Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Será que os humanos foram realmente à Lua

Busca de Provas

Satélite Russo

Um grupo de russos céticos quer resolver uma controvérsia que já dura há décadas: se os astronautas americanos foram à lua ou não. O financiamento do projeto coletivo alcançou seu objetivo, por isso os pesquisadores vão construir um satélite “menor e mais barato” para encontrar vestígios na Lua.

Um grupo de pesquisadores russos lançou uma campanha bem sucedida de financiamento colectivo a fim de verificar se de fato astronautas americanos foram à lua ou não. O projeto já atingiu seu objetivo de coletar 800.000 rublos (cerca de US $ 13.000) para construir um “microssatélite” com câmera HD e enviá-lo para fotografar a superfície da lua.

“Quase todas as provas de vôo de teste para a lua são apresentadas pela agência espacial americana, a Nasa, e ninguém pode verificar-los”, explicam os autores do projeto. Assim, eles querem construir um satélite “menor e menos caro possível” para tirar fotos dos locais de desembarque dos equipamentos americanos na lua, Apollo, e soviéticos, Lunojod e Luna.

Em menos de dez dias a partir do início da campanha, os  Internautas doaram mais de 1.100.000 de rublos para o projeto ($ 20.000 dólares).

Veja o vídeo do projeto

Fonte: RT-TV

As maiores farsas da internet

A farsa da falsa democracia

Como a Monsanto pretende exterminar a metade do planeta

Quando tudo estiver perdido

 

outubro 10, 2015 Posted by | Ciências | , , | Deixe um comentário

Carlinhos Cachoeira – O culpado útil

imprensa inútil

Eu nem ia falar do escândalo do Carlinhos Cachoeira, essa ideia de participar do joguinho bipartidário me causa náuseas, parece a briga do Edir Macedo contra o Santiago, Globo contra Record, etc.

Isso está acontecendo por pura falta de organização do crime desorganizado no Brasil.

Notem a quantidade de escândalos que ocorrem, envolvendo muitas autoridades, políticas ou não. O curioso é que, apesar da quantidade de pessoas envolvidas, sempre tem um novo grupo para o próximo escândalo.

No caso do escândalo de Demóstenes Torres, tudo parecia ser apenas um presente de um mafioso para um líder político que não considera os jogos ilegais uma contravenção. A força do governo e seus aliados conseguiu investigar mais a fundo e descobriu um mundo de chantagens que reinava nos submundos do poder.

Não foi surpresa para ninguém, o envolvimento da mídia de massa, Veja, no escândalo. A surpresa foi a forma como a revista obtinha suas informações.

É interessante destacar que eu sempre fui a favor de qualquer denúncia, como forma de se chegar a verdade, mas o envolvimento com o crime organizado sempre traz consequências e a revista Veja foi além disso. Sua maneira parcial de divulgação levou a crer que a revista atende a interesses de um grupo, ou seja, não está apenas recebendo denúncias anônimas, está fazendo um acordo com criminosos.

Sempre que falamos de política, sempre destacamos os perigos das informações oportunistas das mídias de massa. A mídia de massa age de acordo com um grupo muito poderoso que decide qual a verdade que deve ser divulgada.

A investigação da relação entre o bicheiro e o líder Demóstenes torres mostrou de onde vinham as informações da revista. Arapongas, ex-agentes da ABIN, Agência Brasileira de Inteligência, faziam os grampos que resultavam em informações ou desinformações públicas.

O processo chegou ao goveno Agnelo Queirós, PT, o que animou aos ex-companheiros de partidos de Demóstenes Torres, já que o PT tem dificuldades para abandonar o “osso”, por isso tem mais a perder. Demóstenes já está afastado do partido e, supostamente, o escândalo não afetaria mais o partido DEM.

Os crimes são sempre os mesmos: cobrança de propinas, empresas criminosas que trabalham para o governo, caixa 2, 3, 4, etc.

O escândalo de Carlinhos cachoeira começa a revelar uma série de farsas, criadas pela oposição, divulgadas pela revista, para derrubar o governo.

Todos nós sabemos que fofocas como financiamento de campanha com dinheiro de Cuba, Farc, etc., ocorrem muito na política, mas a sua divulgação de maneira parcial, favorecendo um determinado grupo, isso é golpe e é considerado um crime grave, mesmo num país pobre como o Brasil.

As mesmas pessoas que acusavam Hugo Chaves de dar um golpe, fechando as TVs e outros veículos de comunicação que conspiravam contra seu governo, faziam a mesma coisa por aqui. Fico surpreso de ainda haver democracia e internet no país.

Agora, o que temos: De um lado, o crime atrapalhado do governo, com Renan Calheiros, Sarney, STF (jogando dos dois lados) e do outro, um grupo que sabe muito bem o que faz, inclusive afastar criminosos pegos em flagrante, como Arruda e o próprio Demóstenes, censurar a internet, etc.

Durval Barbosa, PC Farias e Carlinhos Cachoeira, foram elementos importantes da direita política, enquanto Marcos Valério reinou absoluto no mensalão da esquerda. O que esses escândalos tem em comum? Nenhum bandido fica muito tempo na cadeia, isso porque os seus mandantes políticos não foram presos, se fossem, todos os empresários e banqueiros do Brasil estariam em maus lençóis.

By Jânio

abril 13, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , , | 8 Comentários

Independência latino-americana

independência ufanista

Farsa da Independência

Ao contrário da farsa da Independência do Brasil, nuestros hermanos fizeram seu destino diferente. A guerrilha tornou-se o símbolo da garra latino-americana, mesmo quando sua ideologia era discutível, como foi o caso do segundo terrorista mais famoso do mundo, Chacal.

Che Guevara foi um homem que despertou a admiração de estadistas e pessoas comuns, e até Garibaldi, responsável pela unificação da Itália, passou por aqui.

Como foi que os latinos criaram essa imagem de personalidades fortes, tão diferente dos latinos brasileiros? – Os revolucionários brasileiros nunca tiveram apoio popular, a Inconfidência Mineira sequer ganhou status de movimento.

A independência, na América do Sul, teve início com uma homem chamado José Gaspar Rodrigues de Francia, libertando o Paraguai do Vice-Reinado do Prata, em 1811.

seguindo o seu exemplo, José de San Martin libertou a Argentina dos espanhóis, em 1.816. San Martin também ajudou Bernardo O’Higgins a libertar o Chile.

San Martin esteve ao lado de outro grande herói da independência, Simon Bolivar, na independência do Peru.

Enquanto o polêmico Napoleão Bonaparte assustava reis do mundo inteiro, o Uruguai era incorporado ao Brasil, pelo fugitivo rei de Portugal Dom João IV, em 1.821. Um ano depois, foi criada a farsa da Independência do Brasil, com hino nacional e tudo.

Os passivos brasileiros podem ter engolido essa história de independência, mas os provincianos de Cisplatina não.

Lavalleja e Rivera desafiaram o império brasileiro que, em 1.828, reconheceu a independência do Uruguai.

O Haiti conseguiu sua Independência em 1.804, com Jacques Dessalines. Já em plena época da revolução francesa, Toussant Louverture lutava contra os franceses pela independência, morrendo na prisão.

José Martin, em 1898, libertou cuba do domínio espanhol.

Em 1825, foi a vez da Bolívia se separar do Peru, recebendo o nome em homenagem a Simon Bolívar. Simon Bolívar participou da libertação da Venezuela, Colômbia, Equador e Peru, ao lado de San Martin.

Em 1.821, Agostin de itúrbide proclamou a independência no México. A farsa mexicana durou apenas dois anos, até a proclamação da república.

A conclusão que eu tiro disso, é que o Brasil demora demais para efetuar suas mudanças, permitindo aos poderosos se adaptarem aos novos sistemas. Essa facilidade permitiu que o Brasil se tornasse muito parecido com a Itália, onde o crime ficou enraizado ao sistema.

Quem não tinha nada com isso, hoje paga as contas. Somos culpados pela miséria de toda América Latina, até onde o imperialismo capitalista brasileiro alcança.

As consequências mais notáveis podem ser observadas na Argentina. Esse país possui um dos melhores IDHs do mundo, mas não consegue acertar a economia, devido ao sistema de mão-de-obra escravista brasileiro. A mesma coisa que a China fez para vencer os EUA, o Brasil faz com a Argentina.

Fonte: Marlene & Silva

Texto: By Jânio

maio 31, 2011 Posted by | Política | , , , , , , | 1 Comentário

A farsa da falsa Democracia

fonte da força

Excesso de Poder

O segundo turno das eleições no Brasil não apresentou nenhuma surpresa, de um lado o representante  da classe operária, supostamente identificado com os pobres, de outro, um candidato com passado socialista, mas com dificuldade em conquistar as camadas mais pobres da população.

As mídias de massa, mais do que nunca, tentam manter as aparências de neutralidade, mas a internet, através dos blogueiros, responsáveis por cerca de cinquenta por cento dos leitores do país, denuncia o que acontece por trás das cortinas das eleições 2.010. O que acontece, o que não acontece, o que acontece mas que a mídia faz parecer que não aconteceu.

Não espere temas polêmicos como aborto, movimento sem terra, pena de morte, comunismo, socialismo, democracia, direitos humanos, idh,  etc. Ambos os candidatos sabem que não precisam chegar a esses temas, desenvolveram uma técnica de fugir do assunto que – Se fosse crime fugir do assunto, seriam presos em flagrante,  durante o debate.

No primeiro turno já havia uma guerra não declarada, entre os formadores de opinião dos dois candidatos, mas foi no segundo turno que essa briga se acirrou.

No segundo turno, ficou difícil poder se manifestar sem mostrar o seu lado. Se de um lado, os eleitores de um determinado partido estão mais moderados, para não se identificar, do outro, seus eleitores iniciaram uma grande campanha, seguindo a estratégia de seu candidato.

Um detalhe interessante nessas eleições, é o papel dos candidatos, líderes que expressam através de suas ações, suas estratégias de campanha, levando com eles uma legião de eleitores a se manifestarem de acordo com o discurso estipulado.

As pessoas que realmente queriam mudanças, a essas alturas, já não estão na disputa, então o panorama fica muito mais claro.

Eleitores atacam seu adversário, apesar de não apresentarem claramente suas propostas. Os eleitores não sabem exatamente o que querem, mas sabem muito bem o que não querem.

Dilma e Serra são dois lados de uma mesma moeda,  de um mesmo sistema, o sistema bipartidário – O que ganharemos com isso? –  nada – também é verdade que temos pouco a perder.

Para satisfazer a elite, onde o topo da sociedade é a própria classe política, o IDH é constantemente comprometido, assim, o sistema tributário cobra uma alta taxa de impostos, oferece formas para que os grandes empresários utilizem o sistema à sua maneira, custeados por leis favoráveis a eles, onde até o Banco Central tem sua participação.

Enquanto as empresas estruturam mecanismos e fortalecem um sistema adequado aos seus propósitos, os políticos corruptos são convidados a participar desse processo. Político corrupto é mais “útil” ao sistema, fora que dentro da prisão – Bem diferente de um traficante, vocês não acham?

Quando os democratas dizem que o poder emana do povo, eles podem ser tão cínicos quanto os comunistas que eles tanto temem. Os comunistas, aqueles que supostamente deixariam o pais nas mãos do povo, usam as forças armadas para manter a “ordem”.

No Brasil, as forças armadas supostamente temem o comunismo, mas são as forças armadas que sustentam o comunismo na China. O comunismo da China só é usado para manter o poder, porque o sistema é capitalista – Entendeu? – eu também não.

As mudanças no pais não são feitas por pessoas honestas, são feitas pelos próprios membros insatisfeitos desse sistema decadente.

Durante a nossa história política, são raros os casos de líderes políticos que se destacam, ao invés disso, nomes de famosos ligados ao crime organizado, vão escrevendo nossa história, inspirados pelo mestre da sujeira e do nojo, Marquês de Sade.

A eleição obrigatória nos obriga a sair de casa, muitas vezes sob chuva, para votar em candidatos que sequer acompanhamos, pelo menos no primeiro turno.

No segundo turno, em meio a fezes e outros dejetos trazidos pela internet, vamos enfim, como o Marquês de Sade, visualisando o melhor que podemos encontrar no sistema bipartidário – a sujeira – é através dela que escreveremos a história de nosso pais.

Você pode votar em branco se quiser, mas não seja tão pretensioso, se você pensa que pode escapar desse circo, andar fora da lama e se esquivar desse lixo, está muito enganado. Votando em branco não estará fora desse circo, ninguém pode fugir desse espetáculo.

Dizem que a Democracia é o poder que emana do povo, isso é uma grande mentira –   “A Democracia é o poder que emana das minorias organizadas e legitimamente constituídas”. Não pode haver Democracia enquanto as mídias de massa controlarem o poder, também não pode haver Democracia com instituições de grande porte, com muitas pessoas, controlando o poder, isso geraria manipulação.

Regiões onde as associações de moradores e instituições de pequeno porte atuam, tendem a se desenvolverem mais aceleradamente que outras localidades.

Cuba é formado por uma organização política, liderada por Fidel Castro, mas não é legitimamente constituída; Getúlio Vargas criou uma organização, um sistema a sua maneira, mas seu sistema nunca foi legitimado pelo povo.

Os grandes controladores de nosso sistema não tem interesse na proliferação de pequenas instituições sociais organizadas, isso porque todas as grandes instituições de nosso país são movidas a interesses, interesses da elite.

Não temos nenhum interesse em ensinar a pescar, nosso interesse é monopolizar a tecnologia, o conhecimento, a informação. Preferimos dar o peixe, mantendo o nosso “gado” no curral.

“Welcome to Brazil”.

By Jânio

outubro 16, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , , , | 23 Comentários

O Reverso da notícia

informações verdadeiras

visão da internet

A internet tem um jeito bem especial de mostrar as notícias, se fossem mostradas como realmente são, não teria nenhuma graça. Isso não tira o mérito do furo, o que é muito comum acontecer na internet.

O furo continua sendo um tipo de notícia à moda antiga, uma notícia em tempo real, não dá para ser analisada a fundo, por isso é preciso cuidado no mensageiro instantâneo da Twitter.

Depois do momento de febre da notícia, não há tanto motivo para se falar do assunto. Os tabloides ainda insistem em criar fofocas e especulações, mas, na internet, nem sempre funciona.

Na internet não se pode subestimar a inteligência dos leitores, você pode estar digitando para um simples office-boy ou  estar interagindo com o presidente da empresa, não há necessidade de identificação.

A internet mostra o que acontece por trás da notícia, os interesses ocultos em uma simples chamada ou o lado psicológico da vítima.  Ninguém precisa concordar entre si, apesar do respeito ser indispensável.

Assim como o autor de um post pode ser a estrela, pode acontecer o oposto, o comentarista tomar a cena, isso é muito comum num ambiente virtual.

A análise crítica pode ser muito mais interessante que o fato narrado no texto; uma piada pode mudar totalmente o sentido da imagem, forçando o internauta a pensar, mesmo que não seja muito comum em sua rotina habitual.

É notável, quando algumas pessoas se comunicam, passam uma mensagem, mesmo não sabendo digitar. Isso mostra uma outra realidade, o direito democrático das pessoas de se manifestarem. Para quem não está acostumado, pode ser um choque, sentir a dura realidade da vida, em forma de sentimentos humanos.

Uma notícia política, normalmente carregada de interesses e segundas intenções na tv, pode ser logo identificada, por leitores mais atentos. Até as organizações secretas acabam sendo explicadas através da rede.

É quase impossível imaginar o conceito secreto na internet, tudo é público. Com as novas tecnologias de celulares, o Big Brother está virando brincadeira de criança. Se antes o Governo não usava câmeras de segurança, com medo de mostrar suas próprias falhas, hoje as própria pessoas filmam tudo.

A transformação que deverá acontecer nos próximos anos, deverá ser grande, a tv, com suas notícias pela metade, deverá ´perder ainda mais audiência, a verdade deverá vir a tona. Não vai adiantar contratar os blogueiros mais famosos, manipulando seus pontos fracos, a vaidade; novos blogueiros surgiram, ganharam notoriedade e prestígio, passando a integrar o exército de mensageiros da verdade, a paz ou a guerra será escolha dos políticos.

O preço da banda larga, em alguns países emergentes e subdesenvolvidos, é uma forma de evitar que essa revolução se espalhe. Esse controle está por um fio, principalmente,  com a introdução dos computadores nas escolas, instituições públicas e ONGs, sem falar das alternativas ao desktop que estão surgindo.

By Jânio

janeiro 7, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , | 8 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: