Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Tryvertising – A melhor forma de fisgar o cliente

pescando clientes

Marketing Moderno

Uma novidade que está chegando ao Brasil, uma revolução em termos de marketing, é o tryvertising, mistura de teste com publicidade. À princípio é um processo de marketing, onde as pessoas recebem os produtos gratuitamente, para testarem, desde que apresentem um feedback, ou seja, deem a sua opinião sobre os tais produtos.

Ao contrário do que vem sendo anunciado, a ideia não está surgindo agora, já havia no Japão; também não está chegando agora, já havia na internet, com uma grande vantagem, na internet não se pagava nada mesmo, nem no cadastro, nem anuidade.

Tanto a Editora Abril quanto várias outras empresas brasileiras já vinham testando o sistema, via internet ou telefone, não havia nenhum custo para as pessoas, podia-se ler a revista “Veja” por algum tempo, para depois decidir se realmente ia assinar.

A novidade, agora, fica por conta da loja, com o espaço físico, haverá uma procura maior por pessoas sem acesso à internet, se bem que Sample Central implicará em uso da internet, para acesso de seu site.

As duas redes, que chegam com espaço físico ao Brasil, são bastante diferentes entre si, são um verdadeiro convite ao consumismo, o que deverá se espalhar para todo o Brasil. Dentro desse processo de análise e avaliação de mercado, os principais interessados, indústrias querendo testar e lançar seus produtos e empresas objetivando a publicidade e pesquisa de opinião, deverão pagar até 13.000 reais por produto exposto e ofertado gratuitamente na loja.

Lembrando que a pequena quantidade de produtos, retirada pelo cliente, implica em responder ao questionário e ao cadastro. Para um mercado que adora gastar, como é o caso do Brasileiro, é um belo chamariz.

É preciso um certo cuidado com esse tipo de proposta de marketing, o micro-crédito revelou-se uma grande dor de cabeça, coisa que nem o governo previa, além de resultar em grande lucro para os bancos e instituições de crédito, muitos aposentados ficaram tão endividados que não tinham como viver sem sua aposentadoria, logo o sistema foi regularizado, criando-se um limite para o crédito consignado.

Vamos torcer para que as pessoas menos informadas não sejam os principais clientes e vítimas de estratégias mal intencionadas.

Os cartões de crédito, oferta de empréstimo e financiamentos, para o pagamento desses produtos, são bons exemplos de como podem comprometer o orçamento doméstico de uma pessoa, no caso de revistas e livros comprometem menos. Os grandes financiamentos que, certamente, deverão ser ofertados em associação com Bancos, por exemplo, para pagamento de motos e carros, merecem uma atenção especial.

Para quem já se encontra em condições de arriscar, eis os endereços:

Clube Amostra Grátis – www.clubeamostragratis.com.br – Rua Harmonia, 213, São Paulo (SP) – R$ 50 na inscrição – Não é necessário marcar a visita- retirada de produtos uma vez por mês.

Sample Central – www.samplecentral.com.br – Rua Augusta, 2078 / 2080, São Paulo (SP) – R$ 15 por ano – É preciso programar pelo site a visita – a retirada dos produtos estará liberada todos os dias.

Só será possível levar os produtos para casa, até 100 reais, caso ultrapassem esses valores, os produtos só poderão ser testados na loja, como é o caso de computadores de alta performance, com valor de 20 mil reais.

O Amostra Grátis permite a retirada de até cinco produtos ao mês; o Sample Central permite retirada todos os dias, mas é necessário o acesso ao site e responder os questionários rotineiros, desse tipo de serviço.

Resumindo: Você responde um questionário de pesquisa de mercado e ganha vários produtos, mas é preciso se cadastrar e oferecer os seus dados, aí é que mora o perigo.

By Jânio

maio 13, 2010 - Posted by | oportunidades | , , , , , , , ,

15 Comentários »

  1. Muito legal essa novidade, será que dará certo por aqui? Esses brasileiros…
    Abraços forte

    Curtir

    Comentário por Principe Encantado | maio 13, 2010 | Responder

  2. Olá amigo:

    Boa pergunta. Como eu disse, na internet era totalmente gratuito, não havia muitas limitações e eram muitos endereços diferentes. No caso das lojas, há limitações, limite de produtos, além dos cadastros e questionários para responder.

    Eu não me lembro de ter respondido nenhum cadastro, no sistema antigo, as revistas vieram em casa.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Janio | maio 14, 2010 | Responder

  3. Outro dia descobri uma página no facebook de uma agÊncia portuguesa q deve tar preparando algo semelhante lá em Portugal – concorrência vai chegar? Olha só:

    http://www.facebook.com/pages/Agencia-M/114826498544253

    Curtir

    Comentário por Gerson | junho 3, 2010 | Responder

  4. Olá Gerson:

    Vou dar uma conferida, confesso que não conhecia essa empresa de portugal.

    Esse sistema de marketing funciona de maneira relativamente simples:

    A pessoa se cadastra e passa seus dados pessoais.

    01 – As primeiras empresas a utilizar os dados deverão ser as financeiras e administradoras de cartão de crédito.

    02 – Com o telefone e o cartão de crédito dos clientes, os call centers passarão a ligar e procurar os clientes cadastrados, de maneira mais segura, segura para as empresas é claro.

    ABS

    Curtir

    Comentário por icommercepage | junho 4, 2010 | Responder

  5. Ola novamente.

    Penso q os pontos q refere seriam fatais para as empresas. Para isso nem precisava recorrer a esse tipo de empresas – bastava comprar dados a uma qualquer empresa de registo telefonico por exemplo.
    Enfim – penso q o conceito e muito interessante.

    Curtir

    Comentário por Gerson | junho 16, 2010 | Responder

  6. Olá Gerson:

    Seu ponto de vista é válido, além do mais essa é uma tendência que veio para ficar.

    Deminha parte é só especulação, falo por experiência própria, eu tive que desligar o telefone para poder deixar minha família em paz.

    O pior é que a coisa não é tão simples, tudo depende de ler o contrato, no cadastro você deixa o nome completo, além de autorizar a suposta pesquisa, tornando o telemarketing legal. Mesmo que você troque o telefone, pelo nome e documentos, eles podem contactá-lo pelo nolvo telefone, de maneira legal.

    Assinou o cadastro, legalizou o telemarketing. O primeiro produto a ser oferecido será o cartão, eles precisam de garantias de receber a conta.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Jânio | junho 18, 2010 | Responder

  7. O conceito é super legal eu ja fui aprovei , achei a opnião um pouco forte porque não é dessa magnitude toda, e outra estamos falando de um risco mas como o Gerson falou se esse fosse o intuito teriam outros métodos muito mais eficientes. Eu fui na loja, aprovei o conceito é muito bom agora vamos ver se dará certo no Brasil pois é preciso de pessoas com opniões de verdade ,criticas inclusive, pois se forem pessoas apenas pra retirar o produto e responder ao q uestionário pra ‘cumprir tabela’ ai acaba com todo o objetivo em si do projeto que ja da cert o faz tempo em Tóquio e outros lugares.

    Curtir

    Comentário por Thaís | julho 5, 2010 | Responder

  8. Olá Thais:

    Sua opinião é válida, já que você conferiu de perto.

    Eu já conhecia o método pela internet, antes de a loja abrir, por isso lancei um alerta.

    Vale lembrar que não eram apenas empresas do Brasil, mas empresas do mundo todo. Esse sistema é simples, com o tempo e já com os dados das pessoas em mãos, as empresas de telemarketing oferecem seus produtos via telefone, gratuitamente, principalmente sabendo que você tem o nome limpo na praça.

    A sua opinião é bem vinda, por isso agradecemos imensamente.

    ABS

    Curtir

    Comentário por Jânio | julho 9, 2010 | Responder

  9. Olá!
    Acabei de ver a matéria na globonews e achei muito, muito interessante, mas moro em Curitiba -PR. Gostaria de saber se teremos essa excelente forma de “consumo participativo” aqui.
    Um abraço e parabéns pelo moderno e dinâmico relacionamento entre cliente/fabricante.
    Até mais
    Lucília

    Curtir

    Comentário por Lucília | julho 24, 2010 | Responder

  10. Olá Lucilla:

    Essa loja, em São Paulo, exigiu um grande investimento, mas a tendência é que se espalhe pelo país sim, pelo menos nas capitais.

    Há vários blogs com o nome parecido com amostras grátis, oferecendo produtos do Brasil e até do exterior, inclusive eu já participei desse sistema.

    Como dizia um experiente contato meu, tudo o que vem de graça, no fim, fica mais caro. Caso esse sistema não dê o retorno desejado, então será preciso tirar de algum lugar.

    Não adianta mudar o telefone, eles tem todos os dados e contrato para ir atrás. Caso você tenha lido o contrato, aí tudo bem. Até a Eitora Abril já oferece promoções há algum tempo, acho que você já recebeu oferta de cartão de crédito pelo telefone, não é mesmo? – É tudo grátis.

    Fora isso, boa sorte!

    ABS

    Curtir

    Comentário por icommercepage | julho 24, 2010 | Responder

    • Boa tarde, voce fala logo acima que a loja teve um grande investimento, ams qual seria se a loja cobra das empresas para colocar os produtos nas prateleiras, então não é só investir em uma loja e dispor de prateleiras para expor os produtos?Não vejo que isso dará um investimento alto.
      Estou enganada?
      Abraços.
      Shélei

      Curtir

      Comentário por shelei | novembro 29, 2011 | Responder

      • Olá Shelei:

        Você está certa.

        Eu não me lembro dos números, mas foi realmente um grande investimento.

        Você está certa, um grande investimento não precisa ser necessariamente do próprio bolso, além disso, nós temos que tirar o chapéu para os empreendedores que foram até o Japão, criaram o projeto e conseguiram patrocinadores de peso, como é o caso do IBOPE.

        Lembre-se que os clientes do tryvertising não são as pessoas que provam os produtos, seus clientes são os empresários e, nesse caso, até para respirar o ar que eles respiram custa uma fortuna.

        Eu já tive acesso à vários esboços de planos de negócios e descobri da maneira mais difícil que para abrir uma simples escola de idiomas pode ser um problema. Há uma grande diferença entre uma franquia da Wizard e de uma Pet Cursos, agora, eu pergunto para você. Porquê uma diferença tão grande?

        No caso do Tryvertising, eu diria que os melhores clientes são estrangeiros, olha o problema.

        Uma tryvertising pode expor desde uma escova de dentes até um automóvel, e haverá um custo para expor um automóvel.

        ABS

        Curtir

        Comentário por icommercepage | novembro 30, 2011

  11. […] que essa novidade de “amostra grátis” pega no Brasil? Referências: https://icommercepage.wordpress.com/2010/05/13/tryvertising-a-melhor-forma-de-fisgar-o-cliente/ http://blogs.estadao.com.br/chris-mello/2010/05/28/tryvertising/ […]

    Curtir

    Pingback por Tryvertising | maio 3, 2013 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: