Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Siren song of YouTube

março 15, 2018 Posted by | english | , , | Deixe um comentário

Nome social passa a ser obrigatório nas escolas

janeiro 21, 2018 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

O que é movimento social

novembro 6, 2016 Posted by | Política | , , , | Deixe um comentário

A incrível história do bebê de 29 anos

maria aldenete

Bebê de 29 anos

Uma mania que nós temos, banalizar dramas reais, crimes policiais e políticos,  poderia ser explicada pela maneira como isso é divulgado, sem público nem horário certo. 

Nem é um caso para a censura, bastaria que a empresa deixasse de pensar em dinheiro, separando o material e o público que pretende atingir.

Há casos reais, onde o drama das pessoas não deve ser visto como um produto a ser oferecido em horário nobre, mas em horários onde as pessoas certas possam refletir melhor. Na maioria desses casos, não deveria haver a necessidade de se oferecer esmolas a essas pessoas, mas exigir que o Estado cumpra com sua obrigação, nomeando a pessoa que deverá cuidar desse problema social.

Durante a minha infância, conheci muita gente deficiente, a maioria enfrentava o preconceitos. A maioria mora em regiões metropolitanas hoje, onde há mais associações direcionadas para esse povo.

No sertão do ceará, em Caucaia,  um caso que comoveu o Brasil inteiro, foi o caso de um bebê de 29 anos de idade que não cresceu. Não é um caso de altura, como outros que temos citados, mas um caso de envelhecimento, ou ausência desse.

Segundo informações da própria família, Maria Aldenete tem problemas na glândula endócrina, motivo pelo qual ela não envelheceu, permanecendo bebê.

O descaso teria sido das autoridades pública da saúde, já que a família não tinha condições financeiras para cuidar da menina. Se fosse tratada, quando ainda era bebê, o problema poderia ter sido resolvido.

Esse caso me lembrou de outro, o Ferrugem, mas no caso do Ferrugem, celebridade que estampava capas de livros de Matemática, o caso não aconteceu quando ele era bebê, como é o caso de Maria Aldenete.

Maria Aldenete virou manchete de jornais e telejornais, caso a família cobrasse cachê, seria suficiente para cobrir as despesas da menina pelo resto da vida.

Vivendo graças a doações, Maria Aldenete é criada pelo pai e pela madrasta. Com vinte nove anos, ela é um eterno bebê.

Na fase em que nasce, o bebê precisa de atenções especiais, quando o profissional da saúde toma as devidas precauções, nada de anormal deverá acontecer. O acompanhamento peso/altura é fundamental até os treze ou catorze anos, quando o corpo entra no estágio final de desenvolvimento.

Mesmo em cidades pequenas, poderia-se ter encaminhado o bebê para a capital, onde os hospitais Universitários teriam tratado gratuitamente. Nesses casos, um bom advogado também ajudaria bastante, mas os brasileiros não estão acostumados com justiça.

eterno menino

Distúrbio do crescimento

By Jânio

setembro 28, 2010 Posted by | curiosidades | , , , , , , , , | 12 Comentários

Família Arns – Um exemplo a ser seguido

Exemplo de família

A força da tradição

O Brasil é carente de bons exemplos na área social, apesar de já ter eleito vários reis e rainhas do futebol, da música e vários outros mais.

Temos muitos heróis, mas só depois de mortos, herói depois de morto causa uma certa desconfiança.

 Depois que Getúlio Vargas se matou e disse a famosa frase “Saio da vida para entrar na história”, virou herói, até José Sarney usou essa frase, e olha que ele nem tinha morrido, apenas deixava o mandato de Presidente da República.

O que nós precisamos muito no Brasil, é de tradição, mas tem que ser de bons exemplos, não precisamos de tradições de burgueses, relembrando um passado de sofrimento, o que o Brasil sempre teve.

A catástrofe do Haiti, onde é estimado cerca de cem mil mortes, com milhões de pessoas afetadas pelo terremoto que arrasou o país, nos trouxe várias notícias de mortes de brasileiros que trabalhavam no força de paz.

Um notícia que ninguém esperava era da morte de Zilda Arns, a pessoa mais importante do Brasil, na área social, criadora da Pastoral da Criança.

 A tradição da família Arns continua, mas a perda para o Brasil foi muito grande. Evidentemente que a obra de Zilda está pronta, ela terminou o projeto da Pastoral, iniciado em 1.985, na minha opinião, o maior e mais bem sucedido projeto social da história do país.

Zilda recebeu vários prêmios nacionais e internacionais, inclusive nos Estados Unidos, suas lições foram bem assimiladas e permanecerão eternamente dando frutos.

Quando ela disse que um real era suficiente para atender a uma criança, com a ajuda do voluntariado, eu pensei, esta aí, um bom projeto social. O fome zero, do Betinho, era um bom projeto, enquanto não havia tanto dinheiro envolvido, quando entrou dinheiro da política, o projeto se perdeu.

Gabriel Arns e Helena Steiner, tiveram mais de dez filhos. Imigrantes alemães, passaram para seus filhos uma educação rara de se ver nos dias de hoje.

Dom Paulo Eraristo Arns, Cardeal, Arcebispo de São Paulo, que lutou pela volta da democracia no Brasil, responsável por várias mudanças no Brasil, o país com o maior número de católicos no mundo.

Dom Paulo, o membro da família Arns mais conhecido até então, viu em sua irmã Zilda, convidada pela CNBB para criar a Pastoral da criança, o projeto social mais bem sucedido do Brasil, até hoje, exportado para vários países, uma nova força solidária da família Arns.

Zilda Arns era médica sanitarista, não demorou muito para que ela se destacasse na saúde pública, ficando conhecida do Brasil inteiro.

Flávio Arns é sobrinho de Zilda e é senador pelo Paraná, deverá fazer parte da nova geração de Arns, em prol da sociedade, uma família que deverá ser um exemplo para o Brasil, espalhando sua família em todas as áreas sociais, política e religiosa.

Essa é a tradição que o Brasil precisa, talvez a primeira família onde pode se identificar, claramente, o compromisso social, sem interesse, e, o melhor de tudo, criando projetos que funcionem.

Durante muito tempo, a Igreja evitou entrar na política, quando entrou, Padre Roque se destacou ao lado de Roberto Requião, na CPI que denunciava a rede de corrupção no Paraná e no Brasil. Hoje temos também vários pastores, eleitos democraticamente.

Aos poucos, o Brasil vai se tornando de fato democrático, com a participação de toda a sociedade. A melhor classe de cidadãos começa a se encorajar a entrar para a política, um lugar sujo onde poucas pessoas se aventuram.

A família Arns está na política também, esperamos que, no futuro, muitas outras famílias tradicionais se formem no Brasil, para que exemplos possam ser seguidos e a educação melhorada, criando um país melhor para todos.

By Jânio

janeiro 15, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , | 11 Comentários

As novas celebridades do Twitter

celebridades do twitter

Celebridades x Anônimos

Desde que o namoradinho de Demi Moore apostou com o dono da CNN quem atingiria um milhão de seguidores primeiro, passando uma imagem muito ruim, a respeito da Twitter, já se passou algum tempo.

Hoje, já são centenas de pessoas com mais de um milhão de seguidores no Twitter, e os followers não param de aumentar. Depois do recente interesse de redes de varejo pelas redes sociais, todas as mídias se voltam para os queridinhos da Twitter, isso porque, nas redes sociais, onde se deveria passar uma imagem de razoável bom senso e inteligência, o que se vê são pessoas vendendo seu prestígio, fazendo do spam um modo de ganhar dinheiro.

Muitos podem imaginar uma ferramenta de controle de spam no Twitter, mas isso não resolveria o problema, porque programas de spam controlam dentro de um certo limite. A mesma coisa acontece com as denúncias, é preciso uma certa quantidade de denúncias, para que a pessoa seja banida do sistema. Esse protocolo serve para evitar que muitos usuários sejam lesados pelo sistema, em falsas denúncias, criando um efeito inverso.

Mesmo assim, um milhão de seguidores é um número considerável. Se a pessoa é apresentador de programa de uma grande rede de televisão, egocêntrica, e usa a rede para melhorar o seu status, é normal atingir um milhão de followers.

No caso de pessoas anônimas, a história é diferente, apesar de que, depois de virarem celebridades, acabam se tornando egocêntricas também.

A rede CNN, a mesma que perdeu a corrida para o namoradinho da Demi Moore, entrevistou cinco celebridades do Twitter. Eles revelaram a CNN que nunca são incomodados pelos paparazzi na rua, não são reconhecidos, apesar da fama na rede.

Veja a Lista:

Heather Amstrong: Conhecida como @dooce, com um milhão e quatrocentos seguidores, até esta semana, @dooce é uma dona de casa comum. Após o parto ela começou a narrar sua vida sob depressão pós parto.

A vida normal de uma dona de casa pode fazer a alegria dos internautas, quando ela compra uma máquina de lavar roupas, a máquina quebra, e a loja não oferece garantia. Como é que a loja poderia saber que a consumidora Heather tinha quase um milhão e meio de Twitterers followers. Adivinha o que ela fez?

Heather foi mais além e ajudou a encontrar um deficiente mental, com a ajuda desse um milhão e meio de seguidores.

Apesar de Heather dizer que no pequeno espaço do Twitter é preciso ser muito engraçado e verdadeiro, ajudar as pessoas e ser um verdadeiro amigo virtual, a verdade é que ela foi ela mesma, essa técnica jamais funcionaria com outras pessoas, diferente dela.

Stefanie Michaels: conhecida como Adventure Girl ou @adventuregirl, com um milhão e duzentos mil seguidores, essa jornalista de viagens descobriu um nicho na Twitter porque, segundo ela, havia poucas pessoas escrevendo sobre viagens. Ela também descobriu, da maneira mais fácil, que com um pequeno texto, no caso do micro-blogging, é preciso ir direto ao ponto.

Ela também acredita que as pessoas, a maioria, não gosta de ler longos textos, daí, o sucesso da Twitter. Segundo ela o fato de, através de celulares, as pessoas serem amigas vinte e quatro horas por dia, isso faz com que aumente mais sua rede, ela usa a rede o tempo todo.

Ela envia mais de 50 mensagens ao dia, enquanto esta viajando.

Brandon Mendelson: Conhecido na rede como @BJMendelson, fazia campanha contra o câncer de mama, junto com sua mulher. Ele ficou surpreso: “A gente passa dez anos sem chegar a lugar algum, aí, coloca o plug na tomada e, pronto, tudo resolvido.”

Segundo Brandom, o sucesso na internet é uma faca de dois gumes, de um lado pessoas interessadas em amizade e fazer o que é bom, de outro pessoas que só pensam em aumentar sua rede de seguidores. Segundo ele, não é preciso um milhão de seguidores para fazer a diferença, apenas dez mil são suficientes, desde que sejam pessoas engajadas, envolvidas como você.

Verônica Belmont: conhecida da rede como @Veronica, utilizou o Twitter para obter feedback de suas pesquisas, ficou desanimada ao saber que a maioria não era seu público alvo, mas ficou feliz ao saber que durante algum tempo foi a mulher mais seguida da Twitter.

John Dickerson: Conhecido como @jdickerson, aumentou muito o número de seguidores durante a campanha de Obama, é um repórter político que não entende porque fez tanto sucesso no Twitter, mas acredita que se o Twitter fosse maior, no espaço de texto, não seria tão bom. Ele tem duas contas uma com apenas 2.300 seguidores e outra com um milhão e duzentas mil.

Como podemos notar, as mensagens no Twitter não diferem muito do blog, quando o assunto é conteúdo, apenas o estilo é diferente, na Twitter fala-se o que se sente na hora. Ao contrário das celebridades brasileiras, as celebridades anônimas precisam ter muito conteúdo, sem falar o que não deve.

No Brasil, as celebridades conseguem, no máximo, discutir e falar besteira, só que as pessoas adoram. Resultado: vai tudo parar nos blogs e tablóides da moda.

Se você não tem nenhuma pretensão de ter um milhão de seguidores, esqueça essa ideia de adicionar todo mundo que encontra, na opinião desses famosos, a maioria dá uma tremenda dor de cabeça.

Não basta ter um milhão de amigos, é preciso que eles sejam verdadeiramente envolvidos com você.

By jânio

dezembro 22, 2009 Posted by | twitter | , , , , , , , , , , | 9 Comentários

Como melhorar o mundo, mudando nossa realidade

fazendo a diferença

como mudar o mundo

Recebi um pedido muito interessante, no blog madeinblog/icommercepage, a pergunta era rápida, mostrando que a pessoa não tinha muito tempo ou que estava desanimada demais para se manifestar, de maneira mais convincente.

Foi quase um pedido de socorro.

Muitas pessoas, mal informadas, podem imaginar que fazer uma grande mudança, no lugar onde moram, é a coisa mais difícil do mundo, não é.

As alternativas, tanto para mudar uma situação de violência, crime, ou qualquer outro tipo de problema, ligado a infra-estrutura, possui muitas maneiras de serem resolvidas. Muitos direitos, que as pessoas tem, não são muito divulgados, principalmente na área de previdência e assistência social. Talvez o descaso não seja só das autoridades políticas, pode ser um pouco nossa culpa também.

A pergunta de Alcinei  deixou-me muito emocionado. Uma pergunta curta, objetiva e simples, mostrando um tipo de manifestação que a gente não costuma ver em instituições políticas.

A pergunta de Alcinei mostra o desejo de mudança, um sentimento que deve ser mantido sempre vivo em nós.

Eu pensei comigo, algumas pessoas querem mudanças, estão dispostas a isso. O mais difícil, pessoas dispostas a mudar o que está errado, nós já temos, então basta passar as informações necessárias para que essas informações ocorram.

As informações devem ser objetivas e simples, como a pergunta de Alcinei.

Com isso, poderemos amenizar os problemas de pessoas que já sofrem com o dia-a-dia.

Se cada um de nós faz um pouco, para a melhoria do meio em que vive, poderemos mudar o mundo.

By Jânio

Alcinei – Gostaria de receber ajuda para mudar a realidade do meu bairro alguém me ajude.

Olá Alcinei.

Você pode escolher várias alternativas, as quais passarei a enumerar.

01 – Criar associações de moradores – esse é o meio mais convencional, mais tradicional de resolver os problemas de seu bairro. Nesse caso você pode obter ajuda de vereadores e políticos que tem interesse nesse tipo de projeto, mesmo assim, as associações são totalmente independentes de políticos, podendo inclusive atuar contra, ideologicamente.

02 – Caso more numa cidade grande, ou próximo, poderá procurar uma ONG, não é difícil de encontrar, basta se informar, em instituições adequadas, podendo ser igrejas ou estabelecimentos públicos, como a escola, por exemplo.

03 – Uma alternativa radical – veja o que falta, com urgência, em seu bairro, faça um abaixo assinado, procure um promotor. Atenção, quanto mais assinaturas, acompanhadas de suas reivindicações, melhor o resultado. Não precisa ser só assinaturas de pessoas do bairro, qualquer pessoa pode assinar, acompanhado do número da carteira de identidade.

Quarenta ou cinquenta assinaturas, não bastam, corra atrás.

Eu tenho certeza que você vai conseguir melhorar, e muito, os problemas de seu bairro. Boa sorte.

ABS

Esse post é dedicado à essa pessoa, tão especial, que mostra o desejo de muitas pessoas, espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, um sentimento que pode fazer uma grande diferença.

dezembro 14, 2009 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , | 14 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: