Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

El abuso de la élite financiera estadounidense

abril 4, 2018 Posted by | Internacional | , , | Deixe um comentário

Paradise Papers: Global elite used offshore accounts to avoid taxes

novembro 7, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

Quem não tem dinheiro não faz Universidade

outubro 13, 2016 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Pare de assistir TV

Falta Educação

Falta Educação

Não, o problema da educação em família não é novo, essa decadência tem exatamente a idade de sua principal causa, a TV.

A solução poderia ser a internet, mas a censura apareceu e, mesmo com tantas campanhas e manifestações públicas, prevaleceu.

No começo eu até pensei que fosse exagero, afinal, o que eles estavam querendo não me afetava diretamente, entretanto, a quantidade de informações disponíveis na Web, foram suficientes até para que um leigo como eu se inteirasse dos problemas que essa censura acarretava.

Apesar da internet não concentrar tanta audiência, como a TV, é o veículo de comunicação mais utilizado no mundo. A internet é pessoal, e vem daí a sua importância, na medida em que apresenta diferentes pontos de vista.

Enquanto a TV manipula e forma idiotas, a internet apresenta conteúdos e informações relevantes para sociedade. O único risco que me preocupa, é a informação pronta, maquiada e repetida, que alguns blogueiros fazem questão de publicar, sem acrescentar a sua devida opinião.

Recentemente, a própria TV produziu um programa sobre a suposta e inevitável elitização da internet. Segundo eles, esse seria um processo inevitável.

Eu devo adiantar que assim como nem todas as TVs são iguais, nem todos os sites são iguais também.

A história da TV brasileira é nojenta, criminosa, então, acredito que as redes de TVs estrangeiras também sejam. Podemos notar a tendência de direita nas principais redes de TVs mundiais, mas não são todas iguais.

As TVs de países desenvolvidos, onde há uma combinação entre distribuição de renda e IDH, são competentes. Infelizmente, isso não é muito comum, não.

Também há TVs estatais, que refletem a postura da organização política de um determinado país.

… mas as melhores TVs são as TVs mantidas por ONGs, de preferência sem a participação do Estado e, muito menos, de multinacionais e banqueiros. De fato, essas TVs não formam idiotas.

É possível notar a postura, correta ou incorreta, de uma TV ou ONG, quando essas veiculam opiniões, pontos de vistas, críticas, e participam de movimentos sociais ou antecipam crises políticas, sociais, etc., além de participarem ativamente de eventos importantes, mesmo sendo contrários ao governo e aos poderosos.

A partir de agora, se alguém reclamar de algum ato político, serviço de instituição pública, justiça, etc., a minha resposta sempre será a mesma: “Você precisa parar de assistir TV”.

Depois de assistir ao documentário “Muito além do Cidadão Kane”, depois de acompanhar ao escândalo do Panamericano, do Grupo Sílvio Santos, eu não tenho dúvidas que assistir a essas TVs, significa acomodação e quase cumplicidade com o crime organizado.

A TV é a principal ferramenta de manipulação político-social, salvo exceção, e é através dela que a máfia da corrupção está se mantendo no poder.

Uma pessoa pode assistir a um filme, documentário ou outro programa, desde que tenha opinião própria, desde que não fique o tempo todo na frente da TV. Além disso, as pessoas devem boicotar as TVs de pessoas corruptas que roubam dinheiro público, ou que estejam envolvidas com a máfia da CBF, Grupo Sílvio Santos e outros.

Não é difícil identificar a reputação de um veículo de comunicação, basta analisar a sua percepção para fatos, crimes e líderes políticos, além dos crimes cometidos por empresas ligadas ao governo.

Eu tenho uma certa simpatia pela RT-TV, uma de minhas principais fontes de informação, e pela BBC, mas isso não significa que eu não tenha senso crítico em relação a elas.

Agora estão querendo aproveitar a concentração de audiência de grandes portais para censurar e controlar as pessoas, e eu quero ver no que isso vai dar.

O Irã já pensa em criar a sua própria rede, isolada do resto do mundo. Eu tenho notado que a China também possui portais voltado apenas para a sua gigantesca população, apesar de ainda não ter se fechado totalmente para o mundo, já que isso iria contra suas estratégias comerciais.

Um possível embargo contra o Irã, poderia ser catastrófico, já que a Europa depende desse petróleo. Acontece que essa crise mundial não é gratuita e está relacionada justamente com busca pela liberdade de decisão do estado – Argentina, monetária – China, religião própria – Irã, democracia e verdade – todo o resto do mundo.

A arma da elite são os veículos de comunicação de massa, enquanto o povo só tem a internet.

Se tirarem a internet do povo, o povo ficará desarmado, mas não é isso o que interessa para eles. Isso será feito aos poucos, medindo o grau de insatisfação das pessoas, o que sempre funcionou durante milhares de anos.

Resta saber se eles terão a capacidade de nos controlar, manipular essa panela de pressão em que se transformou a sociedade, e ocultar a verdade e seus reais interesses, coisas que só poderão ser feitas com a ajuda da TV e da censura na internet.

By Jânio

Corporativismo midiático

Vendedoras de Sonhos e pesadelos

As moscas do panamericano

janeiro 3, 2013 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , | 4 Comentários

Política – A pirâmide dos malditos

maldita_corrupção

Há muitos políticos corruptos interessados em roubar, sem medir as consequências de seus atos para si e para seus descendentes. A burguesia sem ter noção do que é certo e errado, posiciona-se ao lado da aristocracia e se esquece que é o povo que deveria ter a força num sistema democrático.

Acontece que esse sistema elitizado tende a se afunilar – Eu penso comigo que pior do que não ter uma Democracia, é ter uma falsa democracia.

Nossos sistemas de controle populacional são baseados na sociedade egípcia, mas agora é pior, qualquer pessoa pode explorar as classes imediatamente inferiores e é isso que causa a fome e a miséria.

A elite não está subordinada a nenhum tipo de lei, Direito ou obrigação, podendo burlar qualquer regra, sem nenhum organismo capaz de puni-la.

Parece tudo muito simples no papel, mas na prática nem tanto.

Essa mudança de comando na política não mudou em nada os poderes obscuros comandados por banqueiros, lobistas, chantagistas e pela mídia de massa, mas a forma de conquistar o povo mudou. A esquerda sabe como é fácil comprar os votos dos pobres, assim, ao invés de conseguir fiéis escudeiros mais ricos, formadores de opinião, a esquerda vai direto ao ponto que lhe interessa, distribuindo bolsas de estudos, cestas básicas, etc.

Como podemos ver, é muito fácil de se conseguir votos.

Na administração também muda pouco, baseada em análises financeiras, contábeis e econômicas, basta ver o orçamento do ano anterior, para saber para onde deverão ser destinados os recursos do Governo.

Mas quando um país é auto-sustentável como o Brasil, podendo ditar as suas próprias regras, independente de opiniões internacionais, os políticos ficam sem ter o que fazer. Com o pretexto de reformar a constituição, criar projetos sociais, medidas de incentivo, isenção e investimentos em projetos de desenvolvimentos, criam mecanismos que lhes permitem vantagens, tornando-se mais fortes e imunes aos poderes das próprias leis que criam.

Na medida em que o tempo passa, esses políticos se tornam monstros, seres bizarros sem nenhuma emoção, responsabilidade ou ideal, o que não é bem visto lá fora.

Nenhum governo, ONG ou qualquer tipo de instituição internacional vê o Brasi com bons olhos no exterior. Isso se deve a desigualdade econômica, uma má distribuição de renda terrível, além da própria corrupção e desmandos políticos, onde não se nota nenhuma ordem ou infra-estrutura razoável, capaz de dar esperanças às pessoas.

Se já não bastava a corrupção política, agora são as igrejas que roubam verdadeiras fortunas, tornando pessoas insignificantes e desimportantes em verdadeiras celebridades. E o pior é o que não vemos, roubos que são ocultos das pessoas através de lavagem dinheiro e infernos fiscais.

Quando Sarney foi presidente, ele simplesmente disse que não ia pagar a dívida externa e deu o calote. Parece simples para quem governa um país subdesenvolvido, mas Sarney complicou a vida do próximo presidente, Collor, e os juros para o Brasil se tornaram caríssimos, até países com catástrofes naturais, como o Japão, tem juros mais baixos.

Como Bom malandro, Lula perdoou dívidas de país sul americano e africano e nem se importou com estatizações de empresas brasileiras no exterior. Quando todos achavam que já tinham visto de tudo, eis que Lula resolve emprestar dinheiro para o FMI.

Tudo o que o Brasil faz é para tentar ganhar credibilidade mas, vez por outra, algo sai errado.

Foi isso o que aconteceu com o escândalo da FIFA, esse fato só veio confirmar a fama dos corruptos brasileiros. Ricardo Teixeira tem relações estreitas com a Rede Globo de televisão e com os políticos.

Os funcionários da Globo dizem que precisam viver e que trabalham para a empresa e não para a família Marinho, essa é a mesma desculpa dos funcionários da segunda maior rede televisão do Brasil a Rede Record. É isso o que acontece na política também, ninguém tem ideal e nem se importa com o que está acontecendo.

O Governo ataca a oposição e a oposição revida, enquanto os banqueiros que financiam todo esse sitema se divertem.

Todo país se transforma em uma imensa pirâmide dos malditos, onde, quanto maior é a maldade das pessoas, maior a sua escalada nessa pirâmide. Na base dela, estão os pobres que sofrem com todo o peso sobre suas costas, num purgatório destinado aos que não tem coragem de lutar contra a opressão e a criminalidade do sistema.

By Jânio

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

maio 3, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , | 3 Comentários

Político não pode ter medo

eleições 2.010

Sistema Bipartidario

Na semana passada José Serra disse uma frase emblemática, não em seu sentido geral, mas pelo fato de fazer a gente pensar, e fez.

Eu não me lembro da frase, mas me lembro do sentido dela: “Um bom político não é aquele que não tem medo, é aquele que faz, mesmo com medo.”

O que um político poderia fazer com medo? – Essa foi a primeira questão que surgiu em minha cabeça. Será que um político com medo pode fazer alguma coisa de forma correta?

A palavra “medo” é um tabu em ambientes políticos. Por exemplo: O próprio Presidente Lula usou essa palavra a seu favor, mas só depois de eleito.

“A esperança venceu o medo”, uma resposta  a vários anos de duras críticas, veiculadas pela mídia elitista do Brasil, deixando o povo com medo de mudanças.

Eu não gosto de ser parcial, nem tenho nada contra o azarão José serra, que pegou uma batata quente que nenhum membro do PSDB teve coragem, afinal, encarar um candidato do governo, quando esse está com uma popularidade nas alturas, não é para qualquer um, é coisa de azarado mesmo.

A notícia boa é que todos esses políticos sempre estarão negociando algum benefício, seja contra ou a favor do governo, enquanto nós estaremos rezando para o salário não acabar no final do mês.

O sistema bipartidário, onde somente dois partidos tem chances reais de vencer a eleição, é anti-democrático, e olha que a questão aqui é muito mais que dinheiro. Estamos falando de apoio político, com o país dividido em duas partes, posição e oposição.

Apesar desse tipo de política combinada, algumas situações não mudam:

Vocês não imaginam como Renan Calheiros trabalhou duro para criar aquele sistema de desvio de verbas para as empreiteiras, onde tinha até personalidade de Hollywood, tipo Charles Bronson ou algo assim; Chico Lopes foi um grande funcionário público, com muitos amigos que o ajudavam, claro que ele também ajudou-os fornecendo informações sigilosas do governo; Mister Dantas e os banqueiros descobriram, da maneira mais difícil, que devem confiar no Brasil, não devem fugir, essa globalização é um perigo para as muitas máfias existentes no Brasil; Roberto Jefferson foi defender o suspeito de atentar contra a vida do Desembargador de Sergipe, também já decidiu que vai defender José Serra; A turma do mensalão está toda aí e deverá ser reeleita, Collor, Genuíno, Sarney, amigos de Brasília, mensalinho do Azeredo, etc., não meus amigos, o problema não são os políticos, eles estão sendo eleitos democraticamente, segundo o sistema bipartidário.

Nesse país nós já vimos de tudo, dizem que o brasileiro tem memória curta, não é verdade, o problema é que são muitos fatos para lembrar.

Por exemplo, eu não me esqueci da Georgina de Freitas ou do Jáder Barbalho, o grande problema da política, é que que os empresários levam a maior parte da grana, sem aparecer, é por isso que eles preferem o bipartidarismo, para investir melhor, não dá para bancar todos os partidos. No Brasil tem tanto partido que o processo encareceria demais – Vocês repararam que toda as declarações dos candidatos, no IR, seu patrimônio fica entre um e dois milhões, não dá para passar disso.

Qualquer candidato com potencial para romper o sistema bipartidário, é convidado pelo próprio partido para se retirar. Volto a lembrar, não é apenas uma questão de dinheiro, é o jogo do poder.

O Brasil é um país onde até a máfia italiana tem medo de se aventurar, aqui eles ficam perdidos. Temos máfias de contrabando, máfias de fiscais, máfias de empreiteiras, máfias de mensalões e mensalinhos, roubo de carro, INSS,  perto deles, os traficantes das regiões metropolitanas são meros trombadinhas, a quantidade de dinheiro que gira no governo, e na oposição, é tão grande, que quando eles falam, os bandidos escutam.

Conversando com um amigo meu, ele me disse que bandido não tem medo de nada, só abaixa a cabeça quando a polícia pede, porque a polícia mata; pilantra só respeita a polícia.

A polícia não tem medo de nada, tem liberdade para matar, ninguém para ela. Além disso é a maior fornecedora no comércio ilegal de armas. Polícia só tem medo de uma coisa, político; vamos excluir a PF da PPP.

Quando político fala, a polícia abaixa a cabeça, ela prende eles soltam, devem respeitar a hierarquia.

Político só abaixa a cabeça quando as prostitutas falam, as prostitutas não fazem parte da teoria “PPP”, são um estranho no ninho, mas conhecem todo o podre do poder, por isso não respeitam a hierarquia.

A eleição está chegando, o resultado será dado antecipadamente pelo IBOPE, iremos as urnas apenas para confirmar o que o sistema decidiu, que tudo continuará como está.

By Jânio

agosto 25, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , , , , , | 9 Comentários

Relação de todos os presidentes do Brasil

Donos do Poder

Presidentes do Brasil

A farsa da independência do Brasil não durou muito, assim, logo seria decretada a Proclamação da República em 15 de novembro de 1889. Há quem afirme que a proclamação do Brasil também foi um golpe, onde o próprio Marechal Deodoro da Fonseca, responsável pela instauração da República, assumiria o poder, mas que não duraria muito tempo na presidência.

Isso é compreensivo, pois o jogo do poder no Brasil não é fundamentado em interesse do povo, mas em seus próprios interesses. Assim, quando pensamos que a justiça está sendo feita, na realidade o que está acontecendo é um novo golpe, patrocinado por um novo grupo organizado pela própria elite, com a finalidade de atender os seus interesses.

Analisando bem a nossa história política, temos poucos momentos de importância. Os dois presidentes mais citados de nossa história, são, sem sombra de dúvida, Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, sendo seus atos mais importantes: A criação da CLT, por Vargas, e a construção de Brasília, por Juscelino. A partir da construção de Brasília, o eixo Rio-São Paulo deixava de influenciar tão diretamente na república, criava-se um nova incubadora para a corrupção, muito pior do que era antes.

No caso dos governos militares, pouco há para ser dito, com raras exceções, como é o caso de Vargas, mesmo assim temos que admitir que nem todos os governos militares foram iguais, mesmo os dois últimos, responsáveis pela transição do regime militar para o civil, havia grandes diferenças. João Batista Figueiredo era completamente diferente de Ernesto Geisel, apesar disso, houve a mudança, apesar de Tancredo não sobreviver para contar a história. Sarney assumiu o poder, no auge de sua história política no Brasil, onde empregou até a própria filha Roseana Sarney, mas essa já é uma outra história.

Getúlio Vargas talvez seja o mais importante presidente da história do Brasil, mas nem ele escapou de promover golpes, além de ser simpatizante de Hitler, mas nesse caso ele não teve culpa, Hitler conseguiu enganar o mundo inteiro, a verdade só veio a tona quando Hitler iniciou suas invasões. Para nossa sorte, os americanos pagaram mais pelo apoio brasileiro, com a usina de Volta Redonda.

Jânio Quadros, meu xará, não teve muita história para contar, mas pela sua votação histórica, acabou sendo reconhecido pela sua importância e capacidade de conseguir votos. Sua ideia de renunciar ao mandato, para voltar nos braços do povo, enquanto seu vice estava fora, foi uma das piores idéias políticas de todos os tempos.

Não foram incluídas nas listas, as duas juntas governativas (1930 e 1969), os presidentes interinos Ranieri Mazzilli (em 1961 e 1964) e os três presidentes:Rodrigues Alves, Tancredo Neves e Júlio Prestes, que não chegaram a governar, dois morreram, o terceiro, Prestes, foi vítima de golpe militar. Tudo sempre seguindo as regras da burguesia, formadores de opinião pública, detentores dos principais órgãos de comunicação, os mesmos que mais tarde sentiriam os duros golpes da ditadura, promovidos pelo próprio regime militar que, pelo visto, não quis continuar servindo de fantoche, criando suas próprias regras. Mais tarde, o próprio regime militar anunciaria a abertura política, deixando o próprio povo tomar os rumos de seu destino, foi aí que a burguesia voltou a ditar as regras.

Se não há muito o que se falar do regime militar, é porque eles não permitiam que a história fosse escrita, se abrissem a boca morriam, pelo menos no período da ditadura. Não havia investigação, os maiores problemas eram resolvidos pelo serviço secreto brasileiro.

Foram 33 mandatos, 28 presidentes, sendo estes os responsáveis pela situação na qual o país se encontra, incapaz de fazer cumprir uma única lei, quando o assunto envolve políticos importantes para a manipulação do poder.

Foram poucos os presidentes que terminaram seus mandatos, a maioria, ou morreu ou foi deposto, alguns tiveram problemas de saúde. Não faltaram nem casos de renúncia, casos mais raros.

A grande verdade é que a República Federativa Brasileira foi criada pelos militares, nunca deixou de ser um pouco militar. Apesar de ter perdido muito sua força, o regime militar continua sendo uma forte influência na política brasileiro. Os políticos brasileiros de hoje são, na grande maioria, socialistas, mas os donos do poder continuam sendo os políticos conservadores.

PRESIDENTES DO BRASIL

1 – Marechal Deodoro da Fonseca – 15 de novembro de 1889 á 23 de novembro de 1891 – regime militar, renunciou – Vice – Floriano Peixoto

2 – Floriano Peixoto – 23 de novembro de 1891 à 15 de novembro de 1894 – regime militar – sem vice.

3 – Prudente de Morais 15 de novembro de 1894 à 15 de novembro de 1898 – Partido Republicano Federal PR – Vice Manuel Vitorino.

4 – Campos Sales – 15 de novembro de 1898 à 15 de novembro de 1902 Partido Republicano Paulista PRP – Vice Rosa e Silva.

5 – Rodrigues Alves – 15 de novembro de 1902 à 15 de novembro de 1906 – Partido Republicano Paulista PRP – Vice Silviano Brandão.

6 – Afonso Pena – 15 de novembro de 1906 à 14 de junho de 1909 Partido Republicano Mineiro PRM – Vice Nilo Peçanha.

7 – Nilo Peçanha – 14 de junho de 1909 à 15 de novembro de 1910 Partido Republicano Fluminense PRF – Sem vice.

8 – Hermes da Fonseca – 15 de novembro de 1910 à 15 de novembro de 1914 Partido Republicano Conservador PRC – vice Venceslau Brás.

9 – Venceslau Brás – 15 de novembro de 1914 à 15 de novembro de 1918 Partido Republicano Mineiro PRM – Vice Urbano Santos.

*** Rodrigues Alves — Não Governou, morreu – Partido Republicano Paulista PRP – vice Delfim Moreira.

10 – Delfim Moreira – 15 de novembro de 1918 à 28 de julho de 1919 – Partido Republicano Mineiro PRM – Sem Vice.

11 – Epitácio Pessoa – 28 de julho de 1919 à 15 de novembro de 1922 – Partido Republicano Mineiro PRM – Vice Delfim Moreira.

12 – Artur Bernardes – 15 de novembro de 1922 à 15 de novembro de 1926 Partido Republicano Mineiro PRM – vice Estácio Coimbra.

13 – Washington Luís – 15 de novembro de 1926 à 24 de outubro de 1930 – Partido Republicano Paulista PRP – vice Melo Viana.

*** Júlio Prestes — Nâo governou, deposto — Partido Republicano Paulista PRP – Vice Vital Soares.

*** Mena Barreto – 24 de outubro de 1930 à 3 de novembro de 1930 – regime militar em governo provisório – Sem vice.

14 – Getúlio Vargas – 3 de novembro de 1930 à 29 de outubro de 1945 – Partido Aliança Liberal AL – Sem vice.

15 – José Linhares – 29 de outubro de 1945 à 31 de janeiro de 1946 – Sem partido – Sem vice.

16 – Eurico Gaspar Dutra – 31 de janeiro de 1946 à 31 de janeiro de 1951 – Partido Social Democrático PSD – Vice Nereu Ramos.

17 – Getúlio Vargas – suicidou-se- 31 de janeiro de 1951 à 24 de agosto de 1954 – Partido Trabalhista Brasileiro PTB – Vice Café Filho.

18 – Café Filho – 24 de agosto de 1954 à 8 de novembro de 1955 – Partido Social Progressista PSP – Sem vice.

19 – Carlos Luz – 8 de novembro de 1955 à 11 de novembro de 1955 – Partido Social Democrático PSD – Sem vice.

20 – Nereu Ramos – 11 de novembro de 1955 à 31 de janeiro de 1956 – Partido Social Democrático PSD – Sem vice.

21 – Juscelino Kubitschek – 31 de janeiro de 1956 à 31 de janeiro de 1961 – Partido Social Democrático PSD – vice João Goulart.

22 – Jânio Quadros – renunciou – 31 de janeiro de 1961 à 25 de agosto de 1961 – Partido Trabalhista Nacional PTN – vice João Goulart.

23 – Ranieri Mazzilli – 25 de agosto de 1961 à 7 de setembro de 1961 – Partido Social Democrático PSD – Sem vice.

24 – João Goulart – deposto – 7 de setembro de 1961 à 1 de abril de 1964 – Partido Trabalhista Brasileiro PTB – Sem vice.

25 – Ranieri Mazzilli – 2 de abril de 1964 à 15 de abril de 1964 – Partido Social Democrático PSD – Sem vice.

26 – Castelo Branco – 15 de abril de 1964 à 15 de março de 1967 – Aliança Renovadora Nacional ARENA (militar) – Vice José Maria Alckmin.

27 – Costa e Silva – 15 de março de 1967 à 31 de agosto de 1969 – Aliança Renovadora Nacional ARENA (militar) – vice Pedro Aleixo.

*** Junta Governativa Provisória de 1969 – 31 de agosto de 1969 à 30 de outubro de 1969 – regime militar – Sem vice.

28 – Emilio Medici – 30 de outubro de 1969 à 15 de março de 1974 – Aliança Renovadora Nacional ARENA (militar) – Vice Augusto Rademaker.

29 – Ernesto Geisel – 15 de março de 1974 à 15 de março de 1979 – Aliança Renovadora Nacional ARENA (militar) – Vice Adalberto dos Santos.

30 – João Figueiredo – 15 de março de 1979 à 15 de março de 1985 – Partido Democrático Social PDS (militar) – vice Aureliano Chaves.

*** Tancredo Neves – Nâo governou, morreu — Partido do Movimento Democrático Brasileiro PMDB – Vice José Sarney –

31 – José Sarney – 15 de março de 1985 à 15 de março de 1990 – Partido do Movimento Democrático Brasileiro PMDB – Sem vice.

32 – Fernando Collor – deposto – 15 de março de 1990 à 29 de dezembro de 1992 – Partido da Reconstrução Nacional PRN – vice Itamar Franco.

33 – Itamar Franco – 29 de dezembro de 1992 à 1 de janeiro de 1995 – Partido do Movimento Democrático Brasileiro PMDB – Sem Vice.

34 – Fernando Henrique Cardoso – 1 de janeiro de 1995 à 1 de janeiro de 2003 – Partido da Social Democracia Brasileira PSDB – Vice Marco Maciel.

35 – Luís Inácio Lula da Silva – 1 de janeiro de 2003 à 1 de janeiro de 2011 – Partido dos Trabalhadores PT – vice José Alencar.

Fonte: Wikipedia

Texto: By Jânio

Textos Relacionados:
A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

março 19, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , | 35 Comentários

O clube de Bilderberg

organização secreta

Teoria da Conspiração

Você já ouviu falar em teoria de conspiração? – certamente que sim.

Apesar de parecer coisa de lunático, não é difícil imaginar que grupos de pessoas mais ricas, a elite da sociedade, esteja constantemente conspirando, procurando maneiras de manipulação de mídias, sistemas políticos e interesses econômicos.

Nós vemos isso o tempo todo, em menor escala: em diretoria de instituições, administração de empresas, gestão pública, etc. De um jeito ou de outro, as lideranças estão sempre em atividade. Até aí tudo bem.

O problema maior surge quando alguns grupos iniciam articulações, reunindo essas lideranças, apresentando a eles suas propostas e motivos pelos quais desejam que algum movimento seja iniciado. Isso pode surgir para o bem ou para o mal, o que há em comum, nesse processo, é o interesse de grupos econômicos. Em alguns casos, até a guerra pode se tornar um bom negócio para essas pessoas.

Suas reuniões são sempre secretas, pelo menos o conteúdo, seus membros não são registrados, os assuntos não são divulgados.

Suas reuniões são sempre motivos de polêmicas, já que a sociedade não tem conhecimento de suas decisões. O que se sabe é que há interesse da própria elite, já que uma conferência, para fins sociais, teria a participação da sociedade e seria pública.

Recentemente, por exemplo, um grupo de empresários ricos criou um Banco em cima de uma plataforma, em pleno mar, fora dos direitos  de costa marítima dos países.

Até hoje não descobri se era sério, ou se era boato, o que eu sei é que essa história começou depois do ataque de 11 de setembro, quando os EUA iniciaram uma devassa nos paraísos fiscais, em busca de fundos suspeitos para terroristas; não é a toa que Bush se tornou o homem mais odiado do mundo, lembram do bloqueio da poupança?

O mundo capitalista é assim, tudo sob o mais rígido controle, exceto se algo ameaça esse equilíbrio, nesse caso esses grupos tem de agir rápido. Há suspeitas. por exemplo, de que o ataque de 11 de setembro tenha sido uma conspiração do serviço secreto, às vésperas de um crash total.

Paulo Maluf, por exemplo, foi uma das maiores vítimas. Ele continua jurando até hoje que o dinheiro não é dele, mas fortunas como essas não surgem do nada, não são tão fáceis de lavar.

Um grupo muito citado, recentemente, em outro artigo, foi o clube de Bilderberg, que recebeu esse nome devido ao hotel onde fizeram a primeira reunião, o Hotel Bilderberg, em 1.954, na Holanda.

Seus encontros são cheios de mistérios e acontecem, normalmente, na Europa. O Clube tem um escritório em Leiden, noa Países Baixos, apesar de não serem oficialmente constituídos.

No início, o pretexto era conter o processo anti-americano que vinha aumentando na Europa Ocidental, depois de criada a rede informal de representantes de todos os países, a conferência foi presidida pelo então Príncipe da Holanda, logo envolvido em escândalos de corrupção. A partir daí, começaram a ser escolhidos os EXs: ex-Presidente da Alemanha, ex-Presidente da OTAN, economistas e Ex presidentes de bancos.

O mais interessante é que as reuniões não são secretas, a lista de participantes, tudo é público, o que é secreto é só o conteúdo da conferência, os temas discutidos na reunião. Nada pode vazar para a imprensa ou para a população em geral, que não faz parte dos indivíduos convidados.

Segundo as más línguas, o fato dessa aproximação secreta e informal entre os EUA e a Europa, tem o objetivo de controlar o mundo, isso também não é nenhuma novidade.

É interessante como os donos das maiores empresas de comunicação do mundo são convidados, ficando seus jornalistas sem as informações. Isso mostra como caminha a humanidade, ou a elite da humanidade.

Será que há motivo para as pessoas ficarem em pânico? – eu nem conhecia esse clube, mas já suspeitava desde o início.

Veja a listinha da Wikipedia e depois me diga se você está preocupado. OBS A Wikipedia está em apuros financeiros e precisando de sua ajuda.

Participantes do Bilderberg incluem membros de bancos centrais, especialistas em defesa, barões da imprensa de massa, ministros de governo, primeiros-ministros, membros de famílias reais, economistas internacionais e líderes políticos da Europa e da América do Norte. Alguns dos líderes financeiros e estrategistas de política externa do Ocidente participam do Bilderberg. Donald Rumsfeld é um Bilderberger activo, assim como Peter Sutherland, da Irlanda, um ex-comissário da União Européia e presidente do Goldman Sachs e British Petroleum. Rumsfeld e Sutherland compareceram em conjunto em 2000 na câmara da companhia de energia suíço-sueca ABB. O político e professor universitário Jorge Braga Macedo e Francisco Pinto Balsemão são dois exemplos portugueses. O ex-secretário de defesa dos Estados Unidos e atual presidente do Banco Mundial Paul Wolfowitz também é um membro, assim como Roger Boothe Jr. O presidente atual do grupo é Etienne Davignon, empresário e político belga.

George Soros; Henry Kissinger; David Rockefeller e família; George Bush e família; Bill Clinton e Hilary Clinton; Thimoty Geithner; Susan Rice; Gen James L. Jones; Thomas Donilon; Paul Volcker; Admiral D C Blair; Robert Gates; James Steinberg; Richard M Haass; Alan Greenspan; Richard C Holbrooke; e muitos outros.

Nessas horas eu fico feliz de não ser tão importante.

By Jânio.

Leia mais:

http://actualidad.rt.com/economia/global/issue_9504.html

janeiro 17, 2010 Posted by | Arquivo X | , , , , , , , , , , , | 25 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: