Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Carência virtual

nerd carente

Carência virtual é a principal causa de crimes na internet, ou fora dela, e eu falo isso por experiência própria.

Quando eu iniciei na internet, eu nem sabia o que digitar nos sistemas de buscas e, naquela época, haviam muitos sites perigosos no topo das buscas. Hoje, todos estão devidamente classificados (reputação) por buscadores como o Google, ou por anti-vírus, pagerank, alexa, backlinks, etc.

Além da carência, outro fator que pesa muito na questão da segurança é a curiosidade. Há até um ditado popular que diz: “A curiosidade matou o gato”, mas isso não diminui o problema.

Eu recebia muitos e-mails e cricava em todos eles, resultado, toda semana eu tinha que levar o computador para manutenção, com vírus. Além dos e-mails, eu estava sempre surfando pela internet, por isso era inevitável sofrer ataque de vírus, visitando sites que eu nunca tinha ouvido falar.

A internet evoluiu muito e os crimes digitais também. Eu, particularmente, estou achando patético o comportamento de spammers, tentando fazer amigos em redes sociais.

Pode até parecer bizarro, mas a publicidade, divulgação e marketing, são atividades muito comuns em redes como a Facebook. As próprias ferramentas são correntes que pedem para que a pessoa envie spam, antes mesmo de serem avaliadas.

Agora, eu acabei de saber que uma das formas de burlar a reputação, na Facebook, é oferecendo uma forma de mudar as cores do Facebook, quando eu fiquei sabendo disso, senti um alívio por não estar participando tão ativamente. Na realidade, esse seria apenas um golpe para roubar clics, gostei, curti, etc.

Essa técnica é muito utilizada por sites que pedem para clicar e tornar a página inicial, alguns mudam a aparência do navegador…

Felizmente, todos esses sites estão na mira dos anjos virtuais da lei, que fazem verdadeiras campanhas contra atitudes desonestas. Quando você não conseguir resistir a um convite por e-mail, antes de clicar, faça uma pesquisa na google para ver onde você vai cair, a resposta está lá.

A Dihitt é a rede mais transparente da internet, ideal para pessoas mal amadas, mas também não se deve clicar em todo link que aparece. A vantagem da Dihitt é que a reputação de uma pessoa pode ser analisada numa simples leitura, amigo ou não, toda sua atividade é pública para os usuários dessa rede.

Eu não considero a Dihitt bem uma rede social, mas uma super comunidade, com mais de duzentos mil cadastros e cerca de mil usuários frequentes. Há ferramentas para separar os usuários em grupos, mas pouca gente separa os amigos assim.

O grande problema da Facebook é que, mesmo criando o seu próprio universo, como fez a Google nos buscadores, não oferece ferramentas para rebaixar e/ou denunciar os maus internautas, e isso propicia muita liberdade de ação para os criminosos.

A Twitter, por exemplo, oferece a amizade unilateral, para fãs, onde o admirador segue sem ser seguido. Na Facebook, até a rainha da Inglaterra, se aceitar a amizade, passará a seguir também, ou seja, o botão para adicionar é bilateral.

Enquanto na Twitter uma pessoa pode ser seguida por 300 mil pessoas, sem seguir ninguém, como faz a Pamela Anderson, na Facebook ninguém tem essa mordomia, não.

… aí está o perigo.

By Jânio

março 30, 2012 Posted by | segurança | , , , , | 3 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: