Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Entenda o que é a deflação e os efeitos da queda de preços na economia

Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil
Brasília - Adê Rodriges, produtora de sabonetes vegetais e naturais, expõe seus produtos em feira durante o Festival Green Move (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
De acordo com o IBGE, o que mais puxou esse resultado foram as quedas nos preços da energia elétrica, dos transportes e dos alimentosMarcelo Camargo/Agência Brasil

No mês passado, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a inflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em -0,23%, a chamada deflação. Esse foi o primeiro resultado negativo em 11 anos.

A deflação significa que os preços dos produtos e serviços caíram durante o mês de junho. De acordo com o IBGE, o que mais puxou esse resultado foram as quedas nos preços da energia elétrica, dos transportes e dos alimentos.

Com a deflação, o consumidor consegue comprar produtos pagando menos, o que, em um primeiro momento, representa a recuperação do poder de compra. A deflação, no entanto, pode indicar dificuldades econômicas se persistir por vários meses.

Deflação é boa ou ruim?

Da mesma forma que a inflação alta representa um problema para a economia, a queda de preços nem sempre representa um bom sinal.

De acordo com a teoria econômica, índices negativos seguidos e generalizados indicam que os empresários estão baixando os preços por não estarem conseguindo vender as mercadorias a consumidores sem dinheiro. Esse comportamento normalmente está associado a países que enfrentam estagnações econômicas prolongadas, como o Japão, ou recessões severas acompanhadas de alto desemprego, como a Grécia.

Após a crise econômica global de 2008, o Japão registrou inflação negativa de 2009 a 2012. Somente em 2013, o país asiático voltou a registrar taxas positivas, mas os preços subiram por causa do aumento de tributos anunciado pelo primeiro-ministro Shinzo Abe ao chegar ao poder. Em 2015 e 2016, o país continuou a registrar taxas positivas, mas próximas de zero.

A situação é mais dramática na Grécia. No início da crise da dívida grega, em 2012, o país ainda registrou inflação positiva, mas após a recessão e as medidas de ajuste fiscal impostas como parte do plano de resgate, a economia grega passou a registrar deflação crônica: -1,82% em 2013 e -2,54% em 2014. Desde 2015, o país tem registrado índices próximos de zero.

Deflação no Brasil

Relativamente comum em períodos de recessão nos países desenvolvidos, a deflação não é frequente no Brasil. De acordo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que compila estatísticas antigas do país, em poucos momentos da história, o Brasil registrou deflação por vários meses seguidos. A primeira vez foi em 1930, quando os preços caíram 8,9% após a crise do ano anterior que fez o preço do café despencar.

Na história recente, a última vez em que a economia brasileira tinha registrado deflação prolongada tinha sido em 1998, quando a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou negativo por quatro meses: julho, agosto, setembro e novembro. O índice fechou aquele ano em 1,66%. Na época, o Brasil tinha um câmbio supervalorizado e cresceu apenas 0,34%.

Na década passada, o IPCA ficou negativo em apenas três vezes: em junho de 2003 (-0,15%), em junho de 2005 (-0,02%) e em junho de 2006 (-0,21%). As deflações, no entanto, não indicaram tendência porque os índices encerraram esses anos com resultados positivos: 9,3% em 2003, 5,69% em 2005 e 3,14% em 2006. Somente em junho deste ano, o IPCA voltou a registrar valores negativos.

Edição: Carolina Pimentel
 
Agência Brasil
 

julho 8, 2017 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

As marcas mais valiosas do mundo

campanhas duvidosas

Não Alimente os Ursos

Hoje, vamos relacionar a lista das empresas mais valorizadas do mundo, como é de costume, vamos fazer algumas observações.

Antes de começar a lista, vale observar que há uma diferença considerável entre o ponto de vista do Brasil e o ponto de vista do mundo, quando se trata de lista de empresas mais valiosas.

Entre as três primeiras do ranking, não há mudanças, suas posições continuam as mesmas, apesar dos respectivos crescimentos de 2%, 7% e 7%.
01 – Coca-Cola – US$70,5 Bilhões – Considerada quase uma lenda, onde se fala até em fórmula secreta, a Coca-Cola continua imbatível, apesar de um suco natural ainda ser mais saudável.

02 – IBM –  US$64,7 Bilhões – A IBM é a primeira empresa de tecnologia a aparecer na lista, em segundo lugar. A IBM é um exemplo de empresa, planejamento, pesquisa e estratégia, responsável pelo início da fortuna de Bill Gates.

03 – Microsoft – US$60,9 Bilhões – Depois de um negócio estratégico com a IBM, Bill Gates criou uma empresa famosa, entre outras coisas, por tentar cartelizar o mundo inteiro. Graças a isso, chegou ao inabalável terceiro lugar.

04 – Google – US$43,5 Bilhões – A Google mostra a força do setor de tecnologia, mostrando que o mundo deverá evoluir cada vez mais rápido. Difícil é saber se isso é bom ou ruim.

Apesar da crise e da distância que está da Microsoft, a Google provou que é possível oferecer tecnologia de graça para as pessoas, e ainda ganhar dinheiro com isso. com um crescimento de 36%, foi a segunda empresa que mais cresceu no mundo, perdendo apenas para a Apple, que mostra que ainda é referência em visão de mercado.

No caso da Google, assim como na IBM, o que prevalece é a empresa bem planejada. A Google está muito próxima de ultrapassar a Microsoft, pulou de sétima para quarta em apenas um ano, apesar da crise, que por sinal não abalou os emergentes, onde a Google é a melhor.

05 – General Eletric – US$42,8 Bilhões – A GE é, ao lado da IBM, representante da velha guarda, resiste ao tempo e faz parte da própria história do império americano. Nunca conheceu o fracasso, nem tempo ruim, foi por isso que teve uma queda considerável de 10%, em época de crise, uma crise longa poderia comprometer seu futuro.

A poderosa GE é a primeira das cinco a cair uma posição no ranking, mas a julgar as últimas fraudes contábeis, em grandes empresas americanas, não dá para arriscar um palpite.

06 – McDonalds – US$33,6 Bilhões – Eis aqui uma empresa que dificilmente vai quebrar. Pioneira no sistema de franquias, um processo que não admite perdas: Se a empresa perde, o franqueado fica com o prejuízo.

Com um nome de personagens em quadrinhos, o sistema de fast-food é ideal para quem quer acabar com a saúde, apesar de que seria possível inverter esse processo, com uma boa alimentação natural.

Quem entra em uma lanchonete especializada em fast-food, não está interessada em saúde; seria como uma pessoa em regime para emagrecer, entrar em uma padaria.

07 – Intel – US$32,0 Bilhões – A intel fez seu nome no mercado de processadores para pc, com a velha mania americana de exclusividade, não se fala tanto, mas continua em sétimo lugar.

08 – Nokia – US$29,5 Bilhões – A Nokia é a única empresa não americana, ela é da Finlândia,  entre as dez mais valiosas do mundo. Foi também a que mais sofreu com a crise, no setor de eletrônicos.

Enquanto a intel subiu duas posições, a Nokia caiu três.

09 – Disney – US$28.7 Bilhões – Disney é quase uma versão infantil do sonho americano, está há muito tempo no mercado de histórias infantis, e subiu uma posição, apesar de ter se mantido estável na valorização.

10 – HP – US$26,9 Bilhões – A HP fecha a lista das dez empresas mais valorizadas do mercado mundial, com supremacia absoluta dos americanos, que se aproveitaram da lei da patente para estabelecer o seu domínio pelo mundo. Quando o fenômeno china apareceu, a crise…

Depois da supremacia das americanas no top dez, aparecem a Toyota do Japão e a Mercedes da Alemanha. Verificamos aqui uma queda de 16% na valorização da Toyota, que estava em oitavo lugar na última lista, a Mercedes se mantém na mesma posição.

 No décimo terceiro e décimo quarto lugar, os Estados Unidos voltam a marcar presença com mais duas empresas em relativo crescimento, Gillete e Cisco.

A empresa de Steve Jobs aparece em décimo sétimo lugar, com o maior crescimento do ano, subindo mais três posições.

Logo depois da Apple, verificamos uma empresa de tabaco. É meus amigos, os americanos realmente não são perfeitos. Avaliada em mais de 19 bilhões, a empresa de tabaco Marlboro ainda está com um crescimento de cinco por cento.

A partir daqui apresentamos os destaques:

A Suécia aparece em vigésimo primeiro com uma grande empresa, H&M.

Sap e Nescafé – Alemanha e Suíça, aparecem respectivamente em vigésimo sexto e vigésimo sétimo lugares. A Suécia apresenta mais uma empresa em vigésimo oitavo.

Em dois lados da moeda, literamente falando, aparecem a Samsug da Coréia do Sul, décimo nono, contrastando com o banco HSBC da Inglaterra, um dos países mais afetados pela crise atualmente, mesmo assim o banco inglês apresenta uma boa valorização de 10% (????).

Philips, Holanda, está em quadragésimo segundo; Gucci, Itália, quadragésimo quarto; L’oreal, França, quadragésimo quinto.

Zara, Espanha, quadragésimo oitavo; BlackBerry, Canadá, está entre as cinquenta e quatro empresas mais valiosas.

Alguma empresas como Santander e Shell, também estão entre as cem mais valiosas empresas do mundo, eu só não sabia que a Shell era da Holanda.

 A maior surpresa, com certeza, foi a presença do México, no setor de álcool.

Veja a lista completa:

http://www.interbrand.com/en/best-global-brands/best-global-brands-2008/best-global-brands-2010.aspx

Empresas Valiosas

By Jânio

setembro 29, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: