Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Produtos mais importantes por países

Quem exporta mais? Rússia, Espanha, Argentina, Índia ou os EUA? Um mapa mostra que os principais produtos de cada país no mundo.

O portal de notícias Global Post criou uma série de mapas que ilustram as principais exportações de cada país, de acordo com o seu valor no mercado internacional e com base em dados coletados pela CIA em sua publicação” The World Factbook” (o”Livro global de dados”).

Petróleo, minerais e produtos eletrônicos são fundamentais para as economias de muitos países. Mas você sabia que, para outras nações morangos, cimento e borracha são os produtos mais exportados?

http://actualidad.rt.com/economia/view/128232-mapa-exportaciones-comercio-pais

Prostituição entrará no PIB da Europa

Evo Morales quer exportar coca

 

maio 19, 2014 Posted by | Internacional | , , , | Deixe um comentário

Evo Morales quer exportar coca

Questão Polêmica

Mercado de Coca

O presidente boliviano Evo Morales anunciou hoje outra batalha na ONU para conseguir exportar folhas de coca e derivados, como infusões, mas não alcaloides. Para conseguir isso, a Bolívia tem a intenção de buscar apoio nos países aliados do bloco ALBA.

Conforme explicou o chefe de Estado boliviano, planeja-se conseguir a exportação de coca e ao mesmo tempo, esta iniciativa irá cumprir com a restrição da Convenção de Narcóticos da agência internacional de 1961, segundo a qual pode ser comercializada a coca se forem extraídos alcaloides.

Neste contexto, a Bolívia pedirá o apoio da Aliança Bolivariana para as Américas (ALBA), Venezuela, Equador, Cuba, Bolívia, São Vicente e Granadinas, Nicarágua, Antigua e Barbuda, e República Dominicana. Além disso, Morales anunciou que a China planeja comprar toneladas de folhas de coca.

Esse será o próximo passo do país andino em defesa internacional deste cultivo , depois que a ONU aceitou o seu retorno na semana passada para a Convenção, com exceção sobre o veto de mastigar folhas de coca, que se aplica apenas ao território boliviano.

Fonte: RT-TV

FMI rompe com a Argentina

Bloco de países latino-americanos

maio 5, 2013 Posted by | Internacional | , , , | 1 Comentário

Blindagem da economia brasileira

Natureza de Brasileiro

Guerra Cambial:

Comentário: Esse é um processo econômico inverso ao protecionismo e funcionou muito bem durante muito tempo, até a crise da globalização. Como um país auto-sustentável, o Brasil sempre teve o privilégio de manter a economia fechada, explorando o próprio povo.

Os emergentes se beneficiaram da crise da globalização e assumiram posições estratégicas, inclusive tirando vantagens da própria globalização, mas sem expor suas economias. Os países emergentes tem a desigualdade social e o descaso com seus cidadãos(baixo IDH) em comum.

Com esse novo cenário econômico mundial, o Brasil resolveu reclamar da guerra cambial, mas sem falar de sua alta taxa de juros, que sempre foi criticada pelos países ricos. Curiosamente, os mais prejudicados com a alta taxa de juros nunca reclamaram.

A alta taxa de juros sempre escondeu a cadeia corrupta que se esconde por trás da política econômica brasileira. Enquanto os países ricos exploravam o mundo inteiro com a economia aberta, o Brasil explorava o próprio povo, que sendo sustentável, resistiu.

A crise dos países ricos e do dólar, trouxe um novo questionamento aos emergentes que não querem ter suas economias afetadas pelo fim do imperialismo proporcionado pelo dólar. Como o valor do dólar esta atrelado ao depósito de ouro desses países, seria preciso criar uma nova moeda, bancada pela economia mais forte e é aqui que começa o problema.

Em minha modesta opinião, as economias emergentes tem uma forte influência da economia brasileira e a economia brasileira, como nós sabemos, é planejada para encobrir a corrupção.

A China tem feito o possível para desacelerar sua economia, pois sabe que essa bolha não vai durar muito tempo. O Brasil, por sua vez, já taxou a entrada de investimentos estrangeiros na bolsa e, como se isso não bastasse, taxou em 6% os financiamentos empresariais no estrangeiro, com menos de três anos, para evitar a especulação.

O que isso significa? A Cada medida, como essas, adotada pelo governo brasileiro, mais fechada, blindada, torna-se a nossa economia e mais forte os políticos que trabalham para os banqueiros também.

Os países ricos que tentam se segurar em qualquer ajuda econômica que possam conseguir, agora tem a segunda maior economia do mundo controlando os vilões fictícios e a sexta maior economia muito próxima de se tornar a quinta, sem falar dos outros emergentes, Rússia, Índia e South Africa.

A ganância dos banqueiros levou-os a decretar o fim do império do dólar, como seu dinheiro está em dólar, correm o risco de perder tudo. A saída para eles agora, seria investir em riquezas que não sejam intangíveis, como o ouro, mas melhor mesmo seria criar uma nova moeda com a ajuda dos emergentes.

Os altos executivos brasileiros vivem de corrupção, por isso tem muita experiência em economia internacional, infernos fiscais, etc., e serão eles os encarregados de criar essa nova moeda para os bilderbergers, talvez uma moeda baseada em outros bens de valores inigualáveis, como foi o ouro, e isso o Brasil também tem.

A Rússia é encrenqueira e anti-capitalista demais, a China é estatal. Como a África do Sul e a Índia tem muitos problemas, ainda mais que o Brasil, o Brasil apresentará o seu admirável mundo novo ao Club de Bilderberg, inclusive com o seu próprio Club incubado.

Comentário: Na medida em que a crise foi se agravando, pudemos notar que o texto acima foi se concretizando. Quando maior a crise, mais visível se tornou a corrupção e os problemas de países ricos, até então eles só viviam da exploração externa.

Problemas tão comuns da corrupção brasileira, puderam ser notados nas economias ricas, nem a poderosa Inglaterra conseguiu disfarçar seus problemas. A máscara caiu.

Comentário: Em nenhum momento os textos acima falam da economia brasileira como um todo, e de sua rede de problemas em série, por isso apresentamos um aspecto mais genérico, relacionado a tal guerra cambial.

O problema começa nos impostos altos, impossibilitando a concorrência.

Altos impostos são a maior fonte de corrupção, instabilidade e, consequentemente, lucro fácil para os bancos.

Falta de concorrência, traz a inflação.

Para controlar a inflação, ao invés de diminuir os impostos, o governo utiliza a taxa de juros.

Esse controle econômica custa caro para os cofres públicos, já que o governo emite títulos de uma dívida com juros muito altos.

Com a taxa de juros altas, aumentam os grandes investidores em dívida pública e encarece o crédito bancário.

A falta de dinheiro nos bancos, leva o governo a injetar mais dinheiro na economia, sem resolver problema algum, a não ser aumentar a dependência do governo ao capital privado e proteger a corrupção.

… e não é só isso, os juros altos atraiu mais dólares, comprometendo a política cambial do governo, já que o dólar caiu. A queda do dólar proporcionou um aumento de exportação e diminuição de exportação.

A blindagem econômica, cada vez mais forte, poderá levar as empresas estrangeiras a se aliarem aos corruptos daqui, para criar meios de participar desse mercado emergente. Alguns anos atrás, a receita descobriu um esquema de mercadorias que entravam ilegalmente no país, ganhando selo da Zona Franca, o mesmo esquema Brasil-Paraguai.

Conclusão: Fica claro que o governo não conseguirá manter essa blindagem, haverá uma reação dos países ricos que não aceitarão competir com nosso sistema escravista.

O próprio governo já começa a baixar as tão criticadas taxas de juros, que já foram muito mais altas, além disse, após o simulado ataque de 11 de setembro, a pressão aos corruptos aumentou em infernos fiscais.

Recentemente, pudemos testemunhar o confisco de dinheiro de ditadores, líbio e egípcio.

Será que o Brasil se tornará o novo oásis para investidores?

Se continuar o protecionismo, não. Apenas a elite brasileira terá direito aos lucros desse novo milagre econômico, mesmo assistindo ao campo de concentração nas filas de hospitais públicos, e massacres em favelas.

Como disseram os leitores e passaremos a repetir, precisamos de educação e informação, principalmente de informação. Para isso, precisamos proteger a internet.

Fonte de informações: Wikipedia

Comentários: By Jânio

março 5, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

União Européia manda recado para o Brasil

hora da verdade

Aviso Europeu

A crise da União européia poderá bater de frente com as medidas protecionistas do governo brasileiro, é claro que evitar o capital especulativo é uma medida compreensível, mas os europeus não irão aceitar protecionismo contra suas exportações. O governo da Dinamarca, atual presidente da UE, já mandou um recado para o Brasil.

Recentemente, a China afirmou que não poderia salvar a Europa, mesmo assim já vem comprando empresas dos ex-países ricos.

Os BRICS estão diretamente relacionados às medidas que a UE pretende adotar para evitar que sua economia quebre, se é que isso seja possível, isso porque dois dos três maiores mercados consumidores do mundo, China e Rússia, fazem parte dos BRICS. A Índia e o Brasil também estão entre os dez maiores consumidores e ainda podem crescer muito.

A União Européia não poderá evitar que o Brasil se proteja do capital especulativo, mas não aceitará barreiras contra suas exportações. Essa será uma discussão da qual o Brasil não poderá fugir, e que poderá afetar o país.

Não dá para dizer que a sexta maior potência econômica do mundo seja inútil, mas estamos nos tornando grande exportadores de matérias primas. O Brasil sempre teve problemas nos investimentos em tecnologia e, por isso, perdeu a capacidade de agregar valores às suas exportações.

Também não é um problema exclusivo do setor público, a iniciativa privada não tem ajudado em nada. Os escândalos com grandes empresas mostram que a última coisa que eles estão pensando é investimento em tecnologia.

O acordo que o Brasil fez com a China, foi um desastre e quase quebrou todas as empresas exportadoras brasileiras, felizmente, foi possível reajustar. No caso da UE, será preciso bom senso de ambas as partes e, repetindo o que disse a China, o Brasil não pode salvar a Europa.

Só serve de consolo o fato de nossos problemas serem menores, claro que estou falando dos ricos, os pobres europeus não iriam querer provar de nossa pobreza.

No ano de 2.012, a Europa entrará na filosofia do Tiririca: “Pior que tá não pode ficar”, e os pobres do Brasil serão solidários.

By Jânio

janeiro 3, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , , | 8 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: