Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Polêmico e contraditório – Não foi irônica a vitória de Dourado?

vitória irônica

programa irônico

O fim do Big Brother 10 foi deprimente, essa foi uma edição que eu não assisti sequer um episódio, e não gostei de nem um.

Poderia ser pior, olha o exemplo de Farm, ou A fazenda, da Record. O reality da Record, que só emocionou a própria emissora, e pretendia afetar o BBB, foi um fracasso tão notável que até agora eu não sei quem ganhou.

A ideia de apresentar um reality, simultâneamente ao  outro, foi péssima. Reality é trash, lixo, as pessoas assistem porque querem ver os seus camundongos dentro de suas gaiolas, querem decidir seus destinos; como os camundongos são de classe média baixa, metáfora melhor para a manipulação, pela classe média alta, não há.

Na sua maioria, a classe média baixa que se apresenta para um programa desses, deve ter carisma, bom senso para coisas inúteis e uma certa interpretação, sorrir nos momentos mais bizarros. A fórmula está no seu limite, mas resiste; se levarmos em conta que muita gente tem serpentes de estimação, outros jacarés, onças, etc, então o BBB, na tv, é ser normal.

Como digitar sobre uma coisa que não se acompanha? – Simples, pela imprensa. Dificuldade é encontrar alguém disposto a comentar sobre o tema reality show, mas vamos lá.

Eu diria que tudo nesse mundo pode ser motivo de análise e reflexão, no caso do Big Brother 10, não foi diferente. Difícil é imaginar que tudo é feito de propósito, como um fetiche de filmes eróticos, onde se encontra sempre uma fantasia para os tarados de plantão.

Nesse BBB 10, quem mais chamou a atenção foi Ana Mara, a PM que foi exonerada do cargo enquanto participava do reality, deixando seus companheiros de profissão irritados. Nem mesmo os dois gays, incluídos, propositadamente, para provocar polêmica, parece ter dado resultado, ou talvez o resultado tenha sido inverso.

Acontece que Dourado, acusado de ser homofóbico, uma das raras citações na mídia online, acabou ganhando o jogo. Além dos escândalos e das cenas de nudez, que são comuns, a homofobia foi um dos poucos assuntos abordados online.

Parece que o fato de ter dois gays, no mesmo programa, inflacionou o mercado. A produção já desistiu de incluir pessoas pobres, há muito tempo, por serem imprevisíveis, o que prejudica a manipulação e o roteiro.

Pelo que parece, até análise  psicológica está sendo feita, pois já não se vê falar de nenhum ato de loucura, ou claustrofobia, no programa.

Ex-BBBs também não tem bons cachês, depois de dez edições, são tantos BBBs no mercado que até perderam o charme, são estrelas demais.

Resta agora só uma pergunta: Será que a Record vai insistir na estratégia? – Se a Globo continuar, seu clone também, a debandada para internet pode ser grande, a cultura brasileira pode melhorar.

By Jânio

março 31, 2010 Posted by | televisão | , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Precisamos usar mais o controle remoto.

controle remoto

controle remoto

Um grande problema que assola  a televisão, no Brasil, é o aumento de programa ruins, a quantidade aumentou tanto que surgiram os trashes, programas bizarros que as pessoas assistem para poder se divertir.

A culpa não é só da televisão, os espectadores tem uma parte também.

No momento em que foi criado o controle remoto, parece até que já se previa a decadência da tv, não só no Brasil mas no mundo inteiro.

Por mais que os executivos procurem uma boa ideia, no final das contas, acabam sempre encontrando um trash, uma sátira daquilo que deveria ser um bom produto de entretenimento.

O grande campeão é um reality, inspirado, ou copiado, dependendo do ponto de vista, de um projeto da NASA, onde havia a ideia de simulação da vida fora da Terra, o fracasso foi tão grande  que mostrou como a NASA já não tem mais a criatividade de outrora.

Na versão para a tv, um grupo de indivíduos fica isolada dentro de uma casa, onde aos poucos, vai se perdendo contato com a realidade. Parece até que é sério, mas tudo é previamente planejado, o isolamento não é total, real só as bizarrices que se vê lá dentro.

O absurdo era tão grande que acharam melhor escolher um tipo de pessoas que não se altera com nada, semelhante as pessoas que assistem a televisão, com um gosto mórbido e duvidoso, atraídos pelo caos e falta de lógica absoluta.

O programa fez tanto sucesso que surgiu uma versão idêntica, que assustou a concorrência, transformando-se na segunda maior maior audiência da tv brasileira. A única diferença é que os integrantes, ao invés de ficar em uma casa, agora ficam em uma fazenda.

Depois de ver tanto programa ruim na tv, chegamos a conclusão que os telespectadores, do mundo inteiro, não sabem para que serve o controle remoto. Com a audiência que os programas ruins tem, esta é a única explicação plausível.

Há opções na tv, apesar da procura não ser satisfatória, a preocupação das tvs comerciais pela audiência acaba interferindo na qualidade do produto.

As melhores opções estão nas tvs educativas, apesar de já haver tvs especializadas em serviços de informações, como agropecuária e agricultura, e, recentemente, uma tv voltada para o segmento da música.

As tvs para públicos específicos mostram que há alternativas para a tv, basta um pouco de boa vontade, por parte dos executivos ligados do segmento.

Os segmentos de jornalismo e documentários, mostram um nível altíssimo de qualidade, bem como uma criatividade acima de qualquer programa comercial, apesar da audiência não chegar nem a um por cento.

Uma estratégia das tvs comerciais para melhorar a qualidade de seu programas, era acrescentar documentários em seus programas de variedades, e revistas eletrônicas.

Programas educacionais, documentários, cinema, música, jornalismo, há de tudo na tv, o problema é que os telespectadores precisam descobrir para que serve o controle remoto.

As audiências de filmes e programas trashes, além de muitas outras baixarias na tv, mostram que o telespectador precisa aprender a usar o controle remoto. O Brasil ainda está engatinhando no segmento de tv, visto que há muita burocracia e interesses por trás disso, mas já há alternativas, basta usar o controle remoto.

By Jânio

julho 28, 2009 Posted by | Reflexões | , , , | 4 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: