Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Carência virtual

nerd carente

Carência virtual é a principal causa de crimes na internet, ou fora dela, e eu falo isso por experiência própria.

Quando eu iniciei na internet, eu nem sabia o que digitar nos sistemas de buscas e, naquela época, haviam muitos sites perigosos no topo das buscas. Hoje, todos estão devidamente classificados (reputação) por buscadores como o Google, ou por anti-vírus, pagerank, alexa, backlinks, etc.

Além da carência, outro fator que pesa muito na questão da segurança é a curiosidade. Há até um ditado popular que diz: “A curiosidade matou o gato”, mas isso não diminui o problema.

Eu recebia muitos e-mails e cricava em todos eles, resultado, toda semana eu tinha que levar o computador para manutenção, com vírus. Além dos e-mails, eu estava sempre surfando pela internet, por isso era inevitável sofrer ataque de vírus, visitando sites que eu nunca tinha ouvido falar.

A internet evoluiu muito e os crimes digitais também. Eu, particularmente, estou achando patético o comportamento de spammers, tentando fazer amigos em redes sociais.

Pode até parecer bizarro, mas a publicidade, divulgação e marketing, são atividades muito comuns em redes como a Facebook. As próprias ferramentas são correntes que pedem para que a pessoa envie spam, antes mesmo de serem avaliadas.

Agora, eu acabei de saber que uma das formas de burlar a reputação, na Facebook, é oferecendo uma forma de mudar as cores do Facebook, quando eu fiquei sabendo disso, senti um alívio por não estar participando tão ativamente. Na realidade, esse seria apenas um golpe para roubar clics, gostei, curti, etc.

Essa técnica é muito utilizada por sites que pedem para clicar e tornar a página inicial, alguns mudam a aparência do navegador…

Felizmente, todos esses sites estão na mira dos anjos virtuais da lei, que fazem verdadeiras campanhas contra atitudes desonestas. Quando você não conseguir resistir a um convite por e-mail, antes de clicar, faça uma pesquisa na google para ver onde você vai cair, a resposta está lá.

A Dihitt é a rede mais transparente da internet, ideal para pessoas mal amadas, mas também não se deve clicar em todo link que aparece. A vantagem da Dihitt é que a reputação de uma pessoa pode ser analisada numa simples leitura, amigo ou não, toda sua atividade é pública para os usuários dessa rede.

Eu não considero a Dihitt bem uma rede social, mas uma super comunidade, com mais de duzentos mil cadastros e cerca de mil usuários frequentes. Há ferramentas para separar os usuários em grupos, mas pouca gente separa os amigos assim.

O grande problema da Facebook é que, mesmo criando o seu próprio universo, como fez a Google nos buscadores, não oferece ferramentas para rebaixar e/ou denunciar os maus internautas, e isso propicia muita liberdade de ação para os criminosos.

A Twitter, por exemplo, oferece a amizade unilateral, para fãs, onde o admirador segue sem ser seguido. Na Facebook, até a rainha da Inglaterra, se aceitar a amizade, passará a seguir também, ou seja, o botão para adicionar é bilateral.

Enquanto na Twitter uma pessoa pode ser seguida por 300 mil pessoas, sem seguir ninguém, como faz a Pamela Anderson, na Facebook ninguém tem essa mordomia, não.

… aí está o perigo.

By Jânio

março 30, 2012 Posted by | segurança | , , , , | 3 Comentários

Compartilhamento de círculos de amigos

fazer amigos

Viral Social

Hoje, foi a minha segunda participação na Google+, e ainda estou pegando o jeito, mas os micos já estão sob controle rs.

Eu andei observando os perfis de outros usuários, e notei que a quantidade de amigos de meus amigos é bem maior que em outras redes, todos tem mais de mil seguidores logo no início.

Talvez uma das razões desse rápido crescimento, seja a facilidade em fazer amigos na Google mais. Uma pessoa como eu, que acabei de chegar, posso receber um círculo de um usuário que já tem um certo tempo na rede, e muitos amigos.

Um círculo de amigos é similar a um grupo, pode ser de amigos, conhecidos, parentes, trabalho, escola, etc., idêntico ao sistema do Orkut.

Quando uma pessoa compartilha um grupo de amigos, compartilha também a sua reputação, desde que essa pessoa seja engajada, isto é, esteja atenta às atividades de quem está adicionando.

O primeiro círculo que me foi compartilhado, foi um desastre. Eu aceitei imediatamente, mesmo sem saber que aquele grupo de pessoas não tinha nada a ver com os meus objetivos na rede.

A ideia de aumentar o meu grupo de amigos subiu a minha cabeça, tudo isso aconteceu num momento de empolgação. Eu me senti mal por não saber a situação em que me encontrava, felizmente tudo se resolveu.

O problema nem era tão grave assim, pelo menos eu acho isso agora. O meu medo era que algum conteúdo impróprio fosse para minha página principal, e isso me apavorou, afinal, ninguém quer compartilhar pornografia em rede, pelo menos esse não é o meu objetivo.

Como há um botão para compartilhar, concluí que apenas iria para a página principal aquilo que eu compartilhasse, o resto ficaria só para a minha leitura.

… mas como eu ainda não tenho dois perfis, para saber o que os leitores estão vendo, achei melhor me precaver. Sendo o botão compartilhar, uma indicação de conteúdo, ficaria visível também para os meus leitores, complicando a minha reputação e o meu objetivo.

… assim voltamos ao início de tudo, ou seja, poucos, mas bom amigos. Na Twitter eu só tenho 110 seguidores e 210 amigos, e estamos muito bem assim rs.

Penso que se eu tivesse levado a Facebook mais a sério, eu não estaria pagando esses micos, mas é difícil ser mais ativo na Facebook, com tanta publicidade rolando por lá.

Recebi um segundo círculo que me agradou, mas antes eu achei melhor visitar o perfil de quem estava me oferecendo o círculo, para avaliar melhor, em seguida passei a verificar as atividades dessas pessoas.

Apesar de serem a maioria estrangeiros, seu conteúdo é muito interessante e tem me agradado muito.

O meu próximo desafio era encontrar os dihittianos, eles são a minha base na Facebook e Twitter. Bastou digitar Dihitt na busca da Google+, para encontrar os primeiros amigos, através dos quais encontrei outros, e outros, e outros…

A maior qualidade da Google+, até agora, foi não ter encontrado os famosos vampiros e máfias. Na Twitter eu resisti durante muito tempo e acabei cedendo, como eu tenho dois perfis na Twitter, descobri que eu me tornei spammer de mim mesmo.

Eu tenho entre meus contatos alguém muito experiente que postou um artigo, onde a Google afirma que a Google mais não é uma rede social, e isso eu já tinha notado também. De certa forma a Google mais é mais parecida com um microblog, como a Twitter e lembra muito o site de feed, também não deixa de ser considerado uma rede.

Talvez eu nunca venha a ter um grande círculo de amigos mas, com certeza, serão bons amigos, que todos poderão adicionar e se orgulhar de tê-los como amigos, quando eu compartilhá-los.

By Jânio

novembro 14, 2011 Posted by | Google + | , , , , , | 5 Comentários

E-mails com vírus

ataques pelo email

Piratas Virtuais

Eu já perdi muitos e-mails importantes, pela falta de conhecimentos de alguns contatos. Houve um tempo em que eu abria todos os e-mails que recebia mas, depois de instalar tantos vírus no computador, agora eu não abro mais.

A maioria dos internautas que já usam a internet há mais de quatro ou cinco anos, recebem muitos e-mails. Em todos os sites em que nos cadastramos, aumentamos a quantidade de spam recebidos.

Receber spam não é nada, perto dos vírus que se encontram nos links de e-mails não desejados.

Antes de abrir um e-mail irrecusável, é preciso fazer uma boa pesquisa na internet, não demora muito para encontrarmos informações sobre o e-mail tão amável.

A última moda foram os famosos pagamentos recebidos, mas os velhos vírus são como talão de cheque roubado, sempre podem encontrar novas vítimas, novos internautas que ainda não conhecem o perigo.

No caso dos pagamentos, eu cheguei a ficar na dúvida se eram piratas tentando infectar meu computador, ou eram apenas alguns malandros tentando me alertar, o valor por extenso era diferente dos números.

Isso já me aconteceu antes, quando me enviaram datas. A data por extenso era diferente dos números.

Meus melhores contatos estão surgindo a partir do blog, apesar da quantidade de spam nos blogs, não há vírus.

Apesar dos vírus, os e-mails ainda trabalham bem, principalmente em combinação com feedback e redes sociais, mas é preciso passar o mouse sobre qualquer link e tomar cuidado.

Quando passamos o mouse sobre um link, o verdadeiro link aparece na tela do computador, embaixo, na barra de status, isso ajuda a evitar surpresas desagradáveis. Um pouco de conhecimento sobre extensão de arquivos ajuda.

Arquivos txt não tem vírus, mas exe, bat e outros arquivos autoexecutáveis, representam um grande perigo.

By Jânio

outubro 28, 2011 Posted by | segurança | , , , , , , | 4 Comentários

Vida noturna

pesadeos mortais

Pesadelos Anormais

Eu nunca tinha ouvido falar de terror noturno, e só fiquei sabendo depois de fazer outros tipos de consultas.

Primeiro eu achei que se tratasse de uma variante dos sonhos lúcidos, mas não é, nos sonhos lúcidos o portal para o despertar é muito mais claro, fácil e rápido.

Outro detalhe que distingue o terror noturno é o fato da pessoa não se lembrar de nada, o que nos leva a uma semelhança maior com os pesadelos comuns e/ou sonhos.

Obs: Os sonhos lúcidos podem ser divididos entre reais e artificiais, sendo os sonhos lúcidos reais mais comum em pessoas sensíveis, apesar de todas as pessoas passarem por isso pelo menos uma vez. No sonho lúcido artificial, ele é induzido pela química, podendo ser muito perigoso e levar a morte.

Em ambos os casos, reais e artificiais, artistas encontram inspirações para compor, idéias para escrever livros e todo tipo de criatividade possível. No caso do sonho lúcido artificial, o cérebro pode ficar mais criativo, mas também vai se destruindo até levar a pessoa a demência.

voltando ao tema de pânico noturno, ele se identifica claramente com pesadelos comuns, o que os diferencia, naturalmente é a intensidade.

Em crianças, 10% a 15%, em adolescentes, de 5% a 10%, não passando de 1% a 5% de casos nos adultos.

O que nos leva a tirar inevitáveis conclusões especulativas em relação a esses distúrbios do sono, são as semelhanças e relações entre si. Apesar de apresentarem suas distinções, apresentam muitas semelhanças também.

No caso de terror noturno, ele está ligado ao estresse e aos conflitos psicológicos. Conflitos psicológicos eu pude identificar em cada um desses temas, inclusive epilepsia.

O fato de afetar mais as crianças, o que é comum em todos esses casos, deixa claro os conflitos e as situações de desamparo.

Wikipédia: “O “terror noturno” é um severo distúrbio do sono, consistindo de ataques de terror agudo, emergindo do sono profundo após o primeiro REM (entre 15 minutos a 2 horas após começar a dormir). É acompanhado por violentos movimentos corporais, agitação extrema, gritos, gemidos, falta de ar, suor, confusão e, em alguns casos, fuga da cama ou do quarto, comportamento destrutivo e agressão dirigida a objetos ou contra eles mesmos ou outras pessoas. No momento de pânico, ferimentos, fraturas e lesões podem ocorrer caso não sejam tomadas precauções.”

Em relação aos outros temas ligados à mente, o terror noturno é o mais prejudicial, podendo coincidir com sonambulismo, provocar taquicardia e o pior de tudo, problemas pessoais e sociais, como medos, fobias, síndromes.

Caso os ataques de terror noturno sejam frequentes, o ideal é que a pessoa e a própria família procurem por tratamento médico imediatamente.

Deve-se evitar:

Ambiente hostil, algumas famílias mudam-se até de cidade;

Dormir no escuro;

Manter a regularidade do sono;

Alimentos gordurosos, carnes, café, laticínios e outros alimentos de difícil digestão devem ser evitados a noite;

No caso em que o paciente está tomando qualquer droga pré-disponente, ela deve ser suspensa gradualmente;

Psicoterapia a longo prazo frequentemente é necessária;

Algumas pessoas podem utilizar técnicas de hipnose, mas isso deve ser de livre escolha do paciente. Biofeedback também podem ajudar.

Todas as precauções citadas em sonambulismo devem ser adotadas, inclusive o fácil acesso a luz.

Fonte: Wikipedia

Textos Relacionados:

O mistério do sonambulismo

A obscura natureza da mente humana

O que uma pessoa com epilepsia sente

Epilepsia – Quando a mente tem um ataque

O despertar para a superconsciência

Texto: By Jânio

outubro 19, 2011 Posted by | Ciências | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Epilepsia – Quando a mente tem um ataque

Limite da Mente

Famosos Epilépticos

Wikipedia – “Epilepsia é uma alteração na atividade elétrica do cérebro, temporária e reversível, que produz manifestações motoras, sensitivas, sensoriais, psíquicas ou neurovegetativas (disritmia cerebral paroxística). Para ser considerada epilepsia, deve ser excluída a convulsão causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos, já que são classificadas diferentemente. A palavra epilepsia vem do grego epilepsia – doença que provoca repentina convulsão ou perda de consciência.”

Vamos começar esse estudo – baseado na prática e não na teoria, apesar das especulações serem baseadas nas teorias – da melhor maneira, ou seja, com uma pergunta: Se a epilepsia não é uma doença, porque deve ser tratada?

Aqui, iniciamos as nossas especulações.

Considerando-se a epilepsia como um estado psicológico alterado, notamos que as pessoas com um “ataque epiléptico”, passam por certos conflitos, antes desses ataques.

Talvez as pessoas com eplepsia sejam algumas das que mais sofrem preconceitos da sociedade, pior, por vergonha, a própria pessoa passa a negar essa condição.

Vamos começar com os cuidados que devem ser tomados com pessoas epilépticas, lembrando que não estamos mais na Idade Média, longe disso, na era digital Torna-se imperdoável a falta de informação.

Segundo os especialistas, entre os primeiros 2 a 3 minutos, a pessoa que tem um ataque epléptico está em fase aguda, portanto, não deve ser removida.

As próprias pessoas com epilepsia garantem que, durante um ataque epléptico, não necessitam de cuidados especiais. Essas pessoas deitam de lado, para não se afogarem na saliva, já que seus reflexos motores encontram-se debilitados.

Uma pessoa próxima, ou não, poderia ajudar, retirando um possível excesso de saliva de sua boa, com um lenço, evitando que a pessoa se afogue, além de facilitar sua respiração.

O preconceito da sociedade e a vergonha da própria pessoa com ataque, tendem a piorar a situação, visto que a eplepsia está claramente ligada a um possível conflito psicológico.

Segundo os especialistas, diabetes, drogas e alcoolismo podem agravar a eplepsia – Nesse caso é uma questão de lógica, não é mesmo?

Os médicos também apontam como prováveis causas da epilepsia, traumas e/ou problemas no parto, infecção, tumor, derrames, parasita, meningite etc.

Há probalidade de se abortar um ataque epiléptico antes de seu início, isso será abordado em outro artigo sobre o tema.

A epilepsia não é contagiosa, essa é a notícia boa, a notícia má é que a epilepsia é sintomática, ou seja, é uma consequência de outra doença, como a meningite, nesse caso pode ser transmitida, inclusive de pais para filhos, não a eplepsia, mas a meningite. Lembrando que a meningite tem cura, portanto, não há problema de contaminação.

Pessoas epilépticas, com dificuldade de aceitação, ou caso a função social exija, podem fazer tratamento, mas, nesse caso, poderão ter de tomar remédios a vida toda. A aceitação da eplepsia, como um estado psicológico alterado, e a simples adaptação a essa situação, tendem a ser o melhor caminho.

O fato da epilepsia não ter cura, mas simplesmente desaparecer em algumas pessoas, reforça a minha teoria de uma condição psicológica.

Mulheres grávidas devem seguir orientação médica, como qualquer outra pessoa faria, com uma probalidade de o bebê nascer saudável em mais de 90%.

O fato de os especialistas afirmarem ser a epilepsia um excesso de atividade do cérebro, deixa-me intrigado e disposto a relacionar a epilepsia ao transe.

A epilepsia pode ser parcial, em apenas uma parte do cérebro, ou total. Isso descarta a inconsciência, já que fica comprovada que pode haver vários níveis de ataques, com inconsciência ou não.

A doutora que formulou “O despertar da superconsciência“, chegou a esse nível depois de passar por um estágio de estudo em crises de eplepsia. O que eleva a eplepsia a um estágio de estudo avançado, inclusive relacionado as teorias de expansão natural da mente.

O percentual de pessoas eplépticas varia de região para região: Nos países desenvolvidos, entre 40 e 50 pessoas em cada grupo de 100.000 habitantes; países em desenvolvimento, 120 a 190 pessoas por 100.000 habitantes; cerca de 50 milhões de pessoas já tiveram pelo menos uma crise epiléptica; países em desenvolvimento concentram cerca de 85% dos casos; eplepsia é mais comum até os 25 anos e depois dos 65, apesar de ocorrer em qualquer idade; há mais homens que mulheres com epilepsia.

Vamos analisar esses números: Países desenvolvidos tem melhor qualidade de vida; países em desenvolvimento tem acesso a produtos de má qualidade; países pobres são menos expostos a alimentos industrializados, justamente por não ter possibilidade de industrializar ou importar tais produtos; entre os 25 e 65 anos, as pessoas tem menos problemas, portanto, menos conflitos emocionais; você tem alguma dúvida de que o homem tem mais conflitos psicológicos que a mulher?

Estudo realizado no Brasil, mostrou que há uma variação muito grande de ocorrências da epilepsia, de 1/1000 a 18,6/1000 – Sabem aquele velho problema de desigualdade social…?

Fatores que poderiam desencadear crises epilépticas: Mudanças na intensidade luminosa, luzes a piscar; computador, televisão, discotecas; falta de sono; àlcool; febre; ansiedade; cansaço; drogas e medicamentos; verminoses; nervosismo.

Pessoas famosas que tiveram epilepsia:

01 – Alexandre o Grande, Imperador da Macedonia.

02 – Alfred Nobel, criador do prêmio Nobel.

03 – Caio Júlio César, estadista romano.

04 – Arquiduque Carlos da Áustria (1771 – 1847)

05 – Fiódor Dostoievski, escritor russo.

06 – Gustave Flaubert, escritor francês, autor de Madame Bovary. Um caso avançado de eplepsia que apresentava sintomas como terror, pânico, alucinações, pensamentos forçados e fuga de idéias.

07 – Hermann von Helmholtz, físico alemão (1821 – 1894)

08 – Ian Curtis, roqueiro inglês. O vocalista da banda Joy Division (criada em 1977, época seguinte ao estouro do movimento punk) teve a primeira crise convulsiva logo após a estreia em Londres. O show foi decepcionante e a crise o abalou. Devido ao trauma, tinha crises constantes nos shows.

09 – Moreira César, coronel das forças Armadas brasileiras teve um ataque durante a expedição do exército a Canudos.

10 – Machado de Assis, escritor brasileiro.

11 – Margaux Hemingway, atriz americana (1955 – 1996), cometeu suicídio ainda jovem, assim como seu avô, o famoso escritor Ernest Hemingway.

12 – Napoleão Bonaparte, imperador francês.

13 – D. Pedro I, imperador do Brasil.

14 – Maria Isabel de Alcântara Brasileira, segunda condessa do Iguaçu, foi a terceira filha do imperador D. Pedro I.

15 – Richard Burton, ator inglês.

16 – Saul, rei bíblico.

17 – Sócrates.

18 – Van Gogh, pintor holandês.

19 – Lenin, revolucionário russo (1870-1924).

20 – Eric Clapton, guitarrista.

Fonte: epilepsia+wikipedia

Texto: By Jânio

Textos relacionados:

O que uma pessoa com epilepsia sente

julho 19, 2011 Posted by | Ciências | , , , , , , , , , | 89 Comentários

Principais falhas de empreendedores

cuidados com falhas

reconhecendo as falhas

De acordo com pesquisas do SEBRAE, a metade das empresas não sobrevivem aos dois primeiros anos. Isso mostra como o empreendedor, de um modo geral, não está preparado para a gestão eficiente de seu negócio.

Algumas vezes o empreendedor pode até administrar, mas, depois de algum tempo, se cansa da rotina. É por isso que alguns empreendedores preferem trabalhar em uma empresa, para saber como é a rotina e se suportarão essa rotina durante muito tempo, antes de se aventurarem a empreender.

Fora os problemas diversos que poderão ser enfrentados pelo futuro empreendedor, há outros problemas mais típicos que deverão ser evitados.

As porcentagens de falência são:

Sexo masculino, 30 a 49 anos.

Funcionários de empresas privadas – 30%.

Autônomos – 25%.

Empresários – 10%.

Donas de casa – 8%.

Estudantes – 7%.

Funcionários Públicos – 7%.

Esses números são alarmantes, mostram como os empreendedores iniciantes não se preparam, não escolhem o segmento certo e nem conseguem escapar das armadilhas mais comuns que o empreendimento lhes reserva.

O SEBRAE de Santa Catarina enumerou os erros mais comuns e que deverão ser evitados pelos empreendedores iniciantes.

O elemento número um, relacionado a um empreendimento, é a oportunidade. Uma pessoa com aptidão para empreendedora cresce aproveitando oportunidades, é a oportunidade o maior motivo de se abrir uma empresa, sem isso a pessoa estará cometendo o maior dos erros, abrir uma empresa por necessidade e não para aproveitar uma oportunidade, como foi visto em “Perfil do empreendedor brasileiro”.

Não se anime com políticas de crédito fácil, o financiamento de uma empresa implica em juros altos, além de limitação em dois fatores importantes do processo empreendedor: Falta de capital de giro e falta de investimento; nesses casos, as melhores chances deixaram de ser aproveitadas, a empresa ficará bitolada, presa as suas próprias limitações (juros + impostos = apuros financeiros).

Capital de giro – O pagamento de despesas fixas e variáveis, altas taxas de impostos e juros altos, implicará em falta de capital de giro, causa de 40% das falências, de acordo com a pesquisa.

Falta de investimento na empresa – tendo a mesma causa, falta de recursos financeiros, sem contar que a empresa deverá sustentar o dono da empresa. O investimento na empresa é o principal fator do sucesso de um empreendimento, segundo 23% dos empresários mais experientes.

Conhecimento (experiência) do mercado em que atua é essencial, uma habilidade gerencial, sem a qual o empreendedor correrá alto risco, segundo 49% dos empresários consultados. Não haverá tempo para adquirir conhecimentos necessários, ao mesmo tempo em que se dedica ao elemento principal, a venda de seu produto.

Vendas (marketing) – As estratégias para vendas deve ter a atenção não só do iniciante, mas também dos empresários experiente, segundo 48% dos empresários entrevistados. Algumas atividades, dependem quase que exclusivamente do setor de vendas, é o caso das agências de viagens, por exemplo.

Conhecer o negócio, ter boas noções de controle e contabilidade, boas estratégias de vendas. Tudo isso deve ser observado, depois de verificada uma oportunidade, realizada uma boa pesquisa de mercado, elaborado um bom plano de negócios.

Fonte: SEBRAE Santa Catarina.

By Jânio

janeiro 3, 2010 Posted by | Empreendedorismo | , , , , , , , | 9 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: