Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

PROMOTORA chama o juiz e Curitiba de CRIMINOSO.

dezembro 13, 2017 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

Murderous hate crime ‘akin to a suicide bombing’

maio 26, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

European police reportedly bribe press to bury asylum seeker crime stats

Publicado em 5 de mai de 2017

Reports have emerged claiming that Dutch police are bribing journalists to ignore crime statistics relating to asylum seekers. However, this isn’t the first time this happened in Europe as RT’s Peter Oliver explains.

RT LIVE http://rt.com/on-air

Subscribe to RT! http://www.youtube.com/subscription_c…

Like us on Facebook http://www.facebook.com/RTnews
Follow us on Twitter http://twitter.com/RT_com
Follow us on Instagram http://instagram.com/rt
Follow us on Google+ http://plus.google.com/+RT
Listen to us on Soundcloud: https://soundcloud.com/rttv

RT (Russia Today) is a global news network broadcasting from Moscow and Washington studios. RT is the first news channel to break the 1 billion YouTube views benchmark.

maio 5, 2017 Posted by | english | , , , | Deixe um comentário

Cinema 2.016 – Live by night

Cinema de Crime

Filme de Mafioso

Live by Night is an upcoming American crime film written, directed and co-produced by Ben Affleck, based on the 2012 novel of the same name by Dennis Lehane. The film stars Affleck, Elle Fanning, Brendan Gleeson, Chris Messina, Sienna Miller, Zoe Saldana and Chris Cooper and follows a Ybor Citybootlegger who becomes a notorious gangster.[3]

The film is scheduled for a limited release on December 25, 2016, by Warner Bros. Picturesbefore a wide releaseon January 13, 2017.

Live by Night (em português:  A Lei da Noite) é um  filme americano de crime estrelado, escrito, dirigido e co-produzido por Ben Affleck, baseado no romance de mesmo nome de 2012 de Dennis Lehane. É estrelado por Ben Affleck, Chris MessinaSienna MillerBrendan GleesonZoe SaldanaChris Cooper e Elle Fanning, com a data de estréia prevista em 13 de janeiro de 2017[1]

Plot

Set in the 1920s and 1930s, the story follows Joe Coughlin, the prodigal son of a Boston police captain. After moving to Ybor City, Tampa, Florida, he becomes a bootlegger and a rum-runner and, later, a notorious gangster.

Enredo

Ambientado nas décadas de 1920 e 1930,  conta a história de Joe Coughlin, o filho pródigo deum capitão de polícia de Boston. Depois de se mudar para Ybor CityTampa, Flórida, ele se torna um contrabandista  de bebidas alcoólicas e, mais tarde, um notório gângster.

Cast

Production

Development

Warner Bros. acquired the rights to Dennis Lehane‘s Live by Night in April 2012 with the intention of developing the project as a starring vehicle for Leonardo DiCaprio through his Appian Way Productions.[4]In October 2012, it was announced that Ben Affleck would direct, write and star in the project; he and Jennifer Todd would produce through their Pearl Street Films, along with Appian Way’s DiCaprio and Jennifer Davisson Killoran.[5][6] In May 2014, Lehane said he had “seen Affleck’s script, a very good script, but it’s up to what Ben’s schedule allows.”

Produção

Desenvolvimento

A Warner Bros. adquiriu os direitos de Dennis Lehane em abril de 2012 com a intenção de desenvolver o projeto com Leonardo DiCaprio , através da Appian Way Productions[2]. Em outubro de 2012, foi anunciado que Ben Affleck iria dirigir, escrever e estrelar o projeto; ele e Jennifer Todd iriam produzir através de sua produtora Pearl Street Filmes, juntamente com a produtora do DiCaprio e Jennifer Davisson Killoran[3]. Em Maio de 2014, Lehane disse que tinha visto e adorado o roteiro de Affleck, mas iria iniciar as gravações quando Affleck estivesse de agenda livre. “Ele está interpretando Batman agora, então vamos ver o que acontece.”[4]

Pre-production

In the summer of 2013, Affleck and film crew members visited Tampa, Florida[7][8] and Lawrence, Massachusetts to scout locations.[9][10] In August 2013, it was reported that production would be pushed back from the fall of 2013 to the fall of 2014, due to Affleck’s acting commitments in Gone Girl (2014) and Batman v Superman: Dawn of Justice (2016).[11][12] He visited various locations in Brunswick, Georgia in the summer of 2014.[13] Affleck stated in a September 2014 interview that the film had been green-lit: “It’s supposed to start shooting in July [2015] and I’ll start prepping in March. We got a budget, we got locations.”[14][15] On September 4, 2014, Sienna Miller, Zoe Saldana and Elle Fanning joined the cast of the film.[16] Affleck visited Brunswick, Georgia again in February 2015.[17]

On July 9, 2015, Warner Brothers’ decision to green-light the film was officially announced.[18] Miller, Saldana and Fanning were all still attached to the project.[18] From August to December 2015, other cast members were gradually revealed, including Chris Messina,[19]Chris Cooper,[20]Miguel,[21]Max Casella,[22]Scott Eastwood,[23]Brendan Gleeson,[24]Anthony Michael Hall[25] and Titus Welliver.[26]

Pré-produção

No verão de 2013, o filme de Affleck e membros da produção visitaram Tampa, Florida[5]Lawrence, Massachusetts. Em agosto de 2013, foi relatado que a produção seria adiada de outono de 2013 para o outono de 2014, devido à Affleck ter  compromissos com a Gone Girl (2014) e Batman vs Superman: A Origem de Justiça. Ele visitou vários locais em Brunswick, Geórgia no verão de 2014. Affleck, declarou em um de setembro de 2014[6], em uma entrevista que o filme tinha recebido “luz verde”: “Era para começar a filmar em julho de 2015 e eu vou começar a preparar em Março. Temos um orçamento e temos locais.” Em 4 de setembro de 2014, Sienna MillerZoe Saldana e Elle Fanning se juntou ao elenco do filme. Affleck visitou Brunswick, Geórgia, novamente, em fevereiro de 2015[7]

Em 9 de julho de 2015, a Warner Brothers deu “luz verde” e o filme foi anunciado oficialmente. Miller, Saldana e Abanando estavam todos envolvidos ao projeto. a Partir de agosto a dezembro de 2015, outros membros do elenco foram gradualmente revelados, incluindo Chris Messina, Chris CooperMiguelMax CasellaScott EastwoodBrendan GleesonAnthony Michael HallTitus Welliver.[8]

Filming

Principal photography began on October 28, 2015 in coastal Georgia.[27] Exterior scenes were filmed in Brunswick, at Affleck’s private property on Hampton Island near Riceboro,[28] on Tybee Island,[29] in Savannah and at Fort Pulaski National Monument.[30][31]Tampa’s film commissioner said tax rebates in Georgia and Affleck’s home on Hampton Island, a 45 minute drive from Brunswick, had led the filmmakers to choose the state instead of Florida.[32] Filming took place in Lawrence, North Andover, and Boston‘s North End.[33][34][35]From December 2015 to February 2016, filming took place in Los Angeles, California.[36] Scenes were shot at the Millennium Biltmore Hotel,[36] in Pasadena,[37] and in Wilmington.[38]

Cinematographer Robert Richardson used both the Arri Alexa 65 and vintage 65 lenses from Panavision.[39][40]

Lançamento

Em novembro de 2013, a Warner Bros. anunciou seu lançamento para o Natal de 2015. Em Maio de 2014, a data de lançamento foi movida para o dia 17 de outubro de 2016 e em agosto de 2015, foi adiado novamente para 2017. Em Março de 2016, a Warner Bros. confirmou que o filme seria lançado em 20 de outubro de 2017. Em junho de 2016, no entanto, a data de lançamento foi alterada para 13 de janeiro de 2017.[1]

Post-production

William Goldenberg signed on as the film’s editor; he previously worked with Affleck on Gone Baby Gone and Argo.[41][42]Harry Gregson-Williams composed the score; he previously worked with Affleck on Gone Baby Gone and The Town.[43] In March 2016, Affleck remarked: “Editing is a strange process. It’s a lot of ups and downs, but overall, the movie has amazing performances. I just got so lucky with the cast. They’re incredible … The hardest part about the process now is trying to find stuff to cut out because I don’t want the movie to be too long.”[44]

Release

In November 2013, Warner Bros. gave the film a Christmas 2015 release date. In May 2014, the release date was moved to October 17, 2016 and, in August 2015, it was pushed to an unknown release date in 2017.[45] In March 2016, Warner Bros. confirmed that the film would be released on October 20, 2017.[46][47] In June 2016, however, the release date was changed to January 13, 2017.[3] In October 2016, the film was pushed up to a limited release on December 25, 2016, before opening wide on January 13.[48]

Ficha técnica

Directed by Ben Affleck
Produced by
Screenplay by Ben Affleck
Based on Live by Night
by Dennis Lehane
Starring
Music by Harry Gregson-Williams
Cinematography Robert Richardson
Edited by William Goldenberg
Production
companies
Distributed by Warner Bros. Pictures
Release dates
  • December 25, 2016(United States)
Running time
129 minutes[1]
Country United States
Language English
Budget $65 million[2]

Wikipedia

trailer legendado

trailer em inglês

Cinema 2.016

A lei da noite

Ouro e cobiça

Divergente: convergente

O silêncio

Tinha que ser ele?

Presságios de um crime

Rogue one – Uma história de Guerra nas estrelas

Sequestro

As regras não se aplicam

Animais noturnos

Arrival – A chegada

Pastoral americana

O contador

A garota do trem

Gênios do crime

Os sete magníficos

O bebê de Bridget Jones

Sully – O herói do Rio Hudson

Morgan: A evolução

Assassino a preço fixo

O homem nas trevas

O espaço entre nós

As caça-fantasmas

O esquadrão suicida

Bad moms

O jogo do dinheiro

Alice através do espelho

Popstar – Nunca desista de nunca desistir

O bom gigante amigo

Conexão Escobar

O jogo do dinheiro

Mente criminosa

Demolição

Uma noite com a família blacks

A escolha perfeita

O cavaleiro de copas

Voando alto

Deadpool

Horas decisivas

Tirando o atraso

Capitão América – Guerra civil

O regresso

Master mind – Gênios do crime

Salve cesar!

Ben-Hur

A quinta onda

X-men – Apocalipse

La La land

Cinquenta tons de negro

Doutor estranho

Jason Bourne

A lenda de Tarzan

Snowden

Passageiros

Um espião e meio

Como ser solteira

Deuses do Egito

Estrelas ocultas

Gold

Cinema 2.015

dezembro 14, 2016 Posted by | Cinema | , , , , , | 1 Comentário

Cinema 2.016 – Pastoral americana

Apenas uma história de judeu

Justificando os Meios

American Pastoral is a 2016 American crimedrama film directed byEwan McGregor, making his directorial debut, and written by John Romano, based on the 1997 novel of the same name byPhilip Roth. The film stars McGregor, Dakota Fanning, Jennifer Connelly, Rupert Evansand Valorie Curry.

American Pastoral é um filme americano de 2.016 do gênero crime e  drama, dirigido por Ewan McGregor , em sua estréia na direção, e escrito por John Romano, baseado no romance de mesmo nome, escrito em 1997  por Philip Roth . O filme é estrelado por McGregor, Dakota FanningJennifer ConnellyRupert Evans e Valorie Curry .

Principal photography began on September 21, 2015 in Pittsburg hand it premiered on September 9, 2016 at the 2016 Toronto International Film Festival.[2] The film is set to be released in the United States on October 21, 2016.

A fotografia principal começou em 21 de setembro de 2015 em Pittsburgh e o filme estreou em 09 de setembro de 2016 no Toronto International Film Festival 2016 . [2] O filme está previsto para ser lançado nos Estados Unidos em 21 de Outubro de 2016.

Sinopse: Um empresário americano  tem uma filha problemática que a leva a  cometer atos terroristas, comportamento que não é bem assimilado pela família de sucesso e que passa a abalar toda a estrutura psicológica da família.

Cast

  • Ewan McGregor as Seymour “Swede” Levov, a former high school star athlete and a successful Jewish American businessman.[3] His character is based on college athlete Seymour “Swede” Masin.
  • Jennifer Connelly as Dawn Dwyer Levov, a former beauty queen and wife of Seymour.[4]
  • Dakota Fanning as Merry Levov, daughter of Seymour and Dawn, who commits an act of political terrorism at the age of 16.[5]
  • Rupert Evans as Jerry Levov, Seymour’s younger brother.[6]
  • Luke Whoriskey as Jacob Levov, Jerry’s son and Seymour’s nephew
  • Valorie Curry as Rita Cohen, a mysterious woman who hires Merry to commit terrorism against the government, including a post office bomb-blast.[7]
  • David Strathairn as Nathan Zuckerman, a former classmate of Seymour’s brother, Jerry.[8]
  • Uzo Aduba as Vicky[8]
  • Peter Riegert as Lou Levov, father of Seymour and a successful Jewish American businessman and glove manufacturer.[8]
  • Molly Parker as Dr. Sheila Smith[9]
  • Ocean James as 8 year old Mary Levov

Elenco

  • Ewan McGregor como Seymour “Sueco” Levov, ex-estrela de atletismo do colegial e um empresário judeu americano bem sucedido. [3] Seu personagem é baseado no atleta universitário Seymour “Swede” Masin .
  • Jennifer Connelly como Dawn Dwyer Levov, ex-rainha da beleza e esposa de Seymour. [4]
  • Dakota Fanning como Merry Levov, filha de Seymour e Dawn, que comete um ato de terrorismo político com a idade de 16. [5]
  • Rupert Evans como Jerry Levov, irmão mais novo de Seymour. [6]
  • Luke Whoriskey como Jacob Levov, o filho de Jerry e sobrinho de Seymour
  • Valorie Curry como Rita Cohen, uma misteriosa mulher que convoca Merry para cometer terrorismo contra o governo, incluindo uma bomba na estação de correios. [7]
  • David Strathairn como Nathan Zuckerman , um ex-colega de escola do irmão de Seymour, Jerry. [8]
  • Uzo Aduba como Vicky [8]
  • Peter Riegert como Lou Levov, pai de Seymour e um homem de negócios  de sucesso. [8]
  • Molly Parker como Dr. Sheila Smith [9]
  • Ocean James como Mary (Merry) Levov aos 8 anos de idade
Dirigido por Ewan McGregor
Produzido por
roteiro de John Romano
Baseado em American Pastoral
por Philip Roth
estrelando
Música por Alexandre Desplat
Cinematografia Martin Ruhe
Editado por Melissa Kent
Produção
companhia
Distribuído por Lionsgate
Datas de lançamento
  • 09 de setembro de 2016( TIFF )
  • 21 de outubro de 2016(Estados Unidos)
Tempo de execução
108 minutos [1]
País Estados Unidos
Língua Inglês

Wikipedia

trailer em inglês

trailer em italiano

trailer legendado

Cinema 2.016

Jack Reacher – Sem retorno

A lei da noite

Ouro e cobiça

Divergente: convergente

O silêncio

Tinha que ser ele?

Presságios de um crime

Rogue one – Uma história de Guerra nas estrelas

Sequestro

As regras não se aplicam

Animais noturnos

Arrival – A chegada

Pastoral americana

O contador

A garota do trem

Gênios do crime

Os sete magníficos

O bebê de Bridget Jones

Sully – O herói do Rio Hudson

Morgan: A evolução

Assassino a preço fixo

O homem nas trevas

O espaço entre nós

As caça-fantasmas

O esquadrão suicida

Bad moms

O jogo do dinheiro

Alice através do espelho

Popstar – Nunca desista de nunca desistir

O bom gigante amigo

Conexão Escobar

O jogo do dinheiro

Mente criminosa

Demolição

Uma noite com a família blacks

A escolha perfeita

O cavaleiro de copas

Voando alto

Deadpool

Horas decisivas

Tirando o atraso

Capitão América – Guerra civil

O regresso

Master mind – Gênios do crime

Salve cesar!

Ben-Hur

A quinta onda

X-men – Apocalipse

Estrelas ocultas

La La land

Cinquenta tons de negro

Doutor estranho

Jason Bourne

A lenda de Tarzan

Snowden

Passageiros

Um espião e meio

Como ser solteira

Deuses do Egito

 Cinema 2.015

 

setembro 22, 2016 Posted by | Cinema | , , , , , , , | 1 Comentário

Cinema 2.014 – Life of crime

cinema 2.014

Vida de Crime

Vida de crime é um filme americano de comédia, 2014, baseado no romance The Switch do escritor Elmore Leonard. Foi dirigido por Daniel Schechter e foi o filme de encerramento da noite no Toronto International Film Festival de 2.013. Foi o filme de abertura do Festival de Cinema de Abu Dhabi, e também será exibido no Traverse City Film Festival.

Sinopse:

A história gira em torno de um casal rico e dois bandidos ambiciosos em Motow, Detroit, no final da década de setenta. Frank e sua esposa Margareth formam um casal que já está junto há 15 anos, mas os problemas começam a aparecer. Frank bebe demais e é verbalmente abusivo, nem sempre é como deveria ser. Mickey é um doce, não briga, é uma esposa fiel e passa o tempo cuidando de seu filho de 13 anos de idade. Ela é uma mãe de tênis.

Ordell Robbie (OR), dá de presente para seu velho amigo Louis Gara (LG) uma viagem para Detroit, quando ele é libertado da prisão, para mostrar-lhe o que há de novo. Um local abandonado é reformado com a sua ajuda. OR fornece grande parte dos materiais e equipamentos de construção, roubados de outros depósitos.

Seu objetivo é vigiar um homem que está fazendo viagens mensais para Bahamas para movimentar uma pequena fortuna de seus inquilinos que pagam em dinheiro, fora do alcance das autoridades fiscais.

OR e LG sabem que chantagear o magnata não será suficiente para forçá-lo a dar o dinheiro para eles, então, eles decidem sequestrar sua esposa. Será que vai funcionar? Como ela vai reagir? Será que Frank Pagará? Para executar o crime, um terceiro membro da quadrilha, um americano neo-nazista.

Elmore Leonard é um dos escritores com mais livros adaptados para o cinema, sendo elogiado por escritores como Stephen King e é influenciado por Hemingway. Seu estilo genial lembra Tarantino que, inclusive, já filmou um de seus livros, misturando apelação barata e estúpida com momentos inteligentes, brilhantes.

Produção:

A fotografia principal durou 26 dias. A maior parte do filme foi rodado em Greenwich, Connecticut.

Dennis Quaid foi originalmente escalado como Frank Dawson, o marido de Mickey.

O filme estava previamente em desenvolvimento na 20th Century Fox, em 1986, com Diane Keaton, mas o projeto foi arquivado depois de ter sido considerado muito similar ao Ruthless People.

Três vezes indicado para o prêmio Academy Awards, Tod A. Maitland é o responsável pela mixagem do som.

Recepção:

Life of Crime tem recebido críticas positivas de grande parte dos críticos. O Rotten Tomatoes deu ao filme uma pontuação de 78% com base nos comentários dos 9 críticos, com uma classificação média de 7,1/10.

Metacritic, que atribui uma pontuação média ponderada de 1 a 100 para comentários de críticos convencionais, deu ao filme uma pontuação de 70 com base em 4 críticos.

Fonte: Wikipedia

 O Príncipe

 Life after Beth

 Into the storm

 All is by my side

 Drácula Untold

Into the Woods

Young Ones

Into the Woods

O Hobbit III – A batalha dos cinco exércitos

O Hobbit III – A batalha dos cinco exércitos
 Tomorrowland
Exodus – Gods and kings
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

agosto 8, 2014 Posted by | Cinema | , , , , , , | 11 Comentários

Família de PMs é assassinada

crise de poder

Escândalo na PM

“O deputado estadual major Olímpio Gomes (PDT-SP) confirmou nesta quarta-feira, 14, ter encaminhado na segunda, 12, à Corregedoria da Polícia Militar informações recebidas de diversos policiais de que a cabo Andreia Regina Bovo Pesseghini comunicou ao comando 18º Batalhão que recebeu convite de colegas PMs para participar de um roubo a caixas eletrônicos.

Ele teria sido procurado no último fim de semana pelos policiais, de diversas patentes, entre eles colegas de trabalho do marido da cabo, o sargento das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) Luís Marcelo Pesseghini. Segundo o major da reserva, o caso foi levado ao comando do 18º Batalhão, onde Andreia trabalhava, mas não teria sido formalizado. “Se houve o erro de não haver o registro oficial (da denúncia), não quer dizer que o fato não existiu”, afirmou.

Andreia, seu marido (sargento da Rota), seu filho, sua mãe e uma tia foram encontrados mortos em casa na última segunda-feira, 5. A versão das polícias Civil e Militar é de que o filho do casal de PMs, Marcelo Eduardo Pesseghini, de 13 anos, teria matado a família e cometido suicídio.”

Comentário:

Casos policiais no Brasil acabam sempre em novela, e a nova novela é sobre a chacina de PMs, cujo culpado supostamente seria uma criança de treze anos.

Esta história está dando o que falar: primeiro porque o policial deu uma declaração e, em seguida, retirou, mostrando que a cúpula da PM está com um grande problema nas mãos. A chacina em si já é um escândalo, mas a possibilidade de as vítimas estarem envolvidas em denúncia ao crime organizado dentro da própria corporação, complica ainda mais a situação.

Especialistas estranharam a rapidez com que o menino morto foi acusado do assassinato. Primeiro, eu devo dizer que essa história de criança atirando e cometendo suicídio não é nova, segundo, a história montada em torno do garoto é perfeita, com direito a vídeos, testemunhas, etc.

O culpado foi declarado antes da investigação, mas ficou difícil explicar como o menino poderia fazer tudo isso sozinho. Se alguém poderia tê-lo induzido a achar que poderia executar toda a família.

Se a família estava dopada, quem teria feito isso? Por que o menino iria se matar? Será que ele estava drogado? Se ele não estava, quem o estaria ajudando a premeditar o crime?

Agora, toda a polícia de São Paulo ficará tentando desvendar um crime que está à beira de um problema muito maior, crime organizado. No caso do crime organizado, não há nenhuma surpresa, já nem é novidade.

A PPP é perfeita por ter o poder em suas mãos, entretanto, esse poder vai elitizando e acaba por atingir o seu próprio corpo. Qualquer pessoa que diga saber de algo, corre o risco de virar arquivo.

Como a família inteira morreu, o recado foi dado: “Essa história acabou!”

Entretanto, como não há explicação, ficam perguntas no ar, e essas perguntas perturbam uma sociedade que já não acredita nesses poderosos há muito tempo.

Fonte: Estadão

Crimes polêmicos que deram muito o que falar

Caso Isabela Nardoni distorce realidade da justiça

Crime quase perfeito

Casos de polícia Brasil

Decadência da família brasileira

A morte da princesa

agosto 16, 2013 Posted by | Policia | , , , , , | 4 Comentários

Policiais do tráfico são presos em São Paulo

policiais do tráfico

Supervisor do Denarc

CAMPINAS – Os policiais do Denarc e da Polícia Civil de Campinas presos na manhã desta segunda-feira, 15, por suposto envolvimento com o tráfico de drogas, foram flagrados pelas investigações do Ministério Público quando começaram a sequestrar e extorquir traficantes, no início deste ano, por causa de atrasos nos pagamentos de propina.

Entre os acusados, estava um dono de uma lanchonete na avenida Norte-Sul, espécie de Avenida Paulista de Campinas, que morava em um condomínio de luxo. Ele seria o tesoureiro do grupo e conseguiu fugir.

Um dos delegados detidos é o supervisor da unidade de investigações do Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), Clemente Castilhone Junior.

Comentário: Olha só o resumo da história:

Policiais que sabem que as leis são inúteis no Brasil e que a justiça por aqui é apenas ficção, envolveram-se com o tráfico de drogas, afinal, a polícia faz parte da PPP e, portanto, tem muito poder, inclusive para vender (o poder) para o crime organizado.

Os traficantes pagavam até 300 mil ao ano para os policiais que participavam do esquema, entretanto, o atraso nos pagamentos levou os policiais a uma reação inesperada, sequestrar os parentes dos traficantes. Como resposta, os traficantes ordenaram ataques à polícia.

O que ninguém sabia é que uma investigação em andamento levaria a prisão desses políciais, inclusive de um supervisor do Denarc.

Isso me lembra do assassinato de juízes no Rio e no resto do Brasil. Especificamente falando sobre aquela jovem juíza que desafiou o crime no Rio, sendo morta por policiais criminosos.

É por isso que esse escândalo no Denarc não me surpreende… mas assusta.

Comentário: By Jânio

Fonte: Estadão

http://icommercepage.blogspot.com.br/2012/06/jornalismo-da-morte.html

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

julho 16, 2013 Posted by | Policia | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pare de assistir TV

Falta Educação

Falta Educação

Não, o problema da educação em família não é novo, essa decadência tem exatamente a idade de sua principal causa, a TV.

A solução poderia ser a internet, mas a censura apareceu e, mesmo com tantas campanhas e manifestações públicas, prevaleceu.

No começo eu até pensei que fosse exagero, afinal, o que eles estavam querendo não me afetava diretamente, entretanto, a quantidade de informações disponíveis na Web, foram suficientes até para que um leigo como eu se inteirasse dos problemas que essa censura acarretava.

Apesar da internet não concentrar tanta audiência, como a TV, é o veículo de comunicação mais utilizado no mundo. A internet é pessoal, e vem daí a sua importância, na medida em que apresenta diferentes pontos de vista.

Enquanto a TV manipula e forma idiotas, a internet apresenta conteúdos e informações relevantes para sociedade. O único risco que me preocupa, é a informação pronta, maquiada e repetida, que alguns blogueiros fazem questão de publicar, sem acrescentar a sua devida opinião.

Recentemente, a própria TV produziu um programa sobre a suposta e inevitável elitização da internet. Segundo eles, esse seria um processo inevitável.

Eu devo adiantar que assim como nem todas as TVs são iguais, nem todos os sites são iguais também.

A história da TV brasileira é nojenta, criminosa, então, acredito que as redes de TVs estrangeiras também sejam. Podemos notar a tendência de direita nas principais redes de TVs mundiais, mas não são todas iguais.

As TVs de países desenvolvidos, onde há uma combinação entre distribuição de renda e IDH, são competentes. Infelizmente, isso não é muito comum, não.

Também há TVs estatais, que refletem a postura da organização política de um determinado país.

… mas as melhores TVs são as TVs mantidas por ONGs, de preferência sem a participação do Estado e, muito menos, de multinacionais e banqueiros. De fato, essas TVs não formam idiotas.

É possível notar a postura, correta ou incorreta, de uma TV ou ONG, quando essas veiculam opiniões, pontos de vistas, críticas, e participam de movimentos sociais ou antecipam crises políticas, sociais, etc., além de participarem ativamente de eventos importantes, mesmo sendo contrários ao governo e aos poderosos.

A partir de agora, se alguém reclamar de algum ato político, serviço de instituição pública, justiça, etc., a minha resposta sempre será a mesma: “Você precisa parar de assistir TV”.

Depois de assistir ao documentário “Muito além do Cidadão Kane”, depois de acompanhar ao escândalo do Panamericano, do Grupo Sílvio Santos, eu não tenho dúvidas que assistir a essas TVs, significa acomodação e quase cumplicidade com o crime organizado.

A TV é a principal ferramenta de manipulação político-social, salvo exceção, e é através dela que a máfia da corrupção está se mantendo no poder.

Uma pessoa pode assistir a um filme, documentário ou outro programa, desde que tenha opinião própria, desde que não fique o tempo todo na frente da TV. Além disso, as pessoas devem boicotar as TVs de pessoas corruptas que roubam dinheiro público, ou que estejam envolvidas com a máfia da CBF, Grupo Sílvio Santos e outros.

Não é difícil identificar a reputação de um veículo de comunicação, basta analisar a sua percepção para fatos, crimes e líderes políticos, além dos crimes cometidos por empresas ligadas ao governo.

Eu tenho uma certa simpatia pela RT-TV, uma de minhas principais fontes de informação, e pela BBC, mas isso não significa que eu não tenha senso crítico em relação a elas.

Agora estão querendo aproveitar a concentração de audiência de grandes portais para censurar e controlar as pessoas, e eu quero ver no que isso vai dar.

O Irã já pensa em criar a sua própria rede, isolada do resto do mundo. Eu tenho notado que a China também possui portais voltado apenas para a sua gigantesca população, apesar de ainda não ter se fechado totalmente para o mundo, já que isso iria contra suas estratégias comerciais.

Um possível embargo contra o Irã, poderia ser catastrófico, já que a Europa depende desse petróleo. Acontece que essa crise mundial não é gratuita e está relacionada justamente com busca pela liberdade de decisão do estado – Argentina, monetária – China, religião própria – Irã, democracia e verdade – todo o resto do mundo.

A arma da elite são os veículos de comunicação de massa, enquanto o povo só tem a internet.

Se tirarem a internet do povo, o povo ficará desarmado, mas não é isso o que interessa para eles. Isso será feito aos poucos, medindo o grau de insatisfação das pessoas, o que sempre funcionou durante milhares de anos.

Resta saber se eles terão a capacidade de nos controlar, manipular essa panela de pressão em que se transformou a sociedade, e ocultar a verdade e seus reais interesses, coisas que só poderão ser feitas com a ajuda da TV e da censura na internet.

By Jânio

Corporativismo midiático

Vendedoras de Sonhos e pesadelos

As moscas do panamericano

janeiro 3, 2013 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , | 4 Comentários

Menino atira em professora e se mata

brincadeira criminosa

Tragédia Social

Como eu disse outro dia, e torno a dizer: “No dia em que pararmos de procurar o assassino e passarmos procurar os culpados, punindo-os, evidentemente, a criminalidade diminuirá”.

O pior crime da última semana ocorreu em virtude da pura ingenuidade social.

O filho de um guarda civil de São Caetano do Sul teria levado uma arma para a escola, segundo depoimentos informais, para assustar a professora. O problema é que ele atingiu a professora e, com medo das consequências, atirou na própria cabeça.

A arma estava carregada e, se ele não sabia disso quando atirou na professora, quando atirou contra si ele sabia muito bem o que estava fazendo, pelo menos na cabecinha de um menino de dez anos.

Esse é um caso que deve ser analisado sob várias perspectivas, não para procurar um assassino, mas para identificar os culpados.

Pelo fato do caso ter repercussão nacional, é o momento de se utilizar esse caso para emitir um alerta para toda a sociedade.

Acontece que esse menino de dez anos não se comportou como uma criança, ao atirar contra si, pelo menos na minha opinião. Talvez sua babá eletrônica lhe tenha ensinado.

As investigações até o momento, apontam para o fato de o menino apresentar um comportamento exemplar. Se o seu comportamento não fosse exemplar, isso não mudaria nada, ele era apenas uma criança.

O pai dele, o guarda civil, disse não se sentir culpado. Ele disse considerar esse caso uma tragédia, um acidente.

Talvez se o menino tivesse atirado no presidente, na rainha da Inglaterra ou no Papa, ele se sentisse mais culpado. O menino se sentiu culpado, mesmo sendo ele o único inocente dessa história.

Eu fiquei impressionado com a maneira como todos tiraram o corpo fora, deixando essa tragédia sem culpados.

Essa falta de controle sobre as armas é um problema sério. Se o menino de fato pretendia só dar um susto na professora, tudo leva a crer que sim, então, isso significa que ele pensava saber o que estava fazendo e já fizera isso antes.

A arma ficava no alto de um armário, segundo o pai. Será que ele achava que o menino de dez anos nunca iria encontrar essa arma?

A polícia tem alertado para o fato de profissionais de segurança, mal preparados, estarem portando armas. Segundo eles, a polícia pode passar meses ou anos, em treinamento, antes de sair às ruas, enquanto um segurança recebe uma arma depois de quinze dias.

Eu fiquei me imaginando aos dez anos, eu não era tão ingênuo.

Naquele tempo, as crianças tinham medo de armas. Eu não poderia nem imaginar uma coisa dessas, até as armas de brinquedo eram proibidas pela maioria das famílias.

O fato do menino atirar contra si, leva a conclusão de que ele provavelmente viu isso na tv. Aos dez anos, eu poderia inventar mil desculpas, menos em atirar contra mim mesmo, e olha que eu tinha mais maturidade que a maioria dos adultos daqueles tempos.

A sociedade é assim, cheia de tragédias, acidentes, monstros e psicopatas, difícil mesmo é encontrar os culpados.

By Jânio

setembro 28, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , | 6 Comentários

Arte da cópia

Janela Indiscreta

Filme Suspeito

O brasileiro, de um modo geral, ainda não assimilou muito bem o pensamento como conceito de trabalho, a negação desse conceito, que não é valorizado em cidades pequenas, exceto por interesses, tornou as pessoas menos criativas.

Pessoas pouco criativas não tem iniciativas, não ajudam a formar a opinião pública e tendem a seguir a primeira ideia que lhe são fornecidas. É assim que surgem religiões, ideologias, sistemas políticos e movimentos das mais variadas espécies.

Nas escolas, a falta de criatividade é combatida na medida do possível, com as ferramentas disponíveis.

Redação é uma matéria que exige muita criatividade, por isso é a preferida pelos alunos que gostam de letras, mas nem tanto pelos alunos que dominam as ciências exatas.

Depois de muita insistência para que os alunos escrevessem, sem resultados, uma professora optou por uma técnica, como incentivo. Apresentava textos prontos, de autores conhecidos, para que os alunos escrevessem a partir dele.

No início, os alunos só apresentavam cópias, logo passaram a criar plágios, com partes de escritas autorais, mais tarde aprenderam a desenvolver o senso crítico e tomaram gosto pela escrita.

Eu fiquei surpreso, ao assistir a um documentário sobre o grande clássico “Era Uma Vez no Oeste”. Nesse documentário, o autor mostrava cenas em que Sérgio Leone havia se inspirado em Diretores clássicos, com sequências inteiras, sem perder o estilo e nem afetar o resultado final da história.

Brian de Palma foi um dos diretores mais criticados da história do cinema de Hollywood, devido a sua insistência em se inspirar em Alfred hitchicock. Apesar disso, inteligentemente, ele variava muito o seu trabalho.

Não dá para dizer que “Carrie – A Estranha” tenha sido cópia de algum outro filme, pelo menos que eu me lembre, já no caso de “Dublê de Corpo”, fica claro sua inspiração em “Uma Janela Indiscreta”, “O Homem Errado”, entre outros do mestre do suspense.

Felizmente, apesar da semelhança das cenas, músicas, em filmes como “Vestida Para Matar”, o estilo de Brian de Palma era outro, assim, ele pode provar o seu talento em filmes com: “Os Intocáveis” (gangsters), “Um Tiro na Noite” (suspense), “Scarface” e “A Fúria” que mostrava o seu talento para o tema fantástico, paranormalidade.

Eu assisti um filme muito interessante de um pintor iniciante que ganhava a vida fazendo cópias. Apesar de sua tradição familiar, ligado à pintura, ele não gostava da ideia de morrer pobre e criava cópias exatas de Rembrandt.

Depois da morte do pai e de ser confundido como ladrão de pinturas famosas, já que suas cópias eram parecidas demais, voltou a seguir a tradição da família.

A divulgação do manifesto do terrorista extremista de direita, se é que isso existe, na Noruega, tornaram famosos partes copiadas de ideologias políticas dos mais variados tipos, deixando claro que o norueguês estava em busca de fama. Ele também provou o perigo da fragilidade da segurança daquele país.

Todos nós copiamos, de certo modo, até na hora de rezar, ao repetir as orações.

Quando eu ia na igreja, a atenção que eu tinha com as palavras dessas orações, deixavam-me totalmente relaxado. Talvez por estar dentro de uma igreja e não pensar em outra coisa, senão na religião, davam a minha mente um descanso que eu não tinha nem quando estava dormindo.

A oração pronta propicia descanso mental aos fiéis, desde que não hajam dúvidas ou conflitos a respeito do assunto que o fiel rezou.

Quando eu vejo um filme de Charles Chaplin, vejo como ele é copiado até hoje e chego a pensar se ele foi totalmente original em sua época, só de uma coisa eu não duvido nunca, de sua habilidade e talento.

Pessoas iguais

By Jânio

agosto 24, 2011 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , | 7 Comentários

Investigação de um cidadão acima de qualquer suspeita

Procurado pelo FBI

Suspeito de Terrorismo

A diferença entre um país e outro, quando se trata de violência, é grande.

A Inglaterra, por exemplo, chegou a matar um brasileiro inocente, numa época conturbada, sob ameaça terrorista.

Apesar disso, a Inglaterra é considerada uma nação rígida no cumprimento da lei, na manutenção da segurança. Locais de risco são constantemente vigiados por policiais sem armas de fogo, as prisões juvenis são uma realidade, inclusive para ricos, que pagam pela estadia “de luxo”, sendo obrigados a seguir uma disciplina rígida e de isolamento.

No território inglês não se nota a violência do resto do império britânico.

Eu tenho uma ideia de que a polícia deve prever as ações dos bandidos, colocando-se antecipadamente nos locais de maior risco, mantendo homens para vigiar aglomerações de suspeitos, enfim, a polícia deveria ser inteligente.

Num país como o Brasil, não é isso o que acontece, parece que quanto maior a miséria, mais as pessoas precisam das igrejas, políticos e polícia. Todo o sistema de nossa sociedade parece se beneficiar com a desgraça da população.

Se não houvessem tantos problemas sociais, talvez as pessoas não procurassem as igrejas, não vendessem os votos em troca de favores políticos.

Para a polícia que tem interesse em combater o crime, há duas linhas de investigação, segundo um seriado especialista no tema, baseado em arquivos da polícia federal americana, Arquivo X:

1 – Quando bandidos fazem ameaças, ou reivindicam, o propósito racional de darem essa informação, é para permitir que os impeçam. Seu objetivo é promover a si mesmo.

Segundo as estatísticas, há um padrão modelo para todos os casos, onde uma ameça faz com que o crime seja confirmado, e solucionado na maioria das vezes. Se não agirem rápidos, ignorando os dados estatísticos, a lógica, o óbvio, o crime não será solucionado, vidas estarão em risco.

2 – No caso do elemento surpresa, é diferente. Atos isolados, imprevisíveis, sem antecipar imprevistos, nem esperar nada num universo de possibilidades infinitas; pode-se ficar a mercê de qualquer fato ou ato, qualquer coisa que não possa ser programada, categorizada, ou facilmente consultada.

Nesse caso,  o que vale é o pressentimento, a capacidade de farejar e investigar, seguidos apenas pelo instinto e pelo ambiente em que se encontram.

No caso do filme “Suspeito Zero”, um ex-agente federal consegue se antecipar  em quase todos os crimes, numa capacidade de “farejar” inacreditável, até para a própria polícia, que o vê como suspeito desses crimes.

Sua capacidade de estar sempre no local do crime, no momento exato em que eles acontecem, é a principal prova que pode incriminá-lo.

O filme cria um clima de gato e rato, onde os culpados pelo crime são assassinados, mas os crimes continuam acontecendo,  o próprio policial dá sinais de insanidade, podendo ser o assassino.

Suspeito Zero – Segundo a teoria, criada pelo antigo agente, um assassino em série poderia atravessar todo o país sem ser pego, contrariando padrões e repetição de comportamento. A teoria supõe alguém sem padrões, uma máquina assassina aleatória que nunca deixaria pistas, nem agiria de acordo com o que a polícia pensa, não a polícia comum.

Suspeitos zero não obedeceriam as leis ou normas comuns, contrariamente, seguiriam o contraditório, aparecendo onde não deveria aparecer, fazendo o que não deveria fazer, agindo de maneira contrária ao esperado. Segundo a teoria do suspeito zero, o próprio criador dela poderia ser o assassino, ou seja o policial poderia ser o assassino.

Para saber se o policial é o assassino, a polícia tem de achá-lo primeiro.

O mais curioso nessa história, é que a polícia poderia resolver outros casos enquanto investiga esse, devido aos ambientes sórdidos, ao faro e a intuição para desvendar um crime, desenvolvido pelo criador dessa teoria.

By Jânio

agosto 27, 2010 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

Até o amor tem limites

amor incestuoso

tragédia clássica

O amor não tem idade. Era muito comum um homem mais velho se apaixonar por uma mulher mais jovem, já que o homem detinha o poder, fama e dinheiro.

Com as conquistas da mulher, a história se inverteu, é o homem mais jovem o mais interessado na fama, sucesso e dinheiro da mulher. Apesar dos problemas de falsidade da grande maioria, há casos de amor também, aquele onde há respeito, família, enfim, uma convivência harmoniosa.

Acontece muito, por insegurança, as pessoas procurarem um cantinho seguro, financeiramente falando, é claro.

Há também o complexo de Èdipo/Jocasta, onde há o menino desamparado, de um lado, e uma mãe superprotetora do outro. A mãe  no sentido figurado, o meninão também; algumas vezes o meninão é mais velho que a mãe protetora.

O mito de Jocasta, aliás, já foi mostrado em novela das oito e tudo. Vera Fisher fazia a mãe incestuosa, enquanto Felipe Camargo fazia o filho que mata o pai, para ficar com a mãe.

Fora das telas, os dois atores acabaram se “apaixonando de verdade”, resultado: uma relação muito mais conturbada que na novela, felizmente, não houve mortes, apenas hematomas e cortes de faca, acompanhado de overdoses, nada que a lei Maria da Penha não resolva.

Um homem me disse, outro dia: “Eu não me apaixonaria por uma mulher mais nova, principalmente porque eu já sou casado, as meninas até tentam, mas eu fico pensando, essas meninas tem a idade de meus filhos, amanhã   ou depois pode acontecer uma tragédia incestuosa de a gente cruzar o caminho da própria filha, isso não ficaria bem.”

O incesto é muito bonito nas histórias  fictícias e lendas, mas na vida real é um trauma, aliás, toda relação forçada, onde um dos dois passa dos limites, torna-se um a relação nauseante.

A máxima, vem de um humorista brasileiro famoso:

O Jovem se apaixonara por uma mulher bem mais velha que ele, a mulher tinha uma filha, muito bonita por sinal.

O jovem não via nenhum problema, afinal tinha muito mais maturidade que aparentava. Era religioso, sério, responsável, acabou por se casar com a mulher.

Depois de algum tempo, o jovem perdeu sua mãe, seu pai ficou, portanto, viúvo.

Acontece que seu pai se apaixonou pela jovem enteada de seu filho, filha de uma mulher bem mais velha. Depois de algum tempo, seu pai se casou com a enteada de sua mulher, se tornando genro de seu filho.

Seu filho suportou a história, por algum tempo, mas terminou por suicidar-se, quando descobriu que tornara-se avô de si próprio, já que passou a ser enteado da filha de sua mulher.

Essa história é uma simples piada, mas mostra o quão pode ser complexo o tema de diferença de idade, e os riscos que isso pode acarretar. A mulher pode suportar tudo, por amor, já o homem …

Contudo há casos sutis de amores, onde passam totalmente despercebidos, tamanha a simplicidade do casal.

By Jânio

fevereiro 4, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , , , | 9 Comentários

A política torta do Brasil

crime passional?

Eu acredito.

Vocês repararam como a política parece uma tragicomédia?

Vendo as últimas notícias,  a gente acaba relembrando antigos acontecimentos, como é o caso de Arruda, governador de Brasília.

Eu achei muito engraçado quando, na época do mensalão, todos os candidatos começaram a renunciar, voltando mais tarde, sem conseguir fazer o povo esquecer os escândalos do passado.

Eu acho engraçado saber que tanto PC Farias, quanto sua mulher, morriam de medo de morrer, PC chegou a viajar o mundo inteiro. Voltou para o Brasil e, apesar de cercado de seguranças, morreu sem que ninguém visse nada; supostamente, foi crime passional.

Tancredo Neves criou uma campanha tão bem organizada, para as eleições diretas, conseguindo convencer os militares que eles tinham chance que, depois de sentir a vitória esmagadora na última eleição indireta, teve que pedir para que alguns deputados votassem para o candidato dos militares. O medo foi grande, depois de eleito, Tancredo morreu após vencer as eleições, assumindo José Sarney, antigo aliado dos militares.

José Dirceu, o todo poderoso do PT, foi cassado por corrupção, sem que fosse provado, valeu a palavra dos corruptos envolvidos no mensalão. O principal denunciante, Roberto Jefferson, foi cassado por não conseguir provar que José Dirceu era o coordenador do esquema.

José Genoíno avaliou um empréstimo para bancar o mensalão, afirmou não ter lido mas teve que renunciar, para não ter os direitos políticos suspensos pelo TRE; voltou ao poder, eleito democraticamente.

Luísa Helena tentou um eleição para Presidente, perdeu, em seu lugar como senador, entrou Fernando Collor de Melo, Presidente cassado; o Senador recebeu de presente o PAC, com um  dos maiores orçamentos que o país já viu.

Marina Silva, uma das brasileiras mais admiradas do mundo, saiu do PT, depois que o partido apoiou o arquivamento do pedido de CPI de Sarney. A ex-ministra foi para o PV e, pelo que se fala em seu estado de origem, pretende apoiar o maior inimigo de Chico Mendes, o homem cujas idéias ela sempre lutou, para ser o que é hoje.

O Presidente Lula viu José Dirceu, seu padrinho político cair, enquanto José Sarney se manteve firme até o fim, mostrando que a ambição de José Dirceu deixou-o sem amigos, ao contrário de Sarney que, segundo as más línguas, tem todos os processos de políticos nas mãos, o que o ajudou a escapar da degola.

Arthur Virgílio perdeu a fama de defensor da moral e bons costumes, ao ser flagrado na investigação dos cartões corporativos, afirmou que estava sem dinheiro.  Seu processo deve ter sido arquivado, com uma cópia para José Sarney, é claro.

Outro adversário forte do Governo, Jefferson Peres, morreu sem que seu nome fosse manchado mas, depois de morto, pagaram seu enterro com dinheiro desviado dos cofres públicos. Parece que a máfia política tinha que deixar um recado.

Curiosamente, Jefferson Peres chegou a dizer: “Enquanto eu for vivo, meu nome não será manchado.” – e não foi, esperaram ele morrer.

Álvaro Dias, Senador do Paraná,  chegou entrevistar bandidos dentro da cadeia, em busca de provas contra o PT, o que constrangeu até os mais rígidos defensores da lei.

Palocci sobreviveu a todos os ataques, inclusive de acusações de farras com garotas de programas para os políticos aliados. A armadilha em que se meteu, ao investigar o caseiro que o denunciou, quando mandou vasculhar sua conta, deu o que falar.

Depois de tirar o Brasil do buraco, se transformar num dos maiores nomes do governo, seu processo também foi para a coleção de Sarney, segundo as más línguas.

O caseiro realmente tinha dinheiro, mas era de seu pai de sangue, ele tinha dado o dinheiro para compensar sua ausência.  nós acreditamos, mas quem levou a pior foi  o Governo.

Eu fico me perguntando, o que José Roberto Arruda e Celso Pita faziam nesse clube de gente grande? – Esses políticos de dólares na cueca, nas meias, na mala, na gaveta, são como trombadinhas, em meio a grandes mafiosos banqueiros e políticos de três gerações, onde a Polícia Federal chega, mas não passa, cujo obstáculo é o Supremo.

A política é uma tragicomédia, as vítimas somos nós, mas as vítimas começam a abandonar a postura de vítimas; sem um bom exemplo, a corrupção vai se espalhando por todos os setores e autoridades do país.

Não podemos desanimar, afinal, o país, cuja reserva de alimentos é o celeiro do mundo, já viu seus cidadãos passando fome. O país com a quarta maior empresa petrolífera do mundo, vez por outra, vê seus cidadãos ultrapassando as fronteiras para abastecer seus carros no exterior.

As notícias que não podíamos ver na tv, hoje vemos nas câmeras de estabelecimentos públicos, comerciais, onde a ineficiência da polícia é flagrada, de maneira explícita, aos olhos da população, que assiste a tudo atônita.

Para quem ficar muito desanimado com toda essa comédia de erros, lembre-se que o Clube de Bilderberg não fica no Brasil, é coisa de países desenvolvidos. A vida  nos diversos estados brasileiros não é igual, alguns são melhores e outros piores, portanto, mesmo com tanta corrupção, podemos melhorar.

Nós não somos piores, nem melhores, que os outros países, o que precisamos é de uma boa educação e boas tradições, menos na política, é claro.

By jânio
A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

janeiro 28, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , | 24 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: