Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O povo que não conhece velhice e nem doença

Povo Jovem

Povo Jovem

O vale do rio Hunza, na fronteira com a Índia e Paquistão, é chamado de “oásis de juventude”, e não é para menos: os habitantes da região vivem até 110-120 anos, quase nunca ficam doente e tem uma aparência muito jovem.

No entanto, o mais surpreendente desta pequena nação situado entre as serras da região é a sua notável capacidade de manter sua juventude e saúde: os hunza tomam banho em água gelada, mesmo a 15 graus abaixo de zero, praticam esportes até mesmo aos 100 anos, mulheres de 40 anos parecem adolescentes e aos 65 anos dão à luz. No verão, comem frutas e vegetais crus; no inverno, damascos secos, brotos de feijão e queijo pecorino.

O povo de Hunza se destacam em muitos aspectos entre as nações vizinhas: fisicamente se parecem com os europeus, falam seu próprio idioma – burushaski – que é diferente de qualquer outro idioma no mundo, e professam um Islam específico, ismaelita, segundo relata o Marketium.

O médico escocês Robert McCarrison, que primeiro descreveu o ‘Happy Valley’, vale feliz, enfatizou que os Hunza quase não consomem nenhuma proteína. Em um dia, consomem em média 1.933 calorias, incluindo 50 gramas de proteína, 36 gramas de gordura e 365 gramas de carboidratos.

De acordo com as conclusões de McCarrison, a dieta é o principal fator da longevidade desta nação. Por exemplo, as nações vizinhas, que vivem nas mesmas condições climáticas, mas não comem corretamente, sofrem de uma variedade de doenças e tem uma expectativa de vida 2 vezes menor.

Outro especialista, R. Bircher, destacou as seguintes vantagens do modelo de alimentação dessa nação incrível: é vegetariana, tem uma grande quantidade de alimentos crus, frutas e verduras predominam na dieta, os produtos são totalmente naturais e têm períodos regulares de jejum.

Sobre o segredo de sua longevidade, o povo de Hunza recomenda manter uma dieta vegetariana, trabalhando e movendo-se constantemente. Entre outros benefícios deste modo de vida figuram a alegria – os hunza sempre estão de bom humor e com os nervos sob controle, não conhecem o stress.

Fonte: RT-TV

setembro 13, 2014 Posted by | Internacional | , , , , | 4 Comentários

Tecnologias que desafiam a morte

Tecnologias contra a morte

Tecnologia e Ficção

Cerca de 150 mil pessoas morrem a cada dia, dessas, por vota de 100 mil estão relacionadas a idade. A busca de recursos para prolongar a vida e enganar a morte, virou objeto de estudo por parte de muitos pesquisadores.

O portal “Business Insider” passa em revista algumas tecnologias que prometem a eterna juventude ou algo parecido.

01 – Nanotecnologia

Imagine pequenos robots em seu corpo que se deslocam de um lugar para outro, reparando as células danificadas e elaborando relatórios sobre o estado de seu corpo. O renomado autor futurista Ray Kurzwell prevê que o desenvolvimento da nanotecnologia poderá por fim ao envelhecimento até 2.030.

02 – Clonagem

Alguns cientistas como Michael West, chegaram a prever que o desenvolvimento da clonagem pode nos fornecer “peças de reposição” perfeitamente compatíveis, quando partes de nosso corpo começar a falhar. Isso poderia nos levar a conviver com cópias de nós mesmos, como se fossem mascotes (animais) para, em seguida, serem transformados em partes de nosso corpo.

A tecnologia da clonagem ainda tem muito caminho por percorrer antes de se converter em uma arma prática na luta contra a morte. Até agora, a clonagem de articulações e extremidades completas fracassou em experiências com ratos, mas os cientistas conseguiram fazer crescer vesículas.

03 – Criogenia

De certa forma, a criogenia nos converte em uma mensagem dentro de uma garrafa. Por exemplo, se a ciência moderna não tem a solução para o seu problema de saúde, você pode ser congelado na esperança de que a medicina evolua.

De concreto, a ideia por trás do congelamento médico, é que você se conserve junto com sua doença, até que no futuro os médicos tenham tecnologia, conhecimentos científicos, suficientes para tratar de sua saúde e de sua enfermidade.

04 – Modificação genética

A ciência já sabe como injetar genes artificiais em um organismo a fim de corrigir genes defeituosos, por isso os cientistas esperam influenciar os genes relacionados ao envelhecimento e deter os efeitos degenerativos.

05 – Truque genético

Em vez de modificar ou substituir os genes relacionados com o envelhecimento, o que aconteceria se simplesmente pudéssemos desligá-los?

Richard Hawking escreve em “O Gene Egoísta” que, potencialmente, isto poderia ser conseguido “através da identificação de mudanças no ambiente químico interno de um corpo que ocorrem durante o envelhecimento… e pela simulação de propriedades químicas da superficiais de um corpo jovem”.

06 – Copiando o cérebro

Que outra coisa somos, se não mentes ligadas a um corpo? O físico britânico Stephen Hawking acredita que é teoricamente possível copiar o cérebro humano por computador e armazená-las, permitindo que sua mente continue vivo depois de morto. Inevitavelmente o tempo falhará ao longo do tempo, mas o computador é um suporte teoricamente imortal.

Entretanto, muitos questionam este modo de prolongar a vida, já que, afinal, teríamos que renunciar ao corpo físico.

06 – Estratégias para tornar insignificante a senescência” (SENS)

As mudanças não patológicas relacionadas com a idade que ocorrem no cérebro, músculos, articulações, sistema imunológico, pulmões e coração, devem se minimizar, e a essas mudanças chamamos de “senescência”.

Aubrey de Grey, da Universidade de Cambridge (Inglaterra), busca reparar as causas do envelhecimento, mudanças no corpo, algo que ele chama de “estratégias para tornar insignificante a senescência”. Ele também acredita que os humanos adultos podem ser “reparados” por trinta anos. Se a ciência se desenvolver o suficiente para fazer esses reparos, eles serão ainda mais eficazes, adiando a morte por tempo indeterminado.

Entretanto, essas ideias, mais teóricas que experimentais, são questionadas por muitos cientistas, que alertam que a falta anos de desenvolvimento para tais terapias. Eles chegam até a duvidar de tais realizações.

08 – Imunização contra a enfermidade do envelhecimento

Por enquanto, isso é apenas uma ideia teórica, mas há quem esteja seguro de que, um dia, teremos vacinas não só para nos proteger da gripe, mas até mesmo da morte. Claro que, por enquanto, isto ainda está no campo da ficção científica.

09 – Elixir da juventude da Google

No final de setembro, a Google apresentou a “Calico”, uma empresa dedicada a prolongar o máximo possível a vida dos seres humanos que dependem de biotecnologia e ferramentas digitais voltadas à saúde. Neste sentido, os dois objetivos da Calico passam a ser o combate ao envelhecimento e também outras doenças que afligem os seres humanos.

Fonte: RT-TV

Top produtos de nanotecnologia

Nanotecnologia – Limite humano

Descobertas interessantes sobre o cérebro

COG – Humanoide quase perfeito

Humanos sem corpos

outubro 27, 2013 Posted by | curiosidades | , , , , | Deixe um comentário

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: