Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Eleições 2.016 – Conheça os candidatos de Porto Alegre

Candidatos de Porto Alegre

Candidatos a Prefeito

Daniel Isaia – Correspondente da Agência Brasil

Nove candidatos disputam o comando do executivo em Porto Alegre. Em cinco candidaturas, há coligação com outros partidos políticos, de modo que 33 siglas estão envolvidas nas campanhas para prefeito.

Sebastião Melo

O candidato da situação é Sebastião Melo, do PMDB, que está coligado com outros 13 partidos. O peemedebista foi vereador por três mandatos na capital gaúcha na década de 2000 e atualmente é o vice do atual prefeito, José Fortunati. Melo é advogado, formado em direito na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Raul Pont

Raul Pont é a aposta do PT para retomar a prefeitura. O partido esteve à frente da administração municipal entre 1989 e 2004, inclusive com Pont como um dos prefeitos. O petista é integrante da sigla desde a fundação, no fim dos anos 1970, e já foi deputado estadual e federal. Em Porto Alegre, o PT está coligado com o PCdoB.

Nelson Marchezan

O PSDB está coligado com outros três partidos na tentativa de eleger Nelson Marchezan Junior. Filho do político gaúcho Nelson Marchezan, já falecido, o candidato tucano já foi deputado estadual e, atualmente, está licenciado do segundo mandato de deputado federal para concorrer à prefeitura.

Luciana Genro

Luciana Genro é o nome do PSOL e de outros três partidos coligados para o Paço Municipal. Filha do ex-governador e ex-ministro Tarso Genro, foi expulsa do PT em 2003 ao votar contra a reforma da Previdência do governo Lula no Congresso Nacional. Luciana foi uma das lideranças que criaram o PSOL e concorreu à presidência da República pelo partido, em 2014.

Maurício Dziedricki

O PTB se coligou com cinco partidos e lançou a candidatura de Maurício Dziedricki, eleito vereador de Porto Alegre em 2004 e em 2008. Dois anos depois, o petebista se elegeu deputado federal. Atuou como secretário estadual de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa. Em 2014, foi eleito para a Assembleia Legislativa gaúcha.

Fábio Ostermann

Com 32 anos de idade, Fábio Ostermann, do PSL, é o mais jovem candidato à prefeitura de Porto Alegre. Liberal convicto, tem no currículo a direção do Instituto Liberdade, do Instituto de Estudos Empresariais (IEE) e do Instituto Ordem Livre. Foi um dos criadores do Movimento Brasil Livre (MBL), um dos grupos que liderou as manifestações pelo impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.

João Carlos Rodrigues

O candidato do PMN, João Carlos Rodrigues, já foi filiado ao antigo PFL (hoje DEM) e ao PSC, mas ainda não obteve uma vitória nas urnas. No passado, o empresário concorreu à prefeitura de Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre, e ao governo do estado.

Júlio Flores

Júlio Flores, do PSTU, tenta pela teceira vez eleger-se prefeito da capital gaúcha. Atuou como bancário nas décadas de 1980 e 1990, e liderou greves contra a privatização do Banco Meridional pelo governo Fernando Henrique Cardoso. Candidatou-se para os cargos de vereador, prefeito, deputado estadual, governador e senador, mas nunca foi eleito.

Marcello Chiodo

O PV lançou a candidatura de Marcello Chiodo, cabeleireiro que mantém um salão de beleza em Porto Alegre. Tentou vaga no legislativo municipal por três vezes e conseguiu uma suplência em 2008, tendo sido chamado no ano seguinte. Chiodo também já concorreu para deputado federal, em 2006, mas não foi eleito.

Legislativo

As 36 cadeiras da Câmara de Vereadores estão sendo disputadas por 574 candidatos — uma proporção de quase 16 candidatos por vaga. Eles também estão distribuídos em 33 partidos. A maior parte das siglas (14) tem entre um e dez candidatos. Apenas cinco partidos inscreveram mais de 40 nomes.

Porto Alegre é a segunda cidade mais populosa da Região Sul, com quase 1,5 milhão de habitantes. Destes, pouco mais de um milhão estão aptos a votar nos candidatos à prefeitura e à Câmara Municipal, no mês que vem.

Do total de eleitores, 45,25% são homens e 54,75% são mulheres. Estão registrados na capital gaúcha 12.974 eleitores analfabetos e 3.917 com menos de 18 anos de idade, aos quais o voto é facultativo.

Edição: Carolina Pimentel

setembro 25, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Eleições 2.016 – Quem são os candidatos de Curitiba

Canditados a prefeito

Candidatos de Curitiba

Daniel Isaia – Correspondente da Agência Brasil

A disputa para a prefeitura da capital paranaense envolve nove candidaturas. Seis delas estão coligadas com outros partidos, de modo que 32 siglas estão envolvidas no total. Apenas três partidos não formaram coligações.

Gustavo Fruet

O candidato da situação é Gustavo Fruet, do PDT, que concorre à reeleição apoiado por mais quatro partidos. Filho do ex-prefeito de Curitiba, Maurício Fruet, morto em 1998, Gustavo foi deputado federal por três mandatos consecutivos. Em 2010, tentou disputar uma vaga para senador e ficou em terceiro lugar.

Rafael Greca

Rafael Greca é o candidato do PMN e de outros seis partidos. Foi prefeito da capital paranaense entre 1993 e 1997. No ano seguinte, foi eleito o deputado federal mais votado do Paraná. Greca também atuou como ministro de Esporte e Turismo no segundo governo Fernando Henrique Cardoso.

Requião Filho

O PMDB lançou o advogado Requião Filho como candidato à prefeitura, em coligação com o Rede Sustentabilidade. Filho do senador e ex-governador Roberto Requião, o candidato está licenciado do cargo de deputado estadual do Paraná para disputar o pleito.

Ney Leprevost

O candidato do PSD e de outros seis partidos é o jornalista Ney Leprevost. Licenciado do cargo de deputado estadual para disputar a prefeitura, ele foi eleito em duas oportunidades como vereador de Curitiba. Leprevost também atuou como secretário estadual de Transporte e Turismo.

Maria Victoria

Maria Victoria é a candidata do PP em coligação com outros cinco partidos. Foi eleita deputada estadual em 2014, cargo do qual está licenciada para disputar a prefeitura. Maria é filha dos políticos Ricardo Barros e Cida Borghetti.

Tadeu Veneri

O PT lançou candidatura própria sem coligar com outros partidos na capital paranaense. O deputado estadual Tadeu Veneri, também licenciado, foi vereador de Curitiba entre 1995 e 2002. Atualmente, está no quarto mandato consecutivo na Assembleia Legislativa do Paraná.

Ademar Pereira

O PROS também lançou uma chapa pura para a disputa da prefeitura curitibana. O candidato Ademar Pereira foi presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe). Atualmente, ele é vice-presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep).

Afonso Rangel

Afonso Rangel, do PRP, teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), mas recorreu da decisão. O candidato é Pró-Reitor de Planejamento e Avaliação da Universidade Tuiuti do Paraná.

Xênia Mello

A candidata do PSOL, Xênia Mello, também conta com apoio do PCB. Atualmente, é membro do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher em Curitiba. Xênia é advogada formada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Mestranda em Sociologia na mesma instituição.

Legislativo

As 38 cadeiras da Câmara de Vereadores estão sendo disputadas por 1.072 candidatos ao legislativo municipal — ou seja, uma proporção de 28,2 candidatos para cada vaga. O número expressivo se explica no fato de que 11 partidos inscreveram 50 ou mais candidaturas. No total, 34 partidos participam da eleição para a Câmara.

Curitiba é a cidade mais populosa da Região Sul, com quase 1,9 milhão de habitantes. Quase 1,3 milhão estão aptos a votar nos candidatos à prefeitura e à Câmara Municipal.

Do total de eleitores, 46% são homens e 54% são mulheres. Estão registrados na capital paranaense 7.559 eleitores analfabetos e 5.565 menores de idade, aos quais o voto é facultativo.

Edição: Carolina Pimentel

setembro 25, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Eleições 2.016 – pesquisa para prefeito do Rio de Janeiro

crivella

Pesquisa Eleitoral para Prefeitura do Rio de Janeiro

Candidato Intenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB) 31%
Marcelo Freixo (PSOL) 9%
Pedro Paulo (PMDB) 9%
Flávio Bolsonaro (PSC) 8%
Jandira Feghali (PCdoB) 8%
Indio da Costa (PSD) 7%
Osorio (PSDB) 3%
Alessandro Molon (Rede) 1%
Cyro Garcia (PSTU) 1%
Carmen Migueles (Novo) 0%
Thelma Bastos (PCO)
Branco/nulo 19%
Não sabe/não respondeu 4%

 

setembro 18, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Datena é pré-candidato a prefeito de SP

pré-candidato a prefeito

Datena Prefeito

A política está ficando cada vez mais engraçada: a eleição de Tiririca foi um marco, pela primeira vez ficou provado que havia palhaço na política, independentemente de opinião, era fato.

Quem promete mexer com a política agora é o repórter, jornalista, narrador, comentarista e dublê de apresentador, Datena. O que era só boato, foi confirmado pelo partido progressista, PP, Datena é pré-candidato a prefeitura de São Paulo. Ser pré-candidato para alguns partidos, como o PT, é como ser candidato.

Sua provável candidatura poderia não só avaliar a popularidade do apresentador insatisfeito com seu programa sensacionalista, mas também sua reputação perante os críticos políticos e até mesmos com os próprios políticos. A reação nas mídias foi imediata, como pode ser comprovado mais abaixo.

Como o apresentador é a maior audiência diária da Rede Bandeirantes, criou outros dois problemas para a rede de televisão: primeiro por ser político, o que já é suficientemente desgastante para a imagem de uma TV, segundo por perder a garantia de audiência que alavancava o principal produto da rede, o Jornal Bandeirantes, ou jornal da Band. Felizmente a Rede Bandeirantes tem outros apresentadores experientes para assumir o seu lugar, apesar de não serem tão populares.

Acontece que em pequenas redes como a Bandeirantes e RedeTV!, qualquer programa que dê audiência, independente da qualidade, passa a ser uma forma de alavancar outros programas.

Datena vem se envolvendo com polêmicas a alguns meses: ofendeu os ateus e a TV bandeirantes perdeu alguns minutos para exibir campanha contra tal intolerância; discutiu com Milton Neves ao vivo – Milton Neves é um dos principais apresentadores da Rede Bandeirantes, menos arrogante e mais antenado com o que acontece com o mundo lá fora da casa/tv e, apesar de não ser tão popular quanto Datena, Milton Neves adora uma briga planejada. Uma polêmica que eu me lembro muito bem, foi durante a investigação da morte de Isabella Nardoni, quando Datena interagiu com o delegado pedófilo que cometeria suicídio em seguida, durante o episódio o apresentador não perdeu a majestade. A internet chama a atenção para as opiniões polêmicas do apresentador, opiniões impopulares que o identificam como político de direita, como é o caso da maioridade penal, por exemplo.

Baseando-se em suas opiniões polêmicas, os adversários poderiam explorá-las em questões como eutanásia, pena de morte, legalização da maconha, etc.

É bom que se diga que ele escolheu o “melhor partido”, partido do “melhor político”, Paulo Maluf, o que demonstra um certo desespero, como amor à primeira vista, com direito a casamento.

Apesar de apresentar um programa sensacionalista, Datena vem enchendo o sapato de pequenas pedras, uma dessas pequenas pedras é o programa de seu amigo Marcelo Rezende, Cidade Alerta é concorrente direto do Brasil Urgente. As novelas mexicanas tornaram-se outro problema para sua audiência e ameaçam revelar um apresentador sem nenhum glamour, pior, sem audiência.

Há um ano atrás, mesmo perdendo audiência, ele poderia se gabar de ser a maior audiência do canal, o problema é que a Rede Bandeirantes vem reunindo uma equipe de profissionais experientes e, apesar de alguns percalços, conseguiu blindagem contra crises, além de apresentar surpresas jornalísticas do entretenimento como Ana Paula Padrão. O Masterchef é a maior audiência e o recordista em comentários da internet, apesar de não ser diário. Muitas emissoras devem oferecer uma fortuna para retirar o programa da concorrente.

Além disso, o Jornal Bandeirantes conseguiu se consolidar e tem registrado audiência maior que o Brasil Urgente, mesmo sem Joelmir Beting e com a saída da Ticiana Vilas-Boas. A turma do Pânico e o futebol são outros concorrentes ao Top da Rede Bandeirantes, relembrando que o Jornal Bandeirantes é o único concorrente diário, também o maior faturamento.

Tanto Datena, quanto Ricardo Boechat, tem sido disputado pela concorrência, mas permaneceram na emissora, em troca de um aumento considerável na folha de pagamento, já que ninguém é de ferro. Se a RedeTV! não tomar cuidado, o Encrenca seria um programa ideal para alavancar o Pânico, ou seja, os telespectadores em encrenca entrariam em pânico.

Programas como Encrenca, Pânico, Brasil Urgente ou o Agora é Tarde, tem a função de atrair audiência mas o faturamento não é considerável, foi por isso que o Danilo Gentille foi para o SBT, ele já ganhava da Globo quando estava na Bandeirantes.

Finalizando: independentemente de ganhar ou não, Datena vai conseguir mais visibilidade do que já tem. Além disso, caso defenda interesses da elite, vai atrair mais patrocínio para seus programas, seja lá onde esteja – seus encontros com Marcelo Rezende dão uma ideia.

By Jânio

Datena quer renunciar Àquilo que faz direito para abraçar o vexame

Reinaldo Azevedo

Datena diz que seria só mais um imbecil na política

Odair Bráz Jr.

Datena se acha péssimo político

Márcio Padrão

Datena: um péssimo político

Contexto 

Você também pode gostar de:

Dez apresentadores mais chatos da TV

Pré-candidatos a prefeito de São Paulo em 2.011

 

julho 30, 2015 Posted by | Política, televisão | , , , , , | Deixe um comentário

José Serra e a Mulher Melância

destino de são paulo

Trapalhadas Bipartidárias

As brigas raciais das últimas eleições, que sobraram para Mayara, parece não ter afetado muito o mando político em São Paulo. Depois de tanta briga e lavagem de roupa suja, eu imaginei que novos partidos ganhariam força mas, não, PT e PSDB continuam firmes e fortes, tanto que disputam o segundo turno na eleição para Prefeito de 2.012.

De um lado, Fernando Haddad carrega a herança do PT (mensalão), além de seus próprios problemas; de outro, José Serra provou do escândalo da privataria, além de algumas fofocas que correram pela internet, onde FHC teria dito que José Serra já foi candidato demais.

Fernando Henrique Cardoso é um grande político, do tipo que critica mas não perde a amizade. Quando o partido vai chamá-lo para discursar, ele está sempre pronto para dar o seu apoio.

Não dá para dizer quem é melhor ou quem é pior, ou menos pior, essa será a decisão dos paulistanos. Caso os aliados ganhem a eleição em São Paulo, terão os dois maiores centros urbanos nas mãos, o RJ já está nas mãos do PMDB.

Para o PSDB é uma questão de honra, essa vitória em São Paulo mas, em caso de algo sair errado, terão de dividir o poder com o PT, já que o governo estadual está com o PSDB há muito tempo.

O grande problema do PSDB, na minha opinião, é que depois de tanto tempo no poder, em São Paulo, o partido vai ficando desgastado. Apesar disso, sempre teve o controle total do seu reduto.

Passar a imagem de políticos perfeitos não ajudou, o escândalo de Brasília, com José Roberto Arruda, a CPI do Cachoeira e a queda de grandes nomes políticos, como a família Maia, tirou todo o prestígio do DEM. Por outro lado, o envolvimento de Arthur Virgílio com os cartões, não ajudou o PSDB.

Quando Kassab criou um novo partido, deu o golpe final que o DEM não esperava mas, mantendo a ideologia de direita, não mudará muita coisa.

Para quem acha que o bipartidarismo é uma boa alternativa, PT e PSDB é tudo o que nós merecemos.

O mais interessante nessa briga entre os eleitores de Serra e do Haddad, é que quanto mais falam mal do PT, mais ele cresce nas pesquisas. Esse é um reflexo do racismo das últimas eleições, onde a chamada opinião pública queimou o filme.

A burguesia critica muita a inclusão digital, com o argumento de que a maioria dos internautas não sabe escrever e nem tem educação, mas foram eles que cometeram as maiores gafes, ao acharem que estavam preparados para serem polêmicos. É o mesmo caso das câmeras digitais, os maiores escândalos não são dos pobres, já que eles nem são conhecidos e já convivem com o mundo marginal, o pior vem de cima, cheirando a perfume barato e vinho de liquidação.

Enquanto isso, o socialismo vai se acostumando a ser popular, mas as forças armadas já começam a receber as verbas que não tinham no tempo do PSDB e resolvendo questões importantes, como a proteção dos juízes do STF e a segurança das favelas do Rio de Janeiro.

Quando não sabemos o que de fato os banqueiros estão pensando, temos que imaginar com as notícias que nos chegam e, por enquanto, essa eleição lembra muito a publicidade da Mulher Melancia: quanto mais as mulheres falam mal dela, mais sua fama aumenta entre os homens.

By Jânio

Prefeitos eleitos no primeiro turno

Pré-candidatos a prefeito de São Paulo

outubro 23, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , , | 3 Comentários

Prefeito de São Paulo é cassado

estratégia maluca

DEM e PMDB?

Esse Gilberto Kassab não tem jeito mesmo, primeiro confunde o piloto de Fórmula Um Felipe massa, agora arruma uma “baita” encrenca com o TRE que acaba cassando seu mandato.

Pelo menos foi o que divulgou o Jornal da Tarde. Segundo o jornal, tando Gilberto Kassab (DEM) quanto a sua vice Alda Marco Antônio (PMDB), Alda, aliás, que só ficará conhecida no Brasil depois desse escânda-lo, antes ninguém conhecia ela.

A sentença foi dada pelo Juiz da Primeira Zona Eleitoral, Aloísio Sérgio Resende. Segundo o Jornal da Tarde, o então candidato Kassab teria recebido doações ilegais, referente a campanha de 2.008, a cassação teria efeito suspensivo imediato, podendo  os réus recorrer da sentença sem deixar os seus cargos.

Evidentemente, o fato está tendo uma repercussão muito grande entre os brasileiros. Gilberto, sendo prefeito da maior cidade do Brasil, tem um grande peso no panorama da política do país.

Algumas pessoas tem afirmado ser uma estratégia do PT para fortalecer sua candidata, desconhecida até pouco tempo atrás. Verdade ou não, os dois partidos mais fortes do Brasil, PT e PSDB tem a mesma tática, estratégia típica no Brasil há muito tempo, atacar o adversário, visando seus pontos fracos.

A novidade é que, nessa eleição, os dois principais candidatos, PT e PSDB, Dilma e Serra respectivamente não são candidatos agressivos, arrojados, apesar de seus passados políticos passarem essa impressão.

Segundo a notícia, a decisão do juiz deverá sair no diário oficial na próxima terça feira, dia vinte e três de fevereiro.

Quando o PT se viu enrolado em escândalos, notamos que não havia nenhuma intensão de cassar os culpados, livrando-se da culpa solidária. No caso do DEM, pelo menos a princípio, o partido tomou sentido contrário, pior para o José Roberto Arruda.

A decisão do partido, passou a ideia de que não haveria solidariedade com  os políticos corruptos, mas como desgraça pouca é bobagem, Arruda era só a ponta do iceberg, todo brasileiro sabe onde a política brasileira está mergulhada, todo mundo sabe onde estão os culpados.

Quando um político cai nas malhas da justiça, o partido deve tentar livrar seu nome, como o PMDB fez com Sarney. Nesse caso a confusão é tão grande que a burguesia da direita se esqueceu que a vice do Kassab, Alda, é do PMDB, partido que apóia o governo.

Para quem já assistiu “O homem na máfia”, “Anjos da lei”, sabe a confusão que essa mistura de posição e oposição causa. Por ter uma vice do lado do governo, Kassab sempre foi poupado, ou reservado para uma estratégia melhor, como é o caso da eleição para presidente.

Se o governo está atacando, está fazendo exatamente o que o FHC fez com a filha de Sarney, portanto nada mudou, apenas o lado e a eficiência do ataque.

Se liga Kassab!

By Jânio

fevereiro 21, 2010 Posted by | Política | , , , , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: