Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Dez grandes mistérios da natureza solucionados

Parece que o ser humano nunca poderá resolver todos os mistérios da natureza que sempre nos surpreende. Apesar disso, os cientistas nunca ficam de braços cruzados.

Apresentamos-lhes uma lista elaborada pelo “The Huffington Post”, os dez fenômenos da natureza que deixaram de ser um mistério graças a uma explicação científica.

01 – O mais recente mistério da natureza é sem dúvida os três buracos descobertos na Sibéria no mês passado e que imediatamente gerou muitas especulações, incluindo exploração de petróleo, impacto de meteoritos e, é claro, presença alienígena. Os cientistas descobriram que as crateras são o resultado do aquecimento global, que derreteu a camada de gelo, permafrost, em determinados pontos da península de Yamal.

Buraco Gigante

Buraco Gigante

02 – O eclipse do Sol sempre foi um fenômeno rodeado de mistério desde a antiguidade. Assim, os Mayas utilizavam para controlar a sociedade. Hoje este evento já tem explicação científica bem precisa. De acordo com os astrônomos o efeito ótico se deve ao fato de, em uma fase específica, a Lua ocultar o Sol, da perspectiva da Terra, naturalmente. Apesar disso, algumas pessoas ainda acreditam que este dia está carregado de uma energia especial que ajuda em vários aspectos da vida como, por exemplo, a saúde ou o sucesso de uma dieta.

Eclipse

Eclipse

03 – Outro fenômeno que durante muito tempo deixou as pessoas inquietas, principalmente os amantes dos OVNIS, são os gigantescos buracos azuis. Os geólogos descobriram que são covas submarinas quase circulares que se formaram durante as eras glaciais, quando o nível do mar estava de 100 a 150 metros mais baixo, e agora tem este contraste de cores da água devido a diferença da profundidade. Mesmo com a explicação científica, as especulações sobre a origem destes círculos marinhos continuam na rede.

Círculos Azuis

Círculos Azuis

04 – Cada ano milhões mariposas percorrem mais de 3.000
quilômetros, entre o leste dos Estados Unidos e o México, para fugir do Frio. Os cientistas continuam investigando seu complexo sistema de navegação, que pode competir com o sistema das aves. O que já se sabe é que estes incríveis insetos utilizam suas antenas como fotosensores para guiar-se pelo caminho.

Mariposas Viajantes

Mariposas Viajantes

05 – Outros objetos misteriosos e também de forma perfeitamente circular são os círculos de vegetação submarina no oceano encontrados graças ao Google Maps, em maio deste ano, perto da ilha croata de Dugi Otok. Apesar da explicação exata do fenômeno ainda não ter sido encontrada, os cientistas já afirmam que são resultados de atividade humana.

Circulos submarinos

Circulos submarinos

06 – O fenômeno dos pilares de luz sempre foi associado a algo divino. Entretanto, este efeito ótico, que pode ser contemplado durante os dias mais frios do ano nas regiões onde a temperatura baixa é comum, deve-se ao reflexo da luz pelos cristais de gelo ao amanhecer e ao entardecer.

Reflexo do Gelo

Reflexo do Gelo

07 – As pedras do vale da morte, Califórnia, Estados Unidos, que se movem sozinhas durante um século, foi um quebra-cabeça para os cientistas e curiosos – Seria o vento, magnetismo, alienígenas? – No ano passado o pesquisador da NASA, Ralph Lorenz, descobriu que as rochas se movem devido a pequenos pedaços de gelo formadas debaixo delas pela água do rocío, possibilitando o seu movimento pelo vento.

Vale da Morte

Vale da Morte

08 – Mais círculos misteriosos que tiram o sono dos aficcionados pelos enigmas da natureza. Desta vez vem da Grã-Bretanha, onde são gerados vários sinais misteriosos nos campos de cultivo de toda a Inglaterra. O mistério dos círculos britânicos já deu muito o que falar na mídia do país até a última década do século passado, quando algumas pessoas foram descobertas e confessaram que era brincadeira.

Brincadeira Perigosa

Brincadeira Perigosa

09 – A origem dos goeglifos do deserto de Nazca, Perú, visto do ar era algo totalmente incompreensivel. Os arqueólogos do século passado afirmaram que se trata de um conjunto ritual da cultura antiga do Nazca, criado para atrair a chuva, necessária para essa região pouco fértil. Apesar do fenômeno já não ser uma novidade hoje em dia, o deserto não deixa de nos prover de signos enigmáticos de civilizações antigas. Em agosto deste ano, por exemplo, ventanias e tormentas de areia revelaram novas figuras, entre elas, uma serpente de 60 metros.

Mistério Antigo

Mistério Antigo

10 – Os relâmpagos, tão comuns, são considerados um fenômeno simples da natureza, além disso, os cientistas há séculos descobriram que se trata de uma descarga elétrica causada pelas difenças de polaridade nas nuvens. Apesar disso, os pesquisadores do século XXI descobriram que estes raios elétricos estão vinculados com os ventos solares que carregam partículas elétricas.

Relampagos

Relampagos

Fonte: RT-TV

Mistérios científicos sem solução

Mistérios do Universo

O obscuro universo do átomo

Ciência cega

Cientista querem provar o multiverso

Ciência social insensível

agosto 17, 2014 Posted by | Ciências | , , , , , , , | 2 Comentários

Mistérios científicos sem solução

mistérios sem solução

Mistérios Científicos

01 – O que aconteceria se uma pessoa caísse em um buraco negro?

Recentes estudos sugerem que uma pessoa enfrentaria o “paradoxo firewall” (paradoxo das paredes de fogo de um buraco negro), e seria queimado. Essa teoria poderia fazer com que algumas leis básicas da física fossem questionadas.

02 – Por que um tomate possui mais genes que um ser humano?

Os tomates tem mais de 30.000 gene, enquanto os seres humanos tem entre 20.000 e 30.000. Este fenômeno foi objeto de numerosos estudos nos últimos anos e chegou a ser conhecido como o paradoxo do valor C, que indica a ausência de uma correlação entre o tamanho físico e a complexidade do genoma dos organismos.

03 – Onde estão os alienígenas?

Este mistério é conhecido como o paradoxo Fermi e consiste no seguinte: há bilhões de estrelas nas galáxias que são maiores que o nosso Sol. Algumas delas devem ter planetas similares a Terra em seus sistemas e, presumivelmente, em alguns deles deve ter se desenvolvido vida inteligente e algumas dessas civilizações deveria haver desenvolvido a capacidade de empreender viagens interestelares, assim, os astrônomos se perguntam como até agora os habitantes da Terra não encontraram estes alienígenas que viajam pelo espaço.

04 – Como funciona o efeito placebo?

Uma pessoa recebe um remédio fictício, como uma pílula de açúcar, fazendo parecer que é real, e o remédio causa efeito de fato.

O que faz esse mistério ainda mais estranho é que parece funcionar inclusive quando o paciente sabe que está tomando pílula de açúcar. Além disso, não se trata só de medicamentos: o efeito placebo também funciona em casos mais extremos, como quando uma pessoa pensa que fez uma cirurgia, mas na realidade não sofreu nenhuma intervenção cirúrgica.

05 – Teria a sonda espacial Viking encontrado vida em Marte nos anos 70?

A sonda viking, enviada a Marte em 1.976, realizou três experimentos para determinar a existência de vida no Planeta Vermelho. Um deles deu resultado positivos, mas os outros experimentos não, por isso o primeiro também foi descartado. Entretanto, em 2.012, uma equipe de cientistas voltou a examinar os dados do programa Viking utilizando uma nova tecnologia e chegou a desafiar o veredicto sobre a ausência de vida em Marte.

06 – Que origem tem as estranhas manchas escuras de Marte?

Aparecem nas estações quentes formando barrancos e desaparecem quando as temperaturas baixam. Os cientistas sugerem que o fenômeno poderia ocorrer por causa de água congelada que se aquece e flui para a superfície montanhosa, mas os satélites de reconhecimento em Marte da NASA não detectaram água nessas zonas do planeta vermelho.

07 – Como pode existir água líquida na era glacial da Terra?

Naquele tempo, o Sol era mais débil que agora e sua influência não era tão grande como para derreter o gelo na terra. Entretanto, as investigações geológicas mostram que havia água líquida na superfície de nosso planeta entre 3.8 e 2.4 bilhões de anos atrás. Há algumas teorias a respeito, mas nenhuma delas oferece uma explicação irrefutável sobre este mistério.

08 – Por que algumas zonas do oceano tem níveis de fitoplacton misteriosamente baixos?

Há áreas do oceano na Antártida onde o nível de nutrientes é alto, mas o nível de presença de titoplancton, capaz de se nutrir com a luz solar, é surpreendentemente baixo. Os biólogos tem duas possíveis explicações para o fenômeno, mas no momento ainda não há solução clara para esta questão, conhecida como paradoxo da Antártica.

09 – Por que as baleias azuis não adoecem de câncer com mais frequência que os humanos?

Não parece haver nenhuma correlação entre o tamanho de uma espécie animal e a velocidade que adoecem de câncer.

Este fenômeno foi batizado como paradoxo de Peto, em homenagem ao biólogo britânico Richard Peto.

Dado que o câncer começa com as mutações nas células de um animal, os cientistas acreditam que os mamíferos com mais células deveriam mostrar uma maior propensão a contrair esta enfermidade. Não obstante, isto parece não corresponder com a realidade.

10 – Por que os imãs sempre tem dois polos?

Não importa quantas vezes se divide um imã pela metade: o objeto resultante sempre terá dois polos.

A mecânica quântica diz que deve haver monopolos magnéticos, mas apesar do que recentemente havia sido descoberto em laboratório, nunca encontramos um no mundo natural.

11 – Por que a época do Eoceno era tão quente?

Entre 56 e 34 milhões de anos, as evidências geológicas mostram que as temperaturas nos polos da Terra poderiam haver alcançado entre os 15 e 20 graus centígrados. A causa de haver um clima tão quente durante esse período ainda não foi descoberto.

12 – Que longitude tem exatamente a costa do Reino Unido? Os contornos das ilhas britânicas formas de um padrão peculiar e até agora sua longitude não foi bem definida.

13 – Por que a atmosfera do Sol é muito mais quente que sua superfície?

A atmosfera do Sol conhecida como coroa (corona), estende-se por mais de um milhão de kilômetros de sua superfície e alcança temperaturas de dois milhões de graus centígrados. Não há explicação para a temperatura ser tão alta em comparação com os 5.000 graus da superfície de nossa estrela.

14 – De onde vem os raios cósmicos mais energéticos?

O GZK é o limite superior teórico da energia dos raios cósmicos e está estabelecido pela teoria da relatividade de Einstein. Mas os físicos do Observatório Akeno, Japão, descobriram raios cósmicos que superam este limite.

Não há fontes que possam estar produzindo-os próximo da Terra, por isso sua origem é um verdadeiro mistério.

Fonte: RT

março 3, 2014 Posted by | Ciências | , , , , | 3 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: