Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Portugal é décimo terceiro entre os computadores zumbis

computadores infectados

O tamanho da ameaça

Os vírus e outras infecções de computadores, são verdadeiras pragas capazes de tirar o sossego de muita gente. Em países subdesenvolvidos, onde o nível de emprego, para profissionais de tecnologia, é pequeno, surgem as maiores ameaças que infernizam o mundo inteiro.

Em primeiro lugar, é preciso dizer que os vírus não são todos iguais, alguns podem provocar o cancelamento de seu acesso a internet, via telefone, ou cancelamento da conta no provedor, ou até processos legais e prisões.

Isso pode acontecer, inclusive, porque você, involuntariamente, passa a ser um criminoso sem saber.

O problema é tão sério que, há alguns anos atrás, a CIA prendeu um internauta, com a ajuda da polícia japonesa, acusado de invadir os computadores da polícia secreta dos Estados Unidos. Mais tarde, descobriu-se que o internauta japonês era inocente, e olha que ele foi pego no flagra; tente imaginar a Polícia Federal arrombando a porta de seu quarto, acompanhado da CIA, polícia secreta americana.

Esse é um problema cada vez mais comum, segunda a Panda ABS, empresa especializada em segurança de internet. Segundo essa pesquisa, Portugal possui um por cento, de todos os computadores do país, infectados por botnets, ocupando a a décima terceira posição no ranking dos países mais infectados do mundo.

Essas pragas, quando infectam os computadores, abrem uma porta na máquina, por onde passam a controlar seu computador remotamente, transformando seu computador em verdadeiros zumbis. Você continuará usando o computador, inocentemente, enquanto sua máquina fará, simultaneamente invasões a bancos, envio de vírus, criando uma verdadeira rede de computadores Zumbis, praticamente impossíveis de serem abordados.

Em começo de carreira, Angelina Jolie protagonizou um filme chamado, se eu não me engano, “Hackers – Piratas da internet”. No filme, os hackers viviam em guerra contra os crackers, que usam as mesmas técnicas mas não resistem a tentação de cometer crimes, com tamanho poder sobre essa tecnologia.

No filme, os hackers se utilizavam de orelhões, ou telefones públicos, para criar conexões. Um orelhão era ligado a outro, que era ligado a um terceiro, e assim subsequentemente.

No controle central, alguns hackers ou crackers, dependendo da finalidade, podem ainda se utilizar de aparelhos móveis, notebooks conectados por satélites, através de celulares de cartão, ou pré-pagos.

Pode parecer coisa de outro mundo, mas para quem já trabalhou em alguma empresa de telefonia e com redes de internet, isso é brincadeira de criança.

Você notará seu computador um pouco mais lento, algumas vezes parece que ele está carregando alguma coisa, mas com as super conexões atuais, aliados a super computadores, isso pode passar despercebido facilmente.

Qualquer pessoa, por melhor profissional que seja, procura formatar o computador na menor suspeita de vírus.

O problema começa quando os malditos técnicos de informática dizem que formatou seu computador, quando, na verdade, fez uma simples limpeza. Formatar, significa zerar a máquina, ou seja, não pode sobrar nada no disco rígido do computador. Se você nota qualquer vestígio de configuração que você havia feito do windows ou Linux, algum programa que você já havia instalado, que não faz parte do pacote do sistema operacional, então seu computador não foi formatado, você foi enganado.

Segundo essa pesquisa, da Panda security, houve um aumento de 30 % no número de computadores infectados, onde os internautas praticam crimes sem saber.

Segundo a pesquisa, a Espanha lidera com 44% das máquinas infectadas, seguido pelos EUA, com 14,4%, com o México aparecendo em terceiro, com 9,3%.

No ano passado, Portugal estava em vigésimo lugar com quase a metade dos computadores infectados, hoje, a coisa está pior, está em décimo terceiro lugar no ranking.

O Brasil se encontra em quarto lugar, Seguido da Argentina e Itália. Em décimo segundo, está o Chile, seguido de perto por Portugal e Alemanha.

Aconselha-se manter sempre um anti-virus atualizado, acompanhado de um bom anti- spyware.

Outras formas eficientes de se combater essa praga seria:

Não utilizar Lan-houses e Cyber cafés, computadores públicos que aumentam o número de contaminação e captura de senhas.

Formatação total da máquina, de dois em dois anos, no mínimo. Formatar demais pode comprometer o disco rígido.

Utilizar computadores diferentes para vida profissional e pessoal.

Evitar internet banking ou digitar dados muito pessoais como: CPF, telefone, identidade, totalmente fora de moda em época de web 2.0.

Trocar as senhas regularmente, de preferência depois de formatar o PC.

Eu, particularmente, não utilizo o Outlook Express, para não usar sua porta, facilitando o envio de dados para crackers, não utilizo programas P2P como o próprio outlook, que utiliza o protocolo smtp, além de outros programas P2P como o MSN e o ICQ.

Estão na lista P2P, peer to peer, par a par, também os compartiladores de MP3 e vídeos de maneira descentralizada, onde o computador compartilha diretamente os arquivos. Nesse caso o computador pode ser tanto cliente (usuário), quanto servidor, mantendo sempre um canal de rede aberto.

Há vários programas que compartilham essa porta: Napster e Ares estão entre eles. O Kazaa usava esse sistema, depois de processado, voltou em sistema via streaming, ou seja, online sem poder baixar, apenas ouvir ou assistir na internet, evitando o sistema o P2P.

Salas de bate papo e o próprio Twitter usam canais irc, portanto, todo cuidado é pouco. Escritório não é lugar para entretenimento virtual.

By Jânio

ranking mundial

ranking por computadores infectados

dezembro 26, 2009 Posted by | segurança | , , , , , , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Classificação dos crimes digitais.

crimes digitais

crimes digitais

Ha várias modalidades de criminosos digitais, assim como há vários tipos de atividades digitais.

Como foi visto, anteriormente, noventa e cinco por cento dos ataques são provenientes de amadores e Lammers, pessoas com pouco conhecimento em atividades hackers mas que se utilizam desses programas para, na maioria das vezes, se aparecer.

Três categorias de criminosos muito comum na internet são:

Wares – visam principalmente a quebra de proteção de programas que rodam apenas em cd original. Entre seus principais alvos estão os sharewares, programas demo com prazo de validade.

Phreaker – Especialistas em telefonia, invadem centrais telefônicas, podendo assim executar ligações clandestinas, efetuando ligações internacionais, atacam servidores sem ser reconhecidos.

são formados pelas próprias  empresas telefônicas, começam a agir quando demitidos.

Lammers – Se intitulam Hackers, gostam de se aparecer, dizem que odeiam os Lammers e os novatos,cometem a maioria das invasões usando scripts encontrados na internet para invadir sistemas e se aparecer.

ATIVIDADES ILEGAIS

Os recursos utilizados pelos crackers são muitos, os principais são:

Backdoor – Quando se instalam no computador, abrem portas de acesso para que crackers operem o sistema remotamente, tendo acesso livre a informações.

Se você nunca viu um backdoor mas tem um bom anti-vírus, um bom anti-spyware, vai conhecê-lo logo, é uma praga muito comum detectado pelos programas de segurança.

Bugs – São falhas em um sistema ou software, de onde os crackers podem burlar a segurança, praticando a invasão.

Exploits – Códigos maliciosos que tiram proveito dos bugs (falhas) do software, para ter acesso aos sistema.

Hijacker – Sequestram, usam códigos que alteram a página inicial do seu navegador ou abrem pop-ups que não apareceriam normalmente em um determinado site.

Keylogger – Software que captura as teclas pressionadas no computador, enviando ao Cracker.  Podem, inclusive, capturar screenshots das janelas do aplicativo em uso.

Os keyloggers são muito parecidos com os Trojans, mas normalmente eles não destroem dados. Eles registram cada tecla pressionada, no teclado do computador, e enviam para seu dono.

Phishing – São mensagens fraudulentas que são enviadas através de e-mail ou mensagens na internet. Essas mensagens tentam passar por avisos  reais ou até mesmo páginas e serviços de grande empresas, bancos, etc.

Quando preenchidos os formulários ou informações, um trojan embutido na mensagem é o responsável por analisar tudo o que está sendo feito no micro e enviar todas essas informações ao ladrão que lhe enviou o o código.

Spam – e-mails não solicitados, geralmente contém fórmulas milagrosas para ganhar dinheiro, ou  fazer propaganda de produtos farmacêuticos. Muitos destes são também programas phishing, tentando roubar informações de usuários descuidados.

Spyware – São programas de computador que ao invés de serem úteis, acabam fazendo uma pesquisa sobre informações de usuários, como sites navegados, músicas que o usuário escuta, etc. Spywares, geralmente, vem acompanhados de hijackers.

Normalmente os Spywares e os adwares vem de softwares agrupados, como utilitário de troca de arquivos. Ambos, spyware e adware, irão rastrear os sites que você visita e o que você faz neles.

Trojan Horse – São programas que executam  algum tipo de atividades maléfica, porém, diferentemente, de vírus e worms, não se espalham automaticamente.

Vírus – Tipicamente, são todos os programas de computador que funcionam como parasitas, infectando todos os arquivos e gerando erros diversos ao sistema de usuário.

Podem chegar até o computador disfarçados de jogos, imagens ou programas, ao serem executados podem destruir informações.

Worms – São um tipo de malwares que tem como características, uma grande propagação de sistemas infectados, pois se espalham rapidamente pela rede, através de mensagens e e-mails.

Worms são vírus que permanecem na memória do computador, replicando a si mesmo. Eles podem ser enviados à outro computados através de um programa de e-mail, canal irc ( internet relay chat), destruindo dados.

Além dos vírus, dois cuidados que você deve ter com:

Passwords – Sua senha deve ser uma senha segura, de preferência com letras e números. Os veteranos usam até maiúsculas nas senhas.

Senhas simples podem ser detectadas através de scripts que utilizam dicionários para quebrar a senha.

As pragas virtuais, com dicionário embutidos, podem infectar seu computador, através de e-mail, downloads ou websites infectados.

Mensagens Instantâneas – Se alguém lhe convida, imediatamente lhe envia um  arquivo, este arquivo pode estar infectado.

Arquivos executáveis ( com extensões .exe, .cmd, .bat, ou .scr) são os mais prováveis, mesmo que seja uma foto, não aceite. Não clique em nenhuma parte.

by Jânio

julho 12, 2009 Posted by | segurança | , , , , , , , , , , | 10 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: