Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Como funcionam as marés

 

vazantes e enchentes

Marés

Marés são as alterações do nível das águas do mar causadas pela interferência gravitacional da Lua e do Sol (esta última com menor intensidade, devido à distância) sobre o campo gravítico da Terra.

maré baixa

Maré Alta

Ocorrência das marés:

Preia-mar (ou preamar) ou maré alta – nível máximo de uma maré cheia.

Baixa-mar ou maré baixa – nível mínimo de uma maré vazante.

Estofo – também conhecido como reponto de maré, ocorre entre marés, curto período em que não ocorre qualquer alteração na altura de nível.

Maré enchente – período entre uma baixa-mar e uma preia-mar sucessivas, quando a altura da maré aumenta.

Vazante – período entre uma preia-mar e uma baixa-mar sucessivas, quando a altura da maré diminui.

Altura da maré – altura do nível da água, num dado momento, em relação ao plano do zero hidrográfico.

Elevação da maré – altitude da superfície livre da água, num dado momento, acima do nível médio do mar.

Amplitude de marés – variação do nível das águas, entre uma preia-mar e uma baixa-mar imediatamente anterior ou posterior.

Maré de quadratura – maré de pequena amplitude, que se segue ao dia de quarto crescente ou minguante.

Maré de sizígia – as maiores amplitudes de maré verificadas, durante as luas nova e cheia, quando a influência da Lua e do Sol se reforçam uma a outra, produzindo as maiores marés altas e as menores marés baixas.

Zero hidrográfico – nível de referência a partir da qual se define a altura da maré; é variável em cada local, muitas vezes definida pelo nível da mais baixa das baixa-mares registadas (média das baixa-mares de sizigia) durante um dado período de observação maregráfica.

Fonte: Wikipedia

Dez mistérios da ciência solucionados

Mistérios do Universo

fevereiro 22, 2015 Posted by | Ciências | , , , | Deixe um comentário

As partes do cérebro são independentes

desenvolvimento mental

Independência Cerebral

Uma equipe de biólogos publicou os resultados de um estudo de 15 anos mostrando que o cérebro não evolui em conjunto.

O estudo de uma equipe internacional de biólogos, liderada pelo Dr. Reinmar Hager (Manchester University (EUA)) encontrou evidências de que as partes do cérebro podem desenvolver-se independentemente uma da outra.

O objetivo da investigação, que já dura quinze anos, foi descobrir se as distintas partes do cérebro podem responder separadamente ao estímulo ou se o cérebro responde como um todo, segundo um artigo publicado na revista “Nature”.

Os investigadores dizem ter contrastado sua hipótese, usando uma abordagem de genética quantitativa graças a um estudo de mais de 10.000 camundongos. Ao contrário de estudos anteriores, os pesquisadores compararam as medições cerebrais de uma única espécie.

Os cientistas tentaram examinar se as diferentes partes do cérebro-cerebelo, hipocampo, bolbo olfactivo, cortex ou o corpo estriado, tem um desenvolvimento independente ou se o cérebro se desenvolve como um todo.

Sete amostras de cada cérebro foram medidas segundo seu peso e volume. Além disso, Hager comparou as medições para cada rato com tamanho das partes do cérebro, encontrando correlação muito pequena entre o tamanho das partes do cérebro e o tamanho total deste.

“Se todas as partes do cérebro se desenvolveram como um todo, teríamos esperado encontrar o mesmo conjunto de influências genéticas em todas as partes. No entanto, encontramos muitas variações do gene para cada parte do cérebro”. disse o cientista.

Fonte: RT-TV

Esse artigo é muito interessante, principalmente porque já tratamos de assuntos relacionados ao cérebro, seguindo vários pontos de vistas diferentes.

A visão de que o cérebro funcione com partes separadas, não é nova, pelo menos que eu me lembre: pensamento, memória, raciocínio, sentidos vitais do corpo, sentimentos, etc., cada um funcionando em uma região específica do cérebro – Mas será que é isso mesmo?

Eu diria que independente não deve ser visto como separado. Isso já pôde ser comprovado em caso de derrames cerebrais, durante as terapias, onde uma parte do cérebro passou a assumir as funções da outra, incapacitada.

Já ficou comprovado que um hemisfério do cérebro trata de algumas funções, enquanto a outra metade cuida de outra, mas isso não é necessariamente uma regra. O cérebro consegue não só se adaptar, com a ajuda de terapias, como pode funcionar de maneira inversa.

Isso também pode ser comprovado em cirurgia de epilepsia grave e avançada, onde um hemisfério ficou isolado de outro. Apesar da capacidade de adaptação do cérebro, essas experiências mostraram que o cérebro funciona melhor junto e naturalmente, independente de uma pessoa ser canhota ou destra, aliás, o ambidestro tem mais habilidade que uma pessoa comum.

Aqui, é preciso separar também a inteligência do genial. A inteligência domina várias áreas e tem um controle melhor sobre todo o ambiente que o cerca, entretanto, o genial para ser superior, mas apenas em uma área, sem conseguir controlar o que acontece a sua volta e muito menos prever as consequências de seus atos e criações.

Há vários estudos a respeito do controle da mente, inclusive um desses estudos é desenvolvido por um brasileiro, tratando da interação entre o cérebro e a máquina.

Esse brasileiro foi um dos primeiros cientistas a ver o cérebro com um todo e não em partes separadas, e foi assim que ele conseguiu ligar as máquinas ao cérebro mas, como eu disse no texto acima, é mais provável que ambos estejam corretos, ou seja, o cérebro funciona de maneira independente e não separado.

Comentário: By Jânio

Quando a mente tem um ataque

Com os dois lados do cérebro

Dispositivo permite controlar as máquinas com o cérebro

O controle do cérebro

A zona cega do cérebro

A memória inconsciente

setembro 30, 2012 Posted by | Ciências | , , , , , | 2 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: