Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O que o aumento do dólar provoca na América Latina

Quem ganha com o dólar na América-Latina

Alta do Dólar

Recentemente, vários moedas latino-americanas sofreram queda acentuada em relação ao dólar norte-americano. Esta mudança abrupta influenciou as moedas de diferentes maneiras nas nações da região. Inclusive num mesmo países existem setores que podem tirar proveito do dólar mais forte, mas também existem áreas que sofrem com a inflação provocada por esta mudança.

Quem perde?

As nações mais afetadas pelo dólar mais forte são aquelas envolvidos na importação, uma vez que a sua economia depende de matérias-primas e produtos adquiridos no exterior. Bebidas, roupas, transporte, peças automotivas e alimentos, estão entre entre os produtos  importados. Assim, os 18 países da América Latina e do Caribe que são importadores natos (compram mais alimentos do que vendem) irão sofrer sérios problemas a este respeito, uma vez que o preço dos alimentos importados vai crescer dramaticamente, relata a BBC . Neste grupo de risco estão o México, Colômbia, Peru, Venezuela, Guatemala e República Dominicana, onde os preços de produção podem subir até 50%, tornando-se uma importante causa de inflação na região.

Quem ganha?

Enquanto uma parte do povo latino-americano poderia sofrer com os altos preços, nos mesmos países, alguns setores poderiam tirar proveito. Este é o caso da Colômbia, México, Chile, Brasil e Peru, já que eles têm indústrias que exportam bens e serviços. A vantagem vem da oportunidade de vender os seus produtos nos mercados internacionais, obter o pagamento em dólares mais caros e mudanças também no mercado interno com um preço superior.

Além disso, o fortalecimento da moeda americana ajuda o sector do turismo, uma vez que passar as férias na América Latina fica mais barato para os turistas norte-americanos e  Europeus. Assim, o sector do turismo no México (29 milhões de turistas por ano), Argentina (5,9 milhões), Brasil (5,8 milhões), República Dominicana (5,1 milhões) e outras nações Latino-americano iriam receber um valor extra com dólares mais valorizados.

Além disso, as famílias latino-americanas e caribenhas que têm parentes que trabalham no exterior e recebem remessas em dólares, poderão se beneficiar com um valor maior em relação as moedas  nacionais.

Países que não serão afetados

Países dolarizados como Panamá, El Salvador e Equador não sofrerão mudanças drásticas, embora as exportações possam encarecer, porque um preço com dólar em alta seria menos competitivo. Ao mesmo tempo, a população destas três nações  terão acesso a produtos importados mais baratos.

Fonte: RT-TV

Países latino-americanos que mais resistentes a crise

Países mais ricos das Américas

FMI rompe relações com a Argentina

agosto 22, 2015 - Posted by | Internacional | , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: