu nos penaltis por 4 a 2. Agora a Argentina pega a Alemanha que foi um dos três times mais emocionantes da copa, ao lado da França e Holanda. Tudo leva a crer que teremos um jogo monótono sem gols e disputa de penaltis. Vamos torcer para que não.

O Brasil poderia até ser goleado mais uma vez, na disputa pelo bronze, mas eu não acredito que o técnico entre em campo sem volantes novamente. Ganhar a partida já é outra história, acho que ninguém mais respeitará o Brasil depois da derrota por 7 a 1.

SEMI-FINAL

Alemanha 7 Brasil 1

Argentina 4 Holanda 1 (nos penalti)

FINAL

Sábado 12/07 17 hrs – Disputa do terceiro lugar

Brasil x Holanda

Domingo 13/07 16 hrs – Decisão da Copa do Mundo 2.014

Alemanha x Argentina

Alemanha classificada para a Final

Seleções nas semifinais

Brasil está classificado para as semifinais

Seleções classificadas para as quartas

Ranking da FIFA

Brasil está classificado para as quartas de final

Confronto das oitavas

Brasil está classificado para as oitavas da Copa

Resultados da primeira rodada da Copa

Brasil empata com o México

Placar dos primeiros jogos da Copa

Cientistas pesquisam a derrota da Espanha para Holanda

Brasil vence Croácia por 3 a 1

julho 10, 2014 Posted by | esportes | , , , , | 2 Comentários

Copa 2.014 – Alemanha classificada Final

Brasil perde sua majestade

família Real

A Seleção brasileira é eliminada da copa no maior vexame da história do futebol brasileiro e, finalmente, o país vai esquecer do dia em que a equipe amarelou diante da França, em 1.998, levando uma goleada de 3 a 0. Levar uma goleada naquela época era novidade, principalmente tendo Ronaldo, um dos maiores jogadores da história, em seu melhor momento.

Ninguém esperava que a Alemanha fosse tão ofensiva, principalmente a seleção brasileira, acostumada a jogar com dois volantes. O problema é que o ex-maior técnico do mundo resolveu entrar em campo com quatro atacantes, esquecendo do meio de campo, e o mundo inteiro sabe que o Brasil não tem tradição de bons zagueiros. A Zaga do Brasil pode ser muito boa para fazer gols, mas para marcar atacantes é péssima.

O maior problema era o meio de campo pois sem a marcação no meio de campo, os atacantes chegavam muito rápido a grande área brasileira, deixando os zagueiros com medo de cometer penalti. Os gols saíram facilmente, diante de três ou quatro jogadores, sem que ninguém fizesse nada para impedir.

É uma pena que a Alemanha, um time sem partidas memoráveis nessa copa, tenha feito tantos gols justamente contra o Brasil. De um modo geral, o Brasil acabou se tornando o pior time desta Copa, depois dessa goleada histórica, uma das maiores de todos os tempos.

Eu diria que houve um conjunto de fatores que levaram a essa goleada. Eu vinha alertando para vários defeitos da seleção que levavam a equipe a ser irregular. Além de ser uma equipe fraca, a seleção brasileira não tinha nenhuma habilidade considerada básica para ganhar a copa: O Brasil não conseguia marcar na defesa; errava muitos passes, recebendo a bola sem se mexer, permitindo que os adversários roubassem a bola; o time não conseguia inverter jogadas da esquerda para a direita; não conseguia jogar pelo meio; não conseguia fazer jogadas aéreas, em escanteios e toques de cabeça; não tinha um grande cobrador de faltas; não tinha um grande goleador além de Neymar.

Como alguém poderia imaginar que um dia o Brasil jogaria sem um grande atacante artilheiro, como Robinho ou Neymar?

Neymar não foi brilhante nessa copa justamente por causa da marcação forte, a mesma que o tirou fora do torneio. E o Brasil não conseguia fazer essa marcação forte. Mesmo com um esquema suicida, com quatro atacantes, os jogadores experientes teriam observado as falhas defensivas, um atacante experiente sabe a hora de voltar.

Entretanto, a própria Alemanha reconheceu que o Brasil deixou espaços que eles precisavam para jogar. A Alemanha que fez uma das melhores partidas de sua história, hoje, não teve liberdade para fazer isso com nenhum time antes, nem mesmo contra a costa Rica, a melhor defesa da Copa, levando a disputa para os penaltis.

Como o Brasil chegou as semi-finais, entre as quatro melhores equipes do mundo, com tantos defeitos técnicos?

O principal motivo da seleção ter chegado até aqui, com certeza foi Neymar. Neymar foi responsável pelo respeito que as seleções tinham pelo time do Brasil e a saída dele fez com que perdessem esse respeito.

Notem que o esquema suicida teve um momento crítico, justamente quando o Brasil levou gols, saiu para fazer e levou contra-ataques mortais que praticamente liquidaram a partida. Os próprios jogadores sabiam que seria difícil fazer um ou dois gols contra a Alemanha. Quando a Alemanha chegou aos três, o time já dava a partida por perdida e, pior, continuava a repetir os erros. Talvez a reconhecida falta de capacidade de fazer gols tenha influenciado ainda mais no descontrole dos jogadores.

Na parte final do primeiro tempo, já perdendo por cinco gols a zero, o time perdeu o ímpeto de fazer gols e se organizou melhor na defesa, mesmo dentro de um esquema suicida. No segundo tempo, o placar foi de dois a um e, mesmo estando nitidamente inferior a Alemanha, o Brasil estava melhor organizado defensivamente.

A saída de Neymar deixou a Seleção com dois atacantes fracos: Fred simplesmente não apareceu nos jogos e Hulk, como eu disse, parece mais um volante jogando como atacante. Não havia opções no banco de reservas.

Sobre a goleada:

01) Nos primeiros minutos tudo parecia em ordem, a seleção conseguia até atacar, mas o espaço deixado no meio de campo possibilitou a Alemanha abrir o placar logo aos dez minutos de jogo. Depois de uma cobrança de escanteio, Müller pegou a sobra e marcou o primeiro gol da Alemanha.

02) A seleção até tentou reagir depois do primeiro gol mas, ao contrário do Brasil, a Alemanha não dava espaço, foi assim que Klose teve a chance de chutar duas vezes contra o goleiro Júlio Cesar. Chutou forte na primeira e, no rebote, conseguiu fazer o segundo gol da Alemanha.

03) Foi depois do segundo gol da Alemanha que a seleção perdeu o controle. Dois minutos depois do segundo gol da Alemanha, Kroos acertou o canto direito e fez o terceiro da Alemanha.

04) Um minuto depois, o mesmo Kroos marcou o quarto gol alemão. A seleção brasileira não conseguia acordar do pesadelo.

05) Aos vinte e oito minutos, a Alemanha fez o quinto gol da Alemanha com o jogador Khedira. O pesadelo brasileiro que começou aos 22 minutos, finalmente acabou aos 28 minutos do primeiro tempo, seis minutos que entram para a história das Copas e que deverão ser estudados pelos próximos cem anos.

06) Depois do intervalo, a seleção brasileira voltou com Ramires e Paulinho no lugar de Hulk e Fernandinho. O Brasil finalmente começou a atacar, mas o goleiro estava muito bem no jogo.

Schuerrle fez o sexto gol da Alemanha aos 23 minutos do segundo tempo, para a alegria da torcida Alemã que sabia que o jogo estava liquidado.

07) O jogador reserva alemão Schuerrle voltou a marcar aos 33 minutos.

08) Depois de sete gols da Alemanha, finalmente o Brasil marcou o gol de honra com Oscar. Placar final 7 a 1 para a Alemanha.

Toda a cartilha da filosofia básica do futebol passou pela cabeça do torcedor, desde “quem não faz, toma” até “a melhor defesa é o ataque”, mas faltou o meio de campo, faltou Neymar e outros tantos centroavantes que ficaram esquecidos pela mídia, enquanto os famosos desconhecidos brasileiros desceram a ladeira com bola e tudo.

A música “o campeão voltou” não voltou, mas o refrão ufanista “eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor” me fez lembrar da prisão do filho do Rei Pelé. Não foi a primeira vez que o ex-goleiro do santos foi preso por associação ao tráfico de drogas, a diferença é que desta vez ele já não é réu primário.

Definitivamente o futebol brasileiro não atravessa um bom momento. Mas não se preocupe, toda seleção brasileira é escolhida de acordo com os interesses da CBF, então, não fomos totalmente derrotados, há muito jogador ardendo na terra brasilis.

By Jânio

COPA DO MUNDO 2.014

Seleções nas semifinais

Brasil está classificado para as semifinais

Seleções classificadas para as quartas

Ranking da FIFA

Brasil está classificado para as quartas de final

Confronto das oitavas

Brasil está classificado para as oitavas da Copa

Resultados da primeira rodada da Copa

Brasil empata com o México

Placar dos primeiros jogos da Copa

Cientistas pesquisam a derrota da Espanha para Holanda

Brasil vence Croácia por 3 a 1

julho 9, 2014 Posted by | esportes | , , , , | 2 Comentários

Copa 2.014 – Seleções nas semifinais

Brasil e Alemanha

Argentina e Holanda

A seleção brasileira chega a penúltima fase da Copa, semifinal, ultimo jogo antes da final. Desde o início a seleção esteve sempre precavida e, pela postura do Técnico, Felipão, parece que o time está fazendo exatamente o que ele queria.

É bom saber que o Felipão está satisfeito com o time, já que não temos grandes seleções nesta copa, e tão pouco craques. Aliás, craques parece uma espécie em extinção. Na história das copas, o Brasil nunca ganhou quando estava com o seu suposto melhor time, mesmo assim teve seus heróis, por isso, nem é preciso se preocupar tanto com los hermanos argentinos ou qualquer que sejam.

Quando a seleção brasileira ganhou em 94, a seleção estava muito mal e quase não conseguiu passar pelas eliminatórias, o salvador da pátria foi Romário, que formava com Bebeto a melhor dupla do mundo, na opinião do mundo inteiro, menos para a CBF. Romário aproveitou o prestígio e exigiu tudo, mas foi a última vez que vestiu a camisa da seleção em copas.

Ronaldo recebeu o apelido de fenômeno, mas quando estava no auge da fama não conseguiu conquistar esse tão sonhado título de campeão do mundo. Entretanto, na copa seguinte, quando já estava em decadência, recebeu o reforço de Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, formando um dos ataques mais ofensivos da história do futebol, ganhando finalmente a taça.

Talvez esta seja a pior Copa da história, mas pode ser que o futebol tenha mudado para sempre, pode ser que a era de craques como Neymar, Messi ou Cristiano Ronaldo, tenha chegado ao fim. Isso quer dizer que ganhará a Copa quem errar menos na defesa, meio de campo e ataque. Teremos cada vez mais gols de bico de chuteira, barriga, perna, etc., com direito, inclusive, a gols ilegais.

A quantidade de penaltis não marcados deixa bem claro a liberdade que os zagueiros tem em cometer falta dentro da área, assim como a falta de coragem dos juízes, o ponto positivo é que o jogo fica mais ágil e o jogador mais esperto, o ponto negativo são as tragédias que, se não diminui a popularidade do futebol, transforma este esporte em um tipo de guerra regulamentada.

Para sabermos o potencial de cada um dos quatro times da semifinal, basta fazermos um retrospecto de suas principais conquistas, já que houve muito empates.

BRASIL

Não dá para considerar a Croácia que, apesar de ser um grande time, levou duas goleadas (Brasil e México). Como o Brasil empatou com o México, então, não teve uma grande conquista na primeira fase.

Nas oitavas, o Brasil empatou com o Chile no tempo normal e prorrogação, disputando nos penalti a vaga para as quartas de final.

Podemos considerar a vitória contra a Colômbia uma grande conquista, foi assim que a seleção conseguiu chegar a semifinal.

ALEMANHA

Suas vitórias contra Portugal e EUA não devem ser consideradas, já que nenhuma das duas equipes estavam tão forte. Como a Argélia estava no nível dos EUA, a Argélia também não estava tão forte, estava num grupo bem equilibrado, mediano.

A maior conquista da Alemanha com certeza foi a vitória contra a França que já tinha goleado a Suíça, uma seleção que ganhou do Equador e goleou a fraca seleção de Honduras, conseguindo 6 pontos na primeira fase. A França também havia ganhado de 2 a 0 da Nigéria. A França só não foi feliz em pegar a Alemanha nas quartas.

ARGENTINA

Pegou um grupo fraco e conseguiu vitórias tão medíocres que parecia que estava administrando os resultados, jogando com as regras da FIFA.

Conseguiu 2 a 1 contra a Bósnia, 1 a 0 contra o Irã, que tinha empatado com a Nigéria; a argentina venceu a Nigéria por um placar apertado de 3 a 2. Apesar dos trancos e barrancos, a Argentina conseguiu 100% de aproveitamento nesse fraco grupo.

Nas oitavas a Argentina venceu a Suíça por 1 a 0. Lembrando que a suíça foi goleada pela França na primeira fase.

Finalmente venceu uma equipe média, a Bélgica, placar apertado de 1 a 0, nas quartas, classificando-se para a semifinal.

Holanda

A Holanda se destaca mais se comparada com o Brasil, vejam bem:

Goleou a decadente seleção da Espanha por 5 a 1, ganhou por um placar apertado da Austrália por 3 a 2, e, finalmente venceu por 2 a 0 o Chile – o Brasil empatou com o Chile, vencendo nos penaltis.

Venceu o México de virada nas oitavas por 2 a 1 – o Brasil empatou com o México em 0 a 0 na primeira fase.

Ganhou da costa Rica nos penaltis nas quartas, classificando para a semifinal.

Portanto, se comparada com o Brasil que não ganhou nem do Chile e nem do México, a Holanda se destaca. A Holanda tropeçou contra a Costa Rica que havia vencido a Grécia nos penaltis, nas oitavas, mas venceu também nos penaltis.

By Jânio

QUARTAS DE FINAL

França 0 Alemanha 1

Brasil 2 Colômbia 1

Argentina 1 Bélgica 0

Holanda 4 Costa Rica 3 nos pênaltis – 0 a 0 tempo normal

SEMIFINAIS

Alemanha X Brasil

Dia 08 de Julho às 17 Hrs

Holanda X Argentina

Dia 09 de Julho às 17 Hrs

Copa do Mundo 2.014

Brasil está classificado para as semifinais

Seleções classificadas para as quartas

Ranking da FIFA

Brasil está classificado para as quartas de final

Confronto das oitavas

Brasil está classificado para as oitavas da Copa

Resultados da primeira rodada da Copa

Brasil empata com o México

Placar dos primeiros jogos da Copa

Cientistas pesquisam a derrota da Espanha para Holanda

Brasil vence Croácia por 3 a 1

julho 6, 2014 Posted by | esportes | , , , , , , | 3 Comentários

Copa 2.014 – Brasil está classificado para semifinal

jogo histórico

Brasil e Alemanha

Seleção brasileira de futebol conseguiu hoje uma vitória com sabor de derrota para a torcida, isso porque Neymar sofreu uma fratura e está fora da Copa. Sendo Neymar uma das principais esperanças de gol do Brasil, em caso de uma partida difícil, foi uma perda muito grande.

Há muito tempo o futebol vem perdendo o glamour dos velhos tempos, tornando-se extremamente violento e afastando pessoas bem intencionadas desse esporte. O esporte favorito de mulheres e crianças em países como os EUA, vira uma luta de UFC, em torneios como a Copa do Mundo. É possível fazer uma seleção de jogadas capazes de fazer qualquer expectador de UFC ou MMA sentir calafrios.

Entretanto, apesar de Neymar ser o artilheiro do Brasil, seu rendimento estava apenas regular. Além da tietagem, romances e assédios dos fãs, jogadores da seleção sofrem com a responsabilidade que tem numa Copa, não são raros os casos de jogadores que amarelam.

O pior de uma copa é a suspeita de que certos jogadores tenham se vendido, principalmente quando começam a chutar a bola para fora. Outro problema grave é a arbitragem, por isso, é um alívio saber que a França está fora, já que o presidente da FIFA é francês.

Outro detalhe importante dessa Copa é a falta de seleções em destaque, importantes, a esperança de atuações de grandes craques como Cristiano Ronaldo também não se confirmaram.

No próximo jogo, além de não poder contar com seu maior craque, o Brasil também perde o seu capitão Thiago Silva, suspenso por causa dos dois cartões amarelos.

A vitória contra a Colômbia foi muito importante, já que foi o primeiro jogo do Brasil contra uma equipe que classificou em primeiro lugar do grupo, além do fato de a Colômbia estar invicta e jogar muito bem. A rivalidade latino-americana em relação ao Brasil já é conhecida, mas a covardia com Neymar deixa uma mágoa com los hermanos que será difícil de apagar. Primeiro foi o Chile que acertou o jogador, Neymar praticamente não jogou no segundo tempo, agora é a vez da Colômbia, mas dessa vez foi definitivo.

Cenas como essa nunca são esquecidas, nem mesmo quando é o Brasil que é o protagonista, como aconteceu contra os EUA, quando Leonardo acertou o jogador americano com o cotovelo.

História do Jogo:

Eu sempre achei que o Hulk é meio atrapalhado para atacante e que ele tem perfil de volante, função que era de Dunga. Neymar como meia, vai bem, mas eu acho que ele também poderia jogar como centroavante. Por falar em centroavante, um jogador que eu estou achando apagado na seleção é o Fred, isso é curioso, já que centroavantes são os que mais aparecem.

Se servir de consolo, todas as seleções do Brasil que jogaram bem, perderam, enquanto aquelas que não jogaram bem, venceram.

No jogo de hoje, o Brasil começou muito bem para um jogo contra uma grande seleção como a Colômbia e, principalmente num jogo de quartas de final. A seleção fez um gol logo aos seis minutos, quando o capitão Thiago Silva aproveitou o descuido da zaga e abriu o placar.

Com um gol tão precoce, parecia goleada, mas o Brasil não se empolgou. Pelo outro lado, foi como um balde de água fria no time colombiano. Com mais uma arbitragem fraca, dessa vez de um espanhol, o primeiro tempo foi violento e terminou com o placar de 1 a 0.

No segundo tempo, nada mudou, os atacantes brasileiros não apareceram, ficaram marcados, e só aos 23 minutos a rede voltou a balançar, felizmente foi outro gol brasileiro, demonstrando que o Brasil seria o melhor time das quartas. Desta vez foi David Luiz em uma cobrança de falta, o zagueiro já vinha jogando muito bem durante toda a copa.

O pênalti de Júlio César possibilitou o único gol da Colômbia, felizmente a partida já estava no final. Infelizmente, foi aí que Neymar foi atingido nas costas, sofrendo a fratura e saindo de campo demonstrando muita dor.

Concluindo:

Se é verdade que a melhor defesa é o ataque, então, o Brasil seguiu a cartilha à risca, com dois gols de zagueiros, enquanto os atacantes estavam constantemente marcados. Com a fratura de Neymar, serão os zagueiros as nossas esperanças para a final e semifinal da copa.

Jogar contra a Alemanha sem Neymar na semifinal, não será fácil, mas também não seria fácil com Neymar. O Brasil sempre teve fama por escolher jogadores por interesses, para valorizar o passe deles, muitos craques foram vítimas desse sistema, como Ronaldinho Gaúcho, Romário e até o próprio Neymar na Copa passada. Na partida contra o Chile eu já senti que Neymar teria problemas na Copa e que ele é fraquinho para jogadas mais fortes.

Agora, vamos esquecer o futebol de arte de craques como Neymar e Cristiano Ronaldo, e torcer para que nossos zagueiros façam uma boa copa, principalmente o guerreiro David Luiz. Apesar de ainda ser uma equipe perigosa, a Alemanha não vem apresentando um bom desempenho, por outro lado, o Brasil tem muita técnica, aliás, o melhor técnico do mundo. Pelo menos isso né?

By Jânio

Seleções classificadas para as quartas

Ranking da FIFA

Brasil está classificado para as quartas de final

Confronto das oitavas

Brasil está classificado para as oitavas da Copa

Resultados da primeira rodada da Copa

Brasil empata com o México

Placar dos primeiros jogos da Copa

Cientistas pesquisam a derrota da Espanha para Holanda

Brasil vence Croácia por 3 a 1

julho 5, 2014 Posted by | esportes | , , , , , , | 5 Comentários

Copa 2.014 – Seleções classificadas para as quartas

Quartas de Final

Quartas de Final

As oitavas de final da Copa do Mundo 2.014, no Brasil, não teve surpresa, mas o que faltou em surpresa, sobrou em emoção. A maioria dos jogos foram decididos na prorrogação, com exceção de Brasil e Costa Rica que se classificaram nos penaltis.

É notável a participação dos goleiros, responsáveis por parar os melhores jogadores do mundo. Por outro lado, a arbitragem deixa bem claro o jogo de elite da FIFA, querendo eliminar os estranhos no ninho, ou seja, times que eles não querem na final. Apesar de já ter ganho cinco copas, o Brasil já foi vítima da arbitragem várias vezes seguidas e, curiosamente, quando ganhou, falando da última conquista brasileira, os juízes ajudaram.

A expulsão do jogador uruguaio Suárez, deixa bem claro que eles não queriam o Uruguai na final. Sem o Suárez, o Uruguai não tinha time para a copa.

Suárez já tinha um histórico de violência e merecia ser expulso por um, duas ou no máximo três partidas. Nove partidas foi um exagero, seria melhor bani-lo das copas. Considerando que o Uruguai consiga se classificar por três copas seguidas, o que é improvável, e considerando que o Uruguai não passe da primeira fase, Suárez ficaria três copas fora, ou seja, foi banido. Merecia ser punido, sim, mas é preciso lembrar que há mordidas e mordidas. Mordiscadas é um gesto de carinho; mordidas leves ocorrem muito em brigas de mulheres; mordidas agressivas ocorrem com jogadores mimados como Suárez; a pior mordida, naturalmente, seria uma mordida como a de Mike Tyson, com o qual Suárez chegou a ser injustamente comparado.

Nenhum time teve vida fácil nas oitavas, prova disso foi que as decisões foram na maioria na prorrogação, nem mesmo as favoritas, em minha modesta opinião, França, Alemanha e Holanda, conseguiram escapar da agonia da incerteza da vitória.

A seleção considerada mais perigosa da copa e que vem construindo essa fama já há algum tempo é a Holanda, conhecida como a Laranja Mecânica, uma verdadeira máquina biológica. Mas não escapou do sufoco, já que a poderosa equipe do México teve o jogo na mão e poderia ter liquidado com o jogo, caso fizesse mais um gol.

A Colômbia foi o melhor time latino-americano até agora, com quatro vitórias seguidas, a última contra o Uruguai que sentiu a falta de Suárez. A Argentina jogou contra a Suíça como se estivesse jogando contra a melhor seleção do mundo, sofreu muito e conseguiu a classificação, mas sem convencer. Agora pega a Bélgica que, mesmo sem muita tradição em copas, foi primeira de seu grupo e, assim como a Argentina, não parece tão forte.

Apesar das críticas contra o Brasil, a verdade é que a seleção brasileira terá o caminho das pedras se quiser ganhar essa copa. Primeiro encarou a Croácia, Camarões e México na primeira fase, e não era exatamente um grupo fácil; depois foi a vez do Chile, uma equipe média, mas que levou o Brasil para os penaltis, além de tirar o melhor jogador brasileiro, Neymar, de combate, e essa foi a parte boa. Agora pega a melhor equipe latino-americana, Colômbia, será difícil vencer e, mesmo que vença, teria de enfrentar o vencedor de França e Alemanha. Eu nunca vi o Brasil preferir pegar a Alemanha, mas é o que está acontecendo agora, além de ser a seleção mais perigosa da copa, depois da Holanda, a França ainda tem o torcedor mais importante, o presidente da FIFA.

Holanda e Argentina terão partidas teoricamente mais fáceis, melhor para a Holanda, pior para a Argentina que não joga tão bem e ainda terá de pegar a própria Holanda na semi-final, caso vença.

Costa Rica já fez uma excelente campanha até aqui, conquistou muitos admiradores e não tem nada a perder contra a Holanda. A Bélgica tem uma tarefa um pouco mais fácil, já que a Argentina não joga lá essas coisas e tem uma campanha muito parecida com a Bélgica.

Levando-se em conta que são as maiores equipes de seus respectivos grupos, todas as seleções deverão ser respeitadas nas quartas de final e, teoricamente, todas são candidatas a serem campeãs, até a Costa Rica, mas só se a FIFA quiser.

RESULTADOS DAS OITAVAS DE FINAL

Brasil 3 chile 2

Colômbia 2 Uruguai 0

Holanda 2 México 1

Costa Rica 3 Grécia 2

França 2 Nigéria 0

Alemanha 2 Argélia 1

Argentina 1 Suiça 0

Bélgica 2 EUA 1

CONFRONTOS DAS QUARTAS DE FINAL

França X Alemanha

Brasil x Colômbia

Argentina x Bélgica

Holanda X Costa Rica

COPA DO MUNDO 2.014

Ranking da FIFA

Brasil está classificado para as quartas de final

Confronto das oitavas

Brasil está classificado para as oitavas da Copa

Resultados da primeira rodada da Copa

Brasil empata com o México

Placar dos primeiros jogos da Copa

Cientistas pesquisam a derrota da Espanha para Holanda

Brasil vence Croácia por 3 a 1

julho 2, 2014 Posted by | esportes | , , , , , , , | 5 Comentários

%d blogueiros gostam disto: