Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Dez formas de manipular o cérebro

experiencias com o cérebro

Manipulação Cerebral

Conheça os 10 experimentos científicos que mostram que a mente pode ser facilmente controlada por fatores externos, sem o seu consentimento.

Há muitos anos os cientistas tentam estudar e compreender como funciona o cérebro humano, bem como as formas de manipulá-lo. Essas pesquisas podem ajudar na luta contra várias doenças mas, por outro lado, pode também provocar controvérsia, já que seus resultados  ajudariam a desenvolver mecanismos para controlar o comportamento das pessoas. A revista “Popular Mechanics” destacou dez experimentos surpreendentes que mostram que o cérebro humano pode ser facilmente manipulado por fatores externos.

O Decifrador do cérebro

Quando lemos para nós mesmos, ouvimos a voz na nossa cabeça.  Baseado nisso, os cientistas da Universidade da Califórnia, EUA, tentando decifrar a atividade neuronal para criar um implante e traduzir sinais cerebrais da fala através de um sintetizador de voz. Assim, será possível “falar” para as pessoas com deficiência e até mesmo pacientes em coma.

A ilusão da  mão de mármore

Durante esse experimento, os cientistas pediram aos voluntários que colocassem suas mãos sobre a mesa e suavemente golpeassem a mão direita com um pequeno martelo. Ao mesmo tempo, os voluntários ouviam o som de um martelo contra o mármore. Dentro de alguns minutos, eles começaram a sentir que sua mão estava ficando pesada e duro, como um pedaço de mármore.  Concluiu-se assim que o cérebro combina constantemente informações de diferentes sentidos, alterando a percepção do corpo embora estes permaneçam os mesmosa.

Leia também: E É assim que manipulam  nosso subconsciente para nos fazer comprar

A temperatura pode influenciar o nível de confiança entre as pessoas. Durante o experimento “dilema do prisioneiro”  dois supostos criminosos  ‘foram separados em diferentes celas e  receberam propostas para testemunhar um contra o outro em troca de uma sentença mais leve. Ao mesmo tempo, um deles estava segurando um objeto quente, enquanto o outro tinha que manter um pedaço de gelo em sua mão. Depois de várias experiências com pessoas diferentes, descobriu-se que os primeiros eram mais determinados a confiar em seu parceiro e não caluniar contra ele.

Teletransporte

Pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, conseguiram impor aos voluntários  a ilusão de uma experiência extra corpórea. Os participantes foram colocados em um scanner cerebral capaz de criar ilusões e ficção. Em segundos, as pessoas tinham a sensação de estar em outro lugar, em outro corpo.

O efeito McGurk

O experimento mostra como o que vemos influencia  o que ouvimos. Desta forma, se vemos no vídeo uma pessoa mover os lábios, como se dissesse “ga”, mas no áudio ouvimos “ba”, o cérebro converte para “da “provando assim que as coisas nem sempre são o que parecem ou o que se ouve.

Veja o video

Leia também:   Qual é a verdadeira função da serotonina no cérebro?

Gravador de cérebro

Este dispositivo, atualmente em desenvolvimento, permitirá que as pessoas que sofrem de paralisia expressem seus pensamentos. O capacete de eletrodos é uma tecnologia que permite seguir o movimento dos olhos, e um ‘software’ possibilita que uma pessoa com paralisia possa retransmitir suas palavras e idéias na tela do computador, movendo o “mouse” com o olhar.

Isolamento muito longo

Para a maioria das pessoas um isolamento muito longo irá causar graves perturbações mentais: alucinações e percepção alterada do tempo, entre outros. Foi demonstrado que, para um isolamento longo no escuro, o ciclo diário pode ser aumentada em até 48 horas para 36 horas de atividade,  seguidas de 12 horas de sono.

A ilusão do corpo invisível

Outro experimento no Instituto Karolinska mostra como uma pessoa pode pensar que vive em outro corpo. Os voluntários usavam óculos que projetava a imagem de um manequim. Os pesquisadores então começaram a tocar várias  partes dos corpos dos voluntários, enquanto faziam o mesmo com os manequins, ao mesmo tempo. Assim, os voluntários se sentiram  como se fossem esses manequins. Ao fazer o mesmo, mas no espaço vazio, sem os manequins, os voluntários sentiram como se seu corpo fosse invisível.

Leia também: Descoberta uma proteína que aumenta ou anula nossa memória

A estimulação elétrica da criatividade

Cientistas da Universidade da Carolina do Norte demonstraram que a eletricidade pode aumentar a criatividade humana. Os voluntários com idades  entre 19 a 30 anos de idade foram submetidas a uma estimulação eléctrica para gerar as chamadas ondas cerebrais alfa, que estão associados com o pensamento criativo. Sua criatividade aumentou em média 7,4% após o experimento.

A pílula da compaixão

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Estados Unidos, descobriram que podem manipular o “nível” de compaixão das pessoas ao mudar sua bioquímica cerebral. Um grupo de pessoas recebeu pílulas de placebo, enquanto outros, medicamentos de tolcapone, o que acelera a ação da dopamina, o “hormônio da felicidade”.  Ao ser pedido  aos voluntários para que compartilhassem o seu dinheiro entre estranhos, o segundo grupo foi mais generoso.

Leia também: Desenvolvido um método que permite controlar  a genes com a mente

Fonte: Wikipedia

Palinopsia cria “efeito matrix” no cérebro

Percepção do nada

Seis efeitos matrix já comprovados

Ciência social insensível

Ciência cega

As partes do cérebro são independentes

 

maio 27, 2015 Posted by | Ciências | , , , , , , | 2 Comentários

É preciso ver para acreditar

Ciência e Religião

Ciência e Religião

Uma expressão aparentemente simples, poderia ser considerada a máxima dos ateus, mas analisando mais de perto, podemos nos surpreender.

Até um discípulo de Jesus Cristo entrou em conflito e protagonizou um dos momentos mais emocionantes dos livros sagrados.

É preciso ter muita sensibilidade para acreditar, e há quem diga que a verdade está em tudo o que você sente. Acontece que nem tudo o que sentimos pode ser visto, e é justamente nesse ponto que a humanidade perde o sentido da verdade sentida.

Normalmente as pessoas tendem a acreditar no que vêem e sentem, mas isso baseado em seus sentidos vitais, cientificamente falando. Entretanto, a própria ciência já detectou falhas nos chamados sentidos vitais.

Durante alguns experimentos, não me lembro onde e nem quando, algum cientista louco separou os bebês de suas mães, a ideia era provar que os bebês poderiam aprender a sobreviver. O experimento foi um fracasso, devido a falta de algo que o os cientistas ignoravam, amor materno, mas há relatos de bebês que sobreviveram com a ajuda de animais, os mais famosos são os lendários fundadores de Roma.

Quando sonhamos, vivemos uma experiência virtual de vida, vendo, ouvindo, sentindo, etc. Os sonhos maus são considerados pesadelos, mas na realidade são os mesmos sonhos.

Não dá para dizer o que é sonho e o que é pesadelo, simplesmente porque não lembramos da maioria deles.

Entretanto, em sonhos leves, ou pesadelos leves, lembramos das experiências vividas. Tudo se torna mais real, impressionante e, em caso de pesadelos, assustador.

É aqui que vivemos o despertar para a superconsciência, numa região do cérebro em que a realidade e a fantasia estão por um fio. Pessoas que tem sonhos lúcidos, podem acordar em seus próprios sonhos, tornando-os ainda mais reais.

Quando um mágico realiza os seus truques, supostamente não passa de uma ilusão ou trapaça com a nossa percepção, mas, será que é isso mesmo?

Os cientistas são aceitos e admirados, não só por terem criado ou descoberto algo, mas também por provarem o que já se conhece. Qualquer pessoa que revele ou realize uma atividade que não possa ser provada, será considera uma bruxa, ou bruxo, e terá sérios problemas.

Essa limitação da percepção humana, não é explorada só por mágicos e cientistas. Muitas pessoas estudam essas fronteiras atrás de respostas, outras tem interesse em controlar as massas com esses conhecimentos.

Alguns animais, como os cães, possuem super sentidos e foram muito importante para as conquistas dos seres humanos, ao longo de suas jornadas na Terra. Mais raramente, alguns seres humanos surpreenderam o mundo com sua capacidade extra-sensorial.

Não seria surpresa se algum dia descobríssemos vestígios de alguém que pudesse ter controlado toda uma nação de pessoas ignorantes, apenas porque possuía uma percepção superior.

Os cães podem ter seus sentidos vitais super desenvolvidos, mas é entre os seres humanos que são constatadas curiosidades muito além dos sentidos vitais. Ciganas, videntes, artistas de circo e alquimistas, só para citar alguns exemplos, além dos líderes religiosos.

Talvez por ter uma capacidade de processamento cerebral maior, o ser humano se destaque, não no campo dos sentidos vitais, mas no poder da mente.

Pessoas poderosas manipulam e forjam meias verdades, no intuito de ganhar muito dinheiro. Manipulação tornou-se um jogo perigoso, nos realities shows, mas cobaias não faltam.

Poucas pessoas deixam de acreditar no que ouvem e vêem, mas se esquecem que mesmo os sentidos necessários a sua sobrevivência, poderá enganá-los. Entretanto, não há dúvidas sobre o mal caratismo político e, mesmo descobrindo a verdade, não fazemos nada, falta-nos a crença de que podemos vencê-los.

As religiões apresentam uma realidade além de nossa percepção vital, mas não além de nosso sentimento. Até a PPP se aproveita disso: enquanto os políticos procuram insistentemente nos convencer de que são confiáveis, fingimos acreditar que pelo menos um esteja falando a verdade, que esteja sendo sincero.

Se votamos baseado no que sabemos, votamos às cegas, já que não sabemos nada. Entretanto, há uma pequena diferença entre os políticos corporativos – aqueles ligados as grandes empresas e bancos multinacionais, que conseguem tomar posse de nossas riquezas, mesmo sem cometer nenhum crime, e os políticos socialistas, aqueles que subestimam o poder e acabam revelando suas intenções.

Com a liberdade de acesso as informações através da internet, estava bem mais difícil ocultar verdades e crimes, mas ficou bem mais fácil conspirar. Para evitar serem responsabilizados pelos seus atos, organizações foram criadas, sites onde as verdades inconvenientes, ou convenientes eram divulgadas.

A censura da internet acabou com esse sonho de mudanças e favoreceu os poderosos que ainda podem manipular de maneira anônima, já que são eles que policiam o mundo.

Entretanto, há pessoas que não estão sujeitas às manipulações e que já enlouqueceram devido a tantas verdades que conhecem, é preciso estar atento para essas pessoas, de fato elas conseguem ver o que não podemos.

By Jânio

Ciência cega

Milagres existem

Ciência social insensível

Deus existe

Fantasmas existem

Espírito da alma

Profissões em baixa em Portugal

Obscuro universo do átomo

fevereiro 23, 2013 Posted by | Ciências | , , , , , , | 3 Comentários

O despertar para a superconsciência

superconsciência

Homem do Futuro

A psiquiatra Shafica Karagulla tinha uma ideia ambiciosa, a busca de resposta para as perguntas que a atormentavam. Se a ideia já era difícil de realizar, ser reconhecida seria ainda mais difícil.

Formada em 1.940, depois de dezesseis anos de profissão, a doutora ousou lançar um olhar ao obscuro universo da ciência oculta, propondo-se a estudar a paranormalidade.

Depois de milhares de anos de existência, o homem ainda desconhece a sua natureza obscura. Revelar-se ao mundo, na Idade Média, poderia levar uma pessoa paranormal à fogueira.

O mundo mudou muito desde a Idade Média, mas não está mais tolerante, pelo menos em alguns casos.

Os conhecimentos ocultos são muito mais numerosos que os divulgados às pessoas comuns, podem ser usados como ferramentas de controle da sociedade, para curar pessoas ou em benefício próprio.

As sociedades secretas são exemplos de tradições milenares cujos conhecimentos são um mistério, assim como os artistas de circo. Há tradições hebraicas, egípcias e uma infinidades de outras que nem sequer imaginamos.

Os paranormais estão por toda a parte, mesmo assim não são muitos. Falta um elo de ligação entre a ciência e a ciência oculta, termos como ocultismo podem gerar ainda mais preconceito.

Insatisfeita com os tratamento de choque, muito comum até a década de cinquenta, essa psiquiatra, Karagulla, tornou-se cientista. Estudou a epilepsia no Canadá e tomou conhecimento da paranormalidade através de um livro de Joseph Millard, em New York, Mente Aberta, onde era narrada as experiências de um sensitivo chamado Edgar Cayce.

Cayce, o misterioso homem dos milagres, despertou em Karagulla o desejo de estudar o “sentido superior de percepção”.

Depois de um estudo inédito com várias pessoas sensitivas, publicou seus primeiros livros sobre o tema.

A psiquiatra afirmava que o homem não se limita a matéria, citando os impulsos elétricos – a possibilidade de o cérebro emitir impulsos elétricos, ideia que surgiu na década de 20, sendo medidos, hoje, pelos encefalogramas.

Foi desenvolvido um aparelho que constatou um campo energético ao redor da forma material. Toda essa energia estaria relacionada com as glândulas pineal, pituitária, hipófise, tireóide, gônadas, supra renais e timo, essa energia estaria interligada à espinha e ao sistema nervoso.

Segundo a doutora, os sensitivos não são extra sesoriais, possuem, sim, uma percepção superior, ou seja, alguns sentidos são mais desenvolvidos que a média.

“O campo energético tem três níveis: o físico, o emocional e o mental. O corpo etérico é o campo de integração que, como o gene, é a soma total do que a pessoa é. Como o gene, também é o padrão do nosso corpo fisico, do emocional e do mental. Esses padrões determinam a qualidade da pessoa que somos ou vamos ser. Tudo o que até há pouco tempo considerávamos manifestações exclusivas do corpo físico é, primeiramente, manifestação do corpo etérico.

Assim, as perturbações em qualquer nível se revelam no corpo etéreo e podem ser detectadas antes que passem ao corpo fisico.”

Segundo a doutora, o homem não estaria limitado apenas à matéria, mas a toda a energia que o cerca.

A doutora também afirma que não se deve utilizar meio artificiais para fazer experiências, apenas pessoas equilibradas podem se desenvolver naturalmente.

Na sociedade em que vivemos, ser equilibrado é quase impossível. Talvez um retiro temporário para equilibrar nossa mente, fosse a solução.

Segundo a médica, a energia do corpo pode ser abastecida pela natureza, pessoas centradas em si mesmas sugam a energia das outras, ao invés de obter essa energia naturalmente.

A médica ainda revela que os homens dos milagres seriam doadores de energia, os supernormais. Essas pessoas ultrapassam a dimensão da consciência, atingindo a superconsciência.

Estamos prestes a presenciar o nascimento do homem do futuro, talvez um homem capaz de equilibrar a sua mente até mesmo em meio ao ambiente conturbado em que vivemos, onde o inconsciente seria o passado, o consciente é o presente e o superconsciente será o futuro.

Pessoas dotadas de superconsciência podem ser narcisistas, egocentricas ou concentradas em si mesmas, essas pessoas devem interagir com outras mentes, facilitando o processo de crescimento, ajuda mútua e a busca de si próprio(a), isso possibilitará o equilíbrio mental.

Fonte: Wikipedia

By Jânio

maio 29, 2011 Posted by | Ciências | , , , , , , | 12 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: