Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Gripe influenza A começa a assustar o Brasil.

Nova epidemia no Brasil

Nova epidemia no Brasil

No Universo da microbiologia está sendo travada uma batalha invisível e interminável.

Sempre se questionou como o ser humano se desenvolveu tão rápido na Terra.

O ser humano possui, em seu organismo, anticorpos que são constantemente desenvolvidos para a proteção de nossa saúde.

A gripe, além de ser a doença mais comum, é a a doença que mais desafios apresenta ao ser humano, aos nossos anticorpos, ao nosso sistema imununológico.

O vírus da gripe é o que poderíamos chamar de vírus mutante, ou x-vírus, já que não sabemos nada sobre ele, a partir do momento em que ele sofre uma mutação, deixando a medicina  de volta na estaca zero.

As epidemias e pandemias, são constante,  e tem aumentado devido ao desmatamento, fazendo com que os vírus que são naturais de um certo hospedeiro, de um certo habitat, passe a procurar um novo hospedeiro.

O processo é tão naturalmente perfeito que a mais nova epidemia de gripe mundial, influenza A, geneticamente alterada, confundida erroneamente com H1N1, que é totalmente humano, surpreende pelo seu processo de evolução.

Tudo começa quando um animal da raça suina é infectado, por exemplo um porco, o porco que já possui a gripe suina, foi infectado simultaneamente pelo vírus das gripes humanas, H1N1, e pelo vírus da gripe aviária.

O vírus da gripe influênza de várias espécies infectando o mesmo animal, simultâneamente, reorganiza-se geneticamente, criando um novo tipo de vírus, desenvolvido no suino, seu hospedeiro.

Este virus mutante, resultado da mistura do H1N1 humano, gripe aviária e gripe suina, deixou o mundo em alerta. No começo chegou-se a acreditar em uma periculosidade maior do que ela realmente apresenta, tamanha velocidade de contágio.

Não é a primeira vez que a gripe nos presenteia com um vírus tão poderoso assim, nem será a última, a única certeza é que a história sempre se repete.

Apesar das aparências, o contágio de suino para o ser humano não é muito comum, foram registrados apenas 50 casos desde meados do século XX.

A contaminação entre os seres humanos é rápida, a OMS, hoje, dia 17 de Julho de 2009, reconheceu, não há mais como se controlar a doença. a doença se espalhou por todas as regiões do mundo.

O Brasil, aparentemente fora do mapa da doença, sentiu na pele a força da epidemia e já conta, só no Rio Grande so Sul, com cerca de mil infectados, o estado também apresenta o maior número de mortes, pelo influenza,no país.

Países com uma baixa qualidade na infra-estrutura, como o Brasil, onde a vigilânia sanitária praticamente não funciona, quando deveria, são um grande foco de transmissão de doenças contagiosas.

Os sintomas são típicos da gripe comum, onde o perigo maior é para quem tem uma imunidade menor, histórico de doenças pulmonares, por exemplo.

A principal diferença para a gripe normal, é a velocidade com que a doença se desenvolve, seu desenvolvimento é abrupto, cerca de vinte e quatro a quarenta e oito horas do contágio.

Nas regiões mais afetadas, como foi o caso do México, recomenda-se evitar sair de casa, aperto de mãos e beijos, lavar bem as mãos e em casos extremos, uso de máscaras.

A principio, a doença deve ser tratada como uma doença comum, casos em que a evolução seja muito abrupto, ultrapassando os 39 graus de febre, deve-se procurar imediatamente o médico.

Lavar bem as mãos, evitar locais públicos em regiões mais afetadas, viajar para esses lugares é a melhor prevenção.

Como uma gripe comum, deve-se evitar se aproximar de pessoas com tosses e espirros constantes, sendo que o vírus só viaja cerca de um metro de distância.

Além de espirros e tosses, o influenza A apresenta, entre seus sintomas, todos os sintomas típicos de uma gripe comum, com exceção da evolução rápida de seu quadro clínico, chegando a apresentar acima de 39 graus de febre, em curto espaço de tempo.

Deve-se evitar viajar para regiões afetadas, ou pelo menos adiar estas viagens. A Argentina é o país onde tem vindo os principais casos, devido a proximidade, o epicentro da pandemia é o México.

Atualização em 23 de agosto de 2009.

São Paulo com 179 óbitos Paraná 142, Rio Grande do Sul 93, Rio 47, Santa Catarina 11, Minas 8, Paraíba 2, Bahia 1, Pará 1, Rondônia 1, Mato Grosso do Sul 1 e Amazonas 1, além do Distrito Federal 1.

Principal fonte; Wikipedia

ATUALIZAÇÃo – 29 de Agosto de 2009

http://icommercepage.wordpress.com/2009/08/29/brasil-e-o-pais-com-o-maior-caso-de-mortes-pela-gripe-influenza-a-h1n1

By Jânio.

julho 18, 2009 Posted by | Saúde | , , , , | 6 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: