Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Com 35 deputados, PSB se posiciona contra reformas do governo

Campanha contra a escavidão

Trabalho escravo

Débora Brito – Repórter da Agência Brasil

A Executiva Nacional do PSB se posicionou oficialmente contra as propostas de reformas trabalhista e da Previdência que tramitam na Câmara dos Deputados. Com o fechamento da questão, a liderança do partido poderá orientar os parlamentares a votarem contra a aprovação das propostas em plenário. A bancada do PSB na Câmara tem 35 deputados.

Em reunião realizada na noite de ontem (24), em Brasília, o colegiado aprovou, por 20 votos a cinco, uma resolução contrária a “qualquer reforma trabalhista que promova a diminuição dos direitos conquistados, a precarização e que estabeleça supremacia do negociado sobre o legislado”. E por 21 votos a 2 (com uma abstenção), o partido se posicionou contra a reforma da Previdência em discussão na Câmara.

Os integrantes do partido decidiram também adotar posição contrária ao sistema de voto em lista fechada. A Executiva, no entanto, manifestou apoio à proposta de emenda à Constituição (PEC 36/2016) que põe fim às coligações partidárias nas eleições de vereadores e deputados e que estabelece cláusula de barreira para partidos.

A liderança do PSB afirmou que reconhece a necessidade de reformas, mas justificou que a decisão do colegiado leva em consideração a história do partido. Segundo a liderança, a bancada deve apresentar ao Congresso uma proposta alternativa de reforma da Previdência.

Edição: Denise Griesinger
 
 

abril 25, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Tráfico de drogas lidera número de habeas corpus no STJ no primeiro semestre

violência

Guerra do Rio

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

Apenas no primeiro semestre deste ano, dos 12.331 habeas corpus e recursos recebidos no Superior Tribunal de Justiça (STJ), 3.506 são referentes a tráfico de drogas, ou seja, 30% do total. A informação é da presidente do órgão, ministra Laurita Vaz, ao ilustrar problemas na política de drogas no país. “O tráfico e o uso de drogas são males que têm afligido a sociedade de forma crescente nos últimos anos, que nos assusta e trazem por arrasto consequências maléficas”, disse.

A Lei nº 11.343/2006, a chamada Lei de Drogas, completa 10 anos em 2017 e para fazer um balanço da situação, a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) está promovendo, hoje (25) e amanhã (26), o seminário “10 Anos da Lei de Drogas – Resultados e perspectivas em uma visão multidisciplinar”. O evento tem apoio do STJ e da Associação dos Juízes Federais do Brasil.

Ao participar do encontro, a ministra da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, disse que, do ponto de vista da segurança pública, os dados são “estarrecedores”. Ela citou dados do Departamento Penitenciário Nacional, que apontam que um terço dos encarcerados do país tiveram envolvimento com drogas. Dados do Conselho Nacional de Justiça revelam que em torno de 75% dos jovens infratores são usuários de drogas.

A resolução, segundo a ministra, exige abordagem interdisciplinar, que envolve Judiciário, saúde, ciência política e sociologia. “É importante tratar o tema na perspectiva de assistência aos dependentes, que envolve a reinserção dessa pessoa na sociedade, para que tenha qualidade de vida”, acrescentou, ressaltando que, além da reflexão, o seminário pode levantar propostas qualificadas que gerem resultados mais rápidos para a sociedade sobre a questão das drogas.

Para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a questão das drogas é dinâmica e devem ser repensados os “enfrentamentos, os efeitos, os resultados obtidos e não obtidos com a política”. Segundo Janot, há pontos prioritários a serem revistos e debatidos, como as políticas de prevenção e reinserção; a destinação de bens apreendidos para o uso no enfrentamento às drogas; a diferenciação e tratamento correto de usuários e traficantes; e o reflexo da política criminal de combate às drogas no “combalido e falido” sistema penitenciário brasileiro.

Para a presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, a liberação do uso de drogas não é solução para os problemas que gera, pois não são consequências apenas individuais. “No Brasil, país de dimensões continentais, com grande parte da população alijada de uma educação básica de qualidade, com uma polícia cada vez mais sucateada, com órgãos de saúde pública funcionando na fronteira do caos, essa proposta me parece temerária”, disse, na abertura do seminário.

Na opinião de Laurita, é preciso pensar na realidade de forma mais ampla, buscando identificar sua verdadeira origem e trabalhar na prevenção. A educação de base, a formação para a cidadania, a promoção de atividades escolares, esportivas e lúdicas, a profissionalização e o emprego são algumas medidas que o Estado brasileiro tem deixado de empreender. “Em meio a tanta sangria dos cofres públicos, fica fácil imaginar porque o Brasil carece de investimentos em áreas essenciais; não por falta de dinheiro, mas por pura malversação do dinheiro público”, afirmou.

Além de debater a política de drogas que vem sendo adotada no país, o seminário analisa expectativas para nova abordagem do tema, como as políticas públicas voltadas à assistência de dependentes químicos, o uso medicinal de substâncias proscritas, as questões relacionadas a encarceramento e gênero, bem como aspectos penais e processuais na judicialização dos crimes previstos na Lei de Drogas.

Edição: Maria Claudia
 
 

abril 25, 2017 Posted by | Judiciário | , , , , | Deixe um comentário

Cientista brasileira está entre as cem pessoas mais influentes do mundo

Sumaia Villela – Correspondente da Agência Brasil

Entre as 100 pessoas mais influentes do mundo escolhidas este ano pela revista norte-americana Time figuram dois brasileiros. Um deles é o mundialmente conhecido jogador de futebol Neymar Jr. A outra é a médica epidemiologista Celina Turchi, de 64 anos, cientista brasileira nascida em Goiás que atua como pesquisadora convidada na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Pernambuco.

Citada na categoria Pioneiros, Celina, é professora aposentada da Universidade Federal de Goiás (UFG) e ganhou o título de influenciadora mundial pelo papel que desenvolveu na investigação dos casos de microcefalia e a relação com o vírus Zika. Foi ela a responsável por formar uma rede, com cerca de 30 de profissionais de diversas especialidades e instituições, reunidos no Merg – Microcephaly Epidemic Research Group (Grupo de Pesquisa da Epidemia de Microcefalia). O grupo de pesquisadores conseguiu identificar como o vírus Zika e a microcefalia estavam associados em apenas três meses – em janeiro de 2016 os estudos começaram e em abril já havia fortes indícios da relação.

No fim do ano passado, Celina Turchi foi citada na lista dos dez cientistas mais importantes de 2016 da revista Nature (uma das publicações científicas mais importantes do mundo), pelo mesmo motivo. Apesar da notoriedade no meio científico, a pesquisadora se considera apenas uma “representante” do setor, que até hoje trabalha em conjunto para responder as tantas questões ainda em aberto sobre o vírus Zika e suas consequências.

Em entrevista à Agência Brasil, a cientista fala sobre o reconhecimento que recebe hoje (25), no Lincoln Center, em Nova Iorque, defende a manutenção de recursos para o meio científico, opina sobre o setor público de saúde no Brasil, além, é claro, de comentar sobre o assunto que lhe rendeu fama internacional: o vírus Zika e a síndrome congênita causada por essa arbovirose.

A pesquisadora Celina Turcci foi citada na lista de 100 pessoas mais influentes no mundo, pela revista Time. Ela trabalhou com o grupo de cientistas que descobriu a relação entre casos de grávidas com Zika e o nascim
A pesquisadora Celina Turchi foi citada na lista de 100 pessoas mais influentes no mundo pela revista Time. Ela trabalhou com o grupo de cientistas que descobriu a relação entre casos de grávidas com Zika e o nascimento de bebês com microcefaliaImagem de divulgação/Ascom Fiocruz PE

Agência Brasil: Você foi um dos destaques da revista Nature em 2016 e agora está entre as 100 pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista Time. O que passa pela sua cabeça ao ser reconhecida dessa forma? Até pensando de outro jeito: uma mulher cientista é uma das representantes brasileiras em listas de pessoas que fazem a diferença no mundo.

Celina Turchi: Eu gosto quando você coloca “representante”. É isso que eu me sinto, uma representante do grupo de investidagores e profissionais de saúde brasileiros que se empenharam tanto, desde o início dos acontecimentos extraordinários, do ponto de vista científico, que ocorreram no Brasil no segundo semestre de 2015 e que estamos acompanhando até agora.

Agência Brasil: E para o meio científico brasileiro como um todo, esse reconhecimento influencia?

Celina Turchi: Eu acho que todo o reconhecimento de algum dos pares é bem-vindo, porque traz à tona essa possibilidade de visibilidade. Normalmente o grupo de cientistas almeja, quando muito, o reconhecimento entre os próprios cientistas. Dificilmente existe esse reconhecimento social. Mas eu acho que esse reconhecimento é importante principalmente em momentos onde se há menção de retirada de recursos para a pesquisa. Para que se entenda que a manutenção e o aprimoramento de instituições de ensino e pesquisa públicas, não só no Brasil, mas no mundo, são essenciais para dar respostas a ameaças em saúde, como essa que ocorreu.

Agência Brasil: Você é pesquisadora convidada da Fiocruz e, em outras entrevistas, falou que tem consciência do investimento feito pelo Estado brasileiro na formação da sua carreira, já que teve bolsa para estudar no exterior, trabalhou na Federal de Goiás. Seria possível avançar tão rápido nas descobertas com o seu grupo, o MERG, sem que o Brasil tivesse uma estrutura pública na área de saúde que tem atualmente? Como você avalia o setor público de saúde no país?

Celina Turchi: Eu acho que as evidências que tivemos nessa epidemia é que o setor público de saúde do Brasil, não só de atendimento, como de pesquisa, ele têm áreas de excelência. Basta lembrar que os primeiros casos foram notificados por neurologistas, a doutora Ana Van der Linden e a doutora Vanessa Van der Linden, que trabalhavam em hospitais públicos do Recife. Também teve a contribuição enorme do doutor Carlos Brito, um médico infectologista que formulou essa primeira hipótese, da possibilidade de que uma epidemia [de Zika] pudesse estar causando microcefalia. E a quantidade de pesquisadores que tinham uma experiência, um trânsito internacional muito grande com laboratórios produzindo antígenos, testes laboratoriais que pudessem ser aplicados.

Então, eu vejo que a manutenção de institutos de saúde públicos, de centros de excelência no país, isso é parte esssencial até de uma estratégia de segurança. Porque as epidemias, principalmente de saúde pública, são uma ameaça local e podem ser uma ameaça global, como foi essa, que ainda persiste. E também por uma de redução do impacto econômico que as epidemias causam, acho que a gente tem que no mínimo manter e reforçar essas instituições e a formação de pessoal.

Agência Brasil: O setor privado não conseguiria substituir essa rede?

Celina Turchi: As estruturas que eu conheço de pesquisa no mundo inteiro são – principalmente em áreas de doenças infecciosas – de responsabilidade e considerada estratégicas para o país. Os Estados Unidos têm uma rede, um Centro para Controle e Prevenções de Doenças, o CDC [na sigla em inglês], que é quem dá as diretrizes e normativas, que é uma instituição pública gerenciada pelo governo, porque isso faz parte da segurança do país.

Agência Brasil: Você falou sobre a epidemia de vírus Zika como uma ameaça que ainda persiste. Como ela está se configurando atualmente? A gente pode considerar que houve um pico no passado e existem menos casos de fato, ou ainda não chegou o tempo de uma nova epidemia?

Celina Turchi: Acho, sim, que houve uma redução de casos, em relação ao Nordeste. As epidemias virais se traduzem por aumentos e depois reduções do número de casos, então essa redução pós epidêmica é esperada. Mas como isso vai evoluir, se a gente vai ter outros picos epidêmicos, só vamos saber com um monitoramento. Nós não temos ainda todos os elementos para fazer uma predição: população infectada, introdução de outros vírus que podem potencializar a ação deste, quantidade de vetores, como as pessoas se mobilizam.

Agora, eu não tenho dúvida nenhuma de que as arboviroses [como a dengue e a zika] passaram a ser uma ameça nas cidades pela desigualdade, por esse mosaico que a gente tem nas nossas cidades, de ilhas de riqueza rodeadas por extrema pobreza e habitação muito precária, o que facilita a proliferação de vetores em áreas urbanas.

Agência Brasil: Essa seria uma das questões para entender como foi o surgimento da microcefalia em diferentes regiões do país? Porque o Nordeste foi mais afetado, registrou mais casos.

Celina Turchi: Nós não temos ainda muita clareza… esse parece ser um dos fatores, mas não temos ainda evidências muito sólidas. Temos alguns estudos que mostram que existem diferenças intraurbanas na distribuição dos casos da síndrome de zika congênita, sendo que os locais com mais casos têm piores condições socioeconômicas. Isso ficou muito claro pra cidade do Recife.

Agência Brasil: Quais as outras questões que o grupo que você coordena estão tentando responder atualmente? Existe alguma resposta nova? Por exemplo: por que o vírus afeta alguns bebes e outros não?

Celina Turchi: Atualmente tem um grupo coordenado pelo doutor Ricardo Ximenes [professor da Universidade Federal e da Universidade Estadual de Pernambuco] que está acompanhando um grupo grande de gestantes para responder perguntas em relação a que semestre ou trimestre gestacional a infecção viral afeta mais o bebê. Essas crianças nascidas de mães infectadas durante a gestação, independente de ter ou não microcefalia, estão sendo acompanhadas em outros projetos. Esses projetos são grandes consórcios internacionais. Um deles é o Zika Plan, com 25 universidades e instituições de pesquisa públicas do mundo. Outro grupo – o CNPQ junto com o Ministério da Saúde e a Capes – também fez um grande esforço colaborativo para projetos que estão sendo coordenados em diferentes áreas por outros membros desse grupo, que estão investigando o que acontece com essas crianças nascidas de mães infectadas, independentemente se apresentam alterações ou não no momento do nascimento, para saber se, a longo prazo, serão afetadas.

Agência Brasil: As descobertas feitas pelo grupo que você coordena ajudaram os serviços de saúde do mundo e, no Brasil, a gente teve um momento de expansão de serviços do SUS para atender gestantes e bebês que não estavam somente na capitais. Mas ainda há limitações. Mães que entrevistei este ano falam da dificuldade de encontrar serviços especializados no interior, por exemplo, ainda mais porque novas consequências do vírus são descobertas na medida em que os bebês vão crescendo.

Celina Turchi: Exatamente.

Agência Brasil: Que resposta o Estado brasileiro, pensando em governo federal, estadual e municipal, devem dar daqui pra frente? Qual o grande desafio da organização do atendimento?

Celina Turchi: Eu acho que é inserir o atendimento às crianças não só com infecção congênita por zika, mas também por sífilis. Um programa de atendimento que tenha continuidade, que seja adequado e entenda também essa necessidade de apoio aos familiares. Essas crianças são um impacto de grande monta na vida das famílias, principalmente das mulheres.

Agência Brasil: E uma pergunta para inspirar pessoas, especialmente mulheres fora do eixo Rio-São Paulo, que queiram seguir carreira científica: como foi sua trajetória até se deparar com esse desafio histórico?

Celina Turchi: Eu diria que a vida das mulheres da minha geração não foi diferente. Eu casei, tive filhos, tive que em algum momento interromper a minha formação. Contei, durante a minha trajetória acadêmica, com o apoio incondicional dos meus familiares e dos meu filhos. Fui bolsista do CNPq na London School como o que eles chamam de “mature student”, um estudante não tão jovem. Então eu diria para os mais jovens e, especialmente para as mulheres, que embora as carreiras femininas possam não parecer às vezes tão linerares quanto às masculinas, por causa da gestação, de alguns anos de menor produtividade, que a vida é sempre surpreendente.

É isso, não sei se… não me sinto exemplo, mas sinto muito orgulho de fazer parte desse grupo de pessoas que trabalha, na maioria das vezes no anonimato, e que vez por outra se vêem em situações extraordinárias. Poder contribuir numa situação extraordinária, do ponto de vista científico, e numa situação trágica, do ponto de vista social, e se sentir fazendo parte dos eventos, acho que é tudo que a gente pode almejar de uma trajetória profissional.

Edição: Denise Griesinger
 
 

abril 25, 2017 Posted by | curiosidades | , , | Deixe um comentário

Hasta que el visado nos separe

Publicado em 29 de dez de 2016

Poner precio a la felicidad. Con todo lo mal que suena, es lo que les han hecho las autoridades británicas a sus ciudadanos con cónyuges de países extracomunitarios. La exigencia de tener unos ingresos superiores a 18.600 libras al año para poder traer a la pareja al Reino Unido es un requisito que muchos están lejos de poder satisfacer. Después viene la separación, la añoranza, el sufrimiento de los hijos y el calvario burocrático: demasiado dolor solo para tener satisfecho al contribuyente.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

abril 25, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

“El bien y el mal”: La profunda división política tras los resultados electorales en Francia

abril 25, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Strong leader vs empowering parliament: Debates on French presidential election 2017

abril 25, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

‘Not the Onion’: Antiwar activist slams UN vote letting Saudi Arabia on Women’s council

abril 25, 2017 Posted by | english | , , , , | Deixe um comentário

Mr. Enrique Nieto, pay for that wall!

abril 25, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

Macron e Le Pen disputarão segundo turno na França no dia 7 de maio

Das Agências Télam e Lusa

O segundo turno das eleições presidenciais na França será no dia 7 de maio. O liberal Emmanuel Macron e a candidata de extrema-direita Marine Le Pen vão disputar os votos dos eleitores. Segundo levantamento da consultoria Ipsos, Macron obteve 23,7% dos votos e Le Pen 21,7%. As informações são da Agência Telam, com base em pesquisas de boca de urna.

Aos 39 anos, Macron espera tornar-se o presidente mais jovem do país, enquanto Marine, líder da Frente Nacional, tenta ser a primeira mulher  a alcançar o posto de chefe de Estado.

Seis pessoas ficaram feridas, incluindo três agentes das forças de segurança, e 29 foram detidas em protestos contra o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais da França neste domingo, em Paris,  anunciou a agência Lusa.

Edição: Amanda Cieglinski/Kleber Sampaio

abril 24, 2017 Posted by | Internacional | , , , | Deixe um comentário

Janot adia votação de resolução que pode afetar Lava Jato

STF

Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil

O Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF), reunido hoje (24) em Brasília, adiou uma decisão que pode afetar os trabalhos da Operação Lava Jato, após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedir vista (mais tempo para analisar o caso).

A resolução, discutida na sessão ordinária do CSMPF desta segunda-feira, propõe a limitação em 10% do contingente de procuradores da República de cada unidade do MPF que podem ser cedidos a outras unidades. A proposta também pretende limitar em quatro anos o período de cessão.

Caso aprovada em sua versão original, a resolução tem efeito sobre as forças-tarefa da Lava Jato montadas em Curitiba e também na Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, onde são tratados os casos envolvendo parlamentares e ministros, entre outros. Isso porque em ambos os locais grande parte dos procuradores atuantes é proveniente de estados.

Retorno

Em Curitiba, por exemplo, as investigações tiveram início em 2014. Com a aprovação da resolução, procuradores cedidos que atuam desde o início na Lava Jato seriam obrigados a abandonar os casos em que trabalham e retornar a suas locais de origem já no próximo ano.

Durante a sessão de hoje, Janot se disse “perplexo” que o CSMPF estivesse discutindo um tema com potencial de afetar a Lava Jato, operação que necessita de grande contingente de procuradores especializados. A matéria deve voltar a ser debatida daqui a duas semanas.

Após a manifestação do procurador-geral da República, foi proposta uma regra de transição para que, sendo aprovada, a resolução não tenha efeito sobre forças-tarefa já em andamento. A votação dessa versão do texto ficou interrompida com o placar de 8 a 1 a favor, com o pedido de Janot de mais tempo para analisar a matéria.

Edição: Kleber Sampaio
 
 

abril 24, 2017 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Pentagon Rules

Publicado em 21 de abr de 2017

Who rules? For decades the imperial presidency has steadily grown in power. Wars today are named after presidents. Trump appears to be going a step further – now the military is being given latitude to conduct its own conflict around the globe. CrossTalking with Michael Vlahos, Medea Benjamin, and Robert Naiman.

FACEBOOK: Like CrossTalk on Facebook https://www.facebook.com/crosstalkrules/
SOUNDCLOUD: Listen to CrossTalk+ here
https://soundcloud.com/rttv/sets/cros…
YOUTUBE: Watch all CrossTalk shows here:
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2015 – Current)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2013 – 2014)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2012 – 2013)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2011 – 2012)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2009 – 2011)

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

abril 23, 2017 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

La prohibición de los Testigos de Jehová en Rusia genera reacciones a nivel mundial

abril 23, 2017 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Special coverage of French 2017 presidential elections

Transmitido ao vivo há 3 horas

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

abril 23, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

Escobar’s Hitman

Publicado em 23 de abr de 2017

John Jairo Velásquez Vásquez, aka ‘Popeye’, is something of a local hero to many in the Colombian city of Medellin. He’s stopped in the streets and asked for autographs and selfies. His celebrity is undiminished after spending 23 years in jail. In the heyday of the infamous Medellin drug cartel, he worked for Pablo Escobar as a hitman, and still says he enjoyed the job in which he tortured and murdered literally hundreds. Unsurprisingly, not everyone sees him as a hero.

More films about Colombia: https://rtd.rt.com/tags/colombia/

SUBSCRIBE TO RTD Channel to get documentaries firsthand! http://bit.ly/1MgFbVy

FOLLOW US
RTD WEBSITE: https://RTD.rt.com/
RTD ON TWITTER: http://twitter.com/RT_DOC
RTD ON FACEBOOK: http://www.facebook.com/RTDocumentary
RTD ON DAILYMOTION http://www.dailymotion.com/rt_doc
RTD ON INSTAGRAM https://www.instagram.com/rtd_documen
RTD LIVE https://rtd.rt.com/on-air/

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

abril 23, 2017 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

Cinema 2.017 – Baywatch

Baywatch is an upcoming American actioncomedy film directed by Seth Gordon, based on the television series of the same name. The film stars Dwayne Johnson, Zac Efron, Alexandra Daddario, Kelly Rohrbach, Priyanka Chopra, Jon Bass, Ilfenesh Hadera, Yahya Abdul-Mateen II, David Hasselhoff, and Pamela Anderson. Principal photography began on February 22, 2016 in Miami, Florida and Savannah, Georgia. The film will be released by Paramount Pictures on May 25, 2017.[4]

______

Baywatch é um filme americano de comédia e ação, dirigido por Seth Gordon. É baseado na serie de televisão de mesmo nome. É estrelado por Dwayne Johnson, Zac Efron, Alexandra Daddario, Kelly Rohrbach, Ilfenesh Hadera, Jon Bass, Priyanka Chopra, Yahya Abdul-Mateen II, Belinda, David Hasselhoff e Pamela Anderson.

Será lançado pela Paramount Pictures no dia 19 de maio de 2017.[2]

Premise

Two mismatched lifeguards, gung-ho Mitch Buchannon and washed-up athlete Matt Brody, must put aside their personal differences and work with their team to stop a criminal mastermind’s drug trafficking operation.[5]

Sinopse:

Dois salva-vidas incompatíveis, Gung-ho Mitch Buchannon e atleta desgastado Matt Brody, devem deixar de lado suas diferenças pessoais e trabalhar com sua equipe para parar a operação de tráfico de drogas de um criminoso criminoso.

Cast

Charlotte McKinney was cast in an undisclosed role.[8] Original stars of the TV series, David Hasselhoff and Pamela Anderson, will appear in the film.[9][10]

Elenco

Charlotte McKinney está em um papel não revelado.[3] Os atores da Serie de TV original, David Hasselhoff e Pamela Anderson, aparecerão no filme.[4][5]

 Filming

Principal photography on the film began on February 22, 2016, in Deerfield Beach, Florida, with the setting in Broward County, Florida, while the TV series was set in Malibu, California.[32][33] The film was shot in Miami and Savannah, Georgia.[22][34][35] In late March 2016, filming started shooting in Tybee Island, Georgia.[36]

Filmagens 

A fotografia principal no filme começou em 22 de fevereiro de 2016, em Deerfield Beach, Flórida , com a ambientação em Broward County, Flórida, enquanto a série de TV foi ambientada em Malibu, Califórnia. [32] [33] O filme foi filmado em Miami e Savannah, Geórgia . No final de março de 2016, as filmagens começaram a ser rodadas em Tybee Island , Georgia. [22] [34] [35] [36]

Release

In January 2016, Paramount Pictures scheduled Baywatch for a May 19, 2017 release, which was previously set for Terminator Genisyssequel.[37] In December 2016, Paramount pushed the release date back one week to May 26, 2017, to avoid competition with Alien: Covenant.[38] In April 2017, the film have moved one day earlier.[39]

Lançamento 

Em janeiro de 2016, a Paramount Pictures agendou o Baywatch para uma versão em 19 de maio de 2017, que foi definida anteriormente para a sequela do Terminator Genisys . [37] Em dezembro de 2016, Paramount empurrou a data de lançamento de volta uma semana para 26 de maio de 2017, para evitar a concorrência com Alien: Covenant . [38] Em abril de 2017, o filme mudou um dia antes. [39]

Agência Brasil

Baywatch
Directed by Seth Gordon
Produced by
Screenplay by Damian Shannon
Mark Swift
Story by Jay Scherick
David Ronn
Thomas Lennon
Robert Ben Garant
Based on Baywatch
by Michael Berk
Douglas Schwartz
Gregory J. Bonann
Starring
Music by Christopher Lennertz
Cinematography Eric Steelberg
Edited by Peter S. Elliot
Production
company
Distributed by Paramount Pictures[1]
Release date
Data de estréia
  • May 25, 2017(United States)
  • 25 de maio de 2.017 (EUA)
Running time
Duração
119 minutes[3]

119 minutos

Country

País

United States

Estados Unidos

Language

Língua

English

Inglês

Wikipedia em português

Trailer english

Trailer english 02

Trailer subtitulado

Trailer legendado

Cinema 2.017

Homens mortos não falam – A vingança de Salazar

Alien – Covenant

Cinema 2.016

Cinema 2.015

Cinema 2.014

 

abril 23, 2017 Posted by | Cinema | , , , , , , | Deixe um comentário

OMS pede resposta urgente no combate a hepatites virais

batalha contra vírus

Doenças sem Cura

Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta para o aumento de casos de hepatites virais em todo o mundo. A estimativa da entidade é que 325 milhões de pessoas no planeta vivam com um quadro crônico de infecção viral por hepatite B ou hepatite C – a maioria delas sem acesso a exames que atestem a doença e, portanto, sem tratamento.

“Como resultado, milhões de pessoas estão sob risco de uma progressão lenta para um quadro de doença crônica do fígado, câncer e morte”, destacou a OMS.

A diretora-geral da entidade, Margaret Chan, afirmou que a hepatite viral hoje é reconhecida como um grande desafio de saúde pública, que exige uma resposta imediata por parte dos países-membros. “Vacinas e medicamentos para combater a hepatite existem e a OMS está empenhada em ajudar a garantir que essas estratégias cheguem a todos aqueles que precisam.”

Mortalidade e infecções

Dados da instituição mostram que as hepatites foram responsáveis pela morte de 1,34 milhão de pessoas em 2015 – um número comparável ao total de mortes provocadas por tuberculose e pelo vírus HIV. A diferença é que, enquanto as mortes por essas duas doenças estão caindo no mundo, os óbitos por hepatite viral estão aumentando.

Cerca de 1,75 milhão de pessoas foram infectadas por hepatite C em 2015, elevando o total de pessoas que vivem com a doença para 71 milhões em todo o planeta.

Já as novas infecções por hepatite B, segundo a OMS, estão caindo graças à ampliação da cobertura vacinal. Globalmente, 84% das crianças nascidas em 2015 receberam as três doses recomendadas. Entretanto, cerca de 257 milhões de pessoas, a maioria adultos nascidos antes da introdução da vacina, viviam com um quadro crônico de hepatite B em 2015

Epidemia no planeta

Segundo a OMS, os índices de infecção por hepatite B variam entre as regiões monitoradas pela entidade, mas são maiores na África e no oeste do Pacífico, onde 6,1% e 6,2% de toda a população, respectivamente, sofre com o problema. Na região leste do Mediterrâneo, a taxa de infecção é 3,3%; no sudeste da Ásia, 2%; na Europa, 1,6%; e nas Américas, 0,7%.

Edição: Lílian Beraldo

abril 22, 2017 Posted by | Saúde | , , | Deixe um comentário

Ataque talibã deixa pelo menos 140 mortos no Afeganistão

tremor 7.9
Da Telám

O ataque perpetrado ontem (21) por um grupo de talibãs vestidos como militares contra uma base do Exército afegão provocou a morte de pelo menos 140 pessoas e deixou 160 feridos, segundo informado oficialmente hoje (22).

O atentado aconteceu em um centro de comando do Exército a poucos quilômetros de Mazar-e Sharif, capital de Balkh, quando um grupo de talibãs aproximou-se de três veículos militares portando documentos falsos e lançou um projétil contra a entrada da base militar.

Em seguida, dez homens do grupo dirigiram-se a uma mesquita dentro da base, onde soldados participavam das tradicionais orações de sexta-feira antes da ceia, conforme informou o presidente do Conselho Provincial de Balkh, Mohammad Ibrahim Jair Andesh à agência alemã de notícias DPA.

Os talibãs, por sua vez, asseguram ter matado e ferido mais de 500 soldados. O grupo jihadista indicou que quatro autores do ataque eram antigos soldados que haviam servido naquela base e, portanto, conheciam as instalações. As informações ainda não foram confirmadas.

Agência Brasil

abril 22, 2017 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Madre mía, ¡este hombre está loco! Vamos a comprar oro

Publicado em 22 de abr de 2017

En este episodio de Keiser Report, Max y Stacy se preguntan si ha llegado a su fin la época del dinero fácil. En la segunda parte Max entrevista a Mike Maloney, de GoldSilver.com, sobre las tasas de interés, el dinero gratis y el oro.

TODOS LOS EPISODIOS: https://actualidad.rt.com/programas/k…

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

abril 22, 2017 Posted by | Espanhol | , , , , | Deixe um comentário

Secret World of US Election: Julian Assange talks to John Pilger

Publicado em 5 de nov de 2016

Whistleblower Julian Assange has given one of his most incendiary interviews ever in a John Pilger Special, courtesy of Dartmouth Films, in which he summarizes what can be gleaned from the tens of thousands of Clinton emails released by WikiLeaks this year.

READ TRANSCRIPT: http://on.rt.com/7ty5

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

abril 22, 2017 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

DOJ going after Assange an ‘existential threat’ to journalism

Publicado em 21 de abr de 2017

The Department of Justice is preparing to file arrest charges against WikiLeaks founder Julian Assange. Legal and media analyst Lionel of LionelMedia joins RT America’s Manila Chan to talk about the threat to press freedom.

Find RT America in your area: http://rt.com/where-to-watch/
Or watch us online: http://rt.com/on-air/rt-america-air/

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTAmerica
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_America

 

abril 22, 2017 Posted by | english | , | Deixe um comentário

Mourning Becomes Electra

Publicado em 22 de abr de 2017

On this week’s episode of On Contact, Chris Hedges discusses playwright Eugene O’Neill’s shattering of the American myth in the play “ Mourning Becomes Electra”. Hedges is joined by his wife Eunice Wong who is playing Lavinia Mannon in Target Margin Theater’s production of the play and director David Herskovits.

Find RT America in your area: http://rt.com/where-to-watch/
Or watch us online: http://rt.com/on-air/rt-america-air/

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTAmerica
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_America

 

abril 22, 2017 Posted by | english | , | Deixe um comentário

End of Easy Money

Publicado em 22 de abr de 2017

Check Keiser Report website for more: http://www.maxkeiser.com/

In this episode of the Keiser Report, Max and Stacy ask whether or not it is the end of easy money. In the second half, Max interviews Mike Maloney of GoldSilver.com about interest rates, free money and gold.

WATCH all Keiser Report shows here:
http://www.youtube.com/playlist?list=… (E1-E200)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (E201-E400)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (E401-E600)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (E601-E800)
https://www.youtube.com/playlist?list… (E801-E1000)
https://www.youtube.com/playlist?list… (E1001 – Current)

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

abril 22, 2017 Posted by | english | , | Deixe um comentário

Iran must change behavior to improve US-relations

Publicado em 20 de abr de 2017

President Trump constantly derided the Iran nuclear deal when it was signed and during his campaign. After a review of the Iran question, State Secretary Rex Tillerson wrote that Tehran was complying with its part of the deal, but maintained nonetheless that Iran is “a state sponsor of terror.” John Sitilides, foreign policy principal at Trilogy Advisors, joins “News with Ed” to discuss the likelihood of Trump arriving at a clear policy toward Iran.

Find RT America in your area: http://rt.com/where-to-watch/
Or watch us online: http://rt.com/on-air/rt-america-air/

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTAmerica
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_America

abril 21, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

Adiós a Hollywood – Documental de RT

Publicado em 17 de abr de 2017

¿Qué movió a un presidente de la 20th Century Fox a dejar una vida que era la envidia de cualquiera para mudarse a Camboya? El ejecutivo de Hollywood Scott Neeson no podía imaginar cómo iban a cambiar su visión del mundo unas breves vacaciones. Ahora vive en Nom Pen ayudando a cientos de niños y familias que trabajan y viven en uno de los lugares más tóxicos del planeta. En el fondo sigue creando historias, pero ahora la realidad es su estudio, y su deseo, que esta gente tenga una vida mejor.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

abril 21, 2017 Posted by | Espanhol | , | Deixe um comentário

Trump all talk, hasn’t stepped up to help American workers

abril 21, 2017 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

Trump’s crusade against Iran deal ‘would leave US without a leg to stand on’

abril 21, 2017 Posted by | english | , | Deixe um comentário

Justiça suspende oito execuções de pena de morte nos EUA

Pena de Morte

Leandra Felipe – Correspondente da Agência Brasil

O estado do Arkansas, nos Estados Unidos (EUA), enfrenta uma batalha judicial para conseguir executar, no prazo de 11 dias, oito condenados à pena de morte. A corrida judicial é para conseguir usar uma droga letal antes do vencimento do produto. Uma demanda judicial do fabricante de uma das drogas usadas no coquetel letal levou o Supremo Tribunal Estadual a suspender, na quarta-feira (19), as execuções.

O estado anunciou que vai recorrer à Suprema Corte. Entretanto, o processo ainda não foi acatado. Na terça-feira (18), a Suprema Corte já havia dito que não interviria em uma decisão estadual anterior, que suspendeu as primeiras duas sentenças, que seriam executadas na segunda-feira (17). Mesmo assim, o Arkansas espera tentar novamente um recurso na Suprema Corte.

A injeção letal é composta por três drogas. Uma delas, o Midazolam, vence no final deste mês. Por isso, o Arcankas decidiu fazer as oito execuções em série, em 11 dias. O estado não executa condenados à morte há 12 anos. De acordo com o governo, não há como obter o medicamento novamente junto ao fabricante.

A demanda judicial, que deu origem à suspensão das execuções, veio do laboratório McKesson, que fabrica o Brometo de Pancurônio, um relaxante muscular usado no coquetel.

A companhia farmacêutica processou o estado do Arcankas, alegando ter vendido o medicamento para outros fins. Segundo a empresa, ao comprar a substância, o governo do Arkansas omitiu que o produto seria usado para execuções.

A McKesson afirmou que “nunca teria vendido a droga se soubesse que a substância seria usada, pelo estado, para o coquetel letal”. Na defesa, o estado argumentou que não tem conseguido obter a droga de outras fontes.

Os estados norte-americanos que adotam a pena de morte têm tido cada vez mais dificuldade para obter os medicamentos junto às indústrias farmacêuticas que, nos últimos anos, começaram a negar o fornecimento.

Em recentes execuções, os condenados teriam sofrido e agonizado antes de morrer, com o uso dos coquetéis, o que trouxe uma discussão ética sobre a eficácia do coquetel adotado.

No ano passado, um condenado à morte tossiu e ficou 13 minutos ofegante antes de morrer, durante execução no Alabama. Em 2015, execuções que trouxeram sofrimento prolongado aos condenados  acenderam o debate.

Nas execuções programadas do Arkansas há três presos que lutam para reverter a sentença. Um deles é Stacey Johnson, que foi considerado culpado de um assassinato em 1993 e de agressão sexual. O caso de Johnson voltou ao tribunal nesta semana, porque a defesa afirma ter conseguido evidências de DNA que podem inocentá-lo. A execução estava programada para hoje (20).

Edição: Maria Claudia
 
 
 

abril 21, 2017 Posted by | Internacional | , , , | Deixe um comentário

We should listen to Syrian people, this is democracy of the new world

Publicado em 18 de abr de 2017

As the conflicts in Syria and Yemen intensify, the speaker of Russia’s upper house of parliament has held talks with the Saudi king about possible ways forward. Dr Abdullah bin Abdulaziz Al Rabiah, an adviser to the Saudi Royal Court and Supervisor-General at King Salman Humanitarian aid and relief centre, talks to RT

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

 

abril 20, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

Victorious Erdogan

Publicado em 19 de abr de 2017

Turkish President Erdogan got what he has long coveted – a popular mandate to legitimize his towering presence in the country’s politics and social life. His critics call him a modern Sultan. Does Erdogan’s victory only divide the country more?
CrossTalking with Guney Yildiz, Bill Park, and Martin Jay.
FACEBOOK: Like CrossTalk on Facebook https://www.facebook.com/crosstalkrules/
SOUNDCLOUD: Listen to CrossTalk+ here
https://soundcloud.com/rttv/sets/cros…
YOUTUBE: Watch all CrossTalk shows here:
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2015 – Current)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2013 – 2014)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2012 – 2013)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2011 – 2012)
http://www.youtube.com/playlist?list=… (2009 – 2011)

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

abril 20, 2017 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

Arsenales verbales y reales

Publicado em 20 de abr de 2017

La escalada de amenazas e insultos mutuos entre Estados Unidos y Corea del Norte despierta temores por una posible guerra nuclear. El ataque de Estados Unidos con ‘la madre de todas las bombas’ en Afganistán demuestra el refuerzo del belicismo en la política exterior norteamericana. Y en varios países se preguntan si Wikileaks es una agencia de espionaje no oficial o un medio de comunicación legítimo.

¡Suscríbete a RT en español!
http://www.youtube.com/user/Actualida…

RT en Twitter: https://twitter.com/ActualidadRT
RT en Facebook: https://www.facebook.com/ActualidadRT
RT en Google+: https://plus.google.com/+RTenEspanol/…
RT en Vkontakte: http://vk.com/actualidadrt

Vea nuestra señal en vivo: http://actualidad.rt.com/en_vivo

RT EN ESPAÑOL: DESDE RUSIA CON INFORMACIÓN

abril 20, 2017 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: