Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

O amigo da onça

vantagens_alternativas

Ajuda Inesperada

Há uns dois ou três anos atrás, postei a saga do “Amigo da Onça” no site icommercepage, o personagem é um dos grandes clássicos do folclore brasileiro.

Depois do último curso que eu fiz no SEBRAE, o “Amigo da Onça” me veio novamente à cabeça, por isso vou postá-lo no blog Madeinblog, dando ênfase ao tema empreendedorismo.

O período que antecede a abertura de uma empresa, é o mais importante na vida do empreendedor, é nessa fase que ele descobre que, muitas vezes, não está preparado para abrir uma empresa.

Parece frustrante imaginar que o futuro empreendedor não tem contatos na área financeira, nem sequer conversou com um gerente  de banco para apresentar o seu plano de negócios, sem o qual é impossível contar com uma instituição bancária.

Através de um gerente de banco, é possível se atualizar sobre as linhas de crédito, taxas atuais de juros, oportunidades  em que uma empresa poderá contar com essa instituição para viabilizar futuros projetos.

Fora isso, há muitas outras perguntas que vão sendo feitas, nem sempre com uma resposta satisfatória, para quem pretende se tornar um bom empresário.

Veja a história:

Reza a lenda que um homem conversava com um amigo, daqueles que não pensa para falar e fala sem pensar.

Eles estavam numa região isolada, numa floresta, e o amigo perguntou:

 – Rapaz, que lugar perigoso esse, o que você faria se aparecesse uma onça agora?

 – Eu dava um tiro nela – Respondeu, também sem pensar, o rapaz.

 – E se você não tivesse nenhuma arma? – Perguntou novamente sem pensar o amigo.

 – Que pergunta, eu correria muito. Respondeu o rapaz.

 – E se a onça corresse mais que você? – Tornou a perguntar o amigo.

 – Hum … aí eu subiria na árvore mais próxima – Respondeu, já demonstrando um ligeiro estado de impaciência.

 – E se a onça também subisse na árvore? – perguntou o amigo, já forçando a amizade.

Foi nesse momento que o rapaz se viu sem saída, sem saber o que responder  e já com a paciência esgotada, respondeu.

 – Escuta … vem cá, você é meu amigo ou é amigo da onça?

Se você tem idéia de começar um empreendimento, lembre-se que negócio não é uma aventura. O Brasil não é um país que apóia os novos microempreendedores, não oferece infraestrutura adequada e as taxas de juros são altíssimas, assim como os impostos.

Nesse caso, é bom que você tenha um amigo da onça, ou vários.

Ter bons contatos é bom, desde que nas áreas certas.

O primeiro bom contato que você deverá ter acesso, é também o que mais terá interesse no seu negócio. Seu contador.

Seu contador deverá ser o seu primeiro amigo da onça, será ele o primeiro a testar sua paciência, e a fazer perguntas indiscretas mas oportunas. O contador tem acesso a informações que um empreendedor iniciante não fazia nem idéia que ele sabia.

Não estamos falando, aqui, de uma pessoa com formação em contabilidade, muito menos um contador de uma grande empresa ou instituição, estamos falando de um contador que presta consultoria para várias micro e/ou pequenas empresas, alguém que convive dia-a-dia com os problemas de microempreendedores.

Dependendo da microempresa, o contador poderá oferecer a assessoria para um bom plano de negócios. É claro que a responsabilidade será sempre sua, as respostas deverão ser respondidas por você, inclusive, o ideal é que todas as perguntas tenham sido respondidas antes da conversa com o contador.

Quanto mais experiente o contador, melhor, também é muito importante que esse contador não seja alguém desesperado para conseguir um cliente.

Na fase do plano de negócios, muitas perguntas surgirão. As perguntas chaves que deverão surgir na conversa com o gerente, poderão ser respondidas antecipadamente, com a ajuda dos contatos certos, evitando constrangimentos futuros.

Eu sempre digo que as atividades principais de um negócio, devem ser efetuadas pelo próprio empreendedor, já as atividades comuns a todos os empreendimentos, podem ser terceirizados; desde contabilidade, pesquisas e possíveis consultorias, até atividades importantes que não comprometam o empreendimento.

As atividades principais, inclusive análise de trabalhos de terceiros, testes e aperfeiçoamentos do  plano de negócios, serão feitos diretamente pelo empreendedor.

É muito importante destacar que o empreendedor não vai redescobrir a roda, nem o fogo, ele deverá concentrar todo o seu esforço nas atividades principais, naquelas que o ajudarão a atingir os seus objetivos, e que ele deverá, mais do que ninguém, estar preparado para executá-las.

Vale relembrar sempre, que nem todos os empreendimentos são complexos; nem todos os empreendimentos exigem muitos empregados; nem todos os empreendimentos exigem conhecimentos técnicos; nem todos os empreendimentos estão sujeitos as altas taxas de impostos.

Leia jornais e colunas especializadas no assunto, esteja atento, para que no futuro você possa responder as perguntas dos amigos da onça.

E você, está preparado para seus amigos da onça?

By Jânio

setembro 18, 2010 Posted by | Empreendedorismo | , , , , , , , , , , , , , , | 8 Comentários

O homem mais importante do mundo

o homem mais importante

o homem mais importante

O Presidente Lula “do Brasil” conseguiu conquistar muito mais do que sonhou, em toda a sua vida.

Enquanto ele liderava as greves, assustava os empresários, em busca de melhores salários, os brasileiros nem de longe imaginariam que, um dia, o Presidente estaria do outro lado.

Seus feitos são suficientes para que não seja esquecido tão cedo, independentemente do julgamento a respeito de seu governo no Brasil.

Todos nós sabemos do prestígio de FHC, fora do país, em seu governo, o que ninguém poderia imaginar é que  Lula faria melhor. Uma das piadas mais cruéis contra a Argentina, hoje, é o fato de Lula ser mais popular na Argentina que a própria Presidenta.

Depois que o Presidente  conseguiu sair da crise, despertou a inveja do ex-presidente do Brasil, que o acusou de copiar seu plano de Governo. A maior façanha de FHC, foi justamente no plano econômico, além de lançar algumas farpas aos países desenvolvidos, como foi o apoio ao ministro José Serra, na quebra de patentes de remédios, onde vidas estavam em riscos, além de preços exorbitantes.

Agora sabemos que as maiores conquistas de Lula estavam para vir, fora do setor econômico, apesar do setor econômico ter ajudado muito nas conquistas.

Na medida em que o dólar caiu, prejudicando as exportações, as exportações passaram a ser o menor problema do presidente, já que o país passou a atrair capital estrangeiro, sendo a economia mais blindada do planeta, com altíssimos impostos e pouco retorno em infra-estrutura.

Graças a isso, foi fácil aumentar as reservas; muita gente que achava que a queda do dólar era passageira, se decepcionou. A dívida externa foi trocada pela dívida interna, onde a dívida pública aumentou ainda mais do que era, por outro lado o Brasil pagou a dívida externa.

O aumento das reservas, combinado com o pagamento da dívida externa, aumentou o prestígio do Presidente lá fora. O prestígio culminou quando o Presidente ofereceu a bagatela de vinte e cinco bilhões de dólares, para ter as olimpíadas de 2.016.

Muita gente criticou, aquilo que deveria ser o motivo de orgulho para qualquer país do mundo; criticaram a escolha do Rio, pela sua violência urbana. O que ninguém notou, é que os Jogos Panamericanos foram um teste prévio para essa escolha

Antes disso, o Presidente Lula já havia conseguido outra grande vitória, a Copa de 2.014, mas as olimpíadas foi o seu maior êxito.

O sétimo filho, de um casal pobre e analfabeto, não tem vergonha de suas origens, também sabe, exatamente, onde é o seu lugar, sabe o que sabe fazer melhor: falar, convencer, relacionar-se. Coisa de brasileiro mesmo.

A falta de respeito, de alguns jornalista, que insistiram em chamar a maior autoridade do país de analfabeto, custou caro, hoje o jornalista não tem obrigatoriedade de ter diploma, um presente para os blogueiros que passaram a ser jornalista, da noite para o dia.

O Presitente acertou dois coelhos, agradou uma comunidade enorme de escritores, jornalistas, blogueiros, letrados e outros tantos, que não possuíam diploma, além de aumentar o direito da liberdade de imprensa.

Os próximos desafios do Presidente já estão ganhos, ele pode não conseguir o melhor acordo para controle do clima, mas é, segundo a crítica internacional, a pessoa indicada, não só estrategicamente, como o mais competente para isso também.

Sua popularidade, no Brasil, ultrapassa os 80%, o que mostra a vantagem de sua candidata às eleições de 2.010.

Nem mesmo a brincadeira  de mal gosto, na  armadilha criada pelo Presidente da Venezuela, criando uma crise internacional, foi suficiente para diminuir seu prestígio.

Durante esses dois mandatos, eu pude presenciar vários feitos da equipe do governo, todos eles são em caráter imprevisíveis, o que assusta e desarticula a oposição ao governo, que não consegue se posicionar.

O ex-ministro Antônio Palocci se revelou um gênio, no início do Governo, virou alvo da oposição, que julgava ser a forma de derrubar o Governo, estavam errados. Palocci foi substituído, a economia não mudou nada, mostrando que a microeconomia é mais complexa que a macro.

O PT perdeu sua  inocência, ao defender Sarney, perdendo vários de seus membros, quando nem o homem forte do PT, José Dirceu, resistiu à degola. Isso assustou o Brasil que descobriu, da pior maneira, que a queda de barões da política como Maluf, ACM e o próprio Dirceu, só fez aumentar o poder de José Sarney.

Como visto no texto acima, o Presidente está certo, se ele está certo, quem está errado? – Nós.

Parece que o povo precisa mudar a maneira de pensar, precisa parar de olhar para o próprio nariz e se unir, não em torno de seus próprios interesses, mas do interesse comum da nação. os problemas são claros, impostos caros, o que aumenta a corrupção, principalmente daqueles que não pagam.

A corrupção é justamente o segundo maior problema, é preciso acabar com a corrupção, para que acabem os desvios de verbas de projetos ligados a infra-estrutura, além de sua própria manutenção.

Só depois disso é que poderemos pensar em mudar nossa vida, para melhor, com melhores hospitais, escolas, penitenciárias e salários.

Para isso, a classe média alta vai ter que conquistar os pobres, precisaremos nos unir, acabar com os conflitos de classes, iniciar novamente a formação de opinião pública.

Para conseguir isso, precisamos acabar com a fome e as injustiças sociais, sem isso, ninguém ouvirá o que temos a dizer, sem isso continuaremos a ser um país do terceiro mundo, o mais rico país do terceiro mundo.

Hoje, o Brasil é o país mais importante do mundo, o país que deverá decidir o futuro da humanidade. Na frente de todos, está o Presidente lula, para bem ou para mal ele é a pessoa mais importante do mundo, para decidir o futuro do Brasil, para decidir o futuro da humanidade.

By Jânio.

dezembro 12, 2009 Posted by | Política | , , , , , , , | 33 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: