Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Cyberwarfare cheaper, more convenient and anonymous

Publicado em 19 de abr de 2017

The Defense Advanced Research Project Agency (DARPA) has reached out to at least one cybersecurity firm for help in developing deterrent systems. This comes amid fears that North Korea may cyber-attack US infrastructure. Cybersecurity expert and attorney Leeza Garber joins “News with Ed” to discuss the seriousness of US concerns and whether we are prepared for such an event.

Find RT America in your area: http://rt.com/where-to-watch/
Or watch us online: http://rt.com/on-air/rt-america-air/

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTAmerica
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_America

abril 20, 2017 Posted by | english | , | Deixe um comentário

Anonymous declara guerra ao Estado Islâmico

A guerra dos piratas

Anonymous X EI

O grupo ‘hacktivista’ Anonymous publicou uma série de guias para atrair voluntários, como parte de sua “guerra cibernética” contra o movimento jihadista Estado Islâmico. Os Guias em  três níveis ajudam a identificar e invadir sites e contas de redes sociais dos terroristas.

Após os ataques terroristas perpetrados em Paris em 13 de novembro, que mataram 129 pessoas, o grupo Anonymous declarou “guerra total” ao Estado Islâmico no âmbito da qual produziu três guias com instruções fáceis de entender para ajudar voluntários a invadir contas de redes sociais dos jihadistas, segundo  relata o ‘The International Business Times.

Guia para Iniciantes

Este guia (Noob Guide, em inglês) oferece algumas dicas para os novatos com informações sobre a linguagem de marcação HTML e até mesmo algumas linguagens de programação, como Python, por exemplo. O guia também recomenda o uso do sistema operacional Linux, acrescentando dicas e informações sobre a proteção do anonimato.

O grupo também dá aos usuários uma lista de ferramentas de ataque cibernético que as pessoas podem usar sem ter muito conhecimento de programação ou informática. A lista inclui ferramentas para realizar ataque de negação de serviço (DoS por sua sigla em Inglês), hackear senhas e examinar sites para encontrar suas vulnerabilidades.

Guia repórter

A segunda guia criada pelo Anonymous é a chamada guia repórter ( Reporter Guide, em Inglês) que explica em termos simples como iniciar um bot [aplicação de software que executa tarefas automatizadas através da Internet] contra uma série de endereços de contas de Twitter “. Também contém uma lista de mais de 5.000 contas de Twitter consideradas  os “principais alvos “.

No entanto, os “hacktivistas” advertem que o software não funciona com o sistema operacional Mac OS X e aqueles que utilizam o Windows precisarão baixar Python.

Guia de Buscas (Search Engine Guide)

Finalmente, os “hacktivistas” publicaram o guia de buscas (Guide Searcher, em Inglês), que tem como objectivo ajudar aqueles que procuram identificar os sites relacionados a terroristas. No entanto, o Anonymous está pedindo às pessoas para informá-lo sobre esses sites, em vez de atacar individualmente.

Reportagem exclusiva

Fonte: RT-TV

Sobre o Anonymous

Anonymous invadem site do governo

Anonymous atacam inteligência americana

Anônymous atacam site do exército

Anônymous revelam senadores da Ku klux klan

História do Estado Islâmico

Como surgiu o Estado Islâmico

O grande segredo do Estado Islâmico

Os maiores grupos terroristas do mundo

Guerra da Rússia ao Estado Islâmico

 

novembro 20, 2015 Posted by | Internacional, segurança | , , , | Deixe um comentário

Cómo ‘hackear’ al Estado Islámico

A guerra dos piratas

Anonymous X EI

El grupo ‘hacktivista’ Anonymous ha publicado una serie de guías para atraer a voluntarios en el marco de su ‘ciberguerra’ contra el movimiento yihadista del Estado Islámico. Guías de tres niveles ayudan a identificar y ‘hackear’ sitios web y cuentas de redes sociales de los terroristas.

Tras los ataques terroristas perpetrados en París el 13 de noviembre que costaron la vida a 129 personas, el grupoAnonymous ha declarado “una guerra total” al Estado Islámico, en el marco de la cual ha elaborado tres guías con instrucciones de fácil comprensión que ayudarán a usuarios voluntarios a piratear cuentas de redes sociales de los yihadistas, informa ‘The International Business Times’.

Guía para principiantes

Esta guía (Noob Guide, en inglés) ofrece algunos consejos para novatos con información sobre el lenguaje de marcado HTML e incluso algún lenguaje de programación como Python. Además, la guía recomienda usar el sistema operativo Linux, añadiendo consejos e información sobre la protección del anonimato.

Asimismo, el grupo ofrece a los usuarios una lista de herramientas de ciberataque que la gente puede utilizar sin necesidad de tener muchos conocimientos de codificación o informática. La lista incluye herramientas para llevar a cabo ataques de denegación de servicio (DoS por sus siglas en inglés), piratear contraseñas y examinar sitios web para encontrar sus vulnerabilidades.

Guía reportero

La segunda guía creada por Anonymous es la así llamada guía reportero (Reporter Guide, en inglés) que explica con palabras sencillas cómo iniciar un bot [aplicación de software que ejecuta tareas automatizadas a través de Internet] contra una serie de direcciones de cuentas de Twitter”. También contiene una lista de más de 5.000 cuentas de Twitter consideradas “objetivos principales”.

Sin embargo, los ‘hacktivistas’ advierten que el software no funciona en el sistema operativo Mac OS X y que aquellos que utilizan Windows necesitarán descargar Python.

Guía buscador

Finalmente, los ‘hacktivistas’ han publicado la guía buscador (Searcher Guide, en inglés) que tiene por objeto ayudar a aquellos que buscan identificar los sitios web relacionados con los terroristas. No obstante, Anonymous pide que la gente le informe sobre estos sitios web en lugar de atacar de forma individual.

RT-TV

novembro 20, 2015 Posted by | Espanhol | , , | Deixe um comentário

Israel violou 65 resoluções da ONU

conflito na palestina

Faixa de Gaza

O grupo Anonymous, em sua conta no Twitter, fala sobre os conflitos de Tel Aviv, na Faixa de Gaza, dizendo que Israel violou 65 resoluções da ONU sem consequências, enquanto o Iraque que havia violado apenas 2, foi invadido, bombardeado e destruído.

Em sua conta no Twitter, os hackers deste grupo afirmam ter bloqueado o site do Ministério da Defesa de Israel, idf ponto il, embora o site ainda esteja online.

O conflito entre Israel e a Faixa de Gaza se agravou na quarta feira, após o assassinato de um líder do Hamas, durante um ataque aéreo de Israel.

Tel Aviv falou sobre a campanha militar contra a Faixa de Gaza, através da Rede social. A mensagem postada na conta oficial do Departamento de Imprensa da Defesa de Israel, IDF, no Twitter, confirmou que o estado judeu começou uma nova etapa de ações contra seus adversários, sendo a primeira comunicação oficial de um ataque militar, através de uma rede social.

Fonte: RT-TV

Hackers declaram guerra a Rússia

novembro 16, 2012 Posted by | Internacional | , , , , , | 14 Comentários

Anonymous atacam inteligência obscura dos EUA

ataques hackers

Invasão dos Anonymous

Os Anonymous não param seus ataques e se tornam cada vez mais conhecidos, para desespero dos donos do poder.

Sem dar nenhum descanso aos sites institucionais, os Anonymous, famosos por suas ações de caráter social, ideologia hacker, atacaram o site da Strategic Forecasting, Inc., mais conhecida como Stratfor, uma companhia privada global de inteligência com sede no estado do Texas (Estados Unidos).

A empresa, que se atribui funções de inteligência e tática, análises de seguro corporativo e geopolítico, é apontada pelos meios de comunicação como uma “CIA nas sombras”. Em sua suposta lista de clientes, estão as 500 maiores empresas americanas e agências internacionais do governo.

Em um comunicado divulgado nesse sábado, Stratfor comunicou aos seus clientes uma notícia bem desagradável para eles, confirmando que seu site havia sido atacado, sem mais detalhes. Seu site continuou off-line e com a ajuda das forças de ordem americanas, passou a investigar o que aconteceu.

“Vocês não acham um absurdo supor que a Stratfor fique desativada durante pelo menos dois dias?”, comentou o grupo Anonymous, através de sua conta no Twuitter. O grupo disse ter invadido os servidores da Stratfor e se apoderado de pelo menos 200GB de informações confidenciais, incluindo a lista completa dos clientes da companhia, tanto de empresas como de pessoas físicas, informações de cartões de créditos e sua correspondência eletrônicas. Isso não foi pouco, e o grupo ainda deixou um recado no site da empresa, que aparece convertida em proprietária de barcos de entretenimento. Uma parte dessas informações já estão acessíveis na internet.

O grupo Anonymous tornou-se conhecido no continente americano, depois de invadir o site do governo mexicano, PAN (Partido Acción Nacional) e sua sucursal, em sinaloa.

Atacaram também a Confederação Patronal da República do México (COPARMEX), um sindicato patronal de afiliação voluntária, a maior companhia panificadora mexicana Bimbo e o escritório da UNESCO no México. Nenhum dos afetados se pronunciou de maneira pública sobre o ataque.

O grupo também atacou a rede de televisão de doações da Teleton, na Colômbia, que busca recursos para pessoas com problemas físicos, mentais, e buscam ampliar a rede de centros de reabilitação. Em sua home page, deixaram uma mensagem de advertência para o uso honesto do dinheiro arrecadado. “Esperamos honestidade com o dinheiro arrecadado. Somos anonymous chamando sua atenção para as irregularidades encontradas nas doações arrecadadas pela Teleton.co. Estaremos vigiando”.

Fonte: RT-TV

É difícil não fazer alguns comentários, não é mesmo gente:

Isso explica porque a Twitter criou um sistema que torna as mensagens locais invisíveis, para alguns países. Essa mudança poderia limitar a propagação de mensagens de perfis como o do Anonymous.

Depois dos quatro bilhões e meio de reais do Banco Central, pelo Panamericano, o que eu poderia dizer ao Sílvio Santos?

“Estaremos vigiando!”

By Jânio

janeiro 31, 2012 Posted by | internet | , , , , , , | 2 Comentários

   

%d blogueiros gostam disto: