Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

STF condena seguranças de PC Farias

Vitória da Hipocrisia

Caso PC Farias

Recebi a notícia da decisão do STF, sobre o assassinato de PC Farias, com muita desconfiança.

Notícias como essa trazem velhos fantasmas de volta, pior, analisando a notícia, os detalhes sórdidos causam-nos um mal-estar dispensável.

Eu entenderia se você decidisse parar a leitura por aqui, afinal, uma coisa é transformar a informação em um monte de notícias cheias de detalhes bizarros e teorias de conspiração, mas no Brasil conspiração é fato. É preciso estômago forte para ler sobre esse assunto.

Normalmente, eu prefiro reunir todas as notícias sórdidas da política em um único texto, como na história de todos os presidentes do Brasil.

Como nós sabemos, o processo do assassinato de PC Farias já tem 15 anos, então, vamos começar com os motivos que levaram o STF a tomar essa decisão certa na hora errada. Quais Os seus interesses?

Partindo do básico em conspiração policial, nós sabemos que a cena do crime foi alterada, para reforçar a história forjada do duplo homicídio. A história forjada possibilitou aos conspiradores ganhar um tempo precioso, foram 15 anos para apagar qualquer ligação com políticos poderosos.

Para quem, como eu, acha que só o Sarney sabe usar os fichas sujas, é bom não esquecermos que Fernando Collor foi o único político punido no esquema de corrupção do caso PC Farias, tendo seu mandato cassado. A morte de PC Farias foi útil para interromper um processo que já estava nos depoimentos, ele foi morto dias antes de prestar um novo depoimento.

A oposição faz o seu papel de atacar o governo e seus aliados, faz isso tão bem que as vezes subestima seus adversários. Esquece que seus adversários sempre terão um ás na manga.

Em entrevistas, FHC afirmou que o vice-presidente de Collor, Itamar Franco, nunca foi um homem de meias palavras, sempre foi um homem corajoso. FHC também afirmou que sempre aconselhava Itamar Franco a não mudar seus ministros com tanta frequência, apesar dos problemas enfrentados por eles.

Quando o Governo de Itamar/FHC enviou Badan Palhares para forjar a história do homicídio seguido de suicídio, estavam encobrindo provas, até que os laços envolvendo políticos poderosos fossem apagados.

A esposa de PC Farias era quem mais temia a morte do marido, além da sua própria, acabou morrendo do coração. Tancredo Neves também morreu do coração.

Há milhares de formas de matar uma pessoa, sem deixar vestígios do crime, mas no caso de PC Farias não era tão simples assim. Ele estava envolvido demais com gente importante, um simples crime passional seria fundamental para ocultar a conspiração.

Tancredo Neves foi o maior político de todos os tempos, ao contrário de Getúlio Vargas que precisava utilizar a força, ele conseguiu uma articulação perfeita contra o governo e seus aliados.

PC Farias foi o maior corrupto da história, além de ser fraco e mulherengo, o que o tornava um homem perigoso. O que não dá para negar é que ele era um grande “empresário político”.

Naturalmente, haviam pessoas dando suporte ao esquema de PC, pessoas que não queriam sujar as mãos.

Vamos analisar: Badan Palhares forjou o homicídio seguido de morte, a mando dos aliados do governo Itamar/FHC. O único político cassado foi Collor, todos os outros foram protegidos pela morte de PC Farias.

Hoje, Collor é aliado do PT e Sarney. Sarney assumiu depois da morte de Tancredo. Causa Mortis: Coração.

Collor teve seu tesoureiro morto, e foi o único punido. PC Farias não morreu do coração, apesar de dizerem que sim, mas sua mulher morreu do coração, liberalmente.

A cena do crime, com a adúltera em “posição estratégica”, parecia dizer: “Não chorem por eles, eles tiveram o que mereceram”.

Isso poderia funcionar muito bem há duzentos anos atrás, mas hoje não funciona mais, mesmo assim, foi suficiente para se ganhar tempo, livrando a cara de muita gente, além de apagar qualquer vestígio telefônico ou bancário, o que não é um processo tão simples.

Essa história parece um joguinho bipartidário, quase uma briga de comadres.

Eu tenho notado que cada vez que algum político importante cai de um lado, há uma série de escândalos políticos que vem à tona.

Os supostos assassinos de PC Farias teriam sido seus seguranças – Seguranças, polícia, política, milícia, não dá para confiar em mais ninguém.

O depoimento que PC Farias daria para a justiça, envolvendo as empreiteiras, supostas financiadoras do esquema de corrupção, teria sido a causa de seu assassinato.

Entre os envolvidos na farsa do crime passional, além dos políticos, estão a Polícia Federal e empresas de comunicação.

O fato do ministro Joaquim Barbosa, STF, ter decidido que PC foi assassinado, não causa tanto espanto quanto o fato dos seguranças Adeildo dos Santos, Reinaldo Correia de Lima Filho, Josemar dos Santos e José Geraldo da Silva, ainda estarem trabalhando para a família de PC Farias.

Na época do assassinato de PC, em 1.996, a maioria dos especialistas e jornalistas do Brasil contestaram a decisão da justiça, mas as grandes empresas de comunicação, aliadas aos aristocratas que governavam o país, conseguiram impor a farsa.

Muita gente de visão deve ter gravado opiniões pagas em telejornais ou revistas, e isso deverá comprometer muita gente, mesmo agora, depois de quinze anos.

Família Farias, Polícia Federal, perito em balística, empresas de comunicação e telecomunicação, jornais e revistas, todos serão envolvidos a partir de agora, mas isso não é o mais importante.

Toda a rede de corrupção, financiamentos e esquemas fraudulentos de caixa 2, tudo virá à tona.

O PT não conseguiu aprender a roubar, nesses mais de oito anos de governo, por isso não tem mais nada a perder. Todos os malandros do PT já sabem que não há nenhuma chance de ninguém ser preso, com a nossa in(justiça), portanto, não há motivos para temer a verdade, não agora que toda cúpula já está com o nome sujo.

PC Farias morreu no dia 23 de junho de 1.996, deixando uma frase maldita que parece se voltar, agora, contra o STF: “Vocês são todos hipócritas”.

By Jânio

A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

junho 26, 2011 Posted by | Política | , , , , , | 1 Comentário

A política torta do Brasil

crime passional?

Eu acredito.

Vocês repararam como a política parece uma tragicomédia?

Vendo as últimas notícias,  a gente acaba relembrando antigos acontecimentos, como é o caso de Arruda, governador de Brasília.

Eu achei muito engraçado quando, na época do mensalão, todos os candidatos começaram a renunciar, voltando mais tarde, sem conseguir fazer o povo esquecer os escândalos do passado.

Eu acho engraçado saber que tanto PC Farias, quanto sua mulher, morriam de medo de morrer, PC chegou a viajar o mundo inteiro. Voltou para o Brasil e, apesar de cercado de seguranças, morreu sem que ninguém visse nada; supostamente, foi crime passional.

Tancredo Neves criou uma campanha tão bem organizada, para as eleições diretas, conseguindo convencer os militares que eles tinham chance que, depois de sentir a vitória esmagadora na última eleição indireta, teve que pedir para que alguns deputados votassem para o candidato dos militares. O medo foi grande, depois de eleito, Tancredo morreu após vencer as eleições, assumindo José Sarney, antigo aliado dos militares.

José Dirceu, o todo poderoso do PT, foi cassado por corrupção, sem que fosse provado, valeu a palavra dos corruptos envolvidos no mensalão. O principal denunciante, Roberto Jefferson, foi cassado por não conseguir provar que José Dirceu era o coordenador do esquema.

José Genoíno avaliou um empréstimo para bancar o mensalão, afirmou não ter lido mas teve que renunciar, para não ter os direitos políticos suspensos pelo TRE; voltou ao poder, eleito democraticamente.

Luísa Helena tentou um eleição para Presidente, perdeu, em seu lugar como senador, entrou Fernando Collor de Melo, Presidente cassado; o Senador recebeu de presente o PAC, com um  dos maiores orçamentos que o país já viu.

Marina Silva, uma das brasileiras mais admiradas do mundo, saiu do PT, depois que o partido apoiou o arquivamento do pedido de CPI de Sarney. A ex-ministra foi para o PV e, pelo que se fala em seu estado de origem, pretende apoiar o maior inimigo de Chico Mendes, o homem cujas idéias ela sempre lutou, para ser o que é hoje.

O Presidente Lula viu José Dirceu, seu padrinho político cair, enquanto José Sarney se manteve firme até o fim, mostrando que a ambição de José Dirceu deixou-o sem amigos, ao contrário de Sarney que, segundo as más línguas, tem todos os processos de políticos nas mãos, o que o ajudou a escapar da degola.

Arthur Virgílio perdeu a fama de defensor da moral e bons costumes, ao ser flagrado na investigação dos cartões corporativos, afirmou que estava sem dinheiro.  Seu processo deve ter sido arquivado, com uma cópia para José Sarney, é claro.

Outro adversário forte do Governo, Jefferson Peres, morreu sem que seu nome fosse manchado mas, depois de morto, pagaram seu enterro com dinheiro desviado dos cofres públicos. Parece que a máfia política tinha que deixar um recado.

Curiosamente, Jefferson Peres chegou a dizer: “Enquanto eu for vivo, meu nome não será manchado.” – e não foi, esperaram ele morrer.

Álvaro Dias, Senador do Paraná,  chegou entrevistar bandidos dentro da cadeia, em busca de provas contra o PT, o que constrangeu até os mais rígidos defensores da lei.

Palocci sobreviveu a todos os ataques, inclusive de acusações de farras com garotas de programas para os políticos aliados. A armadilha em que se meteu, ao investigar o caseiro que o denunciou, quando mandou vasculhar sua conta, deu o que falar.

Depois de tirar o Brasil do buraco, se transformar num dos maiores nomes do governo, seu processo também foi para a coleção de Sarney, segundo as más línguas.

O caseiro realmente tinha dinheiro, mas era de seu pai de sangue, ele tinha dado o dinheiro para compensar sua ausência.  nós acreditamos, mas quem levou a pior foi  o Governo.

Eu fico me perguntando, o que José Roberto Arruda e Celso Pita faziam nesse clube de gente grande? – Esses políticos de dólares na cueca, nas meias, na mala, na gaveta, são como trombadinhas, em meio a grandes mafiosos banqueiros e políticos de três gerações, onde a Polícia Federal chega, mas não passa, cujo obstáculo é o Supremo.

A política é uma tragicomédia, as vítimas somos nós, mas as vítimas começam a abandonar a postura de vítimas; sem um bom exemplo, a corrupção vai se espalhando por todos os setores e autoridades do país.

Não podemos desanimar, afinal, o país, cuja reserva de alimentos é o celeiro do mundo, já viu seus cidadãos passando fome. O país com a quarta maior empresa petrolífera do mundo, vez por outra, vê seus cidadãos ultrapassando as fronteiras para abastecer seus carros no exterior.

As notícias que não podíamos ver na tv, hoje vemos nas câmeras de estabelecimentos públicos, comerciais, onde a ineficiência da polícia é flagrada, de maneira explícita, aos olhos da população, que assiste a tudo atônita.

Para quem ficar muito desanimado com toda essa comédia de erros, lembre-se que o Clube de Bilderberg não fica no Brasil, é coisa de países desenvolvidos. A vida  nos diversos estados brasileiros não é igual, alguns são melhores e outros piores, portanto, mesmo com tanta corrupção, podemos melhorar.

Nós não somos piores, nem melhores, que os outros países, o que precisamos é de uma boa educação e boas tradições, menos na política, é claro.

By jânio
A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa

Trinta anos de escândalos no Brasil

janeiro 28, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , | 24 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: