Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

A vingança da polícia

novembro 24, 2016 Posted by | Piadas | , , | Deixe um comentário

Policial encara o grupo sem ajuda

novembro 24, 2016 Posted by | Política | , , | Deixe um comentário

Cinema 2.016 – The infiltrator

filme policial

Cinema 2.016

The Infiltrator é um filme americano de drama e crime, dirigido por Brad Furman e escrito por Ellen Brown Furman, baseado na autobiografia de mesmo nome de Robert Mazur, um despachante aduaneiro federal. Mazur ajuda  a organização de Pablo Escobar na lavagem de dinheiro usando seu apelido, “Bob Musella”. O filme é estrelado por Bryan Cranston , Diane Kruger , Benjamin Bratt , John Leguizamo , e Amy Ryan . As filmagens começaram em 23 de fevereiro de 2015, em Londres . O filme está programado para ser lançado 13 de julho de 2016.

Premissa 

Durante os anos 80, um agente da DEA Robert Mazur usa seu apelido , “Bob Musella”, para se tornar uma peça chave para os senhores das drogas e lavagem de seu dinheiro sujo. Mais tarde, ele se infiltra nos maiores cartéis do mundo e ajuda a descobrir toda a organização de lavagem de dinheiro do traficantePablo Escobar . [2]

Elenco

Ficha técnica:

Directed by Brad Furman
Produced by
  • Miriam Segal
  • Don Sikorski
Screenplay by Ellen Brown Furman
Based on The Infiltrator
by Robert Mazur
Starring
Music by Chris Hajian
Cinematography Joshua Reis
Edited by Jeff McEvoy
Production
company
Good Films
Distributed by Broad Green Pictures
Data de estréia
  • July 13, 2016
País United States USA
Língua English
Budget $47.5 million[1]

Wikipedia

Trailer legendado

Trailer em inglês

Cinema 2.016

O bom gigante amigo

A lei da noite

Ouro e cobiça

Divergente: convergente

O silêncio

Tinha que ser ele?

Presságios de um crime

Rogue one – Uma história de Guerra nas estrelas

Sequestro

As regras não se aplicam

Animais noturnos

Arrival – A chegada

Pastoral americana

O contador

A garota do trem

Gênios do crime

Os sete magníficos

O bebê de Bridget Jones

Sully – O herói do Rio Hudson

Morgan: A evolução

Assassino a preço fixo

O homem nas trevas

O espaço entre nós

As caça-fantasmas

O esquadrão suicida

Bad moms

O jogo do dinheiro

Alice através do espelho

Popstar – Nunca desista de nunca desistir

O bom gigante amigo

Conexão Escobar

O jogo do dinheiro

Mente criminosa

Demolição

Uma noite com a família blacks

A escolha perfeita

O cavaleiro de copas

Voando alto

Deadpool

Horas decisivas

Tirando o atraso

Capitão América – Guerra civil

O regresso

Master mind – Gênios do crime

Salve cesar!

Ben-Hur

A quinta onda

X-men – Apocalipse

Estrelas ocultas

La La land

Cinquenta tons de negro

Doutor estranho

Jason Bourne

A lenda de Tarzan

Snowden

Passageiros

Um espião e meio

Como ser solteira

Deuses do Egito

Cinema 2.015

 

maio 16, 2016 Posted by | Cinema | , , , , , , | 2 Comentários

Cinema 2.015 – Kidnaping Freddy Heineken

cinema 2.015

Filme Policial

Sequestro de Freddy Heineken é um filme de 2014 dirigido por Daniel Alfredson, baseado no sequestro de Freddy Heineken, 1.983. A história foi escrito por William Brookfield e Peter R. de Vries, baseado no livro de 1987 de Peter R. de Vries. O papel de Freddy Heineken é interpretado por Anthony Hopkins, com Sam Worthington como Willem Holleeder, Jim Sturgess como Cor van Hout, Ryan Kwanten como Jan Boellaard, Thomas Cocquerel como Martin Erkamps e Mark van Eeuwen como Frans Meijer.

Elenco:

Anthony Hopkins as Freddy Heineken

Sam Worthington as Willem Holleeder

Jim Sturgess as Cor van Hout

Ryan Kwanten as Jan Boellard

Jemima West as Sonja Holleeder

Thomas Cocquerel as Martin Erkamps

Ficha técnica:

Directed by Daniel Alfredson

Produced by Judy Cairo

Howard Meltzer

Michael A. Simpson

Carole Peterman

Guirec van Slingelandt

Berry van Zwieten

Martin Metz

Bastien Sirodot

Eric Brenner

Darrel Casalino

Grant Guthrie

Nadia Khamlichi

Adrian Politowski

Sandra Siegal

Sam Solakyan

Gilles Waterkeyn

Written by William Brookfield

Peter R. de Vries (author)

Starring:

Anthony Hopkins

Sam Worthington

Jim Sturgess

Ryan Kwanten

Thomas Cocquerel

Music by:

Clay Duncan

Lucas Vidal

Cinematography – Fredrik Bäckar

Edited by – Håkan Karlsson

Production:

European Film Company

Informant Europe SPRL

Umedia

Distributed by A Plus Films (Bulgaria)

Front Row Filmed Entertainment (UAE)

Data de estreia:

18 setembro 2014 (Greece)

18 January 2015 (Netherlands)

Março de 2.015 – Brasil

Países:

United Kingdom (Reino Unido)

Belgium

Netherlands

Língua – inglês

Fonte: Wikipedia

A História:

O sequestro de Freddy Heineken, presidente do conselho de administração e CEO da cervejaria Heineken International e uma das pessoas mais ricas do Holanda, e seu motorista Ab Doderer, foi um crime que ocoreu entre os dias 9 e 30 de Novembro 1983. Eles foram libertados por um resgate de 35 milhões de florins (cerca de 16 milhões de Euros ). Os seqüestradores Cor van Hout, Willem Holleeder, Jan Boelaard, Frans Meijer, e Martin Erkamps, acabaram sendo capturados e presos. Antes de serem extraditados, Van Hout e Holleeder permaneceram por mais de três anos na França, contando o tempo em que estiveram foragidos e o tempo na prisão e aguardando uma mudança do tratado de extradição, sob prisão domiciliar, e, finalmente, na prisão novamente. Meijer escapou e viveu no Paraguai durante anos, até que foi descoberto por Peter R. de Vries e foi preso lá. Em 2003, Meijer parou de resistir a sua extradição para a Holanda, e foi transferido para uma prisão holandesa para servir a última parte de sua pena. O seqüestro e extraSequestro Freddy Heineken é um filme de 2014 dirigido por Daniel Alfredson baseado no 1983 sequestro de Freddy Heineken . É escrito por William Brookfield e Peter R. de Vries , baseado no livro de 1987, por Peter R. de Vries. O papel de Freddy Heineken é interpretado por Anthony Hopkins , com Sam Worthington como Willem Holleeder , Jim Sturgess como Cor van Hout , Ryan Kwanten como Jan Boellaard , Thomas Cocquerel como Martin Erkamps e Mark van Eeuwen como Frans Meijer dição chamou a atenção da mídia nacional e recebeu ampla cobertura. Vários livros foram publicados sobre o sequestro e dois filmes foram feitos. Vários dos sequestradores mais tarde se tornariam figuras conhecidas do crime organizado holandês.

O Sequestro:

Cor van Hout, Willem Holleeder, Frans Meijer e Jan Boellaard estavam planejando o sequestro há dois anos. Martin Erkamps se envolveu mais tarde. Várias tentativas de rapto de Freddy Heineken e de seu motorista Ab Doderer, na casa de Heineken, em Noordwijk, falharam porque Heineken e Doderer não apareceram. Posteriormente, eles foram seqüestrados em 9 de Novembro de 1983, 18:56, em frente ao escritório da Heineken no Weteringplantsoen em Amsterdam . Eles foram presos em uma cabana, pertencente à empresa Boellaards wood manufactoring company, no parque industrial De Heining em Westpoort, na parte ocidental da área portuária de Amesterdam. A cabana foi preparada com antecedência com uma parede dupla em uma extremidade, com dois quartos a prova de som e com uma porta escondida. Isso fez com que os 42 metros de comprimento do interior da cabana diminuissem em pelo menos 4 metros, e passou despercebido. Os seqüestradores cuidaram de seus prisioneiros fora do horário de trabalho.

Livros:

Peter R. de Vries escreveu De ontvoering van Alfred Heineken (1987) a partir do ponto de vista de Cor van Hout, com base em entrevistas com Van Hout e Holleeder em 1986, durante a sua estadia na França. Van Hout e Holleeder pediram que o livro não fosse publicado até depois de seu julgamento. Nas seguintes questões De Vries adicionou vários capítulos extras sobre os eventos posteriores.

Durante o sequestro, a revista holandesa Panorama seguiu os eventos com várias reportagens e fotos. Em 2010, estas reportagens foram agrupadas e publicados no livro De Heineken ontvoering, pelo jornalista Nick Kivits, especialista em sequestro.

Em 27 de outubro de 2011, o filme De Heineken ontvoering por Maarten Treurniet foi lançado. Ele foi escrito por Maarten Treurniet e Kees van Beijnum. O papel de Freddy Heineken foi interpretado por Rutger Hauer, com Reinout Scholten van Aschat como Rem Hubrechts, Gijs Naber como Cor van Hout, Teun Kuilboer como Frans Meijer, e Korneel Evers como Jan Boellaard. O sequestrador Willem Holleeder entrou com uma liminar solicitando que o filme fosse proibido. Jan Boellaard, Frans Meijer e Martin Erkamps também exigiram da IDTV que o filme não fosse exibido. O filme não seria preciso o suficiente. A liminar e as solicitações foram bem sucedidas.

O filme Sequestro de Freddy Heineken por Daniel Alfredson estava previsto para estrear nos Países Baixos em 8 de janeiro de 2015. Ele foi escrito por William Brookfield e Peter R. de Vries, baseado no livro de 1987 de Peter R. de Vries. O papel de Freddy Heineken é interpretado por Anthony Hopkins, com Sam Worthington como Willem Holleeder, Jim Sturgess como Cor van Hout, Ryan Kwanten como Jan Boellaard, e Mark van Eeuwen como Frans Meijer.

Fonte: Wikipedia

Cinema 2.015

Transporter legacy

The Cobbler

Jogo duplo

McFarland USA

Cinquenta tons de cinza

Child 44

True Story

Boychoir

Danny Collins

Cinderela

The coup

Song one

Ex machina

Grace de Mônaco

Blackhat

Vice

Mortdecai

 

março 3, 2015 Posted by | Cinema | , , , , , , | 12 Comentários

Cinema 2.014 – Life of crime

cinema 2.014

Vida de Crime

Vida de crime é um filme americano de comédia, 2014, baseado no romance The Switch do escritor Elmore Leonard. Foi dirigido por Daniel Schechter e foi o filme de encerramento da noite no Toronto International Film Festival de 2.013. Foi o filme de abertura do Festival de Cinema de Abu Dhabi, e também será exibido no Traverse City Film Festival.

Sinopse:

A história gira em torno de um casal rico e dois bandidos ambiciosos em Motow, Detroit, no final da década de setenta. Frank e sua esposa Margareth formam um casal que já está junto há 15 anos, mas os problemas começam a aparecer. Frank bebe demais e é verbalmente abusivo, nem sempre é como deveria ser. Mickey é um doce, não briga, é uma esposa fiel e passa o tempo cuidando de seu filho de 13 anos de idade. Ela é uma mãe de tênis.

Ordell Robbie (OR), dá de presente para seu velho amigo Louis Gara (LG) uma viagem para Detroit, quando ele é libertado da prisão, para mostrar-lhe o que há de novo. Um local abandonado é reformado com a sua ajuda. OR fornece grande parte dos materiais e equipamentos de construção, roubados de outros depósitos.

Seu objetivo é vigiar um homem que está fazendo viagens mensais para Bahamas para movimentar uma pequena fortuna de seus inquilinos que pagam em dinheiro, fora do alcance das autoridades fiscais.

OR e LG sabem que chantagear o magnata não será suficiente para forçá-lo a dar o dinheiro para eles, então, eles decidem sequestrar sua esposa. Será que vai funcionar? Como ela vai reagir? Será que Frank Pagará? Para executar o crime, um terceiro membro da quadrilha, um americano neo-nazista.

Elmore Leonard é um dos escritores com mais livros adaptados para o cinema, sendo elogiado por escritores como Stephen King e é influenciado por Hemingway. Seu estilo genial lembra Tarantino que, inclusive, já filmou um de seus livros, misturando apelação barata e estúpida com momentos inteligentes, brilhantes.

Produção:

A fotografia principal durou 26 dias. A maior parte do filme foi rodado em Greenwich, Connecticut.

Dennis Quaid foi originalmente escalado como Frank Dawson, o marido de Mickey.

O filme estava previamente em desenvolvimento na 20th Century Fox, em 1986, com Diane Keaton, mas o projeto foi arquivado depois de ter sido considerado muito similar ao Ruthless People.

Três vezes indicado para o prêmio Academy Awards, Tod A. Maitland é o responsável pela mixagem do som.

Recepção:

Life of Crime tem recebido críticas positivas de grande parte dos críticos. O Rotten Tomatoes deu ao filme uma pontuação de 78% com base nos comentários dos 9 críticos, com uma classificação média de 7,1/10.

Metacritic, que atribui uma pontuação média ponderada de 1 a 100 para comentários de críticos convencionais, deu ao filme uma pontuação de 70 com base em 4 críticos.

Fonte: Wikipedia

 O Príncipe

 Life after Beth

 Into the storm

 All is by my side

 Drácula Untold

Into the Woods

Young Ones

Into the Woods

O Hobbit III – A batalha dos cinco exércitos

O Hobbit III – A batalha dos cinco exércitos
 Tomorrowland
Exodus – Gods and kings
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

agosto 8, 2014 Posted by | Cinema | , , , , , , | 11 Comentários

Policial que prendeu Carlinhos Cachoeira é assassinado

vingança da máfia

Força da Máfia

Policial que ajudou a prender Carlos Augusto Ramos, mais conhecido como Carlinhos Cachoeira, foi morto em um cemitério de Brasília, próximo aos túmulos de seus pais.

Wilton Tapajós Macedo, mais conhecido como “agente Tapajós”, trabalhou na operação Monte Carlo que investigava atividades do contraventor Carlinhos Cachoeira e que acabou revelando o envolvimento de políticos e pessoas ligadas a políticos.

A esquerda pretendia desqualificar a direita com a “operação Monte Carlo”, mas quando descobriu que havia políticos do governo de esquerda envolvidos, tirou o pé, mas já era tarde. Assim, a direita que não tinha nada a perder, visto que não estão no poder, aproveitaram para contra-atacar.

Acontece que o governo pagou caro pela chamada “governabilidade”, aliando-se ao PMDB, com isso, eles tem mais força, inclusive para direcionar o foco das investigações contra a oposição, que é de direita.

Essa estratégia, da direita, de se isolar dos corruptos, levou Celso Pita a morte, ataque cardíaco em José Roberto Arruda e a queda de Demóstenes Torres. Voltando no tempo, chegamos até a morte de PC Farias, voltando mais, podemos tentar entender a morte de Tiradentes – nem dá para lembrar de todas as pessoas que morreram em 500 anos de História do Brasil.

Na direita é assim, o crime é organizado. Bem diferente da esquerda do mensalão, onde a República só não caiu porque não havia vergonha na cara e nem Roberto Jefferson contava com isso, tamanha a quantidade de políticos envolvidos no escândalo.

Dessa vez a direita não poderá criar um “caso PC Farias II”, isso porque a polícia federal já deixou claro que foi uma execução – Dois tiros certeiros é trabalho de profissional.

Aos 54 anos, 24 na polícia federal, o agente Tapajós foi a primeira vítima fatal da “Operação Monte Carlo”, mas não foi o único. Agora foi a vez do escrivão Fernando Spuri Lima, 34 anos, ser encontrado morto.

Se a suspeita é a de que o escrivão cometeu suicídio, é estranho que tenha escolhido esse momento tão conturbado da política brasileira, pior, justamente depois do assassinato do agente Tapajós, pior, trabalhando no mesmo local.

Assim, nem com todas as mídias de massa trabalhando pró, vai ser possível convencer os eleitores mais inteligentes de que não há algo cheirando mal nessa história.

Escrivão da Polícia Federal é como contador de mafioso, ou seja, sabe de tudo, portanto é perigoso para a máfia dos políticos.

Antes do agente Tapajós, o Juiz Paulo Augusto Moreira Lima, que trabalhava no processo de Carlinhos Cachoeira, pediu afastamento, depois de sofrer ameaças à sua família. Além dele, Léa Batista de Souza, procuradora, também sofreu ameaças.

Quanto mais tempo Carlinhos Cachoeira ficar preso e a investigação continuar, mais pessoas poderão morrer.

Só uma coisa eu não entendo, porque os policiais, juízes, procuradores, autoridades e familiares, não recebem proteção especial, porque eles não se preocupam com sua própria segurança?

Será que eles, que estão envolvidos diretamente no caso, não acreditam que estejam mexendo em casa de marimbondo, que suas vidas está por um fio e que devem proteger suas famílias?

By Jânio

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

julho 24, 2012 Posted by | Política | , , , , , , , | 8 Comentários

A teoria da PPP na prática

Recebi o video-denúncia por comentário e resolvi publicar

dezembro 4, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , | 1 Comentário

Falta de respeito no complexo do alemão

noticias da guerrilha

Guerra do Rio

Depois que a polícia assumiu o controle do complexo do alemão, a paz voltou, mesmo que temporária, um convite para que pobres mortais comprem briga com os traficantes, desafiando-os.

Como eu disse no artigo passado, essa é uma briga pelo poder, entrar numa briga como essa, para pessoas normais é uma grande encrenca.

Muitas comunidades dos morros nasceram e cresceram de maneira informal, fora do mapa, onde o poder público se manteve alheio a tudo isso.

Numa região com aproximadamente 350 mil habitantes, sendo 100 mil apenas no complexo do alemão, o poder público se viu com um “governo paralelo”, numa região de excluídos. Para o Governo, eles supostamente não tinham nada à oferecer.

Com o tempo, essas comunidades passaram a assumir sua representatividade, dentro de um sistema democrático. Através de jornais tendenciosos, programas idiotas e novelas estúpidas, a maior ferramenta de comunicação do Brasil, a TV, foi suficiente para controlar corações e mentes, até agora.

Se a internet já era um grande problema para o controle elitizado da sociedade, as minorias excluídas se juntaram a essas citadas, para reclamar seu lugar de direito.

Nem mesmo as mídias de massa foram suficientes para passar a idéia de que tudo estava bem, o melhor de tudo, é que os políticos já sabem que essa população está relativamente fora do controle tradicional, tanto capitalista, como socialista.

Em meio ao controle criado pelas antigas mídias, muita gente sequer reparou que o Brasil já está sendo governado por políticos socialistas, por antigos militantes de esquerda. Algumas pessoas nem repararam que vários tabus foram quebrados.

Mas as mudanças de sistemas de governo, no Brasil, não são suficientes para indicar mudanças. Foi assim com a colônia, monarquia, república, governo militar,  diretas e com o socialismo que deverá completar, pelo menos, vinte anos no poder.

Em todas essas mudanças, houve a participação da elite, incomodada com os rumos que o sistema estava tomando. A elite sempre teve as ferramentas de mudanças em suas mãos, até agora.

Até na Venezuela, as grandes redes de tv foram fechadas, um grande erro, em se tratando de um país onde a democracia era tão importante. Apesar disso, a internet não sofreu qualquer ataque por parte do governo, isso levanta uma grande questão a ser discutida.

Algumas táticas das mídias estão ficando ultrapassadas, facilmente identificadas pelos leitores ou telespectadores. A opinião pessoal deixou de ser relevante, dando lugar ao ponto de vista resultande da observação de várias pessoas e/ou classes da sociedade, onde ninguém é dono da verdade.

Algumas velhas notícias que parecem técnica de otimização, usadas como se fossem notícias novas, com as mesmas finalidades, induzir à um determinado pensamento.

“AS AULAS SÃO SUSPENSAS NO MORRO DO ALEMÃO”

Grande novidade, apesar de as pessoas estarem acostumadas com os tiroteios e mortes no morro, o “instinto” de sobrevivência leva as pessoas a pensarem em salvar suas próprias vidas.

Nas reformas da casa, observei que matando uma formiga, as outras continuam vivendo alheias as mortes dessas, mas quando pressentem o perigo, lutam para sobreviver. Se até as formigas lutam pela sobrevivência, imaginem as pessoas.

Observação: O fato das casas estarem nos morros, não significa que as pessoas sejam formigas.

“AUTORIDADES INFORMAM QUE A POLÍCIA DEVERÁ PERMANECER ATÉ 2.011, NO COMPLEXO DO ALEMÃO”.

Levando-se em conta que estamos no último mês de 2.010, Dezembro, essa notícia parece ter sido encomendada por alguém que conhece a força das palavras.

Isso pode trazer sérias consequências para os moradores dos morros, a falsa impressão de que estariam seguros eternamente, isso não é verdade.

“HOMEM DENUNCIA QUE POLICIAIS ENTRARAM EM SUA CASA PARA FAZER REVISTA, E LEVARAM CERCA DE TRINTA E CINCO MIL REAIS EM DINHEIRO”.

Bom, primeiro vamos analisar a denúncia em si:

O que é que um homem estaria fazendo com trinta e cinco mil reais em dinheiro, numa região considerada de alta periculosidade?

Talvez esse homem não considere essa região tão perigosa assim, por isso guardar uma quantia tão grande de dinheiro em casa, seria considerado normal – eu não pagaria para ver.

Grande parte da população tem alertado para a falta de respeito dos policiais, que invadem as casas, arrombam, como se todos os moradores fossem traficantes. Como pode ser comprovado, a saída dos moradores foi bastante criativa e inteligente.

Os moradores deixaram escrito em papéis, recados para que não derrubem as portas, “apesar do clima de guerra, estamos no Brasil, procurem a chave no vizinho”.

Vamos imaginar a época em que o PCC levou o pânico aos moradores de São Paulo, nenhum policial invadiu a casa de burgueses da elite procurando armas ou bandidos.

Não é à toa que o govenador esperou as eleições passarem para iniciar as operações. Aqui surge outra pergunta: Será que o governador está interessado em trazer a paz aos moradores, depois de cem anos de guerra,  ou será que foi o medo do surgimento de um sistema paralelo, capaz de controlar trezentos e cinquanta mil pessoas?

Só para lembrar, na época do combate a dengue, as mansões fechadas dificultava o serviço dos agentes de combate à epidemia. Nenhuma mansão foi arrombada.

POLICIAIS APOSENTADOS SE OFERECEM PARA PARTICIPAR DA OPERAÇÃO NO COMPLEXO DO ALEMÃO:

Para quem tinha alguma dúvida de que havia uma guerrinha particular aqui, agora não há mais dúvida. Não há melhor momento para acertar “velhas contas” do que com a ajuda das forças armadas e toda as forças policiais juntas. No caso de escãndalos envolvendo a polícia, e agora até o exército, são apenas detalhes de uma sociedade eternamente decadente chamada Brasil.

By Jânio

dezembro 4, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , | 14 Comentários

Casos políciais mais comentados e polêmicos

crimes polêmicos

Assassinato de Mércia

Quando a justiça deixa de funcionar num país, as pessoas também deixam de acreditar nela.

Há um ditado popular que diz: “A ocasião faz o ladrão”. Quando as pessoas ficam indefesas, numa terra sem lei, num regime de canibalismo, onde noventa por cento da renda vai para os dez por cento mais ricos, hipoteticamente falando, fatos bizarros começam a acontecer.

As classes mais pobres vivem como crianças indefesas, diante da criminalidade. Os jovens ricos e sem nenhum escrúpulo, são os maiores beneficiados pela sociedade que protege os ricos.

Nos últimos anos, as famílias ricas  tem sentido na pele a violência gerada em seu próprio meio, em alguns casos tem sido feita a justiça.

Dizem que um bandido de classe privilegiada só será condenado, exclusivamente, quando atentar contra sua própria classe, essa é a única lei que não atinge os pobres. Assim, o bandido que mata outro bandido, será condenado, mesmo que ninguém denuncie; filhos que matam pais, ou o contrário; políticos que roubam dos próprios políticos, etc.

A cultura latina, apesar de grandes líderes populares ou revolucinários, como Simon Bolívar, San Martin, Che Guevara, não conseguem se adaptar a um sistema satisfatório de distribuição de renda. Fazer política, distribuindo cesta básica, é diferente de se criar leis que valorizem as classes operárias.

Para nossos ricos, não importam o que seus filhos façam, eles podem.

Recentemente, tem ocorrido crimes que tem origem nessa falta de noção de nossos ricos. Eles tem sido vítimas em seu próprio meio, uma realidade que começa a ser desvendada pelas novas tecnologias.

Na maioria dos casos, o dinheiro resolve o problema mas, vez por outra, uma tragédia acontece.

Os casos mais curiosos são aqueles que acontecem na instituição mais forte da sociedade, a família.

A seguir, vamos relacionar os casos que mais repercutiram na mídia:

Caso Suzane von Richthofen: Acompanhada dos irmãos Daniel e Christian Cravinhos, namorado e irmão dele, antagonizaram um dos maiores escândalos da alta sociedade brasileira, a mídia tentou inutilmente associá-los ao famoso Barão Vermelho, oficial nazista responsável por abater vários aviões aliados, na época da segunda guerra.

A velha estratégia de transformar pessoas normais e mal educadas em monstros, não deu certo, a própria família do antigo oficial negou o parentesco.

O motivo de Suzane ter planejado o assassinato de seus próprios pais, teria sido a impossibilidade de continuar o namoro, além da herança que fecharia o romance com chave de ouro.

Diz o ditado que o diabo manda cometer o pecado, mas não diz como, há até quem diga que Deus e o Diabo estão em nós mesmos. em nossa própria consciência, cabe a nós decidirmos o destino a ser traçado. Ninguém pode afirmar ao certo o que acontece, em crimes como esse, o que se sabe é que há o envolvimento e há consequências.

Tudo fica na mão do  promotor e advogado de defesa: Como os assassinos entraram, quem abriu a porta, como foi o planejamento, etc. É um caso clássico de paixão violenta, onde a falta de estrutura familiar é responsável para que essa paixão realize o que outros apenas pensam ou falam.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Suzane_von_Richthofen

Isabella de Oliveira Nardoni – Outro caso clássico de falta de estrutura familiar. A gravidez indesejada de Ana Carolina, a separação prematura, quando Isabella ainda era bebê.

O que aconteceu naquele apartamento, só a própria Isabella soube, mas levou a verdade junto com ela.

Ao contrário do caso anterior, nesse o réu não confessou, continuou uma família unida. Segundo uma opinião, no post mais comentado da história do madeinblog/icommercepage, havia uma pressão provocada pelo atrito entre o casal Nardoni e a ex-mulher.

O casal não mostrou arrependimento, isso explica a frieza com que enfrentaram o julgamento, do início ao fim.

No processo, conclui-se que Isabella teria sido jogada do sexto andar do prédio London, todo o processo foi baseado no horário do telefonema, horário registrado pela câmera, etc. A justiça dos homens se tornou a justiça das máquinas, nada mais irônico e compatível com os novos tempos, numa sociedade fria e desumana.

O casal foi sentenciado de acordo com suas idades, não se sabe se foi involuntário ou de propósito, o fato é que se tiraram uma vida, toda sua vida também ficou perdida. Ficarão na cadeia por um período igual ao que tinham vivido, antes de tirar a vida de Isabela – A pergunta continua – Quem matou? – Seria preciso um casal para matar a menina?

Segundo o processo, a menina teria sido agredida no carro, então levada para cima e sido atirada. Se a menina estava inconsciente e o pai pensou que ela estava morta, atirando-a; se a rede já havia sido cortada; se houve participação da madrasta; se foi a madrasta quem matou; nada disso nunca será exclarecido. A única certeza é que o casal não confessou e foram ambos presos, revelando-se um caso atípico: De um lado uma família que deveria viver de acordo com a lei, educada; De outro, o próprio símbolo que deveria representar a justiça na sociedade, dominada por essa classe social, a Lei.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Isabella_Nardoni

Caso Mércia – Esse caso ainda não foi solucionado, mas as semelhanças com os outros é evidente.

A mídia dificilmente deixará de acompanhar o caso escolhido para ser o reality da vez.

Mércia era sócia de seu namorado Mizael Bispo de Souza, que também era ex-policial – Todo mundo sabe que amor e negócios não combinam.

Na época do desaparecimento de Mércia, ela teria recebido um telefonema do ex-namorado, ex-sócio e ex policial, quando seu carro foi visto jogado no lago, a história ficou mais misteriosa – ou menos.

Agora, o ex-namorado é o principal acusado pela morte da advogada. Toda a polícia e a mídia ficará mobilizada para esse caso, especulando e julgando, enquanto o resto do mundo ficará esquecido.

Todos as pessoas que tiverem paciência para assistir televisão, enquanto esse caso é investigado, serão envolvidos e convidados a acompanhar esse reality até o seu fim, podendo inclusive votar pelo seu desfecho.

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_M%C3%A9rcia_Nakashima
Caso Eliza – Quis o destino que outro caso surgisse, antes mesmo que o caso Mércia fosse desvendado. Teria sido um caso comum, sem repercussão, se um dos principais envolvidos no assassinato não fosse goleiro do time de futebol do Flamengo, segundo time mais popular do Brasil, um dos maiores do mundo.

Eliza teria engravidado do goleiro, que não teria gostado nada – mais um caso de gravidez indesejada – Eliza teria, inclusive.  dado entrevista afirmando que seria morta.

Um terceiro elemento, não menos importante no caso, era o amigo de Bruno. Segundo Bruno, era seu amigo que cuidava de seus assuntos pessoais, seu mais que secretário, tendo até tatuagens de seu nome no corpo.

O caso ainda não foi desvendado, mas deverá ser o principal concorrente  do caso Mércia.

Pelo visto, tão cedo, será difícil de assistir aos telejornais.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Eliza_Samudio
Caso Daniela Perez – Esse foi um caso raríssimo, onde a novela estava em horário nobre, literalmente falando.

Daniela Perez desapareceu, sendo seu parceiro na trama, o principal acusado. Pelo visto, foi o último a ver a vítima.

Também nesse caso, a namorada do acusado estava envolvida.

Uma realidade poucas vezes visto na TV, o processo de investigação revelou que a vítima foi submetida a práticas de magia negra, tortura, seguida de morte.

A autora da novela iniciou então uma campanha, não para que ele fosse condenado, mas para que se instituísse  a lei do crime hediondo.

O réu era primário, foi tratado como qualquer condenado da justiça. A lei do crime hediondo foi discutida amplamente, mas pouco se pode fazer.

Pelo que parece, não há tanto interesse em se alterar as leis no país, se bem que as alterações só valeriam para as pessoas da alta sociedade.

Os pobres sequer tem dinheiro para contratar um advogado, ficam anos na cadeia por roubar um pacote de leite.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Daniela_Perez

Altos impostos => corrupção => desvio de verbas => falta de infra-estrutura => falta de justiça => falta de educação => alta criminalidade.

… e a história se repete

By Jânio

julho 24, 2010 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , , , , , , | 17 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: