Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Política internacional dos fortes

Argumentação forte

Politicamente Correto

O jogo do poder fica cada vez mais interessante, na medida em que você passa a entender o processo político. Há muitos interesses envolvidos e as decisões são baseadas nesses interesses.

Quando um país é posicionado no eixo do mal, todos os argumentos formulados são direcionados contra ele.

Não há como argumentar contra o poderio militar dos EUA, Rússia, China ou Inglaterra. Eu acredito que essas são as quatro principais peças do tabuleiro mundial, hoje.

Pelo menos na Alemanha, onde a palavra guerra se originou, o clima é de neutralidade. A Alemanha precisa dos países da Europa e nem pensa em cometer um terceiro erro, como cometeu na Primeira e Segunda Guerra Mundial.

A palavra apocalipse virou sinônimo de atômica, mostrando que o mal não tem gênero e que está no lado inverso da criação.

Durante a Segunda Grande Guerra, os banqueiros de Rothschild financiaram os dois lados do conflito, Inglaterra e Alemanha. Poderiam até ter conquistado o mundo, cinquenta anos antes da globalização de Bilderberg.

A participação dos EUA foi decisiva nos rumos que a guerra tomou, financiado por Rockefeller, outro magnata que aprendeu a ganhar dinheiro com a guerra.

O Brasil tinha tudo para estar ao lado da Alemanha, no eixo do mal, mas com um presente como a usina de Volta Redonda, não há ideologia que resista – fomos salvos pelo gongo, ou pela usina inteira.

Os EUA herdaram a política imperialista dos ingleses, a Inglaterra desistiu de explorar os pobres e passou a explorar os ricos, junto com a Alemanha.

Apesar de ter desistido da galinha dos ovos de ouro, Hong Kong, a Inglaterra não abre mão das Ilhas Malvinas, para desespero dos Argentinos. Durante a guerra das malvinas, por muito pouco eles não conseguiram o que queriam, envolver o Brasil na guerra, trazendo os EUA a tiracolo para invadir a Argentina e o Brasil ao mesmo tempo – seria uma jogada de mestre.

Hoje, o Brasil tornou-se uma peça fundamental para o desenvolvimento da China, fornecendo toda a matéria-prima de que os chineses precisam para o seu desenvolvimento, além dos alimentos que ajudam na estabilidade econômica.

A presença de bases militares americanas na América do Sul, incomoda uma parte dos países do hemisfério sul e agrada a outra parte. Estamos dominados pelos EUA e Inglaterra, em pontos estratégicos: Ilhas Malvinas, Colômbia, Cuba, etc.

No mundo inteiro é assim: O Paquistão tem uma cadeira permanente no conselho de segurança da ONU, em oposição a Índia, que naturalmente acabou se aproximando da Rússia e China; a América do Sul só tinha uma vaga, ficou com a Argentina.

Se a Argentina e o México são contra uma cadeira permanente no Conselho de segurança da ONU, para o Brasil, eu imagino que haja interesse econômico nisso. Talvez a Argentina tenha uma organização melhor que a nossa, de um modo geral, mas o México não.

O México é tão desigual quanto o Brasil e tem se tornado um grande problema, sob o ponto de vista dos americanos. O novo muro da vergonha foi a gota d’água, confirmando que não há argumentos contra a força militar.

Como podemos observar, há muitas maneiras de evitar que os países fiquem unidos, entre eles, a participação em alianças e organizações internacionais.

Essa nova tendência ao socialismo tem comprometido os negócios americanos, que sempre conseguiram contornar a situação unilateralmente mas, com a chegada da internet, chegou também o fim do império americano. Entretanto, as maiores empresas virtuais estão hospedadas em solo americano e, pelo menos por enquanto, o imperialismo virtual americano ainda está sob controle.

Caso a China compre algumas telefônicas no Ocidente, aí, o império enfrentaria instabilidade, mas teríamos outro problema maior, a censura do império chinês.

By Jânio

Qual é o preço de uma guerra mundial

Depois do holocausto veio o apocalipse

Revolucionários da terceira guerra mundial

Psicopata norueguês e o ódio de direita

O clube de Bilderberg

Os maiores protestos da história

O lado obscuro da Wikileaks

O erro americano

Aparências reais

Os 25 pontos chaves do nazismo

Anúncios

setembro 12, 2012 - Posted by | Internacional | , , , , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Marca Livro

A arte de criar histórias em prosa ou verso

bastet - protetora dos gatos

todos os animais merecem o céu e os gatos principalmente

Blog CIN 5018

Informatização de Unidades de Informação

The Promise Carrier

Ebrael's official website in English.

detudosobretudoblog

Este site vai aborda todos os temas voltado para as mulheres

Letícia Giacometti Ribeiro

O diário de uma estudante de Jornalismo

Caminho Alternativo

Geopolítica, atualidades e opinião

Escrita em Foto

Colunas, textos, fotografias; a vida de alguém que busca mais do que apenas viver.

%d blogueiros gostam disto: