Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Criando divulgação gratis com selos, memes e troca de links.

campanhas online

campanhas online

Não há como falar de indexação sem falar de Ted Nelson, o criador do hipertexto, inspirador da internet, criada mais tarde por Tim Berners-Lee.

Tim tinha uma admiração tão grande por Ted que, ao criar a internet, incluiu o nome hipertexto na nova ferramenta, a internet, fundamentada principalmente no html, hiper text markup language.

Segundo os conceitos originais de Ted, o hipertexto possuiria palavras destacadas, ou links, que levariam para outro texto, de maneira aleatória, como são usados, hoje em dia, pela Wikipedia, por exemplo.

A partir daí, concluímos, logicamente, que antes mesmo da internet surgir, já usávamos o hipertexto, através de cd roons, programas de computador, bibliotecas digitais, etc.

Muito bem, então sabemos que o link serve para nos enviar para um assunto  que tem tudo a ver com o texto que se está lendo. Aqui fico imaginando se o meu querido wordpress não poderia criar um complemento,  de instalação automática, para que as palavras fossem destacadas e fossem diretamente para o Wikipedia.

Quando duas pessoas trocam links, há um link que vai para aquele site parceiro, e outro que vem de volta para o site de origem. Isso não está de todo errado, desde que obedeçam a pelo menos uma de duas situações:

1 – O assunto é relevante, tem tudo a ver com o assunto que está sendo tratado no site parceiro, ou seja, os dois sites tratam do mesmo tema.

2 – Apesar de não tratarem do mesmo tema, o conteúdo é de qualidade inquestionável, o que evitará a rejeição do internauta que está visitando.

A rejeição, pelo que eu pude entender até agora, acontece quando a pessoa, visitando o site pelo link indicado, clica o botão voltar do navegador, caracterizando a rejeição ou saídas.

O buscador da Google registra isso, através de cookies,  o tempo no site, a rejeição, etc. Independente disso, atrapalha a organização de conteúdo da internet.

Os selos são uma forma elegante de homenagear nossos sites/amigos, o selo é enviado para dez pessoas, que passam para outras dez pessoas, criando um meme. Esse assunto já foi tratado, aqui, no madeinblog/icommercepage.

Você pode enviar o selo para quantas pessoas você quiser, mas, por cautela, os blogueiros enviam, geralmente, para dez, para evitar uma possível retaliação por parte dos buscadores.

Resumindo, de homenagens, selos e memes, fora as outras formas, típicas de web 2.0, que serão tratadas oportunamente, são feitas uma bela divulgação, de maneira sensata e ética,  recebendo ou enviando tráfego para sites amigos.

Lembrando sempre que comentar em blogs, além de criar links, podemos criar uma boa imagem, o que valoriza bastante nosso site, não é mesmo?

As redes sociais são um caso a parte, que a gente nunca se cansa de falar.

Apesar de algumas redes apresentarem uma qualidade muito acima da média, nem sempre somos agraciados com resultados satisfatórios, assim é preciso visitar várias até encontrar a rede social ideal.

As redes sociais são ótimas para se criar links de maneira ética, sem ficar mendigando um link, o que é, além de anti-ético, fora de moda, com tantas formas de indexações em época de Web 2.0.

Leia mais

https://icommercepage.wordpress.com/2009/06/29/selos-a-corrente-do-bem/

by Jânio.

agosto 30, 2009 Posted by | divulgação gratis | , , , , , , , , | 15 Comentários

Linkk – Revisitando os indexadores de notícias.

Indexador rápido

Indexador rápido

Antes de começar a falar do Linkk, devo salientar que só tenho usado o Dihitt, ultimamente, por falta de tempo, apesar de já ter usado muito o Linkk no passado.

Na visita de hoje, eu notei muitas notícias sendo enviadas ao mesmo tempo em que eu enviava as minhas, isso me pareceu que o site possui muita credibilidade.

Um dos problemas do Linkk, para minhas notícias, é que ele não tem tanta capacidade de indexação no Google, pelo menos no meu estilo. Apesar disso sempre foi uma de minhas quatro redes sociais favoritas.

Além de apresentar uma usabilidade boa, o Linkk, apesar de não me trazer todas as visitas que eu esperaria, para muita gente, ele está em primeiro lugar em captação de audiência para o site.

O Linkk funciona mais ou menos da mesma maneira que outros indexadores de notícias, ou seja, possui um formato padrão. Se a sua notícia possui uma quantidade de votos razoável, vai para primeira página, se não, ela deixará de ser publicada na primeira página, passando rapidamente pelas novas notícias.

O Linkk é um site bastante estável na internet.

Veja uma comparação com a melhor rede da internet, o Dihitt:

Quanto ao Page Rank:

Dihitt page rank 5

Linkk page rank 5

Quanto ao ranking do Alexa.com:

Dihitt   5.861

Linkk   13.086

Resultado na Busca da Google:

Dihitt   4.110.000  resultados para a palavra Dihitt.

Linkk    2.910.000  resultados para a palavra Linkk.

Só para finalizar, o Linkk possui menos categorias, a preferência é por artigos de entretenimento e tecnologia, como a maioria das redes de internet, sobrando menos categorias para culturas mais científicas, didáiticas ou de conteúdo mais específico.

Confira o indexador e diga o que você acha: http://www.linkk.com.br/

By jânio.

agosto 29, 2009 Posted by | Redes Sociais | , , , , , | 10 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: