Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Pobre classe média

grande classe média

Classe Popular

Olhando para o passado, o governo deve sentir muita falta dos bons tempos – para ele, governo. Antigamente, ser pobre era padecer no paraíso, morrer no paraíso e ir para o céu, é, porque pela filosofia da época, nenhum rico entrava no céu – os pobres ricos queimavam todos os seus neurônios procurando uma razão para poder entrar no céu.

Nós sabemos como a mídia tem uma boa percepção para observar meio copo de água cheio, ao invés de meio copo de água vazio, esse é o desafio em apresentar uma má notícia com aparência de boa.

Segundo as últimas pesquisas, a classe média tem aumentado muito nas últimas décadas, mas nunca aumentou tanto como nessa última.

A percepção do meio copo cheio mostra que a classe média atingiu 80% da sociedade brasileira, um número impressionante até para uma pessoa pessimista.

Isso me faz lembrar de um milionário, conhecido meu, militar, grande crítico do governo socialista de FHC. Ele dizia que o governo estava acabando com a classe média, visão bem diferente das notícias que eu lia.

Agora eu entendo melhor: Os números mostram que oitenta por cento da sociedade brasileira ganham entre 2000 e 4.000 reais mensais, ou próximo a isso.

Então, as duas informações que eu tinha, faziam sentido: a classe média realmente ficou pobre mas também aumentou.

Então vamos entender como isso funciona:

A classe média é calculada de acordo com a média de todos os salários do país, como a maioria é pobre, essa média segue a mesma tendência. Logo, as pessoas continuam na mesma situação de antes, mas como a classe média empobreceu, então, os pobres juntaram-se a essa classe, tornando-a muito maior.

Se a antiga classe média não fosse tão imbecil, teríamos uma classe média tão forte como nunca vimos antes, mas os pobres que estão chegando, podem mudar essa situação, ou poderiam, porque eu estou vendo também um emburrecimento desses ex-pobres, que nunca deixaram de ser miseráveis.

Entretanto, a sociedade costuma se adaptar ao sistema e, se tivermos sorte, poderá até reagir, aí, sim, teremos mudanças.

Por enquanto, o que notamos é uma confusão muito grande, um verdadeiro festival de baixarias.

Dizem que o pobre não pode ter carro, mas é o rico que enche a cara e é pego pela polícia; dizem que pobre não pode ter câmera, mas é o rico que é flagrado em homemade, escandalizando os internautas; dizem que pobre não tem educação, mas é o rico a maior vítima dos paparazzi, fotografado sem a roupa de baixo; dizem que pobre não tem dinheiro, mas eu nunca vi tantas celebridades fazendo “trabalhos adultos”, que vão desde simples ensaios para revistas masculinas, até programas vips de prostituição, passando pelas apimentadas produções de filmes pornôs – Que pobreza! – em sentido contrário, o que tem de pobre participando de realities shows, ou escrevendo livros sobre sua antiga vida decadente, verdadeiras aulas de sobrevivência para a nova classe média, nem dá para contar.

Os pobres sempre dependeram, ou foram vítimas, da chamada formação de “opinião pública”, e só a classe média tinha acesso a essas opiniões formadas pela aristocracia. Agora, vivemos numa situação gravíssima, e teremos todos de aprender a pensar e ter, cada um, o seu próprio ponto de vista.

O poder democrático, representando a maioria, depende da organização e respeito das minorias, assim como depende do pensamento único de cada um de nós.

By Jânio

Burguesia – Ricos modernos

Quinze minutos de fama de um extra-terrestre

O fim das aparências

Solução para os problemas sociais

A crise da PPP

outubro 5, 2012 Posted by | Inglês | , , , , , , , | 5 Comentários

A história dos partidos políticos.

partidos brasileiros

partidos brasileiros

Segundo analistas modernos, partido político é uma organização de direito privado fundamentados na burocracia e ideologia políticas, sendo a burocracia a sua estrutura e o seu objetivo o poder político.

O acesso do poder das pessoas ao poder não faz parte de seus fundamentos, além disso o partido pode representar oligarquias econômicas ou tradicionais.

A ideia do partido é antiga, mas ganhou força na época do pensamento, da Revolução Francesa, da independência dos Estados Unidos.

Quando vários partidos se unem e formam uma legenda dá se o nome de frente partidária, muito útil quando a quantidade de partidos é muito grande, e muitos não tem grande representatividade.

Alguns partidos fundamentam suas idéias em ideologias internacionais, enquanto, em outros casos, as idéias do partido ultrapassam fronteiras, como é o caso do Partido dos Trabalhadores e o Partido Verde, presentes em mais de um país.

Partidos políticos ganharam muita força no século XX, quando os políticos viram nos partidos uma forma de fazer carreira, se tornarem conhecidos.

Há casos em que o político opta por partidos pequenos, outros opta por instituições, a Polícia Federal é um exemplo de órgão onde a notoriedade de um futuro político pode ser facilmente promovida, de maneira séria até, caso seja a ideologia do candidato a cargo público.

No Brasil, política significa, também, confusão, como não poderia deixar de ser, partido significa confusão também.

Tudo começou com a Independência do Brasil, para brasileiro ver, onde o Brasil independente, era governado pelo filho de Dom João IV, que por sua vez governava Portugal. Satisfazia-se os interesses e tudo ficava bem.

Os dois primeiros partidos criados foram o Partido Português e o Partido Brasileiro, apesar de não serem legais, dava para se ter uma ideia do que seria o futuro do Brasil.

Os primeiros partidos legais foram o Partido Liberal e o Partido Conservador. Imaginem, vocês, um partido com este nome, hoje, Conservador, não precisa nem dizer o que aconteceria. Esta mania de dois partidos funcionava como hoje, escolher entre a panela e o fogo.

Em Cuba onde há um só partido, o PCC, não se assustem, Partido Comunista Cubano, onde não há o interesse de oferecer opções ao povo, a panela e o fogo já vem incluso no pacote.

No segundo reinado, juntou se aos dois primeiros partidos do Brasil, Liberal e Conservados, o Partido Republicano Paulista.

Durande o regime militar, com início em 1.964, o Governo Militar era apoiado pelos partidos UDN, União Democrática Nacional e pelo PSD, Partido Social Democrata, a oposição vinha do PTB, Partido Trabalhista Brasileiro. Essa situação durou pouco tempo, 15 de abril de 1964 até 27 de outubro de 1965, enquanto vigorou o Ato Institucional número um. Com a vigência do Ato Institucional número dois, instaurou-se o bipartidarismo, ARENA e MDB.

A burocracia brasileira, no regime militar, para se ter um partido era necessário, no mínimo, vinte senadores, obrigou a oposição do Governo a manter apenas um partido, reunindo várias correntes ideológicas. Não durou muito para que o MDB, Movimento Democrático Brasileiro começasse a sufocar o partido do Governo, ARENA, Aliança Renovadora Nacional, obrigando o Governo a extinguir o bipartidarismo.

Como fim do bipartidarismo, as várias correntes ideológicas se romperam, dando origem ao PT e o PDT. Em 1988 o PMDB, antigo MDB, enfrentou sua primeira perda, vários partidários abandonaram o partido, insatisfeito com os rumos que o partido estava tomando, criando um novo partido, o PSDB.

Além dos partidos citados e os não citados, vale lembrar que há muitos partidos, em forma de Agremiações, que não foram, ainda, legalizados, o mais conhecido deles é o UDR, União Democrática Ruralista.

Fonte: Wikipedia

julho 11, 2009 Posted by | Política | , , , , , , | 6 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: