Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Novo caos econômico

Fim do Dinheiro

Crise Mundial

Outra onda de colapso econômico está prestes a chegar. Isso é o que prevê o blogueiro Michael Snyder, que fundamentou sua opinião em doze fatores, coincidências, cada um dos quais seria capaz de, por si só, derrubar o mercado de ações em suas áreas específicas.

01) Acima de tudo, o analista destacou a recente revelação de que as compras de ações pelas corporações, que contam com informações privilegiadas, caíram para seu nível histórico mais baixo. Segundo calculou o diretor executivo da “Trim Tab Investiment”, Charles Biderman, este tipo de especulador chega a oferecer, agora, suas ações na proporção assombrosa de 50 por 1 ou de acordo com a demanda.

02) O montante dos investimentos pessoais nos EUA, sofreu, em janeiro, a queda mensal mais drástica dos últimos 20 anos. Segundo informam as estatísticas oficiais, publicadas sexta-feira, caíram cerca de 3,6% (ou 505.500 milhões).

04) O blogueiro inclui entre os três fatores mais relevantes, o anúncio sobre o próximo compromisso de um futuro gerente financeiro, gerir a dívida de Detroit, Michigan. Na sua opinião, estes planos significam que a cidade com certeza vai declarar insolvência, prevendo a maior falência municipal da história dos EUA.

05) O desemprego na Itália subiu para 11,7% e agora está no nível mais alto dos últimos 21 anos. Fora isso, o desemprego juvenil atingiu a marca histórica de 38,7%. Na zona do euro a desemprego chega a 11,9%, marca preocupante que também entra para a história.

06) O analista adianta que o desemprego deve atingir o índice de 30% na Grécia, até o final do ano, já está em 27%. Michael Snyder ainda destaca o percentual incrível de jovens desempregados na Grécia, 59,4%.

07) Os protestos contra as medidas de austeridade em Lisboa e outras cidades de Portugal, também tiveram impacto em sua análise. Foram as concentrações mais massivas da história portuguesa, diz o autor da lista.

08) Goldman Sachs relata ter registrado, em janeiro, que os depósitos bancários caíram em toda a Europa.

09) O Banco central da China se mostrou plenamente preparado para uma guerra de divisas, adianta o blogueiro.

10) O “caso perdido” da Itália fecha a lista de Snyder, que apoia a possibilidade de que o partido do comediante Beppe Grillo, terceiro mais votado nas recentes eleições parlamentares, ajude a desestabilizar o delicado equilíbrio bipartidário, de uma forma ou de outra. É muito provável que haja uma proposta de referendo sobre a permanência ou não na zona do euro, sugere o analista.

Michael Snyder estudou na Escola de Comércio da Universidade de Virgínia e, em seguida, formou-se em Direito na Universidade da Flórida. Trabalhou durante décadas como advogado, em Washington.

Blogueiro destacado, pesquisador, escritor e ativista, cujos projetos mais visitados na internet são os blogs “The Important News” e “The Economic Collapse”.

Fonte: RT-TV

Comentários: Enquanto o mercado acionário e os sistemas monetários amargam a crise, os Bilderbergers e os Rothschilds aguardam o momento de dominar o mundo. Os Rothschilds tem o capital todo investido em vinhos, obras de artes e outras aplicações, menos dinheiro.

Os Bilderbergers são mais sofisticados que os Rothschilds, são banqueiros como os Rockefellers e magnatas que estão nas listas dos homens mais ricos do mundo. Além deles, há muitos homens que negociam mais o poder político que o dinheiro.

Assim como o Império Romano, o Império Americano criou uma sociedade perfeita, sustentada por suas colônias espalhadas pelo mundo, valia tudo. Com a ajuda de mercenários como Osama Bin Laden, a CIA eliminou secretamente ou nem tão secretamente, líderes e ex-aliados pelos mundos.

O Wikileaks tornou-se uma ferramenta importante para a CIA detonar um mercado que já não expandia e que já havia virado uma bolha especulativa, o mercado americano. Detonar o mercado americano foi fundamental para forjar potências e novos emergentes, criando novos mercados.

Tudo parecia ir bem teoricamente, o problema é que a reputação do império é baseado na força do dinheiro, além disso, mercados como o Brasileiro fecharam as portas para a especulação, investimento a curto prazo.

Há muitos países magoados com os americanos e com o resto do G-7, entretanto, o dinheiro continua nas mãos de seus próprios banqueiros e magnatas, que não sabem o que fazer com ele.

Os EUA são um caso a parte, já que são o maior inferno fiscal do mundo. E a globalização não ajuda muito, já que o capital começa a sair e a pobreza a entrar.

Até os mexicanos já pensam em abandonar o país, os brasileiros já estão saindo há muito tempo.

Um fator que pesou muito na queda do império americano, e ainda continua pesando, é a internet. A internet possibilitou acesso as informações verdadeiras, possibilitando a inclusão e democratização de tais informações, nem a Wikileaks foi suficiente para parar isso.

Foi por isso que o socialismo ganhou tanta força, e também porque o mercado de mão-de-obra escrava foi bem aceita pelos magnatas, contrariando as normas dos governos do G-7.

Eu só estou estranhando a demora para o fim do império. Detroit, por exemplo, já vem agonizando há tanto tempo, que já daria para ter se recuperado.

A Rússia que já previa tudo isso, tratou de reforçar a defesa dos países estratégicos para a china, isso porque a Rússia possui uma tecnologia muito mais avançada e disponível para o país que deverá formar a nova ordem no planeta.

Países como a China e Brasil, além de serem bem inferiores a Rússia, tradicionalmente falando, tem impérios fechados onde as crises não afetam o topo da pirâmide. Talvez a uma parte da aristocracia reclame, mas quem deverá chorar mesmo, em caso de caos econômico, deverão ser os mais pobres.

Com cerca de 38% de jovens desempregados, fico surpreso que a Itália já não tenha formado um novo exército fascista. Com cerca de 59% de desempregados jovens, a Grécia poderia dar uma explicação bem mais preocupante, incluindo domesticação, drogas e desmotivação.

A aliança entre a Inglaterra e os EUA poderia ser comparado a aliança da Rússia com a China, naturalmente, hoje em dia as transformações são muito mais rápidas.

Entretanto, a Inglaterra e os EUA tinham uma tradição em comum, o que não acontece entre a China e a Rússia, onde só há interesses. Foi por causa dessa tradição que a Inglaterra ficou entre a cruz do dólar e a espada do euro.

A rainha da Inglaterra sempre deixou claro que era contra o euro, mas deveria ter lutado contra essa globalização há mais tempo. Ela defendia o imperialismo, mas era contra as altas taxas de juros do Brasil, isso é incoerente.

A Alemanha teme que a Inglaterra deixe o bloco europeu, parece que estão prevendo que outros países sairão em seguida.

Enquanto isso, a China prepara-se para se tornar sustentável, com seus gigantesco mercado, mas para isso precisará de matéria-prima latino americana.

Haja matéria-prima.

By Jânio

Fim do Império Americano

Erro americano

março 10, 2013 Posted by | Internacional | , , , , , , , | Deixe um comentário

Explicação política para o comportamento de Carlinhos Cachoeira

submundo do crime

Pouca gente estranhou a (descom)postura de Carlinhos cachoeira, a nova celebridade mais cobiçada por dez entre dez vagabundas, ou vagabundos, de todo país, e isso acontece porque nós já sabemos como eles vão reagir quando presos.

Um político como Demóstenes torres tem o dom da palavra, como pudemos comprovar em seu depoimento, além disso, tem imunidade, ou seja, prender sua excelência seria inconstitucional. Se Cachoeira vai preso, terá sempre o privilégio de um advogado, de dentro do poder, como testemunha.

Se Demóstenes perde o apoio dos ex-companheiros de partido, será cassado e poderia ser preso, isso se ele não fosse útil nos submundos obscuros de Brasília.

Seu depoimento foi deprimente, parecia até que ele queria passar para os brasileiros a depressão que ele supostamente estaria sentindo: “Eu não consigo dormir, tomo remédios que não fazem efeito e estou fugindo dos amigos.”

Se a lei aplicada a Mayara Petruso fosse também aplicada a ele, o que dificilmente acontecerá, ele teria sua pena reduzida a prestação de serviços a comunidade e começaríamos tudo de novo.

… e o juíz diria: “O réu já está sofrendo o suficiente, perdeu todas as regalias que tinha, perdeu o melhor amigo, Cachoeira, que está preso e ainda tem de fugir dos amigos, que sabem que ele está com a bufunfa e querem dinheiro emprestado. Por isso, cidadãos desse circo chamado Brasil – Eu já disse que eu não sou palhaço! – a pena nem deverá ser aplicada. Demóstenes torres ficará na condicional e continuará vivo, desde que não dê com a língua nos dentes.

… Demóstenes torres deverá prestar serviços públicos a sua comunidade, assim como Palocci e tantos outros figurões que escaparam da cadeia e são mais (in)úteis do que antes, prestando consultoria.”

É só olhar para a história recente da política suja do Brasil, para saber o que acontecerá:

PC Farias foi preso, Fernando Collor foi cassado;

Lalau foi preso, Luis Estevan criou um time de futebol chamado brasiliense, para melhorar a imagem;

Cachoeira será preso, Demóstenes Torres será cassado.

A OAB está defendendo Márcio Tomáz Bastos, advogado de Cachoeira, que estaria sendo injuriado por algo que eu nem quero saber.

Bastos deve ter o mesmo discurso do advogado de PC Farias: “Todos devem ter direito a um advogado para defender seus direitos e fazer valer a justiça, independente de serem culpados ou não.”

Conhecendo a brilhante carreira do excelentíssimo senhor Márcio Tomás Bastos, devemos concordar com sua postura em defender Cachoeira.

Não, meus amigos, Carlinhos Cachoeira não terá direito apenas a um advogado, terá direito ao melhor advogado que esse país poderia oferecer-lhe.

Vá fazer justiça assim lá no inferno…

By Jânio

Demóstenes Torres é flagrado pela polícia Federal

maio 30, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , | Deixe um comentário

A guerra ao narcotráfico no Rio

 

violência

Guerra do Rio

Costuma-se dizer, entre os comentaristas e sociólogos, que a guerra travada entre a polícia e o narcotráfico não é o cartão postal que a cidade do Rio gostaria de divulgar.

Não são só as notícias ruins que espalham rápido, as imagens e vídeos também.

Sérgio Cabral será conhecido, pela história, como o homem que declarou querra ao tráfico de drogas. O Governador que conseguiu unir as polícias, apesar das denúncias constantes de corrupção, relacionadas ao quadro policial do país.

A criminalidade, assim como vários outros problemas, estão diretamente ligados a gestão pública.

É cansativo repetir sempre a mesma coisa, mas o que está efetivamente sendo feito, para que outras guerras não venham a ocorrer no futuro?

O mais assustador, quando assistimos essas imagens de guerrilha urbana, é imaginar que essa violência está se espalhando por todo o país. A violência do Rio já se tornou violência das regiões metropolitanas.

Uma organização que, segundo algumas notícias vindas do Paraguai e Colômbia, ultrapassaram fronteiras.

Evidentemente que não podemos criticar o Governador que mais combate o crime nas comunidades dos morros, mas sim o sistema. Tanto em São Paulo, quanto no Rio, nota-se que a violência está muito acima dos partidos.

Será que há interesses envolvidos à essas guerras? – …à julgar pela incompetência de nossos políticos, e pelas análises notadamente parciais de nossos jornalistas, nota-se que o problema não é só político.

Eu tenho notado que  a cada medida enérgica, por parte do sistema, o povo mais pobre sempre é o primeiro a sofrer as consequências. Foi assim no primeiro congelamento do Governo Sarney, Collor, Itamar, FHC e Lula.

Sempre houveram críticas da oposição, mas sempre ficou claro que essa era a maneira mais cômoda de governar.

Os arquivos secretos do Governo são capazes de assustar até o mais perigoso bandido do mundo.

Recentemente, alertamos para a falta de controle de armas da própria polícia, um problema crônico, onde a arma é fornecida pelos policiais corruptos, e recuperada pela própria polícia, durante a prisão do marginal, voltando a se tornar mercadoria a ser comercializada.

A corrupção no Brasil pode ser medida pelo impostômetro, o maior símbolo da vergonha nacional. A conclusão é de fácil assimilação: Quanto mais impostos, mais corruptos.

Não há nenhum plano de redução de impostos, nunca houve, o que prova que a corrupção está acima dos partidos, está nas mãos dos coronéis da política e das mídias de massa,  aliados dos banqueiros e empresários, patrões dos políticos corruptos.

A saída passa pelas alternativas oferecidas pelas eleições, a pergunta que sempre fica é: Quais são as chances dos pequenos partidos, e quais as possibilidades de governabilidade?

Movimentos populares, como o Ficha Limpa, podem ser um bom começo, mas não a solução.

Quanto menos corruptos na política, menor a possibilidade de manipulação, menor a força da máfia.

Eu não participei do Ficha Limpa, simplesmente porque não acreditava  que poderia resultar em bons resultados, já que os grandes políticos, e envolvidos em esquemas de manipulação, raramente são detectados pela justiça.

Apesar disso, todos nós notamos que o Ficha Limpa funcionou, e foi apenas a ponta do iceberg, muitos políticos cairam, não pelo Ficha limpa, mas por vontade do próprio povo. Se a memória do povo era curta, com a ajuda da internet, ela se refrescou.

Tentaram inclusive criar projetos para controlar a informação na rede, além de descobrirem que é impossível esse tipo de controle, descobriram também que os internautas são muito mais informados que eles pensavam.

Essa guerra no Rio, não deverá solucionar os problemas da Cidade Maravilhosa, muito menos do país inteiro. A solução é muito mais complexa, principalmente quando falta boa vontade.

Muita gente morrerá, chegando ao ponto de os próprios traficantes  incitarem essa violência, já que normalmente é a polícia que começa o barulho.  Pode ser que a logística sofisticada, dos poderosos traficantes, já tenha detectado os benefícios dessas guerras tolas e inglórias.

Quanto menos traficante vivo, maior o lucro, já que acabar com o tráfico é praticamente impossível. O tráfico é um reflexo de nosso sistema.

Como disse o grande filósofo Geraldo Alckmin: “Durante os ataques do PCC, foi a época em que se registrou o menor índice de criminalidade em São Paulo”.

A organização do crime, ironicamente, impossibilita que todos os marginais pratiquem o crime em seu território, já que o policiamento nunca será suficiente para conter a criminalidade.

A “PPP” continuará o seu joguinho sujo pelo poder, enquanto isso, o povo assiste a tudo sem poder participar, a não ser em época de eleições.

Muitos políticos “sujos” caíram, muitos ainda haverão de cair, desde que o povo veja o lado bom de seu voto, deixando muitos políticos veteranos sem mandato.

https://icommercepage.wordpress.com/2009/10/20/violencia-do-rio-vista-de-fora/

https://icommercepage.wordpress.com/2010/09/15/a-crise-da-ppp/
By Jânio

novembro 28, 2010 Posted by | divulgação gratis | , , , , , , , , , , | 8 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: