Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Índia – 25.000 agricultores pelo direito de morrer

permission para la muerte

Agricultores Índia

Em uma carta ao presidente da Índia, Pranab Mukherjee, milhares de agricultores pedem permissão para cometer suicídio no Dia da Independência, 15 de agosto, depois de não receber qualquer compensação pela terra perdida devido à construção de uma barragem no município de Gokul.

De acordo com a publicação do jornal The Times of India , mais de 25.000 agricultores em um município no norte da Índia enviaram uma petição ao presidente. Isso ocorre após 17 anos de longa luta para obter uma indemnização por parte do governo para a perda de 700 hectares de terra devido à construção de uma barragem feita sem o consentimento do povo de Gokul.

Agricultores de 11 aldeias do município estão lutando pela indenização desde 1998, quando as terras pertencentes aos agricultores ficaram sob a água por causa dos testes que estão sendo realizados na barragem.

“Perdemos tudo e  queremos terminar com nossas vidas. Queremos a permissão do presidente”, disse Roop Singh, um dos camponeses, citado pela imprensa local .

Nas últimas semanas, os camponeses marcharam em protesto contra a indiferença do governo. Kisan Sangh, o líder dos agricultores, disse: “Em fevereiro deste ano, quando se realizou uma ‘dharna’ [um tipo de protesto pacífico comum na Índia], as autoridades comprometeram-se a resolver a questão em um mês mas a promessa não foi cumprida. “

Suicídios são comuns entre os agricultores na Índia. No início deste ano, quando as chuvas destruíram muitas plantações, mais de 40 agricultores cometeram suicídio em Mathura, perto da cidade de Gokul. Nas últimas décadas, milhares de pessoas tiraram as suas próprias vidas na Índia devido à seca e às medidas governamentais inadequadas.

Fonte do texto: RT-TV

Você também pode gostar de:

O povo que não conhece a velhice e a doença

Invenções e descobertas da Índia

Verdade inconveniente do Tibet

 

agosto 15, 2015 Posted by | Internacional | , , , | Deixe um comentário

Diretor de Top Gun comete suicídio

diretor de cinema

Sem Sentido

Alguns sites de fofoca já falam que Tony estaria com câncer e por isso ele teria se atirado de uma ponte. Seu irmão Ridley Scott, diretor de “Allien – O Oitavo Passageiro” e “Blade Runner”, suspendeu as filmagens de sua última produção, ao saber da morte do irmão.

Mortes por suicídio nunca deixam uma lição de vida, deixam mais perguntas que respostas.

O perfil de um suicida, na hora da morte, será sempre de alguém em profundos conflitos, dores físicas e espirituais. O medo da família, naturalmente, é que esse comportamento possa afetar o resto do grupo.

Apesar de ser um bom filme, Top Gun não é o meu favorito, entretanto, Tony Scott era sem dúvida um grande diretor.

O meu filme favorito foi “Fome de Viver”, com três grandes nomes pops em interpretações impecáveis: David Bowie, Susan Sarandon e Catherine Deneuve.

Eu também gostei muito da temática de “Inimigo do Estado”, com Will Smith e, para quem gosta de filmes de ação e suspense, vale a pena conferir.

Filmografia do diretor:

2010 – Incontrolável

2009 – O Sequestro do Mêtro 123

2006 – Déjà Vu (filme)

2005 – Domino

2004 – Chamas da Vingança

2001 – Jogo de Espiões

1998 – Inimigo do Estado

1996 – Estranha Obsessão

1995 – Maré Vermelha

1993 – Amor à Queima-Roupa

1991 – O Último Boy Scout

1990 – Dias de Trovão

1990 – Vingança

1987 – Um Tira da Pesada II

1986 – Top Gun – Ases Indomáveis

1983 – Fome de Viver

1971 – One of the Missing

1969 – Loving Memory

By Jânio

agosto 21, 2012 Posted by | Cinema | , , , , | Deixe um comentário

Psicopata da chacina no templo comete suicidio

neonazista

Psicopata no Templo

Wade Michael Page, autor do tiroteio em um templo sikh, em Wisconsin, EUA, que causou seis mortos e três feridos, no último domingo, suicidou-se com um tiro na cabeça.

Page foi o criador da Apaty End, uma banda de rock de ideologia racista que defendia a supremacia branca. Autoridades revistaram sua casa, onde encontraram revistas de armas e estão analisando ligações telefônicas, e-mails e um armazém alugado.

Fonte: RT-TV

Comentário: Essa chacina ocorreu poucos dias depois do massacre da pre-estreia de Batman, talvez por isso tenha chamado menos atenção. Além disso, as olimpíadas são o foco das mídias de massa agora.

Li muitas informações a respeito, sobre o fato do psicopata ser militar e ter atacado um templo de adeptos da tolerância, mas nada que justifique a carnificina, que tem se tornado frequente nos EUA. Para mim esse psicopata era neonazista, os antigos nazistas acreditavam que o suicídio indicava heroísmo.

Segundo uma pesquisa recente, a maioria dos americanos estariam com problemas mentais. Isso me deixou preocupado, afinal, se os americanos que tem uma vigilância sanitária rígida, estão assim, imaginem nós brasileiros.

Acontece que não é tão simples assim, as mega-corporações de lá, não dão a mínima para as leis.

Pelo menos esse psicopata não matou nenhum presidente, até porque, matar presidente da esquerda numa crise brava dessas, não traria muitas vantagens.

… E o pior é que essa doença já chegou aqui…

By Jânio

Chacina do cinema

Noruega – Psicopata extremista de direita

Atirador belga

Brasil – Psicopata de esquerda

agosto 10, 2012 Posted by | Internacional | , , , , , | 1 Comentário

Ex-corretor da Wall street comete suicídio

suicídio na tv

Um ex-corretor da Wall Street comete suicídio durante seu julgamento, ao ouvir sua sentença.

Aparentemente, ele parece tomar veneno e cai morto, quando foi declarado culpado de haver incendiado intencionalmente sua luxuosa mansão.

O palco desse cenário dramático foi em um tribunal de Phoenix, Arizona.

Notícia: O ex-corretor da bolsa em Wall Street, Michael Marin, 53 anos, foi condenado por atear fogo, deliberadamente, em sua luxuosa mansão em 2.009. No vídeo gravado na sala de audiência, enquanto é dado o veredicto, o homem parece colocar algo na boca, duas vezes, e toma água de uma garrafa em seguida.

Minutos depois, o homem se curva e cai no chão. Várias pessoas o cercam para ajudar, sem sucesso. Quando os médicos o atenderam, ele já estava morto.

Em 2.009, sua casa, avaliada em 3,5 milhões de dólares, foi destruída por um incêndio. O corretor disse às autoridades que foi salvo usando uma escada de corda e um tanque de oxigênio para evitar a asfixia da fumaça. No entanto, os promotores alegaram que ele havia ateado fogo em sua casa porque não havia conseguido assumir o pagamento da hipoteca.

Fonte: RT-TV

vídeo

julho 1, 2012 Posted by | Internacional | , , , , | 2 Comentários

As aparências enganam

medo da vida

Talvez ninguém tenha notado,  mas o caso do suicídio de Leila Lopes poderia fazer muita gente pensar sobre um problema moderno, que tem se agravado a nível global, a hipocrisia da classe média alta.

Não é muito raro uma pessoa enlouquecer diante dos vários preceitos, costumes, regras e protocolos que regem a hipócrita classe média alta.

Na classe média alta, é muito comum encontrarmos pessoas sem princípios, vampiros sociais dispostos a sugar até a última gota de sangue de sua vítima, a pessoa mais próxima. A televisão funciona quase como um anestésico, para que as pessoas submetidas as situações adversas não sintam dor.

Estão se tornando comum, pessoas usarem a polêmica como ferramenta de marketing, essa ferramenta adquire uma força muito grande, com uma pequena ajuda da internet. Qualquer escândalo é logo analisado por especialistas, acompanhados caso a caso, avaliando a chance de sucesso das pessoas envolvidas; é como se estivessem dinamitando uma mina de diamante, o único problema é calcular a potência dessa bomba e seus efeitos incertos.

Temos testemunhado vários casos de flagras, às vezes forçados, por paparazzi, indivíduos que não tem a menor noção sobre privacidade, basta uma janela aberta para que se criem um escândalo.

Notando o potencial dessa tendência, algumas celebridades tem espalhado seus flagrantes pela internet, o canal número um em divulgações duvidosas, são muitas as celebridades que se deram muito bem com essa super-exposição íntima.

Antes de se expor a uma situação como essa, a pessoa deveria, no mínimo, fazer uma pequena análise psicológica, isso deveria ser feito por parte das empresas que tem interesse na exploração dessa polêmica.

O caso da Bruna Surfistinha, parece um caso clássico de polêmica que deu certo. O alter-ego de Bruna, não tem o menor constrangimento, nem complexo de culpa, sua posição é bem clara. Ela é vítima da sociedade.

Essa tática funciona muito bem, com uma pequena ajuda da mídia, que também se beneficia, ajuda a sugar um pouco o sangue da vítima.

Cláudia Cadilac, Gretchen, Regininha Poltergeist, todas são grandes exemplos de pessoas que conviviam com a sexualidade à flor da pele, portanto, fazer um filme pornô mudou pouco em suas vidas. Todas elas subiram em suas carreiras, ficaram mais conhecidas, ganharam mais dinheiro em final de carreira.

No caso da Leila, o caminho foi inverso, trabalhou nas maiores empresas de sua área, achou que podia lidar com a questão do escândalo. Não conseguiu.

Em caso de suicídios, a hipocrisia impede que a sociedade consiga identificar sua própria culpa, mas ela fica evidente, para quem quer ver. Todas a pessoas mais próximas tem muita culpa. Diante de uma transformação muito grande, na vida de uma pessoa, ela ficará super-exposta, portanto frágil, os sintomas de instabilidade estarão visíveis, para um olhar mais atento.

No caso de Leila, duas hipóteses poderiam ser verificadas:

Primeira : Ela ficaria longe da família, sugerindo uma certa independência, ficando com a parte psicológica toda comprometida, onde as pessoas mais próximas poderiam ser amigas ou fingirem ser, como é comum na classe média alta. Nesse caso, é como se a pessoa tivesse muitos amigos, mas continua sempre sozinha com seus problemas.

Segunda : Nessa hipótese, ela não se afastaria da família, nem dos amigos; continuaria sua vida normal, como se nada tivesse acontecido. Inconscientemente, sua mente estaria no limite da loucura, onde a pessoa pode agir por impulso, em busca de uma saída para sua mente em chamas, havendo sempre a possibilidade de as pessoas mais próximas cobrarem  um preço, por estarem ao lado de uma pessoa exposta na mídia.

Em qualquer um dos casos, o desfecho será o mesmo: Uma tragédia.

Leila Lopes já era famosa há muito tempo, não era do primeiro time, mas estava sempre bem próxima a isso. Essa vida a colocou ao lado de muita gente importante.

Quando fez o filme pornô, muita gente se viu incomodada com isso, criticou, a sociedade cobrou um preço.

Se na juventude, isso já é difícil lidar, imaginem aos cinquenta anos, quando o cérebro está mais maduro, geralmente em busca do sentido da vida.

Leila Lopes foi encontrada sozinha, em seu apartamento, em suas cartas, ao seu lado, o último pedido de socorro à última pessoa que ela conseguia lembrar: Deus.

Ao seu lado, antidepressivos mostram como deveria ser sua vida, o veneno de rato completa o cenário de loucura, de ato impulsivo, que poderia ser pensado mil vezes, mesmo assim continuaria sendo impulsivo.

Sua afirmação, de que não se matou, mas que foi em busca de Deus, pode ser facilmente interpretado.

“Fiquem cientes que não bebo e não uso drogas, eu decidi que já fiz tudo que podia fazer nessa vida. Tive uma vida linda, conheci o mundo, vivi em cidades maravilhosas, tive uma família digna e conceituada, brilhei na minha carreira, ganhei muito dinheiro e ajudei muita gente com ele”

“É preciso coragem para deixar esta vida. Saibam todos que tiverem conhecimento desse documento que não estou desistindo da vida, estou em busca de Deus. Não é por falta de dinheiro, pois com o que tenho posso morar aqui, em Floripa ou no Sul. Mas acontece que eu não quero mais morar em lugar nenhum. Eu não quero envelhecer e sofrer. Eu vi minha mãe sofrer até a morte e não quero isso para mim. Eu quero paz!”.

Além do texto acima, a atriz afirmava ter sido guerreira, não ter mais objetivos na vida, estar cansada, apesar de ter dinheiro suficiente para viver. Disse que Deus a perdoaria por ter tirado a própria vida e que queria paz.

Os sintomas são bem claros, de instabilidade emocional, seu lado psicológico estava no limite, de acordo com os trechos da carta, divulgado a imprensa.

Ela sempre deixava claro a impossibilidade de conseguir papéis em televisão, ela nunca olhou em baixo da ponte, onde muitas pessoas passam fome, junto com toda a família. Isso mostra que ela sentia necessidade de mostrar uma imagem para a sociedade, imagem que ela manteve até o fim, apesar de suas palavras denunciarem uma mente sofrida.

By Jânio

dezembro 10, 2009 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , | 18 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: