Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Teoria da conspiração ou desespero extremista

dezembro 29, 2017 Posted by | Política | , | Deixe um comentário

Turquia retira teoria da evolução de Darwin do currículo escolar

tradução da letra f

Da Agência EFE

Um representante do Ministério de Educação turco, Alpaslan Durmus, anunciou que a partir de 2018 a teoria da evolução não fará mais parte do currículo escolar da Turquia. “Há temas polêmicos nos quais os alunos ainda não dominam o contexto científico para entendê-los”, disse ele durante um discurso público, agora acessível no site do Ministério. A informação é da agência EFE.

“A disciplina Início da vida e evolução foi eliminada”, diz Durmus em parte do discurso. A decisão significa que a teoria da evolução já não será obrigatoriamente ensinada nas escolas turcas e só será tratada depois, no bacharelado, segundo o jornal turco Hürriyet.

Alpaslan Durmus afirmou que os novos conteúdos já têm a autorização do presidente do país, o islamita Recep Tayyip Erdogan. A decisão foi antecipada, em forma de projeto, em fevereiro, quando o vice-primeiro-ministro turco, Numan Kurtulmus, qualificou a teoria de Charles Darwin como “cientificamente antiquada e podre”.

“Nenhuma regra diz que se deve ensinar esta teoria”, disse Kurtulmus, catedrático de Economia na Universidade de Istambul e membro do partido islamita Justiça e Desenvolvimento (AKP), que governa a Turquia desde 2002.

A modificação do plano de estudos provocou protestos da oposição laica, que pediu aos altos cargos do AKP que “percam o medo do macaco”. Acadêmicos das melhores universidades da Turquia também criticaram a iniciativa, lembrando que a Arábia Saudita, conhecida pela sua ultraconservadora interpretação do Islã, era o único país em que a teoria da evolução tinha sido excluída da educação escolar.

Novo ano letivo

Durmus anunciou que o conteúdo dos novos manuais escolares serão apresentados a público uma vez terminado o Ramadã, na terça-feira. E a partir do início do novo ano letivo, em setembro, os novos planos serão implementados como projeto piloto para aperfeiçoamento e finalmente serão universais a partir do ano letivo 2018-2019, precisou.

O AKP já tentou, em 2006, introduzir teorias “criacionistas” no ensino público, mas a oposição conseguiu impedir.

O então ministro de Educação, Hüseyin Çelik, defendeu a necessidade de ensinar a teoria do “design inteligente”, porque “coincide com os livros divinos monoteístas”, enquanto as teorias de Darwin, disse, refletem uma ideologia ateísta.

Agência Brasil

 

junho 23, 2017 Posted by | Internacional | , , , , | Deixe um comentário

Cientistas pretendem provar o multiverso

teoria das cordas

Universos Paralelos

A ideia de que existem muitos universos dentro de um multiverso foi criada no século XIX, mas não pôde ser provada naquela época. Agora, um grupo de cientistas está tentando provar esta teoria com a tecnologia de hoje.

Ainda que alguns pensem que esta teoria seja apenas uma boa desculpa para escrever um conto de ficção científica, a verdade é que os pesquisadores que se dedicam a estudar os mistérios do universo têm base científicas complexas e suficientes para tentar demonstrar a existência de um multiverso. Este é o caso de uma equipe de pesquisadores do Instituto Perimeter de Física Teórica em Waterloo (Canadá), que tem a tarefa de demonstrar esta tese, que vem ganhando força através dos últimos anos.

Este grupo de cientistas afirma que a teoria de múltiplos universos pode ser explicada usando o exemplo do fenômeno que ocorre quando a água ferve em uma panela em fogo baixo: algumas das bolhas que se formam são maiores do que outras, algumas se ligam e outras se separam, enquanto outras se chocam.

Assim, com esta analogia em mãos, os cientistas da teoria do multiverso acreditam que no início dos tempos havia uma grande quantidade de energia armazenada em uma parte do espaço e, “como a água em uma panela”, esta energia começou inevitavelmente a “evaporar-se” (expandir-se) formando “bolhas” (universos) que começaram a colidir entre si e interagir de forma diferente.

A equipe de cientistas, liderada pelo físico Mathew Johnson, tenta estabelecer diferentes cenários de como os universos poderiam colidir, se é que ocorre. Para isso, eles têm desenvolvido um modelo de computador que simula a colisão dos corpos semelhantes a bolhas em pequena escala.

Ainda que o caminho para uma demonstração científica pareça ser longo, esta teoria, se comprovada, poderia explicar uma grande quantidade de fenômenos espaciais que, por enquanto, são inexplicáveis, o que seria um salto gigantesco para a física e para a astronomia. Esta pesquisa é parte da chamada inflação cósmica, um conjunto de ideias teóricas dos físicos que tentam explicar que o universo expandiu-se rapidamente após o suposto Big Bang.

Fonte: RT-TV

Cinco teorias de viagem no tempo possíveis

Palinopsia transforma o cérebro em Matrix

Prisioneiros da quarta dimensão

O obscuro universo do átomo

julho 26, 2014 Posted by | Ciências | , , , , , | 5 Comentários

A teoria do poder

poder do povo

Minorias Organizadas

Durante a nossa longa historia, a humanidade passou por várias fases importantes, quando o assunto é conhecimento.

Não dá para analisar qualquer tema que seja, sem retornar a dezenas, centenas, milhares de anos atrás. Encontrar a origem de tudo, também é impossível, aliás, é impossível encontrar a origem de quase tudo.

A história escrita mostra apenas uma parte dos acontecimentos, nem sempre a arqueologia, antropologia e história se encaixam.

O império romano tem muita culpa nisso tudo, quando, com suas conquistas selvagens, tentava impor o seu padrão de sociedade.

Isso deveria servir de alerta para as sociedades modernas, afinal, a globalização de culturas implica em uma perda maior do que os seus benefícios.

Um dos maiores problemas sociais de nossa civilização, é encontrar um sistema ideal de sociedade, uma forma de controlar o poder, sem desagradar as pessoas.

O poder era visto, na antiguidade, como algo individual, algo que só o líder de uma tribo deveria possuir. Com o tempo essa mentalidade foi sendo modificada, ao mesmo tempo em que os reinos se expandiam.

De certa forma, hoje, alguns países são tão extensos que fica difícil encontrar um sistema ideal de governo.

Em grandes regiões metropolitanas, como São Paulo, Nova York ou Barcelona, apenas para citar alguns exemplos, nenhuma delas é capital de seu país, mas a sua importância é maior que a própria capital, daí os conflitos e idéias separatistas.

Parece difícil entender como cidades que não detém o poder, adquirem tamanho desenvolvimento. A resposta pode estar nas novas distribuições de poderes, em vários níveis, como municipal, estadual e federal.

Em todos os níveis de poderes, há responsabilidades, ou, pelo menos, deveria haver.

Não dá para culpar sempre só o governo federal. Apesar de as leis possuírem em uma hierarquia, a isonomia desses poderes permite que cada autoridade tenha sua parte no poder, nos tributos e na administração de parte da nação.

Durante a evolução da teoria dos poderes, os filosofos, sociólogos e vários outros pensadores, fizeram a sua contribuição para o desenvolvimento de nosso sistema.

Uma das conclusões a que se chegou, é que a expansão territorial, aumento de poder, deveria ser distribuído e redistribuído. Com o passar dos anos, depois de muitas tentativas fracassadas, descobriu-se o que já se sabia na Grécia antiga, o poder deveria representar o povo.

Hoje, os países com mais ONGs, com maior representatividade popular, tendem a crescer mais. Nessa representação, estão descartadas a religião ou formas de representação que possibilitem a manipulação de corações e mentes.

Quanto maior for a manipulação do povo, pior serão as consequências. Os movimentos populares na África e Oriente Médio, devem ser estudados de perto, não por interessados em se manter no poder, mas pelas pessoas que querem evitar que isso aconteça.

Essa semana, eu vi um sociólogo/historiador que eu considerava com muito respeito, debochar da internet: “A internet não derrubou nenhuma ditadura, ela só tem ajudado a Google a ganhar dinheiro, e a dar lucro para as telefônicas.” Não me perguntem o seu nome porque eu não sei, agora, nem quero mais saber.

A Google é um belo exemplo de distribuição de poder, do poder da palavra. Foi uma das primeira organização da internet, ao lado do Linux, a reconhecer a necessidade de compartilhamento de informações e produto, de maneira gratuíta. A Google provou que isso pode dar certo.

Inteligentemente, a Google deu poder aos blogs => blogueiros => povo, com isso cresceu muito, a ponto de impor algumas regras. Surgiram depois da Google, outros organizações muito populares, como a Facebook, Wikipedia, Twitter e o próprio Wikileaks, todas com grande capacidade de informar e influenciar.

Se a internet não tivesse nada a ver com a queda de ditadores, não teria sido desligada. De qual outra maneira seria possível organizar, planejar um movimento, de maneira tão perfeita.

O sociólogo/historiador citou a greve geral, como uma das formas mais tradicionais de movimento, em contradição com a internet. O problema aqui, meu caríssimo pensador, é que a democracia, também, é uma das formas mais tradicionais de sistemas sociais.

No caso da internet, meu nobre colega, ela é apenas o meio de comunicação mais importante, além de ser um tipo de comunicação bilateral, conceito que Vossa Senhoria nunca irá entender profundamente.

By Jânio

março 7, 2011 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

O clube de Bilderberg

organização secreta

Teoria da Conspiração

Você já ouviu falar em teoria de conspiração? – certamente que sim.

Apesar de parecer coisa de lunático, não é difícil imaginar que grupos de pessoas mais ricas, a elite da sociedade, esteja constantemente conspirando, procurando maneiras de manipulação de mídias, sistemas políticos e interesses econômicos.

Nós vemos isso o tempo todo, em menor escala: em diretoria de instituições, administração de empresas, gestão pública, etc. De um jeito ou de outro, as lideranças estão sempre em atividade. Até aí tudo bem.

O problema maior surge quando alguns grupos iniciam articulações, reunindo essas lideranças, apresentando a eles suas propostas e motivos pelos quais desejam que algum movimento seja iniciado. Isso pode surgir para o bem ou para o mal, o que há em comum, nesse processo, é o interesse de grupos econômicos. Em alguns casos, até a guerra pode se tornar um bom negócio para essas pessoas.

Suas reuniões são sempre secretas, pelo menos o conteúdo, seus membros não são registrados, os assuntos não são divulgados.

Suas reuniões são sempre motivos de polêmicas, já que a sociedade não tem conhecimento de suas decisões. O que se sabe é que há interesse da própria elite, já que uma conferência, para fins sociais, teria a participação da sociedade e seria pública.

Recentemente, por exemplo, um grupo de empresários ricos criou um Banco em cima de uma plataforma, em pleno mar, fora dos direitos  de costa marítima dos países.

Até hoje não descobri se era sério, ou se era boato, o que eu sei é que essa história começou depois do ataque de 11 de setembro, quando os EUA iniciaram uma devassa nos paraísos fiscais, em busca de fundos suspeitos para terroristas; não é a toa que Bush se tornou o homem mais odiado do mundo, lembram do bloqueio da poupança?

O mundo capitalista é assim, tudo sob o mais rígido controle, exceto se algo ameaça esse equilíbrio, nesse caso esses grupos tem de agir rápido. Há suspeitas. por exemplo, de que o ataque de 11 de setembro tenha sido uma conspiração do serviço secreto, às vésperas de um crash total.

Paulo Maluf, por exemplo, foi uma das maiores vítimas. Ele continua jurando até hoje que o dinheiro não é dele, mas fortunas como essas não surgem do nada, não são tão fáceis de lavar.

Um grupo muito citado, recentemente, em outro artigo, foi o clube de Bilderberg, que recebeu esse nome devido ao hotel onde fizeram a primeira reunião, o Hotel Bilderberg, em 1.954, na Holanda.

Seus encontros são cheios de mistérios e acontecem, normalmente, na Europa. O Clube tem um escritório em Leiden, noa Países Baixos, apesar de não serem oficialmente constituídos.

No início, o pretexto era conter o processo anti-americano que vinha aumentando na Europa Ocidental, depois de criada a rede informal de representantes de todos os países, a conferência foi presidida pelo então Príncipe da Holanda, logo envolvido em escândalos de corrupção. A partir daí, começaram a ser escolhidos os EXs: ex-Presidente da Alemanha, ex-Presidente da OTAN, economistas e Ex presidentes de bancos.

O mais interessante é que as reuniões não são secretas, a lista de participantes, tudo é público, o que é secreto é só o conteúdo da conferência, os temas discutidos na reunião. Nada pode vazar para a imprensa ou para a população em geral, que não faz parte dos indivíduos convidados.

Segundo as más línguas, o fato dessa aproximação secreta e informal entre os EUA e a Europa, tem o objetivo de controlar o mundo, isso também não é nenhuma novidade.

É interessante como os donos das maiores empresas de comunicação do mundo são convidados, ficando seus jornalistas sem as informações. Isso mostra como caminha a humanidade, ou a elite da humanidade.

Será que há motivo para as pessoas ficarem em pânico? – eu nem conhecia esse clube, mas já suspeitava desde o início.

Veja a listinha da Wikipedia e depois me diga se você está preocupado. OBS A Wikipedia está em apuros financeiros e precisando de sua ajuda.

Participantes do Bilderberg incluem membros de bancos centrais, especialistas em defesa, barões da imprensa de massa, ministros de governo, primeiros-ministros, membros de famílias reais, economistas internacionais e líderes políticos da Europa e da América do Norte. Alguns dos líderes financeiros e estrategistas de política externa do Ocidente participam do Bilderberg. Donald Rumsfeld é um Bilderberger activo, assim como Peter Sutherland, da Irlanda, um ex-comissário da União Européia e presidente do Goldman Sachs e British Petroleum. Rumsfeld e Sutherland compareceram em conjunto em 2000 na câmara da companhia de energia suíço-sueca ABB. O político e professor universitário Jorge Braga Macedo e Francisco Pinto Balsemão são dois exemplos portugueses. O ex-secretário de defesa dos Estados Unidos e atual presidente do Banco Mundial Paul Wolfowitz também é um membro, assim como Roger Boothe Jr. O presidente atual do grupo é Etienne Davignon, empresário e político belga.

George Soros; Henry Kissinger; David Rockefeller e família; George Bush e família; Bill Clinton e Hilary Clinton; Thimoty Geithner; Susan Rice; Gen James L. Jones; Thomas Donilon; Paul Volcker; Admiral D C Blair; Robert Gates; James Steinberg; Richard M Haass; Alan Greenspan; Richard C Holbrooke; e muitos outros.

Nessas horas eu fico feliz de não ser tão importante.

By Jânio.

Leia mais:

http://actualidad.rt.com/economia/global/issue_9504.html

janeiro 17, 2010 Posted by | Arquivo X | , , , , , , , , , , , | 25 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: