Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Protestas contra la presidenta Dilma Rousseff en Brasil

candidata eleita

Presidenta do Brasil

Las calles de casi medio centenar de localidades han sido escenario este domingo de multitudinarias protestas contra el Gobierno de la presidenta Dilma Rousseff. La manifestación más grande tiene lugar en São Paulo, donde, según las estimaciones, unas 450.000 personas se congregaron en la zona de la avenida Paulista, una de las más importantes de la ciudad,informa ‘Folha de S. Paulo’. A su vez AFP informa de que la protesta ha reunido a unos 1,4 millones de personas, según la Secretaría de Seguridad del estado.

Otra gran manifestación se ha celebado en Río de Janeiro, concretamente en la playa de Copacabana. La movilización comenzó a las 10 de la mañana y duró hasta las 15.00 horas de la tarde, informa el citado periódico. En el centro de las demandas está la destitución de la presidenta y la detención del expresidente Lula da Silva.

Esta semana, Dilma Rousseff ha declarado que no renunciará a su cargo a pesar de la creciente presión por parte de la oposición y que las peticiones de su salida del Gobierno carecen de base real. La mandataria se encuentra a la espera de un juicio político debido a presuntas irregularidades fiscales. Rousseff también ha defendido a su predecesor, Luis Inácio Lula da Silva, después de que la Fiscalía de São Paulo solicitara prisión preventiva para él.

Artículo en português

março 14, 2016 Posted by | Espanhol | , , , | Deixe um comentário

A Presidenta Dilma faz discurso moderado na visita de Obama ao Brasil

interesses comuns

Visita de Obama

Barack Obama começou sua agenda no Brasil de maneira muito discreta, como era de se imaginar, seguindo seus objetivos. Seu principal objetivo será fortalecer a parceria com o Brasil, e desse objetivo ele não deverá se desviar.

O amigo de Hugo Chaves, ex-presidente Lula, não esteve presente, mas todos os outros ex-presidentes estavam. Isso me faz acreditar ainda mais que o ex-presidente era apenas um plano para alcançar o poder – ou será que eu estou errado?

Poderíamos ter a Maysa, aquela apresentadora mirim, como presidenta, ou o próprio Tiririca, não faria a menor diferença para o império brasileiro. Aliás, é isso o que o Brasil tem em comum com os Estados unidos, simpatia ao imperialismo.

Nos Estados unidos, como seria de se esperar, não há ditadura, a ditadura é o que eles desejam para todos os seus parceiros, como o Brasil por exemplo. Suas estratégias no Oriente Médio começam a dar errado, mas os americanos sabem quando mudar de lado, ao contrário do Brasil.

Já tivemos uma criança governando o Brasil, na época da Monarquia, não tivemos? – Então, podemos ter um palhaço ou uma criança novamente.

É difícil convencer as pessoas de que presidente não manda nada, convencer as pessoas que há um poder muito maior, por trás das aparências políticas. Será que os eleitores pensam nisso na hora de votar? – Eu acho pouco provável?

Com raras exceções, como é o caso de São Paulo, as pessoas podem acordar na hora do voto, criando um grande constrangimento para as bocas de urnas. Podemos ser manipulados durante meses, menos na hora de votar.

Barack Obama foi moderado em seu discurso. No jogo político, fora de casa, o empate é um bom resultado, principalmente se for um jogo amistoso.

Dilma fez a sua parte, aproveitou a oportunidade para fazer reivindicações em público, sabendo que não teria outra chance. Seu discurso lembrou o discurso de velhos políticos de cinquenta anos atrás, mas era de se esperar, Dilma não tem tanta habilidade com as palavras.

Assim como a Venezuela, os Estados Unidos tem sua balança comercial desfavorável, em relação ao Brasil, por isso o Brasil deve tolerar, não só Chaves, como Obama.

São dois países que importam muito do Brasil, mas exportam pouco para cá. Nada mais justo do que começar a equilibrar as balanças, literalmente falando.

As experiências com extraçao de petróleo em grandes profundidades, nos Estados Unidos tem sido desastrosas, enquanto o Brasil tem sido mais eficiente.

Evidentemente, esse não deverá ser o único setor em que os Estados Unidos estão interessados. O Brasil é o país emergente com mais estrutura econômica (país rico) enquanto os Estados Unidos estão em situação inversa, então, nada mais normal do que essa aproximação.

O Brasil é o país que dá certo, pelo menos economicamente, nunca teve grandes problemas econômicos. Por outro lado, há uma vantagem para os trabalhadores semi-escravizados, pela primeira vez, chegou-se a conclusão que um bom escravo deve ter muita saúde, para produzir mais – Já podemos sonhar com a libertação.

By Jânio

março 19, 2011 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

A lista de todos os Ministros de Dilma

 

lrelação ministros

Ministros de Dilma

A nova lista de ministros do Governo Dilma, nem saiu, e já provoca polêmicas, alguns envolvidos em escândalos não apurados, outros apadrinhados de coronéis da política, e uma suspresa, Ciro Gomes será mesmo reservado para uma futura campanha presidencial.

O governo Dilma traz de volta Palocci, o ex-Ministro forte de Lula, e alguns ministros deverão se manter no cargo, como o Ministro dos Esportes e o próprio Guido Mantega.

Durante o Governo Lula, houve uma disputa silenciosa nas sombras e vários Ministros cairam. Aoposição era péssima politicamente, mas para conspirar tirou nota máxima. não acredito que fosse só a oposição, a queda de José Dirceu, quando Roberto Jefferson achou que ele tinha planejado a armadilha; a armadilha em que caiu Palocci; eu cheguei a acreditar que era armação da própria Dilma, mas como ela chamou Palocci de volta, isso fica descartado.

Uma outra suspeita que eu sempre tive, era que Sarney estivesse por trás de tudo isso, já que, segundo as fofocas, Sarney teria todas as fichas sujas dos políticos, desde o Governo Militar.

De fato, o que sabemos é que Ávaro Dias chegou a interrogar um presidiário, enquanto ele estava preso, o que criou uma grande polêmica.

Ambos os lados sofreram várias perdas, como Marcos Maciel, Arthur Virgílio, Tasso Jereissáti, Renan Calheiros, José Genoíno. Jader Barbalho e vários outros. Alguns continuam lá, como foi o caso da Filha de Sarney e Maluf.

A internet, sempre estará pronta para denunciar a volta de políticos corruptos, agora não dependemos só das grandes mídias. Se Dilma conseguir melhorar a internet do Brasil, o que não interessa a nenhum político corrupto,  a principal fonte de denúncia melhorará ainda mais a sua importância.

Vamos à lista de  Ministros:
 
Alexandre Rocha Santos Padilha (PT) – Ministério da Saúde – É o atual Ministro da Secretaria de Relações Institucionais – Médico infectologista, já conhece bem a política do PT, tanto quanto os cargos dos quais participou, antes de ser corfirmado ao cargo. Participou das campanhas do PT, e faz parte do partido.

Fernando Damata Pimentel (PT) – Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – Economista, formado pela PUC de Minas, ex-Prefeito de Belo Horizonte, onde fundou o PT, iniciou sua participação política na época do regime aos 17 anos. Foi autor de vários projetos sociais, enquanto era Prefeito, também é Professor de Economia.

Fernando Haddad (PT) – Educação – Fernando Haddad é bacharel em direito, mestre em economia (com a dissertação O caráter sócio-econômico do sistema soviético) desde 1990, é doutor em filosofia (com a tese De Marx a Habermas – O Materialismo Histórico e seu paradigma adequado, sob a orientação de Paulo Arantes) desde 1996. Obteve esses três graus pela Universidade de São Paulo (USP). Como político, foi assessor e consultor de vários ministérios do Governo Lula.

Aloizio Mercadante Oliva (PT) – Ciência e Tecnologia – Filho de General do Exército e ex-comandante da ESG (Escola Superior de Guerra), é formado em economia pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), na qual, durante seus estudos, destacou-se sendo presidente das entidades estudantis Associação Atlética Acadêmica Visconde de Cairu e Centro Acadêmico Visconde de Cairu. É mestre em economia pela Universidade de Campinas (Unicamp), e professor licenciado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Recentemente, defendeu sua tese de doutorado no Instituto de Economia da Unicamp. Mercadante foi um dos Deputados mais votados em 1.990, foi também vice de Erundina. Como Senador, defendeu a votação pública no processo de Renan Calheiros, desistiu de renunciar o mandato de Senador, contra a vontade da família, depois que Lula convidou-o para uma reunião, no arquivamento do pedido processo contra José Sarney.
 
Ideli Salvatti (PT-SC) – Ministério da Pesca – Ideli Salvatti Garcia (São Paulo, 18 de março de 1952) é uma política brasileira – Licenciada em física pela Universidade Federal do Paraná, radicou-se em Santa Catarina em 1976. Do seu casamento com Eurides Mescolotto teve seus dois filhos: Felipe Salvatti Mescolotto e Mariana Salvatti Mescolotto. Casou-se novamente em 2009 com Jeferson Figueiredo – Além de fundar o PT, em Joinville, foi Senadora e líder do PT no Senado.

Maria do Rosário Nunes (PT-RS) – Secretaria de Direitos Humanos – Maria do Rosário Nunes (Veranópolis, 22 de novembro de 1966) é uma professora e política brasileira, formada em pedagogia pela UFRGS, com especialização pela USP, e atualmente exerce o cargo de deputada federal, Foi Vereadora, Deputada Estadual e Federal.

Paulo Bernardo (PT-PR) – Ministério das Comunicações – Paulo Bernardo Silva (São Paulo, 10 de março de 1952) é um político brasileiro, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). É o atual ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão. É casado com Gleisi Hoffmann, também política brasileira e foi Deputado Federal.

Antonio Palocci (PT-SP) – Casa Civil da Presidência – Antonio Palocci Filho (Ribeirão Preto, 4 de outubro de 1960) é um político e médico brasileiro, membro do PT, nacionalmente famoso por ter ocupado o cargo de ministro da Fazenda no governo Lula até o dia 27 de março de 2006, quando foi substituído pelo então presidente do BNDES, Guido Mantega. Exerce, atualmente, o mandato de deputado federal pelo estado de São Paulo (2007-2011) – Foi acusado de corrupção, denúncia não confirmada e que foi retirada, o que irritou o Delegado do caso. Como Ministro, teve um bom relacionamento do com a FIESP E FIRJAN,  com um projeto inédito de baixar os impostos a longo prazo.

Gilberto Carvalho (PT-SP) – Secretaria-Geral da Presidência – Graduado em filosofia, cursou alguns anos de teologia e fez especialização em gerenciamento público, em instituições de Venezuela, México e Espanha.Sua função como secretário-geral da presidência é negociar com organizações sociais da sociedade civil, bem como negociar reajustes de salário de diferentes categorias trabalhistas. A principal polêmica é a acusação, feita pelos irmãos de Celso Daniel, de cobrar propinas.

José Eduardo Cardozo (PT-SP) – Ministério da Justiça – José Eduardo Cardozo (São Paulo, 18 de abril de 1959) é um político brasileiro filiado ao Partido dos Trabalhadores. Desde 2008, ele foi secretário-geral da diretoria do PT; é também deputado federal reeleito por São Paulo e principal relator do projeto de lei de inciativa popular da Ficha Limpa. Na eleição presidencial de 2010, foi um dos principais articuladores da campanha de Dilma Rousseff, juntamente com o ministro Antonio Palocci. Entre as suas princiais metas, está o combate ao narcotráfico.

Guido Mantega (PT-SP) – Ministério da Fazenda – Guido Mantega (Gênova, 7 de abril de 1949) é um economista de origem italiana, atualmente no cargo de ministro da Fazenda do Governo Lula. É formado em economia pela Universidade de São Paulo, com doutorado e especialização em sociologia. Foi professor de economia no curso de mestrado e doutorado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, de 1982 a 1987. Teve entre seus alunos Demian Fiocca. e José Márcio Rego.

Miriam Belchior (PT-SP) – Ministério do Planejamento – Engenheira de alimentos formada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com mestrado em Administração Pública e Governamental da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi professora, até 2008, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Entrou para o governo de Luis Inácio Lula da Silva, como assessora especial do Presidente da República, exercendo o cargo de janeiro de 2003 a junho de 2004. É subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil da Presidência da República desde junho de 2004, responsável por articular a ação de governo e monitorar os projetos estratégicos. Em 2007, ocupou a secretaria executiva do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A partir de abril de 2010, com a saída da então ministra Dilma Rousseff do governo, tornou-se Coordenadora Geral do PAC.
 
Luiza Helena de Bairros (PT) – Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial – Luiza Helena de Bairros nasceu a 27 de março de 1953 em Porto Alegre (RS). Bacharel em Administração Pública e Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul com conclusão em 1975,Com toda esta qualificação trabalhou entre 2001 a 2003 no programa das nações Unidas para o Desenvolvimento/PNUD,Entre 2003 a 2005 trabalhou no Ministério do Governo Britânico para o Desenvolvimento Internacional – DFID, na pré-implementação do Programa de Combate ao Racismo Institucional para os Estados de Pernambuco e Bahia.

Tereza Campello (PT) – Ministério do Desenvolvimento Social – Coordenadora da secretaria geral do Rio Grande do Sul e Deputada Estadual.

Luiz Sérgio (PT-RJ) – Secretaria de Relações Institucionais – Ex-Prefeito de Angra dos Reis.

Afonso Bandeira Florence (PT-BA) – Desenvolvimento Agrário – Deputado Baiano.

Iriny Lopes (PT-ES) – Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres – A Deputada Iriny nasceu em Minas Gerais, mas sua carreira política foi em Espírito Santo.

Nelson Jobim (PMDB) – Ministério da Defesa – Nelson Jobin será um dos Ministros mais experientes de Dilma, tendo participado de vários ministérios, e com uma longa carreira na política. Eu só estranhei o nome dele no Wikileakis e em vários sites espanhóis…FARC na Venezuela … Oh Oh.

Edison Lobão (PMDB-MA) – Ministério das Minas e Energia – Edison Lobão (Mirador, 5 de dezembro de 1936) é um jornalista e político brasileiro.

Foi governador do Maranhão, de 1991 a 1994. Foi ministro de Minas e Energia do Brasil, de 21 de janeiro de 2008 até 31 de março de 2010, no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Assessor do Ministério de Viação e Obras Públicas (1962), do governo do Distrito Federal (1964/1968) e do Ministério do Interior (1969/1974), foi eleito deputado federal pela ARENA e a seguir pelo PDS em 1978 e 1982, ingressando no PFL em atenção à liderança política de José Sarney, que manteve o controle da seção maranhense da legenda embora filiado ao PMDB desde a sua candidatura a vice-presidente de Tancredo Neves. Seu filho assumirá sua vaga no Senado – “Democracia, aqui para você ó !!!”

Wagner Rossi (PMDB-SP) – Ministério da Agricultura – Político do PMDB é atualmente o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Formado em direito pela USP com pós-doutorado no Estados Unidos, trabalha no setor público há 20 anos. Já foi por quatro vezes secretário de governo do Estado de São Paulo, cinco vezes Deputado Federal e presidente da Companhia das Docas do Estado de São Paulo (Codesp) entre 1999 e 2000.
 
Pedro Novais (PMDB-MA) – Ministério do Turismo – Campeão absoluto de denúncias pela internet – eu nem vou ler todas, eu quero dormir à noite – vão desde construção de motel com verbas públicas, até promoção de bacanal. Amigo de Sarney, que representa o Amapá mas é do Maranhão, Novais representa seu estado, Maranhão, mas mora no Rio.  

Garibaldi Alves (PMDB-RN) – Ministério da Previdência – Garibaldi Alves Filho (Natal, 4 de fevereiro de 1947) é um jornalista, advogado e político brasileiro.

É membro de uma das famílias mais influentes do Rio Grande do Norte: é sobrinho de Aluísio Alves, primo de Henrique Eduardo Alves e Carlos Eduardo Alves e seu pai, Garibaldi Alves, é primeiro suplente da senadora Rosalba Ciarlini. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e atua também como jornalista. Casado com Denise Pereira Alves, tem dois filhos: Walter Pereira Alves, que é deputado estadual, e Bruno Alves. É sócio da TV Cabugi afiliada da Rede Globo no estado. Começou a vida pública em 1966 como Chefe da Casa Civil da prefeitura Natal, na época governada pelo tio, Agnelo Alves. Em 1970 foi eleito deputado estadual, reelegendo-se por três vezes consecutivas, primeiramente pelo MDB e, com o fim do bipartidarismo no país em 1979, pelo PMDB. Prefeito, Governador, Rei, imperador, esse já foi tudo.

Moreira Franco (PMDB-RJ) – Secretaria de Assuntos Estratégicos – Wellington Moreira Franco (Teresina, 19 de outubro de 1944) é um político brasileiro. Foi Governador do Rio de Janeiro de 1987 a 1991. Moreira Franco é o primogênito dos quatro filhos de Francisco Chagas Franco e de Kerma Moreira Franco. Nascido no Piauí, ainda jovem mudou-se com a família para o Rio de Janeiro. Em 1964 ingressou na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Brasil, transferindo-se, em 1967, para o curso de Sociologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-RJ, concluído em 1969.

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) – Integração Nacional –  Socialista pernambucano não foi supresa, já era esperada a sua nomeação, Romero jucá, líder do governo no senado, pelo estado de Roraima, adiantou a notícia.

Leônidas Cristino (PSB) – Secretaria Especial de Portos – José Leônidas de Menezes Cristino (Coreaú, 3 de junho de 1957) é um político brasileiro. Deputado federal e Prefeito de Sobral do Ceará, região onde o PSB passa a liderar.

Carlos Lupi (PDT) – Trabalho – Carlos Roberto Lupi (Campinas, 16 de março de 1957) é um político brasileiro, atual presidente do Partido Democrático Trabalhista e ministro do Trabalho e Emprego. Deputado Federal RJ.

Alfredo Nascimento (PR-AM) – Ministério dos Transportes – Alfredo Pereira do Nascimento (Martins, 5 de maio de 1952) é um político brasileiro. Atual ministro de transporte é formado em Letras e Matemática pela Universidade Federal do Amazonas, especialista em Administração de Pessoal, de Materiais e Auditoria em Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Vice-governador e senador pelo Amazonas.

Mário Negromonte (PP) – Ministério das Cidades – Mário Silvio Mendes Negromonte (Recife, 6 de julho de 1950) é um advogado e político brasileiro.

Formado em Direito, Negromonte é empresário da construção civil. Casado com Vilma Negromonte, atual prefeita de Glória, tem três filhos, um deles, Mário Negromonte Júnior, foi eleito deputado estadual da Bahia nas eleições 2010. Deputado Federal e Estadual.

Orlando Silva Jr. (PC do B) – Ministério dos Esportes – Orlando Silva de Jesus Júnior, ou simplesmente Orlando Silva, (Salvador, 27 de maio de 1971) é um político brasileiro e atual ministro do Esporte. Começou sua trajetória no movimento estudantil, tendo sido presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) de 1995 a 1997. É filiado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB), e casado com a atriz Ana Cristina Petta, com quem tem uma filha. Atual Ministro dos Esportes.

Izabella Teixeira – Meio Ambiente – Izabella Teixeira é a ministra do Meio Ambiente do Brasil. Ela assumiu o cargo no 1° de abril de 2010, substituindo Carlos Minc. Antes de assumir o Ministério, Izabella era secretária executiva da pasta do ministro Carlos Minc.

Ana de Hollanda – Ministério da Cultura – Ana de Hollanda (São Paulo, 12 de agosto de 1948) é uma cantora brasileira. Irmã de Chico Buarque de Hollanda, foi convidada pela presidente Dilma Rousseff a ser Ministra da Cultura. Cantora, dirigiu a Funarte.

Helena Chagas – Secretaria de Comunicação Social – Helena Chagas (Rio de Janeiro, 12 de outubro de 1961) é uma jornalista brasileira. Ela se formou pela Universidade de Brasília e passou por grandes veículos da mídia, tendo coberto eventos como a inauguração da Nova República e a Assembleia Nacional Constituinte. Iniciando no jornal O Globo, em 1982, ela passou para o Senado, como servidora concursada, e ali atuou como repórter e produtora dos programas da casa legislativa. Voltando a O Globo em 1995, atuou como coordenadora da área de política, além de ter sido chefe de redação e diretora da sucursal em Brasília.

Alexandre Tombini – presidência do Banco Central – Alexandre Antônio Tombini (Porto Alegre, 9 de dezembro de 1963) é um economista brasileiro – Em 7 de dezembro, Tombini foi sabatinado no Congresso Nacional e começou dizendo que sua meta seria manter os juros num patamar que possibilitasse preservar o poder de compra do real como moeda, controlando a inflação, e que é um falso dilema contrapor a estabilidade dos preços ao crescimento econômico. Prosseguiu reiterando que Dilma lhe deu autonomia total para perseguir essas metas de inflação baixa e controle de juros. Ressaltou, porém, que a saúde da economia não depende só de inflação baixa, mas também de câmbio flutuante e boa política fiscal.

Luís Inácio de Lucena Adams – Advocacia Geral da União (AGU) – Luís Inácio Lucena Adams (Porto Alegre, 2 de março de 1965) é um advogado brasileiro, integrante de uma das carreiras da Advocacia-Geral da União e, atualmente, Advogado-Geral da União do Brasil. Procurador.

Antonio Patriota – Relações Exteriores – ntonio de Aguiar Patriota (Rio de Janeiro, 27 de abril de 1954) é um diplomata brasileiro, atual Secretário-Geral do Ministério das Relações Exteriores, sucedendo o Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães Neto. Tomou posse do cargo no dia 27 de outubro de 2009. Ministro da OMC – Organização Mundial do Comércio, Chanceler, Embaixador.

General José Elito Carvalho – Gabinete de Segurança Institucional – José Elito Carvalho Siqueira (Aracaju, 26 de novembro de 1946) é um militar brasileiro, futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Jorge Hage – Controladoria-Geral da União (CGU) – Jorge Hage Sobrinho (Itabuna, 5 de maio de 1938) é um advogado, professor e político brasileiro. Prefeito, Deputado Federal e Estadual.

By Jânio

dezembro 27, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , | 19 Comentários

Dilma Rousseff é eleita Presidenta do Brasil

candidata eleita

Presidenta do Brasil

A eleição de Dilma me trouxe a memória o ano de 1.980, naquela época, era muito comum a discussão sobre se uma mulher poderia ser Presidenta.

Eu nunca gostei de discutir assuntos ligado à  política em minha infância, mas a aula era sobre estudos sociais, eu tinha que responder.

A guerra dos sexos era acirrada na sala de aula. Eu disse: “A mulher já é bóia-fria, professora, médica, vendedora, zeladora, porquê não ser mecânica, policial e presidenta.

Insistiram na pergunta – Você não respondeu?

É claro que eu gostaria de ver minha esposa Presidenta do Brasil, quanto às outras mulheres, não é da minha conta – respondi brincando.

Eu insistia: Se a mulher for Presidenta, quem é que vai mandar nela? – Hoje nós sabemos que quem manda no Presidente é a mulher dele ….

O tempo passou, tivemos a Heloisa Helena na eleição passada, e duas candidatas nessa eleição. Marina ressaltou que gostaria de ver duas mulheres disputando o segundo turno.

Eu diria que o Brasil não mudou tanto assim, derrubar o sistema bipartidário, depende de engajamento do povo.

Ironicamente, hoje, a burguesia é contra a eleição de uma mulher para a presidência do Brasil, a mesma classe que levantava essas discussões, mostrou-se acuada.

Hoje, dia trinta e um de Outubro de dois mil e dez, o Brasil elegeu uma mulher como a Presidenta do Brasil. Além de ser eleita Presidenta, Dilma ainda lutou contra o fato de ser ex-comunista, socialista, guerrilheira, esquerda, mulher, etc., tudo o que a elite teme mais que Governo Militar.

Muita gente acha que o brasileiro é covarde, pacífico, mas se olharmos para a lista de presidentes do Brasil, vamos ver que tem morrido muita gente, antes, durante e depois do mandato, além de pessoas ligadas a elas.

O próprio PT já sentiu na pele, que governar é diferente de fazer oposição.

Tanto o PT, quanto o PSDB, são partidos socialistas, com candidatos que fizeram frente a ditadura. Finalmente a guerra acabou.

Poderemos, agora, falar verdades, sem que essas palavras sejam usadas em prol de candidatos, como arma eleitoeira.

Com 55% dos votos de 92% das urnas apuradas, o TSE, Tribunal Superior Eleitoral, declarou a vitória da candidata Dilma Vana Rousseff do PT.

Luis Inácio Lula da silva, Presidente Lula, foi o grande responsável pela sua vitória. Apesar de serem muito diferentes, foi fazendo cara feia que Lula ganhou a vida durante muito tempo, como sindicalista.

Com um dos maiores índices de aprovação da história, o que não apareceu na internet, Lula conseguiu passar para Dilma parte de seu carisma, junto aos eleitores.

Além do PT, PMDB, PSB e PDT apoiaram a candidatura de Dilma, totalizando onze partidos.

A vitória de Dilma foi anunciada às 20:hrs do dia 31 de outubro de 2.010.

Como vice de Dilma, Michel Temer da ala do PMDB que apoiou o PSDB durante muito tempo, deverá unir o PMDB, pelo menos no início do Governo.

Michel Temer fazia oposição a chamada “banda podre”, comandada por Renan Calheiros e José Sarney. Temer também será peça chave para se promover mudanças, desde que não esteja no arquivo do arqui-rival, é claro

Agnelo Queiroz (PT) foi eleito em Brasília com 66% dos votos, mostrando que as mudanças que não aconteceram na justiça, aconteceram nas urnas. Resta saber se ele vai punir os protagonistas do escândalo de Brasília, assim como os policiais que agrediram os manifestantes na ruas.

Joaquim Roriz bem que tentou usar de suas artimanhas, para manter-se  no poder, chegou até ao segundo turno, mas os eleitores preferiram arriscar em mudanças.

Em Alagoas, o governador eleito foi Teotônio Vilela Filho (PSDB), Filho do Ex-Senador de mesmo nome, ele foi, ao lado de seus adversários, collor e Lessa, protagonista da maior disputa do Brasil, onde os três terminaram empatados.

Wilson Martins (PSB) foi reeleito no Piauí. O PSB, aliás é, entre os grandes partidos, o partido com menos corruptos, segundo o Ficha Limpa. O PSB é , também, o partido que mais cresce no país.

A desistência do PSB, em lançar Ciro Gomes à presidência, foi deteminante para a definição do segundo turno. Essa decisão também mostrou sinais claros de um sistema bipartidário ainda forte no Brasil.
 
Simão Jatene (PSDB) foi o grande vencedor no Pará, terra de Jáder Barbalho. Essa vitória foi muito importante para que mudanças venham a acontecer na Amazônia. O Ficha Limpa, que barrou Jáder Barbalho, foi um fator determinante nessa mudança, onde o candidato do PSDB venceu Ana Júlia.

No Estado da Paraíba, o vencedor das eleições foi Ricardo Coutinho (PSB), que venceu José Maranhão do PMDB.

Eu ainda não descobri como o PSB consegue se manter intacto, quanto à corrupção, mesmo estando tão próximo do poder.

Camilo Capiberibe (PSB) é o novo Governador eleito do Amapá. Esse foi mais um candidato beneficiado pela Polícia Federal que investigava no estado (operação mãos limpas).

Deixar a Polícia Federal trabalhar, é fundamental para que o Brasil melhore.

Marconi Perillo (PSDB) é o novo governador de Goiás. Iris Rezende (PMDB) e veterano, vencedor de duas outras eleições, foi o derrotado; suas ligações com Sarney, para quem foi Ministro, pode ter ajudado o eleitor a decidir.

Confúcio Moura (PMDB) será o novo Governador de Rondônia, a partir do próximo ano. Rondônia ainda é um Estado que tem muito para crescer, em questões de política, tudo ainda está muito confuso nesse estado.

Anchieta Júnior (PSDB) é eleito em Roraima. Apesar de já ter sido processado pela procuradoria, quando foi governador, tomou posse depois que o governador de quem era vice, morreu.

Assim como em Rondônia, Roraima apresenta muitos problemas, ainda tem muitas mudanças para promover, foi cenário de um dos últmos escâdalos da política brasileira, antes das eleições.

Conclusão: O segundo turno mostrou boas notícias, já verificadas no primeiro turno. Novos veteranos caíram, governadores não conseguiram se reeleger.

Fora isso, estão fora: Joaquim Roriz, Fernando collor de Mello, Jáder Barbalho, além de vários outros políticos associados a escândalos, ou relacionados ao ficha limpa.

Apesar de Lula ter liberado a PF, o grande beneficiado foi o próprio PSDB, além do PSB, naturalmente.

Governadores eleitos no primeiro turno:

https://icommercepage.wordpress.com/2010/10/05/relacao-de-governadores-eleitos/

By Jânio

novembro 1, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: