Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Filmografia de John Badhan

Filmes John Badhan

Trovão Azul

John MacDonald Badham – Diretor de cinema americano nascido na Inglaterra, em 25 de agosto de 1.939.

Badhan é conhecido por vários filmes famosos, mas começou na TV e voltou para a TV nos últimos anos. Seu filme mais polêmico foi de quem é a vida afinal, onde discute a eutanásia.

Badhan é filho de uma Atriz e de um general das forças armadas, Henry Lee Badhan Jr., piloto das primeira e segunda guerras mundiais.

01 – Saturday Night Fever (1977) – John Travolta

02 – Dracula (1979) – Laurence Olivier

03 – Blue Thunder (1983) – Trovão azul deu origem a série

04 – Whose Life Is It Anyway? (1981) – De quem é a vida afinal – Richard Dreyfuss

05 – Blue Thunder (1983) – Trovão azul deu origem a série

06 – WarGames (1983) – Jogos de Guerra – Matthew Broderick

07 – Short Circuit (1986) – O incrível robô – Ally Sheedy e Steve Guttenberg

08 – Tocaia (1.987) – Richard Dreyfuss

09 – Point of No Return (1993) A Assassina – Bridget Fonda e Gabriel Byrne

Fonte: Wikipedia

Filmografia de James cameron

Filmografia de Jim Abrahams

Top loiras do cinema

filmes de clonagem

Filhas de celebridades

junho 8, 2013 Posted by | Cinema | , , , , , , | 2 Comentários

Indicados para o Oscar 2.013

Melhores Filmes 2.013

Melhores Filmes 2.013

Competir em cinema de arte sempre foi o objetivo do Brasil, mas tivemos poucos momentos de destaques no Oscar. Atualmente, o país está muito bem no cinema comercial, principalmente com Robocop, mas não será nesse ano que o diretor irá se destacar, já que a produção ainda vai demorar algum tempo.

Além de Padilha, meireles e Salles já estão consagrados em Hollywood, pena que tenham conseguido justamente no momento da crise.

A festa do Oscar é considerada uma premiação voltada para o cinema de arte, entretanto, o marketing do Oscar, que começa pelo próprio nome, chega a quase desqualificá-lo. As indicações de desenho animado e outras maluquices, além de alguns filmes de ação, estrategicamente escolhidos para premiações específicas, tiram o interesse de parte desse público.

Na lista abaixo, podemos notar alguns queridinhos de hollywood, mas há muitas caras novas, pelo menos para mim que sou meio retrô. A melhor disputa mais uma vez fica entre os atores coadjuvantes, com celebridades que ganham fortunas para fazer participações muito especiais.

Lista de indicados ao Oscar 2.013

MELHOR FILME

Indomável sonhadora
O lado bom da vida
A hora mais escura
Lincoln
Os Miseráveis
As aventuras de Pi
Amor
Django livre
Argo

MELHOR DIRETOR

Michael Haneke – Amor
Benh Zeitlin – Indomável sonhadora
Ang Lee – As aventuras de Pi
Steven Spielberg – Lincoln
David O. Russell – O lado bom da vida

MELHOR ATOR

Daniel Day-Lewis – Lincoln
Denzel Washington – Voo
Hugh Jackman – Os miseráveis
Bradley Cooper – O lado bom da vida
Joaquin Phoenix – O mestre

MELHOR ATRIZ

Naomi Watts – O impossível
Jessica Chastain – A hora mais escura
Jennifer Lawrence – O lado bom da vida
Emmanuelle Riva – Amor
Quvenzhané Wallis – Indomável sonhadora

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Christoph Waltz – Django livre
Philip Seymour-Hoffman – O mestre
Robert De Niro – O lado bom da vida
Tommy Lee Jones – Lincoln
Alan Arkin – Argo

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Sally Field – Lincoln
Anne Hathaway – Os miseráveis
Jacki Weaver – O lado bom da vida
Helen Hunt – The sessions
Amy Adams – O mestre

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Amor – Áustria
No – Chile
War witch – Canadá
O amante da rainha – Dinamarca
Kon-tiki – Noruega

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Michael Haneke – Amor
Quentin Tarantino – Django livre
John Gatins – Voo
Wes Anderson e Roman Coppola – Moonrise kingdom
Mark Boal – A hora mais escura

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Chris Terrio – Argo
Lucy Alibar e Benh Zeitlin – Indomável sonhadora
David Magee – As aventuras de Pi
Tony Kushner – Lincoln
David O. Russell – O lado bom da vida

MELHOR ANIMAÇÃO

Valente
Frankenweenie
ParaNorman
Piratas pirados
Detona Ralph

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM LONGA-METRAGEM

5 broken cameras
The gatekeepers
How to survive a plague
The invisible war
Searching for a sugar man

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

Inocente
Kings point
Mondays at Racine
Open heart
Redemption

MELHOR FOTOGRAFIA

Anna Karenina
Django livre
As aventuras de Pi
Lincoln
007 – Operação Skyfall

MELHOR EDIÇÃO

Argo
A vida de Pi
Lincoln
A hora mais escura
O lado bom da vida

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

Dario Marianelli – Anna Karenina
Alexandre Desplat – Argo
Mychael Danna – As aventuras de Pi
John Williams – Lincoln
Thomas Newman – 007 – Operação Skyfall

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Before my time, de “Chasing ice” – J. Ralph (música e letra)
Everybody needs a best friend, de “Ted” – Walter Murphy (música) e Seth MacFarlane (letra)
Pi’s lullaby, de “As aventuras de Pi” – Mychael Danna (música) e Bombay Jayashri (letra)
Skyfall, de “007 – Operação Skyfall” – Adele (música e letra)
Suddenly, de “Os miseráveis” – Claude-Michel Schönberg (música), Herbert Kretzmer (letra) e Alain Boublil (letra)

MELHORES EFEITOS VISUAIS

O hobbit: Uma jornada inesperada
As aventuras de Pi
Os vingadores
Prometheus
Branca de Neve e o caçador

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Argo
Django livre
As aventuras de Pi
A hora mais escura
007 – Operação Skyfall

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Argo
Os miseráveis
As aventuras de Pi
Lincoln
007 – Operação Skyfall

MELHOR CURTA-METRAGEM

Asad
Buzkashi boys
Curfew
Death of a shadow – doos van een schaduw
Henry

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Adam and dog
Fresh guacamole
Head over heels
Maggie Simpson in The Longest Daycare
Paperman

MELHOR FIGURINO

Anna Karenina
Os miseráveis
Lincoln
Espelho, espelho meu
Branca de Neve e o caçador

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

Anna Karenina
O hobbit: Uma jornada inesperada
Os miseráveis
A vida de Pi
Lincoln

MELHOR MAQUIAGEM

Hitchcock
Os miseráveis
O hobbit: Uma jornada inesperada

janeiro 12, 2013 Posted by | Cinema | , , , , , , | Deixe um comentário

Sete psicopatas

lançamentos da CBS

Seven Psychopaths

Sete Psicopatas, 2012, é um filme de comédia escrito, co-produzido e dirigido por Martin McDonagh. O filme é estrelado por Colin Farrell, Sam Rockwell, Woody Harrelson, Christopher Walken e Tom Waits. O filme marca a segunda colaboração entre McDonagh e Farrell, depois da produção de 2.008 de In Bruges.

Em 7 de setembro de 2012, “Sete Psicopatas” teve sua estréia mundial no Festival de Cinema Internacional de Toronto, e foi lançado nos Estados Unidos e no Canadá em 12 de outubro de 2012, e será lançado no Reino Unido em 7 de dezembro de 2012.

O filme:

Marty (Farrell) é um escritor que sonha em terminar o seu roteiro, “Sete Psicopatas”. Billy (Rockwell) é o melhor amigo de Marty, um ator desempregado e, nas horas de folga, ladrão, que quer ajudar Marty por qualquer meio necessário. Tudo o que ele precisa é de um pouco de inspiração e concentração.

Hans (Walken) é parceiro de Billy no crime: um homem religioso com um passado violento. Charlie (Harrelson) é o bandido, cujos assaltantes, Billy e Hans, roubam. Charlie é imprevisível e extremamente violento e não pensa duas vezes antes de matar alguém ou destruir qualquer coisa. Marty vai centrar todo o foco e inspiração que ele precisa, enquanto ele viverá apenas para contar a história.

Elenco

Colin Farrell – Marty Faranan

Sam Rockwell – Billy Bickle

Woody Harrelson – Charlie Costello

Christopher Walken – Hans

Tom Waits – Zacarias Rigby

Abbie Cornish – Kaya

Olga Kurylenko – Angela

Gabourey Sidibe – Sharice

Kevin Corrigan – Dennis

Zeljko Ivanek – Paulo

Os Psicopatas

Como indicado pelo texto da tela, durante o filme:

“O’Diamonds Jack” – é um assassino apelidado pela imprensa pelo seu hábito de deixar um valete de ouro, cartão de jogo, em cada vítima.

A Quaker – cuja filha foi assassinada. Anos depois, o assassino, depois de ter sido seguido por Quaker por 11 anos, se mata cortando sua garganta, na crença de que, se ele for para o inferno, Quaker não vai estar lá, mas Quaker faz o mesmo. Quaker sobrevive e, mais tarde, é revelado ser Hans, cuja história tem sido consideravelmente distorcida pela releitura de Billy.

Charlie Costello – um chefão do crime local que será roubado, como parte de uma estratégia em que ele e Hans roubam e, em seguida, devolvem por uma recompensa oferecida por seus proprietários.

Um sacerdote vietnamita (interpretado por Nguyen Long) que jurou vingar a morte de sua família, no massacre de My Lai. Este personagem é uma invenção de Marty.

Zacarias Rigby – que, ainda jovem, começara a viajar pelo país com a Maggie (interpretada por Amanda Warren), uma menina Afro-americana, para matar assassinos em série. Ele responde a um anúncio de jornal, colocado por Billy, para atrair os psicopatas, servindo de fonte de inspiração para o roteiro de Marty.

Maggie – que se casa com Zacarias, mas depois o abandona, quando ele não consegue realizar um assassinato, com uma vítima à mercê do casal.

Billy Bickle – que mata a namorada de Charlie, depois que Charlie mata a esposa de Hans. É também revelado que Billy é realmente o assassino Jack O’Diamonds.

Produção

O primeiro anúncio oficial foi feito em 12 de maio de 2011. O filme está sendo feito através da produtora Hanway.

Mickey Rourke desistiu de “Os Mercenários 2” para estrelar o filme. No entanto, mais tarde ele saiu de “Sete Psicopatas”, depois de desentendimentos com McDonagh, chamando-o de “p*********”. Ele foi substituído por Woody Harrelson. Sobre o incidente, McDonagh disse: “Eu estava bem com ele. Mickey é um grande ator […]. Conheço Woody Harrelson há anos, e ele era perfeito para o papel. Motivo para a escolha? Ele também tem essas qualidades dramáticas, que são mostradas, e ele sempre foi um comediante fantástico. Você precisa que neste filme alguém fora-da-lei e engraçado, mas também sinistro.

A filmagem foi concluída no final de 2011. As fotos foram reveladas em 11 de novembro de 2011. A data de estreia norte-americana foi em 12 de outubro de 2012.

Música

A trilha do filme foi composta por Carter Burwell.

Recepção

As primeiras críticas do filme foram positivas. Rotten Tomatoes relata que 84% dos críticos deram ao filme uma nota positiva com base em 123 opiniões, com uma classificação média de 7.2/10.

No Metacritic, que atribui uma classificação média ponderada de 100, a opiniões de críticos mainstream, o filme detém atualmente uma pontuação média de 66, com base em 40 avaliações, o que indica “críticas geralmente favoráveis”.

Eric Kohn de indieWIRE deu ao filme uma crítica positiva e um “A-“, elogiando McDonagh, afirmando que “atinge um tom único entre sátira obscura, sangrenta e conflitos interpessoais que faz seu melhor trabalho, como uma combinação de Quentin Tarantino e Aaron Sorkin. “Sobre o filme em si, ele escreveu: “brinca com os clichês de filmes policiais no contexto improvável de obsessões writerly”.

David Rooney do The Hollywood Reporter também deu ao filme uma crítica positiva, elogiando o desempenho dos membros do elenco principal, afirmando: “Como Marty, criativamente falido, Farrell está no modo suave aqui, o seu desempenho em grande parte é definida pela expressividade infinita de sobrancelhas. O papel serve como uma luva para Rockwell, cuja perfil é mesclar entre sabedoria e idiotice, e Walken, que se aventura no inexpressivo, permanecendo consciente. Harrelson foi divertido contrastando sua devoção a Bonny com seu desprezo pela humanidade. “Ele escreveu sobre o filme que “a sua maneira, curva-se a Pulp Fiction, Sete Psicopatas pode ser incrivelmente divertido”.

Catherine Shoard do The Guardian deu ao filme quatro estrelas, o que indica uma crítica positiva, ela escreveu: “Há cenas de brilho, Walken está melhor do que ele tem sido em anos, loops e enredo bonito. “

Peter Debruge da Variety Magazin, deu ao filme uma crítica mista, afirmando que “o tom geral do filme é tão cartoony, é fácil imaginar alguém circulando fora de uma série animada macabra de mesmo nome …” e que “em relação ao melhor trabalho McDonagh ( O tenente de Inishmore ) e tela (In Bruges), Sete Psicopatas parece script de um velho batendo no fundo de uma gaveta ou que apressadamente jogou fora projetos mais ambiciosos.

Kevin Jagernauth de A Lista também deu ao filme uma crítica mista, afirmando que, apesar de “um pouco espástica demais”

Fonte do texto: Wikipedia

Site oficial do Filme

novembro 27, 2012 Posted by | Cinema | , , , , | Deixe um comentário

Zero Dark Thirty

caçada a Osama Bin Laden

Lançamentos 2.013

Zero Dark Thirty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre

Dirigido por Kathryn Bigelow

Produzido por Kathryn Bigelow, Colin Wilson, Greg Shapiro, Ted Schipper e Megan Ellison

Escrito por Mark Boal

Estrelando:

Jessica Chastain

Jason Clarke

Joel Edgerton

Chris Pratt

James Gandolfini

Mark Strong

Edgar Ramirez

Ricky Sekhon

Jennifer Ehle

Kyle Chandler

Nina Arianda

Música – Alexandre Desplat

Cinematografia – Greig Fraser

Edição – William Goldenberg e Dylan Tichenor

Estúdio – Annapurna Pictures

Distribuição – Columbia Pictures

Data de lançamento(s) – 19 dezembro de 2012

País – United States

Linguagem – Inglês

Zero Dark Thirty é um filme americano com previsão de lançamento para o próximo mês de dezembro, 2012. Filme americano de ação e suspense, descrito como “a história da maior caçada humana da história, ao homem mais perigoso do mundo”. O filme é sobre as Forças de Operações Especiais com missão para capturar ou matar Osama bin Laden. O filme é dirigido e co-produzido por Kathryn Bigelow, com roteiro de Mark Boal e Solibakke Martin, ambos associados com “The Hurt Locker”, outro thriller de ação militar que ganhou o Oscar de Melhor Filme e outros cinco Oscars em 2009. É estrelado por Jessica Chastain, Jason Clarke, Joel Edgerton, Chris Pratt, James Gandolfini, Edgar Ramirez e Mark Strong.

Resumo: Após os ataques de 11 de setembro, uma década de caçada ao líder da al-Qaeda, Osama bin Laden, começara. Uma equipe de elite da inteligência e agentes militares, trabalhando em segredo em todo o planeta, dedicando-se a um único objetivo: encontrar e eliminar bin Laden.

Elenco

Jessica Chastain – agente da CIA

Jason Clarke – agente da CIA

Joel Edgerton – membro da SEAL Team Six

Chris Pratt – um membro da SEAL Team Six

Taylor Kinney – membro da SEAL Team Six

Callan Mulvey – membro da SEAL Team Six

Nash Edgerton – membro da SEAL Team Six

James Gandolfini, Leon Panetta, Scott Adkins e

Mark Strong – agente da CIA

Edgar Ramirez, Jennifer Ehle e

Ricky Sekhon como o líder terrorista Osama Bin Laden

Kyle Chandler – estrategista de elite da CIA no Paquistão

Stephen Dillane, Nina Arianda – Produção

Títulos

O título pensado para o filme era “Por Deus e pelo País”. O título de “Zero Dark Thirty” foi oficialmente confirmado no final do teaser/trailer do filme. Bigelow explicou a EW que “é um termo militar Para – 30 minutos após a meia-noite – e refere-se também à escuridão e sigilo da missão durante uma década inteira, muito tempo”.

Argumento: Bigelow e Boal tinham inicialmente pensado em criar um roteiro de filme centrado em torno do cerco de 2001 em Tora Bora, onde acreditava-se que Bin Laden estivesse escondido. Os dois estavam prestes a começar a filmar quando surgiram notícias de que Bin Laden havia sido morto. Eles imediatamente engavetaram o projeto em que estavam trabalhando e redirecionaram seu foco, essencialmente, começando do zero. “Mas muito do trabalho de casa que eu já havia feito para o primeiro script, além de um monte de contatos que fiz, já estavam bem encaminhados”, Boal observou durante uma entrevista à Entertainment Weekly. Ele acrescentou: “Os anos passados, falando com militares e operadores de inteligência, envolvidos na luta contra o terrorismo, foram úteis para ambos os projetos. Algumas informações que eu tinha desenvolvido a partir de terceiros, durante muito tempo, continuaram sendo úteis para esta nova versão”.

As filmagens

Partes do filme ocorreram em Chandigarh, Índia. Algumas regiões de Chandigarh foram transformadas em cenário para Lahore e Abbottabad, no Paquistão, onde Osama bin Laden foi encontrado e morto, em maio de 2011. O filme pretendia expressar manifestações anti-Osama bin Laden e anti-Paquistão, como eles se opuseram a locais do Paquistão, sendo retratados em terras indígenas.

Música

Alexandre Desplat foi contratado para compor a trilha do filme.

Marketing

Promoção

Electronic Arts vai promover “Zero Dark Thirty” em seu vídeo game “Medal of Honor Warfighter”, oferecendo mapas para download, de locais retratados no filme. Os mapas adicionais para o jogo serão disponibilizados em 19 de Dezembro, de modo a coincidir com o lançamento do filme. Electronic Arts vai doar US $ 1 para organizações sem fins lucrativos que apoiam veteranos para cada “map pack Zero_Dark_Thirty” vendido.

Datas de Lançamento:

Argentina – 20 de dezembro de 2012

Alemanha – 10 jan 2013

Islândia – 11 de janeiro de 2013

Bélgica – 23 de janeiro de 2013

Finlândia – 25 de janeiro de 2013

Holanda – 24 de janeiro de 2013

França – 23 de janeiro de 2013

Reino Unido – 25 de janeiro de 2013

EUA – 19 de dezembro de 2012

Noruega – 8 de fevereiro de 2013

controvérsia política

Mesmo antes que uma única cena fosse filmada para o filme, já surgiam controvérsias político-partidária. Os opositores do governo Obama acusaram Zero Dark Thirty de ter sido agendado para ser lançado em outubro, pouco antes da eleição presidencial, em novembro, de modo que seria como apoiar a reeleição de Barack Obama, lembrando ao público quem deu a ordem para iniciar o ataque que chegaria a Osama Bin Laden. A Sony negou que a política estivesse relacionada à programação do lançamento do filme, afirmando que a data de lançamento inicial havia sido escolhida porque era a melhor, disponível para um thriller de ação. O roteirista do filme acrescentou: “o presidente não é retratado no filme. A distribuidora Columbia Pictures, sensível a percepções críticas, considerou uma nova data para o lançamento do filme, atrasando para o início de 2013. A data de lançamento havia sido marcada para 19 de dezembro de 2012, bem depois da eleição, evitando qualquer suposto conflito político.

Diversas fontes também acusaram o governo Obama de fornecer informações privilegiadas a Bigelow. Tudo isso, somado a acusação de vazamento de outras informações à mídia, causou polêmicas e assunto para a convenção nacional do partido republicano, que afirmam que Obama “tem tolerado a divulgação dos detalhes da operação para matar o líder da Al-Qaeda”. O congressista republicano Peter T. King pediu que a CIA e o Departamento de Defesa investiguem se informações confidenciais foram divulgadas inadequadamente. Ambos os departamentos disseram que iriam investigar. Um exame dos documentos não mostraram nenhuma evidência que as informações sigilosas tenham vazado para os cineastas e os registros da CIA não demonstraram qualquer envolvimento da Casa Branca. Os cineastas têm negado as afirmações de que teriam tido acesso a detalhes sigilosos sobre a morte de Osama bin Laden. Um porta-voz da CIA confirmou que a agência manteve sua meta “um retrato fiel dos homens e mulheres da CIA, a sua missão vital e o compromisso com o serviço público que os define. E que a proteção de acções nacionais de segurança é uma parte integrante da nossa missão “. A CIA ainda tranquilizou os republicanos que “a proteção de ações de segurança nacional – incluindo a preservação de nossa capacidade de conduzir operações de contraterrorismo eficazes – é o fator decisivo na determinação de como a CIA se envolve com cineastas e mídia como um todo “.

Agentes ex-operações especiais da CIA e oficiais liderados por republicanos e que se autodenominam OPSEC, mobilizaram-se, iniciando uma campanha de mídia em agosto, alegando “que a Casa Branca de Obama divulgou detalhes confidenciais do ataque para um filme de Hollywood”, uma afirmação que não foi provada. OPSEC produziu um vídeo atacando Obama, chamando as divulgações de desonrosas e que eles pretendem divulgar. No vídeo, membros OPSEC fazem afirmações de que o governo vazou informações consideráveis sobre o ataque para ganho político e que Obama levou o crédito pelo trabalho dos outros. Um ex-SEAL, destaque no vídeo, exige que Obama “pare com vazamentos de informações para o inimigo. “Analista de segurança da CNN, Peter Bergen, publicou uma análise crítica destas afirmações. Bergen, autor de Man Hunt: The Search Decenal de Bin Laden a partir de 9/11 a Abottabad, afirmou que as alegações feitas no vídeo foram exageradas e bobas. Bergen afirmou que Obama e sua equipe de segurança nacional fizeram todos os esforços para manter a operação sobre Bin Laden em segredo. Politifact examinou as alegações do vídeo OPSEC e encontrou-os na maior parte falsas, observando que “o vídeo é muito enganador” quando tenta retratar o sucesso de Obama, reivindicando e revelando sensíveis detalhes operacionais para as elites de Hollywood. As imagens de Obama com as pessoas de Hollywood no vídeo eram, na verdade, de um evento de triagem realizada um ano antes da morte de Bin Laden. O New York Times informou que partes do vídeo foram seletivamente editado para mostrar Obama dando o seu anúncio sobre a morte de Bin Laden, sem creditar as forças especiais e o pessoal de inteligência, a fim de retratá-lo “como um fanfarrão que leva os créditos” para as realizações dos outros.

Outros soldados de operações especiais, como o Exército dos Estados Unidos, Forças Especiais, major Fernando Lujan e o almirante Bill McRaven (chefe do Comando de Operações especiais dos Estados Unidos ), têm sido críticos sobre o envolvimento de militares e agentes da CIA “em uma campanha política, com Lujan dizendo que essa atividade é vergonhosa e “uma violação de tudo o que foi ensinado e, ao contrário do que deveríamos estar fazendo”.

Fonte: Wikipedia

Trailer

novembro 23, 2012 Posted by | Cinema | , , , , | Deixe um comentário

Evil Dead

evil dead remake

Evil Dead

The Evil Dead é uma série de filmes americanos de terror, uma franquia criada por Sam Raimi. Os filmes giram em torno de uma maldição, e é um texto da Suméria que provoca essa maldição em um grupo de habitantes de uma região arborizada no Tennesee. O protagonista, Ashley J. “Ash” Williams, interpretado por Bruce Campbell, é o único personagem deixado vivo até o final da série. A série original inclui The Evil Dead (1981), Evil Dead II (1987), e Army of Darkness (1992). A franquia, desde então, expandiu-se para outros formatos, como vídeo games e histórias em quadrinhos. Um musical em Toronto, em 2003, a partir de material contendo todos os três filmes, e um remake do primeiro filme está atualmente em desenvolvimento e com lançamento previsto para 2013.

Em janeiro de 1979 Bruce Campbell abandonou a faculdade e tinha deixado o emprego como motorista de táxi. Sam Raimi tinha ido estudar literatura na Universidade Estadual de Michigan, Robert Tapert estava terminando a sua licenciatura de economia.

Embora dando os toques finais em “É assassinato”! Tapert sugeriu fazer um filme de longa-metragem para Raimi. Raimi sentiu que seria impossível e jamais poderia retirar o financiamento. Campbell não se importou, afirmando que “eu sempre poderia voltar para casa.”

Tapert foi, temendo tornar-se um especialista em pesca e vida selvagem, enquanto Raimi tinha medo de ter de voltar a trabalhar na loja de seu pai. Estas foram as razões práticas que convenceram os três a fazer um filme de longa-metragem.

Os três eram fãs do gênero comédia, embora tenham decidido não fazer um filme especificamente nesse gênero.

Para fazer um filme de terror, eles se inspiraram principalmente em filmes de baixo orçamento. Inspirado pelas cenas de assassinatos de um desses filmes, Raimi fez um curta metragem que agradou os três.

A pesquisa foi feita a partir de filmes de horror de baixo orçamento, exibidos em drive-in e teatros.

“Entre os muitos filmes que assisti, estavam “dois filmes de dois dólares”, permitindo-lhes a oportunidade de documentar o comportamento do que se tornaria o seu público-alvo. Campbell declarou, “a mensagem era muito clara: Mantenha o ritmo rápido e furioso, e uma vez que o horror comece, nunca contenha-se “quanto mais sangrento, melhor”, essa tornou-se nossa primeira diretriz “, Vários filmes foram analisados por eles, entre estes, eles incluem “a Vingança das Cheerleaders.

A idéia de fazer um “protótipo” foi encomendado, para provar não só para si, mas também a potenciais investidores que eles eram capazes de fazer um filme de terror de longa metragem. No mesmo ano, no Estado de Michigan, Raimi estava estudando HP Lovecraft e ficou mais impressionado com o Necronomicon, ou simplesmente O Livro dos Mortos.

A partir desses conceitos complexos, ele criou uma história curta, onde um grupo de quatro amigos, sem querer, cavam um cemitério indígena e liberam espíritos e demônios terríveis.

Na primavera de 1979, as filmagens Dentro da floresta começaram, durante um fim de semana, três dias e um orçamento de US $ 1.600.

Esse primeiro filme serviu como um protótipo, impressionou os cineastas.

Como uma estratégia de marketing, uma triagem foi organizada em sua antiga escola secundária, com uma resposta satisfatória.

Financiamento

As filmagens foram encomendadas para o verão de 1979, em Michigan. A fim de organizar o orçamento, Sam Raimi, Robert Tapert e Bruce Campbell, compraram alguns materiais de “como fazer um filme independente”.

O orçamento foi originalmente estipulado em 150.000 dólares, usando uma câmera Super 8. No entanto, devido a dificuldades técnicas, foi decidido mudar para o formato 16 milímetros.

Como eles queriam filmar o projeto no estilo dos filmes de baixo orçamento da época, em 1970 e, uma vez que eles tinham pouca experiência na indústria do cinema, os três sentiram que deveriam comprar ternos e pastas, como forma de convencer os investidores de que eles “tinham todas as respostas.” Um homem chamado Andy Grainger, que era amigo de Tapert e proprietário de uma série de salas de cinema, foi o primeiro investidor. Ele afirmou: “Amigos, não importa o que façam, só mantenham o sangue correndo.” Como um tributo a ele, há uma cena no filme, onde zumbis de filmes antigos são retornados para a vida e é “projetado” sangue correndo pela tela.

Mais importante ainda, foi o fato de Grainger ter fornecido o nome de um distribuidor em New York City que poderia tornar a distribuição possível. A empresa era a Levitt-Pickman Films, que recentemente ficou famosa por um filme estrelado pelo jovem Chevy Chase.

Os cineastas tomaram um trem com US $ 40 cada um, como eles sabiam que nenhum de seus carros poderia fazer uma viagem de ida e volta inteira. Uma das antigas namoradas Campbell, chamada Andrea, permitiu-lhes ficar em seu apartamento.

Campbell dormia com ela, enquanto Raimi e Tapert ficaram na sala de estar. Andrea fez um gato dormir no rosto de Raimi, mesmo sem acordá-lo. Raimi, que é alérgico a gatos, ficou com os olhos inchados.

The Evil Dead (1981)

Lançado em 1981, este é o primeiro filme da série.

Ele apresenta na série o protagonista, Ash, a história do Livro dos Mortos e tudo o que ela apresenta.

Evil Dead II

Lançado em 1987, este filme mostra histórias de horror das relações de Ash com o Necronomicon, Ex-Mortis e os demônios.

Army of Darkness

Lançado em 1992, este era o último filme da franquia, até agora, leva Ash de volta no tempo, para a Inglaterra de 1300 AD. O filme tem atributos de terror, mas é baseada principalmente na palhaçada e ação.

Outros filmes

Evil Dead (2013 filme)

A produção havia sido confirmada como um remake do primeiro filme da série, The Evil Dead. Será produzido por Bruce Campbell e Sam Raimi, mas não inclui o personagem principal, Ash. Também foi divulgado que o filme seria sobre um grupo de adolescentes que vão para aquela floresta encontrar o livro, e as semelhanças com o original terminam aí.

No entanto, em agosto de 2007, Bruce Campbell revelou em uma entrevista de rádio que o remake proposto foi “indo para lugar nenhum” e “fracassou”, devido à reação dos fãs, extremamente negativa.

Mais recentemente, os rumores têm sugerido que uma re-escrita de um script está sendo revisto e Bruce Campbell sugeriu que, num verdadeiro estilo de filmes de Sam Raimi, que faria uma participação especial, brincando, sugerindo que seria um remake e o fantasma Knowby iria ser substituído por Ash fantasmagórico.

Em julho de 2008, Raimi afirmou que pretendia trabalhar, com seu irmão Ivan, no desenvolvimento de uma sequência, e não um remake, e Campbell ainda dizia que o remake Evil Dead já não era mais possível.

Em abril de 2011, Bruce Campbell fez uma entrevista à AskMeAnything em Reddit.com, dizendo que “Newsflash:.. Estamos refazendo Evil Dead. O script é incrível e eu serei um dos produtores e, eventualmente, interpretarei”.

Ele acrescentou “Com toda a sinceridade, todos nós adoraríamos fazer outro filme Evil Dead. Quando isso vai acontecer? Quem pode dizer?

Estamos todos trabalhando em outras produções agora. Nós não estamos tentando nos esquivar das perguntas de ninguém, vocês tem a minha palavra”.

Em 13 de julho de 2011, foi anunciado oficialmente, através de um comunicado de imprensa, que a Ghost House Pictures estaria produzindo o remake de The Evil Dead, com Diablo Cody no processo de revisão do roteiro e Fede Alvarez escolhido como o diretor. Ator Shiloh Fernandez é relatado escalado como o principal papel de Davi.

A Disgusting informou que Lily Collins está no papel de Mia, que é uma versão feminina de Ash, mas em 24 de janeiro de 2012, Collins saiu do papel.

Em 03 de fevereiro de 2012, foi anunciado que a atriz Jane Levy, estrela da televisão, série Suburgatory, estaria substituindo Collins no papel principal, como Mia.

Lou Taylor Pucci, Elizabeth Blackmore e Jessica Lucas se juntaram ao elenco para o filme de terror.

Em 1 de agosto de 2012, foi anunciado que em honra do remake lançado em 2013, The Evil Dead, está chegando ao evento o maior do mundo do Halloween, Knott Berry Farm “s” Haunt Halloween “em Buena Park, CA, também conhecida como assustadora Fazenda Knott.

Knott tem uma grande trilha que vai dentro e ao redor de uma grande montanha, onde o filme será criado para os hóspedes experimentar o terror em primeira mão.

Sequências não oficiais

Na Itália, The Evil Dead foi lançado sob o título La Casa (“A Casa”) e Evil Dead II tornou-se La Casa II. Estes foram seguidos por três filmes independentes: Umberto Lenzi ‘s La Casa 3 (aka Ghosthouse), ( 1988 ), Fabrizio Laurenti ‘s La Casa 4 (Witchery aka), ( 1988 ) e Claudio Fragasso ‘s La Casa 5 ( 1990 ).

Isto é semelhante ao que aconteceu em George A. Romero ‘s Living Dead série que começou com Zombi 2. House II: The Second Story (1987) e O Show de Horror (1989) foram renomeados La Casa 6 e 7, respectivamente La Casa em seus lançamentos italianos.

Uma empresa que tentou iniciar uma nova linha de filmes da série, em 2004, anunciou em Maio 2012, um filme Evil Dead 4, que não tem nada a ver com os filmes originais.

Devido a isso, Sam Raimi processou essa produtora, na tentativa de impedi-los de fazer o referido filme, devido ao seu próprio plano para um dia produzirem um filme próprio.

Em agosto de 2012, EUA, juiz Dale Fischer entrou em um julgamento à revelia que processava a produtora por Imagens usando os nomes Evil Dead:

Sequências indiretas

Bruce Campbell dirigiu e atuou em um filme intitulado My Name Is Bruce. Ele não continua a história de Army of Darkness, mas é um retrato ficctício de Bruce vivendo a sua vida quotidiana em que ele é erroneamente acredita ser tão heróico como o personagem Ash e é contratado para lutar contra um antigo espírito. O filme foi lançado a um número limitado de cinemas em 26 de outubro de 2008 e foi lançado em DVD e Blu-ray Disc em 10 de fevereiro de 2009.

A nova versão do primeiro filme da franquia Uma Noite Alucinante tem produção da Ghost House Pictures de Raimi. Fede Alvarez, o uruguaio que realizou o curta Ataque de Pánico! em 2009 e, ainda naquele ano, foi convidado por Raimi para fazer um longa, dirige. Rob Tapert, que produziu o original, e Bruce Campbell, o Ash da franquia original, também assinam como produtores.

A protagonista é Mia (Jane Levy), uma viciada em drogas que procura se reabilitar – e os sintomas de sua desintoxicação se misturam com os eventos estranhos que ela passa a presenciar no local. Lou Taylor Pucci (Impulsividade), Shiloh Fernandez,(A Garota da Capa Vermelha), Jessica Lucas (da nova versão de Melrose Place) e a novata Elizabeth Blackmore também estão no elenco. Um resumo mais detalhado vazou em dezembro.

Assista o Trailer

Fonte: Wikipedia

Tradução: By Jânio

novembro 11, 2012 Posted by | Música. | , , , , , , | Deixe um comentário

007 – Operação skyfall

007 2.013

Operação Skyfall

Skyfall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre

Dirigido por Sam Mendes

Produzido por Michael G. Wilson e Barbara Broccoli

Escrito por John Logan, Neal Purvis e Robert Wade

Baseado em James Bond de Ian Fleming

Estrelando:

Daniel Craig

Javier Bardem

Ralph Fiennes

Naomie Harris

Bérénice Marlohe

Albert Finney

Judi Dench

Música de Thomas Newman

Cinematografia – Roger Deakins

Edição – Stuart Baird

Estúdio – Eon Productions Danjaq LLC

Distribuído por Metro-Goldwyn-Mayer e Columbia Pictures

Tempo de duração – 143 minutos

País – Reino Unido

Linguagem – Inglês

Orçamento – 150 milhões dólares

Skyfall é o vigésimo terceiro filme de espionagem na Eon Productions para a série James Bond, produzido para a MGM, Columbia Pictures e Sony Pictures Entertainment. Daniel Craig está em seu terceiro filme como James Bond, e Javier Bardem é Raoul Silva, o vilão do filme. O filme foi dirigido por Sam Mendes e escrito por John Logan, Neal Purvis e Robert Wade.

Mendes foi convidado para dirigir o filme após o lançamento de Quantum of Solace, em 2008. No entanto, a produção foi suspensa quando a MGM teve problemas financeiros, e não recomeçou até dezembro de 2010. Durante este tempo, Mendes permaneceu ligado ao projeto como um “consultor”. Embora o roteirista original, Peter Morgan, tenha deixado o projeto durante a suspensão, logo que a produção foi retomada, Logan, Purvis e Wade continuaram a escrever o que seria a versão final do roteiro, inclusive incorporando idéias de Morgan nele.

As filmagens começaram em novembro de 2011, e foram realizadas, principalmente, no Reino Unido , China e Turquia.

O lançamento do filme coincidiu com o 50º aniversário da série, que começou com “Dr. No”, em 1962.

Quando uma operação em Istambul termina em desastre, James Bond desaparece e presume-se que ele esteja morto. É quando as identidades de cada agente secreto MI6, na ativa, vazam na internet. Na sequência, são levantadas questões sobre M, a capacidade de se executar o serviço secreto, e isso torna-se objeto de uma avaliação do governo, sobre a manipulação da situação.

Quando os agentes são atacados, o reaparecimento repentino de Bond dá a M o pretexto para procurar Raoul Silva, um perigoso vilão, alegando uma conexão pessoal com os dois – mas como ele segue uma trilha de Londres para o Mar da China Meridional, Bond logo encontra a sua lealdade em M, arriscando segredos de seu passado.

Elenco

O elenco principal de Skyfall foi oficialmente anunciado em uma conferência de imprensa realizada no Hotel Corinthia, em Londres, em 3 de novembro de 2011, 50 anos a partir do dia em que Sean Connery foi anunciado para interpretar James Bond no filme “Dr. No”.

Daniel Craig como James Bond, o agente 007. O diretor Sam Mendes descreveu Bond como sendo como experimentar “a combinação de tédio, cansaço, depressão e a dificuldade com que ele escolheu para ganhar a vida”.

Javier Bardem como Raoul Silva, o principal antagonista do filme. Silva é um ex-agente do MI6, virou um cyberterrorista que está em busca de vingança contra aqueles que ele considera responsáveis pela traição. Bardem descreve Silva como “mais que um vilão”, enquanto Craig afirmou que Bond tem uma “relação muito importante” com Silva. Para escolhê-lo para o papel, o diretor Sam Mendes admitiu que fez lobby para Bardem aceitar, Mendes reconheceu nele o potencial para o personagem a ser reconhecido como um dos mais memoráveis da franquia e assim quis criar “algo que esteve ausente dos filmes de James Bond por um longo tempo”. Ele sentiu que Bardem era um dos poucos atores à altura da tarefa de tornar-se “incolor” dentro do universo do filme, mais que uma estratégia do enredo, por isso, sofreu para convencer o ator para fazer parte do elenco. Na preparação para o papel, Bardem teve o script traduzido para seu espanhol nativo, a fim de melhor compreender sua personagem, que Mendes citou como sendo um sinal do compromisso do ator para com o filme. Bardem tingiu o cabelo de loiro para o papel, depois de debater idéias com Mendes, para chegar ao visual do personagem.

Judi Dench como M, a chefe do MI6 e comandante de Bond. Skyfall é o sétimo filme consecutivo de Dench no papel.

Ralph Fiennes como Gareth Mallory, o Presidente do Comité de Segurança e Inteligência. Sua posição lhe dá a autoridade para regular MI6. Fiennes afirmou que não poderia dizer nada específico sobre o papel: “a parte realmente interessante, é que foi muito divertido”.

Naomie Harris como Eva. Primeiras especulações sugeriram que Harris iria interpretar Miss Moneypenny, embora o primeiro nome do personagem tenha sido revelado como “Eva”, sem sobrenome. Ela foi especificamente descrita como “um agente de campo”. Apesar das especulações em curso de tablóides, sobre Eva ser identificada como Moneypenny, Harris rejeitou as alegações de que ela estaria interpretando a personagem. De acordo com Harris, Eva “acredita que é igual a Bond, mas ela é mais jovem “.

Bérénice Marlohe como Severina. Marlohe descreveu seu personagem como “fascinante e enigmática”, e que se inspirou na vilã Xenia Onatopp, de GoldenEye (interpretada por Famke Janssen) para interpretar Severina.

Albert Finney como Kincade.

Rory Kinnear como Bill Tanner , o Chefe de Gabinete do MI6.

Helen McCrory como Clair Dowar, uma política britânica. McCrory se juntou ao elenco depois de Sam Mendes entrar em contato com ela pessoalmente e lhe oferecer o papel.

Ola Rapace como Patrice, um mercenário francês que “é um homem de poucas palavras” e “ama a violência”.

Ben Whishaw como Q .

Jens Hultén também aparecerá no filme, supostamente interpretando um cúmplice do personagem de Javier Bardem. Ben Loyd Holmes confirmou no Twitter que ele teve um papel no filme. A modelo grega Tonia Sotiropoulou, que fez audição para o papel de Séverine, revelou que havia sido escalada para um papel secundário no filme.

Desenvolvimento

A produção de Skyfall foi suspensa em 2010 por causa de problemas financeiros da MGM. Eles retomaram a pré-produção após a saída da MGM da falência, em 21 de dezembro de 2010, e em janeiro de 2011, a produção divulgou a data de lançamento, através da MGM e da família Broccoli. O orçamento do filme foi estimado em $ 150 milhões, abaixo dos US $ 200 milhões gastos em Quantum of Solace.

O filme faz parte das celebrações do 50º aniversário do “Dr. No”, um filme da série 007. Segundo o produtor Michael G. Wilson, uma equipe de documentário está programada para acompanhar a produção do filme para comemorar o aniversário.

Título

Em agosto de 2011, vários sites de notícias repostaram um boato que apareceu originalmente no jornal sérvio Blic, afirmando que o filme de Bond seria uma adaptação do romance de continuação de Jeffery Deaver. Em 30 de agosto, Eon Productions oficialmente negou qualquer ligação entre 007 e “carta branca”, afirmando que “o novo filme não teria nada a ver com o livro Deaver Jeffery”. Em 3 de outubro de 2011, 15 domínios, incluindo jamesbond-skyfall.com ‘e’ skyfallthefilm.com ‘foram registrados em nome da MGM e Sony Pictures, na internet, pelo serviço de protecção de marcas, MarkMonitor. Isso levou à suposição da mídia que o filme teria o nome de “Skyfall”. Estes relatórios não foram confirmados pela Eon Productions, Sony ou MGM. Skyfall foi confirmado como o título na conferência de imprensa de Novembro, durante a qual a co-produtora Barbara Broccoli disse que o título “tem algum contexto emocional que vai ser revelado no filme “.

Skyfall é dirigido por Sam Mendes , que foi o primeiro contratado para o projeto logo após Quantum of Solace foi lançado, e permaneceu a bordo como um “consultor” durante o período de incerteza em torno da situação financeira da MGM. Especulação na mídia sugeriam que Mendes havia encomendado reescrever o script para “remover cenas de ação em favor da performance com a intenção de ganhar um Oscar. Mendes negou os relatos, dizendo que as cenas do filme de ação planejadas eram partes importantes do filme.

Peter Morgan foi originalmente contratado para escrever um roteiro, mas deixou o projeto quando a MGM declarou falência e a produção do filme foi interrompida; apesar de sua partida, Morgan declarou mais tarde que o roteiro final foi baseado em sua idéia original, mantendo o que ele descreveu como o “gancho” do filme. O roteiro final foi escrito por roteiristas regulares de James Bond, Neal Purvis e Robert Wade, bem como John Logan.

Roger Deakins assinou como diretor de fotografia, tendo trabalhado anteriormente com Mendes em Jarhead e Revolutionary Road. o figurinista é Jany Temime, Alexander Witt é o diretor da segunda unidade, o dublê coordenador é Gary Powell e Chris Corbould irá supervisionar os efeitos especiais, enquanto o supervisor de efeitos visuais é Steve Begg. Todos têm trabalhado em filmes de James Bond. Daniel Kleinman voltou para o design gráfico.

Música

Thomas Newman, que trabalhou com Sam Mendes como compositor de Beleza Americana, Estrada para Perdição, Jarhead e Revolutionary Road, substituiu David Arnold como compositor, tornando-se o nono compositor na história da série. Quando perguntado sobre as circunstâncias de sua saída do papel, David Arnold comentou que Newman tinha sido selecionado por Mendes por causa de seu trabalho em conjunto, e não por causa do compromisso de Arnold para trabalhar com o diretor Danny Boyle como compositor para a Cerimônia de Abertura do Verão 2012 Jogos Olímpicos.

Em outubro de 2012, a cantora e compositora Adele confirmou que ela tinha escrito e gravado a canção tema do filme, com seu compositor regular, Paul Epworth. Mais tarde, ela postou as partituras da canção “Skyfall” no Twitter, creditando a composição para ela e Epworth, com arranjos para ambos, Epworth e orquestrador JAC Redford. A música foi lançada on-line 5 de Outubro de 2012, um dia chamado “Dia de James Bond” por parte dos produtores, uma vez que marcou 50 anos até o dia do lançamento do Dr. No.

Fontes: RT-TV

Trailer: Operação Skyfall

Textos relacionados:

007 melhores músicas 90 – 2.000

Top canções 80 – 70

007 – A maior produção da história do cinema

outubro 28, 2012 Posted by | Política | , , , , , | Deixe um comentário

Vencedores do Framboesa de ouro 2.012

Framboesa de Ouro

Eu acho meio pretensioso o prêmio Framboesa, porque é muito difícil escolher os piores do cinema.

Como o prêmio tinha de ter uma referência, o Oscar, então são as celebridades do Oscar que são o alvo do prêmio.

Algumas celebridades até aceitam o convite e comparecem ao prêmio, levando tudo na brincadeira e ironizando a festa, mas alguns não entendem a brincadeira e explodem.

No ano em que todos criticam o cinema americano, nem sua sátira se salva e eu volto a chamar a atenção para os indicados, já que o filme de Adam Sandler fez a festa, ou estragou rs.

Os vencedores do prêmio estão mais para perdedores e podem ser uma boa forma dos cinéfilos descarregarem o seu descontentamento, isso se o prêmio fosse mais sério, naturalmente.

Veja a lista:

PIOR FILME

Vencedor:
Cada um Tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Bucky Larson: Dotado para Brilhar
Noite de Ano Novo
Transformers: O Lado Escuro da Lua
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

PIOR ATOR

Vencedor:
Adam Sandler – Cada um tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Russell Brand – Arthur
Nicolas Cage – Fúria Sobre Rodas, Caça às Bruxas e Reféns
Taylor Lautner – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1, Sem Saída
Nick Swardson – Bucky Larson: Dotado para Brilhar

PIOR ATRIZ

Vencedor:
Adam Sandler (“Jill”) – Cada um tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Martin Lawrence (“Momma”) – Vovó Zona 3
Sarah Palin (como ela mesma) – Sarah Palin The Undefeated
Sarah Jessica Parker – Não Sei Como Ela Consegue, Noite de Ano Novo
Kristen Stewart – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

PIOR ATOR COADJUVANTE

Vencedor:
Al Pacino – Cada um tem a Gêmea que Merece

Indicados
Patrick Dempsey – Transformers: O Lado Escuro da Lua
James Franco – Sua Alteza
Ken Jeong – Vovó Zona 3, Se Beber Não Case 2, Transformers
Nick Swardson – Cada um tem a Gêmea que Merece,

PIOR ATRIZ COADJUVANTE

Vencedor:
David Spade (“Monica”) – Cada um tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Katie Holmes – Cada um tem a Gêmea que Merece
Brandon T. Jackson (“Charmaine”) – Vovó Zona 3
Nicole Kidman – Esposa de Mentirinha
Rosie Huntington-Whiteley – Transformers 3

PIOR ELENCO

Vencedor:
Cada um Tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Bucky Larson: Dotado para Brilhar
Noite de Ano Novo
Transformers: O Lado Escuro da Lua
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

PIOR DIRETOR

Vencedor:
Dennis Dugan – Cada um Tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Michael Bay – Transformers: O Lado Escuro da Lua
Tom Brady – Bucky Larson: Dotado para Brilhar
Bill Condon – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
Garry Marshall – Noite de Ano Novo

PIOR REMAKE

Vencedor:
Cada um Tem a Gêmea que Merece (cópia de Glen ou Glenda)

Arthur
Bucky Larson: Dotado para Brilhar (cópia de Nasce uma Estrela e Boogie Nights)
Se Beber Não Case Parte 2
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

PIOR DUPLA

Vencedor:
Adam Sandler & Katie Holmes, Al Pacino OU Adam Sandler / Cada um tem a gêmea que merece.

Indicados:
Nicolas Cage e qualquer um em seus três filmes de 2011
Shia LeBeouf & A Modelo de Lingerie (Transformers 3)
Adam Sandler & Jennifer Aniston OU Brooklyn Decker / Esposa de Mentirinha
Kristen Stewart & Taylor Lautner OU Robert Pattinson / A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

PIOR ROTEIRO

Vencedor:
Cada um Tem a Gêmea que Merece

Indicados:
Bucky Larson: Dotado para Brilhar
Noite de Ano Novo
Transformers: O Lado Escuro da Lua
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

Ganhadores do Oscar 2.012

Os vencedores Globo de Ouro 2.012

By Jânio

abril 6, 2012 Posted by | Cinema | , , , , , , , | 1 Comentário

Ganhadores do Oscar 2.012

Grande vencedor

O Artista

A academia de cinema de Hollywood escolheu um filme com a sua cara, para ser o grande vencedor do ano de 2.012. Um filme saudoso, em preto e branco, trazendo a magia do cinema em seu melhor momento.

Muita gente pode não gostar de ver atrizes como Meryl Streep, ganhando, enquanto outros são esquecidos, mas esse é o perfil de Hollywood. Meryl Streep tem uma visão parecida com a academia, por isso os agrada tanto.

Eu ainda prefiro me concentrar nos indicados, mas eu considero Meryl Streep uma grande atriz e o filme vale a pena ser assistido, mesmo que seja só para criticar.

Meryl Streep teve adversárias fortes, assim como na categoria de ator coadjuvante, onde eu vi alguns mitos do cinema disputando a estatueta.

Veja a lista abaixo:

FOTOGRAFIA

Vencedor:

Robert Richardson – “A Invenção de Hugo Cabret”

Indicados:

Guillaume Schiffman – “O Artista”

Jeff Cronenweth – “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

Emmanuel Lubezki – “A Árvore da Vida”

Janusz Kaminski – “Cavalo de Guerra”

ARTE

Vencedores:

Dante Ferretti e Francesca Lo Schiavo – “A Invenção de Hugo Cabret”

Indicados:

Laurence Bennett e Robert Gould – “O Artista”

Stuart Craig e Stephenie McMillan – “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”

Anne Seibel e Hélène Dubreuil – “Meia-Noite em Paris”

Rick Carter e Lee Seales – “Cavalo de Guerra”

FIGURINO

Vencedor:

Mark Bridges – “O Artista”

Indicados:

Lisy Christl – “Anonymous”

Sey Powell – “A Invenção de Hugo Cabret”

Michael O’Connor – “Jane Eyre”

Arianne Phillips – “W.E.”

MAQUIAGEM

Vencedores:

Mark Coulier e J. Roy Helle – “A Dama de Ferro”

Indicados:

Martial Corneville, Lynn Johnston e Matthew W. Mungle) – “Albert Nobbs”

Edouard F. Henriques, Gregory Funk e Yolea Toussieng – “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”

FILME ESTRANGEIRO

Vencedor:

Asghar Farhadi (Irã) – “A Separação”

Indicados:

Michael R. Roskam (Bélgica) – “Bullhead”

Philippe Falardeau (Canadá) – “Monsieur Lazhar”

Joseph Cedar (Israel) – “Footnote”

Agnieszka Holland (Polônia) – “In Darkness”

ATRIZ COADJUVANTE

Vencedora:

Octavia Spencer – “Histórias Cruzadas”

Indicados:

Bérénice Bejo – “O Artista”

Jessica Chastain – “Histórias Cruzadas”

Melissa McCarthy – “Missão Madrinha de Casamento”

Janet Mcteer – “Albert Nobbs”

EDIÇÃO

Vencedores:

Kirk Baxter e Angus Wall – “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

Indicados:

Anne-Sophie Bion e Michel Hazanavicius – “O Artista”

Kevin Tent – “Os Descendentes”

Thelma Schoonmaker – “A Invenção de Hugo Cabret”

Christopher Tellefsen – “O Homem que Mudou o Jogo”

SOM

Vencedores:

Philip Stockton e Eugene Gearty – “A Invenção de Hugo Cabret”

Indicados:

Lon Bender e Victor Ray Ennis – “Drive”

Ren Klyce – “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

Ethan Van der Ryn e Erik Aadahl – “Transformers: O Lado Oculto da Lua”

Richard Hymns e Gary Rydstrom – “Cavalo de Guerra”

MIXAGEM DE SOM

Vencedores:

Tom Fleischman e John Midgley – “A Invenção de Hugo Cabret” –

Indicados:

David Parker, Michael Semanick, Ren Klyce e Bo Persson) – “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

Deb Adair, Ron Bochar, Dave Giammarco e Ed Novick – “O Homem que Mudou o Jogo”

Greg P. Russell, Gary Summers, Jeffrey J. Haboush e Peter J. Devlin – “Transformers: O Lado Oculto da Lua”

Gary Rydstrom, Andy Nelson, Tom Johnson e Stuart Wilson – “Cavalo de Guerra”

DOCUMENTÁRIO

Vencedores:

TJ Martin, Dan Lindsay e Richard Middlemas – “Undefeated”

Indicados:

Danfung Dennis e Mike Lerner – “Hell and Back Again”

Marshall Curry e Sam Cullman – “If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front”

Charles Ferguson e Audrey Marrs – “Paradise Lost 3: Purgatory”

Wim Wenders e Gian-Piero Ringel – “Pina”

ANIMAÇÃO

Vencedor:

“Rango”

Indicados:

“Um Gato em Paris”

“Chico e Rita”

“Kung Fu Panda 2”

“Gato de Botas”

“Rango”

EFEITOS VISUAIS

Vencedores:

Rob Legato, Joss Williams, Ben Grossman e Alex Hennemg – “A Invenção de Hugo Cabret”

Indicados

Tim Burke, David Vickery, Greg Butler e John Richardson – “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”

Erik Nash, John Rosengrant, Dan Taylor e Swen Gillberg – “Gigantes de Aço”

Joe Letteri, Dan Lemmon, R. Christopher White e Daniel Barrett – “Planeta dos Macacos: A Origem”

Scott Farrar, Scott Benza, Matthew Butler e John Frazier – “Transformers: O Lado Oculto da Lua”

ATOR COADJUVANTE

Vencedor :

Christopher Plummer – “Toda Forma de Amor”

Indicados:

Kenneth Branagh – “Sete Dias com Marilyn”

Jonah Hill – “O Homem que Mudou o Jogo”

Nick Nolte – “Guerreiro”

Max von Sydow – “Tão Forte e Tão Perto”

TRILHA SONORA ORIGINAL

Vencedor:

Ludovic Bource – “O Artista”

Indicados:

John Williams – “As Aventuras de Tintim”

Howard Shore – “A Invenção de Hugo Cabret”

Alberto Iglesias – “O Espião que Sabia Demais”

John Williams – “Cavalo de Guerra”

CANÇÃO ORIGINAL

Vencedor:

Bret McKenzie – “Man or Muppet” (Os Muppets)

Indicados:

Sergio Mendes e Carlinhos Brown e letra de Siedah Garrett – “Real in Rio” (Rio)

ROTEIRO ADAPTADO

Vencedores:

Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash – “Os Descendentes”

Indicados:

John Logan – “A Invenção de Hugo Cabret”

Steven Zaillian e Aaron Sorkin – “O Homem que Mudou o Jogo”

George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon – “Tudo pelo Poder”

Bridget O’Connor e Peter Straughan – “O Espião que Sabia Demais”

ROTEIRO ORIGINAL

Vencedor:

Woody Allen – “Meia-Noite em Paris”

Indicados:

Annie Mumolo e Kristen Wiig – “Missão Madrinha de Casamento”

Michel Hazavanicius – “O Artista”

J.C. Chandor – “Margin Call – O Dia Antes do Fim”

Asghar Farhadi – “A Separação” (Asghar Farhadi)

CURTA-METRAGEM

Vencedores:

Terry George e Oorlagh George – “The Shore”

Indicados:

Peter McDonald e Eimear O’Kane – “Pentecost”

Max Zähle e Stefan Gieren – “Raju”

Andrew Bowler e Gigi Causey – “Time Freak”

Hallvar Witzo – “Tuba Atlantic”

DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

Vencedores:

Daniel Junge e Sharmeen Obaid-Chemoy – “Saving Face”

Indicados:

Robem Fryday e Gail Dolgin – “The Barber of Birmemgham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement”

Rebecca Cammisa e Julie Anderson – “God Is the Bigger Elvis”

James Spione – “Incident in New Baghdad”

Lucy Walker e Kira Carstensen – “The Tsunami and the Cherry Blossom”

Grant Orchard e Sue Goffe – “A Morning Stroll”

Amanda Forbis e Wendy Tilde – “Wild Life”

DIREÇÃO

Vencedor:

Michel Hazanavicius – “O Artista”

Indicados:

Martin Scorsese – “A Invenção de Hugo Cabret”

Woody Allen – “Meia-Noite em Paris”

Alexander Payne – “Os Descendentes”

Terrence Malick – “A Árvore da Vida”

MELHOR ATOR

Jean Dujardin – “O Artista”

Demian Bichir – “A Better Life”

George Clooney – “Os Descendentes”

Brad Pitt – “O Homem que Mudou o Jogo”

Gary Oldman – “O Espião que Sabia Demais”

ATRIZ

Vencedora:

Meryl Streep – “A Dama de Ferro”

Indicados:

Glenn Close – “Albert Nobbs”

Viola Davis – “Histórias Cruzadas”

Meryl Streep, “A Dama de Ferro” – VENCEDOR

Michelle Williams – “Sete Dias com Marilyn”

Rooney Mara – “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

FILME

Vencedor:

“O Artista”

Indicados:

“Os Descendentes”

“Histórias Cruzadas”

“A Invenção de Hugo Cabret”

“Meia-Noite em Paris”

“O Homem que Mudou o Jogo”

“Cavalo de Guerra”

“A Árvore da Vida”

“Tão Forte e Tão Perto”

By Jânio

Vencedores do Globo de Ouro

fevereiro 28, 2012 Posted by | Cinema | , , , , , , , | 1 Comentário

Melhores filmes de fantasmas

história de fantasma

Filmes de Fantasma

O cinema é o melhor canal para se provar que fantasmas existem, se é verdade que hoje já não há mais as reuniões em redor de fogueiras, ainda temos os filmes de terror para tornar nossos medos públicos.

Apesar de ninguém assumir esses medos, dizendo não acreditar, parece que todos gostam de fingir que acreditam, só isso poderia explicar o sucesso desses filmes que apavoram mas atraem ao mesmo tempo.

Essa negação de nossa própria natureza, também é explorada pelo cinema fantástico.

Ao longo dos tempos, as pessoas fugiram dos campos e se distanciaram do terror da Idade Média, sepultando de vez muitas verdades inconfessáveis comuns naquela época.

Agora, o cinema ameaça recontar as velhas histórias da carochinha em suas versões originais. Na nova Idade Média, as pessoas querem saber da verdade, mesmo que seja apenas uma verdade fictícia.

Além das velhas e bizarras histórias da Idade Média, a lista abaixo mostra também o nosso presente, que parece dar continuidade aquela época da escuridão, mas com visão muito mais moderna, esclarecida, psicológica, como é o caso de filmes como “O clube da Luta”.

Veja uma pequena amostra de grandes clássicos do cinema, e que deverão servir de base para as novas produções.

01) Poltergeist – Apesar de eu não ser assim tão fã das produções de Spielberg, devo confessar que ele escolheu um diretor que eu gosto muito, para dirigir Poltergeist.

O argumento é muito criativo ao utilizar a TV como um portal para outra dimensão. Nada mais oportuno para uma época em que as TVs ainda apresentavam uma péssima transmissão e os fantasmas na tela eram muito comuns.

02) O grito – O Japão conseguiu transpor a tradição para os grandes centros urbanos, e com eles vieram também as criaturas das trevas e seres do outro mundo. Não há a menor dúvida, é preciso acreditar para ver o que realmente acontece nas sombras.

O filme é tecnicamente perfeito e mostra um terror moderno, baseado no antigo terror tradicional.

Nesse filme, depressão, tédio, sentimento de culpa e todos os problemas psicológicos vem de uma moradia onde ocorreram homicídios, criando uma maldição e uma série de mortes inexplicáveis.

03) O Iluminado – Stanley Kubrick sempre teve bom gosto na escolha dos livros que pretendia filmar, melhor para Stephen King, que ficou ainda mais conhecido com essa obra que rompe as fronteiras entre os vivos e os mortos, sem deixar bem claro o que está acontecendo, e sem pena dos espectadores mais sensíveis.

Uma família vai cuidar de um hotel, em época de férias, onde um homem já havia enlouquecido. Jack Nicholson está perfeito no papel do zelador que enlouquece, mas quem assiste a tudo é o seu filho, que ainda é quase um bebê.

04) A Espinha do Diabo – Os grandes escritores costumam conhecer o ambiente de suas histórias, alguns deles se influenciam e são dominados pelas suas inspirações.

De Certo modo, não há diferenças entre um grande contador de histórias e uma pessoa comum, a não ser a sua capacidade de escrita.

Num colégio interno muito pobre – ou seria um orfanato? – em meio ao deserto, muitos mistérios rondam aquele lugar, entre eles, a história de um menino que morreu afogado no poço de água.

A história do menino morto não assusta tanto as crianças quando os professores e diretor do colégio.

Acontece que dentro de um vidro, algo muito misterioso é mantido, com o nome sugestivo de espinha do diabo, motivo suficiente para manter as crianças nos eixos.

O final do filme pode ser considerado um dos dez melhores que já vi no cinema.

05) Ghost – Mostra uma visão bem diferente dos terríveis fantasmas, argumenta que o amor pode sobreviver após a morte.

Uma das maiores bilheterias de todos os tempos, Ghost mostra a história de um homem que é assassinado e volta para desvendar o crime.

Dirigido por um especialista em humor, não espanta o lado cômico da trama, e muito menos o amor entre uma mulher e um fantasma.

06) A Hora do Pesadelo – Mostra o jeito novo como as pessoas gostam de curtir o cinema de horror, principalmente os adolescentes.

A história aproveita o medo infanto-juvenil dos pesadelos para mostrar um fantasma bem ao estilo punk, que gosta de torturar adolescente antes do grande final.

Foi uma das dez séries de cinema que mais faturou, imortalizando o personagem Freddy krueger.

Para quem vive em cidades grandes e convive com o perigo do dia a dia, esse pode ser um filme chato, mas para quem não está acostumado com terror…

07) Clube da Luta – Sabem quando eu falei em terror moderno? Era desse tipo de filme que eu estava falando.

Um cara que vive aterrorizado por uma realidade muito dura, uma espécie de organização secreta que se reúne para fazer o que mais gostam destruir tudo.

Vale pelo final.

08) Abre los Ojos – Vanilla Sky, Perdido na Escuridão, Abra os Olhos, grandes títulos para uma grande história que desde o livro até a refilmagem, produzida por Tom Cruise, daria para escrever uma outra história.

Esse filme conta a história de um homem que sofreu um acidente, ficando com o rosto totalmente deformado. Rico e boa pinta, o bilionário não consegue conviver com a nova realidade, enlouquecendo aos poucos até perder a vontade de viver.

Esses filmes e livros, apresentam a história perfeita, onde o autor mostra habilidade incomum em misturar tudo, suspense, policial, ficção científica, terror, biotecnologia, thriller psicológico e até fantasmas, com começo, meio e fim absolutamente geniais.

09) História de Fantasmas – Em uma história de fantasmas à moda antiga, nada melhor que reunir antigos atores do cinema.

Uma jovem é morta, acidentalmente ou não, e o fantasma da jovem volta para aterrorizar os, outrora jovens, envolvidos em sua morte. Um descendente de um deles protagoniza horrorizado a toda a trama, descobrindo que o terror é uma verdade obscura que vem à tona.

10) Sexto Sentido – Essa é uma história que eu considero um terror moderno, e eu já assisti muitos filmes da década de sessenta, assim.

Um menino avisa ao psiquiatra, interpretado por Bruce Willis, “eu vejo fantasma”, e o psiquiatra tem de tratar o menino e convencê-lo de que os fantasmas não existem – Será que não existem mesmo?

… e o psiquiatra embarca numa história assustadora e com final surpreendente, pelo menos para o médico.

By Jânio

Filmes de Ficção Científica

Melhores filmes com pessoas paranormais

Top Musicais

Melhores filmes de viagem no tempo

Filmes mais polêmicos da história

dezembro 10, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , | Deixe um comentário

Filmografia de James Cameron

Melhor Diretor

Lenda de Hollywood

James Cameron não era exatamente um diretor original, em começo de carreira, nem era sua culpa o fato de não lhe oferecerem bons projetos.

Quando assumiu o projeto de “O Exterminador do Futuro”, todos sabiam que a ideia de viajar no tempo para mudar o futuro, estava saturada. Valeu o ditado popular: Não existe ideia velha no cinema, o que existe é história mal filmada.

01 -O Exterminador do Futuro, de 1.984, mostrou o estilo e o talento de Cameron. Segundo os críticos da época, era um orçamento baixo, mas isso não impediu que Cameron se tornasse um dos diretores mais premiados da história do cinema.

Em ficção científica, tornou-se referência, quebrando a hegemonia de Spielberg e George Lucas, que ameaçavam monopolizar o mercado de efeitos especiais. Provava que não era preciso uma fortuna para criar bons efeitos especiais, mas sim criatividade.

Além de se tornar especialista em ficção científica, tornou-se também especialista em Arnold Schwarzenegger.

02 – Aliens o Resgate, de 1.986, era para ser a continuação de um grande sucesso, Aliens o Oitavo Passageiro, de Ridley Scott. Nesse filme Cameron mostrou o seu estilo, tranformou completamente a história, fazendo o que sabia de melhor, um show efeitos especiais.

Alguns críticos torceram-lhe a cara, mas a maioria reconheceu o seu talento, principalmente quando o assunto eram os efeitos especiais. A comparação com o original, O Oitavo Passageiro, não parece justa, seria impossível superá-lo, além disso, Cameron sempre foi um diretor comercial, especialista em cenas de ação.

03 – Piranha II, de 1.981 – Eu confesso que Cameron não se deu bem nessa história, o filme não é bom. O filme é um terror em todos os sentidos, a única coisa que se salva, se é que isso conta, foi justamente as cenas de ação.

04 – O Segredo do Abismo, 1.989 – Esse, na minha opinião, foi um dos melhores filmes de Cameron. Ele está perfeito aqui: Direção de atores, efeitos especiais, ação e suspense, resultando num filme quase perfeito.

No fundo do mar, acontecem fatos estranhos, enquanto uma equipe de mergulhadores trabalha. Sua luta insólita contra o que parecia inevitável, o fim, mostra um a reviravolta incrível, com um final surpreendente.

05 – O Exterminador do Futuro II, 1.991 – Poderíamos chamá-lo de “O exterminador do Futuro – A vingança”.

Finalmente, Cameron recebe uma grande verba para realizar aquele que entraria para a história do cinema, como uma das maiores bilheterias de todos os tempos. Também seria o maior sucesso de Cameron, até aquele momento.

Arnold Schwarzenegger tornou-se tão famoso, que seria desperdício utilizá-lo como vilão, então ele tornou-se o mocinho, voltando ao passado – presente – para mudar o futuro. Destaque para a revolução dos efeitos especiais, capaz emocionar até os grandes diretores de arte.

True Lies, 94 – Com sua fama de autor consolidada, Cameron desafiou os produtores, dizendo ser possível fazer o filme só com efeitos especiais. Os produtores preferiram explodir a ponte, alugar helicópteros modernos e levaram todo o lucro do filme.

True Lies mostra porque a parceria entre Cameron e Schwarzenegger deu certo.

Titanic, 97 – Cameron transformou uma tragédia no romance mais famoso da década de 90, conseguiu bater o seu próprio recorde, com uma produção de 200 milhões, superior ao Exterminador do Futuro 2, que era de 100 milhões. Aqui o diretor se confunde com a lenda de Titânic, tornando-se uma lenda também.

Com o Oscar de Direção, Edição e melhor filme, Hollywood finalmente se rendeu ao talento de Cameron, afinal, o comercial e a arte se encontraram.

Avatar, 2.009 – Cameron deixou de lado sua especialidade, em Exterminador do Futuro, para enfrentar novos desafios, novos recordes. Seu último sucesso foi Avatar, com duas continuações previstas para 2.014 e 2.015, respectivamente.

By Jânio

julho 29, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , | 7 Comentários

Quando a paranóia sobre extraterrestre apaixona os cinéfilos

conspiração alienígena

Filmes de ETs

01 – Battle – Por ser baseado em fatos reais (paranoia americana), Battle é a superprodução do ano de 2.011.

A base do argumento é “The Battle of Los Angeles”, na época da “Grande Guerra”, quando objetos não identificados foram registrados como naves de reconhecimento. Por ser um fato real, o filme torna essa paranoia americana mais real ainda, tratando o fato como realmente foi insinuado, dando aos americanos e aos cinéfilos do mundo inteiro essa visão paranoica dos americanos.

Todas as maiores cidades do mundo caem diante dos invasores alienígenas, Los Angeles é a última cidade a resistir ao ataque invasor. O que mostra que o medo é uma grande arma, contra si mesmo.

02 – Stargate – Wikipedia – “O enredo de todas as produções gira em torno da premissa do Stargate, um aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar, por exemplo). Embora completamente ficcionais, as produções Stargate se passam no presente, com enredos escritos de maneira a não conflitar frontalmente com a realidade. Assim, a existência dos aparelhos é descrita como um segredo militar.

Segundo as produções, a maioria das mitologias da Terra teria por base acontecimentos envolvendo extraterrestres que visitaram ou controlaram as civilizações do planeta no passado distante, dentre os quais uma espécie alienígena – posteriormente conhecida como os goa’ulds – que teria escravizado os habitantes do Egito Antigo, criando ali o que viria a ser as cultura e religião egípcias. Passando-se por deuses, os goa’ulds fizeram os humanos de escravos e usaram o Stargate terrestre para transportar trabalhadores da Terra para outros planetas habitáveis. Em algum momento, os egípcios teriam se revoltado, forçando os alienígenas a fugir, e enterrado o aparelho, que seria redescoberto em 1928″.

Bem antes da paranoia americana virar moda, já havia uma teoria bem interessante envolvendo as civilizações antigas, em Stargate, a velha teoria de “Seriam os deuses astronautas?” vira a base para o roteiro do filme. O argumento junta a várias teorias, inclusive a do “Buraco da Minhoca”, no triângulo das Bermudas.

Afinal, será que os antigos deuses realmente eram extraterrestres que visitaram a Terra, ou será que tudo não passa de mito? – Pelo que nós sabemos, as melhores estórias de ficção são baseadas na realidade, seriam também os mitos baseados na realidade?

03 – Guerra dos mundos – A refilmagem com Tom Cruise foi um fiasco, mas o filme original, apesar de ter os efeitos totalmente ultrapassados, continua sendo um clássico.

No filme original, o clima de suspense é mantido até o fim, mostrando que vencer uma guerra é fácil, difícil é tomar posse da Terra. O filme nos faz pensar também na im(possibilidade) de o ser humano viver em outros planetas, onde o tipo de ar, pressão atmosférica, gravidade, etc. são diferentes de nosso habitat natural.

04 – Alien – Alien – O Oitavo Passageiro – Numa viagem rotineira ao espaço, um ser alienígena começa a atacar toda a tripulação.

É impressionante como uma nave gigantesca poderia ser controlada por uma tripulação de sete pessoas, no futuro. Ridley Scott criou uma obra-prima, com truques de cena capazes de assustar até mesmo os atores mais experientes, o que deu mais realismo ao filme.

05 -Life force – Força Sinistra – 1.985 – A década de oitenta foi muito promissora em diretores de cinema bons, e mesmo com tantos diretores bons, Tobe Hooper conseguiu se destacar, fazendo alguns dos melhores filmes de todos os tempos, como Poltergeist. Eu o considero como um dos melhores diretores de todos os tempos, apesar de não considerar “O massacre da serra elétrica” um filme de grande qualidade.

Yoram Globus e Menahem Golan sempre foram bons produtores, apesar de raramente acertarem um bom argumento e um bom diretor, como foi esse caso. O roteirista Dan O’Bannon também era outro veterano, responsável por parte do sucesso do filme.

A chegada do cometa de Halley traz também uma nave alienígena, três vampiros que sugam toda a força dos seres humanos. Associando os tais vampiros extraterrestres com antigas lendas, fica evidenciada a forma como eles devem ser combatidos.

No filme, toda a energia do corpo dos humanos é transportada para a nave que os espera em órbita da terra.

06 – Species – A Experiência – “Cientistas enviam mensagens para o espaço e recebem de volta uma sequência de DNA e instruções sobre como devem combiná-la. Eles então criam um ser alienígena, que aparenta ser uma menina, e que se desenvolve rapidamente. Quando os cientistas recebem uma ordem para matar a criança, ela foge do laboratório e se transforma numa bela mulher que deseja acasalar rapidamente para proliferar a sua espécie”.

Outro filme de excelente qualidade, reunindo no elenco alguns atores bons, outros canastrões, mas o resultado acaba agradando.

O filme consegue discutir a ética de vários pontos diferentes. Enquanto isso, a equipe de cientistas entram em conflito sobre suas decisões.

Como sempre, o problema não pode esperar e o monstro/extraterrestre, na forma de uma doce criança/jovem/mulher, está pronta para conquistar a terra, com uma ninhada de criaturas que se reproduzem e crescem em questão de horas.

07 – Invasores de Corpos – Invasion of the Body Snatchers – 1.978 – É uma refilmagem de vampiros de almas.

A produção deu tão certo, que até o ator/protagonista e diretor do filme de 1.956, participam do fime. No filme original, quem participava do filme de Don siegel, fazendo uma ponta, era i diretor Sam Peckinpah.

Moradores de uma pequena cidade passam a ter comportamento estranho, assustando suas famílias. Logo depois, suas famílias ficam como eles e param de reclamar de seu comportamento.

Um médico que acompanhava os casos de perto, é o único a notar a mudança. Uma investigação mostra que seres humanos estão sendo substituídos por cópias desenvolvidas em plantas, em casulos.

Com uma ideia totalmente original, os efeitos especiais são dispensados, sem perda da qualidade. Enquanto o original custou 417 mil dólares, a nova versão de 1.978 ficou em 3,5 milhões.

Esse tipo de produção barata fez com que o argumento fosse refilmado várias vezes, ao invés de darem sequência a trama, prática que passou a ser adotada apenas na década de noventa.

Mesmo com tanta criatividade, em plena guerra fria, muitas pessoas comparavam o filme com o macarthismo, época em que os americanos denunciavam os simpatizantes do comunismo. Até o aparente conservador Clint Eastwood se revoltou com a caça as bruxas.

08 – Arquivo X – Finalmente o serviço secreto americano reconhece suas investigações e os casos não explicados. Todo esse mistério só poderia ir parar nos cinemas.

Antes do cinema, curiosamente, passou pela tv, tornando-se um dos seriados de maior sucesso de todos os tempos. Também fica claro que a tv conseguiu explorar melhor o enredo.

O apelo comercial, e a dificuldade de adaptação para o cinema, tirou um pouco da qualidade, mesmo assim merece ser visto.

O Governo não quer admitir que há algo está errado no ar, um clima de conspiração, onde algumas pessoas que são mortas.

Desafiando o perigo, dois agentes passam a investigar o caso. Com duas personalidades diferentes, os agentes sempre estão em conflito.

O final surpreende e ironiza.

09 – Independence Day – Um filme para os fãs de ficção.

Trata-se de uma superprodução envolvendo a participação de atores de duas gerações, como o caso de Jeff Goldblun e Will Smith.

A história não é nada original, narrando uma invasão alienígena à terra. Não é à toa que o filme foi satirizado em “Marte Ataca”.

Difícil não é aguentar o filme, é imaginar que os Estados Unidos são a salvação da Terra, pior, podem vencer uma raça evoluída.

Roland Emmerch é um diretor de épicos, já faturou cerca de 3 bilhões ao longo da carreira, sendo um bilhão de dólares só nos EUA. Ele é responsável por “2.012” e “10.000 antes de cristo”.

10 – Inimigo Meu – Esse filme mostra uma ideia nova no gênero, o drama.

Um ser humano e um extraterrestre são obrigados a conviver em um planeta estranho, apesar de suas diferenças acabam se unindo pela sobrevivência.

A ideia de usar um afro-descendente para interpretar um alienígena, normalmente irrita os ativistas, mas o resultado foi elogiado pela crítica.

Os efeitos especiais são muito bem feitos, os atores são bons.

Fonte: Wikipedia

Textos relacionados:

Filmes de Ficção Científica

Melhores filmes com pessoas paranormais

Top Musicais

Melhores filmes de viagem no tempo

Filmes mais polêmicos da história

By Jânio

abril 27, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , | 4 Comentários

Para que serve o Dia do Beijo

histórias dos beijos

Imagens de Beijos

Vocês já repararam que sempre no Dia dos Namorados, ou no Dia do Beijo, estamos sozinhos? – Não? – Então é porque você está namorando – Não? – Então você é casado? – Não importa, eu não vou perder esse texto.

Quem não está namorando, ou não é casado, passa por um conflito psicológico – “Está vendo, você foi terminar tudo, agora está sozinho. Você poderia estar comemorando esta data, ao invés disso, está curtindo a fossa”.

Não é todo mundo que passa por esse conflito – Eu sei – algumas pessoas nem se importam em demorar para ter o(a) primeiro(a) namorado(a) – a a a – e eu até acredito nisso. É sério, algumas pessoas chegam aos 17, 19 anos, e não estão nem aí para a vida amorosa.

Algumas pessoas não dizem que o chocolate é o substituto natural para o amor? – Então! – Tem o substituto natural para o chocolate, o substituto para o chocolate.

Isso me lembra daquela piada do Maurício de Souza, quando o fumante depois de um longo e exaustivo tratamento, finalmente, ouve do médico. “Meu amigo, você está curado!”

O que ele fez em seguida? – Não, ele não chorou e agradeceu a Deus. Ele reuniu os amigos e deu uma festa, a festa começou na segunda, terça, quarta, quinta e sexta-feira, no sábado eles não tinham o que fazer, continuaram a festa, sábado e domingo. Na segunda-feira ele procurou o médico e disse: “Doutor, eu acho que eu me tornei alcoólico…”

Eu sei que é filosofia infantil, mas a vida é assim mesmo.

Eu creio que o Dia dos Namorados e o Dia do Beijo, foram criados somente para motivar as pessoas a procurarem seus parceiros, portanto uma forma diferenciada do cupido acertar o alvo.

…aí veio o cupido do mal, é, aquele que tem chifrinho, e criou o dia do sexo – Não! – Não me perguntem para que foi criado esse dia, isso é coisa de pervertido…

Os Melhores filmes de beijos de todos os tempos

As melhores cenas de beijos

Melhores Beijos Clássicos

Os Melhores Beijos Lésbicos

By Jânio

abril 14, 2011 Posted by | Piadas | , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

Melhores filmes com pessoas paranormais

pessoas estranhas

Pessoas Paranormais

O que você faria se encontrasse alguém dizendo que veio do planeta Krypton, alguém que voasse e fosse à prova de balas? – Certamente sairia correndo, não é mesmo? – Pelo menos é o que eu faria.

De certo modo, todos os super-heróis das revistas em quadrinhos são estranhos. Ninguém tem medo deles, pelo menos nas revistas, mas fora delas, mesmo esses seres que admiramos na infância, são criaturas muito estranhas.

O sobrenatural e o desconhecido causam medo, mesmo assim, criamos formas de separar o que nos parece normal do que não seria.

Bruxas são personificadas naquelas que invertem os conceitos da sociedade, são asquerosas, estranhas, malignas e possuem uma filosofia contrária ao que acreditamos.

Até Edgar Rice Burroughs pode assustar, pelo menos na versão cinematográfica de Tarzã, em Greystoke.

Acredito que o cinema mostra uma versão mais próxima da realidade, se comparada aos quadrinhos, mas ainda fica longe da qualidade dos livros.

Por isso imaginar Stephen King escrevendo o roteiro de X-Men, para Brian de Palma dirigir, é pedir demais…mas não se preocupe, você pode ver isso no cinema, não os X-Men, mas “Carrie – A estranha.”

A seguir, listamos vários filmes com pessoas superdotadas. Nesta lista, poderemos notar que as inspirações podem variar muito, desde as inocentes revistas em quadrinhos até os mais terríveis filmes de horror; das comédias aos dramas, com suspense bizarro; até ficção ciêntífica poderá ser encontrada nessa lista.

Nos anos 70, a revista Cripta mostrava o que havia de melhor no gênero fantástico, terror/ficção.

Vejam a lista:

01 – Corpo Fechado – Bruce Willis pode ser um homem imune a tudo – ou seria apenas sorte? – até encontrar seu arqui-inimigo Samuel L. Jackson, um homem frágil, que se considera azarado.

O desenhista de histórias em quadrinhos provoca acidentes, na esperança de promover o herói, mesmo que pessoas tenham que morrer para isso – O que seria dos heróis sem os vilões? – Ironiza.

02 – A fúria – Kirk Douglas é um agente do governo que perde a cabeça, quando seu filho paranormal é sequestrado. O agente descobre uma conspiração do próprio governo para treinar superdotados.

O diretor Brian de Palma mostra seu estilo, a câmera lenta, além do talento para lidar com personalidades estranhas. No elenco, Kirk Douglas, Amy Irving,  …

03 – X-Men – A revista X-Men se destacava das outras, por mostrar o lado obscuro dos superdotados. Um grupo de super-heróis e anti-heróis quase bizarros, representando uma ameaça aos donos do poder.

No cinema, foi uma das melhores adaptações, ficando bem próxima das histórias originais em quadrinhos.

04 – Carrie – A estranha – Uma menina atormentada pelo fanatismo da mãe, possuindo uma força mental descomunal, começa a perder o controle e a ficar instável. O que parecia apenas uma pessoa estranha, indefesa, começa a se tornar um perigo a todos, mas principalmente para ela mesma.

No Elenco: John Travolta, Nancy Allen, Sissi Spacek, Ami irving….

Brian de Palma criava seu melhor filme até então, seguindo a linha de “A Fúria”, com um final surpreendente.

05 – Scanners – Um grupo de pessoas com grande poder da mente é caçado pela polícia, revelando mais um mestre do cinema fantástico para o mundo, David Cronenberg.

06 – A hora da Zona Morta – Depois de ficar em coma muito tempo, por causa de um acidente de carro, um homem adquire a capacidade de ver o passado e o futuro das pessoas, mas isso não agrada algumas pessoas.

Eu já disse que a dupla king e de Palma era insuperável? – Pois é, além de Brian de Palma, David conenberg e Stanley Kubrick aproveitaram os livros de Stephen king.

07 – Abra los Ojos – Refilmado como Vanila Sky, a história mostra um homem que sofre um grave acidente, fica com o corpo deformado. o playboy que não dava a mínima para a vida, torna-se um homem amargurado, enlouquecendo aos poucos.

08 – Efeito Borboleta – Um homem tem a capacidade de viajar no tempo, com a força da mente, podendo mudar a realidade, o problema é que cada vez que ele tenta mudar alguma coisa, compromete o futuro.

09 – Camisa de Força – Segue a mesma linha de Efeito borboleta, mas com um roteiro ainda melhor trabalhado, a ponto de o personagem parecer estar em uma dimensão alternativa. O resultado é surpreendente, como o fato de o personagem principal confrontar-se com ele mesmo.

10 – A Montanha Enfeitiçada – Filme simpático, como todos os filmes feitos pela Disney.

Um casal de gêmeos superdotados, separados na infância, consegue se encontrar, mas isso é só o começo para um mistério maior ainda.

11 – Doutor DoLitle – Edie Murph faz um médico que consegue literalmente falar com os animais. Numa ideia que parece totalmente idiota, Edie murph parece se dar muito bem.

Mais uma história em quadrinhos, aproveitada para o cinema. No cinema brasileiro, essa ideia ainda não trouxe resultados.

12 – Do que as mulheres gostam – Mel Gibson consegue ler a mente das mulheres, literalmente falando – ou pensando – podendo tirar vantagens dessa situação.

É claro que isso vai dar encrenca, mas nem a história, nem o final, vão além do regular.

Obs: Bruce Willis, ex-Demi Moore, gostou tanto desse estilo de filme que fez  três, além de “Corpo Fechado”, “Sexto Sentido”, “Mercury rising”, “Os doze macacos”.

O atual namorado de Demi Moore, Ashton Kutcher, também gosta desse estilo, como podemos comprovar no insuperável “Efeito Borboleta”. Isso me leva a crer que Demi Moore gosta muito de estórias em quadrinhos… ou de jovenzitos…

Melhores filmes de ficção

Melhores filmes de viagem no tempo

Top Musicais

By Jânio

março 12, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , | 12 Comentários

Filmes mais assistidos no cinema e vídeo – 90 e 91

liderança absoluta

Filmes mais populares

A telona e a telinha nem sempre apresentam os mesmos números, quando o assunto é audiência. Com a chegada da internet, então, a audiência ficou muito mais confusa.

A tv proíbe conteúdo com direitos autorais, ao mesmo tempo em que exibe vídeos amadores na maior cara de peroba.

Os anos de 90 e 91 eram bem diferente de hoje, mesmo assim já havia uma tendência à audiência diversificada.

A seguir,listamos esses dois anos, e suas respectivas audiências no cinema e em vídeo.

OS DEZ FILMES MAIS ASSISTIDOS NO CINEMA:

01 – Ghost – Do outro lado da vida – 8.930.000

02 – Lua de cristal – 4.000.000

03 – De volta para o futuro II – 3.020.000

04 – Robocop II – 2.800.000

05 – Uma escola atrapalhada – 2.620.000

06 – Sociedade dos poetas mortos – 2.290.000

07 – Uma linda mulher – 2.250.000

08 – De volta para o futuro III – 2.120.000

09 – Tango e Cash – 1.930.000

10 – Vingador do Futuro – 1.750.000

FILMES MAIS ASSISTIDOS EM VÍDEO

01 – O vingador do futuro – 9.450.000

02 – Uma linda mulher – 7.560.000

03 – Robocop II – 7.560.000

04 – De volta para o futuro III – 7.500.000

05 – Tango e Cash – 7.500.000

06 – De volta para o futuro II – 7.000.000

07 – Lua de Cristal – 5.940.000

08 – Sociedade dos poetas mortos – 5.900.000

09 – Uma escola atrapalhada – 5.400.000

A curiosidade nesses dois anos, foi a presença de dois filmes brasileiros, numa época de abandono no cinema nacional.

De volta Para o futuro II e III, foram lançados quase juntos no Brasil, ambos com uma ótima audiência.

O vingador do Futuro foi o mais assistido em video, no cinema ficou em décimo lugar.

Ghost emocionou as meninas mais românticas, embalou o sonho dos casais de namorados. O filme foi o mais assistidos nos dois anos.

OBS: Até agosto de 1.991, o Japão era o país com mais vídeos cassetes, 79%.

Os EUA eram o segundo país com o maior número de vídeos cassetes, 67%.

O Brasil apresentava um número de 8.000.000 de videos cassetes vendidos. Sendo considerado uma média de três pessoas por vídeo, totalizavam 24.000.000 de pessoas, com acesso a videos cassetes.

O Brasil tinha, em 1.991, 147.000.000 de habitantes.

Como podemos ver, o Brasil não mudou tanto assim. Hoje, o computador não atinge uma porcentagem de pessoas tão grande.

By Jânio

fevereiro 24, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , | 1 Comentário

Os dez melhores filmes de ficção científica

planeta dos macacos

Filmes Clássicos

Enumerei, na lista abaixo, uma lista pessoal dos dez melhores filmes de ficção científica dos últimos anos. Ficaram fora dessa lista, os filmes clássicos como: “A Mosca da Cabeça Branca”, mais tarde refilmado como “A Mosca”; “Guerra dos Mundos”, refilmado com o mesmo nome; “Metrópolis”, clássico de ficção, absoluto; “O Dia em que a Terra Parou”, etc. Filmes clássicos serão homenageados nos próximos posts.

Esta lista é uma homenagem aos filmes que assistimos sempre, ou por ser um filme de grande produção, com detalhes que merecem ser revistos, ou por serem “cult movies”, filmes que não saem da cabeça dos cinemaníacos.

Filme de ficção científica que se preze, tem que criar um Universo em torno de si, como Guerra nas Estrelas; também pode ser filosófico, como Planeta dos Macacos; Pode sugerir a possibilidade de mudanças, como “O Exterminador do Futuro”, ou insinuar que nossa vida não passa de uma grande ilusão, como “Matrix”.

Filmes de Ficção podem apresentar curiosidades científicas, como o perigo de uma bactéria alienígena, ou uma nova espécie alienígena dominadora, vinda do espaço, como em “Alien, o Oitavo Passageiro”, ou o próprio homem pode se tornar uma ameaça, em colônias fora da Terra, como em “O Vingador do Futuro”.

Um bom filme de ficção pode ser baseado numa mente perturbada, num futuro não muito distante, onde a vida já não faz mais sentido, num mundo sem espaço para crenças e mitos, como em “Blade Runner”, um mundo onde uma pessoa pode enlouquecer, perdendo completamente o controle e explodir, como em “Scanners”.

2.001 – Uma Odisseia no Espaço – Em toda lista de filmes de ficção, 2.001, de Stanley Kubrick, é citação obrigatória. Assistindo 2.001, é possível até se acreditar em uma conspiração de que o homem não foi à lua, que tudo não passou de uma super produção do cinema.

…mas teoria de conspiração é mero pretexto para enaltecer um filme que não envelhece, mostrando que o talento de uma super-produção nunca será superada.

Se a produção era ambiciosa, o argumento não ficava atrás. Kubrick foi considerado pretensioso ao querer mostrar, num mesmo filme, a origem, o presente e o futuro da humanidade.

Para quem nunca levou as teorias de Darwin à sério, ele ainda insinua uma presença estranha, uma presença que poderia ser alienígena – raça superior – ou ser o próprio homem, no futuro, guiando seus próprios passos até se tornar “absoluto”.

Se o livro no qual kubrick se baseia já é fenomenal, mostrando que não há tempo no espaço e outros conceitos revolucionários da física, imaginem tudo isso transformado em imagens. Foi isso mesmo que Kubrick fez, explorou essas imagens até o limite, mostrando sua versão de um sonho lúcido, tendo como consultor o próprio autor do livro.

O Planeta dos Macacos – Esse filme faz parte do fim de uma geração em que o cinema de ficção não tinha limites nem medo do ridículo, tanto que o autor do livro, em que o filme se baseia, declarou: “Essa história é apenas uma brincadeira, em relação a teoria de Darwin.”

Se era muito abusado ou não, a verdade é que o autor vira a teoria de Darwin de ponta cabeça, invertendo tudo.

Charlton Heston lidera um grupo de cientistas que viaja no espaço. A nave entra numa tempestade cósmica, cai num planeta onde o macaco – racional – evoluiu do homem – irracional – o resto é história.

Esse foi o primeiro filme a mostrar o macaco como animal racional, ideia que seria aproveitada em “Guerra nas Estrelas” e inúmeros outros.

Essa sociedade bizarra de macacos fez tanto sucesso, que deu origem à várias sequências, seriado famoso, e refilmagem recente, do irreverente Tim burton.

O Exterminador do Futuro – O filme não traz uma ideia muito original, mas apresenta ao mundo um novo gênio desse gênero, James Cameron.

Claro que essa não é a única qualidade do filme, a produção sobreviveu a saída de Cameron e poderá sobreviver à saída de Arnold Schwarzenegger.

Um robô do futuro – um exterminador – é enviado ao passado/presente, para assassinar o menino que seria, no futuro, o líder da resistência às máquinas, um homem viaja para salvá-lo.

Guerra nas Estrelas – Poucas séries fizeram tanto sucesso quanto guerra nas estrelas. Muita gente pode não saber, mas a produção desse filme era direcionado às crianças. George Lucas acreditou tanto no potencial de suas escolhas, que desenvolveu projetos muito mais ambiciosos paralelamente.

Algumas semanas depois, sua decepção foi grande, ao saber que nada havia sido criado, enquanto já se verificava uma verdadeira indústria de produtos a serem comercializados junto com o filme

O segredo é que aquele grupo de “nerds” precisava de liberdade, por isso passavam o tempo em piscinas e salas de jogos “pensando”.

Uma banda de rock que ensaiava nas redondezas, não ajudava em nada, por isso um dos empresários “negociou” amigavelmente com eles: “Se vocês não pararem de fazer barulho, enquanto nossa equipe está trabalhando, nunca mais gravarão um disco”, funcionou.

George Lucas conseguiu um filme tão perfeito, criando uma realidade alternativa, que o objetivo inicial – atingir o público infantil – foi ampliado, atingindo todas as idades.

Em um Universo muito distante, uma civilização parecida com a Terra se desenvolve, com muita coisa em comum.

Há citações ao imperialismo e à república, num ambiente muito instável, narrando a história épica da família Skywalker e seus amigos.

Alien – O Oitavo Passageiro – Numa viagem rotineira ao espaço, um ser alienígena começa a atacar toda a tripulação.

É impressionante como uma nave gigantesca poderia ser controlada por uma tripulação de sete pessoas, no futuro. Ridley Scott criou uma obra-prima, com truques de cena capazes de assustar até mesmo os atores mais experientes, o que deu mais realismo ao filme.

Robocop – Esse filme foi exibido até a exaustão nas tvs do Brasil, isso porque dava muita audiência.

Aparentemente, o argumento é meio infantil, mas a violência não. Além da violência, há críticas ao sistema de privatização, onde o Governo terceriza responsabilidades sociais.

Um policial é baleado, dado como morto, sendo utilizado como voluntário em um projeto privado, criação de um ciborg. Uma solução discutível, para uma greve de policiais.

O Vingador do Futuro – Não se deixe impressionar pelo título em português, é um dos melhores filmes de ficção ciênctífica de todos os tempos.

O gênero entrava na era dos efeitos especiais, abandonando de vez as trucagens. Cada minuto podia ser acompanhado de um a dez efeitos especiais, sem deixar tempo para a observação dos erros de filmagens, muito comum nos dias de hoje.

Arnold Schwarzenegger é um simples trabalhador que compra uma aventura “turística” fora da Terra, mas o programa virtual é “real” demais – Ou será que é a realidade que é muito virtual?

O caso é que o turista virtual se vê caçado pelos dois lados, sistema e revolucionários, numa história absolutamente “incorreta” politicamente.

Matrix – Esse é um filme que estabelece uma nova era para a ficção científica, a era dos games.

Numa época em que os Games vendem mais que os filmes em DVDs, os games passaram a servir de inspiração, daí, surge a pergunta: “O que é real e o que é ilusão.”

No filme, essa ideia pode ser melhor trabalhada, conseguindo resultados absolutamente incríveis.

Numa realidade – Alternativa? – os seres humanos vivem sua vida normalmente, mas alguma coisa está errada.

O que estaria errado, acaba se revelando uma falha no programa. Acontece que, no futuro, as máquinas passam a controlar os seres-humanos, sendo suas mentes usadas para processamento.

Para libertar os seres humanos, só os vírus, outros humanos. Os anti-vírus, uma espécie de “homens de preto” não tem nada de engraçado.

Acontece que a morte virtual pode levar a uma morte real também, visto que o programa é ligado ao cérebro, uma parte que controla todo o corpo.

Scanners – Sua Mente Pode Destruir – David Cronnenberg é um autor, cria argumentos e filma.

Ex-estudande de medicina – Ou seria médico? – Cronenberg sempre tentou exorcizar seu lado mais obscuro da mente, e olha que esse não é nem de longe seu filme mais perturbador.

Um grupo de jovens desenvolvem uma capacidade mental acima da média, podendo fazer quase tudo com a força do pensamento, mas isso provoca efeitos colaterais.

Os jovens usam seus poderes, esses poderes aumentam à medida que a doença cerebral também, com a doença vem a dor, até que o cérebro explode – Se alguém se lembrou de conspiração eletromagnética, talvez essa seja a ideia do autor.

Blade Runner – O homem finalmente conseguiu criar um ser a sua imagem, o problema é que o tempo de vida é reduzido.

Com uma capacidade de raciocínio cada vez mais evoluída, os replicantes se rebelam, passando a ser caçados vivos ou mortos.

Sua morte não é considerada assassinato, já que são apenas um produto, mas como saber se não há mais replicantes infiltrados na sociedade.

O filme é inovador e apresenta, além dos efeitos técnicos, argumento com citações filosóficas, e insinuações sobre quem é humano.

Além de cult movie, esse filme apresenta os replicantes como seres perfeitos demais para viver nesse mundo, além de denunciar a manipulação genética, poluição e decadência do homem, pela tecnologia.

Melhores filmes com pessoas paranormais

Top Musicais

Melhores filmes de viagem no tempo

Filmes mais polêmicos da história

By Jânio

fevereiro 18, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , | 29 Comentários

Filmes mais locados entre 1.988 e 1.989

Clássicos do Cinema

Policial do Futuro

Dizem que um dos melhores métodos de (re)acender a memória é a associação.

Pela associação, relacionando coisas, cheiros, músicas, danças, etc., seria passível lembrarmos de fatos antigos, momentos marcantes de nossa vida. Essa é uma terapia muito interessante, uma boa forma de lembrarmos de quem somos, ou como somos.

Os Cinco sentidos vitais são de grande ajuda para a memória. Apesar de quase sempre ignorados, eles são os responsáveis por boa parte de nossa consciência, racionalidade.

O que você fazia em 1.988 e 1.989? – Os filmes a seguir poderão ajudá-lo a se lembrar, caso sejam assistidos de maneira relaxante.

Essa lista de filmes foi feita antes da internet, antes do DVD, numa época em que as pessoas pagavam pelo aluguel desses filmes, daí a importância para análise de sua qualidade.

Lista dos filmes mais assistidos em vídeo, no Brasil, em 1.988 e 1.989:

01 – A aparição – Aventura – Com Charlie Sheen e Sherilyn Feen – Direção: Mike/Marvin –

Filme que fez muito sucesso no Brasil, chegando a ser o mais alugado do ano.

O filme conta a história de um carro misterioso, e seu motorista, que aparecem do nada, numa pequena cidade do interior dos EUA, onde ocorrem crimes com baderneiros.

Feito para adolescentes, esse filme lembrou-me vários outros muito melhores, como: O carro do Diabo, Encurralado, etc.

Carros, Garotas e muito rock, são os ingredientes favoritos de Hollywood, e dessa produção juvenil.

02 – Antes só do que mal acompanhado – Comédia – Com Steve Martin e John Candy – Direção de John Hughes

Quando perguntaram para Hughes como ele conseguia criar tantas histórias, ele citou Stephen King, um dos maiores escritores da história, responsável por Carrie a Estranha, O Iluminado, e uma série de filmes/livros e contos de horror.

“Ele é que é um grande escritor, o cara consegue escrever três livros ao dia”. Algum tempo depois, Stephen King desmistificava a si mesmo: “Eu não escrevo três livros ao dia, eu escrevo três livros ao mesmo tempo, durante o dia.”

Além do especialista em histórias para adolescentes, o filme trazia dois dos maiores comediantes da década de oitenta, Steve Martin e o gordinho John Candy.

Tanto um, como o outro, eram especialistas em fazer filmes em duplas.

Dizem que steve Martin é mal humorado na vida real, assistindo esse filme é até possível acreditar. Vê-lo viajar em companhia de um cara chato, carente, e mala, disposto a transformar sua vida num inferno, é de dar dó.

O carismático John Candy morreu precocemente, depois de fazer algumas das comédias mais hilariantes de hollywood.

03 – O Império do Sol – Drama – Com Christian Bale e Miranda Richardson – Direção de Steven Spielberg.

Eu sempre me pergunto porquê, em hollywood, sempre tem dois filmes concorrentes no mesmo ano, tratando de temas parecidos.

O Império do Sol concorreu com O Último Imperador, de Bernardo Bertolucci, para saber qual era o melhor filme e qual teria a melhor audiência.

A história se passa em torno de um menino, drama que tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial, um dos temas preferidos do Diretor/Produtor.

A história se passa em Xangai, filme bonito, principalmente para quem gosta de ufanismo. Poderia até explicar o motivo das bombas atômicas.

04 – Robocop – Ficção – Com Peter Weller e Nancy Allen – Direção de Paul Verhoeven.

Os dois atores principais participaram de muitos filmes, são muito conhecidos, mas nenhum deles era uma grande celebridade. O Diretor Verhoeven não seria o diretor indicado para esse tipo de filme, por ser de ficção científica.

Depois desse filme, o diretor garantiu que nunca mais faria outro filme de ficção científica, devido aos inúmeros efeitos especiais. Anos depois, ele voltaria a filmar outro clássico do gênero: ” O Vingador do Futuro” – como diz o ditado, ele fez uma nova ficção científica, nunca mais, outra vez.

O filme narra a sociedade de um futuro não muito distante, onde a polícia foi privatizada e está em greve. Nesse ambiente bizarro, onde o estado delega suas obrigações – critica corrosiva ao sistema de privatizações – um policial é metralhado – sabe aquela história onde a personagem é mais conhecida que o ator, esse é o caso – e é dado como morto, legalmente, passando a fazer parte de um projeto privado de criação de um policial robô.

Algo sai errado, e a memória, supostamente apagada do robô/policial, acaba retornando, a partir daí é um sucesso de cinema garantido.

05 – Salsa – O Filme Quente – Musical – com Robby Rosa e Magali Alvarado – Direção de Boaz Davidson.

Depois de sair do grupo Menudo, Robby Rosa tentava a carreira solo, como ator de Hollywood. Mais tarde, Ricky Martin também deixaria o menudo e teria mais sorte.

O filme narra a ideia, surrada, de um jovem que tenta ganhar um concurso de dança, enquanto vive o drama de sua vida pobre.

06 – Atirando para matar – Policial – Sidney Poitier e Kirstie Alley – Roger Spottiswoode

Um dos melhores filmes policiais da história, com muitas cenas de ação e trabalho impecável dos dublês.

Um policial da cidade grande está a procura de um bandido, infiltrado num grupo de turistas. O bandido vai matando um-a-um deixando a guia de refém.

Seu namorado e o policial seguem o criminoso pela mata e depois na cidade grande, mostrando a diferença de personalidade das personagens, o choque de culturas diferentes.

07 – Uma Janela Suspeita – Suspense – Com Steve guttenberg e Isabelle Huppert – Direção de Curtis Hanson

Mulher presencia assassinato e passa a ser testemunha chave, mas para isso teria que revelar seu caso de adultério.

08 – A Morte do Demônio – Terror – Com Bruce Campbell e Ellen Sandwis – Direção de Sam Raimi

Cinco jovens encontram o livro dos mortos, libertam um demônio e passam a ser perseguidos, sendo transformados em zumbis.

O diretor Sam Raimi iniciava sua trajetória de filmes malucos e horripilantes. Mais tarde faria “O Homem Aranha”.

09 – Silverado – Faroeste – Com Kevin Kline e Scott Glenn – Direção de Lawrence Kasdan

Além de Kevin Kostner, em início de carreira, no papel de irmão de Scott Glenn.

Numa cidade, com um cherife corrupto, passa a se transformar, quando é invadida por um bando de pistoleiros.

10 – A Ascensão da Imperatriz Romana – Com Cicciolina e John Holmes – Giorgio Grande

Surpreendentemente, o décimo filme mais assistido é um filme pornô – Motivo? – Ela iniciava sua carreira de deputada italiana, literalmente falando.

Outros textos sobre cinema:

Melhores filmes de ficção

Melhores filmes de viagem no tempo

Top Musicais

By Jânio

fevereiro 15, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Vencedores do Globo de Ouro e indicados ao Oscar

Luxo Extraordinário

Historia da Facebook

Muita gente, assim como eu, não vê o OSCAR como o melhor cinema do mundo, nem poderia. O OSCAR é a visão do cinema, segundo os americanos, só tem filme dos EUA, além de alguns de outros paises que falam a língua inglesa, como Inglaterra, Austrália, etc.

Quando o Brasil já achava que estaria fora da competição, eis que surge um documentário para salvar a pátria, mesmo sendo co-produção com a Inglaterra, não é menos importante para o Brasil.

Quem não gosta nada disso é a burguesia brasileira, que já havia torcido a cara para “Cidade de Deus”, um filme que mostrava a miséria de maneira tão explicita e íntima que chegava a irritar os mais tradicionais.

Nunca foi fácil para a elite brasileira, viajar pelo mundo, carregando esse fardo nas costas.

Logo agora, quando eles torciam para o ufanista “Lula do Brasil”, eis que surge o tal de “Lixo Extraordinário”, mostrando a intimidade que o Brasil tem com a miséria.

Lixo extraordinário não concorre naqueles prêmios badalados, muito melhor, concorre na categoria de documentário, melhor, um longa metragem. Eu me surpreendi pelo fato de “Dançando com o Diabo” não ter feito o sucesso que deveria.

Esse longa, assim como “Cidade de Deus”, chega ao OSCAR  já com muitos prêmios internacionais, portanto não depende desse prêmio, já é sucesso no mundo inteiro. “Cidade de Deus” concorria em categorias badaladas, cobiçadas pelas estrelas de Hollywood, prêmios que eles não abrem mão, por isso o documentário brasileiro tem mais chance.

Outra boa surpresa, é a presença do filme mexicano “Biutiful”, concorrendo em duas categorias, ator e filme estrangeiro. A segunda maior população estrangeira, dentro dos EUA, vem mostrando sua força, primeiro com atrizes e diretores, agora são os próprios filmes que mostram que os EUA terão que aceitá-los.

As surpresas não são muitas, nem dá para se esperar muita coisa na premiação deste anos, mesmo assim, será um grande ano para a internet, o ano de  “A Rede Social”.

O filme sobre a Facebook, que já fez sucesso no Globo de ouro, a prévia do OSCAR, não vem apenas como uma surpresa para essa premiação, vem com uma grande produção para concorrer em várias categorias.

A internet nunca esteve tão bem representada nessa premiação, a rede sempre foi mostrada como vilã, perigosa, essa é a primeira vez que é mostrada com toda a sua força.

A Facebook, como nós sabemos, é a cara do capitalismo americano, e as empresas estão de olho nessa rede. Primeiro a Facebook tentou a Facebook Lite, para evitar tornar a rede muito chata, mas como prevíamos, os internautas carentes adoram um spam, adoram fazer uma amizade, mesmo que esse amigo tenha nome de empresa, e não me olhem com essa cara rsrsrs.

Nem mesmo a Orkut resistiu as ferramenta e campanhas – Para quem estava preocupada com a Twitter, a Facebook surpreendeu, não é mesmo?

Parece que Hollywood tinha uma certa mágoa da Google, isso não acontece com a Facebook, que não tem o objetivo de ferir os seus “Direitos autorais”, além de ser uma verdadeira rede social, eficiente, prática e capitalista.

Apesar de não ter visto nenhum filme de grandes qualidades, os EUA tem voltado suas atenções para os seriados de TV, tanto que até finais de novela já são inseridos, para prender o telespectador. No Brasil, a parceria entre o cinema e a tv não surtiu o efeito esperado, ao invés da TV se tornar cinematográfica, aconteceu o inverso, o cinema se tornou televisivo, perdendo totalmente sua qualidade, sua arte.

Para quem gostar de assistir novelas na telona, é só assistir um filme nacional. Cinema foi feito para mostrar verdades, mas para isso é preciso coragem, o que está faltando nos novos diretores.
GANHADORES DOS PRÊMIOS GLOBO DE OURO:

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Indicados:

Andrew Garfield – A rede social

Geoffrey Rush – O discurso do rei

Jeremy Renner – Atração perigosa

Michael Douglas – Wall Street: o dinheiro nunca dorme

Ganhador do Prêmio:

Christian Bale – O vencedor

CANÇÃO ORIGINAL

Indicadas:

Bound to you – Burlesque

You haven’t seen the last of me – Burlesque – VENCEDORA

There’s a place for us – As crônicas de Narnia: a viagem do peregrino da alvorada

Coming home – Country strong

I see the light – Enrolados

Ganhadora do Prêmio:

You haven’t seen the last of me – Burlesque

TRILHA SONORA ORIGINAL

Indicadas:

127 horas

O discurso do rei

Alice no país das maravilhas

A origem

Ganhadora do Prêmio:

A rede social

MELHOR ANIMAÇÃO

Indicadas:

Meu malvado favorito

Enrolados

Como treinar o seu dragão

O mágico

Ganhadora do Prêmio:

Toy story 3

MELHOR ATRIZ DE MUSICAL OU COMÉDIA

Indicadas:

Anne Hathaway – O amor e outras drogas

Angelina Jolie – O turista

Julianne Moore – Minhas mães e meu pai

Emma Stone – A mentira

Ganhadora do Prêmio:

Annette Bening – Minhas mães e meu pai

MELHOR ROTEIRO

Indicados:

Danny Boyle e Simon Beaufoy – 127 hours

Stuart Blumberg e Lisa Cholodenko – Minhas mães e meu pai

Christopher Nolan – A origem

David Seidler – O discurso do rei

Ganhador do Prêmio:

Aaron Sorkin – A rede social

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Indicados:

Biutiful  – México

The concert – França

The edge – Rússia

I am love  – Itália

Ganhador do Prêmio:

In a better world  – Dinamarca

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Indicadas:

Amy Adams – O vencedor

Helena Boham Carter – O discurso do rei

Mila Kunis – Cisne negro

Jacki Weaver – Animal kingdom

Ganhadora do Prêmio:

Melissa Leo – O vencedor

MELHOR DIRETOR

Indicados:

Darren Arronofsky – Cisne negro

Tom Hooper – O discurso do rei

Christopher Nolan – A origem

David O. Russell – O vencedor

Ganhador do Prêmio:

David Fincher – A rede social

MELHOR ATOR MUSICAL OU COMÉDIA

Indicados:

Johnny Depp – O turista

Johnny Depp – Alice no País das Maravilhas

Jake Gyllenhaal – O amor e outras drogas

Kevin Spacey – Casino Jack

Ganhador do Prêmio:

Paul Giamatti – Barney’s version

MELHOR ATRIZ DE DRAMA

Indicadas:

Halle Berry – Frankie and Alice

Nicole Kidman – Rabbit hole

Michelle Williams – Blue valentine

Jennifer Lawrence – Inverno da alma

Ganhadora do Prêmio:

Natalie Portman – Cisne negro

MELHOR FILME MUSICAL OU COMÉDIA

Indicados:

Burlesque

O turista

Red – Aposentados e perigosos

Alice no País das Maravilhas

Ganhador do Prêmio:

Minhas mães e meu pai

MELHOR ATOR DE DRAMA

Indicados:

Jesse eisenberg – A rede social

Jame Franco – 127 horas

Ryan Gosling – Blue Valentine

Mark Wahlberg – O vencedor

Ganhador do Prêmio:

Colin Firth – O discurso do rei

MELHOR FILME DE DRAMA

Indicados:

O cisne negro

O vencedor

O discurso do rei

A origem

Ganhador do Prêmio:

A rede social

__________________________

INDICADOS AO OSCAR 2.011

FILME:

A rede social

O discurso do rei

Cisne negro

O vencedor

A origem

Toy Story 3

Bravura indômita

Minhas mães e meu pai

127 horas

Inverno da alma

DIREÇÃO:

David Fincher – A rede social

Tom Hooper – O discurso do rei

Darren Aronofsky – Cisne negro

Joel e Ethan Coen – Bravura indômita

 David O. Russell – O vencedor

ATOR:

Jesse Eisenberg – A rede social

Colin Firth – O discurso do rei

James Franco – 127 horas

Jeff Bridges – Bravura indômita

Javier Bardem – Biutiful

ATRIZ:

Annette Bening – Minhas mães e meu pai

Natalie Portman – Cisne negro

Nicole Kidman – Rabbit hole

Michelle Williams – Blue valentine

Jennifer Lawrence – Inverno da alma

ATOR COADJUVANTE:

Mark Ruffalo – Minhas mães e meu pai

Geoffrey Rush – O discurso do rei

Christian Bale – O vencedor

Jeremy Renner – Atração perigosa

John Hawkes – Inverno da alma

ATRIZ COADJUVANTE:

Helena Bonham Carter – O discurso do rei

Melissa Leo – O vencedor

Amy Adams – O vencedor

Hailee Steinfeld – Bravura indômita

Jacki Weaver – Reino animal

ROTEIRO ORIGINAL:

Minhas mães e meu pai

O vencedor

A origem

O discurso do rei

Another year

ROTEIRO ADAPTADO:

A rede social

127 horas

Bravura indômita

Toy Story 3

Inverno da alma

DIREÇÃO DE ARTE:

Alice no País das Maravilhas

Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 1

A origem

O discurso do rei

Bravura indômita

FOTOGRAFIA

Cisne negro

A origem

O discurso do rei

A rede social

Bravura indômita

FIGURINO:

Alice no País das Maravilhas

I am love

O discurso do rei

Bravura indômita

The tempest

DOCUMENTÁRIO LONGAMETRAGEM

Exit through the gift shop

Gasland

Inside job

Restrepo

Lixo extraordinário
EDIÇÃO

Cisne negro

O vencedor

O discurso do rei

127 horas

A rede social
FILME ESTRANGEIRO

Biutiful  – México

Dogtooth – Grécia

In a better world – Dinamarca

Incendies – canadá

Outside the law – Argélia
TRILHA SONORA ORIGINAL

Como treinar seu dragão –  John Powell

A origem – Hans Zimmer

O discurso do rei – Alexandre Desplat

127 horas – A.R. Rahman

A rede social – Trent Reznor e Atticus Ross

CANÇÃO ORIGINAL

Coming home – Country Strong

I see the light – Enrolados

If I rise – 127 horas

We belong together – Toy Story 3
EFEITOS ESPECIAIS

Alice no País das Maravilhas

Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 1

Além da vida

A origem

O Homem de Ferro 2
MAQUIAGEM

Minha versão para o amor

Caminho da liberdade

O lobisomem

By Jânio

janeiro 28, 2011 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Filmes polêmicos que deram muito o que falar

polêmica bíblica

Filme mais polêmico

1 -The Passion Of The Christ – A Paixão de Cristo –

A vida de Jesus Cristo já é, por si só, muito polêmica, ninguém poderia imaginar que Mister Gibson fosse provocar tanta controvérsia, concentrando apenas nas últimas horas de vida de jesus Cristo, mas ele conseguiu.

Talvez Mel Gibson seja o católico mais famoso do mundo, depois do Papa naturalmente, isso influenciou muito no ponto de vista do filme, na questão de quem matou Jesus, quem foram os verdadeiros culpados.

A sociedade não muda, sempre haverá uma elite, com seus interesses obscuros, sempre haverá um grande rebanho abandonado à própria sorte, onde um pastor decidirá seus rumos, a Bíblia poderia disciplinar isso, mas ela já foi separada do estado para evitar o pior.

Mel Gibson arriscou toda sua reputação, já que grande parte dos produtores e profissionais de Holywood é judeu. ao iniciar esse filme, acusado inclusive de ser anti-semita. O filme é extremamente violento, talvez não tanto quanto a realidade daqueles tempos, mas, com certeza, bem menos que o suportável para as mentes de hoje. Evidentemente que eu estou falando da violência física, e certos setores, como as comunidades das favelas não estão incluídas.

2. A CLOCKWORK ORANGE (1971) – A Laranja Mecânica – Stanley Kubrick sempre esteve entre os maiores diretores da história, o que não é pouco, mas ele tem uma vantagem sobre a maioria, ele conseguiu se aventurar em todos os Gêneros, e, em todos eles, manteve seu estilo incomparável, tornando-se referência inclusive.

Em 2.001 – Uma Odisseia no Espaço, aproveitou um best seller que, supostamente, seria profético, mostrando o homem viajando pelo espaço, a falta de gravidade e de tempo, fora do planeta.

Assistindo ao filme, temos uma ideia do porque algumas pessoas não acreditarem que o homem tenha ido a lua; através do filme de Kubrick, tem-se a certeza que uma montagem seria perfeitamente possível, tamanha perfeição das imagens fictícias; só ficou um problema, como explicar um livro, tão complexo, em duas ou três horas de filme? – nem mesmo a consultoria do autor do livro resolveu o problema, resultado: surgiram muitos sites especializados para explicar o filme e interpretar o livro.

Kubrick dirigiu lolita, sobre a história de um pedófilo (drama); Spartacus, sobre um gladiador romano, ex-escravo, que desafiou o poder de Roma (épico); O Iluminado, mostrando uma visão assustadora da obra de Stephen King (terror).

Até seu último filme “De Olhos bem fechados”, mostra um momento em que Kubrick prevê seu final, o momento em que as cortinas se fecham, deixando claro que deveria aproveitar cada minuto. No caso de inteligência artificial, fica claro que Spielberg exorcizou Kubrick.

Para quem conhece a obra de Stanley Kubrick, e tem um mínimo de bom senso, fica a pergunta: “Porque Laranja Mecânica foi considerado um filme proibido, censurado até o final da década de 80?”.

O filme narra a história de um psicopata que comanda uma gangue perversa, até ser preso e submetido a uma lavagem cerebral, mas algo sai errado, é impossível sobreviver no mundo de hoje, sendo bonzinho.

Numa coisa os censores tem razão, Stanley Kubrick provoca: em cada cena, mostra os erros, como podemos ser normais num mundo tão caótico. Ele chega a insinuar que os psicopatas é que são naturais, por agirem exatamente como o sistema os transforma, sendo nós os loucos (talvez seja uma interpretação minha, mas tudo bem).

3. FAHRENHEIT 9/11 (2004)

Estrelado e dirigido por Michael Moore, esse documentário é polêmico ao referir-se ao atentado do dia 11 de setembro (11/9 ou 911), polêmico para os americanos; também chama a atenção para os verdadeiros motivos da invasão do Afeganistão e Iraque, o que, na verdade, não teria nada a ver com o atentado. Aqui, começou a ruína da família Bush, história que começou com o garoto propaganda de Hollywood, Ronald Reagan.
DEEP THROAT (1972)

Eu não entendi o motivo de um filme adulto ser considerado polêmico, mesmo a temática sendo um pouco forte. Melhor nem entrar em detalhes.

5. JFK (1991)

Ninguém, em sã consciência, poderia duvidar de uma conspiração, conhecendo a história do assassinato de John Kennedy, principalmente depois que seu irmão teve o mesmo destino. A questão, para os americanos, é: “Havia, realmente, uma conspiração dentro da suposta sociedade perfeita, ou esses assassinos seriam apenas psicopatas, casos isolados?” – Oliver Stone responde.

Oliver Stone não é polêmico para nós, é polêmico para o próprio povo americano que não consegue ver o óbvio. Se tivessem um mínimo de senso crítico, hoje não estariam nessa situação.
6. THE LAST TEMPTATION OF CHRIST (1988) – A última tentação de Cristo

Estava na cara que a ideia de mostrar Jesus Cristo como uma pessoa comum, não ia dar certo, só mesmo a França, a capital do cinema polêmico, para imaginar isso. Uma pessoa comum tem muito erros, muitos acertos; difícil é mostrar os erros.

7. THE BIRTH OF A NATION (1915) O Nascimento de uma Nação

Bom, primeiro, vamos ver a data do filme; Agora, vamos imaginar que os Estados Unidos tenham sido o primeiro país a aprovar uma lei eugênica, de segregação racial, sendo proibido o casamento entre raças no Alabama até a década de 80, sem se esquecer que o racismo americano é especificamente contra os negros; agora imagine um filme mostrando, em 1.915, todo o contexto cultural da segregação racial e a importância da Ku Klux Klan para a cultura racista americana.

Eu vou ficando por aqui, para não me complicar ainda mais: Bom dia! Boa tarde! Boa noite!
8. NATURAL BORN KILLERS (1994) Assassinos por natureza

Se você sempre imaginou o que aconteceria quando a mente insana de Quentin Tarantino se encontrasse com o polêmico diretor Oliver Stone, eis a resposta.

A história começa com um casal de apaixonados que adoram matar, mas sempre deixam um vivo, para contar a história – a semelhança com Bonnie e Clyde começa e termina aqui, até porque Bonnie e Clyde é uma história real. Quando a mídia entra na história, eles vão parar na tv, transformando tudo num grande espetáculo.

9. LAST TANGO IN PARIS (1972) – O último tango em Paris

Eu nunca descobri se o filme se tornou polêmico pela sua temática, ou se foi a presença de Marlon Brando no elenco. Todos nós sabemos da importância de Marlon Brando. A idéia de ver o mito em um filme erótico, chamou a atenção do público e da censura também.

10. BABY DOLL (1956) – A voz do Desejo

A história de Tennesse Williams, dirigido por Elia Kazan, o filme foi premiado no Oscar, com quatro prêmios, e no globo de ouro, apesar disso, a comunidade católica não se sensibilizou com a história de uma menina que se casa com um homem, sendo que o casal se envolve com um empresário que explora a ambos. Será que eu notei uma pitadinha de underground aqui?

11. THE MESSAGE (1977) A menssagem

Anthony Quinn é Maomé um homem devoto a Deus, segue os ensinamentos como reza a tradição, por isso é banido, junto com seus seguidores de Meca para Medina. A polêmica do filme, começa no fato de o Profeta Maomé não poder ser imaginado e nem descrito, sob pena de cometer-se um grande pecado.

Ah! Eu ia me esquecendo, se há um homem que gera mais polêmica que Jesus Cristo, esse homem é Maomé.

12. THE DEER HUNTER (1978) – O Franco Atirador

Essa foi uma das primeiras história a mergulhar fundo nas questões envolvendo a Guerra do Vietnã. Uma guerra que nunca deixou muito claro o papel dos americanos; uma guerra que mostrou tudo, menos a verdade que o povo cobra até hoje, mas que insiste em aparecer nos filmes e na ficção.

13. THE DA VINCI CODE (2006)

O Código da Vinci seria, na minha opinião, o inverso do “A Paixão de Cristo”. Tentar mudar a história da Bíblia, supor que o vaticano oculta segredos em suas salas, em seus antigos livros sagrados, pode ser perigoso. Além de querer insinuar e ver Jesus Cristo como uma pessoa humana, o filme não esperou o ataque do vaticano, partiu logo para a ofensiva.

14. THE WARRIORS (1979) – Os Selvagens da Noite

Esse filme foi o primeiro a mostrar a realidade das ruas, como vivem as gangues. A idéia de abandonar a ficção e mostrar a realidade, gerou uma reação violenta entre as próprias gangues, coisa que nem o diretor do filme imaginava.

15. TRIUMPH OF THE WILL (1935) – O Triunfo da vontade

“Filme feito por Nazistas, para nazistas e sobre nazistas”. Seria tudo muito simples, se não fosse o filme/propaganda, ser feito à imagem e a pedido de Adolf Hitler, com participação do próprio nos créditos do filme. O filme mostra o começo de tudo, o desenvolvimento do congresso do Partido Nacional Socialista, na Alemanha.

16. UNITED 93 (2006) – O Vôo United Airlines 93

A história é referente ao dia 11 de setembro de 2001, o dia do atentado às torres gêmeas. É bom não se esquecer que eram quatro aviões, sendo que três atingiram seus alvos, deixando os americanos com uma certeza, os EUA já não são mais os mesmos, a ficção se tornou realidade; um espetáculo aterrador que foi assistido ao vivo, principalmente o segundo avião a se chocar.

Foi quase uma visão do apocalipse, deixando muitas dúvidas sobre possíveis interesses obscuros nos ataques.

17. FREAKS (1932)

Em um circo, a trapezista Cleópatra tem um caso com Hércules, o homem forte, mas se casa com um anão, herdeiro de uma grande fortuna, o que gera uma série de situações posteriormente.

Eu não vi nada de polêmico, mas o filme foi proibido até os anos 60, e era considerado o filme de terror bizarro, para pessoas anormais, pelo menos para os padrões sociais americanos.

18. I AM CURIOUS (YELLOW) (1969) – Amarelo

O filme sueco mostra muita violência e cenas de sexo, acompanhado do drama da personagem principal, contracenando com ideias filosóficas.
19. BASIC INSTINCT (1992) Instinto Selvagem

Esse filme coincide com o início da decadência americana, Hollywood já não era mais a mesma. O filme, em si, tirando as cenas explicitas de Sharon Stone, seria apenas mais um bom e descartável filme polícial, no estilo psicopata, mas o diretor preferiu fazer o que mais gosta, provocar.

20. CANNIBAL HOLOCAUST (1985)

Sabe aqueles filmes de terror que dizem que é assustador, e você não assiste, porque sabe muito bem o que vai encontrar? – Esqueça! – esse filme passa dos limites, não é terror, é mais no estilo reality show. O problema é que o realismo foi tão forte que gerou desconfiança, o resultado você já imagina, não é mesmo? – todo mundo na cadeia.

Quando mostrei o filme para um conhecido meu, um grande maluco, avisei, é por sua conta e risco. Ele entendeu o recado e não assistiu, eu fiquei me perguntando porque uma pessoa normal, como eu, teria assistido – Seria curiosidade?

21. BONNIE AND CLYDE (1967)

Eu não entendi o porque da polêmica desse filme, tudo bem que é violento para a época e que mostrar pessoas da classe média se aventurando no mundo do crime, não ficava bem para os americanos. Eu vi nesse filme, uma versão do nosso bom e velho “Lampião”. Em época de crise, dois jovens se tornam assaltantes e desafiam a polícia – Seria porque eles eram dois jovens apaixonados, normais demais? – nas comunidades das favelas tem muito casos assim.

22. DO THE RIGHT THING (1989) – Faça a coisa certa

O filme é de Spike Lee, e Spike Lee é uma das pessoas mais engajadas do mundo, portanto, a questão racial será o tema principal.
23. KIDS (1995)

O filme mais polêmico de Gus Van Sant, em plena época de AIDS. A bela Chloe Sevign faz uma das jovens que desafia o perigo, em busca de sexo, drogas e rock and roll.

A sociedade odeia que se mostre essas realidades ocultas nas telas, não dá para acreditar que jovens assim habitem a nossa sociedade, sociedade americana, evidentemente.

24. CALIGULA (1980)

Essa foi a primeira super produção pornô da história, mas só isso não basta para ser um filme polêmico, é preciso incluir no elenco estrelas do cinema como: Richard Harris, Malcom Mcdowell, Peter O’Toole e Helen Mirren.

Esse filme foi dirigito por Tinto Brass, diretor de arte, mas que gosta de bancar o diretor pornô também. O filme também foi acrescido de cenas produzidas pela produtora Penthouse (Alguém foi enrolado aqui)

Podemos dizer que esse filme mostra o lado pessoal do homem que botou fogo em Roma, não literalmente, como o imperador Nero fez, mas sim metaforicamente. Se o polêmico imperador era cruel e perverso, isso nós já sabemos, mas o pouco de sanidade que poderia haver naquela mente doentia, acabou aqui.

25 Aladdin (1992)

A clássica história do gênio da lâmpada, que não se chama Aladdin, dessa vez imitando celebridades e políticos. A cena dos políticos foi cortada.

Se o filme foi polêmico, antes de 11 de setembro de 2001, imagine depois. Vamos dizer que depois de 11 de setembro, seria preciso pensar um pouco, antes de falar certas coisas.

Melhores filmes de ficção

Melhores filmes de viagem no tempo

Top Musicais

by Jãnio

maio 26, 2010 Posted by | Cinema | , , , , , , , , , , , , | 21 Comentários

O futuro da indústria de entretenimento

futuro multimídia

a era streaming

O tempo passa, mas algumas coisas não mudam nunca. Recentemente, vi um artista falando: “Nós sabemos que temos que oferecer música gratuita, na internet, para quem não pode comprar, só não sabemos como o artista vai ganhar dinheiro para sobreviver.”

É triste ver um músico tão jovem como aquele, sem nenhuma noção básica de tecnologia, com o sangue capitalista fervendo nas veias. Suas palavras passam a idéia de que ele não tem acompanhado as tendências de mercado, as vantagens que há por trás disso.

O interessante é que isso acontece mais com as estrelas que estão começando. Os artistas mais famosos, deveriam reclamar, e reclamam, mas alguns sabem muito bem como a tecnologia caminha.

O cantor Lobão não via a internet como uma ameaça ao artista, ele sabia, muito bem, que cada cantor só recebia, na época, um real pelos direitos, enquanto um cd  de sucesso custava, em média, de 30 a 80 reais. Isso deu origem a uma pirataria muito grande, diminuindo a qualidade do produto.

A polícia usava frases hipócritas do tipo: “Cd pirata não tem qualidade, pode estragar seu computador, além de ser um produto de péssima qualidade.”

Primeiro temos que lembrar que produto pirata é diferente de falsificação.

Um cantor internacional tentou fazer uma brincadeira, espalhou um cd seu, gratuitamente, mas o cd era apenas um demo, acompanhado de propaganda. Os protestos foram tão grande, que ele teve que pedir desculpas pela brincadeira.

Um amigo meu chegou a dizer que o cd e dvd pirata deve ser usado em  tocadores de cd e dvd piratas, assim fica tudo certo.

O cantor Lobão foi pioneiro em disponibilizar suas músicas na internet, gratuitamente. Segundo ele, essa era a melhor forma de combater a máfia da indústria fonográfica que pagava apenas um real ao artista.

Zezé de Camargo, cantor sertanejo, achava que não se deveria comprar produtos piratas, isso porque essa indústria era comandada por bandidos, traficantes e outros tipos de criminosos. Seu conselho, para quem não podia comprar, era que se copiasse do cd do amigo, sem comprar produto pirata.

Hoje, temos a internet com sistemas especializados em downloads. Primeiro a pessoa faz o upload de um arquivo de música para um disco virtual, o Rapidshare é o favorito, a partir daí, é só espalhar a url, do arquivo, para todos baixarem.

Foi assim que começaram os perigos, mais de noventa por cento dos sites de downloads, ao invés de downloads, ofereciam vírus para os usuários, ninguém sabia no que estava clicando, uma verdadeira teoria da conspiração daqueles que dominam o mundo.

Surgiram então os buscadores inteligentes de mídia, músicas e filmes, da internet. O processo é simples, esses buscadores rastreiam as urls dos arquivos de mídia, através do código fonte do próprio site, e retorna todas as urls de sites como Rapidshare, megauploads e outros discos virtuais. O Filestube, por exemplo, alem de mostrar o tamanho dos arquivos, o endereço, ainda dá os devidos créditos ao site que está disponibilizando o arquivo, além de relacionar todos os arquivos parecidos ao buscado.

O problema ainda continua, como o artista vai sobreviver? – e é o mesmo cantor Zezé de camargo quem responde a pergunta: “O nosso maior lucro não vem dos discos, vem dos shows.”

Essa é a hora da verdade, os cds e dvds deixam de ser um produto visando lucro, para se tornar um produto de marketing, de divulgação. Quem não tiver capacidade de fazer um show ao vivo, nem precisa querer gravar um disco, pensando em enganar o consumidor, com as tecnologias modernas, já que não dará lucro algum.

Qualquer pessoa pode gravar um cd ou dvd hoje em dia, divulgar na internet, de acordo com a aceitação, ganhar dinheiro com shows e apresentações, ao vivo, em eventos diversos.

Quanto aos filmes? – Funcionará da mesma maneira, em parceria com tvs, e, em último caso, o artista ganhará fama, e poderá vir a ser um grande empreendedor do teatro, com fazem os cantores e outros artistas. O futuro da indústria de entretenimento está bem clara, qualquer cantorzinho barato que tentar enganar o consumidor, não conseguir provar ao vivo, está fadado ao fracasso.

Os sites de música, via streaming, onde a pessoa pode ouvir a música, sem baixar, ou, como o youtube, assistir, fecham esse processo divulgação multimídia moderno.

Leia mais:

https://icommercepage.wordpress.com/2009/05/30/buscadores-de-musicas-e-videos/

https://icommercepage.wordpress.com/2009/10/22/os-dez-melhores-sites-de-musicas-da-internet/

By Jânio.

janeiro 9, 2010 Posted by | Reflexões | , , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Melhores posts da semana.

melhor da semana

melhor da semana

Vamos continuando com os melhores artigos da blogosfera, ou pelo menos, os artigos que achei mais curiosos.

O primeiro é apenas informativo. A relação das cidades que serão sede da Copa, a ser disputada no Brasil.

http://www.connectionworld.org/saiba-quais-cidades-serao-sede-da-copa-de-2014-no-brasil/

O segundo segue a linha do contraditório. Sabe aqueles filmes proibidos nos cinemas, só encontrados na internet? – como Canibal – O Holocausto, Os Últimos Dias de Sodomo e Gomorra, Instinto Selvagem da Sharon Stone, O Último Tango em Páris com Marlon Brando. Estes são apenas alguns, de uma lista de cem, os cem filmes mais contraditórios da história do cinema.

Evidentemente, a temática principal é a sexual, mas se você pensa que é só isso, cuidado, a lista apresenta filmes até de 1933. É, meu amigo, naquele tempo já haviam filmes polêmicos.

A lista inclui ainda: A Última Tentação de Cristo e O Exorcista, mas um deles vem em dose dupla, e trata de um tema polêmico, pedofilia, sem hipocrisia. Lolita na primeira versão do gênio Stanley Kubrick, segunda versão de Adrian Lyne (o mesmo de Nove Semanas e meia de amor e Flashdance). http://favoritos.wordpress.com/2009/05/27/os-filmes-mais-controversos-de-todos-os-tempos/

O post do Boombust faz jus ao nome do blog, segue a linha do contraditório. Sabe aquele cara que pensa exatamente diferente de você? – é disto que eu estou falando, um escritor que não mede as palavras para detonar todo mundo, critica todos os blogueiros iniciantes e que não escrevem muito bem, como se estes não tivessem direito, livre arbítrio, direito de manifestar suas opiniões, simplesmente porque não dominam a escrita. Uma verdadeira aula para a elite, para a aristocracia, mas que nós não devemos deixar de conhecer, saber como é a cabeça deles.
“… os macacos amadores de hoje podem … publicar qualquer coisa, de comentários políticos mal informados a vídeos caseiros de mau gosto, passando por música embaraçosamente mal-acabada e poemas, críticas ensaios e romances ilegíveis.”
http://www.boombust.com.br/algumas-verdades-inconvenientes/

Para terminar, um post bem leve, o título ja diz tudo: Quinze verdades sobre o orkut. Este post, só pelo fato de vir de um dos blogs mais lidos da internet, já seria um bom motivo para lê-lo, mas é rápido e rasteiro, esclarecedor também, além de engraçado, como você pode conferir. http://www.sedentario.org/humor/15-verdades-sobre-o-orkut-16411?cfemail=posted#cformsform
Portando, cuidado com seu perfil.

ABÇs.

junho 5, 2009 Posted by | Resumos Semanais. | , , , , , | 4 Comentários

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: