Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

Ceará vive epidemia de Chikungunya com quase 60 mil casos confirmados

Inímigo número um

Animal Mortal

Sayonara Moreno – Correspondente da Agência Brasil

O estado do Ceará vive uma epidemia de arboviroses (doenças transmitidas por mosquitos), sobretudo casos de chikungunya. A confirmação é da Secretaria de Saúde estadual que, no último boletim semanal, registrou a “ocorrência epidêmica de arboviroses, principalmente se consideradas as notificações de casos de chikungunya”. De acordo com os dados, o estado soma 58.957 casos da doença.

Mais de 80% das cidades cearenses já registraram casos confirmados da doença, que levaram 51 pessoas à morte. As cidades de Acopiara, Beberibe, Caucaia, Maranguape, Morada Nova, Pacajus, Senador Pompeu e a capital Fortaleza concentram 40 óbitos por chikungunya.

Desde o início do ano, foram notificados 103 mil casos da doença, dos quais 57% foram confirmados (58.957). Segundo a Secretaria de Saúde do Ceará, a “tendência crescente” de notificações gerou uma taxa de incidência de 1.099 casos para cada 100 mil habitantes. As principais vítimas são pessoas do sexo feminino, entre 20 e 59 anos.

Dengue e Zika

Em relação à dengue, o Ceará registrou mais de 65 mil notificações em 2017. A secretaria identificou incidência acima do limite superior, chegando a 56 casos para cada 100 mil habitantes – maior pico do ano. Até o momento, 24,6% dos casos suspeitos foram confirmados, principalmente entre pessoas do sexo feminino e com idades entre 15 e 49 anos. A porcentagem equivale a pouco mais de 16 mil confirmações em todo o estado, entre os quais, 13 foram caracterizados como graves, levando 8 pessoas à morte.

O vírus Zika já foi confirmado em 432 pessoas, também incidindo preferencialmente em mulheres entre 15 e 49 anos. O número de notificações da doença em gestantes chegou a 941, no entanto apenas 44 fora confirmados por análises de laboratório, nas cidades de Fortaleza, Brejo Santo, Icó, Independência e Caucaia.

A atenção dos órgãos de saúde se intensifica em relação aos casos de Zika em gestantes, porque o vírus da doença é um dos responsáveis pela malformação de bebês durante a gestação. Após o nascimento, podem ser constatados casos de síndromes congênitas, como a microcefalia – malformação no crânio – hidranencefalia, Síndrome de Guillain-Barré, entre outras.

As três arboviroses são causadas por diferentes vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypt, que se reproduz em água parada, inclusive em ambientes residenciais. Por isso, a recomendação é que as caixas de água estejam sempre tampadas e que objetos que acumulem água da chuva estejam cobertos ou virados para baixo.

Questionada sobre o motivo do aumento de casos de chikungunya no estado e sobre o que o governo estadual fará para lidar com o problema, a Secretaria de Saúde informou que vai divulgar nota sobre o assunto, mas não deu prazo.

Edição: Denise Griesinger
Agência Brasil

 

julho 24, 2017 Posted by | Saúde | , , | Deixe um comentário

Alerta – Vírus ebola fora de controle

Epidemia Viral

Epidemia Viral

O diretor de operações da Médicos Sem Fronteiras (MSF) diz que o surto de Ebola na África Ocidental está “totalmente fora de controle.”

Bart Janssens, diretor da Médicos Sem Fronteiras (MSF), disse que o grupo de médicos atingiu o limite de sua capacidade no combate ao vírus na África Ocidental, relata AP. “O que está claro é que a epidemia está em sua segunda onda”, acrescenta Janssens, afirmando que “a saúde está totalmente fora de controle.”

Segundo dados da MSF, o surto de Ebola deixa mais mortos do que qualquer outro na história. Os números mais recentes da Organização Mundial da Saúde mostram que o Ebola já causou mais de 330 mortes na Libéria, Guiné e Serra Leoa. “Este é o maior surto já registrado e causou o maior número de mortos até agora, não tem precedentes”, diz Armand Sprecher, um especialista em saúde pública da MSF.

Bart Janssens acredita que as organizações internacionais e os governos precisam enviar mais especialistas em saúde e aumentar as mensagens informativas para a população sobre as medidas para conter a disseminação do vírus.

Fonte: RT-TV

A África pede socorro

Doença derrete a pele das pessoas

 

junho 21, 2014 Posted by | Internacional | , , , | 1 Comentário

Presidente dos EUA decreta estado de emergência.

Nova batalha

Nova batalha

Alguém se lembra da H1N1, gripe suína?

Com o fim do inverno, no Brasil, ela parou de assustar, apesar do trauma que deixou. O inverno passou para o hemisfério norte, para lá também foi a preocupação com a gripe.

O inverno nem começou, nos EUA, mas como o inverno lá é mais rigoroso que no hemisfério sul, os problemas já começaram. Isso se deve, em parte, pelo fato do início do frio haver mais pré-disposição para resfriados, condição normal para quem está saindo do verão.

Com isso o Presidente Obama decretou estado de emergência em todo o território federal, estado de emergência, nos EUA, é um caso sério, onde podem ser tomadas medidas de acordo com a situação, onde normas podem ser suspensas ou adaptadas para atender ao problema imediato.

Segundo declaração vinda do Governo Federal, quarenta e seis estados já apresentam surtos da gripe, vinde mil pessoas já foram hospitalizadas. Mil pessoas mortas já foram confirmadas em decorrência do vírus influenza, conhecido na América como Flu H1N1.

Além dos mil casos de mortes confirmados, pelo menos outras duas mil e quatrocentas mortes estão associadas à gripe.

As autoridades estão atentos aos idosos, grávidas e crianças, das mil mortes, pelo menos 95 são crianças.

Para piorar a situação, mostrando que o primeiro mundo também apresenta falha de planejamento, a produção de vacinas atrasou, dos quarenta milhões de vacinas esperados, apenas 16 milhões ficaram prontas até agora, o que prejudicará o trabalho. Para um país que tinha planos de doar vacinas para países mais pobres, foi um desastre total.

Resta saber se o Brasil, por estar saindo da primeira epidemia, estará pronto para a segunda, enfrentada agora pelos EUA. Epidemia globalizada é assim.

By Jânio

outubro 24, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , | 8 Comentários

Instituição divulga registros de mortes pelo influenza no mundo.

cobate ao influenza

combate ao influenza

Nesta quarta feira, dia 26 de Agosto,  o Ministério da Saúde e as Secretarias de Saúde dos estados do Sul e Sudeste, principais afetados pela epidemia da gripe suína, divulgaram um recorde que nenhum de nós esperava ouvir, o Brasil passa a ser o país com o maior número de vítimas fatais, relacionadas a gripe influenza A (H1N1).

O Brasil passou a ser o país  com maior número de mortes, relacionados a gripe suína, atingindo o número alarmante de 557 vítimas fatais. Os Estados Unidos, que desde o começo da epidemia apresentavam o maior número de mortes, passam a ser o segundo em vítimas fatais, com 522 mortes;  em terceiro vem a Argentina, 439 óbitos; México com 179; Austrália 132, Chile 128 e Tailândia 119.

Como foi constatado desde o início da epidemia, os estados do Sul continuam entre os mais sofridos, os estados onde as famílias mais sofrem com as perdas de parentes.

A relação de vítimas fatais segue abaixo:

1 – São Paulo – 223 mortes – 40% de todas as vítimas fatais.

2 – Paraná    – 151 mortes – 27,1% do total de mortos.

3 – R, G, Sul –  98 mortes – 17,6% dos óbitos.

4 – R. Janeiro – 55 mortes –  9,9% dos casos fatais.

Para amenizar a péssima notícia, o Ministério da Saúde, acrescentou que o Brasil, na realidade não é o país mais afetado do mundo, nem é o caso com maior número de mortes. Na concentração de mortes, taxa de mortalidade, a cada cem mil, o Brasil aparece em sétimo colocado.

Na taxa de mortalidade, a cada cem mil,  a relação é:

1 – Argentina – 1,08

2 – Chile     – 0,75

3 – Costa Rica – 0,67

4 – Uruguai – 0,65

5 – Austrália – 0,61

6 – Paraguai – 0,61

7 – Brasil – 0,29

As gestantes continuam sendo as as maiores vítimas, com 480 casos relacionados ao vírus influenza A(H1N1), 58 faleceram vítimas da gripe.

Apesar do resultado ter sido divulgado no dias 26 de agosto, quarta-feira, os números foram computados no dia 25 de agosto, terça-feira.

Segundo o Ministério da Saúde, os números de contaminação seguem em queda.

Não é para menos, as únicas pessoas que acreditaram  que tudo estava sob controle, foram exatamente as autoridades do Governo. O povo não esperou para ver.

Com o final do inverno, o susto deverá passar, mas, como ficou comprovado nos Estados Unidos, a doença deverá fechar, no mínimo o primeiro ciclo de um ano, fato que já aconteceu nos Estados Unidos.

Mesmo já estando com a vacinação em andamento, não acredito num total controle do Governo. Os Estados Unidos já tem previsão de pelo menos 90.000 vítimas da doença.

Epidemia é assim, minha gente, você vai para o posto de saúde, fica na fila, se não tinha o vírus, acaba contraindo.

Outros fatos que já estamos alertando desde o início.

a) Os números oficiais referem-se a casos já confirmados, não exatamente aos números exatos de casos, principalmente contágio, o que é difente de vítimas fatais.

b) A Argentina, maior concentração de vítimas fatais, taxa de mortalidade, como alertamos desde o início, é o país que enfrenta mais dificuldade de realização de exames laboratoriais.

c) Estados onde há a perspectiva de catástrofe, como foi o início da doença, Rio Grande do Sul, ou estado onde já houve epidemia de dengue, Rio de Janeiro, contrariando as expectativas, não foram os mais afetados, os mais afetados foram exatamente os que não tinham esta perspectiva, como foi o caso do Paraná e São Paulo.

d) A teoria do pessimismo, como ficou comprovado, mais uma vez foi superior a teoria do otimismo, coisas de gestão pública.

Baseado em números da Organização Mundial da Saúde  e números fornecidos por países afetados pela gripe Influenza, instituição cria o mapa de mortes provocadas pela gripe influenza no mundo.

Dentro desta lista, foram relacionados cinco países que respondem por 1.300 mortes, o total já chega a 2.004 em todo o mundo.

Os números são relacionados abaixo, em ordem decrescente:

Estados Unidos – 436 mortes

Argentina – 404 mortes

Brasil – 192 mortes

México – 163 mortes

Chile – 105 mortes

___________________________________________________________

Notícias antigas

O Brasil aparece em terceiro país  com o maior número de casos da doença, muito gente acha que não é alarmante, eu digo que nós estamos com um grande problema aqui.

Para quem já passou pelo mal da Vaca Louca, pela epidemia da Dengue, o Brasil deveria estar mais preparado para um problema como esse, mas tem um ponto positivo, pela primeira vez o rico se viu na situação do pobre, pela primeira vez o rico teve que enfrentar a fila do INSS. Nem seus médicos particulares aceitaram a consulta, alegando falta de condições para realizar o trabalho.

Muita gente não sabe porque a imprensa tem dado tanto destaque para a doença, a resposta é essa, o vírus H1N1  não escolhe classe social, para aqueles que acham que estão imunes, é bom lembrar que suas empregadas domésticas, seu motorista, mordomo e porteiro,são pobres. Se quiser continuar usufruindo de sua mordomia, com salário de fome, é bom estar ciente disso.

Os Estados Unidos, atualmente,  são as maiores vítimas, com 436 vítimas fatais, mas é bom lembrar que a Argentina não consegue atender a demanda de exames, por isso temos um grande problema aqui, já que o Brasil também enfrenta problemas nesse sentido.

A boa notícia é que a vacina já sendo testada, não por nossa eficiência, nossos políticos estavam esperando o inverno passar, mas porque países desenvolvidos costumam pensar no futuro.

Como os Estados Unidos, mesmo concentrando o maior número de casos dos 55 países com registro de mortes, mesmo assim os EUA ainda estão no verão, todas essas mortes foram registradas no verão americano, por isso a corrida de países europeus e asiáticos que passam pela mesma situação.

Enquanto o inverno está para acabar no Brasil, amenizando os problemas, por aqui, os americanos se preparam para a sua maior batalha. Se o primeiro confronto com o vírus H1N1 foi pela proximidade com o México, onde surgiu a doença, agora os EUA enfrentaram focos do mundo todo, desde turistas e imigrantes ilegais, até seus próprios empregados, grande parte deles legais no país, mas com contato com o México, sua terra natal, ou outros países também, como o Brasil, que tem uma grande comunidade nos Estados Unidos, além do inverno.

O lado bom é que os americanos estarão preparados, muito bem preparados, mas como essa doença é global, deve ser vista globalmente, portanto, resta a pergunta – Sera´que haverá vacina e controle eficiente da doença para o mundo todo?

A certeza que fica é que a doença não vai parar por aqui, mas a preocupação deverá ser de todo o mundo, de todos os países, dos ricos e dos pobres.

O problema também poderia ter sido maior, se a a doença começasse no Hemisfério Sul,  já que no Sul estão a maioria dos países pobres, com o início no Hemisfério Norte a detecção foi muito mais rápida.

Atualização em 23 agosto de 2009 –  São Paulo com 179 óbitos Paraná 142, Rio Grande do Sul 93, Rio 47, Santa Catarina 11, Minas 8, Paraíba 2, Bahia 1, Pará 1, Rondônia 1, Mato Grosso do Sul 1 e Amazonas 1, além do Distrito Federal 1.

ATUALIZAÇÃO – 29 de agosto de 2009

https://icommercepage.wordpress.com/2009/08/29/brasil-e-o-pais-com-o-maior-caso-de-mortes-pela-gripe-influenza-a-h1n1/

Principal fonte – G1 Notícias

By Jânio.

agosto 15, 2009 Posted by | Saúde | , , , , | 11 Comentários

Gripe influenza contamina políticos.

o mapa da doença

o mapa da doença

As suspeitas levantadas pelo Made in Blog, foram confirmadas hoje, os casos de vítimas fatais da doença não são precisos.

Pelo fato da doença apresentar uma evolução muito rápida, em seu quadro clínico, levando algumas vezes a morte, muitas dessas mortes não foram registradas como gripe influenza, além de muitos exames ainda estarem na fila, só na Argentina onde os casos já ultrapassam 300, a demora para se obter o resultado dos exames pode demorar até um mês. Apenas os casos confirmados são registrados.

Analisando o número de mortes, o Paraná seria o estado com maior número de mortes, no Brasil, devido a sua população ser muito menor que São Paulo, por exemplo, sendo Santa Catarina o estado que mais controle teve da epidemia.

A calma do Senhor secretário de Saúde do Paraná, hoje, foi de dar dó, só não foi mais ridículo que as pessoas reclamando que precisavam estudar.

Enquanto o Secretário apresentava os números da doença, salientava o fato da relação estar desatualizada, com uma paciência digna de um grande político.

Não é de se admirar que a lista esteja desatualizada, chegam novos casos o tempo todo. “fiquem em suas casas, se todos fizessem isso não teríamos uma epidemia”.

Este discurso poderia até funcionar ha 50 anos atrás, quando não havia informação, assim como outra grande frase, “Esta tudo sob controle”.

O primeiro Deputado a contrair a nova gripe Influenza,  foi  Capitão Assunção do PSB do Espírito Santo, outro político a contrair o vírus foi o Presidente de Costa Rica.

O Rio grande do Sul já registra 55 mortes pela gripe, Rio de Janeiro 35, no Paraná sobe para 39, totalizando em todo o país, até o momento, 192 mortes. O número é bem maior do que o México que apresentava 140 óbitos.

Os Estados Unidos, que no começo da epidemia era o segundo país com mais registros da doença, passa a ser o país com maior número de vítimas fatais, passando dos 400, seguido pela Argentina, de onde veio a grande maioria das vítimas no Brasil, no início da epidemia.

O que o México fez, deveria servir de exemplo para o resto do mundo, quando a cidade do México, capital do país  entrou em quarentena, criando um enorme prejuízo à economia mexicana, mas poupando muitas vidas,  que para muitos é poucos principalmente aqueles que dão mais valor aos animais de estimação aos menos favorecidos.

Todo mundo já sabe como se prevenir mas, em todo caso…

Evite aglomerações e locais fechados como bancos, escolas, clubes, boates, etc.

Qualquer sinal de gripe abrupta, muito rápida, com muita febre, não espere que alguém venha lhe pedir, procure seu médico particular. Caso seja grave ele lhe encaminhará ao posto de saúde.

Evite se ficar a menos de um metro de pessoas que estejam espirrando ou com algum sintoma de gripe.

Lave as mãos frequentemente com água e sabão, ou álcool em gel, não se esquecendo que após lavar, não deve tocar a torneira, de banheiros públicos,  com as mãos, use um papel ou toalha, na falta desse use o braço para desligar a torneira, nunca use as mãos.

Quando acabar a epidemia, vamos rezar muito para que isso aconteça, não  deixe os cuidados de lado, nem a higiene.

Em hipótese alguma viaje para locais de risco, a não ser que você já more, mesmo assim evite viajar para outros estados.

Caso esteja contaminado, não se desespere, faça o tratamento, e procure usar máscara para não transmitir a doença para crianças, gestantes e idosos, as maiores vítimas.

ATUALIZAÇÃO – 29 de Agosto de 2009

https://icommercepage.wordpress.com/2009/08/29/brasil-e-o-pais-com-o-maior-caso-de-mortes-pela-gripe-influenza-a-h1n1/

By Jânio.

agosto 12, 2009 Posted by | Saúde | , , , , , | 3 Comentários

Gripe influenza já matou 25 pessoas no Paraná.

influenza no Paraná.

influenza no Paraná.

O número de casos de pessoas infectadas pelo vírus da gripe Influenza cresceu no Paraná, se essa epidemia foi o primeiro teste, em época de globalização, atingindo todo o mundo, o Brasil falhou.

As autoridades responsáveis se sentem aliviadas, talvez pelo fato de o Brasil não ser o único país afetado em grande proporção, e, principalmente, pelo fato de a doença não ser fatal para todos os infectados.

Os fatores de risco, gestantes, bebês e idosos, além de pessoas que já tiveram doenças sérias, como pneumonia, bronquite, tuberculose, portanto com baixa imunidade, passam a ser as maiores vítimas. As pessoas que nós, a sociedade, deveríamos cuidar, passam a ser as maiores vítimas de nosso despreparo.

Cada história que se ouve, dá-nos a certeza do sofrimento que as pessoas infectadas passam, como a menina que morreu dentro do avião, vindo da Disney. A falha no atendimento, lá, supostamente um país desenvolvido, deixa claro a certeza que cada um de nós deve se preocupar com seus parentes mais próximos.

A medida que a doença se espalha, notamos que novos cuidados são adotados, o problema é que o crescimento da doença é muito mais rápido que as providências tomadas pelas autoridades competentes.

Paira uma suspeita no ar – será que o número de vítimas divulgados é o número real? – em minha região, tem morrido algumas pessoas com boatos da doença, mas não estão registrados. O Paraná, que só tinha um caso de vítima fatal, desde o último artigo que eu escrevi sobre a doença, hoje, já está com 50 vítimas fatais, além de mais de 600 casos de contaminação, mais de um terço dos exames deram positivo, o que leva a crer que haverá muita tristeza no estado.

Após os primeiros sinais dos exames médicos, que deram positivo, as férias dos alunos foram prorrogadas, preventivamente, por uma semana, o que com certeza não será suficiente, como se observa o aumento da epidemia.

No estado do Rio de Janeiro, antes de ontem, já haviam registros de cinco mortes de gestantes, o que fez com que autoridades afastassem as atendentes e profissionais gestantes da área de risco.

Em Ponta Grossa, interior do Paraná, cidade próxima a Curitiba, o aumento dos casos levou o Prefeito da cidade a “convidar” todos os médicos a aderirem a campanha de combate a doença, os médicos não aceitaram, nem os aposentados, foi aberto concurso para contratação de novos funcionários, para a combate da epidemia, não apareceram candidatos.

No Oeste do Paraná, em Cascavel, na fronteira com o Paraguai , os bombeiros e militares do Exército tem trabalhado no sentido de conscientizar a população sobre riscos, formas de prevenção, além de efetuarem pesquisas sobre pessoas que tiveram contado, ou que vieram de regiões de risco.

Em Londrina, no norte, a reclamação é de que a demora pode chegar até a doze horas, o que pode atrapalhar bastante o combate a doença.

Esses fatos nos levam a uma conclusão, a falta de humanidade das pessoas se refletem em nossos representantes, na falta de justiça no país. Uma população alienada reflete uma política irresponsável.

O estado do Rio Grande do Sul, primeiro estado a sentir o forte impacto da epidemia, estima que o número de contágio deva atingir a cerca de 200 mil, como todos nós sabemos que essas previsões geralmente são otimistas, melhor nos cuidarmos melhor, evitar aglomerações, locais fechados, lavar as mãos com água e sabão, e, na falta desse, álcool gel, próprio para limpeza.

Lembrando que quanto mais cedo o atendimento da doença, que apresenta sintomas semelhante a gripe, com temperatura acima dos 38 graus, dores de cabeça, calafrios, além de gripes abruptas, o que leva a um atendimento de todas as pessoas com gripe, imediatamente, para observação.

O problema só não foi maior, porque o Brasil vem sofrendo com a dengue, já há algum tempo, principalmente no Rio, e não é de hoje. onde até o exército tem participado das campanhas.

Pelo que se nota, o Exército deverá adotar novas táticas de guerra, daqui para frente. A guerra contra a dengue, no Rio, provocou baixas no grupo de soldados, como era de se esperar, quando um grupo de pessoas, não preparado para essa função, é designada para o serviço.

No caso da gripe Influenza, graças a Deus, o Exército não teve nenhum caso de contaminação entre seus soldados, até agora.

Uma certeza que fica é que, quanto menos políticos tomarem decisões nessa epidemia, menos desastrosa sera a atuação no combate da doença.

Atualização em 23 de agosto de 2009.

São Paulo com 179 óbitos Paraná 142, Rio Grande do Sul 93, Rio 47, Santa Catarina 11, Minas 8, Paraíba 2, Bahia 1, Pará 1, Rondônia 1, Mato Grosso do Sul 1 e Amazonas 1, além do Distrito Federal 1.

ATUALIZAÇÃO – 29 de Agosto de 2009

https://icommercepage.wordpress.com/2009/08/29/brasil-e-o-pais-com-o-maior-caso-de-mortes-pela-gripe-influenza-a-h1n1/

By Jânio.

agosto 6, 2009 Posted by | Saúde | , , | 3 Comentários

São Paulo passa a ser o centro da Gripe Influenza no Brasil.

influenza em São Paulo

influenza em São Paulo

O mapa da epidemia começa a se definir no Brasil, a epidemia que tinha como suposta porta de entrada os aeroportos, mostrou sua periculosidade onde o Brasil sempre foi mais frágil, nas fronteiras.

O mundo é um ambiente de aprendizados constantes, quando não há interesse, ou quando o interesse está focado para outro objetivo, egoístas e de ganância, acontece isso que estamos vendo, tudo se repetindo.

Já vimos esta história, quando houve o despreparo com o controle de entrada de gado no Brasil, provocando um prejuízo para os criadores, a carne brasileira foi boicotada no mundo inteiro. A situação só não foi pior porque o Brasil é um dos maiores produtores de alimentos do mundo.

No caso da Gripe Influenza, novamente a vigilância sanitária revelou  a debilidade da infra-estrutura no Brasil. No caso do gado, muita gente chegou a conclusão que associações de criadores, agropecuaristas, poderiam controlar esta situação, não deixando o Governo despreparado cuidar deste controle.

Outro fato que tem me chamado muito a atenção, é o fato do brasileiro estar tão acomodado, primeiro por parte do Governo, ao afirmar que tudo estava sobre controle, agora, por parte do próprio povo.

Nós temos a informação da internet, muito mais verdadeira e completa do que todas as outras mídias juntas, falta só o bom senso das pessoas.

Estou sentindo que as pessoas estão pensando a mesma coisa que o Governo, a ideia de que todo o povo tem o Governo que merece, ou seja, nossos representantes são o nosso espelho, me assusta.

Os casos da gripe, aparentemente, se estabilizaram no Rio Grande do sul, isto aconteceu também no Paraná, mas em São Paulo o número disparou e ultrapassou o número de casos do Ro Grande do Sul.

Depois que os casos se alastram, começa-se a pensar em divulgar notícias, como ninguém pode sair de casa, as escolas devem ser fechadas, depois que epidemia se espalha nem precisa mais dizer isso. Estou com um péssimo presságio de que São Paulo vai passar pela mesma situação do México.

Devido a gripe se espalhar com extrema facilidade em aglomerações, era inevitável que a região metropolitana de São Paulo fosse  se transformar no principal foco de contágio do Brasil.

A ideia de descartar o prolongamento das férias dos alunos, a meu ver foi um erro, medidas de prevenção devem ser tomadas antes e não depois, estou cansado de dizer que o Brasil prefere remediar a se prevenir.

Vamos deixar a ganância de lado e pensar como seres humanos que somos, quando emitido o alerta, vamos parar, pensar e tomar a decisão certa.

Nós tivemos todo o tempo do mundo para tomar todas as precauções, para planejar os melhores procedimentos a serem tomados.

Dá para entender que o México e os EUA não tenham tido tempo de se prevenir e planejar contra esta terrível doença, mas nós tivemos muito tempo, não há desculpa. Usar as estatística para se explicar dizendo que a gripe apresenta uma mortalidade bem menor do que a esperada é, no mínimo, desumana.

Se eu tivesse filhos nas regiões mais afetadas, eu começaria a pensar mais nisto.

Pelo que foi constatado pelos médicos as crianças são as maiores vítimas, devemos evitar viajar com nossos bebês, evitar as escolas. Se não houver outro jeito, esteja preparado, tomando as medidas de higiene, tão necessárias neste momento.

Atualização em 23 de agosto de 2009.

Atualização em 23 de agosto de 2009.

São Paulo com 179 óbitos Paraná 142, Rio Grande do Sul 93, Rio 47, Santa Catarina 11, Minas 8, Paraíba 2, Bahia 1, Pará 1, Rondônia 1, Mato Grosso do Sul 1 e Amazonas 1, além do Distrito Federal 1.

ATUALIZAÇÃO  – 29 de Agosto de 2009

https://icommercepage.wordpress.com/2009/08/29/brasil-e-o-pais-com-o-maior-caso-de-mortes-pela-gripe-influenza-a-h1n1/

By Jânio.

julho 25, 2009 Posted by | Saúde | , , , , , , | 2 Comentários

   

Karmas e DNA.

Direitos autorais: Fernanda vaz.

Academia New Star Fitness

A fine WordPress.com site

Gramofone Lunar

Músicas, Versos e Outras Histórias

baconostropicos

Documentário "Baco nos Trópicos"

relutante

leve contraste do sentimentalismo honorário

entregue a solidão

é oque me resta falar e oque me sobra sentir

RB Solutions

Soluções em informática, comunicação e tecnologia

Bora' para Ireland

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever

sarahrosalie

A topnotch WordPress.com site

Suburban Wars

"Let's go for a drive, and see the town tonight"

Made in Blog

Política, curiosidades, notícias, entretenimento, blogosfera,

%d blogueiros gostam disto: