Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Polícia investiga a própria polícia

polícia x polícia

Investigação Criminal

A PPP – política, polícia e pilantras – sofreu um duro golpe nessa semana, e foi em seu maior reduto, no eixo Rio-São Paulo.

Enquanto no Rio o diretor da polícia civil pedia afastamento, em meio a escândalos. Em São Paulo, até a corregedoria se vê em apuros.

Acontece que a nossa sociedade tem uma hierarquia arbitrária, ditadora, isso há 500 anos. Com o crescimento acelerado da tecnologia, toda a cúpula das instituições brasileiras tem enfrentado problemas de adaptação aos novos tempos.

Parece coincidência, o fato dessas investigações, no Rio e em São Paulo, terem culminado em grandes escândalos em torno de si próprios, mas não é.

Em São Paulo, depois de uma policial civil ter sido revistada violentamente – A policial ficou nua na frente de vários homens – as imagens foram parar na tv, um veículo de comunicação de massa.

A mulher era suspeita de ter recebido propina, e, aparentemente recebeu, mas as imagens deixam dúvidas.

Então vamos ao comentário: Aparentemente, eu não vi nada demais, nada além do que eu esperaria da polícia. O que chama a atenção, aqui, é o fato da suspeita ser uma mulher.

Sendo uma mulher, e sabendo que estava sendo filmada, a policial se desesperou, isso também é normal – Certamente, ela não esperava que passaria pelo tratamento de seus colegas homens.

O que é normal na cena:

01 – O delegado avisa que ela deveria se despir, na presença de seis homens e duas mulheres.

02 – O delegado avisa que se não obedecesse, seria dada ordem de prisão.

03 – A policial se recusa, achando que teria direito a tratamento diferenciado, pelo fato de ser mulher. Não teve.

04 – Se fosse um homem, passaria pelo mesmo tratamento, mas seria considerado normal, mesmo se só houvessem mulheres presentes.

Será que pelo fato de ser mulher, ela é menos culpada, é diferente?

O fato é que a TV se interessou pelas imagens, e as imagens em mídia de massa são uma arma poderosíssima.

Comentário do apresentador: “A propina recebida pela policial, não é nada, perto da agressão sofrida, onde toda a cúpula da polícia torna-se cúmplice, diante dessas imagens.”

Em primeiro lugar, é preciso que se diga que essa denúncia precisa ser investigada. Sim, há muitas injustiças como essas sendo praticadas pelo Brasil, e não, a policial não é diferente, pelo fato de ser mulher.

Outro detalhe: Receber propina não é um crime menor, assim como vender o voto não torna um eleitor menos covarde, diante da sociedade, mesmo estando passando fome. A necessidade não muda o crime, mas pode amenizar a pena.

Rio – No Rio, a Polícia Federal finalmente chega na etapa final das investigações contra a polícia civil, não sem antes revelar escândalos no processo dessas investigações.

Há suspeitas de vazamento de informações sigilosas, reveladas por laudos técnicos. É claro que a tecnologia não poderia ficar de fora dessas investigações, não é mesmo?

São pelo menos 30 policiais civis, entre eles delegados, o próprio diretor da polícia civil – Chefe dos delegados – pediu afastamento.

Não foi descoberto nada que uma pessoa comum não suspeitasse, há muito tempo, mas porquê isso não ocorreu antes?

A primeira parte da charada, eu já respondi: A tecnologia se desenvolveu acima da (in)capacidade da polícia.

Então, vamos a segunda parte: Se Maquiavel já dizia “A natureza do homem é má”, nós também sabemos que Maquiavel não imaginaria os “ratos” que habitariam por essas terras.

Ora, o rato, animal muito sujo, covarde e contagioso, foge ao menor sinal de perigo. Ele também sabe quando está na hora de abandonar o barco.

Voltando ao caso: As novas gerações sabem que não tem controle sobre as novas tecnologias, assim, preferem permanecer à distância, até terem certeza de poderem habitar no mesmo barco da corrupção.

Quando as novas gerações escolhem seu lado, tem liberdade para cumprir sua verdadeira missão na polícia, policiar.

NOTA: A computação é como matemática, quem conhece, domina, não explica, apenas passa as fórmulas. Quem tem boa memória, pode fazer uso dessas fórmulas, mas a sua memória ficará tão ocupada com essas fórmulas, que essa pessoa nem saberá a cor das meias que usava ontem, possibilitando uma forma perfeita de manipulação,

Quem comete um crime, deverá saber que mais cedo, ou mais tarde, deverá prestar contas perante a sociedade.

By Jânio

fevereiro 20, 2011 Posted by | Policia | , , , , , , , , , , | 3 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: