Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Capa da invisibilidade

capa da invisibilidade

Tecnologia da Invisibilidade

Engenheiros americanos conseguiram obter metamateriais que modificam o comportamento da luz visível. Os resultados podem abrir novos caminhos para alcançar capas de invisibilidade e microscópios de alta resolução.

Todos os materiais presentes na natureza têm um índice de refração positivo, isto é, a razão entre a velocidade da luz no vácuo e a velocidade de um determinado comprimento de onda em uma substância. Entretanto, agora os cientistas conseguiram criar metamateriais de índice de refração negativo, capazes de desviar a trajetória da luz, de tal forma que um objeto desaparece da vista.

As propriedades extraordinárias dos metamateriais poderiam contribuir para a criação de capas de invisibilidade, melhorar os sensores, lasers de pequeno porte, câmera digitais e sistemas de diagnósticos por imagens, assim como projetar microscópios de alta resolução que permitam até observar cadeias de DNA.

Ainda que tenham revolucionado o campo ótico na última década, a obtenção de metamateriais que estejam operando no espectro visível continua sendo um problema sem solução. No entanto, cientistas da universidade de Stanford deram um passo importante na criação de metamateriais capazes de duplicar o comprimento da onda de luz que podem ser controlados.

As propriedades dos materiais naturais dependem da química dos elementos constitutivos, ao contrário dos metamateriais que obtêm suas propriedades da geometria dos átomos artificiais.

Fonte: RT-TV

Projeto Filadélfia

Avião invisível chinês

Tecnologia da invisibilidade

maio 12, 2013 Posted by | blogosfera | , , , , , | 3 Comentários

Ideias futuristas

Energia Eólica

Energia Eólica

A revista norte-americana “Wired” relacionou uma lista com as sete ideias que poderiam mudar a vida da humanidade no futuro.

01) Aviões movidos a eletricidade: Fatores como o impacto negativo no meio ambiente, pelo automóvel, ou o aumento do número de passageiros em uma transformação no transporte aéreo, poderia exigir a criação de aviões movidos a eletricidade.

Na verdade, a NASA já está patrocinando novos protótipos, como a “Série D”, do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT), que conta com uma fuselagem dupla que permite instalar o motor na cauda, e que reduz o consumo de combustível em 50%. A empresa eslovena Pipistrel já desenvolveu uma aeronave de quatro lugares, totalmente elétrico.

02) Máquina de combustível infinito: A ideia foi proposta em 1.982, por Harry Gray, do Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA) que descobriu que os elétrons são filtrados através das proteínas, graças a umas moléculas híbridas denominadas metaloproteínas, que absorvem a radiação solar.

Ele e seus colegas buscam criar baterias microscópicas com óxido de metal em uma extremidade e na outra silício implantados nas membranas de células de plantas, de modo que absorvam a radiação e gerem hidrogênio.

03) Wi-Fi em spray: Toda a economia de telefonia móvel se baseia na ideia de que o usuário pode acessar a rede em qualquer momento e em qualquer lugar, problema que poderia ser resolvido por meio de um Wi-Fi de conexão constante.

A solução Chamtech Enterprises consiste em uma antena de Wi-Fi em um frasco de spray. A empresa desenvolveu um líquido cheio de condensadores que tornam um sinal de rádio melhor do que uma haste de metal padrão.

04) Plantas no deserto: O Saara e outros desertos poderiam se tornar fontes infinitas de energia limpa. Durante as seis horas do dia, as terras dos desertos absorvem mais energia do que a humanidade consome em um ano, por isso, um consórcio de políticos, cientistas e economistas de todo o mediterrâneo, parecem dispostos a discutir o assunto. O projeto Desertec para o desenvolvimento de energia eólica e solar, abrange milhares de quilômetros quadrados de desertos de todo o mundo.

05) Telas digitais nos olhos: Trata-se de protótipos de óculos que proporcionam informações úteis, visíveis só pelo usuário.

Babak Parviz, professor da Universidade de Washington (EUA), irá mais longe e, ao invés de óculos, pretende implantar telas do tamanho de um fio de cabelo humano, em lentes de contato. Segundo ele, seu invento generaliza as telas de telefones celulares, computadores e televisores estarão com os dias contados para se tornarem dispensáveis.

06) Guerra com asteroides: Bong Wie, Um cientista da Universidade Estadual de Iowa, sugere o uso de um invento chamado Hyper-Velocity Asteróid como veículo para combater asteroides, equipados com um interceptor cinético que permite que o míssil penetre na rocha, com uma carga nuclear que eliminaria a ameaça.

07) Arranha-céus de diamantes: O diamante é um dos materiais mais duros. É limpo, quase não produz fricção, quimicamente é inerte e tem uma condutividade térmica incrível.

Composto de carbono, um dos elementos mais comuns, o diamante pode ser útil em muitas áreas, inclusive na microeletrônica para tratamento de água.

Stephen Bates, que já trabalhou na NASA, Princeton, e General Motors, conseguiu construir um motor de pistões de Zafiro transparente, deixando visível o processo que ocorre em seu interior.

O especialista pensa usar a tecnologia em construção de fundações das casas, vigas de arranha-céus, peças de aeronaves, naves espaciais, etc.

Fonte: RT-TV

Top 10 ficção real

Tecnologia da invisibilidade

Jetpack – o Foguete pessoal

Teletransporte de dados

Controle mental das máquinas

fevereiro 3, 2013 Posted by | curiosidades | , , , , , | 1 Comentário

Deep Web – Nas profundezas da internet

internet invisível

Deep Web (também chamada de Deepnet, Invisible Web, Undernet ou hidden Web, refere-se ao conteúdo da World Wide Wide (WWW) que não faz parte da Surface Web, conteúdo indexável pelos padrões dos motores de busca.

Não deverá ser confundida com a Dark Internet, redes de computadores ultrapassadas que não podem ser alcançadas via internet, ou com a Darknet, compartilhamento de arquivos, que poderia ser classificada como uma pequena parte da Deep Web.

Mike Bergman, fundador da BrighPlanet, disse que a procura na internet hoje pode ser comparada a uma navegação pela superfície, surface, de um oceano, sendo que uma grande quantidade de conteúdos pode ser rastreado na rede, pelos buscadores, mas há muito conteúdo interessante abaixo dessa superfície e, portanto, fora do alcance dos buscadores. A maioria das informações da Web estão muito abaixo da superfície, navegável pelos internautas, através dos buscadores, em sites gerados dinamicamente, e que os motores de busca padrão não pode encontrar. Motores de busca tradicionais não conseguem “ver” ou recuperar o conteúdo na Deep Web, isso porque estas páginas não existem até que sejam criadas dinamicamente conforme o resultado de uma pesquisa específica. A Deep Web está a uma magnitude maior, sob a superfície.

Estimativas baseadas em técnicas avançadas de internet, feitas em uma Universidade da Califórnia, Berkeley, no ano de 2.001, especulam que a Deep Web é constituída 91 terabytes. Estimativas mais precisas podem ser obtidas com tecnologias desenvolvidas para Deep Web: A princípio, foram detectados 300.000 Deep Sites em toda a Web, em 2.004 e, de acordo com Shestakov, cerca de 14.000 Deep Sites só na região da Rússia, em 2.006.

Sites que não foram registrados em buscadores, o que não ocorre com subdomínios gratuitos, como os blogs, não são rastreados pelos buscadores, ou seja, são invisíveis aos buscadores, portanto, conhecidos como Web invisível ou Invisible Web.

A Deep Web pode ser classificada como:

Conteúdos Dinâmicos: Páginas dinâmicas geradas automaticamente através de uma simples interação com formulários, com campos de textos, esses campos são difíceis de navegar sem o conhecimento de domínio.

Private Web: Sites que exigem registro e login (protegidos por recursos de senha).

Unlinked Content: Páginas que não estão ligadas à outras páginas, que pode impedir os sistemas rastreadores de acessar o conteúdo. Este conteúdo pode ser classíficado como páginas sem backlinks (ou inlinnks).

Contextual Web: Páginas com conteúdo variável para contextos de acessos diferentes (intervalos de endereços IP de cliente ou sequência de navegação interior).

Acesso limitado de conteúdo: Sites que limitam o acesso às suas páginas de forma técnica (por exemplo, usando o Padrão de Exclusão de Robôs, Captchas, ou cabeçalhos HTTP que proíbem a motores de busca de navegar, criando cópias do cache.

Scripted Content: Páginas que só são acessíveis através de links produzidos em JavaScript, bem como conteúdo baixado dinamicamente a partir de servidores Web de Flash ou Ajax.

Non-HTML/text content: Conteúdo textual codificado em multimídia (imagem ou vídeo) ou arquivos específicos, formatos de arquivos não manipulados pelos motores de busca. Conteúdo de texto usando o protocolo Gopher e arquivos hospedados em FTP que não são indexados pela maioria dos motores de busca. Motores de busca como o Google não indexa fora de HTTP ou HTTPS.

Para descobrir o conteúdo da Web, motores de busca utilizam Crawlers que seguem hyperlinks através de números de portas de protocolos virtuais conhecidos. Esta técnica é ideal para descobrir conteúdos na superfície da Web, mas muitas vezes é ineficaz para encontrar conteúdos da Deep Web. Por exemplo, esses indexadores não tentam encontrar páginas dinâmicas que são o resultado de consultas de banco de dados, devido ao número infinito de consultas que são possíveis.

Tem-se observado que isto poderá ser parcialmente superado, se forem fornecidos links para consultar os resultados, mas isso poderá involuntariamente inflar a popularidade de um usuário da Deep Web.

Em 2.005, o Yahoo! rastreou uma pequena parte da Deep Web, liberando para seus assinantes. Esse motor de busca rastreia através de alguns sites da Web. Alguns sites de subscrição exibem seu conteúdo completo de robôs de Search Engine, assim como vai aparecer nas buscas do usuário, mas, em seguida, mostra aos usuários uma página de login ou de subscrição, quando se clica em um link da página de resultados do motor.

Os pesquisadores tem explorado uma forma que a Deep Web possa ser rastreada de forma automática. Como resultado dessas pesquisas, vários projetos vem sendo desenvolvidos paralelamente como:

DeepPeep: Um projeto da Universidade de Utah patrocinado pela National Science Foundation, que reuniu fontes (formulários) em diferentes domínios, com base em novas técnicas de rastreamentos mais focados.

Finalmente os buscadores comerciais começaram a explorar métodos alternativos para rastrear a Deep Web. O protocolo Sitemap (desenvolvido pela Google) e o Mod Oai, são mecanismos que permitem que os motores de busca e outras partes interessadas em descobrir recursos que levem a Deep Web, em servidores específicos. Ambos mecanismos permitem que os servidores web divulguem as URLs que são acessíveis a eles, permitindo a descoberta automática de recursos que não estão ligados diretamente à Web Surface.

Deep Web do Google rastreia submissões para cada formulário HTML e adiciona as páginas HTML resultantes para o índice do motor de busca Google. São mil consultas por segundo para o conteúdo Deep Web.

Neste sistema, o cálculo pré da submissões é feita usando três algoritmos:

01) A seleção de entrada para textos de pesquisa que aceitam palavras-chaves;

02) Identifica resultados que aceitam apenas valores de um típo de dados específicos (por exemplo, data);

03) Seleção de um pequeno número de combinações de resultados que geram URLs adequadas para a inclusão no índice de buscas web.

Determinar se um resultado já faz parte da internet ou se faz parte da Deep Web é difícil. Se um resultado é indexado por um motor de busca, isso não quer dizer necessariamente que deveria estar ali, isso porque esse resultado poderia ter sido obtido através de outro método (por exemplo: Protocolo do Site Map, Mod Oai, Oaister) em vez de rastreamento tradicional.

Se um motor de busca fornece um backlink para um resultado, pode-se supor que o resultado está na web surface. Infelizmente, os motores de busca nem sempre fornecem os back links para esses recursos. Mesmo que uma backlink exista.

Não há maneira de determinar se o recurso que fornece a ligação é ele próprio ou web surface, sem rastrear toda a web. Além disso, um recurso pode residir na web surface, sem ter sido encontrado por um motor de busca.

Portanto, se temos um recurso arbitrário, não podemos saber com certeza se o recurso reside na web surface, sem um rastreamento completo da web.

Para resolver esse problema, alguns projetos estão sendo desenvolvidos, entre eles:

01) Oaister – Universidade de Michigan

02) Intute – Universidade de Manchester

03) Infomine – Universidade da Califórnia, em Riverside.

04) DirectSearch – Gary Price.

Esta classificação representa um desafio durante a busca da Deep Web, em que dois níveis de categorização são obrigatórios.

O primeiro nível é categorizar sites em tópicos verticais ( por exemplo, saúde, viagens, automóveis) e sub-tópicos de acordo com a natureza do conteúdo subjacente de suas bases de dados.

O desafio mais difícil é classificar e mapear as informações extraídas de várias fontes da Deep Web, de acordo com necessidades do usuário final. Relatórios de pesquisa Deep Web não pode exibir URLs, como relatórios de pesquisas tradicionais. Os usuários finais esperam de suas ferramentas de busca, não só encontrar o que estão procurando rapidamente, mas que seja intuitiva e amigável.

Para que sejam significativos, os relatórios de pesquisa tem de oferecer alguma profundidade à natureza dos conteúdos que estão na base das fontes, ou então o usuário final estará perdido no mar de URLs que não indicam o conteúdo. O formato em que os resultados da pesquisa devem ser apresentados varia muito de acordo com assunto específico da pesquisa e do tipo de conteúdo que está sendo exposto. O desafio é encontrar e mapear dados semelhantes em várias fontes diferentes, de modo que os resultados das pesquisas possam ser expostos em um formato unificado sobre o relatório de pesquisa, independentemente de sua fonte.

As linhas entre o conteúdo e o motor de busca da web começaram a diluir-se, com os serviços de busca começando a dar acesso a parte ou todo conteúdo de uma vez com restrição de conteúdo. Uma quantidade crescente de conteúdo da Deep Web se abre para pesquisa livre, com editores e bibliotecas fazendo acordos com grandes motores de busca.

No futuro, o conteúdo da Deep Web poderá ser definida por menos oportunidade para a busca do que as taxas de acesso ou outros tipos de autenticação.

Fonte: Wikipedia

Dark internet

Darknet – Revolução Web

Sites de busca DeepWeb

Adaptação de texto: By Jânio

junho 9, 2012 Posted by | internet | , , , , , , , | 4 Comentários

A cápsula salva-vidas contra tsunamis

salvando vidas

Cápsula da Sobrevivência

Um fato que me chamou a atenção, durante a tragédia do Japão, foi: Por que carros tão modernos ou engenharia sofisticada, foram tão inúteis diante de uma tragédia anunciada?

Nós sabemos dos esforços japoneses e os cuidados em desenvolver projetos que suportem terremotos ou tsunamis, mas as pessoas pareciam totalmente indefesas.

Engenheiros da Boeing desenvolveram uma cápsula que ajuda a sobreviver em situações de tsunami, protegendo até seis pessoas, e o melhor é o preço, apenas 1.000 dólares.

Segundo Scott Hill, a ideia surgiu depois dos alertas de tsunami em Oregon, mas foi só após as tragédias do Japão que a empresa decidiu que estava na hora de desenvolver o projeto.

A cápsula feita a base de alumínio, um balão que possui uma armação capaz de proteger as pessoas em seu interior. Possui cerca de dois metros e dez centímetros, e pode proteger contra choques de carros, escombros, etc, também suportaria até duas horas.

Essa “bolha” seria composta de duas esfera, externa e interna, onde a interna giraria independentemente da externa, possibilitando que as pessoas permanecessem sempre em posição vertical, em pé.

No caso dos choques, os engenheiros acreditam que seriam amenizados, já que nenhuma batida seria direta, a cápsula é arredondada.

As cápsulas deverão atender a demanda de populações costeiras, em áreas de risco.

As pessoas deverão manter essa cápsula em um pátio para, em caso de alerta, evitar o congestionamento provocado por fugas desorganizadas.

Fonte: RT-TV

Texto: By Jânio

julho 17, 2011 Posted by | curiosidades | , , , , , , | 15 Comentários

Como financiar um empreendimento através de incubadoras

lista de incubadoras

Captação de capital

O assunto que trataremos hoje, não é um dos assuntos que me deixa muito a vontade. Tratam-se das várias formas de se conseguir dinheiro para o seu empreendimento.

Estamos trabalhando em pesquisas, já há algum tempo, e temos observado principalmente a fase anterior ao início do empreendimento.

Segundo alguns especialistas, a ideia de procurar os bancos para um possível investimento, em início ou na pré-concepção do projeto, é um grande erro.

Se o dinheiro não é o elemento mais importante dentro do projeto de empreendimento, se o financiamento é o caminho mais óbvio, para se obter recursos financeiros, então qual é o problema?

Caso você não seja político, não seja ligado diretamente aos políticos e não tenha acesso às informações privilegiadas, o financiamento pode se tornar uma opção extremamente inviável, com o custo alto demais a se pagar, numa fase em que os gastos devem ser monitorados nos mínimos detalhes, além da incerteza sobre o futuro da empresa.

O controle de capital de giro, fundamental para a sobrevivência de uma empresa, não permite malabarismos, já que o dinheiro é tão escasso. O fato de se conseguir um financiamento, não quer dizer que o problema financeiro foi resolvido, pelo contrário, com uma alta taxa de juros, seus problemas podem estar apenas começando, mesmo antes de se iniciar o empreendimento.

É por isso que empreendedores de primeira viagem, preferem empreendimentos com baixo investimento, pequeno número de funcionários, enfim, uma estrutura mais controlável financeiramente.

Quando o empreendimento implica em captação de dinheiro, devido ao alto custo, se faz necessário procurar fontes para a obtenção desses recursos financeiros.

Siga os passos a seguir:

01 – Segundo o site “Papo de Empreendedor” http://www.papodeempreendedor.com.br/ , é preciso elaborar um bom plano de negócios, estudar detalhadamente os custos da futura empresa: Instalação, despesas operacionais, fixas, etc.

02 – Em posse de um bom plano de negócios, procure uma das mais de trezentas incubadoras espalhadas por todo o Brasil. Se você não sabe quais são as instituições e associações incubadoras de empresa, visite o site da Anprotec http://www.anprotec.org.br/listaSimples2.php.

03 – O Sebrae http://www.sebrae.com.br/ pode ser de muita utilidade, antes, durante e depois da criação do projeto. No Sebrae pode ser encontrado os endereços das incubadoras também.

04 – Caso a empresa já esteja em estágio inicial, com CNPJ e outros documentos, necessários para uma empresa formal, procure a Finep http://www.finep.gov.br/ , segundo o site “Papo de Empreendedor”, o último Venture Forum, promovido pelo Finep, a concorrência foi grande, dos 400 projetos inscritos, apenas 16 foram apresentados.

05 – Para alunos de faculdades, como a FGV, ainda há outras opções e concursos. Várias faculdades promovem esses concursos, mas só para seus alunos.

O grande problema dessas opções de captação de capital, é que a quantidade de candidatos é muito grande, ou seja a concorrência é muito grande. Onde tem dinheiro, há muita gente de olho, essa são as regras de uma busca por capital, não dá para mudar.

A grande vantagem dessas instituições é que não haverá pressão pelo retorno do investimento, permitindo o tempo necessário para a estabilização do empreendimento.

Caso seu projeto seja pequeno, vale lembrar que o capital de giro é muito importante, é ele que determinará o tempo que a empresa terá para se estabilizar. Nesse caso, o plano de negócios é fundamental, o fato de se verificar um aumento das venda, não implica necessariamente em um ponto positivo, caso as compras sejam à vista e as vendas a prazo, a longo prazo, haverá uma necessidade de financiamento, muitas vezes sem negociação do valor de juros, o que poderia levar a empresa à falência, o controle de estoque é muito importante.
Lista de instituições incubadoras de empresas de São Paulo:

Centro Incubador de Empresas CIEE – SP
Centro Incubador de Empresas de São José do Rio Preto – SP
Centro Incubador de Empresas de Software – SP
Centro Incubador de Empresas Tecnológicas – CINET – SP
Incubadora Base TEcnológica Setor Aeroespacial – INCUBAERO – SP
Incubadora Cultura – PROCULTURA – SP
Incubadora Cultura de São João da Boa Vista – SP
Incubadora de Agronegócios de Piraju e Região – SP
Incubadora de Base Tecnológica Voltada ao Agronegócio, Ambiente e Biotecnologia – SP
Incubadora de Design – DESIGN-INN – SP
Incubadora de Empersas de Franca – SP
Incubadora de Empreas de Leme – IEL – SP
Incubadora de Empresas de Araras – SP
Incubadora de Empresas de Barão de Mauá – IEBM – SP
Incubadora de Empresas de Base Tecnológica – SUPERA – SP
Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da UNICAMP – INCAMP – SP
Incubadora de Empresas de Jundiaí – SP
Incubadora de Empresas de Lins – SP
Incubadora de Empresas de Mococa – SP
Incubadora de Empresas de Novo Horizonte – SP
Incubadora de Empresas de Olímpia – SP
Incubadora de Empresas de Osasco – SP
Incubadora de Empresas de Santos – SP
Incubadora de Empresas de São Bernardo do Campo – IESBEC – SP
Incubadora de Empresas de Sertãozinho – SP
Incubadora de Guarulhos – SP
Incubadora de Matão – ACEMATAO – SP
Incubadora de Negócios – SP
Incubadora do CIATEC – SP
Incubadora Empresarial de Bebedouro – IEB – SP
Incubadora Mista de Pindamonhangaba – SP
Incubadora para Inovação e Empreendedorismo – INOVE – SP
Incubadora Regional de Agronegócios – INAGRO – SP
Incubadora Softex de Campinas – SP
Incubadora Tecnológica Agroindustrial – ITA – SP
Incubadora TEcnológica de Empresas de Sorocaba – INTES – SP
Incubadora Tecnológica de Santo André – INNOVA – SP
Incubadora Tecnológica UNIVAP – REVAP – SP
Incubadora UNIVAP – SP
IncubadoraTradicional de São João da Boa Vista – SP
Núcleo de Desenvolvimento Empresarial – Incubadora de Empresas de Limeira – SP
Núcleo de Inovação e Tecnologia, Incubadora Mackenzie – NIT – SP
Rede Paulista de Incubadora – RPI – SPS

Fontes:
Papo de empreendedor
Anprotec

abril 27, 2010 Posted by | Empreendedorismo | , , , , , , , | 12 Comentários

Mudanças de hábitos para um mundo melhor

mudança de hábito

Desenvolvimento sustentável

O tema desenvolvimento sustentável, por mais que se fale de sua importância, pouco se esclarece, ou seja, em qualquer palestra sobre o assunto, a pessoa sai com a certeza de sua  importância, mas sem entender absolutamente nada.

De vez em quando, precisamos falar de maneira clara, mostrando de maneira simples, como começar  uma vida responsável em relação ao desenvolvimento sustentável.

O Que nós sabemos é que estamos apenas no início de uma transformação, mesmo assim, há pessoas que nem no início estão, sem nenhuma informação.

Vamos começar com algumas regrinhas básicas, aquelas que estão na cara, mas não queremos ver.

01 – Preferir os equipamentos que economizam energia – Já há certificação, até do próprio governo, para indicar os aparelhos mais econômicos, gastando pouca energia. Fora isso, a Internet está aí, para pesquisas sobre o assunto.

02 – Nunca lavar com a mangueira, sem esfregar com sabão – Essa é uma mania irritante, difícil de engolir. Eu já armei um tremendo barraco quando uma mulher,  depois de quase três horas,  lavando a calçada, insistia em empurrar toda a sujeira da calçada, e da rua, com a água que saia da mangueira, sem varrer o chão.

03 – Selecionar o lixo – Nesse caso, é até uma questão de higiene, separar o lixo reciclável (papel, borracha, lata, ferro, plástico, e outros produtos industrializados) do lixo orgânico (alimento, folhas de árvore, madeira e outros produtos não industrializados, que apodrecem facilmente. Obs: os ossos são produtos industrializáveis), para que os caminhões de coleta recolham de maneira seletiva. Se o seu município ainda não tem uma indústria de reciclagem, dê essa ideia ao Prefeito, é bom e barato, além de criar empregos.

04 – Aproveitar a água da chuva – Essa é uma das maneiras onde as Orgs e o Governo deveriam participar, informando e dando palestras, para que as pessoas tenham consciência ambiental e se sintam incentivadas a fazer a coisa certa.

05 – Fazendo cocô – Eu já escrevi sobre a importância do cocô  para a saúde, o cocô  é bom para o meio ambiente também. Além de ser um dos melhores adubos naturais do mundo, o cocô humano também pode evitar a descarga.

segundo ambientalistas, basta jogar pó de serra em baixo da privada e após a necessidade fisiológica, jogar um pouco de pó de serra sobre, ou misturar a compostagem. Em regiões rurais, pode-se usar outros materiais além do pó de serra, como palha de arroz, café, feijão,  ou o que melhor se adequar.

06 – Fazendo xixi – Outra forma que contraria os costumes da burguesia, mas que foi adotada por ela, recentemente, é o hábito do xixi durante o banho. Novamente a descarga é economizada, diminuindo pela metade a quantidade de água que seria gasto com o banho e descarga, respectivamente.

07 – Economizar gasolina – Usar o carro apenas o necessário, seria o ideal. Algumas pessoas tem uma desculpa na ponta da língua, e eles tem razão, é tudo uma questão de hábito, depois de algum tempo, além de economia de gasolina, o condicionamento físico melhorará também.

08 – Uso de energias alternativas – Aqui, a iniciativa privada deu uma grande contribuição, as  novas arquiteturas já trazem, em sem planejamento, formas alternativas e planejadas, relacionadas ao desenvolvimento sustentável. Um exemplo é a captação de energia solar, além de responsável, tende a valorizar o imóvel.

09 – Iluminação solar – As clássicas casas de jardim, salas de lazer, etc., podem muito bem serem iluminadas por garrafas de refrigerantes, cheias de água,  introduzidas estrategicamente nas paredes, no teto, ou alguma ideia parecida. O teto solar e as paredes de vidro que correm sobre os trilhos, são ótimas alternativas para economizar.

10 – Ventiladores – A troca do ar condicionado pelos ventiladores, economiza muita energia, sem abrir mão do conforto.

Não foi preciso muito esforço para relacionar dez formas práticas de transformar nossos hábitos em hábitos saudáveis e responsáveis, coisa que nem o Al gore conseguiu, depois que descobriram que sua mansão gastava energia equivalente a dezenas de casas econômicas.

Além de mudar nossos hábitos, há outras formas de cooperarmos rumo a um mundo melhor. Devemos apoiar projetos em prol do meio ambiente, comprar produtos reciclados, fazer uso de embalagens retornáveis, etc.

Aos poucos, iremos nos tornando bem mais dignos do mundo em que vivemos.

A exclusão social e digital sempre serão empecilhos para nosso desenvolvimento, assim como a má distribuição de rendas, impostos altos …

By Jânio

fevereiro 1, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , | 8 Comentários

Violência do Rio, vista de fora

Além do cartão postal

Além do cartão postal

È  certo que o conflito entre traficantes e policiais, no Rio, teria mais credibilidade se visto sob ponto de vista próprios cariocas. Por outro lado a visão externa do conflito, além de mostrar dados que são noticiados no país, acrescenta a visão que se tem de fora, através de correspondentes internacionais, aqui no Brasil.

Alguns números que estão sendo divulgados lá fora, sobre o Brasil são:

Falta de controle sobre armas no país – A se julgar pela forma como as armas estão chegando até os traficantes nas favelas, mostra a falta de um controle central dessas armas, ou seja, um banco de armas onde se possa controlar a circulação das armas desses policiais.

População armada – Outro dado assustador, divulgado pela imprensa internacional, é o fato da população estar cada dia mais armada, bastando apenas uma ocasião para que um cidadão se transforme num perigo para a sociedade, cerca de 90 por cento das armas estão nas mãos da população civil.

Nesse ponto, eu diria que a legislação centralizada é um grande problema, porque uma lei aplicada no Rio e uma lei aplicada na Amazônia, são completamente diferentes. Leis criadas para coibir, controlar, isentar, não deveriam jamais ser editadas em nível federal, esse medo do separatismo, trauma brasileiro, deixa a todos numa situação delicada, como recentemente, sobre as leis de armas.

A ideia de que as armas tem vindo de fora do Brasil, pode até ter fundamento, mas a maioria são conseguidas no próprio país.

Outro dado interessante, é a triste notícia de que a polícia do Rio está se tornando a mais bem preparada polícia, em situação de guerrilha urbana, do mundo. Talvez isso explique tantas mortes, não haverão mortes fora da população da favela, a ideia é encurtar o campo de atuação dos traficantes, em seu próprio reduto, como acontece em países como a Colômbia.

Por número de habitantes, o Brasil está perdendo apenas para El Salvador, Venezuela e África do sul, em homicídios por armas de fogo. Por outro lado o Brasil é o país onde mais morrem pessoas por arma de fogo no mundo, em números absolutos.

A situação é tão trágica que um Militar americano, atuando no Afeganistão, veio conhecer as táticas de guerrilha urbana no Rio, como são conhecidas as operações da polícia no exterior.

Em contra partida, a única coisa que tem resultados positivos, partem de projetos de ONGs, onde há um trabalho de conscientização e alerta,  abrindo a mente dos jovens para uma alternativa de vida longe do crime.

A queda de helicóptero da polícia, abatido por criminosos do Rio, deixou uma certeza: Filmes sobre favelas, ficam cada dia mais próximos do cinema de Hollywood do que para cinema nacional. Isso as ONGs terão que combater também, essa visão glamourosa do caos urbano não ajuda em nada.

By Jânio.

outubro 20, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | 12 Comentários

Prédios bizarros em projetos.

Vejam um lista dos prédios mais bizarros, projetados  para atrair turistas. As imagens são de meu arquivo, retirado da própria blogosfera.

lindo edifício

lindo edifício

design arrojado

design arrojado

parece filme de ficção

parece filme de ficção

De volta ao futuro

De volta ao futuro

outubro 7, 2009 Posted by | curiosidades | , , , , | 10 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: